Base de dados : LILACS
Pesquisa : I01.880.604.583.080.134.300 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 278 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 28 ir para página                         

  1 / 278 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890495
Autor: Egry, Emiko Yoshikawa; Apostolico, Maíra Rosa; Morais, Teresa Christine Pereira.
Título: Notificação da violência infantil, fluxos de atenção e processo de trabalho dos profissionais da Atenção Primária em Saúde / Reporting child violence, health care flows and work process of primary health care professionals
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(1):83-92, Jan. 2018. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este estudo objetivou analisar os fluxos da rede de proteção à violência contra a criança, no que concerne à notificação e às decisões encaminhadas. Trata-se de pesquisa qualitativa, fundamentada na Teoria da Intervenção Práxica da Enfermagem em Saúde Coletiva - TIPESC, proposta por Egry, que busca a intervenção da Enfermagem através de uma metodologia dinâmica e participativa. Os dados foram coletados por meio de documentos oficiais e entrevistas junto aos profissionais da Atenção Primária à Saúde, realizadas em três unidades de saúde de um município brasileiro e analisadas por meio da Hermenêutica Dialética e do Fluxograma Analisador do Modelo de Atenção de um Serviço de Saúde. Os resultados apontam para dificuldades e fragilidades da rede assistencial para o enfrentamento, a necessidade de ações intersetoriais e de capacitação dos profissionais para o atendimento às situações de violência. Conclui-se que há necessidade de adotar estratégias de ampliação da capacidade de monitoramento e acompanhamento dos casos notificados, de formação qualificada dos trabalhadores e organização da rede de saúde para oferta de serviços assistenciais em quantidade e qualidade, além do aporte de profissionais para o enfrentamento da violência infantil.

Abstract This study aimed to analyze the flows of the network of children's protection against violence regarding reporting and decisions made. This is a qualitative research based on the Theory of Praxis Interpretation of Community Health Nursing - TIPESC, proposed by Egry, which seeks nursing intervention through a dynamic and participative methodology. Data were collected through official documents and interviews with Primary Health Care professionals in three health facilities of a Brazilian city and analyzed through Dialectical Hermeneutics and the Flowchart Analyzing the Care Model of a Health Service. Results point to the difficulties and weaknesses of the care network in addressing issues, the need for intersectoral actions and the training of professionals to deal with situations of violence. In conclusion, strategies must be adopted to increase the capacity of monitoring and follow-up of reported cases, to provide qualified training of workers and organize the health network, with a view to offering a sufficient number of quality care services and to receive contributions from professionals to address violence against children.
Descritores: Atenção Primária à Saúde/organização & administração
Maus-Tratos Infantis
Pessoal de Saúde/organização & administração
Notificação de Abuso
-Brasil
Entrevistas como Assunto
Assistência à Saúde/organização & administração
Pesquisa Qualitativa
Limites: Humanos
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 278 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-763919
Autor: Conceição, Joicineide Cupertino; Gusmão, Maria Enoy Neves; Souza, Simone Santos; Gomes, Nadirlene Pereira.
Título: Elementos que dificultam a notificação da violência: percepção dos profissionais de saúde / Elements that hinder the notification of violence: perception of health professionals / Elementos que dificultan la notificación de la violencia: percepción de los profesionales de salud
Fonte: Rev. baiana enferm;26(2), 2012.
Idioma: pt.
Resumo: A violência tem crescido no Brasil e no mundo, tornando-se um problema de saúde pública. Este agravo, quedeveria ser notificado como qualquer outra doença de notificação compulsória, ainda não recebe o tratamentoque lhe é devido por parte dos profissionais de saúde. O presente estudo teve como objetivo geral analisar oselementos que dificultam a notificação da violência nas Unidades de Saúde da Família. Trata-se de um estudo decampo de caráter descritivo, exploratório com abordagem qualitativa. Foi realizado em três Unidades de Saúde daFamília da cidade de Salvador, Bahia. Para a coleta de dados, realizada entre maio e junho de 2011, recorreu-se àentrevista semiestruturada. O estudo mostra que os profissionais demonstram entender a importância da notificaçãocompulsória da violência enquanto instrumento estratégico para desvelar a magnitude do fenômeno, necessária paraa implementação de ações políticas de prevenção e enfrentamento. No entanto, para os sujeitos, algumas situaçõesdificultam tal processo: não reconhecimento da violência por parte do profissional de saúde e receio de represáliapor parte do autor da agressão. Concluiu-se que a temática violência, com ênfase na notificação compulsória,precisa ser incluída nos conteúdos curriculares dos espaços de formação como também nos cenários profissionais.

Violence has increased in Brazil and worldwide, making it a public health problem. This grievance, which shouldbe reported as any other notifiable disease, is not receiving the necessary attention that it should from the healthprofessionals. This study is aimed at analyzing the elements that hinder the notification of violence in the FamilyHealth Units. This is a descriptive exploratory study of qualitative approach. The study was conducted in threeunits of the Family Health in the city of Salvador, Bahia, Brazil. The data collection was done through interviewsconducted between May and June 2011. The study shows that practitioners demonstrate to understand the importanceof mandatory reporting of violence as a strategic tool to reveal the magnitude of the phenomenon, necessary for the implementation of precautionary and confrontation policies and actions. However, to respondents, some situationshinder this process: non-recognition of violence by the health professionals and fear of retaliation by the perpetrator ofthe assault. It can be concluded that the topic of violence related to the compulsory notification needs to be includedin the syllabuses of training spaces as well as in professional settings.

La violencia ha aumentado en Brasil y en todo el mundo, transformándose es un problema de salud pública. Esteagravo, que debería ser notificado como cualquier enfermedad de registro obligatorio, aún no recibe el tratamientoque debido por los profesionales de la salud. Este estudio tuvo como objetivo general analizar los elementos quedificultan la notificación de la violencia en las Unidades de Salud Familiar. Se trata de un estudio de campo,descriptivo, exploratorio y con enfoque cualitativo. Fue realizado en tres unidades de la Salud Familiar en la ciudadde Salvador, Bahia. La recolección de datos se hizo a través de entrevistas semiestructuradas llevadas a cabo entremayo y junio de 2011. El estudio muestra que los profesionales demuestran entender la importancia de la notificaciónobligatoria de la violencia como una herramienta estratégica para desvelar la magnitud del fenómeno, además desu necesidad para la aplicación de políticas de prevención y acciones de enfrentamiento. Sin embargo, para lossujetos del estudio, algunas situaciones dificultan este proceso: el no reconocimiento de la violencia por parte de losprofesionales de la salud y el temor a represalias por parte del agresor. Se concluye que la temática de la violencia,centrada en la notificación obligatoria, debe ser contemplada en los contenidos curriculares, en los espacios deformación, así como en los ámbitos profesionales.
Descritores: Violência
Saúde da Família
Notificação de Abuso
Estratégia Saúde da Família
-Enfermagem Primária
Pesquisa Qualitativa
Limites: Humanos
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  3 / 278 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1026508
Autor: Leite, Alessandra de Cássia; Fontanella, Bruno José Barcellos.
Título: Violência doméstica contra a mulher e os profissionais da APS: predisposição para abordagem e dificuldades com a notificação / Domestic violence against women and PHC professionals: positive predisposition to approach and difficulties with notification / Violencia doméstica contra las mujeres y profesionales de la APS: predisposición al abordaje y dificultades con la notificación
Fonte: Rev. bras. med. fam. comunidade;14(41):2059-2059, fev. 2019. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: As notificações de casos de violência doméstica contra a mulher são essenciais para o dimensionamento epidemiológico dessa questão. As unidades de saúde brasileiras devem realizá-las, embora essas notificações compulsórias tenham sido repetidamente apontadas pela literatura da área da saúde como não efetivadas ou realizadas com muitas incompletudes. Objetivos: Contribuir para compreender as dificuldades subjetivas de notificar a violência doméstica contra a mulher por profissionais da atenção primária à saúde no Brasil. Métodos: Uma amostra intencional de 14 profissionais da atenção primária à saúde foi entrevistada; eles tinham diferentes formações educacionais e trabalhavam em uma cidade do interior do estado de São Paulo, Brasil. As transcrições das entrevistas semiestruturadas, com questões abertas, foram submetidas a uma análise de conteúdo. Resultados: A análise resultou em seis categorias temáticas: falta de conhecimento dos meios de notificação; serviços de saúde "apropriados" para notificar; boletim de ocorrência policial como principal instrumento de notificação; a notificação seria opcional; o papel da notificação para a prevenção; e a burocracia excessiva. Discussão: Levanta-se a hipótese de uma oposição entre uma disposição atitudinal positiva para atender as mulheres vítimas de violência e aprender como relatar essas situações e, por outro lado, a falta de preparação profissional para realizar as notificações; a oposição entre notificar e denunciar também é discutida, dada a ambiguidade dos termos utilizados na ficha de notificação e no próprio Código Penal brasileiro. Discute-se também se a violência contra a mulher é considerada pelos entrevistados como uma questão de atenção básica à saúde.

Introduction: Reports of cases of domestic violence against women are essential for the epidemiological dimensioning of this issue. Brazilian health units must carry them out, although these mandatory reporting have been repeatedly pointed out as not been made effective or done with many incompleteness. Objectives: To contribute to understand the subjective difficulties of reporting domestic violence against women by Brazilian primary health care professionals. Methods: A purposive sample of 14 primary health care professionals were interviewed; they had different educational backgrounds and worked in a countryside city of the state of São Paulo, Brazil. The transcripts of the semi-structured interviews, with open questions, underwent a content analysis. Results: The analysis resulted in six thematic categories: lack of knowledge of the means of notification; "appropriate" health services to notify; a police incident report as the main instrument of notification; notification would be optional; the role of notification for prevention and excessive bureaucracy. Discussion: The discussion raised the hypothesis of an opposition between an attitudinal readiness to serve women victims of violence and learn how to report these situations and, on the other hand, the lack of professional preparation to carry out the notifications; the opposition between to notify and to denunciate is also discussed, given the ambiguity of the terms used in the notification form and in the Brazilian Penal Code itself. Finally, it is discussed if violence against women is considered by the interviewees as a question for basic health care.

Introducción: Las notificaciones de casos de violencia doméstica contra las mujeres son esenciales para el dimensionamiento epidemiológico de este tema. Las unidades de salud brasileñas las deben llevar a cabo, aunque estos informes obligatorios se han señalado repetidamente en la literatura en el área de la salud como no efectivas o llevadas a cabo de forma incompleta. Objetivos: Contribuir a comprender las dificultades subjetivas de notificarse la violencia doméstica contra las mujeres por parte de los profesionales de atención primaria a la salud. Métodos: Se entrevistó a una muestra intencional de 14 profesionales de atención primaria a la salud; tenían diferentes formaciones educacionales y trabajaban en una ciudad del interior del estado de São Paulo, Brasil. Las transcripciones de las entrevistas semiestructuradas, con preguntas abiertas, se han sometido a un análisis de contenido. Resultados: El análisis resultó en seis categorías temáticas: falta de conocimiento de los medios de notificación; servicios de salud "adecuados" para notificar; un informe de incidente policial como principal instrumento de notificación; la notificación sería opcional; El papel de la notificación para la prevención y la burocracia excesiva. Discusión: La discusión planteó la hipótesis de una oposición entre una disposición actitudinal positiva para servir a las mujeres víctimas de la violencia y aprender cómo notificar estas situaciones y, por otro lado, la falta de preparación profesional para llevar a cabo las notificaciones; también se discute la oposición entre notificar y denunciar, dada la ambigüedad de los términos utilizados en la ficha de notificación y en el propio Código Penal brasileño. Finalmente, se discute si la violencia contra las mujeres es considerada por los entrevistados como un problema de la atención básica a la salud.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Violência Doméstica
Notificação de Abuso
Pesquisa Qualitativa
Violência contra a Mulher
-Pessoal de Saúde
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  4 / 278 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-845141
Autor: Saliba Garbin, Clea Adas; Wakayama, Bruno; Moreira Arcieri, Renato; Mendes de Paula, Adrielle; Isper Garbin, Artênio Jose.
Título: La violencia intrafamiliar y los procesos notificatorios bajo la óptica del profesional de salud pública / Family violence and the notification processes according to the viewpoint of a public health professional
Fonte: Rev. cuba. salud pública;43(2), abr.-jun. 2017. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo: Evaluar la percepción y el conocimiento de los profesionales del área de la salud sobre la violencia intrafamiliar y el proceso de notificación obligatoria. Métodos: Estudio exploratorio transversal, cuantitativo y cualitativo, con 84 profesionales de la salud y del servicio público de dos municipios del estado de São Paulo, Brasil. Para la colecta de datos se utilizó una encuesta con preguntas abiertas y cerradas. Para El análisis estadístico de las variables cuantitativas. se utilizo el test Chi-Cuadrado de Pearson. Resultados: Se verificó que el 53,57 por ciento de los entrevistados ya habían asistido algún tipo de violencia en su puesto de trabajo, siendo las principales víctimas los niños, mujeres y adultos ancianos. Cuando se les preguntó si deberían hacer algo respecto en los casos de violencia, el 78,31 por ciento contesto que sí, sin embargo, cuando se les preguntó qué podrían hacer, el 31 por ciento no supo contestar y solo el 7 por ciento mencionó la notificación. Se encontraron asociaciones significativas entre el tiempo de trabajo en el servicio público y las siguientes variables: conocimiento de la legislación en casos de violencia (p= 0,0083), el acto notificatorio (p= 0,0356) y la ficha de notificación obligatoria (p= 0,0030). Conclusión: Los profesionales de salud tienen dificultades para diagnosticar los casos de violencia y en la ejecución de las atribuciones necesarias para el manejo de tales problemas, como la notificación obligatoria(AU)

Objective: To evaluate the perception and knowledge of health professionals on domestic violence and the compulsory notification process. Methods: Cross-sectional, exploratory, quantitative and qualitative study of 84 health professionals from the public health service in two municipalities of Sao Paulo, Brazil. For data collection, we used an open and closed question survey. The statistical analysis used the Pearson´s chi-square test for association analysis of quantitative variables. Results: The analysis of the responses yielded that 53.57 percent of respondents have witnessed some form of violence in their workplace, being children, women and elderly the main victims. When they were asked whether they should do something about violence, 78.31 percent agreed; however, in relation to what should be done, 31 percent could not answer and just 7 percent cited the notification. Significant associations were found between length of working time in public service and the following variables: the legal knowledge in violence cases (p= 0.0083), the notifying act (p= 0.0356) and the compulsory notification form (p= 0.0030). Conclusions: Health professionals face difficulties in diagnosing violence cases, as well as the performance of tasks required for the management of such problems as it happens with compulsory notification(AU)
Descritores: Violência/prevenção & controle
Violência Doméstica
Notificação de Abuso/ética
Violência contra a Mulher
-Brasil
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  5 / 278 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-984204
Autor: Macedo, Davi Manzini; Foschiera, Laura Nichele; Bordini, Thays Carolyna Pires Mazzini; Habigzang, Luísa Fernanda; Koller, Silvia Helena.
Título: Revisão sistemática de estudos sobre registros de violência contra crianças e adolescentes no Brasil / Systematic review of studies on reports of violence against children and adolescents in Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(2):487-496, Feb. 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A presente revisão sistemática investiga como registros de violência contra crianças e adolescentes, no Brasil, são acessados, analisados e discutidos em artigos científicos da área da saúde. Foram selecionados 50 artigos das bases SciELO, PePSIC, LILACS, Web of Science e Scopus baseados em dados do período de 1990 a 2015. A análise de distribuição de frequência caracterizou os registros utilizados nas publicações. Identificou-se que o documento mais utilizado foi a notificação de violência ao Conselho Tutelar. As características das vítimas e das situações de violência foram as mais frequentemente analisadas. Os dados observados informaram sobre a evolução das políticas de vigilância epidemiológica da violência no país. Por meio da Análise Temática, constatou-se que os dados foram discutidos e relacionados aos diferentes níveis contextuais em que se manifesta a violência. Os resultados mostram elevados índices de informações ausentes entre os registros, bem como desconhecimento de variáveis psicossociais anteriores às situações de violência que interferem na testagem dos dados a partir de modelos teóricos atuais.

Abstract This systematic review investigates how violence against children and adolescents data have been accessed, analyzed and discussed in Health scientific literature in Brazil. A sample of 50 articles, based in violence cases registered in the period from 1990 to 2015, was selected throughout the bases SciELO, PePSIC, Lilacs, Web of Science e Scopus. The analysis of frequency distribution pointed out that the major document typology consulted was the violence notification to the Guardianship Council. Characteristics of victims and of the violence situation were the most frequently analyzed. The data set permitted infer about the evolution of the violence epidemiological vigilance in the period considered. The Thematic Analysis showed that data was discussed in relation to the different contextual levels in which violence is manifested. The high absence of the information registered and the inexistence of psychosocial variables precedents to the violent situations interfered in the appliance of recent theoretical models.
Descritores: Violência/estatística & dados numéricos
Vítimas de Crime/estatística & dados numéricos
Modelos Teóricos
-Projetos de Pesquisa
Brasil
Fatores Etários
Notificação de Abuso
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 278 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1011823
Autor: Martins-Júnior, Paulo Antônio; Ribeiro, Deborah Corrêa; Peruch, Gabriela Santos de Oliveira; Paiva, Saul Martins; Marques, Leandro Silva; Ramos-Jorge, Maria Leticia.
Título: Abuso físico de crianças e adolescentes: os profissionais de saúde percebem e denunciam? / Physical abuse of children and adolescents: do health professionals perceive and denounce?
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(7):2609-2616, jul. 2019. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O abuso físico de crianças é definido como qualquer ferida não acidental ou omissão dos seus responsáveis que cause risco à sua integridade. Este estudo objetivou avaliar se profissionais de saúde percebem e denunciam o abuso físico em crianças/adolescentes. Um total de 62 profissionais de saúde (odontólogos, médicos e enfermeiros) de Diamantina/MG, que realizam atendimento a crianças e adolescentes, responderam a um questionário. As variáveis coletadas foram relacionadas à identificação de abuso; denúncia às autoridades e dificuldades para a realização da denúncia. Realizou-se análise de frequência, teste do qui-quadrado e análise de conteúdo. Todos os profissionais relataram ter identificado e denunciado a ocorrência de abuso físico em crianças/adolescentes. Associação significativa foi observada entre a especialidade do profissional e o reconhecimento de abuso, bem como a realização de denúncia às autoridades. As principais dificuldades apresentadas para denunciar os casos às autoridades foram: falta de conhecimento na identificação do abuso e em como realizar a denúncia. A maioria dos participantes gostaria de receber treinamento para identificação e denúncia de abuso. Os profissionais de saúde percebem o abuso infantil, sendo os médicos aqueles que mais denunciam os casos.

Abstract Physical abuse of children is defined as any non-accidental injury or omission of their caregivers that causes risk to the child's integrity. This study aimed to evaluate whether health professionals perceive and report physical abuse in children/adolescents. A total of 62 health professionals (dentists, physicians and nurses) from Diamantina/MG who attend to children and adolescents answered a questionnaire. The collected variables were related to the identification of abuse; denunciation to the authorities and difficulties in making the complaint. Frequency analysis, chi-square test and content analysis were performed. All professionals had identified and reported the occurrence of physical abuse in children/adolescents. Significant association was observed between the specialty of the professional and the recognition of abuse as well as denunciation to the authorities. The main difficulties presented to denounce the cases to the authorities were lack of knowledge in identifying the abuse and how to make the complaint. Most participants expressed that they would like to receive training in identifying and reporting abuse. Health professionals perceive child abuse, and physicians are the ones who most report the cases.
Descritores: Médicos/estatística & dados numéricos
Maus-Tratos Infantis/estatística & dados numéricos
Odontólogos/estatística & dados numéricos
Enfermeiras e Enfermeiros/estatística & dados numéricos
-Brasil
Atitude do Pessoal de Saúde
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Notificação de Abuso
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 278 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1025883
Autor: Guatemala. Ministerio de Salud Pública y Asistencia Social. Dirección General de Regulación, Vigilancia y Control de la Salud.
Título: Protocolo de atención en salud integral con pertinencia cultural para la niñez y la adolescencia en situación de trabajo infantil y sus peores formas / Comprehensive health care protocol with cultural relevance for children and adolescents in child labor situations and their worst forms.
Fonte: Guatemala; MSPAS; DGRVCS; jun. 2012. 72 p.
Idioma: es.
Resumo: El documento aborda, desde el marco teórico, los conceptos inherentes al tema, para luego describir las condiciones y características de los peores trabajos a los que tanto niños como adolescentes son sometidos. Va describiendo los niveles de riesgo, así como las formas de detectarlos por el personal sanitario. Incluye un marco legal en el que contextualiza la vulnerabilidad así como los derechos de los niños y adolescentes, para finalmente presentar los algoritmos de atención en salud integral, así como las rutas y derivación.
Descritores: Trabalho Infantil/legislação & jurisprudência
Maus-Tratos Infantis/diagnóstico
Maus-Tratos Infantis/legislação & jurisprudência
Maus-Tratos Infantis/prevenção & controle
Bem-Estar da Criança
Saúde do Adolescente
-Trabalho Sexual/legislação & jurisprudência
Condições de Trabalho
Substâncias Perigosas/envenenamento
Saúde da Criança
Fatores de Risco
Impactos na Saúde/prevenção & controle
Notificação de Abuso
Risco à Saúde Humana
Tráfico de Pessoas
Tráfico de Órgãos
Pessoas Escravizadas/legislação & jurisprudência
Guatemala
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Responsável: GT1.1 - Biblioteca y Centro de Información


  8 / 278 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-839733
Autor: Gómez García, Antonio Ramón; Algora Buenafé, Alfonso Francisco; Suasnavas Bermúdez, Pablo Roberto; Silva Peñaherrera, Michael giovanny; Vilaret Serpa, Aimee.
Título: Notificación de accidentes de trabajo y posibles enfermedades profesionales en Ecuador, 2010-2015 / Notification of occupational accidents and possible occupational diseases in Ecuador, 2010-2015
Fonte: Cienc. Trab;18(57):166-172, dic. 2016. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: OBJETIVO: Describir la evolución de notificaciones por accidentes de trabajo y posibles enfermedades profesionales en Ecuador para el período desde 2010 a 2015. MATERIALES Y MÉTODOS: Estudio descriptivo a partir de fuentes secundarias reportadas al Seguro General de Riesgos de Trabajo del Instituto Ecuatoriano de Seguridad Social; se emplean frecuencias absolutas (n) y relativas (%), así como el cálculo de la tasa de incidencia en relación con las variables de interés. RESULTADOS: Se evidencia un incremento considerable del número de casos notificados por accidentes de trabajo y posibles enfermedades profesionales; la tasa de incidencia por accidentes aumentó de 381,2 en 2010 a 775,0 en 2015; asimismo, para los casos de enfermedades de 6,0 en 2010 a 28,4 en 2015. CONCLUSIONES: El aumento de registros de accidentes de trabajo y posibles enfermedades profesionales al Seguro General de Riesgos de Trabajo podría deberse a la entrada en vigor de normativas sobre la obligatoriedad de notificación en 2010 y 2011. No obstante, se evidencia la falta de implantación de medidas preventivas en los centros de trabajo, lo que supone plantearse una nueva reformulación de las políticas nacionales en seguridad y salud en el trabajo.

OBJECTIVE: To describe the evolution of reports of occupational accidents and possible occupational diseases in Ecuador for the period from 2010 to 2015. MATERIALS AND METHODS: Descriptive study from secondary sources reported to the General Occupational Risk Insurance of the Ecuadorian Social Security Institute; Absolute (n) and relative frequencies (%) are used, as well as the calculation of the incidence rate in relation to the variables of interest. RESULTS: There is a considerable increase in the number of cases reported due to occupational accidents and possible occupational diseases; The incidence rate for accidents increased from 381.2 in 2010 to 775.0 in 2015; Likewise, for cases of diseases from 6.0 in 2010 to 28.4 in 2015. CONCLUSIONS: The increase of records of occupational accidents and possible occupational diseases to the General Insurance of Occupational Risks could be due to the regulations on the obligation of notification that became effective in 2010 and 2011. However, it is evident the lack of implantation Of preventive measures in the work centers, what supposes to consider a new reformulation of the national policies in security and health in the work.
Descritores: Notificação de Acidentes de Trabalho
Acidentes de Trabalho/estatística & dados numéricos
Notificação de Doenças/estatística & dados numéricos
Doenças Profissionais/epidemiologia
-Previdência Social/estatística & dados numéricos
Epidemiologia Descritiva
Incidência
Saúde do Trabalhador
Notificação de Abuso
Equador/epidemiologia
Limites: Humanos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  9 / 278 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-977587
Autor: Mafioletti, Terezinha Maria; Peres, Aida Maris; Larocca, Liliana Muller; Fontoura, Mariana Purcote.
Título: Violence against women: historical trajectory of a care program (Curitiba - 1997-2014) / Violencia contra las mujeres: la trayectoria histórica de un programa de atención (Curitiba - 1997-2014) / Violência contra mulheres: trajetória histórica de um programa de atenção (Curitiba - 1997-2014)
Fonte: Rev. bras. enferm;71(6):2907-2915, Nov.-Dec. 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To analyze the historical trajectory and the contributions of the Programa de Atenção às Mulheres em Situação de Violência (Program of Care to Women Victims of Violence) of Curitiba. Method: Research with documentary and local approach, inspired by the Dimension of Political History, to unveil power relations, political representations, symbols and discourses. Eighty-eight sources were used for the period 1997-2014. The data collection was performed in May 2016 and presented in the timeline modality. Results: The historical trajectory of the program indicates intersectoral and interinstitutional experience that has been increasing and originating important innovations in care to women based on humanization and from the perspective of comprehensiveness. Final considerations: Historicizing the Program contributed to the reflection on the construction of practices aimed at confronting violence, the need for intersectoral actions and looks that involve its complexity.

RESUMEN Objetivo: Analizar la trayectoria histórica y las contribuciones del Programa de Atención a las Mujeres en Situación de Violencia de Curitiba. Método: Investigación con enfoque documental y local, inspirada en la Dimensión de la Historia Política, para revelar relaciones de poder, representaciones políticas, símbolos y discursos. Se utilizaron 88 fuentes para el período 1997-2014. La recolección de datos fue realizada en mayo de 2016 y presentada en la modalidad línea del tiempo. Resultados: La trayectoria histórica del programa indica una experiencia intersectorial e interinstitucional, que se ha ido ampliando y originando importantes innovaciones en la atención a mujeres pautadas en la humanización y en la perspectiva de la integralidad. Consideraciones finales: Historizar el programa contribuyó a la reflexión acerca de la construcción de prácticas dirigidas al enfrentamiento de la violencia, la necesidad de acciones intersectoriales y miradas que involucren su complejidad.

RESUMO Objetivo: Analisar a trajetória histórica e as contribuições do Programa de Atenção às Mulheres em Situação de Violência de Curitiba. Método: Pesquisa com abordagem documental e local, inspirada na Dimensão da História Política, para descortinar relações de poder, representações políticas, símbolos e discursos. Foram utilizadas 88 fontes referentes ao período de 1997-2014. A coleta de dados foi realizada em maio de 2016 e apresentada na modalidade linha do tempo. Resultados: A trajetória histórica do programa indica experiência intersetorial e interinstitucional que foi se ampliando e originando importantes inovações na atenção às mulheres pautadas na humanização e na perspectiva da integralidade. Considerações finais: Historicizar o Programa contribuiu na reflexão acerca da construção de práticas voltadas ao enfrentamento da violência, a necessidade de ações intersetoriais e olhares que envolvam sua complexidade.
Descritores: Desenvolvimento de Programas/métodos
Medição de Risco/métodos
Violência de Gênero/estatística & dados numéricos
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Inquéritos e Questionários
Notificação de Abuso
Comportamento Cooperativo
Assistência à Saúde/história
Violência de Gênero/história
Violência de Gênero/legislação & jurisprudência
Limites: Humanos
História do Século XXI
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 278 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-1090669
Autor: Cifuentes-Harris, Carla; Contreras-Reyes, Claudia; Torres, María Angélica; Gonzales-Alegría, Sebastián.
Título: Maltrato infantil: conocimiento y actitud del cirujano dentista: marco legal y revisión de la literatura / Child abuse: knowledge and attitude of the dentist: legal framework and review of the literature
Fonte: Int. j. odontostomatol. (Print);14(2):160-166, June 2020. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: El maltrato, abuso y la negligencia a los niños constituyen un fenómeno social que desafortunadamente está extendido por todo el mundo sin barreras étnicas, geográficas ni de contexto social. En Chile, hasta el año 2012 el 71 % de los niños sufría algún tipo de maltrato al interior de su familia. Las lesiones cráneo-faciales y de cuello ocurren en más de la mitad de los casos. El Odontólogo tiene la obligación legal, moral y ética como ciudadano y profesional de la salud de notificar a las autoridades competentes los casos sospechosos de maltrato. Objetivo: Evaluar cuál es el conocimiento del cirujano dentista sobre maltrato infantil y cuál ha sido su actitud frente a la detección y reporte del maltrato infantil. Búsqueda bibliográfica en PUBMED utilizando palabras clave: "child abuse" and "dentistry". Se encontraron 132 artículos, de los cuales fueron 15 atingentes con texto completo. Estudios realizados en varios países informaron de las dificultades de los odontólogos en el diagnóstico, la documentación y la denuncia de casos con sospecha de abuso a las autoridades, además de la necesidad de mayor formación en el tema. Dada la importancia del tema, el papel del odontólogo al trabajar directamente con niños y adolescentes, y el aumento en el reporte de casos sospechosos de violencia, se sugiere fuertemente realizar una vigilancia respecto a conocimiento y actitudes entre los odontólogos en Chile.

Abuse and neglect of children constitutes a social phenomenon that unfortunately is spread throughout the world without ethnic, geographical or social context barriers. In Chile, until 2012, 71 % of children suffered some type of abuse within their family. Skull-facial and neck injuries occur in more than half of the cases. The Dentist has a legal, moral and ethical obligation as a citizen and health professional to notify the authorities of suspected cases of abuse. The objective of the study was to evaluate the extent of the dental surgeons´ knowledge regarding child abuse and their attitude towards the detection and reporting of child abuse. Bibliographic search in PUBMED using keywords: "child abuse" and "dentistry". In the study, 132 articles were found, of which 15 were full text. Studies in several countries reported the difficulties of dentists in the diagnosis, documentation and reporting of cases of suspected abuse to the authorities, in addition to the need for further training in the subject. Given the importance of this issue, the role of the dentist working directly with children and adolescents, and the increase in the reporting of suspected cases of violence, it is strongly suggested to monitor the knowledge and attitudes among dentists in Chile.
Descritores: Maus-Tratos Infantis/diagnóstico
Maus-Tratos Infantis/legislação & jurisprudência
Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Odontólogos
-Atitude do Pessoal de Saúde
Notificação de Abuso
Odontologia
Limites: Humanos
Criança
Adulto
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central



página 1 de 28 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde