Base de dados : LILACS
Pesquisa : J01.576.423.200.375 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 155 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 16 ir para página                         

  1 / 155 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Alcantara, Maria Rosa da Silva de
Texto completo
Id: lil-783217
Autor: Bernardo, Paulo Eduardo Masselli; Navas, Sandra Aparecida; Murata, Lúcia Tieco Fukushima; Alcântara, Maria Rosa da Silva de.
Título: Bisfenol A: o uso em embalagens para alimentos, exposição e toxicidade – Uma Revisão / Bisphenol A: Review on its use in the food packaging, exposure and toxicity
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;74(1):1-11, 2015. graf.
Idioma: pt.
Resumo: O bisfenol A é um composto industrial produzido em larga escala em todo o mundo, sendo utilizado para produzir polímeros sintéticos, inclusive as resinas epóxi, que são empregadas no envernizamento interno e externo de latas de alimentos, e na produção de policarbonato com aplicações em mamadeiras e garrafões de água. Outras aplicações menos significativas são a produção de policloreto de vinila (PVC), manufatura de papel térmico, poliuretano, poliamida e de produto para retardamento de chama, bem como na preparação de “selantes” e resinas dentárias. O bisfenol A é considerado como disruptor endócrino que interfere na produção, liberação, transporte, metabolismo, ligação ou eliminação dos hormônios naturais, responsáveis pela manutenção do equilíbrio e regulação dos processos de desenvolvimento. Dentre as várias vias de exposição humana ao bisfenol A, a exposição alimentar é a mais preocupante por atingir potencialmente um maior número de pessoas, em diversas faixas etárias, e que pode ocorrer durante longos períodos em pequenas doses e sem serem detectadas. Na presente revisão foram abordadas as vias de exposição ao bisfenol A, sua toxicidade e as legislações quanto aos limites para garantir a saúde humana...
Descritores: Disruptores Endócrinos
Embalagem de Alimentos
Resinas Epóxi
Toxicidade
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  2 / 155 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-706162
Autor: Valdés, Samanta Thomas; Vaz Tostes, Maria das Graças; Della Lucia, Ceres Mattos; Hamacek, Fabiana Rossi; Pinheiro-Santana, Helena Maria.
Título: Ácido ascórbico, carotenoides, fenólicos totais e atividade antioxidante em sucos industrializados e comercializados em diferentes embalagens / Ascorbic acid, carotenoids, total phenolics and antioxidant activity in industrialized juices sold in different packaging
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;71(4):662-669, out.-dez. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivou-se determinar o teor de ácido ascórbico (AA), carotenoides, fenólicos totais e atividade antioxidante em sucos de frutas comercializados em diferentes embalagens. Foram avaliados sucos industrializados dos sabores goiaba e uva de duas marcas (marca A: embalagem plástica e tetrapak; marca B: embalagem em lata, vidro e tetrapak). Os teores de AA e carotenoides foram determinados por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE). A atividade antioxidante foi avaliada pelo teste de DPPH e fenólicos totais foram determinados utilizando o reagente de Folin-Ciocalteau. O suco de goiaba da marca A em embalagem tetrapak apresentou maiores teores de licopeno (2,01 ± 1,61 mg/100 mL), enquanto o suco da marca B apresentou maiores teores de AA (22,1 ± 2,0 mg/100 mL) e β-caroteno (4,09 ± 0,54 mg/100 mL). Para ambos os sabores, os sucos da marca B obtiveram os maiores valores de atividade antioxidante e de fenólicos totais, sendo que para o sabor goiaba os maiores valores foram encontrados em embalagem de vidro, enquanto que para o sabor uva obtiveram-se maiores valores em embalagem tetrapak. Observou-se que diferentes marcas de sucos apresentaram diferentes conteúdos dos componentes avaliados e que a embalagem tem grande influencia no valor nutricional dos sucos, sendo a embalagem tetrapak a que apresentou os melhores resultados.
Descritores: Alimentos Industrializados
Antioxidantes
Compostos Fenólicos
Embalagem de Alimentos
Sucos
Valor Nutritivo
beta Caroteno
Ácido Ascórbico
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  3 / 155 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-672298
Autor: Melo, Camila Silveira de; Mesquita, Albenones José de; Minafra-Rezende, Cíntia Silva; Seraphin, José Carlos; Oliveira, Marinna Barros de; Bueno, Claúdia Peixoto.
Título: Dinâmica microbiana em contrafilés bovinos embalados a vácuo: sistemas de terminação e tempo de estocagem / Microbial dynamics in the vacuum-packaged meat cuts: production system and storage period
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;70(4):528-533, out.-dez. 2011. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: A qualidade da carne embalada a vácuo é de grande importância para o comércio. Neste contexto, no presente estudo foi avaliada a dinâmica microbiana de cortes cárneos bovinos Longissimus dorsi, denominado comercialmente por contra filé, embalados a vácuo e armazenados a 0 ± 1 °C no estabelecimento de abate durante cinco períodos de estocagem. Foram analisadas amostras de cortes cárneos provenientes de bovinos anelorados, fêmeas, terminados em dois sistemas de produção, sendo 15 adultos criados a pasto, com média de 45 meses de vida e 15 bovinos jovens de 12 meses de idade em confinamento de alto desempenho. Procedeu-se a avaliação bacteriológica das carnes nos períodos de tempo correspondentes à zero, 30, 45, 60 e 75 dias após o abate e embalagem. A avaliação microbiológica foi efetuada pela contagem de aeróbios viáveis, bactérias ácido lácticas, Enterobacteriaceae, psicrotróficos, anaeróbios, determinaçãodo Número Mais Provável (NMP) de coliformes totais, coliformes termotolerantes e Escherichia coli, análise de pH e temperaturas dos cortes. O sistema de terminação influenciou parcialmente na dinâmica microbiana. As carnes embaladas a vácuo podem apresentar micro-organismos deteriorantes e patogênicos, provenientes de contaminação ambiental ou fecal. Quanto maior o período de estocagem dos cortes cárneos, a contagem de micro-organismos avaliados foi maior.
Descritores: Armazenamento de Alimentos
Carne
Contaminação de Alimentos
Embalagem de Alimentos
-Bovinos
Vácuo
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  4 / 155 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-831662
Autor: Ferreira, Cláudia; Gregório, Eric; Costa, Jéssica; Paula, Rubiana; Neta, Haydée; Fontes, Mariana.
Título: Análise de coliformes termotolerantes e Salmonella sp. em hortaliças minimamente processadas comercializadas em Belo Horizonte - MG / Analysis of fecal coliform and Salmonella sp. in vegetables minimally processed commercialized in Belo Horizonte - Minas Gerais
Fonte: HU rev;42(4):307-313, nov.-dez.2016.
Idioma: pt.
Resumo: A qualidade de alimentos minimamente processados (MP) é de grande importância para a saúde do consumidor, sendo o controle microbiológico e a sanitização correta desses alimentos uma prioridade. O presente estudo teve como objetivo verificar a qualidade microbiológica de 12 tipos de hortaliças minimamente processadas, comercializadas em 5 redes de supermercados do estado de Minas Gerais, na cidade de Belo Horizonte. As amostras foram analisadas no Laboratório de Microbiologia de Alimentos do Centro Universitário Una com base na determinação da presença de coliformes termotolerantes e Salmonella sp., por meio da técnica do Compendium of Methods for the Microbiological Examination of Food. Os resultados revelaram a presença de Salmonella sp., nas hortaliças dos supermercados A (alface lisa e alface crespa), C (salada italiana) e E (Agrião, almeirão e espinafre). Nenhuma das amostras de hortaliças apresentou contaminação por coliformes termotolerantes. Dessa forma, mostra-se primordial implementar medidas para melhorar a qualidade higiênico sanitária dos produtos minimamente processados para garantir incremento da segurança ao consumidor.
Descritores: Técnicas Microbiológicas
Coliformes
-Salmonella
Higiene dos Alimentos
Colimetria
Embalagem de Alimentos
Gestão da Qualidade
Poluição Ambiental
Padrão de Identidade e Qualidade para Produtos e Serviços
Alimentos
Microbiologia de Alimentos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR378.1 - Biblioteca Central


  5 / 155 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: lil-478218
Autor: Lobanco, Cássia Maria.
Título: Rotulagem nutricional de alimentos salgados e doces consumidos por crianças e adolescentes / Nutritional labeling of sweet and salted foods consumed by children and adolescents.
Fonte: São Paulo; s.n; 2007. 92 p. tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Nutrição para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Introdução: O consumidor tem o direito a informações sobre a composição nutricional dos alimentos industrializados, possibilitando escolhas saudáveis. Para isto, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária torna obrigatória a rotulagem nutricional dos alimentos comercializados. Objetivo: Avaliar a conformidade dos dados nutricionais presentes em rótulos de alguns alimentos embalados, comumente consumidos pelo público infantil, com o seu valor experimental, obtido através de análises por métodos oficiais e, desta forma, inferir a qualidade da informação disponível ao consumidor. Métodos: foi feita a comparação dos dados declarados em rótulos de alimentos com os obtidos no laboratório. Foram selecionados alguns alimentos embalados consumidos pelo público infantil, como salgadinhos de milho e de trigo de sabores e formas variadas, alguns tipos de batata frita, amendoim, biscoitos recheados, wafers, chocolates recheados ao leite e bombons de chocolate ao leite recheados. Foram avaliados os teores de proteínas, gorduras totais, gorduras saturadas, fibra alimentar e sódio, utilizando os métodos descritos nas "Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz". O valor de carboidratos foi calculado pela diferença entre 100 e a soma da umidade, cinzas, protídios, gorduras totais e fibra alimentar, conforme a Resolução no 360/2003 da ANVISA. O valor calórico foi calculado utilizando-se os fatores de Atwater. Os dados foram tratados estatisticamente pela distribuição de freqüência percentual e foi calculado um Intervalo de Condenação a partir destes resultados. Resultados: O Intervalo de Condenação para o teor de proteína declarado na rotulagem nutricional variou de 0 a 50 por cento sendo maior índice para batata frita. Para o teor de carboidratos variou de 0 a 40 por cento, sendo maiores para o amendoim e o salgadinho de milho. Quanto às gorduras saturadas observou-se um Intervalo de Condenação entre 12 a 14 por cento, sendo maior para a batata frita, amendoim e salgadinho de...
Descritores: Legislação sobre Alimentos
Rotulagem de Alimentos
Valor Nutritivo
-Adolescente
Consumo de Alimentos
Criança
Embalagem de Alimentos
Comportamento Alimentar
Vigilância de Produtos Comercializados
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1; 664.09, 8. 49303/2008; BR67.1; MTR, 1547. CM. 49304/2008


  6 / 155 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-512678
Autor: Martins, Lucimar Lima; Santos, Iacir Francisco dos; Franco, Robson Maia; Oliveira, Luiz Antonio Trindade de; Bezz, Juliana.
Título: Avaliação do perfil bacteriológico de salsichas tipo hot dog comercializadas em embalagens a vácuo e a granel em supermercados dos municipios Rio de Janeiro e Niterói, RJ/Brasil / Bacteriological study in bovine and chicken hot dog type - sausages sold in vacuumed packing-case and in bulk retail commercialized in Rio de Janeiro city and Niterói, RJ/Brazil supermakets
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;67(3):215-220, set.-dez. 2008. tab.
Idioma: pt.
Resumo: As enfermidade transmitidas por alimentos (ETA) são mundialmente conhecidas como um dos principais problemas de saúde coletiva. Em função dos embutidos cárneos terem se destacado como de grande consumo pela população, foi avalidado o perfil bacteriológico de salsichas tipo "hot dog", adquiridas em diferentes supermercados dos municípios de Rio de Janeiro e Niterói, RJ. As amostras foram submetidas às seguintes análises bacteriológicas: enumeração de coliformes a 35ºC e termotolerantes; contagem e identificação de salmonella spp. As metodologias utilizadas foram as convencionais com modificaçãos pertinentes. Comparando-se os resultados obitidos com a legislação em vigor, 33 por cento das amostras foram consideradas impróprias ao consumo, em vista do isolamentio de todos os microrganismos pesquisados. De acordo com os resultados observados, pode-se concluir que as amostras de salsichas tipo "hot dog" avalidas representam potencial risco à saúde pública.
Descritores: Embalagem de Alimentos
Higiene dos Alimentos
Doenças Transmitidas por Alimentos
Microbiologia de Alimentos
Produtos da Carne
Saúde Pública
Serviços de Alimentação
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  7 / 155 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-497799
Autor: Miyagusku, Luciana; Thomazini, Marcelo; Kuaye, Arnaldo Yoshiteru; Castillo, Carmen Josefina Contreras.
Título: Avaliação do valor de TBARS em coxas de frangos irradiadas / TBAR values assessment in irradiated chicken legs
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;66(1):45-49, jan.-abr. 2007. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O efeito da radiação ionizante em coxas de frango cruas embaladas a vácuo e sob atmosfera modificada e armazenadas a 4±1 ºC foi avaliado a partir da análise de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico(TBARS). Para amostras embaladas a vácuo foram observados aumentos gradativos nos valores de TBARS conforme o aumento da dose de radiação ionizante para os diferentes dias de armazenamento, porém as diferenças não foram significativas (p>0,05) até o 14º dia quando os respectivos períodos foram comparados. Amostras irradiadas com 1,5 kGy e 3,0 kGy e embaladas sob atmosfera modificada apresentaram valores de TBARS significativamente (p<0,05) menores em relação às respectivas amostras embaladas a vácuo, exceto no 20º e 26º dia de armazenamento. Os maiores valores de TBARS foram obtidos para as amostras irradiadas com 7,0 kGy com médias de 2,13 e 1,52 mg.kg-1 de malonaldeído em embalagem a vácuo e sob atmosfera modificada respectivamente.
Descritores: Embalagem de Alimentos
Malondialdeído
Produtos Avícolas
Radiação Ionizante
Substâncias Reativas com Ácido Tiobarbitúrico
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  8 / 155 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Zenebon, Odair
Alcantara, Maria Rosa da Silva de
Id: lil-402219
Autor: Zenebon, Odair; Murata, Lúcia Tieco Fukushima; Pascuet, Neus; Alcântara, Maria Rosa da Silva de; Nunes, Maria Cecília Depieri; Ribeiro, Eliani Rosa; Tiglea, Paulo.
Título: Determinação de metais presentes em corantes e pigmentos utilizados em embalagens para alimentos / Determination of metals present in dyes and pigments used in food packaging
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;63(1):56-62, jan.-jun. 2004. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Entre os aditivos presentes na formulação de embalagens para alimentos, principalmente embalagens plásticas, incluem-se as substâncias que conferem coloração, classificadas como corantes ou pigmentos, dependendo de sua solubilidade ou não no polímero. Sua adição em materiais para embalagens satisfaz uma exigência estética e tecnológica. Os metais que podem estar presentes como contaminantes das substâncias corantes e portanto nas embalagens, podem migrar para o alimento, apresentando riscos à saúde. O objetivo deste trabalho foi verificar e monitorar os teores de chumbo, cádmio e zinco nestes produtos, e validar a metodologia analítica segundo os Regulamentos Técnicos do Mercosul (Resolução nº 105/99 da ANVISA/MS). A quantificação destes metais foi feita por espectrofotometria de absorção atômica com chama. Das 407 amostras analisadas 5% estavam em desacordo com os limites estipulados pela legislação vigente. Os altos teores de metais nelas encontrados justificam o controle contínuo que deve ser feito sobre estes produtos
Descritores: Metais Pesados
Aditivos Alimentares/toxicidade
Embalagem de Alimentos
Corantes/toxicidade
-Brasil
Espectrofotometria Atômica/métodos
Legislação sobre Alimentos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  9 / 155 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Alcantara, Maria Rosa da Silva de
Id: lil-176065
Autor: Garrido, Neusa Santesso; Pascuet, Neus Sadocco; Murata, Lúcia Tieco Fukushima; Alcantara, Maria Rosa da Silva de; Nunes, Maria Cecília Depieri; Sakuma, Alice Momoyo.
Título: Controle da adequaçäo de embalagens metálicas revestidas para alimentos ácidos / Quality control of revested metalic packagings for acid food
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;55(2):67-72, jul.-dez. 1995. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os cinco principais tipos de embalagens metálicas fabricadas no Brasil para acondicionamento de alimentos ácidos foram analisados para verificar seu comportamento frente a legislaçäo brasileira e testar como solventes alternativos: clorofórmio, metiletilcetona e N,N-dimetilformamida, para determinar a fraçäo orgânica do resíduo obtido após prova de cessäo. Das amostras analisadas, 40 por cento apresentaram valores de resíduo total (fraçäo orgânica e inorgânica) acima do permitido. O clorofórmio mostrou-se o melhor solvente para a extraçäo. Foram determinados, também, os teores de chumbo, ferro e estanho migrados das embalagens metálicas
Descritores: Embalagem de Alimentos
Conservação de Alimentos
-Esterilização
Legislação sobre Alimentos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  10 / 155 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Tavares, Mário
Id: lil-157321
Autor: Bacetti, Liliana Brancacio; Tavares, Mario; Pascuet, Neus Sadocco; Tiglea, Paulo; Gelli, Dilma Scala; Lobanco, Cassia Maria; Morais, Cleso de.
Título: Sardinhas em oleo comestivel. I. Avaliacao dos parametros fisico-quimicos oficiais relacionados com o exame microbiologico e estudo da compatibilidade produto-embalagem em relacao a compostos migrados / Sardines in edible oil. I. Evaluation of official physical-chemical parameters related with the microbiological examination and study of product-packaging compatibility in relation to migrated compounds
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;54(1):44-50, 1994. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Neste trabalho sao relatados os resultados de determinacoes fisico-quimicas e microbiologicas, segundo a legislacao brasileira, durante um ano, em amostras de sardinha (Sardina pilchardus) enlatadas em oleo de soja, especialmente elaboradas. Foi avaliada a compatibilidade do produto com a embalagem (folha cromada revestida com verniz epoxi-fenolico) quanto aos compostos migrados. A embalagem mostrou-se adequada para este tipo de produto. Os niveis de ferro e cromo encontrados sugerem que estes metais, presentes no alimento, nao provem da embalagem. A analise microbiologica do produto apresentou resultados de acordo com a legislacao vigente. O teor de bases volateis totais (BVT), a partir do primeiro dia apos o processamento, foi superior ao limite maximo permitido (0,030 g/100g). A reacao de Eber para gas sulfidrico (H2S) mostrou-se inconclusiva, nao demonstrando correlacao com os niveis de BVT e/ou exame microbiologico. Tais resultados sugerem revisao do limite estabelecido para BVT, bem como o estudo de outros parametros de avaliacao da qualidade de pescado, pois o teor de BVT e/ou a reacao de H2S, isoladamente, nao asseguram a avaliacao eficiente deste tipo de produto
Descritores: Peixes
Conservação de Alimentos
Legislação sobre Alimentos
-Embalagem de Alimentos
Produtos Pesqueiros
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação



página 1 de 16 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde