Base de dados : LILACS
Pesquisa : I01.880.853.996.535.550 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 891 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 90 ir para página                         

  1 / 891 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Moreira, Thereza Maria Magalhäes
Texto completo
Id: biblio-1153816
Autor: Cestari, Virna Ribeiro Feitosa; Florêncio, Raquel Sampaio; Sousa, George Jó Bezerra; Garces, Thiago Santos; Maranhão, Thatiana Araújo; Castro, Révia Ribeiro; Cordeiro, Luana Ibiapina; Damasceno, Lara Lídia Ventura; Pessoa, Vera Lucia Mendes de Paula; Pereira, Maria Lúcia Duarte; Moreira, Thereza Maria Magalhães.
Título: Vulnerabilidade social e incidência de COVID-19 em uma metrópole brasileira / Social vulnerability and COVID-19 incidence in a Brazilian metropolis
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;26(3):1023-1033, mar. 2021. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A vulnerabilidade é um fator chave no enfrentamento da COVID-19 tendo em vista que pode influenciar no agravamento da doença. Desse modo, ela deve ser considerada no controle da COVID-19, prevenção e promoção da saúde. O objetivo deste artigo é analisar a distribuição espacial da incidência de casos de COVID-19 em uma metrópole brasileira e sua associação com indicadores de vulnerabilidade social. Estudo ecológico. Foi utilizada a análise de varredura espacial (scan) para identificar aglomerados de COVID-19. As variáveis para identificação da vulnerabilidade foram inseridas em um modelo de Regressão Espacial Geograficamente Ponderado (GWR) para identificar sua relação espacial com os casos de COVID-19. A incidência de COVID-19 em Fortaleza foi de 74,52/10 mil habitantes, com notificação de 3.554 casos, sendo pelo menos um caso registrado em cada bairro. A regressão espacial GWR mostrou relação negativa entre incidência de COVID-19 e densidade demográfica (β=-0,0002) e relação positiva entre incidência de COVID-19 e percentual de ocupados >18 anos trabalhadores autônomos (β=1,40), assim como, renda domiciliar per capita máxima do quinto mais pobre (β=0,04). A influência dos indicadores de vulnerabilidade sobre a incidência evidenciou áreas que podem ser alvo de políticas públicas a fim de impactar na incidência de COVID-19.

Abstract Vulnerability is a crucial factor in addressing COVID-19 as it can aggravate the disease. Thus, it should be considered in COVID-19 control and health prevention and promotion. This ecological study aimed to analyze the spatial distribution of the incidence of COVID-19 cases in a Brazilian metropolis and its association with social vulnerability indicators. Spatial scan analysis was used to identify COVID-19 clusters. The variables for identifying the vulnerability were inserted in a Geographically Weighted Regression (GWR) model to identify their spatial relationship with COVID-19 cases. The incidence of COVID-19 in Fortaleza was 74.52/10,000 inhabitants, with 3,554 reported cases and at least one case registered in each neighborhood. The spatial GWR showed a negative relationship between the incidence of COVID-19 and demographic density (β=-0,0002) and a positive relationship between the incidence of COVID-19 and the percentage of self-employed >18 years (β=1.40), and maximum per capita household income of the poorest fifth (β=0.04). The influence of vulnerability indicators on incidence showed areas that can be the target of public policies to impact the incidence of COVID-19.
Descritores: Infecções por Coronavirus/epidemiologia
Populações Vulneráveis
Análise Espaço-Temporal
-Fatores Socioeconômicos
Brasil/epidemiologia
Áreas de Pobreza
Comorbidade
Incidência
Teorema de Bayes
Fatores Etários
Densidade Demográfica
Cidades/epidemiologia
Saúde Suburbana/estatística & dados numéricos
Escolaridade
Emprego/estatística & dados numéricos
Habitação/normas
Renda
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 891 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1156949
Autor: Fernandes, Camila.
Título: A força da ausência. A falta dos homens e do "Estado" na vida de mulheres moradoras de favela / La fuerza de la ausencia. La falta de los hombres y del "Estado" en la vida de mujeres que viven en favelas / The strength of absence. The lack of men and "State" in the lives of women living in favelas
Fonte: Sex., salud soc. (Rio J.);(36):206-230, dez. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Com base no trabalho de campo realizado em um complexo de favelas do Rio de Janeiro, analiso as condições de precariedade produzidas por ausências ativas masculinas, quer seja exercida pelas administrações de Estado ou por ausências masculinas na vida de mães e mulheres pobres. A partir das discussões antropológicas sobre gênero e Estado, o campo destas ausências é analisado enquanto um conjunto de forças sistemáticas e cotidianas. Essas forças se revelam de diferentes formas: seja por não receber "ajuda nenhuma do pai da criança", por não conseguir "uma vaga na creche", por "ter que se virar" para cuidar dos filhos sozinha e por ter que lidar com a política de invasões, tiroteios e extermínio exercida nos territórios de favelas. A ausência ativa de Estado também se materializa na ação das casas destinadas a "tomar conta" de crianças e das creches públicas, espaços voltados ao atendimento das famílias pobres. Na tentativa de refletir sobre este campo múltiplo de "faltas", procuro relacionar de que modo estas ausências estão associadas a dinâmicas de "violência" que incidem sobre comportamentos femininos apontados como "nervosos", "agressivos" ou "negligentes".

Resumen A partir del trabajo de campo realizado en un complejo de favelas de Río de Janeiro, analizo las precarias condiciones que producen las ausencias activas masculinas, ya sean ejercidas por las administraciones estatales o por ausencias masculinas en la vida de madres y mujeres pobres. A partir de las discusiones antropológicas sobre género y Estado, se analiza el campo de estas ausencias como un conjunto de fuerzas sistemáticas y cotidianas. Estas fuerzas se manifiestan de diferentes formas: ya sea por no recibir "ninguna ayuda del padre del niño", por no poder "conseguir una plaza en la guardería", se por la política de invasiones, fusilamientos y exterminio ejercida en los territorios de favelas. La ausencia activa del Estado también se materializa en la acción de las casas para "cuidar" a los niños y en las guarderías públicas, espacios destinados a atender a las familias pobres. En un intento de reflexionar sobre este campo múltiple de "ausencias", trato de relatar cómo estas ausencias se asocian con dinámicas de "violencia", que afectan los comportamientos femeninos identificados como "nerviosos", "agresivos" o "negligentes".

Abstract Based on the fieldwork carried out in a complex of favelas in Rio de Janeiro, I analyze the precarious conditions produced by active male absences, whether exercised by state administrations or by male absences in the lives of poor mothers and women. Based on the anthropological discussions about gender and State, these absences are analyzed as a set of systematic and daily forces. These forces are revealed in different ways: be it for not receiving "any help from the child's father", for not obtaining "a place in the daycare center", for "hav ing to manage" to take care of the children alone and for having to deal with a State policy of invasions, shootings and extermination exercised in the favelas territories. The active absence of the State also materializes in the action of the houses that "take in" children and in public daycare centers, spaces aimed at serving poor families. To reflect on this multiple fields of "absences", they are associated with dynamics of "violence", which affect female behaviors identified as "nervous", "aggressive" or "negligent".
Descritores: Paternidade
Áreas de Pobreza
Cuidado da Criança
Estado
Relações Pai-Filho
Mães
-Pais
Brasil
Família
Poder Familiar
Relações Interpessoais
Antropologia Cultural
Relações Mãe-Filho
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  3 / 891 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1156950
Autor: Farias, Juliana; Lago, Natália Bouças do; Efrem Filho, Roberto.
Título: Mães e lutas por justiça. Encontros entre produção de conhecimento, ativismos e democracia / Mothers and struggles for justice. A meeting point between knowledge production, activism and democracy / Madres y luchas por la justicia. Encuentros entre producción de conocimiento, activismo y democracia
Fonte: Sex., salud soc. (Rio J.);(36):146-180, dez. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O artigo discute algumas das relações entre mães e processos de Estado, tendo em vista sobretudo os movimentos de mães e familiares de vítimas de violência institucional, as análises inaugurais a esse respeito nas ciências sociais brasileiras, as implicações dessas mães e familiares nas políticas de produção de conhecimento e na crise democrática que atravessamos. Na primeira parte do artigo, retomamos pesquisas fundamentais que constituíram o campo de estudos que pensa desde a perspectiva do envolvimento de mães em movimentos de reivindicação por direitos e justiça. A segunda parte do artigo propõe-se à apresentação de alguns dos desdobramentos, em nossas próprias pesquisas, desse envolvimento e da produção de um conhecimento compartilhado entre pesquisadoras e o que se denomina usualmente como "interlocutoras". A última parte do artigo discute a posicionalidade dos movimentos de mães e familiares de vítimas de violência junto ao que se tem chamado de "crise democrática brasileira". Com isso, buscamos oferecer uma contribuição para o campo de pesquisas que se voltam, já há algum tempo, à produção recíproca entre gênero e Estado.

Abstract The article discusses some of the relationships between mothers and State processes, especially in view of the movements of mothers and family members of victims of institutional violence, the inaugural analyzes in this regard in Brazilian social sciences, the implications of these mothers and family members in knowledge production, and the democratic crisis that we are going through. In the first section of the article, we return to fundamental research that has constituted the field of studies which think since the involvement of mothers in movements for rights and justice. The second section of the article presents someof the developments, in our own research, of this involvement and the shared knowledge production between researchers and what is usually called as "interlocutors". The last section of the article discusses the positionality of the movements of mothers and family members of victims of violence in what has been called the "Brazilian democratic crisis". Thereby, we seek to offer a contribution to the field of research that has been, for some time now, focused on the reciprocal production between gender and the State.

Resumen El artículo discute algunas de las relaciones entre las madres y los procesos del Estado, especialmente en vista de los movimientos de madres y familiares de víctimas de violencia institucional, los análisis inaugurales al respecto en las ciencias sociales brasileñas, las implicaciones de estas madres y familiares en las políticas de producción de conocimiento y la crisis democrática que atravesamos. En la primera parte del artículo, volvemos a las investigaciones fundamentales que constituyen el campo de estudios que piensa desde la implicación de las madres en movimientos de reivindicación de derechos y justicia. La segunda parte del artículo propone presentar algunos de los desarrollos, en nuestra propia investigación, de esta implicación y producción de conocimiento compartido entre investigadores y lo que habitualmente se denomina "interlocutores". La última parte del artículo analiza la posicionalidad de los movimientos de madres y familiares de víctimas de la violencia en lo que se ha denominado la "crisis democrática brasileña". Con ello, buscamos ofrecer un aporte al campo de las investigaciones que desde hace un tiempo están enfocadas en la producción recíproca entre género y Estado.
Descritores: Violência
Direito Penal
Estado
Violações dos Direitos Humanos
Ativismo Político
Mães
-Política
Brasil
Áreas de Pobreza
Polícia
Poder Familiar
Vítimas de Crime
Democracia
Grupo com Ancestrais do Continente Africano
Racismo
Relações Interpessoais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  4 / 891 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890225
Autor: Malta, Fernanda Siqueira; Costa, Eduarda Marques da; Magrini, Alessandra.
Título: Índice de vulnerabilidade socioambiental: uma proposta metodológica utilizando o caso do Rio de Janeiro, Brasil / Socio-environmental vulnerability index: a methodological proposal based on the case of Rio de Janeiro, Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(12):3933-3944, Dez. 2017. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O termo vulnerabilidade tem sido utilizado com mais frequência, visando uma melhor compreensão acerca dos diferentes grupos populacionais, suas especificidades e necessidades. O objetivo deste estudo foi identificar, caracterizar e analisar populações em situação de vulnerabilidade socioambiental no município do Rio de Janeiro, consolidando indicadores sociais, econômicos, ambientais, de saúde e de segurança pública, em um índice de síntese - o Índice de Vulnerabilidade Socioambiental. A metodologia foi baseada em análise multicritério de apoio à decisão integrada a um Sistema de Informação Geográfica. As fontes de dados utilizadas foram o Censo Demográfico do IBGE-2010, Fundação Geo-Rio e Instituto de Segurança Pública do estado do Rio de Janeiro. Os resultados demonstram que a vulnerabilidade socioambiental no Rio de Janeiro é agravada por situações de risco e degradação ambiental. Estes aspectos são acentuados pelo adensamento das áreas faveladas, onde os estratos mais vulneráveis residem, em um processo de exclusão ambiental e urbana. O estudo permite localizar espacialmente áreas mais vulneráveis, enfatizando a importância destas ferramentas para guiar alocação de recursos, formulação e implementação de políticas públicas mais adequadas.

Abstract The term vulnerability has been more frequently used in several studies, striving to better understand the specificities and needs of different population groups. The scope of this study was to identify, characterize and analyze populations in situations of socio-environmental vulnerability in Rio de Janeiro city, consolidating social, economic, environmental, health and public security indicators in a synthesis index - the Socio-Environmental Vulnerability Index. The data sources used were the IBGE-2010 Demographic Census, the Geo-Rio Foundation and the Public Security Institute of the state of Rio de Janeiro. The methodology integrated Multicriteria Decision Analysis into a Geographic Information System. According to our results, the socio-environmental vulnerability in Rio de Janeiro city is aggravated by risk situations and environmental degradation. Those aspects are accentuated by the population density in shantytown areas, where the most disadvantaged strata exist in a process of environmental and urban exclusion. The study makes it possible to locate spatially vulnerable areas, emphasizing the importance of these tools to guide resource allocation, formulation and implementation of more effective public policies.
Descritores: Política Pública
Saúde Ambiental
Populações Vulneráveis
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Áreas de Pobreza
Técnicas de Apoio para a Decisão
Determinação de Necessidades de Cuidados de Saúde
Alocação de Recursos
Sistemas de Informação Geográfica
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 891 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1156953 LILACS-Express
Autor: Silva, Evandro Cruz.
Título: FARIAS, Juliana. Governo de mortes: uma etnografia da gestão de populações de favelas no Rio de Janeiro. 1. ed. Rio de Janeiro: Papéis Selvagens Edições, 2020. 320p
Fonte: Sex., salud soc. (Rio J.);(36):363-369, dez. 2020.
Idioma: pt.
Descritores: Violência
Áreas de Pobreza
Polícia
Vítimas de Crime
Estado
-Brasil
Antropologia Cultural
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  6 / 891 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1136979
Autor: Rodrigues, Vinícius Picanço; Oliveira, Igor Czermainski de; Chaves, Gisele de Lorena Diniz; Aquino, Ellen Larissa de Carvalho; Viegas, Cláudia Viviane.
Título: Pandemic responses in vulnerable communities: a simulation-oriented approach / Respuestas a la pandemia en comunidades vulnerables: un abordaje de simulación / Respostas à pandemia em comunidades vulneráveis: uma abordagem de simulação
Fonte: Rev. adm. pública (Online);54(4):1111-1122, jul.-ago. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Populations living in favelas are facing even more vulnerabilities with the sudden escalation of the COVID-19 pandemic, as social distancing is challenging in such settings. Furthermore, these populations typically lack proper sanitation and hygiene conditions, which are requirements to adequately control the outbreak. This paper proposes the use of System Dynamics modeling to support the public policy-making process in order to avert negative effects of the pandemic in the Brazilian favelas based on measures elicited from the social movement named "Favelas Contra o Corona." The simulation model assessed the effectiveness of strategies and policy bundles encompassing temporary transfer of the favela population, supply of hygiene products, emergency sanitation structures, and expansion of Intensive Care Units. Results indicate that a suitable combination of strategies can bring significant effects to the number of avoidable deaths and the availability of Intensive Care Units for the population.

Resumen Las poblaciones que viven en barrios de bajos recursos enfrentan aún más vulnerabilidades con el surgimiento de la pandemia de COVID-19, ya que para ellos el aislamiento social es una tarea difícil. Además, carecen de condiciones adecuadas de saneamiento e higiene, que son requisitos para controlar la pandemia. Este estudio propone el uso de la Dinámica de Sistemas para apoyar las decisiones de políticas públicas que leen las medidas que se tomarán para aliviar los efectos negativos de la propagación del virus basado en medidas obtenidas del trabajo del movimiento social "Favelas Contra o Corona". Se desarrolla un modelo considerando estrategias y conjunto de políticas basado en: transferencia temporal de la población de barrios de bajos recurso, suministro de productos de higiene, estructuras de saneamiento de emergencia y expansión de la Unidade de Cuidados Intensivos. Se concluye que la solamente por la combinación de políticas efectos significativos serán alcanzados en el número de muertes evitadas y en el logro de la disponibilidad de Unidade de Cuidados Intensivos en el sistema de salud.

Resumo Populações vivendo em favelas no Brasil enfrentam ainda mais vulnerabilidade com o advento da COVID-19, já que para elas o isolamento social é uma tarefa difícil. Além disso, esses locais carecem de saneamento e condições de higiene, que são requisitos importantes para controlar a pandemia. Este artigo propõe o uso de Dinâmica de Sistemas para apoiar decisões de políticas públicas relativas a medidas para aliviar os efeitos negativos da disseminação do vírus baseado em medidas definidas a partir do trabalho do movimento social "Favelas Contra o Corona". O modelo proposto avalia a efetividade de estratégias e conjuntos de políticas que envolvem: transferência temporária da população da favela, suprimento de produtos de higiene, estruturas emergenciais de saneamento e expansão de Unidades de Terapia Intensiva. Os resultados apresentam o impacto de cada uma das estratégias. Entretanto, somente a combinação adequada de medida traz resultados significativos sobre o número de mortes evitadas e à disponibilidade de leitos de Unidades de Terapia Intensiva para a população.
Descritores: Política Pública
Áreas de Pobreza
Saneamento
Saúde
Infecções por Coronavirus
Populações Vulneráveis
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  7 / 891 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-989580
Autor: Mario, Débora Nunes; Rigo, Lilian; Boclin, Karine de Lima Sírio; Malvestio, Lygia Maria Mouri; Anziliero, Deniz; Horta, Bernardo Lessa; Wehrmeister, Fernando César; Martínez-Mesa, Jeovany.
Título: Qualidade do Pré-Natal no Brasil: Pesquisa Nacional de Saúde 2013 / Quality of Prenatal Care in Brazil: National Health Research 2013
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(3):1223-1232, mar. 2019. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O objetivo deste estudo foi avaliar a adequação do cuidado pré-natal no Brasil associado a determinantes sociodemográficos. A pesquisa consistiu em uma análise dos dados da Pesquisa Nacional de Saúde realizada no Brasil em 2013. Foram avaliados dois desfechos sobre a adequação do pré-natal, o índice de Kessner modificado por Takeda que, além de levar em consideração esse índice, avaliou se houve aferição da pressão arterial e do peso em todas as consultas, realização de algum exame de sangue e urina e ultrassom. Ambos indicadores de qualidade foram avaliados para o Brasil e também pelas macrorregiões do país. De acordo com o desfecho 1, 80,6% das mulheres realizaram o pré-natal adequado. Ao adicionarmos a realização de exames (Desfecho 2) o percentual foi 71,4%. O pré-natal adequado foi mais frequente entre as mulheres de cor branca e que realizaram o pré-natal na rede privada. A região norte apresentou as menores frequências de pré-natal adequado, enquanto a região sudeste as maiores. Apesar da ampla cobertura, o pré-natal no Brasil ainda apresenta iniquidades e baixa qualidade no atendimento, especialmente entre mulheres das regiões mais pobre do país.

Abstract This study aimed to assess the adequacy of prenatal care in Brazil associated with sociodemographic determinants. The study included a data analysis from the National Health Research performed in Brazil in 2013. Two outcomes on the adequacy of prenatal care were assessed: the Kessner index modified by Takeda index that, in addition to the former, assessed whether blood pressure and weight were measured in all appointments, as well as the performance of blood and urine tests and ultrasound. Both quality indicators were assessed for Brazil and for its macro-regions. According to Outcome 1, 80.6% of women received adequate prenatal care. When adding the performance of tests (Outcome 2), the rate dropped to 71.4%. Adequate prenatal care was more frequent among white women who performed prenatal care in the private health sector. The northern region had the lowest rate of adequate prenatal care, while the southeast region showed the highest rates. Despite the extensive coverage, prenatal care in Brazil still presents inequities and low service quality, especially for women from the poorest regions of the country.
Descritores: Cuidado Pré-Natal/normas
Qualidade da Assistência à Saúde
Disparidades em Assistência à Saúde/estatística & dados numéricos
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Áreas de Pobreza
Setor Público/estatística & dados numéricos
Setor Privado/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 891 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1119793
Autor: Dadamia, Roberto.
Título: Asentamientos precarios en la Ciudad Autónoma de Buenos Aires: Apuntes para una revisión de los conceptos de villa, asentamiento y núcleo habitacional transitorio en el marco de la producción estadística / Precarious settlements in Buenos Aires City: Notes for a review of the concepts of villa, settlement and transient housing nucleus in the framework of statistical production.
Fonte: Buenos Aires; GCBA. Dirección General de Estadística y Censos; dic. 2019. a) f: 19 l:33 p. mapas, tab. (Población de Buenos Aires, 16, 28).
Idioma: es.
Resumo: El presente informe documenta las tareas realizadas por la Dirección General de Estadística y Censos del Gobierno de la Ciudad de Buenos Aires (DGEyC-GCBA), en el marco del Programa de Estudios de Pobreza del Instituto Nacional de Estadística y Censos (INDEC), para contribuir a la definición conceptual y operativa de los asentamientos irregulares o precarios (y su tipología) en la Ciudad de Buenos Aires. Las definiciones son el paso necesario que permite identificar estas áreas de la Cuidad, por lo tanto, resultan esenciales tanto para las tareas pre-censales (en perspectiva del próximo Censo de Población, Hogares y Viviendas de 2020) como para la explotación de los datos. En la primera parte se presenta una reseña histórica, en la que se describe el proceso de conformación y evolución de los asentamientos precarios (villas, asentamientos y Núcleos Habitacionales Transitorios) en la Ciudad de Buenos Aires, haciendo eje en los aspectos demográficos y sociopolíticos que lo marcaron, y se presenta una imagen de la situación actual de dichas áreas, detallando los cambios en marcha. En un segundo apartado, se analizan las definiciones vigentes, tanto conceptuales como operativas, utilizadas tanto por la DGEyC, como por organismos públicos del GCBA, y por organismos nacionales, provinciales y la academia. A la vez, se presentan los criterios operativos empleados por la DGEyC en las tareas pre-censales y en el procesamiento de la información del Censo 2010 en las áreas con asentamientos precarios. Finalmente, a partir de la información disponible (con datos del Censo 2010), se analizan los indicadores sociodemográficos que intervienen en las definiciones relevadas con el propósito de encontrar regularidades en cada uno de los tipos de asentamientos precarios analizados. (AU)
Descritores: Pobreza/tendências
Pobreza/estatística & dados numéricos
População Urbana/tendências
População Urbana/estatística & dados numéricos
Indicadores Econômicos
Áreas de Pobreza
Censos
Indicadores Sociais
Habitação/legislação & jurisprudência
Habitação/tendências
Habitação/estatística & dados numéricos
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Responsável: AR494.1 - Centro de Documentación en Salud
AR494.1; CEDOS/CD 5, SP5.006.052_21


  9 / 891 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1122088
Autor: Abelenda, Norberto; Canevari, Juana; Montes, Nancy.
Título: Territorios de mayor vulnerabilidad social en la Ciudad Autónoma de Buenos Aires: Recorrido en perspectiva histórica sobre aspectos estructurales no resueltos / Territories with the greatest social vulnerability in Autonomous City of Buenos Aires: Tour in historical perspective on aspects unresolved structural.
Fonte: Buenos Aires; GCBA. Dirección General de Estadística y Censos; abr. 2016. f: 7 l: 30 p. mapas, graf, tab. (Salud y Población, 13, 23).
Idioma: es.
Resumo: A pesar de los avances de las últimas décadas, en la Ciudad de Buenos Aires persisten situaciones de desigualdad y de fragmentación del territorio urbano. Es la zona sur el territorio en el que viven los grupos sociales más vulnerables y donde se concentra un conjunto de derechos incumplidos; allí, distintos indicadores presentan importantes distancias al compararlos con la Ciudad en su conjunto. En este trabajo, se identifican los territorios de mayor vulnerabilidad recortando el área comprendida por las Comunas 4, 8 y 9, además de las dos grandes villas de la Ciudad: la Villa 1-11-14 y la Villa 31 y 31 bis. A partir de esta diferenciación, se abordan aspectos de la conformación histórica y de la situación social, demográfica y educativa en clave espacial sobre la base de diferentes recursos de información (censos de población, encuesta de hogares, censo de infraestructura escolar, georreferenciación) y de un conjunto de entrevistas. (AU)
Descritores: Condições Sociais/história
Condições Sociais/estatística & dados numéricos
Fatores Socioeconômicos/história
Áreas de Pobreza
Dinâmica Populacional/história
Dinâmica Populacional/tendências
Dinâmica Populacional/estatística & dados numéricos
Censos
Vulnerabilidade Social
Iniquidade Social/análise
Iniquidade Social/estatística & dados numéricos
Responsável: AR494.1 - Centro de Documentación en Salud
AR494.1; CEDOS/CD 5, SP5.006.052_16


  10 / 891 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1127733
Autor: Mazzeo, Victoria.
Título: Una cuestión urbana: las villas en la ciudad / An Urban Issue: Villas in the city.
Fonte: Buenos Aires; Dirección General de Estadística y Censos; oct. 2013. f: 73 l: 81 p. tab, graf, mapas. (Población de Buenos Aires, 10, 18).
Idioma: es.
Resumo: Informe que tiene como objetivo describir un perfil actualizado sobre los habitantes de las villas de la Ciudad de Buenos Aires, según datos censales y de la Encuesta Anual de Hogares (EAH), relevamiento anual de la Dirección General de Estadística y Censos del GCABA. Se describen su evolución, localización, y carencias y composición de los hogares.
Descritores: Pobreza/tendências
Pobreza/estatística & dados numéricos
Condições Sociais/tendências
Condições Sociais/estatística & dados numéricos
População Urbana/tendências
População Urbana/estatística & dados numéricos
Áreas de Pobreza
Dados Demográficos
Habitação/tendências
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Responsável: AR494.1 - Centro de Documentación en Salud
AR494.1; CEDOS/CD 6, SP5.006.052_12



página 1 de 90 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde