Base de dados : LILACS
Pesquisa : I01.880.604.583.524.300 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 35 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 4 ir para página            

  1 / 35 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-904035
Autor: Alemán, Natalia Magnone.
Título: Entre lo formal y lo sustantivo: La calidad de la asistencia al parto en el Uruguay / Entre o formal e o substantivo: a qualidade da assistência ao parto no Uruguay / Between the formal and the substantive: quality of childbirth care in Uruguay
Fonte: Sex., salud soc. (Rio J.);(27):97-117, set.-dez. 2017.
Idioma: es.
Resumo: Resumen Este artículo aborda una de las formas de violencia de género, la violencia en el marco de la asistencia al parto, contrastando los derechos sociales contenidos en la Ley de Salud Reproductiva uruguaya con el escenario donde se desarrolla la asistencia al parto. Para la discusión se tomaron entrevistas a personal de salud obstétrico y mujeres que han transitado por una experiencia de parto, realizadas en el marco de una maestría en sociología concluida y de un doctorado en curso. Como principal resultado aparece una distancia importante entre lo formal y lo sustantivo, siendo la violencia simbólica, expresada fundamentalmente a través de la relación médico-paciente, uno de los obstáculos para que "los derechos sean hechos". En las conclusiones se exponen propuestas para mejorar el respeto de los derechos de las mujeres en la asistencia al parto, referidos a un cambio de enfoque que resulte en la transformación del modelo de asistencia y de los/as profesionales que asisten.

Resumo O artigo refere-se a uma das formas de violência baseada no gênero: violência no contexto da assistência ao parto, contrastando os direitos sociais contidos na Lei de Saúde Reprodutiva uruguaia com o espaço onde a assistência ao parto é desenvolvida. Foram realizadas entrevistas com o pessoal da saúde obstétrica e mulheres que passaram por uma experiência de parto, no âmbito do mestrado em sociologia concluído e um doutorado em curso. O resultado principal é uma distância profunda entre os aspectos formais e os substantivos, ocorrendo violência simbólica no relacionamento médico-paciente, um dos obstáculos para que "os direitos sejam fatos". As conclusões estabelecem propostas para melhorar o respeito pelos direitos das mulheres na assistência ao parto, referindo-se a uma mudança de foco que resulta na transformação do modelo de assistência e dos profissionais que participam.

Abstract The article addresses one form of gender violence: violence in the context of childbirth care, contrasting the social rights contained in the uruguayan Reproductive Health Law with the actual scenario where childbirth attendance takes place. For the discussion, interviews with obstetrical health personnel and women who have had an experience of childbirth are taken into account, which were carried out in the context of a master's degree in sociology and an on-going doctorate. As the main result, an important distance between the formal and the substantive is revealed, where symbolic violence, expressed primarily through the doctor-patient relationship, is one of the obstacles for the rights to be respected. The conclusions offers proposals to improve respect for women's rights in childbirth care, referring to a modification in approach that can result in the transformation of the model of care and of the professionals.
Descritores: Uruguai
Parto
Violência contra a Mulher
-Medicina Defensiva
Episiotomia
Tocologia
Obstetrícia
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  2 / 35 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-963937
Autor: Grinberg, Max.
Título: Bioética e imagem cardiovascular / Bioethics and cardiovascular imaging
Fonte: ABC., imagem cardiovasc;31(4), Out.- Dez. 2018.
Idioma: pt.
Descritores: Bioética/tendências
Diagnóstico por Imagem/ética
Ética Médica/história
-Cardiologia/educação
Ética Clínica/educação
Eticistas
Medicina Defensiva/métodos
Educação Médica/ética
Inovação
Medicina/métodos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  3 / 35 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Minossi, José Guilherme
Silva, Alcino Lázaro da
Texto completo
Id: lil-702660
Autor: Minossi, José Guilherme; Silva, Alcino Lazaro da.
Título: Medicina defensiva: uma prática necessária? / Defensive medicine: a necessary practice?
Fonte: Rev. Col. Bras. Cir;40(6):494-501, nov.-dez. 2013.
Idioma: pt.
Resumo: O artigo em questão aborda os motivos pelos quais a Medicina Defensiva é largamente utilizada no Brasil e no Mundo. A Medicina Defensiva, na prática, se caracteriza pela utilização exagerada de exames complementares, pelo uso de procedimentos terapêuticos supostamente mais seguros, pelo encaminhamento frequente de pacientes a outros especialistas e pela recusa ao atendimento de pacientes graves e com maior potencial de complicações. Trata-se de uma prática que tem como objetivo principal defender o médico de eventuais processos, principalmente na área judicial. A maneira como são conduzidos os processos pelo poder judiciário certamente contribui para a consolidação desta prática insensata. A morosidade da justiça, em nosso meio, associado ao despreparo dos juízes e peritos judiciais na análise dos casos, leva a um desgaste emocional das partes. Alem disso, a formação precária do médico em nosso país faz com que se utilize de meios requintados de diagnóstico e tratamento em detrimento a um exame clínico pormenorizado e uma adequada comunicação com o paciente. Além de ineficiente em proteger o médico, a Medicina Defensiva traz consequências graves ao paciente e à sociedade, já que gera um custo adicional incalculável ao exercício da Medicina, determina um maior sofrimento ao doente e faz com que haja uma deteriorização na relação médico-paciente, que sempre foi pautada pela confiança, respeito e pessoalidade.

We discuss the reasons why Defensive Medicine is widely used in Brazil and worldwide. The Defensive Medicine is characterized by excessive use of complementary tests, the use of supposedly safer therapeutic procedures, the frequent referral of patients to other specialists and by the refusal to care for critically ill patients and with greater potential for complications. This is a practice that aims to defend the doctor from legal suits. The way the processes are conducted by the judiciary certainly contributes to the consolidation of this foolish practice. The slow pace of justice in our country, associated with the unpreparedness of judges and legal experts in the analysis of cases, leads to an emotional exhaustion of the parties involved. Furthermore, poor training of doctors in our country values the use of sophisticated diagnostic and treatment methods, rather than a thorough clinical examination and appropriate communication with the patient. Besides inefficient in protecting the doctor, Defensive Medicine has severe consequences to the patient and to society, since it generates an additional invaluable cost to medical practice, determines greater suffering to the patient and causes deterioration of the doctor-patient relationship, which has always been marked by trust, respect and personhood.
Descritores: Medicina Defensiva
Padrões de Prática Médica
-Consentimento Livre e Esclarecido
Responsabilidade Legal
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 35 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-652196
Autor: Piazza, Mauri José.
Título: Medicina defensiva e os ginecologistas e obstetras / The legal aspects and the gynaecologists and the obstetricians
Fonte: Femina;40(1), jan.-fev. 2012.
Idioma: pt.
Descritores: Atitude Frente a Saúde
Ginecologia/ética
Medicina Defensiva/economia
Medicina Defensiva/ética
Obstetrícia/ética
-Alocação de Recursos/ética
Comportamento de Escolha/ética
Ética Médica
Gastos em Saúde/ética
Ginecologia/economia
Economia da Saúde
Disparidades nos Níveis de Saúde
Obstetrícia/economia
Fatores Socioeconômicos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  5 / 35 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-633908
Autor: Young, Pablo; Finn, Bárbara C.; Pellegrini, Débora; Bruetman, Julio E.; Young, Diego R.; Trimarchi, Hernán.
Título: Síndrome clínico judicial
Fonte: Medicina (B.Aires);71(5):501-502, oct. 2011.
Idioma: es.
Descritores: Imperícia/legislação & jurisprudência
Terminologia como Assunto
-Argentina
Medicina Defensiva
Relações Médico-Paciente
Síndrome
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Carta
Responsável: AR1.2 - Instituto de Investigaciónes Epidemiológicas


  6 / 35 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-621807
Autor: Maglio, Ignacio.
Título: Error y medicina a la defensiva: ética médica y la seguridad del paciente / Erro e medicina defensiva: ética médica e a segurança do paciente / Error and defensive medicine: medical ethics in patient?s safety
Fonte: Rev. bioét. (Impr.);19(2), maio-ago. 2011.
Idioma: es; en.
Resumo: Baseando-se no imperativo ético da medicina, primun non nocere, este artigo apresenta considerações sobre o erro médico e a prática da medicina defensiva, cujo propósito principal parece, nuitas vezes, estar vinculado à proteção do profissional, em detrimento dos interesses do paciente. A partir de estudos realizados nos Estados Unidos se desenvolve uma reflexão sobre tal vinculação eos chamados ?pactos de silêncio?, que acabam gerando na sociedade, em geral, incerteza e desconfiança no que se refere à relação médico-paciente. Conforme os resultados da citada pesquisa, este artigo conclui considerando que ocultar o erro não resolve esta complexa problemática e pode trazer consequências nefastas à prática da medicina, relacionadas ao crescimento dos pedidos de exames, que produzem aumento nos custos da saúde, assim como dificultam o acesso aos serviços. Considera, ademais, que o Estado não pode estar ausente nesta discussão fundamental.

Basándose en el imperativo ético de la medicina, primun non nocere, este artículo presenta consideraciones de ética médica, enfocando el error médico y la práctica de la medicina defensiva, cuyo propósito principal parece muchas veces estar vinculado a la protección del profesional, endetrimento de los intereses del paciente. A partir de estudios realizados en los Estados Unidos se desarrolla una reflexión sobre tal vinculación y los llamados ?pactos de silencio?, que acaban generando incerteza y desconfianza en lo referente a la relación médico-paciente, en la sociedaden general. Conforme a los resultados de la citada pesquisa, concluye considerando que ocultar el error no resuelve esta compleja problemática y puede traer consecuencias nefastas a la práctica de la medicina relacionadas al crecimiento de los pedidos de exámenes, que producen aumento en los costes de la salud así como dificultan el acceso a los servicios. Considera, además, que el Estado no puede estar ausente en esta discusión fundamental.

Based on the ethical imperative of Medicine?s, primun non nocere, this article presents consideration of medical ethics foucusing on error and the pratice of defensive medicine, whose main purpose seems often to be linked to the protection of professional to the detriment of the patient?s interest. It is developed, from studies undertaken in the United States, a reflection on such linkage and the so-called ?pacts of silence?, which end by generating uncertainties and mistrust regarding physician-patient relationship in society at large. In consonance to the above mention research, I concluded by considering that hiding a medical error does not solve this complex problematic, and it may have mean consequences to medical practices related to increasing exams requests that produce increase in health costs as well as hampers access to services. It considers, additionally, that the State cannot be absent in this crucial discussion.
Descritores: Bioética
Medicina Defensiva
Ética Médica
Medicina Baseada em Evidências
Erros Médicos
Segurança do Paciente
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  7 / 35 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-591672
Autor: Moyano, Humberto Rafael.
Título: Influencia de la medicina defensiva en la práctica médica y sus soluciones / Significance of the defensive medicine in the practice of the medicine and its solutions.
Fonte: Buenos Aires; s.n; 1997. 56 p. tab.
Idioma: es.
Tese: Apresentada a Universidad de Buenos Aires. Instituto de Investigaciones en Salud Publica para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: El presente artículo intenta un abordaje comprensivo de la medicina defensiva, entendida como las conductas desarrolladas por los médicos para evitar las demandas por mala praxis, consistentes en extremar los procedimientos diagnósticos y terapéuticos aún aquellos de escasa efectividad o evitar pacientes de alto riesgo, ocasionando gastos excesivos al sistema de atención y sometiendo al paciente a riesgos innecesarios. El objetivo fue establecer la presencia e importancia de la medicina defensiva y sus posibles soluciones. El diseño del estudio incluye la observación participante en un hospital público, y una encuesta semiestructurada a médicos del mismo hospital. El análisis triangulado de los datos cualitativos y cuantitativos prermitió establecer como hallazgos concurrentes el temor de los médicos a la posibilidad de ser demandados, el exceso de estudios complementarios, escasa normatización de los procesos de trabajo médico, y la percepción de desamparo institucional. Se proponen diversas soluciones: seguro público, reformas legales, normatización de procedimientos, gestión de prevención del riesgo como elemento de garantía de calidad, organización de la atención médica por cuidados progresivos, educación del médico y del paciente. Conclusiones: El estudio demuestra la presencia y extensión de las conductas de medicina defensiva en nuestro medio y se exponen algunos cursos de acción para reducir dichas conductas.
Descritores: Medicina Defensiva
Imperícia
Gestão de Riscos
Responsável: AR81.3 - Centro de Documentación
AR81.3; T 3


  8 / 35 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Vieira, Maria Jésia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-581010
Autor: Oliveira, Vitor Lisboa; Pimentel, Déborah; Vieira, Maria Jésia.
Título: O uso do termo de consentimento livre e esclarecido na prática médica / The use of the free and clarified consent term in medical practice
Fonte: Rev. bioét. (Impr.);18(3), set.-dez. 2010.
Idioma: pt; en.
Resumo: Este artigo analisa a aplicação do termo de consentimento livre e esclarecido (TCLE) na prática dos médicos que trabalham no Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal de Sergipe, localizado na cidade de Aracaju. A pesquisa que originou o trabalho verificou aatribuição de importância à aplicação do TCLE na prática médica. Foram entrevistados cinco médicos do HU, bem como analisados 72 prontuários de pacientes internos, de acordo com a bioética, a legislação e a doutrina brasileiras. Concluiu-se que apesar de visto como importante, o TCLE só é utilizado em dois serviços naquela unidade, apesar dos avanços da responsabilidade civil médica no Brasil.
Descritores: Bioética
Responsabilidade Civil
Medicina Defensiva
Consentimento Livre e Esclarecido
Aceitação pelo Paciente de Cuidados de Saúde
Autonomia Pessoal
Autonomia Profissional
Termos de Consentimento
Tratamento de Emergência/ética
-Códigos de Ética
Direitos Humanos
Privilégios do Corpo Clínico/ética
Pesquisa Qualitativa
Código Sanitário
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  9 / 35 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-561891
Autor: Rodríguez Martin, Jorge Alberto.
Título: Mala praxis: la visión de un cirujano / Medical malpractise: a surgeon's vision
Fonte: Prensa méd. argent;96(3):180-184, mayo 2009. tab.
Idioma: es.
Resumo: In this article the author presents a surgeon's vision of medical malpractice.
Descritores: Cobertura do Seguro/economia
Cobertura do Seguro/legislação & jurisprudência
Consentimento Livre e Esclarecido/legislação & jurisprudência
Registros Médicos/legislação & jurisprudência
Imperícia
Medicina Defensiva/legislação & jurisprudência
Papel do Médico
Relações Médico-Paciente
Assistência à Saúde/legislação & jurisprudência
Limites: Humanos
Responsável: AR392.1 - Biblioteca


  10 / 35 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-527941
Autor: Peñalonzo Bendfeldt, Marco antonio; Argueta Contreras, Ana Isabel; Rojas de León, María José.
Título: Medicina defensiva en Guatemala: resultados de una encuesta exploratoria entre cirujanos / Defensive medicine in Guatemala: results of an exploratory questionnaire among surgeons
Fonte: Rev. guatemalteca cir;16(2/3):33-37, ago.-dic. 2007. ilus, graf.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: la medicina defensiva ha surgido como una práctica creciente, debido al temor reclamos y demandas de los pacientes. Las especialidades quirúrgicas se consideran un grupo de riesgo, por lo que se supone que la medicina defensiva sea practicada en mayor grado entre sus miembros. este trabajo tuvo como objetivo determinar , si, entre los cirujanos de Guatemala se practica medicina defensiva. Material y métodos: se presenta un estudio observacional, transversal y descriptivo de naturaleza exploratoria. Se tomó como muestra a los miembros activos...
Descritores: Medicina Defensiva
Imperícia
Direitos do Paciente
Relações Médico-Paciente/ética
Limites: Humanos
Responsável: GT5.1 - Biblioteca y Centro de Documentación Dr. Julio de León Méndez



página 1 de 4 ir para página            
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde