Base de dados : LILACS
Pesquisa : I01.880.604.473.380 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 258 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 26 ir para página                         

  1 / 258 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1250537
Autor: Freitas, Lêda Gonçalves de; Santos, Benedito Rodrigues dos; Santos, Luciana da Silva; Silva, Eloísa Valéria da.
Título: Quando ser menina é ruim: percepções de gênero em crianças e adolescentes / Cuando ser niña es malo: percepciones de género en niños y adolescentes / When being a girl is bad: gender perceptions in children and adolescents
Fonte: Psicol. soc. (Online);33:e225927, 2021. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: CNPQ; . MEC; . CAPES.
Resumo: Resumo Este artigo é um recorte da pesquisa que analisou as percepções de meninas de 6 a 14 anos sobre os aspectos que facilitam e/ou impedem o desenvolvimento de suas habilidades e a garantia de seus direitos a partir do ambiente familiar, escolar, comunitário e social. O estudo teve abordagem plurimetodológica e abrangeu as cinco regiões do Brasil. Em particular, destaca-se a percepção de meninas a partir do exame das respostas a duas questões. Observou-se que as meninas argumentam os aspectos negativos de gênero a partir de quatro grandes fatores: (a) violência sexual, (b) comportamentos e estética, (c) relação com o corpo e sexualidade e (d) responsabilidades e restrição da liberdade. Em todos eles, os discursos das meninas confirmam o quanto as relações de poder são determinantes nas concepções, representações e práticas de gênero ainda hegemônicas na sociedade.

Resumen Este artículo es un recorte de la investigación que analizó las percepciones de niñas de 6 a 14 años sobre los aspectos que facilitan y/o impiden el desarrollo de sus habilidades y la garantía de sus derechos, desde el ambiente familiar, escolar, comunitario y social. El estudio tuvo un enfoque plurimetodológico y abarcó las cinco regiones de Brasil. En particular, se destaca la percepción de las niñas a partir del examen de las respuestas a dos cuestiones. Se observó que las niñas argumentan los aspectos negativos de género a partir de cuatro grandes factores: (i) violencia sexual, (ii) comportamientos y estética, (iii) relación con el cuerpo y sexualidad y (iv) responsabilidades y restricción de la libertad. En todos ellos, los discursos de las niñas confirman cuánto las relaciones de poder son determinantes en las concepciones, representaciones y prácticas de género aún hegemónicas en la sociedad.

Abstract This article is a clipping of a research that analyzed the perceptions of girls aged 6-14 on the aspects that facilitate and/or prevent the development of their abilities, and the guarantee of their rights, from their family, school, community and social environment. The study had a multi-methodological approach and covered Brazil's five regions. In particular, the girls' perception stands out based on the examination of their answers to two questions. It was observed that the girls argue negative aspects of gender from four big factors: (a) sexual violence, (b) behavior and aesthetics, (c) relations with the body and sexuality, and (d) responsibilities and freedom restriction. In all of them, the girls' discourses confirm how power relations are determinant in the conceptions, representations and practices of gender that are still hegemonic in society.
Descritores: Mulheres
Criança
Adolescente
Feminismo
Violência de Gênero
Iniquidade de Gênero
-Percepção
Comportamento
Brasil
Poder Psicológico
Sexualidade
Estética
Liberdade
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Responsável: BR1896.1 - Biblioteca


  2 / 258 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1145832
Autor: Carvalho, Patricia Anjos Lima de; Santos, Vanessa Thamyris Carvalho dos; Soares, Ricardo Henrique; Oliveira, Márcia Aparecida Ferreira de; Fornasier, Rafael Cerqueira; Sena, Edite Lago da Silva.
Título: Reflexividade do sensível e do cuidado à família no contexto da saúde mental / Reflexivity of the sensitive and family care in the context of mental health / Reflexividad de lo sensible y de la atención familiar en el contexto de la salud mental
Fonte: Rev. enferm. UERJ;28:e53264, jan.-dez. 2020.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: descrever a experiência de famílias que vivenciam o sofrimento mental em dispositivos existenciais presentes no território. Método: estudo descritivo, de abordagem qualitativa, fundamentado na fenomenologia de Merleau-Ponty. Com aprovação do comitê de ética em pesquisa, o estudo foi desenvolvido entre julho de 2017 e junho de 2018 em um município da Bahia, Brasil, com a participação de dez famílias, representadas por 24 pessoas. Os dados foram coletados por meio de entrevistas fenomenológicas e rodas de intersubjetividade, tendo sido analisados pela técnica analítica da ambiguidade. Resultados: as descrições foram categorizadas em: família como lugar de re(construção) de virtudes relacionais e liberdade como dispositivo existencial de cuidado. Conclusão: o estudo demostrou o potencial da família para se constituir como espaço de promoção de virtudes e fortalecimento de vínculos; e ressaltou a importância da construção e valorização de experiências dialógicas, a exemplo das rodas de intersubjetividade, que se mostraram como relevante estratégia de cuidado em saúde mental.

Objective: to describe the experience of families who experience mental suffering in existential spaces in the territory. Method: this qualitative, descriptive study, based on the phenomenology of Merleau-Ponty and approved by the research ethics committee, was conducted between July 2017 and June 2018 in a municipality in Bahia, Brazil, with the participation of ten families, represented by 24 people. Data were collected in phenomenological interviews and intersubjectivity groups, and then analyzed using the ambiguity analysis technique. Results: the resulting descriptions were categorized into the family as a place for re(building) relational virtues and freedom as an existential space for care. Conclusion: the study demonstrated the family's potential to constitute a space for promoting virtues and strengthening bonds, and highlighted the importance of building and valuing dialogical experiences, such as the intersubjectivity groups, which proved to be a substantial mental health care strategy.

Objetivo: describir la vivencia de familias que experimentan sufrimiento mental en espacios existenciales del territorio. Método: este estudio cualitativo, descriptivo, basado en la fenomenología de Merleau-Ponty y aprobado por el comité de ética en investigación, se realizó entre julio de 2017 y junio de 2018 en un municipio de Bahía, Brasil, con la participación de diez familias, representadas por 24 personas. Los datos fueron recolectados en entrevistas fenomenológicas y grupos de intersubjetividad, y luego analizados usando la técnica de análisis de ambigüedad. Resultados: las descripciones resultantes se categorizaron en la familia como lugar de reconstrucción de las virtudes relacionales y la libertad como espacio existencial para el cuidado. Conclusión: el estudio demostró el potencial de la familia para constituir un espacio de promoción de virtudes y fortalecimiento de vínculos, y destacó la importancia de construir y valorar experiencias dialógicas, como los grupos de intersubjetividad, que resultó ser una estrategia sustancial de atención en salud mental.
Descritores: Família/psicologia
Saúde Mental
Virtudes
Relações Familiares
Liberdade
-Filosofia em Enfermagem
Estresse Psicológico/reabilitação
Brasil
Pesquisa Qualitativa
Serviços de Saúde Mental
Limites: Humanos
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  3 / 258 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1118069
Autor: Oliveira, Karlayne Reynaux Vieira de; Santos, Amuzza Aylla Pereira dos; Vieira, Maraysa Jessyca de Oliveira; Pimentel, Elaine; Comassetto, Isabel; Silva, Jovânia Marques de Oliveira e.
Título: Percepção de mulheres encarceradas sobre o acesso à saúde como ferramenta de ressocialização / Women prison inmates' perceptions of access to health as a tool for resocialization / Percepción de las mujeres reclusas sobre el acceso a la salud como herramienta de resocialización
Fonte: Rev. enferm. UERJ;28:e49514, jan.-dez. 2020.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: desvelar a percepção das mulheres sobre o acesso aos serviços de saúde como ferramenta do processo de ressocialização. Método: trata-se de um estudo fenomenológico-sociológico, qualitativo, realizado entre novembro de 2018 e novembro de 2019, com 10 mulheres de um estabelecimento prisional feminino de Maceió, Alagoas. Resultados: as participantes possuíam de 22 a 54 anos, ensino fundamental incompleto, pardas, solteiras, já haviam vivenciado a maternidade. Emergiram duas categorias temáticas: percepções do acesso aos serviços de saúde: a invisibilidade das mulheres e acesso aos serviços de saúde como uma ferramenta de ressocialização: elos dilacerados e Trabalho e Educação como alternativa de Fuga do esquecimento, ociosidade e solidão. Conclusão: evidenciou-se a percepção de invisibilidade das mulheres privadas de liberdade e desvinculação do acesso aos serviços de saúde como ferramenta do processo de ressocialização.

Objective: to unveil women's perceptions of access to health services as a tool in the re-socialization process. Method: this qualitative, phenomenological-sociological study was conducted between November 2018 and November 2019 with 10 women at a women's prison in Maceió, Alagoas, Brazil. Results: the participants were 22 to 54 years old, of mixed race, single, had not completed lower secondary school, and had already experienced motherhood. Two thematic categories emerged: "Perceptions of access to health services: women's invisibility" and "Access to health services as a resocialization tool: ties in shreds and Work and Education as an alternative escape route from oblivion, idleness and loneliness. Conclusion: the women deprived of their freedom were found to perceive themselves to be invisible and disconnected from access to health services as a tool in the resocialization process.

Objetivo: revelar las percepciones de las mujeres sobre el acceso a los servicios de salud como herramienta en el proceso de resocialización. Método: este estudio cualitativo, fenomenológico-sociológico se realizó entre noviembre de 2018 y noviembre de 2019 con 10 mujeres en una cárcel de mujeres en Maceió, Alagoas, Brasil. Resultados: las participantes tenían entre 22 y 54 años, mestizas, solteras, no habían completado el primer ciclo de secundaria y ya habían experimentado la maternidad. Surgieron dos categorías temáticas: "Percepciones del acceso a los servicios de salud: invisibilidad de las mujeres" y "Acceso a los servicios de salud como herramienta de resocialización: lazos en jirones y Trabajo y Educación como vía alternativa de escape al olvido, la ociosidad y la soledad. Conclusión: las mujeres privadas de libertad se percibieron a sí mismas invisibles y desconectadas del acceso a los servicios de salud como herramienta en el proceso de resocialización.
Descritores: Prisões
Socialização
Saúde da Mulher
Acesso aos Serviços de Saúde
-Brasil
Pesquisa Qualitativa
Iniquidade de Gênero
Liberdade
Solidão
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  4 / 258 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-1101863
Autor: Souza Neto, Antonio Carlos de; Frazão, Paulo.
Título: Liberties, rights, public policies and water fluoridation / Liberdades, direitos, políticas públicas e a fluoretação da água
Fonte: Rev. saúde pública (Online);54:51, 2020.
Idioma: en.
Projeto: CNPq.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVE To discuss the negative and positive concepts of liberty and postulate its interdependent and complementary relationship in the evaluation of public policy intersectoral actions, taking water fluoridation as a case. METHOD To describe scopes and limits regarding 1950s Isaiah Berlin's distinction, showing its validity in facing the harmful effects of an uncontrolled market economy and an autocratic political regime. RESULTS Both the rights that protect citizens against a powerful state and the rights that protect the state against powerful citizens were equally acknowledged as crucial. CONCLUSION We argued that, in a context in which negative and positive liberties are balanced, regulatory policies have double meaning. Thus, there should be a balance between the establishment of necessary rules for social protection and limits for them not to violate individuals' rights.

RESUMO OBJETIVO Discutir os conceitos negativo e positivo de liberdade e postular sua relação de interdependência e complementariedade na avaliação da política pública intersetorial, tomando como caso a fluoretação da água. MÉTODO Descrevem-se os alcances e limites relativos à distinção formulada por Isaiah Berlin nos anos 1950, demonstrando sua validade para enfrentar os efeitos nocivos decorrentes tanto de uma economia de mercado sem controle quanto de um regime político autocrático. RESULTADOS Reconhece-se que são igualmente cruciais tanto os direitos que protegem os cidadãos contra um Estado poderoso quanto os direitos que protegem o Estado contra os cidadãos poderosos. CONCLUSÃO Argumenta-se que, em um contexto de equilíbrio entre a liberdade negativa e positiva, a política regulatória tem duplo sentido, e deve buscar um balanço entre o estabelecimento de regras necessárias para a proteção do público e de limites além dos quais as regras não devem violar os direitos dos indivíduos.
Descritores: Política Pública
Fluoretação
Liberdade
Direito à Saúde
-Fatores Socioeconômicos
Cárie Dentária/prevenção & controle
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 258 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Struchiner, Claúdio José
Texto completo
Id: biblio-1127231
Autor: Macedo, Laylla Ribeiro; Maciel, Ethel Leonor Noia; Struchiner, Claudio Jose.
Título: Factors associated with tuberculosis in persons deprived of liberty in Espírito Santo / Fatores associados à tuberculose na população privada de liberdade no Espírito Santo
Fonte: Rev. saúde pública (Online);54:67, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVES To calculate the rate of tuberculosis cases per prison unit in Espírito Santo; present the individual, clinical, and institutional characteristics of the cases in persons deprived of liberty (PPL); and analyze the association between these characteristics and treatment outcome in this population. METHODS The study included cases of tuberculosis in the PPL of Espírito Santo from 2014 to 2016. Rate calculation, descriptive analysis and hierarchical logistic regression were performed considering the individual, clinical and institutional levels. RESULTS The rate of diagnosed cases per prison unit in the state ranged from 0 to 17.3 cases per 1,000 inmates. Of all reported cases, 218 (72.6%) healed, 21 (7.0%) dropped out, 1 (0.3%) died of tuberculosis, 2 (0.7%) died from other causes, 56 (18.7%) transferred the treatment site and 2 (0.7%) developed drug-resistant tuberculosis. The adjusted analysis showed that supervised treatment ensures success (CR = 0.29; 95%CI 0.01-0.76). CONCLUSIONS The study highlighted the importance of knowing the TB treatment outcome in the PPL to implement measures to reduce failure, and the contribution of supervised treatment in this process.

RESUMO OBJETIVOS Calcular a taxa de casos diagnosticados com tuberculose por unidades prisionais do Espírito Santo, apresentar as características individuais, clínicas e institucionais dos casos na população privada de liberdade (PPL) do ES e analisar a associação entre essas características e o encerramento do tratamento da tuberculose nessa população. MÉTODOS A população de estudo foram os casos de tuberculose na PPL do ES de 2014 a 2016. Realizou-se o cálculo de taxa, a análise descritiva e a regressão logística hierarquizada considerando os níveis individual, clínico e institucional. RESULTADOS A taxa de casos diagnosticados por unidade prisional no estado variou de 0 a 17,3 casos por 1.000 presos. Do total de casos notificados, 218 (72,6%) se curaram, 21 (7,0%) abandonaram o tratamento, 1 (0,3%) morreu por tuberculose, 2 (0,7%) morreram por outras causas, 56 (18,7%) transferiram o local de tratamento e 2 (0,7%) desenvolveram tuberculose drogarresistente. A análise ajustada mostrou que o tratamento supervisionado é um fator protetor para o insucesso (RC = 0,29; IC95% 0,01-0,76). CONCLUSÕES O estudo apontou a importância do conhecimento do desfecho do tratamento da TB na PPL visando à implementação de ações para a redução do insucesso, bem como a contribuição do tratamento supervisionado nesse processo.
Descritores: Prisões
Prisioneiros/estatística & dados numéricos
Tuberculose/tratamento farmacológico
Acesso aos Serviços de Saúde
Antituberculosos/uso terapêutico
-Tuberculose/diagnóstico
Tuberculose/epidemiologia
Brasil
Resultado do Tratamento
Tuberculose Resistente a Múltiplos Medicamentos
Liberdade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 258 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1255218
Autor: Montiel Juan, Irene.
Título: Ciberacoso Sexual en adolescentes: creencias erróneas / Sexual cyberbullying in adolescents: wrong beliefs
Fonte: Rev. iberoam. psicol. (En línea);11(3):19-30, 2018.
Idioma: es.
Resumo: El objetivo de este estudio ha sido identificar las creencias erróneas sostenidas por los adolescentes sobre el fenómeno del Ciberacoso Sexual Juvenil a partir de la realización de 5 grupos de discusión con un total de 37 estudiantes valencianos de Secundaria y Bachiller entre 14 y 18 años. El análisis interpretativo de los datos revela que los estudiantes entienden el fenómeno como una dinámica interaccional con varias fases mediante las que un adulto fácilmente identificable ("mito del viejo verde") emplea estrategias predominantemente agresivas pretende obtener beneficios de tipo sexual contactándoles a través de Internet. Los participantes reconocen que es una situación habitual pero evitable si se detectan ciertas señales de alarma ("mito de la detectabilidad" y "falacia de control") que derivan únicamente de su sentido común ("mito de la invencibilidad"), por lo que consideran a las víctimas responsables de su situación y atribuyen su silencio al "miedo razonable", a la reprobación social, la estigmatización y el castigo. Además, interpretan los intentos de protección de los adultos como faltas de confianza y amenazas para su libertad de acción online, rechazando por ello su supervisión y/o saltándose las normas. En conclusión, existen creencias erróneas que podrían contribuir al inicio y mantenimiento de la dinámica de victimización cuya identificación puede servir para diseñar programas de prevención más eficaces y estrategias de intervención más específicas.

The main objective of this study was to identify misconceptions of teenagers about online sexual harassment. In order to do this five discussion groups were held with a total of 37 high-school students from Valencia, between 14 and 18 years of age. Interpretative analysis of the data reveals that teenagers understand the phenomenon as an interactional dynamics with several phases through which an easily identifiable man ("myth of the dirty old man") that contacts them through Internet intends to obtain sexual benefits by using predominantly aggressive strategies. They recognize this is a very frequent yet easily avoidable situation if certain signs of alarm are detected ("detectability myth" and "control fallacy") by using one's own common sense ("the myth of invincibility") -this is why they consider the victim responsible for his/her own situation and attribute the victim's silence to the "reasonable fear" of social disapproval, stigmatization and punishment. In addition, teenagers interpret any adult attempt of protection as a lack of trust and as a threat to their freedom regarding their online-activity, so they reject this supervision and/or break the rules. In conclusion, misconceptions that might contribute to the onset and maintenance of the dynamics of victimization exist and their identification can help design more effective prevention programs and more specific intervention strategies
Descritores: Assédio Sexual
Internet
Cyberbullying
-Estudantes
Vítimas de Crime
Ameaças
Alarme
Confiança
Controle
Medo
Liberdade
Limites: Humanos
Responsável: CO666.1


  7 / 258 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1253150
Autor: León, Francisco Javier.
Título: Dignidad humana, libertad y bioética / Human dignity, freedom and bioethics
Fonte: Inmanencia (San Martín, Prov. B. Aires);8(1):126-135, 2021.
Idioma: es.
Resumo: Este artículo es una introducción general a la bioética y a los distintos modelos éticos que pueden articularla. El autor analiza las principales teorías éticas y su fundamentación: la ética ontologista, la ética utilitarista, el deontologismo y la ética personalista. Asimismo, sienta las bases de una bioética personalista y reflexiona sobre los principios fundamentales que debe respetar: la dignidad, la libertad y los derechos humanos

This article is a general introduction to bioethics and the different ethical patterns that comprise it. The author analyzes the main ethical theories and their foundation: the ontological ethic, the utilitarian ethic, deodontologism and the personal ethic. Besides, it sets out the bases for personal bioethics and reflects on the main principles that it must respect: dignity, freedom and human right

Este artigo é uma introdução geral à bioética e aos diferentes modelos éticos que podem articulá-la. O autor analisa as principais teorias éticas e sua fundamentação: a ética ontológica, a ética utilitarista, a deontologia e a ética personalista. Além disso, finca as bases de uma bioética personalista e reflete sobre os princípios fundamentais que deve respeitar: a dignidade, a liberdade e os direitos humanos
Descritores: Bioética
Teoria Ética
Status Moral
Liberdade
Respeito
Responsável: AR392.1 - Biblioteca


  8 / 258 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1043384
Autor: Moreira, Maria Inês Badaró; Guerrero, André Vinicius Pires; Bessoni, Enrique Araújo.
Título: Entre desafios e aberturas possíveis: vida em liberdade no contexto da desinstitucionalização brasileira / Between challenges and possible openings: life in freedom in the context of the Brazilian deinstitutionalization
Fonte: Saúde Soc;28(3):6-10, jul.-set. 2019.
Idioma: pt.
Descritores: Brasil
Saúde Mental
Desinstitucionalização
Liberdade
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  9 / 258 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1102272
Autor: Costa, Jéssica Emanoeli Moreira da; Brasil, Kátia Tarouquella; Ganem, Valérie.
Título: O desafio do trabalho com adolescentes em conflito com a lei: intervenção em psicodinâmica do trabalho / The challenge of working with teenagers in conflict with the law: psychodynamic work intervention / Reto de trabajo con los adolescentes en conflicto con la ley: una intervención en psicodinámica del trabajo
Fonte: Psicol. Estud. (Online);22(2):165-173, abr.-jun. 2017.
Idioma: en; pt.
Resumo: Os Atendentes de Reintegração Socioeducativo (ATRS) trabalham no acompanhamento, guarda e segurança dos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas por terem cometido atos infracionais previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Trata-se de um trabalho, no âmbito das políticas públicas, que possui dimensão educativa e de sanção. Este artigo discute as estratégias coletivas de defesa desses trabalhadores, que lidam cotidianamente com adolescentes em conflito com a lei. Utilizou-se a metodologia proposta em Psicodinâmica do Trabalho. Concluiu-se que, por meio de uma forte união,esses trabalhadores protegem-se das patologias do trabalho, pois saem da posição de isolamento e se inserem em um espaço de relações intersubjetivas que sustentam o trabalho e afastam o medo e as angústias. O fortalecimento do coletivo ocorre pela mobilização da cooperação, em torno de uma disciplina quase carcerária direcionada aos adolescentes em privação de liberdade. Uma disciplina que dissimularia uma estratégia coletiva de defesa que nega o fato de que os adolescentes em conflito com a lei estão em situação de vulnerabilidade psíquica e social. Esta estratégia coletiva de defesa possui a função, nas condições atuais de trabalho, de proteger esses sujeitos do medo de tecerem uma relação de proximidade com os esses adolescentes, baseada na certeza de que em tal relação esses trabalhadores estariam em perigo e desprotegidos.

Socio-educational Reintegration Workers play a role in the custody, safety and monitoring of teenagers, complying with socio-educational measures for having infringed the law according to Brazil's Child and Teenager Statute. This study in terms of public policies has to do with education and sanction. Further, it discusses collective defense strategies from social reintegration workers, who deal on a daily basis with teenagers in conflict with the law. The methodology applied is based upon Work Psychodynamics. The study concludes that given their strong unity, social reintegration workers protect themselves from work-related pathologies given that they preserve themselves from isolation by inserting themselves in a space of intersubjective relations that support their work and keep them from fear and anxiety. Collective strength comes through cooperation built around the almost prison-like discipline shown towards teenagers deprived of their freedom. This discipline disguises a collective defense strategy that denies the fact that teenagers in conflict with the law are in a vulnerable psychosocial situation. This collective defense strategy serves under current work conditions to protect social reintegration workers from the fear of building a close relationship with teenagers given the certainty that this relationship will leave the first group at risk and unprotected.

Los asistentes de Reintegración socioeducativo (ATRS) trabajan en el seguimiento, la vigilancia y la seguridad de los adolescentes que están cumpliendo medidas socioeducativas por la comisión de actos ilegales previstas en Estatuto de la Infancia y la adolescencia (ECA). Es un trabajo en el contexto de la política pública, que tiene una dimensión educativa y sanción. Este artículo analiza las estrategias colectivas de defensa de los profesionales que tratan a diario con adolescentes en conflicto con la ley. Se utilizó la metodología propuesta para la psicodinámica del trabajo. Se concluyó que, por intermedio de una unión fuerte a los trabajadores a protegerse de las condiciones de trabajo, al salir de la posición de aislamiento y se insertan en un espacio interpersonal las relaciones que apoyan el trabajo y lejos del miedo y la angustia. El fortalecimiento del colectivo es la movilización de la cooperación en torno a una disciplina de la prisión casi dirigido a adolescentes de privación de libertad. Una disciplina que ocultaría una estrategia de defensa colectiva que niega el hecho de que los adolescentes en conflicto con la ley están en situación de vulnerabilidad psicológica y social. Esta estrategia colectiva de defensa tiene la función, las condiciones actuales de trabajo, para proteger a estos temas desde el miedo trenzó una estrecha relación con estos adolescentes, basado en la certeza de que a este respecto que estaban en peligro y sin protección.
Descritores: Condições de Trabalho
Adolescente
Educação/legislação & jurisprudência
-Ansiedade/reabilitação
Defesa da Criança e do Adolescente/legislação & jurisprudência
Constituição e Estatutos
Medo/psicologia
Psicoterapia Psicodinâmica/educação
Liberdade
Jurisprudência
Categorias de Trabalhadores/educação
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  10 / 258 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-772395
Autor: García-Scougall, José Pedro; Cantú Quintanilla, Guillermo Rafael.
Título: FUNDAMENTACIÓN DE LOS DERECHOS HUMANOS DEL EMBRIÓN / THE UNDERPINNINGS OF THE HUMAN RIGHTS OF THE EMBRYO / FUNDAMENTAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS DO EMBRIÃO
Fonte: Pers. bioet;19(2):264-277, jul.-dic. 2015.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo: fundamentar, con base en la demostración de que el embrión es sujeto de derechos humanos, las obligaciones hacia este que se pueden establecer desde el punto de vista de la autonomía. Materiales y métodos: se efectuó una investigación documental, que se complementó con el contenido de las entrevistas a profundidad que se realizaron a un equipo de expertos destacados en la medicina, el derecho y la filosofía, utilizando un guión como instrumento de investigación y conservando la libertad de ampliar algunos de los temas con nuevas preguntas sugeridas por el entrevistado o por el equipo de investigadores, de acuerdo con su pertinencia en el curso de cada entrevista. Resultados: se entrevistaron ocho expertos, dos en medicina, tres en derecho y tres en filosofía. Las entrevistas realizadas ponen en evidencia que existe una fundamentación objetiva de los derechos humanos del embrión, que hoy son conculcados por la supuesta interrupción legal del embarazo, tanto en el modelo de despenalización por excepciones, como en el de la despenalización a plazos. Conclusión: vivimos en una sociedad donde se ha perdido de vista la fundamentación misma del sentido común para proteger al no nacido, especialmente en su etapa embrionaria, apelando a los principios bioéticos de la dignidad, la integridad y la vulnerabilidad.

Objective: The study was designed to substantiate the obligations to the human embryo that can be established from the standpoint of autonomy, by showing the human embryo to be a subject of rights. Materials and Methods: Documentary research was done, supplemented with content from in-depth interviews conducted with a team of leading experts in medicine, law and philosophy. A script was used as a research tool, but with the freedom to expand on some of the issues with new questions suggested by the person being interviewed or by the research team, as relevant to each interview. Results: Eight experts were interviewed: two in medicine, three in rights and three in philosophy. The interviews clearly showed there is an objective basis for the human rights of the embryo, which now are being violated by so-called legal abortion, through decriminalization via exceptions and decriminaliza-tion based on terms. Conclusion: We live in a society that has lost sight of the very foundation of common sense when it comes to protecting the unborn, especially in its embryonic stage, appealing to the bioethical principles of dignity, integrity and vulnerability.

Objetivo: fundamentar, com base na demonstração de que o embrião é sujeito de direitos humanos, as obrigações que podem ser estabelecidas a ele do ponto de vista da autonomia. Materiais e métodos: efetuou-se uma pesquisa documental que foi complementada com o conteúdo das entrevistas a profundidade realizadas a uma equipe de especialistas destacados em medicina, direito e filosofia; utilizou-se um roteiro como instrumento de pesquisa e conservou-se a liberdade de ampliar alguns temas com novas perguntas sugeridas pelo entrevistado ou pela equipe de pesquisadores, de acordo com sua pertinência no decorrer de cada entrevista. Resultados: entrevistaram-se oito especialistas (dois em medicina, três em direito e três em filosofia). As entrevistas realizadas demonstram que existe uma fundamentação objetiva dos direitos humanos do embrião, que hoje são violados pela suposta interrupção legal da gravidez, tanto no modelo de descriminalização por exceções quanto no da descriminalização a prazo. Conclusão: vivemos numa sociedade em que se perdeu de vista a fundamentação em si do sentido comum para proteger o não nascido, especialmente em sua etapa embrionária, apelando aos princípios bioéticos da dignidade, da integridade e da vulnerabilidade.
Descritores: Gravidez
Estruturas Embrionárias
Liberdade
Respeito
Direitos Humanos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO243.1 - Biblioteca Octavio Arizmendi Posada



página 1 de 26 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde