Base de dados : LILACS
Pesquisa : I02.358.337.350.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1517 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 152 ir para página                         

  1 / 1517 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-843398
Autor: Inoue, Satoki; Abe, Ryuichi; Tanaka, Yuu; Kawaguchi, Masahiko.
Título: Anesthesia management by residents does not alter the incidence of recall of tracheal extubation: a teaching hospital-based propensity score analysis / A administração de anestesia por residentes não altera a incidência de memória da extubação traqueal: uma análise de pontuação de propensão baseada no ensino hospitalar
Fonte: Rev. bras. anestesiol;67(3):251-257, Mar.-June 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background and objectives: The memory of emergence from anesthesia is recognized as one type of anesthesia awareness. Apart from planed awake extubation, unintentional recall of tracheal extubation is thought to be the results of inadequate anesthesia management; therefore, the incidence can be related with the experience of anesthetists. To assess whether the incidence of recall of tracheal extubation is related to anesthetists' experience, we compared the incidence of recall of tracheal extubation between patients managed by anesthesia residents or by experienced anesthetists. Methods: This is a retrospective review of an institutional registry containing 21,606 general anesthesia cases and was conducted with the board of ethical review approval. All resident tracheal extubations were performed under anesthetists' supervision. To avoid channeling bias, propensity score analysis was used to generate a set of matched cases (resident managements) and controls (anesthetist managements), yielding 3,475 matched patient pairs. The incidence of recall of tracheal extubation was compared as primary outcomes. Results: In the unmatched population, there was no difference in the incidences of recall of tracheal extubation between resident management and anesthetist management (6.5% vs. 7.1%, p = 0.275). After propensity score matching, there was still no difference in incidences of recall of tracheal extubation (7.1% vs. 7.0%, p = 0.853). Conclusion: In conclusion, when supervised by an anesthetist, resident extubations are no more likely to result in recall than anesthetist extubations.

Resumo Justificativa e objetivos: A recordação da emergência da anestesia é reconhecida como um dos tipos de memória da anestesia. Excluindo a extubação planejada com o paciente acordado, acredita-se que a memória não intencional durante a extubação traqueal seja o resultado de manejo inadequado da anestesia; portanto, a incidência pode estar relacionada com a experiência dos anestesistas. Para avaliar se a incidência de memória durante a extubação traqueal está relacionada com a experiência dos anestesistas, comparamos a incidência de memória durante a extubação traqueal entre pacientes tratados por residentes de anestesia ou por anestesistas experientes. Métodos: Estudo retrospectivo de revisão de um registo institucional com 21.606 casos de anestesia geral, conduzido com a aprovação do Comitê de Ética. Todas as extubações traqueais foram feitas por residentes sob a supervisão de anestesistas. Para evitar o viés de canalização, a análise do índice de propensão foi usada para gerar um grupo de casos pareados (manejo por residentes) e de controles (manejo por anestesistas), obtiveram-se 3.475 pares combinados de pacientes. A incidência de memória durante a extubação traqueal foi comparada com os desfechos primários. Resultados: Na população não pareada, não houve diferença na incidência de memória durante a extubação traqueal entre o manejo feito por residentes e anestesistas (6,5% vs. 7,1%, p = 0,275). Mesmo após parear os escores de propensão, não observamos diferença na incidência de memória durante a extubação traqueal (7,1% vs. 7,0%, p = 0,853). Conclusão: Em conclusão, quando supervisionadas por um anestesista, as extubações feitas por residentes não são mais propensas a resultar em memória do que as extubações feitas por anestesistas.
Descritores: Rememoração Mental
Consciência no Peroperatório/epidemiologia
Extubação/psicologia
Internato e Residência
Anestesia Geral
-Incidência
Estudos Retrospectivos
Pontuação de Propensão
Consciência no Peroperatório/psicologia
Hospitais de Ensino
Anestesiologia/educação
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 1517 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-434698
Autor: Souza, Cacilda da Silva.
Título: Mensagem da Coordenadora / Message of coodenator
Fonte: Hansen. int;30(2):206-206, jul.-dez. 2005.
Idioma: pt.
Descritores: Dermatologia
Internato e Residência
Sociedades Médicas/história
Tipo de Publ: Comentário
Responsável: BR191.1 - Biblioteca e Centro de Documentação Luiza Keffer


  3 / 1517 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-881245
Autor: Castro Filho, Eno Dias de; Gusso, Gustavo Diniz Ferreira; Demarzo, Marcelo Marcos Piva; Stein, Airton; Schneider, João Carlos; Dalla, Marcello Dala Bernardina; Anderson, Maria Inez Padula; Tavares, Mário Roberto Garcia; Rodrigues, Ricardo Donato; Castro Filho, José de Almeida; Aguiar, Raphael Augusto Teixeira de.
Título: A especialização em MFC e o desafio da qualificação médica para a Estratégia Saúde da Família: proposta de especialização, em larga escala, via educação à distância / Specialization in FCM and the challenge of medical qualification for the Family Health Strategy: a proposal for large-scale specialization through distance education
Fonte: Rev. bras. med. fam. comunidade;3(9):199-209, nov. 2007. ilus..
Idioma: en; pt.
Resumo: A necessidade de um processo de especialização em larga escala em Medicina de Família e Comunidade (MFC) para os médicos da Estratégia Saúde da Família no Brasil (ESF) é identificada nesse documento. Os programas de residência médica (PRMs) seguem como padrão-ouro de especialização, mas não são suficientes para atingir o objetivo acima. Estimula-se que o processo seja acreditado pela Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) e que seus concluintes sejam certificados por meio do concurso de titulação TEMFC. Modalidades à distância com momentos presenciais são as mais adequadas, observando-se propiciar acesso a profissionais já inseridos em serviço, valorizar sua continuidade nos mesmos, orientar o aprendizado para uma integralidade inteligente e coordenar diferentes recursos para viabilizar o ensino-aprendizagem. As competências buscadas são as definidas pela WONCA, adaptadas à realidade nacional. Aprender a aprender como um MFC é o principal objetivo visado. Casos complexos,construídos de acordo com uma matriz de agravos e problemas diversos, atendidas às realidades regionais, são a principal ferramenta do processo. A SBMFC propõe-se a impulsionar tal estratégia

This document identifies the need for large-scale specialization in Family and Community Medicine (FCM) for the physicians of the Brazilian Family Health Program (FHP). The medical residency programs (MRP) continue the golden-standard for graduate education, but they are not enough to fill that gap. It is suggested that the Brazilian Society of Family and Community Medicine (SBMFC) shall be in charge of certifying the process. E-learning with some presential moments is considered the most suitable modality for propitiating access to health professionals already in service; valuing their continuity in the services; directing the teaching-learning process towards comprehensive intelligence and for coordinating different learning resources. The competences are those defined by the WONCA, adapted to the Brazilian reality. .Learn to learn. as a Family Doctor is the main goal. Complex cases constructed according to a framework of different clinical problems adapted to regional realities are the main tool for this process and the SBMFC offers itself to encourage such strategy.
Descritores: Educação a Distância
-Pessoal de Saúde
Credenciamento
Estratégia Saúde da Família
Capacitação de Recursos Humanos em Saúde
Medicina de Família e Comunidade
Internato e Residência
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  4 / 1517 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1003405
Autor: Mizubuti, Glenio B; Allard, Rene V; Ho, Anthony M. H; Wang, Louie; Beesley, Theresa; Hopman, Wilma M; Egan, Rylan; Sydor, Devin; Engen, Dale; Saha, Tarit; Tanzola, Robert C.
Título: Knowledge retention after focused cardiac ultrasound training: a prospective cohort pilot study / Retenção do conhecimento após treinamento de ultrassonografia cardíaca focada: estudo-piloto prospectivo de coorte
Fonte: Rev. bras. anestesiol;69(2):177-183, Mar.-Apr. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background and objectives: Focused Cardiac Ultrasound (FoCUS) has proven instrumental in guiding anesthesiologists' clinical decision-making process. Training residents to perform and interpret FoCUS is both feasible and effective. However, the degree of knowledge retention after FoCUS training remains a subject of debate. We sought to provide a description of our 4-week FoCUS curriculum, and to assess the knowledge retention among anesthesia residents at 6 months after FoCUS rotation. Methods: A prospective analysis involving eleven senior anesthesia residents was carried out. At end of FoCUS Rotation (EOR) participants completed a questionnaire (evaluating the number of scans completed and residents' self-rated knowledge and comfort level with FoCUS), and a multiple-choice FoCUS exam comprised of written- and video-based questions. Six months later, participants completed a follow-up questionnaire and a similar exam. Self-rated knowledge and exam scores were compared at EOR and after 6 months. Spearman correlations were conducted to test the relationship between number of scans completed and exam scores, perceived knowledge and exam scores, and number of scans and perceived knowledge. Results: Mean exam scores (out of 50) were 44.1 at EOR and 43 at the 6-month follow-up. Residents had significantly higher perceived knowledge (out of 10) at EOR (8.0) than at the 6-month follow-up (5.5), p = 0.003. At the EOR, all trainees felt comfortable using FoCUS, and at 6 months 10/11 still felt comfortable. All the trainees had used FoCUS in their clinical practice after EOR, and the most cited reason for not using FoCUS more frequently was the lack of perceived clinical need. A strong and statistically significant (rho = 0.804, p = 0.005) correlation between number of scans completed during the FoCUS rotation and 6-month follow-up perceived knowledge was observed. Conclusion: Four weeks of intensive FoCUS training results in adequate knowledge acquisition and 6-month knowledge retention.

Resumo Justificativa e objetivos: A ultrassonografia cardíaca no local de atendimento (USCLA) provou ser importante para orientar o processo de tomada de decisão clínica dos anestesiologistas. Treinar os residentes para fazer e interpretar uma USCLA é viável e eficaz. No entanto, o grau de retenção do conhecimento após o treinamento permanece um assunto de debate. Procuramos fornecer uma descrição do currículo de quatro semanas do treinamento de USCLA e avaliar a retenção do conhecimento entre os residentes de anestesia seis meses após a rotação em USCLA. Métodos: Uma análise prospectiva foi realizada com 11 residentes seniores de anestesia. Ao final da rotação em USCLA, os participantes preencheram um questionário (avaliando o número de exames ultrassonográficos concluídos, o conhecimento adquirido e o nível de conforto dos residentes com a USCLA) e fizeram um exame de múltipla escolha para USCLA, composto por perguntas escritas e baseadas em vídeo. Seis meses depois, os participantes preencheram um questionário de acompanhamento e um exame similar. A autoavaliação do conhecimento e os escores do exame foram comparados no final da rotação e após seis meses. Correlações de Spearman foram usadas para testar a relação entre o número de exames concluídos e os escores dos exames, o conhecimento percebido, os escores dos exames, o número de exames e o conhecimento percebido. Resultados: Os escores médios dos exames (50) foram: 44,1 no final da rotação e 43 após seis meses. Os residentes tiveram conhecimento percebido significativamente maior (10) no final da rotação (8,0) que após seis meses (5,5), p = 0,003. No final da rotação, todos os residentes se sentiram confortáveis usando o aparelho de USCLA e, aos seis meses, 10/11 ainda se sentiam confortáveis. Todos os residentes haviam usado o USCLA em sua prática clínica após o final da rotação e a razão mais citada para não usar o USCLA com mais frequência foi a falta de necessidade clínica percebida. Uma correlação forte e estatisticamente significativa (rho = 0,804, p = 0,005) foi observada entre o número de exames realizados durante a rotação em USCLA e o conhecimento percebido em seis meses de seguimento. Conclusão: Quatro semanas de treinamento intensivo de USCLA resultaram em aquisição e retenção adequadas do conhecimento por seis meses.
Descritores: Ecocardiografia/métodos
Competência Clínica
Internato e Residência
Anestesiologia/educação
-Fatores de Tempo
Projetos Piloto
Estudos Prospectivos
Inquéritos e Questionários
Estudos de Coortes
Seguimentos
Conhecimento
Currículo
Avaliação Educacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 1517 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1132600
Autor: Daloğlu, Mustafa; Alimoğlu, Mustafa Kemal.
Título: What do otolaryngologists want to learn? An educational targeted needs assessment study / O que os otorrinolaringologistas querem aprender? Um estudo de avaliação das necessidades educacionais específicas
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);86(3):287-293, May-June 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Targeted needs assessment which includes identifying the needs of learners is a key step of program development. However, this step is commonly underestimated in postgraduate medical education programs, including otolaryngology residency training. Determining the needs of otolaryngologists may help educators to design more purposeful continuing medical education training programs. Furthermore, needs of specialists may provide a clearer insight about effectiveness of the residency programs in that specialty. Objective: To determine training needs of otolaryngology specialists and to identify deficiencies in otolaryngology residency training programs. Methods: Seventy-eight otolaryngology specialists, who completed all data gathering forms properly, were included in this descriptive, cross-sectional study. Demographic data of the participants were collected. Training needs of the participants were determined in seven basic areas of otolaryngology via two-round Delphi method. The basic areas were otology-neurotology, rhinology, laryngology, head and neck surgery, pediatric otolaryngology, sleep disorders and facial plastic surgery. Additionally, we asked an open-ended question to investigate the reasons why the participants perceived themselves incompetent and undereducated, or why they needed further training in some of the basic otolaryngology areas. Results: Facial plastic surgery, otology-neurotology and head and neck surgery were the most cited training areas in the needs assessment. Training needs differed according to experience and place of work. Financial expectations, deficiencies in residency training, regression in knowledge and skills, and special interest were effective determinants on decisions of the participants while determining their training needs. Conclusion: Otolaryngologists need further training in some areas of their field due to different reasons. Determining these areas and reasons will help in designing more effective continuous medical education activities and residency training programs in otolaryngology.

Resumo: Introdução: A avaliação de necessidades específicas, que inclui a identificação das necessidades dos alunos, é um passo fundamental no desenvolvimento de programas educacionais. No entanto, essa etapa costuma ser subestimada em programas de pós-graduação em educação médica, inclusive na residência em otorrinolaringologia. Determinar as necessidades dos otorrinolaringologistas pode ajudar os educadores a projetar programas mais direcionados de treinamento em educação médica continuada. Além disso, a análise das necessidades dos especialistas pode oferecer uma visão clara sobre a eficácia dos programas de residência nessa especialidade. Objetivo: Determinar as necessidades de treinamento de especialistas em otorrinolaringologia e identificar deficiências nos programas de residência em otorrinolaringologia. Método: Este estudo descritivo e transversal incluiu 78 especialistas em otorrinolaringologia que preencheram todos os formulários de coleta de dados adequadamente. Os dados demográficos dos participantes foram coletados. As necessidades de treinamento dos participantes foram determinadas em sete áreas básicas da otorrinolaringologia com o método Delphi em duas rodadas. As áreas básicas foram otologia/neurotologia, rinologia, laringologia, cirurgia de cabeça e pescoço, otorrinolaringologia pediátrica, distúrbios do sono e cirurgia plástica facial. Além disso, uma pergunta aberta foi usada para investigar os motivos pelos quais os participantes consideravam ter pouco conhecimento ou ser incapazes de atuar nessa área, ou por que precisavam de mais treinamento em algumas dessas áreas básicas. Resultados: Na avaliação das necessidades, cirurgia plástica facial, otologia-neurotologia e cirurgia de cabeça e pescoço foram as áreas de treinamento mais relatadas. As necessidades de treinamento variaram de acordo com a experiência e o local de trabalho. Expectativas financeiras, deficiências no treinamento durante a residência, regressão do conhecimento e habilidades, além de interesse especial, foram determinantes efetivos nas decisões dos participantes ao identificar suas necessidades de treinamento. Conclusão: Por diferentes motivos, os otorrinolaringologistas precisam de mais treinamento em algumas áreas. A determinação dessas áreas e motivos ajudará a planejar atividades de educação médica continuada e programas de treinamento em residência em otorrinolaringologia mais eficazes.
Descritores: Otolaringologia/educação
Determinação de Necessidades de Cuidados de Saúde/estatística & dados numéricos
Otorrinolaringologistas/educação
Internato e Residência/estatística & dados numéricos
-Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Otorrinolaringologistas/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 1517 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1042010
Autor: Lilot, Marc; Evain, Jean-Noel; Vincent, Alban; Gaillard, Guillain; Chassard, Dominique; Mattatia, Laurent; Ripart, Jacques; Denoyel, Lucas; Bauer, Christian; Robinson, Philip; Duclos, Antoine; Lehot, Jean-Jacques; Rimmelé, Thomas.
Título: Simulation of difficult airway management for residents: prospective comparative study / Simulação de manejo de via aérea difícil para residentes: estudo comparativo prospectivo
Fonte: Rev. bras. anestesiol;69(4):358-368, July-Aug. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background and objectives Procedural simulation training for difficult airway management offers acquisition opportunities. The hypothesis was that 3 hours of procedural simulation training for difficult airway management improves: acquisition, behavior, and patient outcomes as reported 6 months later. Methods This prospective comparative study took place in two medical universities. Second-year residents of anesthesiology and intensive care from one region participated in 3 h procedural simulation (intervention group). No intervention was scheduled for their peers from the other region (control). Prior to simulation and 6 months later, residents filled-out the same self-assessment form collecting experience with different devices. The control group filled-out the same forms simultaneously. The primary endpoint was the frequency of use of each difficult airway management device within groups at 6 months. Secondary endpoints included modifications of knowledge, skills, and patient outcomes with each device at 6 months. Intervention cost assessment was provided. Results 44 residents were included in the intervention group and 16 in the control group. No significant difference was observed for the primary endpoint. In the intervention group, improvement of knowledge and skills was observed at 6 months for each device, and improvement of patient outcomes was observed with the use of malleable intubation stylet and Eschmann introducer. No such improvement was observed in the control group. Estimated intervention cost was 406€ per resident. Conclusions A 3 h procedural simulation training for difficult airway management did not improve the frequency of use of devices at 6 months by residents. However, other positive effects suggest exploring the best ratio of time/acquisition efficiency with difficult airway management simulation. ClinicalTrials.gov Identifier NCT02470195.

Resumo Justificativa e objetivos O treinamento em simulação para o manejo de via aérea difícil oferece oportunidades de aprendizagem. A hipótese foi que um treinamento em simulação de procedimentos de três horas, para o manejo de via aérea difícil, melhoraria o aprendizado, o comportamento e os resultados dos pacientes, conforme relatado seis meses após o treinamento. Métodos Este estudo comparativo prospectivo foi realizado em duas universidades médicas. Residentes do segundo ano de anestesiologia e terapia intensiva de uma região participaram de um curso de três horas em simulação de procedimentos (grupo intervenção). Nenhuma intervenção foi programada para seus pares da outra região (grupo controle). Antes da simulação e seis meses após, os residentes preencheram a mesma ficha de autoavaliação sobre sua experiência com diferentes dispositivos. O grupo controle preencheu os mesmos formulários simultaneamente. O desfecho primário foi a frequência de uso de cada dispositivo para o manejo de via aérea difícil dentro dos grupos aos seis meses. Os pontos de corte secundários incluíram modificações em relação ao conhecimento, às habilidades e aos resultados dos pacientes com cada dispositivo aos seis meses. A avaliação do custo da intervenção foi registrada. Resultados Foram incluídos no grupo intervenção 44 residentes e 16 no grupo controle. Nenhuma diferença significativa foi observada para o ponto de corte primário. No grupo intervenção, a melhoria do conhecimento e das habilidades foi observada aos seis meses para cada dispositivo e a melhoria dos desfechos dos pacientes foi analisada com o uso de estilete maleável e do introdutor de Eschmann para intubação. Nenhuma melhoria foi observada no grupo controle. O custo da intervenção estimado foi de 406€ por residente. Conclusões Um treinamento simulado de três horas para o manejo de via aérea difícil não melhorou a frequência do uso de dispositivos pelos residentes aos seis meses. No entanto, outros efeitos positivos sugerem a exploração da melhor relação tempo/eficiência de aquisição de conhecimento com a simulação do manejo de via aérea difícil. ClinicalTrials.gov Identifier NCT02470195.
Descritores: Manuseio das Vias Aéreas/métodos
Treinamento por Simulação/métodos
Internato e Residência
Anestesiologia/educação
-Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Estudos Prospectivos
Competência Clínica
Cuidados Críticos/métodos
Avaliação Educacional
Intubação Intratraqueal/métodos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 1517 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1022348
Autor: Meyer, Carolina; Barbosa, Diego Grasel; Andrade, Rubian Diego; Ferrari Junior, Geraldo José; Gomes Filho Neto, Manoel; Guimarães, Adriana Coutinho; Felden, Érico Pereira Gomes.
Título: Qualidade de vida de estudantes de medicina e a dificuldade de conciliação do internato com os estudos / Quality of life of medicine students and the difficulty of conciliation of clerkship and studies
Fonte: ABCS health sci;44(2):108-113, 11 out 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: INTRODUÇÃO: Os anos finais do curso de graduação em Medicina estão cercados pelo aumento gradual de responsabilidades acumuladas durante o curso, que por muitas vezes, podem sobrecarregar os estudantes modificando a qualidade de vida dos mesmos. OBJETIVO: Analisar o perfil de qualidade de vida de formandos do curso de Medicina e a sua associação com a dificuldade em conciliar o internato e os estudos. MÉTODOS: A amostra foi formada por 302 estudantes, de ambos os sexos, com média de idade de 25,4 anos, que frequentavam o internato obrigatório do curso de Medicina. Foram investigadas a qualidade de vida por meio do WHOQOL-bref, informações sociodemográficas e características do internato. RESULTADOS: Os scores da qualidade de vida geral (63,52) e domínios Psicológico (73,17) e Físico (73,19) foram os indicadores de qualidade de vida com percepção mais negativa por parte destes estudantes. Da amostra, 29,1% relataram percepção neutra ou negativa destas questões. Os domínios Físico (p=0,004), Psicológico (p=0,008) e Meio ambiente (p=0,026) apresentaram poder preditivo de 15,8% da qualidade de vida geral. Além disso, os estudantes que possuíam dificuldades em conciliar o internato com o estudo tiveram menor qualidade de vida geral (p=0,026) e física (p=0,010). CONCLUSÃO: Os piores indicadores de qualidade de vida foram os domínios Psicológico, Físico e a qualidade de vida geral. Uma parcela da amostra relatou percepção neutra ou negativa de sua qualidade de vida. Alunos com dificuldade em conciliar o internato e os estudos apresentaram percepção mais negativa no domínio Físico e na qualidade de vida geral.

INTRODUCTION: The final years of the undergraduate medical course are surrounded by the gradual increase of responsibilities accumulated during the course, which can often overwhelm students by modifying their quality of life. OBJECTIVE: To analyze the quality of life profile of graduates of the medical course and their association with the difficulty in conciliate clerkship and studies. METHODS: The sample consisted of 302 students, with a mean age of 25.4 years. Were investigated the quality of life through the WHOQOL-bref, sociodemographic information and characteristics of clerkship. RESULTS: The general quality of life (63.52) and the domains Psychological (73.17) and Physical (73.19) were the indicators more negative perception by students. In the sample, 29.1% reported neutral or negative perception of quality of life. The physical (p=0.004), psychological (p=0.008) and environment (p=0.026) were predictive power of 15.8% of the overall quality of life. In addition, it was found that the students who had difficulties in conciliate the clerkship and the study had a lower general quality of life (p=0.026) and physical quality (p=0.010). CONCLUSION: The worst indicators of quality of life were the Psychological, Physical and general quality of life domains. A portion of the sample reported a neutral or negative perception of their quality of life. Students with difficulty to conciliate clerkship and studies show more negative perception in the physical domain and general quality of life.
Descritores: Qualidade de Vida
Estudantes de Medicina
Educação Médica
Internato e Residência
-Educação Superior
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1342.1 - Biblioteca da Escola de Enfermagem BENF


  8 / 1517 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-1101227
Autor: Coelho, Márcia Gomes Marinheiro; Machado, Maria de Fátima Antero Sousa; Bessa, Olivia Andrea Alencar Costa; Nuto, Sharmênia de Araújo Soares.
Título: Atenção Primária à Saúde na perspectiva da formação do profissional médico / Primary Care in the perspective of medical education / Atención Primaria de la Salud bajo la perspectiva de la formación del profesional médico
Fonte: Interface (Botucatu, Online);24:e190740, 2020.
Idioma: pt.
Resumo: O presente estudo apresenta como objetivo analisar a Atenção Primária à Saúde (APS) como ambiente de aprendizagem para os discentes do curso de Medicina. Realizou-se um estudo transversal descritivo, com abordagem qualitativa, por meio de quatro grupos focais com internos dos quatro cursos de Medicina em Fortaleza (Ceará, Brasil). Utilizou-se o método de interpretação dos sentidos, tendo sido identificadas duas categorias empíricas. Para os alunos, a Atenção Primária é um cenário de ensino importante para correlação teoria e prática, mas sem dimensionar a importância desta no Sistema Único de Saúde (SUS). Não incluindo, portanto, a defesa do SUS como um principio importante em sua profissão. No entanto, o incentivo à docência na Atenção Primária e o desenvolvimento de aspectos humanísticos durante a formação seriam fatores motivadores para atuação nessa área.(AU)

The present study aimed to analyze Primary Care as a learning environment for Medicine students. A cross-sectional descriptive study with a qualitative approach was carried out by means of four focus groups with interns of the four Medicine programs of the city of Fortaleza, State of Ceará, Brazil. Through the method of interpretation of meanings, two empirical categories were identified. Students recognize Primary Care as a space for the correlation between theory and practice in real settings where, many times, individual interests are highlighted and, sometimes, collective interests are emphasized, but the universality of Brazilian National Health System (SUS) is far from being defended as an ethical principle of the profession. However, the incentive to teaching in Primary Care and the development of humanistic aspects during education are motivational aspects for action in this area.(AU)

El objetivo del presente estudio fue analizar la Atención Primaria de la Salud como ambiente de aprendizaje para los discentes del curso de Medicina. Se realizó un estudio transversal descriptivo, con abordaje cualitativo, por medio de cuatro grupos focales con internos de los cuatro cursos de Medicina en Fortaleza, Ceará, Brasil. Se utilizó el método de interpretación de los sentidos, habiéndose identificado dos categorías empíricas. Para los alumnos, la Atención Primaria se reconoce como espacio para correlación de la teoría con la práctica, en situaciones reales, en las cuales, muchas veces, se subrayan los intereses individuales, otras veces colectivos, pero están muy lejos de defender la universalidad del Sistema Brasileño de Salud (SUS) como un principio ético de la profesión. Sin embargo, el incentivo a la docencia en la Atención Primaria y el desarrollo de aspectos humanísticos durante la formación serían factores motivadores para la actuación en esa área.(AU)
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Estudantes de Medicina
Educação Médica
Aprendizagem
-Relações Médico-Paciente
Sistema Único de Saúde
Estudos Transversais
Internato e Residência
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  9 / 1517 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Abrao, Karen Cristine
Romäo, Gustavo Salata
Texto completo
Id: biblio-1140182 LILACS-Express
Autor: Barcelos, Ionara Diniz Evangelista Santos; Abrão, Karen Cristine; Romão, Gustavo Salata.
Título: O residente como instrutor / The resident like instructor
Fonte: Femina;48(11):664-667, 20201130. ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Educação Médica/organização & administração
Tutoria/organização & administração
Internato e Residência/organização & administração
-Ginecologia/educação
Obstetrícia/educação
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  10 / 1517 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-881337
Autor: Rodrigues, Ricardo Donato.
Título: Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade da UERJ: uma perspectiva histórica / Family and Community Medicine Residency Program of the State University of Rio de Janeiro: a historical perspective
Fonte: Rev. bras. med. fam. comunidade;3(11):149-156, nov. 2007.
Idioma: pt.
Resumo: O Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade da Faculdade de Ciências Médicas da UERJ é um dos pioneiros desta especialidade no Brasil . foi criado, junto com dois outros, em 1976. Este artigo apresenta o cenário político da época, inclusive quanto às dificuldades para implantar um programa centrado em uma perspectiva inovadora no campo da saúde. Apresenta, de forma sucinta, o marco teórico-conceitual e os eixos de estruturação do PRMFC da UERJ, contrapostos a uma concepção simplista sobre Atenção Primária à Saúde (APS) e formação profissional nesta área que ainda predomina em alguns círculos, realçando que concepções simplistas não fazem justiça à complexidade das questões de saúde que se apresentam neste nível de atenção. Ressalta que, para promover saúde, prevenir a ocorrência de doenças evitáveis de complicações precoces de doenças instaladas que carregam o risco de comprometer a autonomia, provocar invalidez ou morte prematura, é necessário desenvolver competências específicas, razão de ser de um Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade e da própria especialidade. Por fim, discorre sobre os campos de prática e aponta perspectivas, sem deixar de assinalar dificuldades institucionais, em especial aquelas relativas aos cenários de treinamento, ressaltando, entretanto, que o programa Saúde na Vila . implantado no entorno do complexo docenteassistencial da UERJ . tem constituído uma alternativa alentadora.

The Family and Community Medicine Residency Program of the Medical Course of the Rio de Janeiro State University is a forerunner of this specialty in Brazil. The program was established in 1976, together with two other programs. This article portrays the political scenario of that time describing the struggles to start a program focused on an innovative perspective. It provides an idea of the theoretical and conceptual framework and of the structure of the Family and Community Medicine Residency Program of the State University of Rio de Janeiro, in contraposition to a simplistic concept of Primary Care and the qualification of professionals in this area. Such simplistic conceptions however, though still prevailing in some circles, are unfit for facing the complexity of the health issues at this care level. It is stressed that for promoting health it is necessary to develop specific competences, prevent diseases and avoid precocious effects of existing diseases capable of compromising the individual.s autonomy and of causing disablement or sudden death. This is the reason of being of the Family and Community Medicine Residency Program and of the specialty itself. Finally the article addresses necessary practical actions, among others with respect to institutional difficulties especially those concerning training facilities. On the other hand, the program .Saúde na Vila. . a program for integral healthcare delivery maintained in the neighborhoods of the University Hospital . is emphasized as an extremely encouraging alternative.
Descritores: Internato e Residência/história
-Atenção Primária à Saúde
Planos e Programas de Saúde
Educação Médica
Medicina de Família e Comunidade
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM



página 1 de 152 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde