Base de dados : LILACS
Pesquisa : I03.050.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 63 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 7 ir para página                  

  1 / 63 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1088988
Autor: BRIGOLA, Allan Gustavo; OTTAVIANI, Ana Carolina; CARVALHO, Danilo Henrique Trevisan; OLIVEIRA, Nathalia Alves; SOUZA, Érica Nestor; PAVARINI, Sofia Cristina Iost.
Título: Association between cognitive impairment and criteria for frailty syndrome among older adults / Associação entre o comprometimento cognitivo e os critérios para a síndrome de fragilidade em idosos
Fonte: Arq. neuropsiquiatr;78(1):2-8, Jan. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: São Paulo Research Foundation.
Resumo: Abstract The association between cognitive impairment and physical frailty has been studied in older adults. The criteria degree of frailty may be keys to associated cognitive impairment. Objective: To analyze the association between cognitive impairment and the criteria for frailty. Methods: We cross-sectionally examined data from 667 older adults (≥60 years of age) from a study entitled 'Variables associated to cognition in elderly caregivers' involving patients in an urban and rural primary healthcare center. We defined cognitive impairment based on different groups of scores on the Mini Mental State Examination, and defined frailty and prefrailty using the criteria by the Cardiovascular Health Study. We performed multinomial regression models to analyze the association between levels of frailty and cognitive impairment. Results: Similar proportions of women (54.8%) and men (45.2%) participated in the study (mean age: 71 years old). We found cognitive impairment, prefrailty and frailty in 34, 54, and 24% of the participants, respectively. Concomitant cognitive impairment and frailty was found in 13% of them. The chances of cognitive impairment increased up to 330% (Odds Ratio [OR]: 4.3; 95% confidence interval [95%CI] 2.4‒7.7; p<0.001) among frail individuals, and 70% (OR: 1.7; 95%CI 1.0‒2.8; p=0.033) among prefrail individuals compared to robust/non-frail individuals. After controlling for age, education, place of residence and functional dependence, slowness and fatigue criteria were significantly associated with cognitive impairment. Conclusion: Older adults with frailty have a greater likelihood of concomitant cognitive impairment than prefrail and robust older adults. The prevalence of cognitive impairment and frailty is consistent with data reported in literature. The present findings contribute to the investigation of cognitive frailty.

Resumo A associação entre comprometimento cognitivo e fragilidade tem sida estudada em idosos e os critérios de fragilidade e níveis de fragilidade podem também apresentar influência na função cognitiva. Objetivo: Analisar a associação entre comprometimento cognitivo e os critérios de fragilidade em idosos. Métodos: O estudo analisou transversalmente dados de 667 idosos (≥60 anos) do estudo 'Variables associated to cognition in elderly caregivers' conduzido com usuários da atenção primária a saúde de áreas urbanas e rurais. Comprometimento cognitivo foi definido em função dos escores no Miniexame do Estado Mental baseado na escolaridade e a fragilidade e pré-fragilidade foi operacionalizada segundo os critérios do Cardiovascular Health Study. Foram realizados modelos de regressão multinominal para analisar a associação entre níveis de fragilidade e comprometimento cognitivo. Resultados: Proporções semelhantes de mulheres (54,8%) e homens (45,2%) participaram do estudo (média de idade: 71 anos). Comprometimento cognitivo, pré-fragilidade e fragilidade foram encontrados em 34, 54 e 24% dos participantes, respectivamente. Concomitante comprometimento cognitivo e fragilidade foi evidenciado em 13%. As chances de apresentar comprometimento cognitivo aumentaram em 330% (Odds Ratio [OR]: 4.3; intervalo de confiança de 95% [IC95%] 2.4‒7.7; p<0.001) entre indivíduos frágeis e 70% (OR: 1.7; IC95% 1.0‒2.8; p=0.033) entre indivíduos pré-frágeis em comparação com indivíduos robustos/não-frágeis. Após controle da idade, escolaridade, local de residência e dependência funcional, os critérios de lentidão e fadiga foram significativamente associados ao comprometimento cognitivo. Conclusão: Os idosos mais frágeis têm maior probabilidade de apresentar comprometimento cognitivo comparados a adultos idosos pré-frágeis ou robustos. A prevalência de comprometimento cognitivo e fragilidade é consistente com os dados relatados na literatura e fornece suporte para futuras investigações sobre a fragilidade cognitiva.
Descritores: Idoso Fragilizado/psicologia
Disfunção Cognitiva/etiologia
Fragilidade/complicações
Fragilidade/psicologia
-Índice de Gravidade de Doença
Brasil/epidemiologia
Atividades Cotidianas/psicologia
Avaliação Geriátrica
Prevalência
Estudos Transversais
Fatores de Risco
Análise de Variância
Fatores Etários
Distribuição por Sexo
Distribuição por Idade
Vida Independente
Disfunção Cognitiva/epidemiologia
Fragilidade/epidemiologia
Testes de Estado Mental e Demência
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 63 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-974684
Autor: Matos, Fernanda Souza; Jesus, Cleber Souza de; Carneiro, José Ailton Oliveira; Coqueiro, Raildo da Silva; Fernandes, Marcos Henrique; Brito, Thais Alves.
Título: Redução da capacidade funcional de idosos residentes em comunidade: estudo longitudinal / Reduced functional capacity of community-dwelling elderly: a longitudinal study
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(10):3393-3401, Out. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O objetivo deste estudo foi identificar a incidência e fatores de risco para a redução da capacidade funcional de idosos residentes em comunidade. Foi conduzido estudo de coorte prospectivo em duas fases, 2011 e 2014. A população do estudo foi composta por 202 idosos inicialmente independentes para as atividades básicas da vida diária. Utilizou-se como medida de associação o risco relativo (RR) e seus respectivos intervalos de confiança (IC) 95%, que foram estimados por regressão log-binomial com variância robusta. A incidência da redução de capacidade funcional foi de 15,3%. Os fatores de risco para o declínio funcional foram: estado civil sem união (RR aj = 2,75; IC95%: 1,15 - 6,57) e presença de sintomas de depressão (RR aj = 2,41; IC95%: 1,15 - 5,06), mesmo após ajuste por sexo, faixa etária, renda familiar per capita, diabetes, uso de medicamentos e nível de atividade física. A elevada incidência da redução de capacidade funcional e sua associação com aspectos da relação conjugal e de saúde mental revela a necessidade de considerar tais fatores no planejamento de ações em saúde voltadas à manutenção e recuperação da capacidade funcional dos idosos.

Abstract This study aimed to identify the incidence and risk factors for the reduced functional capacity of community-dwelling elderly. A prospective, two-stage cohort study was conducted in 2011 and 2014. The study population consisted of 202 initially independent older adults for the basic activities of daily living. The relative risk (RR) and its respective 95% confidence intervals (CI) were used as a measure of association and were estimated by log-binomial regression with robust variance. The incidence of lower functional capacity was 15.3%. The risk factors for the functional decline were unmarried status (RRadj = 2.75; 95%CI: 1.15-6.57) and depressive symptoms (RRadj = 2.41; 95%CI: 1.15-5.06), even after adjusting for gender, age group, per capita household income, diabetes, use of medication and level of physical activity. The high incidence of reduced functional capacity and its association with marital status and mental health aspects reveals the need to consider such factors in the planning of health actions aimed at maintaining and restoring the functional capacity of the seniors.
Descritores: Atividades Cotidianas
Saúde Mental
Pessoas com Deficiência/estatística & dados numéricos
Vida Independente
-Incidência
Estudos Prospectivos
Fatores de Risco
Estudos de Coortes
Estudos Longitudinais
Estado Civil
Depressão/epidemiologia
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 63 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Marucci, Maria de Fátima Nunes
Lebräo, Maria Lúcia
Texto completo
Id: biblio-974733
Autor: Roediger, Manuela de Almeida; Marucci, Maria de Fátima Nunes; Gobbo, Luis Alberto; Dourado, Daiana Aparecida Quintiliano Scarpelli; Santos, Jair Licio Ferreira; Duarte, Yeda Aparecida de Oliveira; Lebrão, Maria Lúcia.
Título: Diabetes mellitus referida: incidência e determinantes, em coorte de idosos do município de São Paulo, Brasil, Estudo SABE - Saúde, Bem-Estar e Envelhecimento / Reported diabetes mellitus: incidence and determinants in cohort of community dwelling elderly people in São Paulo City, Brazil: SABE study, health, wellness and aging
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(11):3913-3922, Oct. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Verificar a associação da incidência de diabetes melito (DM) e variáveis determinantes em coorte de idosos. Foram analisados idosos, participantes do Estudo SABE - Saúde, Bem-Estar e Envelhecimento, realizado no município de São Paulo, em 2000 (2.143 idosos), e em 2006 (1.115 idosos). As variáveis de estudo foram: DM; sociodemográficas (sexo, grupo etário, escolaridade, companhia no domicílio), estado nutricional (risco para obesidade, obesidade e gordura abdominal), clínicas (número de doenças referidas) e de estilo de vida (ingestão de bebida alcoólica, hábito de fumar, ingestão de carnes e de frutas, legumes e verduras). Utilizou-se regressão logística múltipla para verificar a associação entre variáveis de estudo, utilizando o programa Stata/SE 10.0. Em 2006, 914 idosos, sobreviventes de 2000, foram analisados, dos quais 72 constituíram os novos casos de DM (incidência de 7,7/1.000 pessoas-ano). Verificou-se associação (p < 0,000) entre incidência de DM com obesidade corporal (OR = 1,67; IC = 1,00-2,81) e gordura abdominal elevada (OR = 2,32; IC = 1,47-3,67). Concluiu-se que a obesidade corporal e a gordura abdominal elevada foram as variáveis que contribuem para o desenvolvimento da DM em idosos.

Abstract To verify the association between the incidence of DM and predictors, in a cohort of elderly people. Elderly people (≥ 60 y) were analyzed, of both genders, participants of the SABE Survey, carried out in the city of São Paulo, Brazil, in 2000 (n = 2,143) and 2006 (n = 1,115). The study variables were: DM; demographic (gender, age group, education level, companionship in the residence), nutritional status (risk for obesity, body obesity, and high abdominal fat), clinical (number of reported diseases), and lifestyle (alcohol consumption, smoking, intake of meat and fruit and vegetables). Multiple logistic regression (p < 0.05) was used to verify the association between variables of this study, with the statistical software Stata/SE 10.1. In 2006, 914 subjects, survivors of 2000, were analyzed and 72 were identified as new cases of DM (7.7/1.000 person-years). It was found that body obesity (OR = 1.67, CI = 1.00 to 2.81) and high abdominal fat (OR = 2.32, CI = 1.47 to 3.67) were predictors of the incidence of DM in the elderly (p < 0.000). It was concluded that body obesity and abdominal fat are the variables which contribute to the development of DM in the elderly.
Descritores: Estado Nutricional
Diabetes Mellitus/epidemiologia
Estilo de Vida
Obesidade/epidemiologia
-Brasil/epidemiologia
Modelos Logísticos
Incidência
Inquéritos e Questionários
Estudos de Coortes
Gordura Abdominal/metabolismo
Vida Independente
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 63 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-974792
Autor: Lourenço, Roberto Alves; Moreira, Virgílio Garcia; Banhato, Eliane Ferreira Carvalho; Guedes, Danielle Viveiros; Silva, Kelly Cristina Atalaia da; Delgado, Francisco Eduardo da Fonseca; Marmora, Cláudia Helena Cerqueira.
Título: Prevalência e fatores associados à fragilidade em uma amostra de idosos que vivem na comunidade da cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil: estudo FIBRA-JF / Prevalence of frailty and associated factors in a community-dwelling older people cohort living in Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil: Fibra-JF Study
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(1):35-44, ene. 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Fragilidade é um estado de vulnerabilidade fisiológica multissistêmica relacionada à idade e a um risco aumentado de desfechos adversos. O objetivo do presente estudo foi avaliar a prevalência e os fatores associados à fragilidade no estudo FIBRA em Minas Gerais, Brasil. Selecionou-se uma amostra aleatória, estratificada por unidade territorial, sexo e idade, de 461 indivíduos, com 65 anos ou mais. A fragilidade foi estabelecida pela presença de três ou mais de cinco itens: sensação de exaustão, baixa força de preensão manual, velocidade da marcha lenta, perda de peso e baixo gasto calórico. A média de idade foi de 74,4 anos (DP± 6,8), 69,6% eram mulheres e 71,9% brancos. A prevalência de fragilidade foi de 5,2%; 49,9% foram de indivíduos pré-frágeis. Idade avançada (OR: 6,4; IC 1,76-23,8), comprometimento das atividades básicas de vida diária (OR: 5,2; IC 1,1-23,1) e auto percepção de saúde ruim (OR: 0,13; IC 0,03-0,4), foram associados à fragilidade. No presente estudo, um número substancial de indivíduos apresentou-se frágil, enquanto que metade da amostra estava sob risco de progressão para esta condição, sugerindo que é urgente a adoção de medidas de saúde pública com objetivo de prevenção e redução de complicações.

Abstract Frailty is a state of multisystem physiological vulnerability related to aging and an increased risk of adverse outcomes. This study aimed to evaluate the prevalence and associated factors of frailty in the Fibra-JF Study, Minas Gerais, Brazil. We selected a random sample of 461 individuals aged 65 years or more stratified by territorial unit, gender and age. The frailty syndrome was established by the presence of three or more of five items: a feeling of exhaustion, low handgrip strength, slow gait speed, weight loss, and low caloric expenditure. The mean age was 74.4 (SD ± 6.8) years, 69.6% were women and 71.9% white. The prevalence of frailty was 5.2%; 49.9% was from pre-frail subjects. Advanced age (OR: 6.4; CI 1.76-23.8), impairment of the basic activities of daily living (OR: 5.2, CI 1.1-23.1) and self-perception of poor health (OR: 0.13, CI 0.03-0.4) were associated with frailty. In this study, a substantial number of individuals was classified as frail, while half of the sample was at risk of progression towards this condition, suggesting that it is urgent to adopt public health measures focused on frailty prevention and reduction of associated adverse health outcomes.
Descritores: Nível de Saúde
Idoso Fragilizado/estatística & dados numéricos
Força da Mão/fisiologia
Fragilidade/epidemiologia
-Brasil/epidemiologia
Atividades Cotidianas
Perda de Peso/fisiologia
Saúde Pública
Prevalência
Estudos Transversais
Fatores de Risco
Estudos de Coortes
Fatores Etários
Vida Independente/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 63 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-974813
Autor: Santos, Sónia Cristina Antunes dos; Figueiredo, Daniela Maria Pias de.
Título: Preditores do medo de cair em idosos portugueses na comunidade: um estudo exploratório / Predictors of the fear of falling among community-dwelling elderly Portuguese people: an exploratory study
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(1):77-86, ene. 2019. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O medo de cair é um fator de risco de queda. Também tem sido associado ao declínio funcional, diminuição da qualidade de vida e aumento do isolamento social na população idosa. Este estudo teve como objetivo analisar preditores do medo de cair em pessoas idosas portuguesas residentes na comunidade. Foi desenvolvido um estudo transversal com uma amostra de conveniência de 98 participantes (57,1% mulheres; média etária 74,07 ± 8,74 anos). O protocolo de coleta de dados incluiu um questionário sociodemográfico e de saúde, a Escala de Confiança no Equilíbrio específica para a Atividade, a Escala de Ansiedade e Depressão Hospitalar, a Escala Breve de Redes Sociais de Lubben, o Timed Up and Go, e o Teste de Sentar e Levantar Cinco Vezes. Os dados foram analisados com recurso à estatística descritiva e inferencial. Os resultados indicam que no gênero feminino (p = 0.01), a percepção de saúde física boa (p = 0.01) e moderada (p = 0.02) e os sintomas de depressão (p ≈ 0.00) são preditores do medo de cair. Controlar estes preditores é um aspecto fundamental para a promoção da independência das pessoas idosas, minimizando as consequências associadas ao medo de cair.

Abstract The fear of falling constitutes a real risk factor for falls. It has also been associated with functional decline, decreased quality of life and increased social isolation among the elderly population. This study analyzed predictors of the fear of falling in elderly Portuguese people that live in the community. A cross-sectional study with a convenience sample of 98 participants (57.1% women; mean age 74.07 ± 8.74 years) was conducted. Data were collected with a protocol which includes a questionnaire for sociodemographic and health information, the Activity Specific Balance Confidence Scale, the Hospital Anxiety and Depression Scale, the Lubben Social Network Scale-6, the Timed Up and Go, and Five Times Sit to Stand Test. Data were analyzed using descriptive and inferential statistics. The results showed that female gender (p = 0.01), the perception of good (p = 0.01) and moderate (p = 0.02) physical health and the symptoms of depression (p ≈ 0.00) are predictors of fear of falling. Controlling these predictors is a fundamental aspect for promoting the independence of elderly people minimizing the consequences that are associated with the fear of falling.
Descritores: Qualidade de Vida
Acidentes por Quedas/estatística & dados numéricos
Depressão/epidemiologia
Medo/psicologia
-Portugal/epidemiologia
Isolamento Social/psicologia
Fatores Sexuais
Nível de Saúde
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Fatores de Risco
Equilíbrio Postural
Vida Independente/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 63 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-1001792
Autor: Torres, Juliana Lustosa; Castro, Camila Menezes Sabino de; Lustosa, Lygia Paccini.
Título: Manutenção do trabalho e presença de condições crônicas em idosos comunitários: evidências da Rede Fibra-BH / Ongoing employment and chronic conditions among community-dwelling elderly people: evidence from Rede Fibra in Belo Horizonte
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(5):1845-1852, Mai. 2019. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este estudo transversal foi conduzido em uma amostra probabilística de 597 idosos comunitários residentes em Belo Horizonte, com o objetivo de avaliar quais condições crônicas apresentam associações independentes com a permanência do idoso no mercado de trabalho, a fim de verificar a influência de cada uma isoladamente. A análise multivariada foi baseada em modelos de regressão de Poisson, com variância robusta e ajustadas por sexo, idade, escolaridade, aposentadoria e condições crônicas. A condição de saúde que apresentou associação independente e estatisticamente significante com o trabalho atual foi a artrite (ou reumatismo), mesmo após ajuste por outras condições crônicas, de modo que idosos que relataram diagnóstico médico de atrite tiveram menor propensão de permanecerem no mercado de trabalho (Razão de Prevalência [RP] ajustada = 0,54; IC 95%: 0,35-0,85). Além disso, os resultados mostraram que o sexo modifica essa associação, sendo essa propensão menor somente entre o sexo feminino (RP = 0,45; IC 95%: 0,25-0,84). Estes resultados reforçam a importância da promoção da saúde entre os trabalhadores, principalmente na prevenção e controle da artrite entre as mulheres.

Abstract This cross-sectional study was based on a probabilistic sample of 597 community-dwelling elderly people living in Belo Horizonte. Theaim was to assess which chronic conditions are independently associated with ongoing employment among elderly people. It was conducted to assess the isolated effect of each one. The multivariate analysis was based on Poisson regression models with robust variance, adjusted by sex, age, schooling, retirement and chronic conditions. Arthritis (or rheumatism) was the only chronic condition with independent and statistic significant association with ongoing employment, even after adjustment for other chronic conditions: older people with medical diagnosis of arthritis have lower odds of being in the labor market (Fully adjusted Prevalence ratio [PR] = 0.54; CI 95%: 0.35-0.85). Moreover, our results showed that gender modifies this association, with a lower propensity among females (PR=0.45; CI 95%: 0.25-0.84). Our results highlight the importance of health promotion among workers, mostly arthritis prevention and management among women.
Descritores: Artrite/epidemiologia
Emprego/estatística & dados numéricos
-Brasil
Fatores Sexuais
Doença Crônica/epidemiologia
Prevalência
Estudos Transversais
Vida Independente
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 63 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Marucci, Maria de Fátima Nunes
Texto completo
Id: biblio-1011788
Autor: Roediger, Manuela de Almeida; Marucci, Maria de Fátima Nunes; Santos, Bruna Zillesg Borges dos; Dourado, Daiana Aparecida Quintiliano Scarpelli; Silva, Maria de Lourdes Nascimento da; Queiroz, Elza Cristina Silva.
Título: Revisão sistemática de métodos de triagem nutricionalpara idosos brasileiros domiciliados / Systematic review of nutritional screening methods for elderly Brazilians living at home
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(6):2307-2316, jun. 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O objetivo deste artigo é identificar um método de triagem nutricional específico para utilização em idosos brasileiros domiciliados. Artigo de revisão sistemática utilizando as bases de dados PubMed, Lilacs e Web of Science para a obtenção de artigos. Os critérios de elegibilidade foram: artigos sobre métodos de triagem nutricional para idosos. Os artigos foram lidos por avaliadores que selecionaram os métodos de triagem e classificaram, segundo evidência de dados de validade, reprodutibilidade e aceitabilidade. O programa EndNote foi utilizado para gerenciamento dos artigos. Foram identificados 12 métodos de triagem nutricional, 3 desenvolvidos para população estadunidense e nenhum para população brasileira. Em 7 métodos o modo de preenchimento foi autorrespondido, sendo que 4 apresentavam dados antropométricos. A reprodutibilidade e a validade foram identificadas em 8 e em 1 método, respectivamente, contudo apenas o método Determine Your Nutritional Health® - DNH, apresentou dados de aceitabilidade, aspecto fundamental na escolha de método para adaptação e utilização em outro país. Dentre os métodos analisados, o DNH apresentou-se como o mais apropriado para adaptação transcultural e utilização em idosos brasileiros domiciliados.

Abstract The scope of this article is to identify a specific method of nutritional screening for use on elderly Brazilians living at home. It is a systematic review article using the PubMed, LILACS and Web of Science databases. The eligibility criterion was articles about nutritional screening methods for the elderly. The articles were read by evaluators who selected the methods and classified them according to evidence of validity, reproducibility and acceptability. EndNote software was used for scrutiny of the articles. Twelve methods of nutritional screening were identified, 3 being developed for use in the US population (n = 4), though none for the Brazilian population. In seven methods, the forms were filled out by the elderly themselves, and 4 of these presented anthropometric measures. Only one method produced information on acceptability. Reproducibility and validity was identified in 1 and 8, respectively, however only the Determine Your Nutritional Health® - DNH method presented acceptability data, which is a fundamental aspect in the choice for adaptation and use of the method in another country. Among the methods studied, the DNH was the most appropriate for cross-cultural adaptation and use on elderly Brazilians living at home.
Descritores: Avaliação Nutricional
Programas de Rastreamento/métodos
Estado Nutricional
-Brasil
Avaliação Geriátrica/métodos
Comparação Transcultural
Reprodutibilidade dos Testes
Vida Independente
Limites: Humanos
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 63 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1011881
Autor: Chini, Lucélia Terra; Pereira, Daniele Sirineu; Nunes, Altacílio Aparecido.
Título: Validação da Ferramenta de Rastreio de Risco de quedas (FRRISque) em pessoas idosas que vivem na comunidade / Validation of the Fall Risk Tracking Tool (FRRISque) in elderly community dwellers
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(8):2845-2858, ago. 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Objetivou validar a Ferramenta de Rastreamento do Risco de Quedas (FRRISque) em pessoas idosas que vivem na comunidade. Realizou-se um estudo transversal, do tipo screening avaliativo. A amostra foi composta por 854 idosos. Além da versão piloto da FRRISque, foi aplicado o instrumento QuickScreen® como referência padrão no intuito de realizar a validade de critério concorrente, determinando os valores de sensibilidade e especificidade. A maioria das pessoas idosas era do sexo feminino (57,6%), com média de idade de 71,87 anos. Nas análises por regressão logística, evidenciou-se que apenas 10 itens da FRRISque contribuem para o aumento do risco de quedas em idosos e referem-se aos fatores de risco queda anterior, uso de dispositivo de auxílio à marcha, polifarmácia, uso de psicotrópicos, dificuldade para subir ou descer uma ladeira, dificuldade para andar 100 metros, déficit visual e auditivo, baixa atividade física e ambiente mal iluminado. Este modelo de estratificação de risco assume valores de sensibilidade de 91,3% e especificidade de 73,4%. A FRRISque se caracteriza como instrumento válido, simples, porém denso, de baixo custo e de fácil e rápida aplicação, podendo ser empregado por todos os profissionais de saúde da atenção básica, inclusive por agentes comunitários de saúde.

Abstract This study aimed to validate of Fall Risk Tracking Tool (FRRISque) in elderly community dwellers. A cross-sectional evaluative screening study was carried out on a sample of 854 elderly. In addition to the pilot version of FRRISque, the QuickScreen® tool was applied as a standard reference in order to validate a concurrent criterion, determining sensitivity and specificity values. Most of the elderly people were female (57.6%) with an average age of 71.87 years. The multivariate logistic regression analyses showed that only 10 FRRISque items contribute to increased elderly fall risk and they refer to the risk factors of previous falls, use of a walking aid device, polypharmacy, use of psychotropic substances, difficulty to ascend and descend a slope, difficulty to walk for a distance of 100 meters, visual and hearing impairment, low physical activity and poorly lit environment. This risk stratification model assumes sensitivity values of 91.3% and specificity values of 73.4%. The FRRISque is defined as a valid, simple, low-cost and of easy and rapid application tool that can be used by all primary health care professionals, including community health workers.
Descritores: Acidentes por Quedas/estatística & dados numéricos
Avaliação Geriátrica/métodos
Medição de Risco/métodos
Vida Independente
-Acidentes por Quedas/prevenção & controle
Programas de Rastreamento/métodos
Estudos Transversais
Fatores de Risco
Sensibilidade e Especificidade
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Estudo de Validação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 63 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1019669
Autor: Tavares, Darlene Mara dos Santos; Pelizaro, Paula Berteli; Pegorari, Maycon Sousa; Paiva, Mariana Mapelli de; Marchiori, Gianna Fiori.
Título: Prevalência de morbidades autorreferidas e fatores associados entre idosos comunitários de Uberaba, Minas Gerais, Brasil / Prevalence of self-reported morbidities and associated factors among community-dwelling elderly in Uberaba, Minas Gerais, Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(9):3305-3313, set. 2019. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Objetivou-se verificar a prevalência e os fatores socioeconômicos e de saúde associados a morbidades autorreferidas entre idosos da comunidade. Inquérito analítico e transversal, conduzido em 2012 com 1.691 idosos de Uberaba-MG. Utilizou-se instrumento estruturado para os dados socioeconômicos e morbidades autorreferidas; e Escalas (Depressão Geriátrica Abreviada, Katz e Lawton e Brody). Procedeu-se às análises descritivas e regressão linear (p < 0,05). Maior percentual (88,3%) de idosos referiram duas ou mais morbidades, com maior prevalência para hipertensão arterial sistêmica (61,9%) e problemas de coluna (48,6%). Foram associados ao maior número de morbidades: sexo feminino (β = 0,216; p < 0,001), incapacidade funcional para atividades básicas (β = 0,240; p < 0,001) e instrumentais (β = 0,120; p < 0,001) de vida diária e indicativo de depressão (β = 0,209; p < 0,001). A presença de duas ou mais morbidades e a associação com variáveis socioeconômicas e de saúde demonstram a necessidade de ações de monitoramento e controle desses fatores entre idosos nessa condição.

Abstract This study aimed to verify the prevalence and socioeconomic and health factors associated with morbidity among community-dwelling elderly. This is an analytical and cross-sectional survey conducted in 2012 with 1,691 elderly from Uberaba-MG. A tool structured for socioeconomic data and self-reported morbidities was used along with the Abbreviated Geriatric Depression, Katz and Lawton-Brody scales. We proceeded to a descriptive analysis and linear regression (p < 0.05). A high percentage (88.3%) of elderly reported two or more morbidities, with higher prevalence for systemic arterial hypertension (61.9%) and back problems (48.6%). Female gender (β = 0.216; p< 0.001), functional disability in basic (β = 0.240; p < 0.001) and instrumental activities of daily living (β = 0.120; p < 0.001) and indicative of depression (β = 0.209; p < 0.001) were associated with the highest number of morbidities. The presence of two or more comorbidities and the association with socioeconomic and health variables show the need for monitoring and control actions of the factors that interfere in the elderly in this condition.
Descritores: Atividades Cotidianas
Nível de Saúde
Depressão/epidemiologia
-Fatores Socioeconômicos
Brasil/epidemiologia
Prevalência
Estudos Transversais
Morbidade
Vida Independente
Autorrelato
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 63 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1019678
Autor: Souza, Amanda Queiroz de; Pegorari, Maycon Sousa; Nascimento, Janaína Santos; Oliveira, Paula Beatriz de; Tavares, Darlene Mara dos Santos.
Título: Incidência e fatores preditivos de quedas em idosos na comunidade: um estudo longitudinal / Incidence and predictive factors of falls in community-dwelling elderly: a longitudinal study
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(9):3507-3516, set. 2019. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Objetivou-se estimar a incidência de quedas entre os idosos e determinar os fatores preditivos de quedas e quedas recorrentes. Estudo longitudinal (2014-2016) conduzido com 345 idosos da área urbana em Uberaba-MG. Utilizou-se: instrumento estruturado referente aos dados socioeconômicos e à ocorrência de quedas; Escalas de Katz e Lawton e Brody; Short Physical Performance Battery (SPPB) e Falls Efficacy Scale-International (FES-I) Brasil. Procedeu-se à análise de regressão logística multinomial (p < 0,05). A incidência de quedas no período de acompanhamento representou 37,1%, sendo 20% recorrentes e 17,1% em um único evento. O modelo final indicou que o aumento em uma unidade do SPPB diminuiu em aproximadamente 15% e 17%, respectivamente, a chance de quedas e quedas recorrentes. O maior escore da FES-I Brasil associou-se à maior ocorrência de quedas recorrentes. Os resultados encontrados sobre a ocorrência de quedas e quedas recorrentes e sua associação com pior desempenho físico e ao medo de cair fornecem subsídios para ações direcionadas ao monitoramento e controle dos fatores interferentes.

Abstract This study aimed to estimate the incidence of falls among the elderly and to determine the predictive factors of falls and recurrent falls. This is a longitudinal study (2014-2016) conducted with 345 elderly in the urban area of Uberaba-MG. A structured tool related to socioeconomic data and occurrence of falls, Katz and Lawton-Brody Scales, the Short Physical Performance Battery (SPPB) and Falls Efficacy Scale-International (FES-I) Brazil were used. The multinomial logistic regression analysis was performed (p < 0.05). The incidence of falls in the follow-up period was 37.1%, with 20% recurrent falls and 17.1% single-event falls. The final model showed that the increase in one SPPB unit decreased by approximately 15% and 17%, respectively, the probability of falls and recurrent falls. The highest FES-I Brazil score was associated with a higher occurrence of recurrent falls. The results found on the occurrence of falls and recurrent falls and their association with worse physical performance and fear of falling provide subsidies for actions directed to the monitoring and control of the interfering factors.
Descritores: População Urbana/estatística & dados numéricos
Acidentes por Quedas/estatística & dados numéricos
Vida Independente
-Recidiva
Fatores Socioeconômicos
Brasil/epidemiologia
Incidência
Fatores de Risco
Seguimentos
Estudos Longitudinais
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 7 ir para página                  
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde