Base de dados : LILACS
Pesquisa : J01.576.423.750 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 549 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 55 ir para página                         

  1 / 549 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Priore, Silvia Eloiza
Texto completo
Id: biblio-890514
Autor: Sperandio, Naiara; Morais, Dayane de Castro; Priore, Silvia Eloiza.
Título: Escalas de percepção da insegurança alimentar validadas: a experiência dos países da América Latina e Caribe / Perception scales of validated food insecurity: the experience of the countries in Latin America and the Caribbean
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(2):449-462, Fev. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Objetivou-se nesta revisão sistemática comparar as escalas de insegurança alimentar validadas e utilizadas nos países latino-americanos e caribenhos, e analisar os métodos empregados nos estudos de validação. Realizou-se busca nas bases eletrônicas Lilacs, SciELO e Medline. As publicações foram pré-selecionas pelos títulos e resumos, e posteriormente pela leitura integral. Dos 16.325 estudos revisados, selecionou-se 14. Foram identificadas 12 escalas validadas para os seguintes países: Venezuela, Brasil, Colômbia, Bolívia, Equador, Costa Rica, México, Haiti, República Dominicana, Argentina e Guatemala. Além dessas, tem-se a escala latino-americana e caribenha cuja abrangência é regional. As escalas variaram em relação ao padrão de referência utilizado, número de questões e diagnóstico da insegurança. Os métodos empregados pelos estudos para validação interna foi o cálculo do coeficiente alfa de Cronbach e o modelo Rasch; para validação externa os autores calcularam associação e/ou correlação com variáveis socioeconômicas e de consumo alimentar. A exitosa experiência da América Latina e Caribe no desenvolvimento de escalas nacionais e regionais pode ser exemplo para outros países que ainda não possuem esse importante indicador capaz de dimensionar o fenômeno da insegurança alimentar.

Abstract The scope of this systematic review was to compare the food insecurity scales validated and used in the countries in Latin America and the Caribbean, and analyze the methods used in validation studies. A search was conducted in the Lilacs, SciELO and Medline electronic databases. The publications were pre-selected by titles and abstracts, and subsequently by a full reading. Of the 16,325 studies reviewed, 14 were selected. Twelve validated scales were identified for the following countries: Venezuela, Brazil, Colombia, Bolivia, Ecuador, Costa Rica, Mexico, Haiti, the Dominican Republic, Argentina and Guatemala. Besides these, there is the Latin American and Caribbean scale, the scope of which is regional. The scales ranged from the standard reference used, number of questions and diagnosis of insecurity. The methods used by the studies for internal validation were calculation of Cronbach's alpha and the Rasch model; for external validation the authors calculated association and /or correlation with socioeconomic and food consumption variables. The successful experience of Latin America and the Caribbean in the development of national and regional scales can be an example for other countries that do not have this important indicator capable of measuring the phenomenon of food insecurity.
Descritores: Projetos de Pesquisa
Abastecimento de Alimentos
-Região do Caribe
Estudos de Validação como Assunto
América Latina
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 549 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890564
Autor: Cesar, Josiane Tiborski; Valentim, Emanuele de Araújo; Almeida, Claudia Choma Bettega; Schieferdecker, Maria Eliana Madalozzo; Schmidt, Suely Teresinha.
Título: Alimentação Escolar no Brasil e Estados Unidos: uma revisão integrativa / School Food in Brazil and the United States: an integrative review
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(3):991-1007, Mar. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Trata-se de uma revisão integrativa da literatura que teve como objetivo identificar os fatores que influenciam a adesão e a aceitação da alimentação escolar entre estudantes brasileiros e americanos, e apontar as principais diferenças entre os programas desses dois países. A busca dos trabalhos científicos foi realizada nas bases de dados da Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs), Pubmed, Scientific Eletronic Library Online (SciELO) e Science Direct. Os dados foram coletados no período de julho a agosto de 2015, utilizando os seguintes descritores em português e inglês: "adesão à alimentação escolar" (adherence of school feeding), "aceitação à alimentação escolar" (accepting of school feeding), "Programa Nacional de Alimentação Escolar" e "National School Lunch Program". A busca resultou em 07 artigos brasileiros e 07 artigos americanos, publicados entre os períodos de 2004 a 2014, além das legislações vigentes de cada programa, selecionadas nos sites eletrônicos dos órgãos responsáveis pelo gerenciamento dos mesmos. Após análise descritiva e comparativa, os resultados demonstraram que a adesão e a aceitação foram baixas em ambos os programas, e que são influenciadas por fatores socioeconômicos, alimentos competitivos presentes no ambiente escolar e pelas preferências alimentares dos alunos.

Abstract This paper is an integrative review of the literature that sought to identify the factors that influence the adhesion and acceptance of school food among Brazilian and American students, and to show the main differences between the programs of these two countries. the following databases were consulted: Latin American and Caribbean Health Sciences (Lilacs); Pubmed; Scientific Electronic Library Online (Scielo); and Science Direct. Data were collected between July and August 2015, using the following key words in Portuguese and English: "adherence to school food" (adesão à alimentação escolar), "accepting of school feeding" (aceitação à alimentação escolar) and the "National School Lunch Program" ("Programa Nacional de Alimentação Escolar"). The search resulted in 7 Brazilian articles and 7 Americans articles published between 2004 and 2014, besides the current laws of each program, selected in the electronic sites of agencies responsible for administrating them. After descriptive and comparative analysis, the results revealed that adherence and acceptance are low in both programs, and they are influenced by socioeconomic factors, competitive foods present in the school environment and students' food preferences.
Descritores: Instituições Acadêmicas
Estudantes
Serviços de Alimentação/organização & administração
-Fatores Socioeconômicos
Estados Unidos
Brasil
Preferências Alimentares
Abastecimento de Alimentos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 549 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890589
Autor: Pedraza, Dixis Figueroa; Melo, Nadinne Lívia Silva de; Silva, Franciely Albuquerque; Araujo, Erika Morganna Neves.
Título: Avaliação do Programa Nacional de Alimentação Escolar: revisão da literatura / Evaluation of the National School Food Program: review of the literature
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(5):1551-1560, Mai. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) representa uma estratégia importante de promoção da alimentação saudável. Objetivou-se realizar uma análise sumária das pesquisas avaliativas sobre o PNAE. Pesquisa bibliografica do período de 2010 a 2015 nas bases de dados Bireme e SciELO. Foram selecionados 12 artigos vinculados à área, dos quais oito analisaram a inserção do nutricionista no PNAE; sete, a aquisição de alimentos da agricultura familiar; cinco, a implantação dos Conselhos de Alimentação Escolar; cinco, a execução dos cardápios; e quatro, os recursos financeiros destinados ao PNAE. Apontam-se problemas na atuação do nutricionista e dos Conselhos de Alimentação Escolar, na aquisição de alimentos da agricultura familiar e na composição dos cardápios (baixo conteúdo de frutas e hortaliças). Destaca-se a necessidade de maior atenção relacionada à execução do PNAE, de maneira a garantir uma alimentação escolar dentro de princípios que promovam a segurança alimentar e nutricional. Novos estudos avaliativos sobre o Programa são fundamentais para o fornecimento de subsídios aos gestores públicos com fins de aprimorar a sua execução.

Abstract The National School Food Program (PNAE) constitutes an important strategy for the promotion of healthy eating. The objective was to perform a brief analysis of evaluative research on the PNAE. It involved a search of the literature from 2010 to 2015 in the Bireme and Scielo databases. Twelve articles were selected linked to the area, eight of which analyzed the insertion of the nutritionist in the PNAE; seven, to buy food from family farms; five, the implementation of School Food Councils; five, the compilation of menus; and four, funding destined for the PNAE. Problems in the performance of the nutritionist and the School Food Councils, on buying food from family farms and in the compilation of the menus (low fruit and vegetable content) were detected. The need for greater attention to execution of the PNAE was highlighted in order to ensure school food within guidelines that promote food and nutrition security. Further evaluation studies about the program are fundamental for the provision of subsidies to public managers for purposes of enhancing its implementation.
Descritores: Assistência Alimentar/organização & administração
Serviços de Alimentação/organização & administração
Abastecimento de Alimentos
-Instituições Acadêmicas
Saúde Pública
Dieta Saudável
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 549 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1147246
Autor: Seleiman, Mahmoud F; Selim, Shaimaa; Alhammad, Bushra Ahmed; Alharbi, Basmah M; Juliatti, Fernando Cezar.
Título: Will novel coronavirus (Covid-19) pandemic impact agriculture, food security and animal sectors? / Qual será o impacto da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) na agricultura, segurança alimentar e setores de produção animal?
Fonte: Biosci. j. (Online);36(4):1315-1326, 01-06-2020. graf, tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: The whole world is in a great danger due to the novel coronavirus (COVID-19) pandemic. In December 2019, the outbreak of COVID-19 took place in Wuhan, China and then rapidly spread all over the world. The current study provides potential expectations for the adverse impact of (COVID-19). The global infection affected globe on agricultural level such as agriculture, food supplies and animal production sectors. Till today, 29th April 2020, there is no vaccine available for treating novel coronavirus, consequently, the outbreak resulted in closing borders and reducing production following social distancing measures. This short communication illustrates the possible implications and expected outcomes of the outbreak of coronavirus (COVID-19) on agricultural, food security, integrated pest management (IPM), animal productivity; and it predicts, as well, the possible adverse impacts on the economy worldwide. Brazil has one of the most important tropical agriculture in the world, being a leader in soybean production in the world. This chain impacts others such as meat and eggs. The impact of COVID-19 will be positive, encouraging the country to consolidate its leadership in the world market, stimulating exports, the machinery, inputs and fertilizers market, as well as generating employment and income in the country.

O mundo inteiro está em grande perigo e conflitos diversos devido à nova pandemia de coronavírus (COVID-19). Em dezembro de 2019, o surto de COVID-19 ocorreu em Wuhan, China e depois se espalhou rapidamente por todo o mundo. O presente estudo fornece expectativas em potencial para o impacto adverso do (COVID-19). A infecção global afetou o mundo no nível agrícola, como os setores de suprimento de alimentos e produção animal. Não há vacina disponível para o tratamento de novos coronavírus, consequentemente, o surto resultou no fechamento de fronteiras e na redução da produção seguindo medidas de distanciamento social. Esta breve comunicação ilustra as possíveis implicações e resultados esperados do surto de coronavírus (COVID-19) na agricultura, segurança alimentar, manejo fitossanitário e produtividade animal. O Brasil tem uma das mais importantes Agriculturas tropicais do mundo. Sendo líder na produção de soja no globo terrestre. Essa cadeia impacta outras como as de carnes e ovos. O impacto da COVID-19 será positivo estimulando o País a consolidar sua liderança no mercado mundial, estimulando as exportações, mercado de máquinas, insumos e fertilizantes, bem como gerrar emprego e renda no País. Prevê também, os possíveis impactos adversos na economia em todo o mundo.
Descritores: Infecções por Coronavirus
Agricultura
Abastecimento de Alimentos
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  5 / 549 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Priore, Silvia Eloiza
Texto completo
Id: biblio-952633
Autor: André, Hercilio Paulino; Sperandio, Naiara; Siqueira, Renata Lopes de; Franceschini, Sylvia do Carmo Castro; Priore, Silvia Eloiza.
Título: Indicadores de insegurança alimentar e nutricional associados à anemia ferropriva em crianças brasileiras: uma revisão sistemática / Food and nutrition insecurity indicators associated with iron deficiency anemia in Brazilian children: a systematic review
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(4):1159-1167, abr. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Objetivou-se revisar os indicadores de insegurança alimentar e nutricional associados à anemia ferropriva em crianças brasileiras menores de 5 anos. Realizou-se busca em bases eletrônicas (ScieLO, Lilacs, Medline), com seleção dos estudos pelos títulos, resumos e pela leitura na íntegra. Dos 1023 trabalhos analisados, 11 contemplaram os critérios de inclusão. Os resultados dos estudos retrataram que a anemia ferropriva em crianças brasileiras associou-se aos indicadores sociodemográficos e de saúde (sexo masculino, idade inferior aos 24 meses, filhos de mães adolescentes, infecções respiratórias, diarreias, baixa escolaridade materna, condição de trabalho dos pais, tempo de creche, ausência de saneamento básico, anemia materna, não uso de sulfato ferroso pela mãe e/ou criança e início tardio do pré-natal), indicadores nutricionais (baixo peso ao nascer, características da dieta como, hábito de ingerir leite próximo dos horários das refeições, baixo tempo de aleitamento materno exclusivo e total) e econômicos (baixa renda per capita). A insegurança alimentar e nutricional, analisada no presente estudo sob a óptica de diferentes indicadores, está associada à ocorrência de anemia ferropriva em crianças menores de 5 anos no Brasil.

Abstract This study aimed to review food and nutrition insecurity indicators associated with iron deficiency anemia in Brazilian children below 5 years. We searched in electronic databases (SciELO, Lilacs, and Medline) and selected studies by titles, abstracts and full-text reading. Of the 1,023 studies analyzed, 11 fit the inclusion criteria. The results of the studies evidenced that iron deficiency anemia in Brazilian children was associated with sociodemographic and health indicators (male, age below 24 months, children of adolescent mothers, respiratory infections, diarrhea, low maternal schooling, parents' working conditions, nursery time, lack of basic sanitation, maternal anemia, lack of ferrous sulfate use by the mother and/or child and late onset of prenatal care), nutritional indicators (low birth weight, diet characteristics, such as the habit of milk consumption close to meals, low exclusive and full breastfeeding time) and economic indicators (low per capita income). The food and nutrition insecurity analyzed in this study from the perspective of different indicators is associated with iron deficiency anemia in children under 5 years in Brazil.
Descritores: Anemia Ferropriva/epidemiologia
Dieta
Abastecimento de Alimentos
-Fatores Socioeconômicos
Brasil/epidemiologia
Estado Nutricional
Limites: Humanos
Lactente
Pré-Escolar
Tipo de Publ: Revisão
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 549 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-952642
Autor: Restrepo-Arango, Marcos; Gutiérrez-Builes, Lina Andrea; Ríos-Osorio, Leonardo Alberto.
Título: Seguridad alimentaria en poblaciones indígenas y campesinas: una revisión sistemática / Food security in indigenous and peasant populations: a systematic review
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(4):1169-1181, abr. 2018. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen La seguridad alimentaria y su vulnerabilidad en poblaciones indígenas y campesinas, se ha convertido en un tema de interés para la salud pública alrededor de todo el mundo, en asuntos como medición, clasificación y factores que la determinan. Esta revisión sistemática tiene como propósito describir la situación de la seguridad alimentaria en comunidades indígenas y campesinas, y los métodos empleados para su evaluación. La búsqueda de la literatura se realizó en las bases de datos PubMed (5), ScienceDirect (221) y Scopus (377), buscando publicaciones entre los años 2004 y 2015, con un total de 603 artículos arrojados por las rutas de búsqueda. Al final del proceso de tamización y sumados los artículos encontrados en la literatura gris se obtuvieron 25 artículos para escribir la revisión. En los 11 años evaluados, entre el 2004 y el 2015, la actividad científica alrededor del tema fue escasa con apenas un 4,54% de las publicaciones en este tema, pero para el año 2011 el porcentaje de publicaciones aumentó hasta un 13,63%. Se encontraron diversos factores que tienen influencia en el desarrollo de la inseguridad alimentaria, entre ellos está el cambio climático, la diversidad de la agricultura y la globalización y occidentalización del mercado.

Abstract Food security and the vulnerability among indigenous and peasant populations has become a topic of interest to public health all around the world, leading to the investigation about measurement, classification and factors that determine it. This systematic review aims to describe the situation of food security in indigenous and peasant communities, and the methods used for evaluation. The literature search was performed on the Pub Med (5), ScienceDirect (221) and Scopus (377) databases searching for publications between 2004 and 2015, a total of 603 items were located with the search engines. At the end of the screening process and after adding the items found in the gray literature, 25 papers were obtained to write the review. In the 11 years evaluated between 2004 and 2015, scientific activity around the theme was poor with just 4.54% of the publications on this subject, but for 2011 the percentage increased to 13 publications, 63%. Various factors that influence the development of food insecurity are climate change, the diversity of agriculture, globalization and market westernization.
Descritores: Grupos Populacionais
Agricultura
Abastecimento de Alimentos
-Mudança Climática
Saúde Pública
Saúde Global
Internacionalidade
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Publicação Retratada
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 549 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Santos, Leonor Maria Pacheco
Texto completo
Id: biblio-952659
Autor: Jaime, Patricia Constante; Delmuè, Denise Costa Coitinho; Campello, Tereza; Silva, Denise Oliveira e; Santos, Leonor Maria Pacheco.
Título: Um olhar sobre a agenda de alimentação e nutrição nos trinta anos do Sistema Único de Saúde / A look at the food and nutrition agenda over thirty years of the Unified Health System
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(6):1829-1836, jun. 2018.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A alimentação e a nutrição são requisitos básicos para a promoção e a proteção da saúde. A vigilância nutricional e a orientação alimentar estão inclusas no campo de atuação do Sistema Único de Saúde (SUS), conforme estabelecido na Lei Orgânica da Saúde nº 8.080 de 1990. O presente artigo apresenta e discute a agenda de alimentação e nutrição no SUS e sua interface com a Segurança Alimentar e Nutricional, seus marcos históricos, avanços e desafios. Este ensaio foi orientado por pesquisa biográfica e documental e, sobretudo, no resgate das experiências e percepções das autoras que, em diferentes momentos e contextos, foram e são sujeitos da agenda de alimentação e nutrição no Brasil. Reforçamos assim a ideia do SUS, com suas conquistas e imperfeições, como um sistema vivo e derivado do compromisso técnico-ético-político dos gestores, dos trabalhadores, da academia e da sociedade como um todo. Desta forma, buscamos contribuir com o debate sobre a trajetória brasileira de construção de um sistema público de proteção social que se comprometeu com o direito humano à saúde e à alimentação adequada.

Abstract Food and nutrition are basic requirements for the promotion and protection of health. Nutrition monitoring and dietary recommendations are included in the mission of the Unified Health System (SUS, in its Portuguese acronym), as established by the Organic Health Law no. 8,080 of 1990. This article presents and discusses the food and nutrition agenda of the SUS and its interface with Food and Nutrition Security, its benchmarks, progress and challenges. This essay was guided by biographical and documentary research and, above all, by the experiences and perceptions of the authors, who, at various times and in various contexts, have been and continue to be actors of Brazil's food and nutrition agenda. We emphasise the idea of the SUS, with its accomplishments and shortcomings, as a living system derived from the technical, ethical and political commitments of its administrators, workers, academics and society as a whole. Thus, we seek to contribute to the debate about the Brazilian path to the construction of a public social welfare system committed to health and adequate nutrition as a human rights.
Descritores: Política Nutricional
Abastecimento de Alimentos
Promoção da Saúde/métodos
Programas Nacionais de Saúde/organização & administração
-Seguridade Social
Brasil
Política de Saúde
Direitos Humanos
Programas Nacionais de Saúde
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 549 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-974679
Autor: Gubert, Muriel Bauermann; Perez-Escamilla, Rafael.
Título: Insegurança alimentar grave municipal no Brasil em 2013 / Severe food insecurity in Brazilian Municipalities, 2013
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(10):3433-3444, Out. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O objetivo deste artigo é estimar as prevalências de insegurança alimentar grave (IAG) para municípios brasileiros, em 2013. Construído modelo de regressão logística preditor de IAG, utilizando a Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios (PNAD) 2013. A IAG foi aferida pela Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA). O modelo foi aplicado ao Censo de 2010, sendo preditas as prevalências municipais. As maiores prevalências estão concentradas na Região Norte e Nordeste, que apresentaram também as maiores discrepâncias municipais. A maior prevalência municipal de IAG foi no Maranhão e a menor no Rio Grande do Sul. O Maranhão foi também o Estado com maior discrepância intraestadual na prevalência de IAG. Na análise espacial verificou-se que as maiores prevalências de IAG estavam concentradas na Região Norte e Nordeste e se reduzia à medida que desloca-se para o Sul do país. No Acre, 100% dos municípios apresentaram prevalência muito alta de IAG. Em São Paulo, 59,1% dos municípios tiveram prevalências baixas de IAG. As prevalências de IAG municipais foram mais elevadas nas Regiões Norte e Nordeste que apresentaram grande discrepância de distribuição intrarregional e intraestadual. Tais prevalências podem auxiliar o processo de melhoria e focalização das políticas de combate à fome no Brasil.

Abstract The scope of this article was to estimate the prevalence of severe food insecurity (SFI) in Brazilian municipalities in 2013. A logistic regression model was used to predict SFI. To construct the model, the 2013 National Household Sample Survey (PNAD) was used. SFI was measured using the Brazilian Food Insecurity Scale (EBIA). The final model was applied to the 2010 Census, predicting the municipal prevalence. The highest prevalence values were concentrated in the North and Northeast of Brazil, which also showed the highest municipality prevalence disparities. The highest municipal prevalence value of SFI was in the state of Maranhão and the lowest in Rio Grande do Sul. Maranhão was also the State with the largest intrastate disparities in the prevalence of SFI. Spatial analysis showed a higher prevalence of SFI in the North and Northeast regions. Acre had 100% of its municipalities presenting a very high prevalence of SFI. By contrast in the State of São Paulo, 59.1% of the municipalities have a low prevalence of SFI. The prevalence of municipal SFI was higher in Brazil's North and Northeast and there were major disparities in intraregional and intrastate distribution. These prevalence values could assist in improving the targeting of policies to combat food insecurity in Brazil.
Descritores: Política Pública
Modelos Estatísticos
Abastecimento de Alimentos/estatística & dados numéricos
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Modelos Logísticos
Prevalência
Cidades
Análise Espacial
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 549 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-974760
Autor: Soares, Panmela; Martinelli, Suellen Secchi; Fabri, Rafaela Karen; Veiros, Marcela Boro; Davó-Blanes, Mari Carmen; Cavalli, Suzi Barletto.
Título: Programa Nacional de Alimentação Escolar como promotor de Sistemas Alimentares Locais, Saudáveis e Sustentáveis: uma avaliação da execução financeira / Brazilian National School Food Program as a promoter of local, healthy and sustainable food systems: evaluating the financial implementation
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(12):4189-4197, Dec. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O objetivo foi analisar o investimento financeiro para a aquisição de alimentos destinados à alimentação escolar em um município no Sul do Brasil. As licitações, as chamadas públicas e a prestação de contas do PNAE foram analisadas por meio das variáveis: I) valores de complementação financeira do município; II) percentual de recursos destinado à compra de alimentos da Agricultura Familiar (AF) e aos alimentos Recomendados, Restritos, Proibidos e outros. Comparação de proporções foi o teste utilizado para identificar diferenças entre investimentos. A complementação financeira do município denotou 65% do total. O valor total empregado para a aquisição de alimentos foi: 65,5% Recomendados, 27,9% Restritos, 6,5% Outros e 0% Proibidos. Os gastos com alimentos Recomendados foram maiores (p < 0,001) do que com os demais grupos. A AF forneceu exclusivamente alimentos Recomendados, representando 12,1% do investimento total (municipal e federal) e 29,5% dos recursos federais. A compra direta da AF contribuiu para aquisição de alimentos Recomendados. A complementação financeira do município não foi direcionada à AF, podendo comprometer o potencial do programa de alimentação escolar na promoção de sistemas agroalimentares sustentáveis, saudáveis e locais.

Abstract This study aimed to analyze the financial investment used for the procurement of food for the Brazilian National School Food Program (PNAE) in a city in the South of Brazil. The bidding process, the public calls and accountability reports of the PNAE were analyzed in the following variables: I) municipal financial complementation values; II) percentage of resources used to purchase foods from Family Farmer (FF), and Recommended, Restricted, Prohibited and others foods. The comparison of proportions was employed as a test to identify differences between investments. The municipal financial complementation was 65% of the total. The total amount used to purchase foods was distributed as follows: 65.5% for the Recommended, 27.9% for the Restricted, 6.5% for the Other and 0% for the Prohibited. The expenditure on Recommended foods was higher (p < 0.001) compared to the remaining groups. FF provided only Recommended foods, representing 12.1% of total (municipality and federal) expenditure and 29.5% of total federal funds. The direct purchase from FF contributed to the purchase of recommended foods. The municipal financial complementation was not geared to FA, which can compromise the potential of the school food program to promote healthy and sustainable food systems.
Descritores: Instituições Acadêmicas
Alimentos/economia
Serviços de Alimentação/economia
Abastecimento de Alimentos/economia
-Brasil
Estudos Transversais
Promoção da Saúde/economia
Promoção da Saúde/métodos
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 549 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Corso, Arlete Catarina Tittoni
Vasconcelos, Francisco de Assis Guedes de
Texto completo
Id: biblio-974761
Autor: Machado, Patrícia Maria de Oliveira; Schmitz, Bethsáida de Abreu Soares; González-Chica, David Alejandro; Corso, Arlete Catarina Tittoni; Vasconcelos, Francisco de Assis Guedes de; Gabriel, Cristine Garcia.
Título: Compra de alimentos da agricultura familiar pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE): estudo transversal com o universo de municípios brasileiros / Purchase of products directly from family farms for the National School Feeding Program (PNAE): cross-sectional study with the universe of brazilian municipalities
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(12):4153-4164, Dec. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A integração entre a agricultura familiar e a alimentação escolar têm o potencial de melhorar a variedade dos cardápios escolares aproximando produção e consumo de alimentos. Este estudo caracterizou os municípios brasileiros quanto à compra de alimentos da agricultura familiar pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar. Trata-se de estudo transversal realizado por meio de questionário eletrônico enviado aos 5.565 municípios do país. Participaram da pesquisa 93,2% dos municípios (n = 5.184). Destes, 78,5% adquiriram alimentos da agricultura familiar, destacando-se a região Sul, com a maior frequência de municípios realizando a compra (95,5%), e a região Centro-Oeste com a menor (67,9%). Os municípios de grande porte, com gestão da alimentação escolar do tipo mista, descentralizada ou terceirizada e sem nutricionista como responsável técnico, apresentaram menor frequência de compra de alimentos da agricultura familiar. Conclui-se que, apesar da ampla efetivação da aquisição de alimentos da agricultura familiar pelo programa em todo país, 50% dos municípios não investiram o mínimo exigido em lei, demandando ações educativas e de assistência técnica direcionadas para o cumprimento da legislação, em especial nos estados e regiões que apresentaram maiores dificuldades.

Abstract The integration of family farming with school meals has the potential to improve the variety of school menus thereby bringing the production and consumption of food into closer alignment. This study researched the Brazilian municipalities with respect to the purchase of food from family farms for the National School Food Program. It involved a cross-sectional study conducted via an electronic questionnaire sent to 5,565 municipalities in the country. The research included 93.2% of the municipalities (n = 5,184), 78.5% of which acquired food from family farms, with the highest frequency (95.5%) of the municipalities making the purchase in the southern region, and the lowest (67.9%) in the Central West region. The large-scale municipalities, with mixed, decentralized or outsourced school food management, and without a nutritionist as technical manager, purchased food less frequently from family farms. The conclusion reached is that, despite the widespread acquisition of food from family farms in the program throughout the country, 50% of municipalities did not invest the minimum required by law, requiring actions aimed at compliance with legislation and greater investment, especially in states and regions which revealed the greatest difficulties.
Descritores: Comércio/estatística & dados numéricos
Serviços de Alimentação/estatística & dados numéricos
Abastecimento de Alimentos/economia
Fazendas/economia
-Instituições Acadêmicas
Brasil
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Comércio/legislação & jurisprudência
Serviços de Alimentação/economia
Serviços de Alimentação/legislação & jurisprudência
Abastecimento de Alimentos/legislação & jurisprudência
Abastecimento de Alimentos/estatística & dados numéricos
Fazendas/estatística & dados numéricos
Política de Saúde
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 55 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde