Base de dados : LILACS
Pesquisa : I01.880.604.473.675 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 167 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 17 ir para página                         

  1 / 167 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-902304
Autor: Martínez Abreu, Janet; Martínez Abreu, Judit; González Ponce, Grisel.
Título: Salud de la mujer en edad fértil, su preparación para la maternidad y la familia / Health of women in fertile age: their training for childbearing and family
Fonte: Rev. medica electron;40(2):246-248, mar.-abr. 2018. ilus.
Idioma: es.
Descritores: Mulheres/educação
Família
Saúde da Mulher/história
Poder Familiar
Estratégia Saúde da Família
Direitos Sexuais e Reprodutivos/educação
Violência contra a Mulher
Identidade de Gênero
-Atenção Primária à Saúde
Mulheres/psicologia
Organização Mundial da Saúde
Saúde da Mulher/etnologia
Saúde da Mulher/ética
Europa (Continente)
Estilo de Vida Saudável/ética
Políticas Inclusivas de Gênero
América Latina
Estilo de Vida
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: CU424.1 - Centro Provincial de Información de Ciencias Médicas


  2 / 167 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1147748
Autor: Gómez Sánchez, Pio-Iván; Pardo Mora, Yaira-Yohanna; Cepeda Saavedra, Leidy-Johanna.
Título: Experiencia vivida frente al aborto inducido en un grupo de mujeres en Bogotá, Colombia / Lived Experience with Induced Abortion of a Group of Women in Bogotá, Colombia / Experiência com o aborto provocado em um grupo de mulheres em Bogotá, Colômbia
Fonte: Rev. colomb. enferm;19(3), Dic 11, 2020.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: frente al aborto inducido se han establecido diferentes posturas que muchas veces se basan en perspectivas morales, filosóficas y religiosas, cuando deberían estar centradas en lo que implica esta situación de salud en la vida de las mujeres Metodología: se desarrolló una investigación fenomenológica para establecer los diálogos desde la perspectiva de las propias protagonistas sobre el aborto inducido con una participación de siete mujeres, mayores de 18 años en Bogotá. Resultados: las experiencias de las mujeres son variadas, pero se identificaron algunos aspectos similares o comunes. Sin embargo, cada vivencia es particular y tiene como marco el contexto en el que cada una habitaba en el momento del aborto. Se identificaron las siguientes categorías de análisis: aborto como consecuencia de un embarazo no deseado, aborto como experiencia frente a una decisión autónoma, aborto, culpa y pecado, cambios asociados a la experiencia, maternidad, materialización del deseo y aborto no debe ser considerado como un delito. Conclusiones: la vivencia del aborto no puede ser generalizable, y para su entendimiento debe tenerse en cuenta aspectos que solo atañen a la mujer como experta en su vida y en su situación. El aporte de la presente investigación fue recuperar la vivencia de las mujeres sobre el aborto para contribuir al cuidado de la salud en la población femenina

Introdução: sobre o aborto provocado têm-se estabelecido diferentes posturas, muitas vezes baseadas em perspectivas morais, filosóficas e religiosas, quando deveriam estar focadas no que implica essa situação de saúde na vida das mulheres. Metodologia: desenvolveu-se uma pesquisa fenomenológica para estabelecer os diálogos na perspectiva das próprias protagonistas sobre o aborto provocado com a participação de sete mulheres, maiores de 18 anos, em Bogotá. Resultados: as experiências das mulheres são variadas, mas alguns aspectos semelhantes ou comuns foram identificados. Porém, cada experiência é particular e se enquadra no contexto em que cada uma permanecia no momento do aborto. Foram identificadas as seguintes categorias de análise: aborto como consequência de uma gravidez indesejada, aborto como experiência diante de uma decisão autônoma, aborto, culpa e pecado, mudanças associadas à experiência, maternidade, materialização do desejo e aborto não deve ser considerado como um crime. Conclusões: a experiência do aborto não pode ser generalizável e, para sua compreensão, devem ser considerados aspectos que dizem respeito apenas à mulher como especialista em sua vida e em sua situação. A contribuição desta pesquisa foi resgatar as vivências de mulheres sobre o aborto para contribuir com a atenção à saúde da população feminina.

Introduction: Regarding induced abortion, different positions have been adopted, often based on moral, philosophical, and religious perspectives, when they should be focused on what this health situation implies for women's lives. Method: A phenomenological research was conducted to establish dialogues from the own protagonists' perspective of induced abortion, where seven women over 18 years of age in Bogotá participated. Results: Women's experiences are varied, but some similar or common aspects were identified. However, each experience is specific and is framed within the context where each woman lived at the time of the abortion. The following categories of analysis were identified: Abortion as a consequence of unwanted pregnancy, abortion as an experience versus an autonomous decision, abortion, guilt and sin, changes associated with the experience, maternity, desire materialization, and abortion should not be considered a crime. Conclusions: Abortion experience cannot be generalized, and for its understanding, aspects that only concern women as the experts on their lives and situations must be taken into account. This research contribution was to restore women's abortion experiences to advance female population health care
Descritores: Gravidez não Desejada
Mulheres
Aborto Induzido
Direitos Sexuais e Reprodutivos
Aborto
Respeito
Responsável: CO120.1 - Biblioteca Juan Roa Vásquez


  3 / 167 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-1101311
Autor: Sampaio, Juliana Vieira; Medrado, Benedito; Menezes, Jaileila Araujo.
Título: Consulte o seu médico: hormônios e medicalização da sexualidade / Consult your doctor: hormones and medicalization of sexuality
Fonte: Physis (Rio J.);30(1):e300104, 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo apresenta parte dos resultados de uma pesquisa de doutorado, focalizando nossas análises nos agenciamentos produzidos pelos hormônios na sociedade contemporânea, especificamente em sua relação com o processo de medicalização da sexualidade. O estudo tem como corpus de análise 34 vídeos que abordam direta ou transversalmente o uso de hormônios. Esse material está disponibilizado via internet, em canais do YouTube de uma indústria farmacêutica multinacional de grande porte. Os vídeos são aqui concebidos como "documentos de domínio público", expressão cunhada por Peter Spink, para se referir às práticas discursivas que promovem circulação de saber-poder e modos de viver em nossa sociedade. Nossas análises evidenciam que os hormônios têm se articulado com uma série de elementos, em uma complexa rede, produzindo modos de subjetivação e causando controvérsias. Na condição de artefatos biossociais, os hormônios podem ser utilizados para garantir direitos sexuais e reprodutivos, mas também, antagonicamente, servem para promover a medicalização compulsória da sexualidade.

Abstract This article presents part of the results of a doctoral research, focusing our analyzes on the hormone-producing assemblages in contemporary society, specifically in its relation with the process of medicalization of sexuality. This study has as corpus of analysis 34 videos that directly or transversally approach the use of hormones, available through the Internet, on Youtube channels of a large multinational pharmaceutical industry. The videos are here conceived as "public domain documents", an expression coined by Peter Spink, to refer to discursive practices that promote circulation of know-how and ways of living in our society. Our analyzes show that hormones have been articulated with a series of elements in a complex network, producing modes of subjectivation and performing controversies. In the condition of biossocial artifacts, hormones can be used to guarantee sexual and reproductive rights, but also, antagonistically, serve to promote the compulsory medicalization of sexuality.
Descritores: Sexualidade
Direitos Sexuais e Reprodutivos
Indústria Farmacêutica
Comunicação em Saúde
Medicalização
Hormônios
-Saúde da Mulher
Anticoncepção
Uso de Medicamentos
Saúde Sexual
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  4 / 167 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-1101320
Autor: Rosaneli, Caroline Filla; Costa, Natalia Bertani; Sutile, Viviane Maria.
Título: Proteção à vida e à saúde da gravidez na adolescência sob o olhar da Bioética / Protection of the life and health of teenage pregnancy from the perspective of Bioethics
Fonte: Physis (Rio J.);30(1):e300114, 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este estudo foi realizado com o objetivo de analisar o perfil de adolescentes gestantes e de crianças nascidas de mães adolescentes no Estado do Paraná, identificando a proteção do direito à vida e à saúde sob o olhar da Bioética. Foi realizado um estudo epidemiológico quantitativo, utilizando-se indicadores da dimensão da saúde a partir de dados da plataforma digital de domínio público Cadê Paraná, em março e abril de 2016. Os dados foram investigados por meio de análise descritiva e da Bioética para um ensaio reflexivo. Detectaram-se 19.528 mães adolescentes e 21.580 filhos, 91,56% encontravam-se na faixa entre 15 a 17 anos, 58,52% brancas e 82,67% residentes em domicílio urbano. A gravidez na adolescência é vista como situação de vulnerabilidade e risco social. Os números apresentados confrontaram os compromissos éticos e sociais. A intersetorialidade entre políticas sociais é fundamental para melhorar os indicadores. Esforços devem voltar-se para o contexto social e disparidades, a fim de garantir os direitos fundamentais da população estudada. Criar um ambiente favorável à igualdade de gênero, à saúde e aos direitos sexuais e reprodutivos dos adolescentes se faz prioridade entre ações e políticas públicas.

Abstract This study aimed to analyze the profile of pregnant teenagers and children born to teenage mothers in the State of Paraná, Brazil, identifying the protection of the right to life and health from the perspective of Bioethics. A quantitative epidemiological study was carried out, using health dimension indicators from data from the public domain digital platform Cadê Paraná, in March and April 2016. The data were investigated through descriptive analysis and Bioethics for an essay reflective; 19,528 teenage mothers and 21,580 children were detected, 91.56% were between 15 and 17 years old, 58.52% were white and 82.67% lived in urban households. Adolescent pregnancy is seen as a situation of vulnerability and social risk. The figures presented confronted ethical and social commitments. The intersectorality between social policies is essential to improve the indicators. Efforts must focus on the social context and disparities in order to guarantee the fundamental rights of the population studied. Creating an environment favorable to gender equality, health and sexual and reproductive rights of adolescents is a priority among public actions and policies.
Descritores: Gravidez na Adolescência
Bioética
Vulnerabilidade Social
Gestantes
Políticas Públicas de Saúde
Direito à Saúde
-Educação Sexual
Brasil
Saúde Pública
Direitos Sexuais e Reprodutivos
Iniquidade de Gênero
Direitos Humanos
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  5 / 167 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-589340
Autor: Velásquez Vélez, Sergio; Bedoya Serna, Beatriz.
Título: Los jóvenes: población vulnerable del VIH/SIDA / The youth: a vulnerable population for HIV/AIDS
Fonte: Med. U.P.B = Med. UPB;29(2):145-154, jul.-dic. 2010.
Idioma: es.
Resumo: La epidemia del VIH/SIDA continúa siendo un problema de salud pública a pesar de los esfuerzos intersectoriales en el contexto mundial. Los jóvenes están en el centro de la epidemia; más de la mitad de las nuevas infecciones por el VIH que se producen en la actualidad afectan a personas entre 15 y 24 años de edad, período en el que la mayoría de los individuos inician su vida sexual y están enfrentados a otros factores de vulnerabilidad tales como la falta de competencia para el ejercicio de una sexualidad responsable, la baja percepción del riesgo, las presiones de grupo, el alto número de parejas sexuales, el abuso de alcohol y sustancias psicoactivas, el desconocimiento de los derechos sexuales y reproductivos y la deficiente e inadecuada información sobre transmisión y prevención de las infecciones de transmisión sexual como el VIH y el SIDA. Para la sociedad es urgente encontrar la forma de detener la propagación y conseguir la manera más adecuada para abordar el tema con los jóvenes. En este artículo se exponen las conclusiones de algunos estudios que muestran la situación mundial, programas de prevención, factores de riesgo y factores protectores de la epidemia VIH/SIDA en la población joven.

The HIV/AIDS epidemic remains a public health problem despite the intersectioral efforts worldwide. Young people are at the centre of the epidemic; more than half of new HIV infections currently affect people between 15 and 24 years of age, whenthe majority of individuals start their sexual activity, and when they are faced with other vulnerability factors such as the lack of competence for living a responsible sexuality, low perception of risk, peer-pressure, high number of sexual partners, alcohol and psychoactive substance abuse, sexual and reproductive rights unawareness and poor and inadequate information ontransmission and prevention of STDs such as HIV / AIDS infections. For our society it is critical to find ways for containing the spread of the epidemic and achieve the most appropriate way to deal with it in young people. This article presents the conclusions of some studies showing the global situation, prevention programs, risk factors and protective factors for the HIV/ AIDS epidemic in young people.
Descritores: HIV
-Comportamento Sexual
Parceiros Sexuais
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Populações Vulneráveis
Direitos Sexuais e Reprodutivos
Fatores de Proteção
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CO101.1 - BCdeS - Biblioteca Ciencias de la Salud


  6 / 167 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1145596
Autor: De Nardo, Bárbara; Belardo, María Alejandra.
Título: Anticoncepción hormonal y COVID-19 / Hormonal contraception and COVID-19
Fonte: Rev. Hosp. Ital. B. Aires (2004);40(4):227-232, dic. 2020. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: La enfermedad producida por el nuevo coronavirus SARS-CoV-2 se identificó por primera vez en diciembre de 2019 en la ciudad de Wuhan, en la República Popular China, y en pocos meses se convirtió en una pandemia. Desde el comienzo ha sido un desafío mundial, que amenazó la salud pública y obligó a tomar medidas estrictas de aislamiento social. Como consecuencia de la emergencia sanitaria se ha producido una reducción importante de la actividad asistencial, que puso en riesgo el acceso y la continuidad de los métodos anticonceptivos, exponiendo a mujeres a embarazos no intencionales. Los derechos sexuales y reproductivos resultan esenciales y deben garantizarse siempre. (AU)

The disease caused by the new coronavirus SARS-CoV-2 was identified for the first time in December 2019 in the city of Wuhan, in the People's Republic of China, and within a few months it became a pandemic. From the beginning, it has been a global challenge, threatening public health, having to take strict measures of social isolation. As a consequence of the health emergency, there has been a significant reduction in healthcare activity, putting access and continuity of contraceptive methods at risk, exposing women to unintended pregnancies. Sexual and reproductive rights are essential and must always be guaranteed. (AU)
Descritores: Pneumonia Viral/complicações
Infecções por Coronavirus/complicações
Contracepção Hormonal/métodos
-Pneumonia Viral/patologia
Gravidez não Desejada
Infecções por Coronavirus/patologia
Anticoncepcionais/administração & dosagem
Anticoncepcionais/classificação
Anticoncepcionais/provisão & distribução
Direitos Sexuais e Reprodutivos
Coagulação Intravascular Disseminada/etiologia
Tromboembolia Venosa/etiologia
Pandemias
Betacoronavirus
Acesso aos Serviços de Saúde
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  7 / 167 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1126635
Autor: Vizcaíno Alonso, María del Carmen; Montero Vizcaíno, Yuleimis; Almenares Rodríguez, Kenia; Montero Vizcaíno, Yoalmis.
Título: Percepción de estudiantes sobre la sexualidad como temática curricular en la carrera de medicina / Students' perception about the sexuality like thematic curricular in the medicine career
Fonte: Rev. cuba. med. mil;48(3):e357, jul.-set. 2019. tab, fig.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: Cuba es un país con avances en la educación y salud, pero se observan insuficiencias en la preparación de recursos humanos encargados de dar respuesta a necesidades de educación, salud, y derechos sexuales. La Universidad de Ciencias Médicas de La Habana ha realizado modificaciones de sus programas acorde a las exigencias actuales. Objetivos: Describir la percepción de estudiantes sobre la sexualidad, sus necesidades sobre el tema y los contenidos recibidos en el programa curricular de carrera de medicina. Métodos: Se realizó un estudio observacional descriptivo transversal, desde una perspectiva cuantitativa y cualitativa, en 33 estudiantes de 5to año de medicina, del Instituto de Ciencias Básicas y Preclínicas Victoria de Girón, que rotaron por Psiquiatría entre marzo y abril del 2017. Se seleccionaron todos los alumnos que cursaron la asignatura en ese periodo, que dieron su consentimiento informado y completaron las informaciones solicitadas. Se utilizaron métodos empíricos y teóricos de análisis. Resultados: El 66,67 por ciento de los encuestados consideró que habían recibido contenidos de sexualidad en la carrera y 93,93 por ciento que el tema era importante. La promiscuidad y relaciones sexuales no protegidas fueron problemas percibidos. Conclusiones: La mayoría de los alumnos percibieron que pueden orientar, pero hallaron dificultades para el diagnóstico de problemas sexuales. En general se trabaja poco el tema la sexualidad desde una perspectiva de género y de placer(AU)

Introduction: Cuba is a country with advances in education and health, but there are insufficiencies in the preparation of human resources to respond the needs of education, health, and sexual rights. The University Of Medical Sciences Of Havana has made modifications of its programs according to the current requirements. Objectives: To describe the perception of students about sexuality, the contents received in the curricular program of medical career and it needs. Methods: A descriptive cross-sectional observational study was conducted, from a quantitative and qualitative perspective, on 33 5th year medical students from the Institute of Basic and Preclinical Sciences Victoria de Girón, who rotated for Psychiatry between March and April 2017. Were selected all the students who attended the course in that period, who gave their informed consent and completed the information requested. Empirical and theoretical methods of analysis were used. Results: 66.67 percent of the respondents considered that they had received contents of sexuality in the career and 93.93 percent that the subject was important. Promiscuity and unprotected sex were perceived problems. Conclusions: The majority of the students perceived that they can guide, but they found difficulties for the diagnosis of sexual problems. In general, the subject of sexuality is scarcely studied from a gender and pleasure perspective(AU)
Descritores: Estudantes de Medicina
Educação em Saúde
Estudos Transversais
Coito
Direitos Sexuais e Reprodutivos
-Epidemiologia Descritiva
Estudo Observacional
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  8 / 167 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-902217
Autor: Romero Zepeda, Hilda; Ortega Marín, Blanca Andrea.
Título: Vulnerabilidad impuesta y violación sistemática a los derechos de las mujeres indígenas en México / Imposed vulnerability and systematic violation of the indigenous women rights in Mexico
Fonte: Rev. medica electron;39(4):933-946, jul.-ago. 2017.
Idioma: es.
Resumo: En México el reconocimiento a los derechos de las mujeres ha transitado un largo camino, acompañado muchas veces de experiencias difíciles para hacerlos valer. Desde 1930 se lucha por el reconocimiento de dichos derechos, se han signado ordenamientos, leyes nacionales e internacionales que norman todo a lo que las mujeres tienen acceso. Sin embargo, los estudios, encuestas y denuncias demuestran lo contrario. Este artículo abordó la problemática que las mujeres indígenas viven en México para que sean respetados y reconocidos sus derechos, específicamente los reproductivos y, particularmente, la esterilización impuesta, que además de violar su derecho a decidir por las instituciones encargadas de cuidar su salud, les genera problemas ginecológicos y rechazo por su pareja (AU).

Women's rights recognition in Mexico has gone through a long way, accompanied many times by difficult experiences to make them true. The fights for the recognition of those rights date back to 1930. Orders, national and international laws have been signed ruling all the rights to which women have access. However, studies, surveys and reports prove the entire contrary. This article approaches the problems affronted by the indigenous women who live in Mexico for the recognition and respect of their rights specially the reproductive ones and, particularly, the imposed sterilization, that besides the violation of their rights to decide from the part of the institutions in charge of taking care for their health, causes them gynecological problems and their couples rejection (AU).
Descritores: Direitos da Mulher/história
Violência Étnica/prevenção & controle
-Literatura de Revisão como Assunto
Direitos Sexuais e Reprodutivos/história
Direitos Sexuais e Reprodutivos/legislação & jurisprudência
Direitos Sexuais e Reprodutivos/normas
Violência Étnica/tendências
Violência de Gênero/prevenção & controle
Violência de Gênero/tendências
México
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CU424.1 - Centro Provincial de Información de Ciencias Médicas


  9 / 167 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1016047
Autor: Vivas García, Marisela; Cuberos, María Antonia; Mazuera Arias, Rina; Albornoz Arias, Nedia.
Título: Educación sexual y embarazo adolescente en el estado de Táchira, Venezuela / Sex education and adolescent pregnancy in the state of Táchira, Venezuela
Fonte: Salud(i)ciencia (Impresa) = Salud(i)ciencia (En linea);23(3):281-284, oct.-nov. 2018.
Idioma: es.
Descritores: Gravidez na Adolescência
Educação Sexual
Venezuela
Direitos Sexuais e Reprodutivos
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Responsável: AR392.1 - Biblioteca


  10 / 167 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120169
Autor: Millani, Souza de Almeida.
Título: Cuidado pré-natal a mulheres negras e brancas no Brasil: indicador de adequação e fatores associados / Prenatal care for black and white women in Brazil: adequacy indicator and associated factors.
Fonte: Salvador; s.n; 2017. 95P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A despeito da alta cobertura do pré-natal no Brasil, análises sobre o cuidado adequado identificam baixos percentuais de acesso das mulheres a esse tipo de serviço. Fatores de ordem socioeconômica e demográfica, com destaque para a raça/cor, têm caracterizado as desigualdades de acesso das mulheres ao cuidado pré-natal adequado, embora não haja consenso na literatura de que as mulheres negras têm o pior acesso ao cuidado adequado. Tem-se como objetivo geral comparar a utilização do cuidado pré-natal adequado entre mulheres negras e brancas no Brasil, e como objetivos específicos caracterizar as mulheres usuárias do cuidado pré-natal segundo a raça/cor e outros fatores sociodemográficos; estimar a magnitude da adequação global do cuidado pré-natal; verificar a associação entre o índice padronizado de adequação do cuidado pré-natal e a raça/cor e verificar associação entre os indicadores de processo do cuidado pré-natal adequado e a raça/cor. Estudo de abordagem quantitativa, do tipo transversal, de base populacional, realizado com dados da Pesquisa Nacional de Saúde. A amostra foi constituída por 1851 mulheres com 18 anos ou mais de idade, residentes no Brasil. Construiu-se um índice de adequação do cuidado pré-natal com base nas mensurações do escore Z, classificados em três níveis: adequado, intermediário e inadequado. O pré-natal adequado foi definido tomando como referência as recomendações mínimas propostas pelo Programa de Humanização do Pré-natal e Nascimento e pelo Manual técnico de atenção ao pré-natal de alto risco, sendo que os índices de adequação do pré-natal compuseram as variáveis dependentes. A variável raça/cor foi constituída pelos grupos negra e branca e considerada como variável independente principal e as características sociodemográficas das mulheres como covariáveis. A análise estatística foi realizada mediante obtenção das medidas de tendência central (média e mediana), desvio- padrão, frequência (absolutas e percentuais), prevalência e odds ratio. A verificação da associação entre as variáveis dependentes e independentes foi realizada mediante a análise bivariada tabular e por meio da regressão logística multinível, estimando-se, desta forma, o odds ratio (OR) e seu respectivo intervalo de confiança de 95%. Em todas as análises estatísticas adotou-se o nível de significância de 5% (p ≤ 0,05). Os resultados apontaram que mulheres negras possuem menor chance de iniciar o pré-natal antes da 12ª semana, realizar mais de 6 consultas, realizar teste HIV, realizar VDRL, realizar exame das mamas e receber orientações quanto à gestação, parto e aleitamento materno. Os achados também evidenciaram associação entre a raça/cor e a idade, escolaridade, renda, ocupação, paridade e utilização do serviço público. Encontramos 10,8% de adequação global do cuidado pré-natal e associação estatisticamente significante entre a raça/cor das mulheres e o índice de adequação pré-natal (OR= 0,45; IC95%:0,30- 0,67). Conhecer os grupos vulneráveis e seu perfil de utilização dos serviços de saúde é ferramenta fundamental para o planejamento de ações direcionadas à eliminação das desigualdades. Este estudo poderá contribuir para formulação de políticas de atenção às mulheres com base nas reais condições do acesso ao cuidado adequado, segundo a raça/cor, assim como elucidar quais os fatores que concorrem para a baixa cobertura do pré-natal adequado. (AU)
Descritores: Cuidado Pré-Natal
Enfermagem Materno-Infantil
Direitos Sexuais e Reprodutivos
Serviços de Saúde Materno-Infantil
-Fatores Socioeconômicos
Saúde Materno-Infantil
Racismo
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde



página 1 de 17 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde