Base de dados : LILACS
Pesquisa : I01.880.604.473 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2221 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 223 ir para página                         

  1 / 2221 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-847560
Autor: Gessi, Hennan.
Título: As dimensões do lazer no tempo: a configuração dos parques na cidade de São Paulo / Leisure dimensions in time: the setting of parks in São Paulo
Fonte: Licere (Online);19(3):https://seer.ufmg.br/index.php/licere/article/view/2947/2151, set. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: Diversos interesses e conflitos estão presentes na organização do lazer no decorrer do tempo, da regulamentação do direito ao lazer à conformação de estruturas adequadas para o desfrute da população, do efeito regenerativo sobre o trabalhador, a exploração de seu potencial econômico diante do surgimento da indústria do lazer e o incentivo ao consumo. Sendo assim, visando compreender as dimensões do lazer no tempo, o artigo inicialmente abordará sobre a construção do conceito de lazer, expondo as formulações elaboradas por estudiosos do campo. Analisado o conceito de lazer, refletiremos sobre a relação entre lazer, espaço e tempo, tendo como base o processo de implantação dos parques na cidade de São Paulo no contexto de sua expansão urbana, salientando, especialmente, a influência europeia e norte-americana no que tange aos distintos modelos surgidos na capital paulista.

Several interests and conflicts are placed in the leisure organization over time, from the regulation of the right to leisure, to the conformation of adequate facilities for the enjoyment, the regenerative effect on the worker, the exploitation of its economic potential by the industries of leisure that increases the consumption. Therefore, trying to understand the dimensions of the leisure time, the article will argue about the construction of the concept of leisure, exposing the formulations developed by the field. Buy the analyses of the concept of leisure, we reflect the relationship between leisure, space and time, based on the process of implementation of the parks in the city of São Paulo during its urban expansion, especially, the European and American influence in the models adopted in São Paulo.
Descritores: Tempo
Características Culturais
Parques Recreativos
Direitos Humanos
Atividades de Lazer
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  2 / 2221 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-847562
Autor: Lopes, Tarcila Betas; Santos, Dalva de Cássia Sampaio dos; Isayama, Helder Ferreira.
Título: Reflexões sobre a política social e a política de lazer no Brasil / Analisis on social policy and leisure policy in Brazil
Fonte: Licere (Online);19(3):https://seer.ufmg.br/index.php/licere/article/view/2949/2153, set. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: É a partir da Constituição Brasileira de 1988 que o lazer passa a integrar o rol de direitos sociais, no entanto, o tema é tratado como conteúdo das políticas públicas, desde a década de 1930, juntamente com a tentativa de instituição de um Estado de Bem estar Social Brasileiro. Nesse contexto, o objetivo deste texto é discutir e analisar o lazer como direito social no Brasil tendo como referência três períodos de inovação e produção legislativa na área social (1930 a 1964; 1964 a 1985 e 1985 até os dias atuais).

The Brazilian Constitution of 1988 turned leisure one of the social rights. This subject has been treated as contents of public policies since the 1930s, along with the attempt to impose the Welfare State Brazilian. In this context, the aim of this paper is to analyze the leisure and social rights in Brazil with reference to three periods of innovation and legislative production in the social area (1930-1964, 1964-1985 and 1985 to the present day).
Descritores: Política Pública
Participação da Comunidade
Direitos Humanos
Atividades de Lazer
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  3 / 2221 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-859950
Autor: Brown, Colin; Heller, Léo.
Título: Development cooperation in water and sanitation: is it based on the human rights framework?
Fonte: Ciênc. saúde coletiva;22(7):2247-2256, jul. 2017.
Idioma: en; es.
Resumo: The water and sanitation sector is verifiably receiving increased attention and funding through international development cooperation. Not least because of the way that it affects incentives and institutions in partner countries, development cooperation can have either positive or negative effects on human rights though. The consolidated frameworks for the human rights to water and sanitation is becoming linked to the international community's coordinated development efforts, as evidenced notably in the 2030 Agenda for Sustainable Development. However, a review of major funders' official policies for development cooperation in the sector suggests that many only partially endorse the frameworks for the human rights to water and sanitation. An observation of development cooperation flows to the sector allows the hypothesis to be advanced that worldwide inequalities in access to these services may be reduced through a full and clear application of the human rights framework in development cooperation activities. The article presents findings of this research and explores key stakes for development cooperation in the water and sanitation sector that are relevant for their ability to either negatively or positively contribute to the realization of human rights.

O setor de água e esgotos vem recebendo crescente atenção e financiamento por meio da cooperação internacional para o desenvolvimento. Não apenas devido à forma como tal cooperação afeta incentivos e instituições nos países parceiros, esta pode trazer efeitos positivos ou negativos para os direitos humanos. O marco consolidado para os direitos humanos à água e ao esgotamento sanitário vem sendo associado aos esforços da cooperação para o desenvolvimento promovido pela comunidade internacional, como evidenciado na Agenda para o Desenvolvimento Sustentável de 2030. No entanto, uma revisão das políticas oficiais dos maiores financiadores no setor sugere que muitos deles endossam apenas parcialmente os marcos dos direitos humanos à água e aos esgotos. A observação dos fluxos dessa cooperação para o setor permite formular a hipótese de que as desigualdades no acesso a esses serviços em várias partes do mundo podem ser reduzidas com a plena e clara aplicação do marco dos direitos humanos nas atividades de cooperação para o desenvolvimento. O artigo apresenta achados dessa pesquisa e explora desafios chave para a cooperação para o desenvolvimento no setor de água e esgotos que são relevantes para impactar tanto negativamente quanto positivamente os direitos humanos.
Descritores: Saúde Pública
Saneamento Básico
Cooperação Internacional
-Países em Desenvolvimento
AMBULATORY SURGICAL PROCEDURES9TEMEFOS
Direitos Humanos
Limites: Humanos
Responsável: BR2260 - NETHIS - Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde


  4 / 2221 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-859774
Autor: Castillo, Camilo Hernán Manchola; Garrafa, Volnei; Cunha, Thiago; Hellmann, Fernando.
Título: Access to health care as a human right in international policy: critical reflections and contemporary challenges
Fonte: Ciênc. saúde coletiva;22(7):2151-2160, jul. 2017.
Idioma: en; es.
Resumo: Using the United Nations (UN) and its subordinate body, the World Health Organization (WHO), as a frame of reference, this article explores access to healthcare as a human right in international intergovernmental policies. First, we look at how the theme of health is treated within the UN, focusing on the concept of global health. We then discuss the concept of global health from a human rights perspective and go on to outline the debate surrounding universal coverage versus universal access as a human right, addressing some important ethical questions. Thereafter, we discuss universal coverage versus universal access using the critical and constructivist theories of international relations as a frame of reference. Finally, it is concluded that, faced with the persistence of huge global health inequalities, the WHO began to reshape itself, leaving behind the notion of health as a human right and imposing the challenge of reducing the wide gap that separates international intergovernmental laws from reality.
Descritores: Saúde Global
Acesso aos Serviços de Saúde
Direitos Humanos
-BIURETABDOMINAL INJURIES
Internacionalidade
Políticas Públicas de Saúde
Limites: Humanos
Responsável: BR2260 - NETHIS - Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde


  5 / 2221 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-904334
Autor: Bernardes, Edilene Mendonça; Ventura, Carla Aparecida Arena.
Título: A sociologia das ausências como referencial teórico para a pesquisa em enfermagem psiquiátrica e em saúde mental / La sociología de las ausencias como referencial teórico para la investigación en enfermería psiquiátrica y en salud mental / Sociology of absences as a theoretical reference for research in psychiatric nursing and in mental health
Fonte: Texto & contexto enferm;26(4):e00720017, 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: analisar possíveis contribuições do referencial teórico da Sociologia das Ausências, especificamente, da Ecologia de Saberes, para a construção de conhecimentos na área de enfermagem psiquiátrica e em saúde mental. Método: trata-se de um estudo qualitativo com análise de conteúdo, especificamente, a análise temática. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com pessoas com transtornos mentais ou em sofrimento mental e/ou com seus familiares, usuárias do serviço da Defensoria Pública do Estado de São Paulo em regionais do Interior e da Região Metropolitana. No total, foram sete entrevistas realizadas tendo a participação de nove usuários do serviço. Resultados: a análise de dados foi organizada em três blocos temáticos: 1) condições de existência das pessoas que recorrem à Defensoria Pública do Estado de São Paulo com demanda de saúde mental; 2) Trajetória de busca por acesso aos direitos; e 3) A busca por acesso à Justiça na Defensoria Pública do Estado de São Paulo. Identifica-se, no relato dos trabalhos desenvolvidos descritos pela demanda de saúde mental, que a instituição procura desenvolver uma escuta qualificada, possibilitando reconhecer as diferentes formas de existências e de necessidades de uma parcela da população tradicionalmente invisibilizada socialmente; o usuário do serviço com demanda de saúde mental e sujeito de direito. Conclusão: os resultados possibilitam identificar que o referencial teórico proposto pela Sociologia das Ausências pode ser considerado como alternativa promissora para ampliar as discussões teórico-metodológicas àqueles que buscam maior compreensão de existência, cuidados e direitos das pessoas com transtornos mentais ou com sofrimento psíquico.

RESUMEN Objetivo: analizar posibles contribuciones del referencial teórico de la Sociología de las Ausencias, específicamente, de la Ecología de Saberes, para la construcción de conocimientos en el área de enfermería psiquiátrica y en salud mental. Método: se trata de un estudio cualitativo con análisis de contenido, específicamente, el análisis temático. Se realizaron entrevistas semiestructuradas con personas con trastornos mentales o en sufrimiento mental y / o con sus familiares, usuarias del servicio de la Defensoría Pública del Estado de São Paulo en regionales del Interior y de la Región Metropolitana. En total, fueron siete entrevistas realizadas con la participación de nueve usuarios del servicio. Resultados: el análisis de datos fue organizado en tres bloques temáticos: 1) condiciones de existencia de las personas que recurren a la Defensoría Pública del Estado de São Paulo con demanda de salud mental; 2) Trayectoria de búsqueda por acceso a los derechos; y 3) la búsqueda de acceso a la justicia en la Defensoría del Estado de São Paulo. Se identifica, en el relato de los trabajos desarrollados descritos por la demanda de salud mental, que la institución busca desarrollar una escucha cualificada, posibilitando reconocer las diferentes formas de existencias y necesidades de una parte de la población tradicionalmente invisibilizada socialmente; el usuario del servicio con demanda de salud mental y sujeto de derecho. Conclusión: los resultados posibilitan identificar que el referencial teórico propuesto por la Sociología de las Ausencias puede ser considerado como una alternativa prometedora para ampliar las discusiones teórico-metodológicas a aquellos que buscan mayor comprensión de existencia, cuidados y derechos de las personas con trastornos mentales o con sufrimiento psíquico.

ABSTRACT Objective: to analyze possible contributions of the theoretical reference of the Sociology of Absences; specifically, the Ecology of Knowledge, for the construction of knowledge in the field of psychiatric nursing and mental health. Method: qualitative study with thematic content analysis. Semi-structured interviews were conducted with people with mental disorders or in mental suffering, and/or their family members, who are users of the Public Defender's Office service of the State of São Paulo in several offices throughout the state. Seven interviews were conducted with nine users of the service. Results: the data analysis was organized into three thematic categories: 1) conditions of existence of people who resort to the Public Defender's Office of the State of São Paulo with mental health claim; 2) Pursuit for access to rights; and 3) Pursuit for access to justice in the Public Defender's Office of the State of São Paulo. It is possible to identify, in the collected statements regarding mental health claims, that the institution seeks to develop a qualified listening, which allows recognizing the different conditions of existence and needs of a portion of the population that is traditionally invisible for the society: the user with a mental health claim who is a subject of rights. Conclusion: the results make it possible to identify that the theoretical reference proposed by the Sociology of Absences can be considered as a promising alternative to broaden the theoretical-methodological discussions to those who seek for greater acknowledgment of existence and for greater care and rights for the people with mental disorders or in psychic suffering.
Descritores: Saúde Mental
Direito à Saúde
Direitos Humanos
Transtornos Mentais
Serviços de Saúde Mental
Limites: Humanos
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  6 / 2221 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-902254
Autor: Serrano Ceballos, Jorge; Granados Torres, Juan Martín; Avendaño González, Luis Eusebio Alberto.
Título: Equidad y desarrollo humano sobre la base del acceso al agua / Equity and human development on the basis of water access
Fonte: Rev. medica electron;39(supl.1):750-764, 2017.
Idioma: es.
Resumo: Al abordar el tema del agua es fundamental hablar de la carencia o deficiencia de los recursos hídricos en el mundo, ya sea porque para consumo humano sólo se tiene el 3% de agua del planeta, o bien por la cantidad de gente que carece de agua a nivel mundial. Estos dos supuestos polariza la situación del agua, por una parte quienes la consideran como un derecho humano, el cual es un servicio a cargo del estado, porque al insertarse en el texto constitucional de México se vinculó al Estado; por el otro lado, ante la insuficiencia de agua, se le concede el carácter de mercancía, y como tal se pretende que pueda tener el justo valor que requiere, al tratarse de un bien que poco a poco se vuelve más preciado, requiriendo de inversiones para su obtención y prestación del servicio. En cuanto a equidad, la primera de las posturas buscaría beneficiar a toda la población; pero la segunda determina que solo aquellos con el suficiente recurso económico podrán disponer de agua. El último razonamiento provocaría limitación de la existencia y vida digna de muchas personas que carecen de los recursos económicos suficientes para pagar por ella (AU).

To approach the concept of water in the present, it is essential to speak of the lack or deficiency of the water resources in the world, either because for human consumption is only 3% of water on the planet, or by the number of people whom deficiency of water worldwide. These two assumptions polarizes the water situation, on the one hand those who considered it as a human right, which is a service in charge of the state, because when isintroduced into the text of the Constitution of Mexico already link up to the State; on the other hand, given the insufficiency of water, is granted the nature of goods, and as such it is intended that may have the fair value that requires to be a well that little by little becomes more precious, requiring investment for their collection and provision of the service. With regard to equity, the first of the positions would seek to benefit the entire population; but the second determines that only those with sufficient economic resource may have water. The last reasoning would lead to limitation of the existence and dignified life of many people who lack the economic resources to pay for it (AU).
Descritores: Equidade no Acesso à Água/análise
Direitos Humanos/economia
-Abastecimento de Água/legislação & jurisprudência
Literatura de Revisão como Assunto
Constituição e Estatutos
Equidade no Acesso à Água/etnologia
Direitos Humanos/legislação & jurisprudência
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CU424.1 - Centro Provincial de Información de Ciencias Médicas


  7 / 2221 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1121092
Autor: Cunha, Maria de Fátima Diz Fernandez da.
Título: Bioética e direitos humanos na formação de enfermeira / Bioethics and human rights in nursing education.
Fonte: Salvador; s.n; 2008. 121P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A formação de enfermeiras, com o desafio da transformação acelerada da realidade social e da escala de valores, tem passado por mudanças que colaboram nas sucessivas estruturações dos projetos pedagógicos. Com intuito de despertar a reflexão e o senso crítico dos estudantes, foi proposto esse estudo exploratório, descritivo e de natureza qualitativa, tendo como objeto as contribuições dos conteúdos de bioética e direitos humanos na formação de enfermeiras. A questão de pesquisa foi quais são as contribuições que os conteúdos de bioética e direitos humanos trazem para a formação de enfermeiras, na perspectiva de graduandas de enfermagem. Objetiva conhecer as contribuições dos conteúdos de Bioética e Direitos Humanos na formação de enfermeiras na perspectiva de graduandas de dois cursos de Enfermagem da cidade de Salvador-Ba. Metodologia: as colaboradoras foram graduandas de Enfermagem que cursavam os quatro últimos semestres de dois cursos. Após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa foi efetuada a coleta das informações através de entrevista aberta guiada por três questões: a) Como foram apresentados os conteúdos de bioética e direitos humanos no currículo de graduação por você vivenciado? b) Quais os conteúdos relativos à bioética e direitos humanos que estiveram presentes durante o período de sua formação profissional como enfermeira? c) Fale-me sobre as contribuições que os conteúdos de bioética e direitos humanos deram à sua formação profissional de enfermeira. A análise compreensiva possibilitou a construção de cinco categorias empíricas: Como foram introduzidos os conteúdos de bioética, direitos humanos e deontologia na formação profissional de enfermeiras; Apresentando as estratégias de ensino aprendizagem utilizados na disciplina bioética; Avaliando as contribuições dos conteúdos de bioética e direitos humanos para sua formação profissional; Estabelecendo estratégias e condutas diante de dilemas éticos/bioéticos durante sua formação profissional e Expressando críticas aos conteúdos e as estratégias metodológicas no processo ensino aprendizagem Diante do exposto, foi possível conhecer as contribuições dos conteúdos de bioética e direitos humanos na formação profissional de enfermeiras e como estes estão sendo apresentados em duas instituições de ensino de Salvador. Concluiu-se que nas instituições estudadas, o ensino da bioética e dos direitos humanos no modelo de ensino aprendizagem que está posto e utilizado, para esses conteúdos, não dá conta da especificidade destes para promover uma reflexão e o desenvolvimento do senso crítico na graduanda de enfermagem durante a sua formação. A transversalidade foi percebida apenas em uma das vinte e três entrevistas. Serão importantes novos estudos que envolvam o docente, as facilidades e dificuldades enfrentadas para o ensino da bioética, despertando o interesse para a sua formação/capacitação, bem como a formulação de novos projetos pedagógicos que redirecionem o ensino destes conteúdos que se encontra no enfoque deontológico, centrado em discussões conceituais, para um ensino transversal, por meio de estratégias pró-ativas que incentivem a reflexão, conseqüentemente, a formação do senso crítico cidadão. (AU)
Descritores: Bioética
Capacitação de Recursos Humanos em Saúde
Ética em Enfermagem
Direitos Humanos
-Currículo
Educação em Enfermagem
Capacitação Profissional
Limites: Humanos
Adulto
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  8 / 2221 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Bertolozzi, Maria Rita
Texto completo
Id: biblio-990657
Autor: Padoveze, Maria Clara; Juskevicius, Luize Fábrega; Santos, Talita Raquel dos; Nichiata, Lúcia Izumi; Ciosak, Suely Itsuko; Bertolozzi, Maria Rita.
Título: The concept of vulnerability applied to Healthcare-associated Infections / El concepto de la vulnerabilidad aplicado a las Infecciones Relacionadas con la Atención de la Salud / O conceito de vulnerabilidade aplicado às Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde
Fonte: Rev. bras. enferm;72(1):299-303, Jan.-Feb. 2019. tab.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP.
Resumo: ABSTRACT Objective: To discuss the potentialities of using the concept of vulnerability to support measures for preventing and controlling healthcare-associated infections (HAIs). Methods: This theoretical study was conducted in steps: 1) presentation of markers that frame the concept of vulnerability; 2) presentation of the characteristics of the health events to which the concept of vulnerability is intended to be applied; 3) identification of research gaps that could be potentially filled by using the concept of vulnerability; 4) identification of the potentialities of using the concept of vulnerability to deal with HAIs. Results: Proposal of a framework for analyzing HAIs from a vulnerability perspective, including the individual and collective dimensions. Conclusion: Using the concept of vulnerability to study and deal with HAIs favors a new approach to an old problem, unlike the dominant studies that highlight the individual aspects of the practices in healthcare services.

RESUMEN Objetivo: Discutir las potencialidades del uso del concepto de la vulnerabilidad para basar las acciones de prevención y control de las Infecciones Relacionadas con la Asistencia Sanitaria (IRAS). Método: Estudio de base teórica, realizado en etapas: 1) presentación de los marcadores que componen el concepto de la vulnerabilidad, 2) presentación de las características del agravio al que se pretende aplicar el concepto de la vulnerabilidad; 3) identificación de las lagunas de investigación que pueden ser potencialmente cumplimentadas por medio del uso del concepto; 4) identificación de las potencialidades del uso del concepto para el manejo de las IRAS. Resultados: Propuesta de un marco de análisis de las IRAS bajo la perspectiva de la vulnerabilidad, componiendo dimensiones individuales y colectivas. Conclusión: El uso del concepto de la vulnerabilidad en el estudio y manejo de las IRAS favorece una nueva mirada sobre un antiguo problema, diferente de los estudios hegemónicos que tratan de destacar los aspectos individuales relativos a las prácticas de atención en los servicios de salud.

RESUMO Objetivo: discutir as potencialidades do uso do conceito de vulnerabilidade para embasar as ações de prevenção e controle das Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS). Método: estudo de base teórica, realizado em etapas: 1) apresentação dos marcadores que compõem o conceito de vulnerabilidade; 2) apresentação das características do agravo ao qual se pretende aplicar o conceito de vulnerabilidade; 3) identificação de lacunas de pesquisa que podem ser potencialmente preenchidas por meio do uso do conceito; 4) identificação das potencialidades do uso do conceito para o manejo de IRAS. Resultados: proposta de um quadro de análise das IRAS na perspectiva da vulnerabilidade, compondo dimensões individual e coletiva. Conclusão: o uso do conceito de vulnerabilidade no estudo e manejo de IRAS favorece um novo olhar sobre um antigo problema, diferente dos estudos hegemônicos que tratam de destacar os aspectos individuais relativos às práticas de atenção nos serviços de saúde.
Descritores: Doenças Transmissíveis/classificação
Populações Vulneráveis
Doença Iatrogênica/prevenção & controle
-Brasil/epidemiologia
Doenças Transmissíveis/epidemiologia
Fatores de Risco
Direitos Humanos
Doença Iatrogênica/epidemiologia
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 2221 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-1126867
Autor: Díaz Bernal, Zoe.
Título: El color de la piel importa en Cuba y el género también / Both Skin Color and Gender Matter in Cuba
Fonte: Rev. cuba. salud pública;46(2):e1823, abr.-jun. 2020. tab.
Idioma: es.
Resumo: Esta comunicación breve pretende aportar argumentos acerca de la importancia de considerar al color de la piel y al género como categorías que se intersecan en los análisis sobre determinación social en la salud. Para ello se ofrecen ejemplos de resultados investigativos previos, que ilustran el panorama contemporáneo en la Cuba de hoy. A la vez se problematiza sobre el pensamiento hegemónico en salud y se pondera aquel que caracteriza a la medicina social, con el fin de ubicar el enfoque socio-antropológico que reclaman estos temas(AU)

This brief communication is aimed at providing supporting ideas about the importance of considering skin color and gender as categories that are relevant for the analysis of social determinants of health. In view of that, we offer examples of previous research outcomes that show the contemporary situation in Cuba. At the same time, we approached the problem of hegemonic thinking in health, focusing on thinking as an aspect inherent in social medical care, in order to highlight the socio-anthropologic approach required for treating these topics(AU)
Descritores: Pigmentação da Pele
Igualdade de Gênero
-Cuba
Direitos Humanos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  10 / 2221 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Teixeira, Enéas Rangel
Texto completo
Id: biblio-990715
Autor: Silva, Marcos Andrade; Teixeira, Enéas Rangel; Pereira, Eliane Ramos; Silva, Rose Mary Costa Rosa Andrade; Rocha, Renata Carla Nencetti Pereira; Rondon, Sonia Olinda Velásquez.
Título: Health as a right and the care of the self: conception of nursing professionals / Salud como derecho y cuidado de sí: concepción de los profesionales de enfermería / Saúde como direito e cuidado de si: concepção dos profissionais de enfermagem
Fonte: Rev. bras. enferm;72(supl.1):159-165, Jan.-Feb. 2019.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To analyze health as a right from the perspective of care of the self, in the conception of nursing professionals. Method: Qualitative study, carried out in a Federal Hospital of the city of Rio de Janeiro, with the participation of 10 nurses and 20 nursing technicians through interviews recorded, transcribed and analyzed in light of the Discursive Textual Analysis. Results: Two categories emerged: Health as the right of professionals and their "non-right" to health; and Care of the self for the health professional: work and torture. Conclusion: There are many challenges to overcome, such as the search for satisfactory public funding, the need to improve the quality of Primary Health Care services, the implementation of a care model compatible with the country's demographic and epidemiological situation; all professionals need an effective endorsement for care of the self, such as their knowledge of the right to health.

RESUMEN Objetivo: Analizar la salud como derecho en la perspectiva del cuidado de sí, en la concepción de los profesionales de enfermería. Método: Estudio cualitativo realizado en un Hospital Federal de la ciudad de Río de Janeiro, con la participación de 10 enfermeros y 20 técnicos en enfermería mediante entrevistas grabadas, transcritas y analizadas a la luz del Análisis Textual Discursivo. Resultados: Se plantearon dos categorías: La salud como derecho del profesional y su "no derecho" a la salud; y El cuidado de sí para el profesional de la salud: trabajo y suplicio. Conclusión: Muchos son los desafíos a superar, tales como la búsqueda de un financiamiento público satisfactorio, la necesidad de mejorar la calidad de los servicios de Atención Primaria de Salud, la implementación de un modelo asistencial compatible con la situación demográfica y epidemiológica del país; todos los profesionales necesitan una efectiva atención para el cuidado de sí, como el conocimiento de sí en la búsqueda del derecho a la salud.

RESUMO Objetivo: Analisar a saúde como direito na perspectiva do cuidado de si, na concepção dos profissionais de enfermagem. Método: Estudo qualitativo realizado em um Hospital Federal da cidade do Rio de Janeiro, com a participação de 10 enfermeiros e 20 técnicos em enfermagem mediante entrevistas gravadas, transcritas e analisadas à luz da Análise Textual Discursiva. Resultados: Emergiram duas categorias: A saúde como direito do profissional e o seu "não direito" à saúde; e O cuidado de si para o profissional de saúde: trabalho e suplício. Conclusão: Muitos são os desafios a superar, tais como a busca de um financiamento público satisfatório, a necessidade de melhorar a qualidade dos serviços de Atenção Primária à Saúde, a implementação de um modelo assistencial compatível com a situação demográfica e epidemiológica do país; todos os profissionais precisam de uma efetiva visada para cuidado de si, como o conhecimento de si na busca pelo direito à saúde.
Descritores: Assistência à Saúde/métodos
Direitos Humanos/psicologia
Enfermeiras e Enfermeiros/psicologia
-Autocuidado/métodos
Brasil
Pesquisa Qualitativa
Enfermeiras e Enfermeiros/normas
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 223 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde