Base de dados : LILACS
Pesquisa : I01.880.787 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 751 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 76 ir para página                         

  1 / 751 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-783559
Autor: Tiago de Oliveira, William; Misue Matsuda, Laura; Aparecida Sales, MaríaCatarina.
Título: Relationship between wellness and sociodemographic characteristics of caregivers of people with cancer / Relación de bienestar y las características de socio-demográficas cuidadores de personas con cáncer / Relação entre o bem-estar e as características sócio-demográficas de cuidadores de pessoas com câncer
Fonte: Invest. educ. enferm;34(1):128-136, Jan.-Apr. 2016. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Objective.To investigate the association between wellness and sociodemographic characteristics of caregivers of people with cancer. Methods. This was a cross-sectional study conducted in Maringá, Paraná, Brazil, with 96 caregivers. Data were collected between July 2011 and February 2012. A global wellness assessment scale was used to measure wellness and data on sociodemographic characteristics were gathered using a complementary form. Results. The characteristics associated with reduced wellness among caregivers of people with cancer were: being separated, being a mother, having a higher education degree, being employed, being the sole caregiver, having a family income of up to one minimum wage and presenting health problems. Conclusion. Some demographic characteristics are associated with loss of wellness among these caregivers. Nurses must take this information into account when formulating strategies to improve the wellness of caregivers, considering their context.

Objetivo.Explorar la asociación entre el bienestar y las características sociodemográficas de los cuidadores de las personas con cáncer. Metodología. Estudio de tipo transversal realizado en Maringá-PR, con 96 cuidadores. La recolección de datos se llevó a cabo de julio de 2011 a febrero de 2012. El bienestar se midió mediante la escala de Evaluación Global de Bienestar y las características sociodemográficas se obtuvieron mediante un formulario complementario. Resultados. Las características que se relacionan con la disminución del bienestar en cuidadores de personas con cáncer son: estar separado, ser madre, nivel de educación superior, estar empleado, ser el único solo cuidador, ingreso familiar inferior a un salario mínimo y tener problemas de salud. Conclusión. Existen características demográficas asociadas a pérdida de bienestar en estos cuidadores. El enfermero debe tener en cuenta esta información con de realizar estrategias de intervención que mejoren el bienestar del cuidador teniendo en cuenta su contexto.

Objetivo.Objetivo. Investigar a associação entre o bem-estar e as características sócio-demográficas de cuidadores de pessoas com câncer.Metodologia. Estudo transversal realizado em Maringá - PR, com 96 cuidadores. Os dados foram coletados no período de julho de 2011 a fevereiro de 2012. Utilizou-se a escala de Avaliação Global do Bem-estar para medir bem-estar e um formulário complementar para coletar dados sobre características sócio-demográficas. Resultados. As características associadas à redução do bem-estar entre cuidadores de pessoas com câncer são: estar separado, ser mãe, ter nível de educação superior, estar empregado, ser o único cuidador, ter uma renda familiar inferior a um salário mínimo e apresentar problemas de saúde. Conclusão. Existem características demográficas associadas à perda de bem-estar entre esses cuidadores. O enfermeiro deve levar em conta essa informação ao formular estratégias de intervenção para melhorar o bem-estar de cuidadores, considerando seu contexto.
Descritores: Qualidade de Vida
Seguridade Social
Enfermagem
Cuidadores
Neoplasias
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO103.1 - Biblioteca


  2 / 751 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Vaitsman, Jeni
Texto completo
Id: biblio-890194
Autor: Vaitsman, Jeni; Lobato, Lenaura de Vasconcelos Costa.
Título: Benefício de Prestação Continuada (BPC) para pessoas com deficiência: barreiras de acesso e lacunas intersetoriais / Continuous Cash Benefit (BCP) for disabled individuals: access barriers and intersectoral gaps
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(11):3527-3536, Nov. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A Constituição Federal de 1988 aprovou o Benefício de Prestação (BPC) para idosos e pessoas com deficiência com renda familiar até 1/4 do salário mínimo, que alcançou em 2015 cerca de 4 milhões de pessoas. Para pessoas com deficiência, a implementação do BPC envolve organizações da previdência social, assistência social e saúde. O trabalho discute como algumas lacunas nos mecanismos de coordenação intersetorial entre essas áreas produzem barreiras de acesso aos potenciais beneficiários. Os resultados são de pesquisa qualitativa realizada com médicos, técnicos administrativos e assistentes sociais do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e dos Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) em três municípios de diferentes regiões do país. A coordenação e a cooperação intersetoriais mais estruturadas ocorrem no nível federal. No nível local, dependem de iniciativas informais e horizontais, o que produz soluções imediatas, mas descontínuas. O papel dos CRAS permanece contingente na implementação. Ficou patente a necessidade de estabelecimento de mecanismos institucionalizados de coordenação e cooperação entre os setores da assistência social, saúde e previdência para melhorar a implementação e diminuir as barreiras de acesso ao BPC.

Abstract The 1988 Constitution approved the Continuous Cash Benefit (BCP) directed to elders and disabled persons with a household per capita income of 25% of the minimum wage, and around 4 million people received this benefit in 2015. The design of BPC for disabled persons involves organizations of social security, social welfare and health. This paper discusses how some intersectoral coordination mechanisms gaps between these areas produce access barriers to potential beneficiaries. Results stem from a qualitative study performed with physicians, administrative staff and social workers from the National Institute of Social Security (INSS) and of the Social Welfare Reference Center (CRAS) in three municipalities of different Brazilian regions. Intersectoral coordination and cooperation are more structured at the Federal level. At the local level, they rely on informal and horizontal initiatives, which produce immediate but discontinuous solutions. The role of the CRAS remains contingent on the implementation. The need to establish institutionalized mechanisms for coordination and cooperation between social welfare, health and social insurance to improve the implementation and reduce barriers to access to the BCP is apparent.
Descritores: Previdência Social
Seguridade Social
Pessoas com Deficiência
Programas Governamentais/organização & administração
-Brasil
Comportamento Cooperativo
Renda
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 751 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890201
Autor: Duarte, Cristina Maria Rabelais; Marcelino, Miguel Abud; Boccolini, Cristiano Siqueira; Boccolini, Patrícia de Moraes Mello.
Título: Proteção social e política pública para populações vulneráveis: uma avaliação do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social - BPC no Brasil / Social protection and public policy for vulnerable populations: an assessment of the Continuous Cash Benefit Program of Welfare in Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(11):3515-3526, Nov. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O artigo descreve a evolução histórica e o perfil dos requerentes do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC), destinado a idosos e pessoas pobres com deficiência, que utiliza, desde 2009, critérios de elegibilidade construídos com base na CIF/OMS e em consonância com a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com deficiência da ONU. O comportamento dos benefícios foi determinado a partir da análise dos coeficientes de concessões gerais e não judiciais, entre 1998 e 2014. O perfil, segundo situação de deferimento, idade, sexo e componentes da CIF, foi estabelecido para os anos de 2010 e 2014. O crescimento médio anual do coeficiente foi maior de 2000 a 2010, anterior à adoção do modelo de elegibilidade biopsicossocial, enquanto o de concessões não judiciais cresceu até 2010, decrescendo a seguir. A razão de deferimento foi maior entre as crianças e entre os que enfrentam barreiras ambientais, limitações e restrições e alterações corporais graves ou completas. A implantação do modelo de avaliação biopsicossocial não ocasionou aumento no ritmo de concessões e os resultados evidenciam a necessidade de flexibilização dos critérios de elegibilidade.

Abstract This paper describes the historical development and profile of Continuous Cash Benefit (BPC) applicants, intended for poor elderly and people with disabilities, which, since 2009, uses eligibility criteria based on the International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) of the WHO and is aligned with the UN Convention on the Rights of Persons with Disabilities. The behavior of benefits was determined from the analysis the coefficients of the general and non-judicial grants between 1998 and 2014. The profile was established for the years 2010 and 2014 according to situation of acceptance, age, gender and ICF components. The average annual growth of the coefficient was higher from 2000 to 2010, prior to the adoption of the biopsychosocial eligibility model, and the coefficient of non-judicial grants increased until 2010, falling thereafter. The deferrals acceptance /rejections ratio was higher among children and among those facing severe or total environmental barriers, limitations, constraints and bodily changes. The implementation of the biopsychosocial evaluation model did not cause an increased rate of grants and results evidence the need for flexibility in the eligibility criteria.
Descritores: Política Pública
Pessoas com Deficiência
Avaliação da Deficiência
Definição da Elegibilidade
-Pobreza
Seguridade Social
Brasil
Populações Vulneráveis
Programas Governamentais
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 751 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1059081
Autor: Motta, Filipe; Campos, Bárbara Lopes.
Título: Estado de bem-estar social e políticas públicas para mulheres nos países nórdicos e na América Latina: Da sociedade civil à institucionalização / Welfare state and public policies for women in nordic countries and Latin America: From civil society to institutionalization / Estado de bienestar social y políticas públicas para mujeres en países nórdicos y América Latina: De la sociedad civil a la institucionalización
Fonte: Sex., salud soc. (Rio J.);(33):158-179, set.-dez. 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A proposta deste trabalho é fazer um comparativo entre processos de construção de políticas para as mulheres no Estado de bem-estar social-democrata dos países nórdicos com alguns desenvolvidos por partidos de esquerda na América Latina, principalmente a partir da chamada onda rosa, com a entrada de governos progressistas na região. Para tal, primeiramente faremos uma breve apresentação de tipologias de análise sobre igualdade de gênero na discussão sobre políticas públicas e feminismo. Depois, faremos a exposição da construção dos regimes de Bem-estar social nos países do Norte, dando enfoque em como essas políticas se desenvolvem nos países nórdicos. Por fim, trabalharemos o caso sul-americano. Como veremos, tanto o caso europeu quanto o sul-americano reforçam a importância da mobilização da sociedade civil e da sua interação com o Estado para implementação das ações que reverberam em políticas públicas voltadas para as mulheres. Porém, observamos que as agendas políticas não coincidem e, enquanto nos países nórdicos o sistema social-democrata permitiu a construção de regimes gender egalitarians, a onda rosa latino-americana estimulou a criação de mecanismos institucionais de mulheres que buscaram promover a institucionalização de políticas voltadas para os direitos das mulheres.

Abstract The aim of this paper is to compare the processes of policy-making for women in the welfare state of the Nordic countries with some experiences developed by left-wing parties in Latin America, mainly from the so-called pink wave, with the progressive governments in the region. To do so, we will first make a brief presentation on the typologies of analysis on gender equality in the discussion of public policies and feminism. Then we will present the construction of social welfare schemes in the countries of the North, focusing on how these policies are developed in the Nordic countries. Finally, we will work on the South American case. As we shall see, both the European and the South American case reinforce the importance of the mobilization of civil society and its interaction with the State to implement actions that reverberate in public policies for women. However, we note that the political agendas do not coincide and, while in the Nordic countries the social democratic system allowed the construction of gender egalitarian regimes, the Latin American pink wave stimulated the creation of institutional mechanisms for women that sought to promote the institutionalization of policies focused on women's rights.

Resumen El propósito de este documento es hacer una comparación entre los procesos de formulación de políticas para las mujeres en el Estado Nórdico Social y Bienestar Social con algunos desarrollados por partidos de izquierda en América Latina, principalmente de la llamada ola rosa, con gobiernos progresistas en la región. Con este fin, primero haremos una breve presentación sobre tipologías de análisis de igualdad de género en la discusión de políticas públicas y feminismo. Luego presentaremos la construcción de regímenes de bienestar social en los países del norte, centrándonos en cómo se desarrollan estas políticas en los países nórdicos. Finalmente, trabajaremos en el caso sudamericano. Como veremos, los casos europeos y sudamericanos refuerzan la importancia de movilizar a la sociedad civil e interactuar con el estado para implementar acciones que reverberen en las políticas públicas dirigidas a las mujeres. Sin embargo, observamos que las agendas políticas no coinciden y, mientras que en los países nórdicos el sistema socialdemocrata permitió la construcción de regímenes igualitarios de género, la ola rosa latinoamericana estimuló la creación de mecanismos institucionales de mujeres que buscaban promover la institucionalización de políticas enfocadas en los derechos de las mujeres.
Descritores: Política Pública
Seguridade Social
Direitos da Mulher
Feminismo
Ativismo Político
Igualdade de Gênero
-Países Escandinavos e Nórdicos
América do Sul
Estado
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  5 / 751 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Santos, Leonor Maria Pacheco
Texto completo
Id: biblio-952659
Autor: Jaime, Patricia Constante; Delmuè, Denise Costa Coitinho; Campello, Tereza; Silva, Denise Oliveira e; Santos, Leonor Maria Pacheco.
Título: Um olhar sobre a agenda de alimentação e nutrição nos trinta anos do Sistema Único de Saúde / A look at the food and nutrition agenda over thirty years of the Unified Health System
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(6):1829-1836, jun. 2018.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A alimentação e a nutrição são requisitos básicos para a promoção e a proteção da saúde. A vigilância nutricional e a orientação alimentar estão inclusas no campo de atuação do Sistema Único de Saúde (SUS), conforme estabelecido na Lei Orgânica da Saúde nº 8.080 de 1990. O presente artigo apresenta e discute a agenda de alimentação e nutrição no SUS e sua interface com a Segurança Alimentar e Nutricional, seus marcos históricos, avanços e desafios. Este ensaio foi orientado por pesquisa biográfica e documental e, sobretudo, no resgate das experiências e percepções das autoras que, em diferentes momentos e contextos, foram e são sujeitos da agenda de alimentação e nutrição no Brasil. Reforçamos assim a ideia do SUS, com suas conquistas e imperfeições, como um sistema vivo e derivado do compromisso técnico-ético-político dos gestores, dos trabalhadores, da academia e da sociedade como um todo. Desta forma, buscamos contribuir com o debate sobre a trajetória brasileira de construção de um sistema público de proteção social que se comprometeu com o direito humano à saúde e à alimentação adequada.

Abstract Food and nutrition are basic requirements for the promotion and protection of health. Nutrition monitoring and dietary recommendations are included in the mission of the Unified Health System (SUS, in its Portuguese acronym), as established by the Organic Health Law no. 8,080 of 1990. This article presents and discusses the food and nutrition agenda of the SUS and its interface with Food and Nutrition Security, its benchmarks, progress and challenges. This essay was guided by biographical and documentary research and, above all, by the experiences and perceptions of the authors, who, at various times and in various contexts, have been and continue to be actors of Brazil's food and nutrition agenda. We emphasise the idea of the SUS, with its accomplishments and shortcomings, as a living system derived from the technical, ethical and political commitments of its administrators, workers, academics and society as a whole. Thus, we seek to contribute to the debate about the Brazilian path to the construction of a public social welfare system committed to health and adequate nutrition as a human rights.
Descritores: Política Nutricional
Abastecimento de Alimentos
Promoção da Saúde/métodos
Programas Nacionais de Saúde/organização & administração
-Seguridade Social
Brasil
Política de Saúde
Direitos Humanos
Programas Nacionais de Saúde
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 751 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-952686
Autor: Huber, Evelyne; Niedzwiecki, Sara.
Título: Changing Systems of Social Protection in the Context of the Changing Political Economies since the 1980s / Mudanças nos Sistemas de Proteção Social no Contexto de Transformações das Economias Políticas desde os anos 1980
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(7):2085-2094, jul. 2018.
Idioma: en.
Resumo: Abstract This article provides an overview of the profound changes in the more advanced welfare states in Europe and Latin America over the past 35 years. Deindustrialization, informalization, and the rise of unstable employment, combined with aging populations rendered traditional employment-based models of social protection less effective and at the same time increased demands on the welfare state. The two main responses to these challenges were efforts at cost containment and inclusion in non-contributory social protection schemes and health services of those in marginal labor market positions. The mix of these two responses and the depth of the changes were shaped by the intensity of the economic and demographic pressures, policy legacies, the partisan preferences of governing parties and coalitional constraints, the strength of groups in civil society, the presence of veto points in the political system, and in Latin America the process of democratization, along with the international context. A broad comparison between Latin America and Europe highlights the importance of the international context in the form of a relentless pursuit of neoliberal models by the International Financial Institutions in Latin America in contrast to the model of Social Europe promoted by the European Union.

Resumo O artigo apresenta um panorama das profundas mudanças nos Estados de Bem-Estar Social mais avançados da Europa e da América Latina nos últimos 35 anos. Desindustrialização, informalização e o aumento dos empregos instáveis, associados ao envelhecimento populacional, tornaram os modelos de proteção social baseados no emprego menos efetivos e, ao mesmo tempo, aumentaram as pressões sobre os Estados de Bem-Estar Social. As principais respostas para esses desafios foram esforços de contenção de custos e de inclusão em esquemas de proteção social e de saúde não contributivos das pessoas em posições precárias nos mercados de trabalho. A combinação dessas respostas e a profundidade das mudanças foram moldadas pela intensidade das pressões econômicas e demográficas, legados das políticas, preferências dos partidos no governo e constrangimentos pelas coalizões de poder, força dos grupos da sociedade civil, presença de pontos de veto no sistema político e, na América Latina, o processo de democratização e o contexto internacional. A comparação entre América Latina e Europa destaca a importância do contexto internacional expressa em pressões das instituições financeiras internacionais pela adoção de modelos neoliberais na América Latina, em contraste com o modelo de Europa Social promovido pela União Europeia.
Descritores: Política
Política Pública/tendências
Assistência à Saúde/tendências
-Seguridade Social/tendências
Modelos Organizacionais
Europa (Continente)
América Latina
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 751 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-952712
Autor: Kerstenetzky, Celia Lessa; Guedes, Graciele Pereira.
Título: O Welfare State resiste? Desenvolvimentos recentes do estado social nos países da OCDE / Is the Welfare State resisting? Recent developments of the social state in OECD countries
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(7):2095-2106, jul. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Neste artigo buscamos analisar alguns dos principais indicadores da evolução do estado de bem-estar social em países da OCDE entre 1980 e 2016. Em particular, buscamos avaliar se a crise iniciada em 2007-2008 teria implicado em contração do estado social. Nossa análise se desdobra no estudo do comportamento de três dimensões: o gasto social, seu financiamento tributário e sua efetividade. Nossa investigação revela que o século XXI tem sido um período de expansão, com gastos crescentes e "catch up" de países retardatários. Em particular, todas as grandes áreas de política social sofreram aumentos, ao lado de apostas ainda incipientes em políticas sociais "ativas". O gasto social tem sido financiado por um esforço tributário crescente, não de todo indiferente à progressividade, e tem se traduzido em crescente esforço de redistribuição. Contudo, desigualdades e pobreza avançam em ritmo superior.

Abstract In this paper an attempt was made to analyze some of the main indicators of the evolution of the welfare state in OECD countries between 1980 and 2016. In particular, an assessment was made to evaluate if the so-called Great Recession starting in 2008 led to a contraction of the social state. The analysis focused on three dimensions: social expenditure, funding, and effectiveness. The conclusion drawn was that the twenty-first century has been a period of expansion, both in terms of social expenditure and the catch-up of the latecomers. In particular, all traditional areas of social policy have expanded in tandem with a slight increase in "active" social policies. The rise in social expenditure has been financed by increasing taxation not thoroughly alien to progressivity principles. Overall, it has been translated into an increased effort for redistribution. However, inequality and poverty are advancing at a higher rate.
Descritores: Política Pública/tendências
Seguridade Social/tendências
Gastos em Saúde/tendências
-Pobreza
Fatores Socioeconômicos
Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 751 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Costa, Nilson do Rosário
Texto completo
Id: biblio-974688
Autor: Costa, Nilson do Rosário.
Título: Estado de Bem-Estar Social e Democracia / The Social Welfare State and Democracy
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(10):3471-3471, Out. 2018.
Idioma: pt.
Descritores: Política
Seguridade Social
Democracia
Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico
Tipo de Publ: Comentário
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 751 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-989612
Autor: Paiva, Ariane Rego de; Lobato, Lenaura de Vasconcelos Costa.
Título: Formulação da lei do sistema único de assistência social e a legitimação da política de assistência social / The formulation of social assistance law and the legitimation of the social assistance public policy
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(3):1065-1073, mar. 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O trabalho analisa o processo decisório que envolveu a formulação, pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, do Projeto de Lei 3077/2008 e sua posterior aprovação como Lei 12.435/2011, que institucionalizou na ordem jurídica brasileira o Sistema Único de Assistência Social. A metodologia se baseou em pesquisa bibliográfica, análise das atas do Conselho Nacional de Assistência Social de 2008 a 2011 e documentos públicos do Ministério e entrevistas com atores-chave que atuaram no Ministério entre 2008 e 2011. A análise demonstrou que a Lei tinha como principais objetivos legitimar as práticas já em curso na Assistência Social e estabelecer segurança jurídica para os gestores federais. A decisão de elaborar a Lei aponta para a importância dos "policy makers" no processo de inclusão de temas na agenda pública.

Abstract This paper analyzes the decision-making process involving the formulation of Bill 3077/20081 by the Ministry of Social Development and Fight against Hunger, and its subsequent approval as Law 12.435/2011, which institutionalized the Unified Social Assistance System (SUAS). The methodology was based on bibliographic research, analysis of the minutes of the National Social Assistance Council from 2008 to 2011, and public documents from the Ministry and interviews with key stakeholders who worked at the Ministry between 2008 and 2011. The results showed that the Law aimed mainly to legitimize management practices already underway in Social Assistance and to establish legal certainty for federal managers. The decision to propose the Law highlights the relevance of "policymakers" in including issues on the public agenda.
Descritores: Formulação de Políticas
Política Pública/legislação & jurisprudência
Seguridade Social/legislação & jurisprudência
Tomada de Decisões
-Mudança Social
Brasil
Fome
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 751 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Marques, Rosa Maria
Texto completo
Texto completo
Id: lil-740662
Autor: Ugino, Camila Kimie; Marques, Rosa Maria.
Título: The Brazilian pension reforms under the neoliberal pressure / As reformas previdenciárias brasileiras sob a pressão neoliberal
Fonte: Textos contextos (Porto Alegre);11(1):08-39, jan.-jul. 2012. tab.
Idioma: en.
Resumo: Este artigo trata das reformas previdenciárias realizadas pelos governos FHC e Lula, com destaque para os argumentos utilizados, as mudanças efetivadas e para alguns dos resultados imediatos de sua implantação. Apesar dos ataques a direitos, as reformas não contemplaram o interesse maior das propostas neoliberais no campo previdenciário, isto é, a criação de um espaço para o desenvolvimento maciço do regime de capitalização. Contudo, do ponto de vista do conceito de Seguridade Social, as reformas praticamente esvaziaram seu conteúdo, o que constitui um grande retrocesso.

This article deals with the pension reforms done by FHC and Lula, highlighting the arguments used, the changes taken and some of the immediate results after implementation. Despite the attacks on rights, the reforms did not cover the largest interest of neoliberal pension reform, that is, creating a space for massive development of capitalization regime. However, under the concept of Social Security, the reforms virtually emptied its contents, which constitute a serious setback.
Descritores: Brasil
Política Pública
Previdência Social
Seguridade Social
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1323.1 - Biblioteca Central Irmão José Otão



página 1 de 76 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde