Base de dados : LILACS
Pesquisa : J01.576.489 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 159 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 16 ir para página                         

  1 / 159 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-372220
Autor: Laurell, Asa Cristina(coord).
Título: Nuevas tendencias y alternativas en el sector salud / New trends and issues in the health sector.
Fonte: México; México. Universidad Autonoma Metropolitana; 1994. 128 p.
Idioma: es.
Resumo: Durante los ultimos anos el debate sobre la politica sanitaria ha cobrado fuerza a raiz del impacto negativo de la crisis y el ajuste económico sobre las instituciones de salud. Se puede, desde luego, argumentar que la pobreza de un pais impide alcanzar la satisfacción optima de las necesidades de salud aun destinando fondos colectiso publicos a este fin. sin embargo, este argumento deberia estar acompanado, en cada caso, del analisis de la distribución de la riqueza nacional ya que, particularmente en los países de ingreso mediano alto como México, no es la falta absoluta de recursos nacionales que explica la insatisfacción de las necesidades de salud sino su concentracion en un grupo muy reducido, situación exacerbada por las políticas neoliberales. El presente texto se ofrece con la esperanza de poder contribuir a la construccion de una reforma sanitaria que garantice la satisfacción de las necesidades de salud de toda la poblacion y haga realidad el derecho universal a la salud
Descritores: Política de Saúde
Setor de Assistência à Saúde/tendências
Ética Médica
-México
RECURSOS HUMANOS EN SALUD
Responsável: US1.1 - HQ Library
US1.1, WA525.L378 1994


  2 / 159 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Viana, Ana Luiza D'Avila
Id: lil-456253
Autor: Viana, Ana Luiza d'Ávila; Silva, Hudson Pacífico da; Elias, Paulo Eduardo M..
Título: Economia política da saúde: introduzindo o debate / The political economy of health: introducing the debate
Fonte: Divulg. saúde debate;(37):7-20, jan. 2007. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Procura-se discutir o papel do setor saúde nas economias capitalistas contemporâneas, a partir da retomada de alguns conceitos-chave da Economia Política e de sua visão integrada entre o social, o político e o econômico, assim como da visão histórica da conformação da sociedade com base nas relações de mercado, no papel das instituições, da organização social e do Estado, e nas relações que os padrões de desenvolvimento capitalista estabelecem com a questão da saúde. Para esta finalidade, entra em discussão duas abordagens teóricas: a convencional ou formalista, própria da Economia da Saúde, e a substantivista ou histórica que fornece elementos para discutir a saúde a partir de suas especificidades enquanto mercadoria e bem econômico, como direito social e como espaço de acumulação de capital. Conclui-se que a segunda abordagem fornece um referencial teórico mais amplo, na medida que fornece categorias analíticas que possibilitam discutir a complexidade e a contradição entre os movimentos simultâneos de desmercantilização do acesso (saúde como direito), mercantilização da oferta (saúde como bem econômico) e formação do complexo industrial da saúde (saúde como esfera de acumulação de capital).
Descritores: Economia da Saúde
Mercantilização
Setor de Assistência à Saúde
Responsável: BR512.1 - Biblioteca Setorial do Centro de Ciências da Saúde


  3 / 159 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-438991
Autor: Matos, Eliane; Pires, Denise.
Título: Teorias administrativas e organização do trabalho: de Taylor aos dias atuais, influências no setor saúde e na enfermagem / Administrative and work organization theories: from Taylor to current times; influences in health care and nursing
Fonte: Texto & contexto enferm;15(3):508-514, jul.-set. 2006.
Idioma: pt.
Resumo: Trata-se de uma revisão de literatura que situa as principais abordagens teóricas da administração destacando suas características, contribuições e limitações para a organização do trabalho na sociedade. Mostra a influência destas teorias na organização do trabalho no setor saúde e especialmente na enfermagem demonstrando a influência predominante, até hoje, do modelo taylorista/fordista de organização do trabalho e de duas teorias administrativas, a clássica e a burocrática. Conclui apontando os limites destas teorias para enfrentar os desafios atuais da gestão no setor saúde e para a realização de um trabalho de melhor qualidade...
Descritores: Administração de Serviços de Saúde
Enfermagem/organização & administração
Qualidade da Assistência à Saúde
Trabalho
-Organização e Administração
Setor de Assistência à Saúde
Limites: Humanos
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  4 / 159 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Rodrigues, Rosa Maria
Zanetti, Maria Lúcia
Texto completo
Id: lil-398740
Autor: Rodrigues, Rosa Maria; Zanetti, Maria Lúcia.
Título: Teoria e prática assistencial na enfermagem: o ensino e o mercado de trabalho / Nursing care theory and practice: teaching and the labor market
Fonte: Rev. latinoam. enferm;8(6):102-109, dic. 2000.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo identifica como os enfermeiros docentes e assistenciais vivenciam a relação entre o ensino e o mercado de trabalho na enfermagem. Os dados foram coletados mediante a realização de entrevistas e de análise de documentos. Na análise utilizamos categorias metodológicas e de conteúdo. Evidenciamos que o ensino está distante da prática assistencial pautando-se em conteúdos que nela não encontram correspondência; existe uma defasagem entre o que se ensina na graduação e a incorporação de novas tecnologias, práticas e saberes. Aponta-se a retomada das reflexões sobre o ensino da enfermagem a fim de aproximar o espaço de ensino e o trabalho assistencial.
Descritores: Setor de Assistência à Saúde
Prática do Docente de Enfermagem
Teoria de Enfermagem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 159 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Trevizan, Maria Auxiliadora
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: lil-488546
Autor: LLapa-Rodríguez, Eliana Ofelia; Trevizan, Maria Auxiliadora; Shinyashiki, Gilberto Tadeu.
Título: Conceptual reflections about organizational and professional commitment in the health sector / Reflexión conceptual sobre compromiso organizacional y profesional en el sector salud / Reflexões conceituais sobre comprometimento organizacional e profissional no setor saúde
Fonte: Rev. latinoam. enferm;16(3):484-488, May-June 2008.
Idioma: en; es; pt.
Resumo: In the daily exercise of their functions, health professionals face a duality of systems, that is, the professional system and the organizational system, each of which has its own distinct values, principles and expectations. The authors aim to present organizational and professional commitment concepts and their relations in the context of the health sector. They consider that organizational and professional commitment are not incompatible, but can be reconciled in the organizational dynamics, and alert about the development of affective commitment in workers, due to the positive consequences for the organization and the profession.

Dentro de su cotidiano, los profesionales de salud al ejecutar sus funciones enfrentan una dualidad de sistemas, es decir, el sistema profesional y el sistema organizacional, cada uno con sus valores, principios y expectativas distintos. El objetivo de los autores es presentar conceptos de compromiso organizacional y profesional y sus relaciones en el contexto del área de la salud. Consideran, que el compromiso organizacional y profesional no son incompatibles siendo, por tanto, conciliables dentro de la dinámica organizacional. Alertan para el desenvolvimiento de compromiso afectivo en trabajadores por las consecuencias positivas en la organización y profesión.

Os profissionais de saúde, no cotidiano, ao exercerem suas funções enfrentam dualidade de sistemas, ou seja, o sistema profissional e o sistema organizacional, cada qual com seus valores, princípios e expectativas distintos. O objetivo dos autores é apresentar conceitos de comprometimento organizacional e profissional e suas relações no contexto do setor saúde. Considera-se que o comprometimento organizacional e o profissional não são incompatíveis, sendo, portanto, conciliáveis na dinâmica organizacional. Alerta-se, também, para o desenvolvimento do comprometimento afetivo dos trabalhadores pelas conseqüências positivas para a organização e profissão.
Descritores: Atitude do Pessoal de Saúde
Setor de Assistência à Saúde/organização & administração
Mão de Obra em Saúde
Cultura Organizacional
Competência Profissional
-Brasil
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 159 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Vieira, Ana Luiza Stiebler
Amâncio Filho, Antenor
Texto completo
Id: lil-358293
Autor: Vieira, Ana Luiza Stiebler; Amâncio Filho, Antenor; Oliveira, Eliane dos Santos de.
Título: Mercado de trabalho em saúde na região sudeste-Brasil: a inserção da equipe de enfermagem / The health labor market in the South-East of Brazil: the insertion of the nursing team
Fonte: Rev. latinoam. enferm;12(1):134-138, jan.-fev. 2004. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O estudo tem como objetivo apontar as principais características do mercado de trabalho da enfermagem na Região Sudeste, usando como referência os dados recentes da pesquisa Assistência Médico Sanitária-AMS do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE. Ocupando 272.398 empregos na região, a equipe de enfermagem trabalha majoritariamente no setor público de saúde e nos estabelecimentos hospitalares. Coerente com as políticas de descentralização de saúde implantadas no país, verifica-se, em 1999, a municipalização da força de trabalho de enfermagem e sinais de flexibilização do seu mercado. Diante deste contexto regional e nacional, recomenda-se a aplicação de uma pesquisa para analisar, quantitativa e qualitativamente, o atual mundo de trabalho da equipe de enfermagem
Descritores: Gestão de Recursos
Equipe de Enfermagem
Setor de Assistência à Saúde
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  7 / 159 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-974607
Autor: Vidal, Thaís Jeronimo; Figueiredo, Tatiana Aragão; Pepe, Vera Lúcia Edais.
Título: O mercado brasileiro de anticorpos monoclonais utilizados para o tratamento de câncer / The Brazilian market for monoclonal antibodies used in cancer treatment / El mercado brasileño de anticuerpos monoclonales utilizados para el tratamiento de cáncer
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);34(12):e00010918, 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo: Os anticorpos monoclonais (mABs) têm sido indicados como tecnologia inovadora para o tratamento de alguns tipos de câncer, por serem capazes de alvejar e matar seletivamente células tumorais. Contudo, os altos custos dessas terapias colocam em questão a sustentabilidade do acesso. Este trabalho teve como objetivo identificar as principais características dos anticorpos monoclonais, destinados ao tratamento de câncer, com registro sanitário ativo, no Brasil, em 2016. Tratou-se de uma análise descritiva retrospectiva a partir de consulta à página de Internet da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em que esses mABs foram caracterizados de acordo com antígeno-alvo, tipo de anticorpo, ano de registro, indicações terapêuticas e empresa detentora do registro. Foram identificados 14 anticorpos com ação em sete antígenos-alvo diferentes. No que diz respeito às indicações clínicas, houve uma maior frequência de linfomas, leucemias, câncer de mama e câncer colorretal. Quanto ao tipo, foram identificados três anticorpos quiméricos, seis humanizados e cinco humanos. A Roche apareceu como a empresa detentora do registro de 6 dos 14 mABs, o que representa 43% dos registros sanitários. Foi possível, a partir desses dados, discutir a ideia de medicamentos me-too no mercado de biológicos, assim como pensar as tensões existentes nesse mercado e a ideia de oligopólio diferenciado. Apesar do desenvolvimento de novos produtos, ainda que para atuar em um mesmo alvo, representar a possibilidade de um incremento competitivo e, com isso, de uma diminuição dos preços praticados pelas empresas torna-se um problema quando é a mesma empresa que lança no mercado novos anticorpos direcionados ao mesmo alvo, sem mudanças relevantes.

Abstract: Monoclonal antibodies (mABs) have been indicated as an innovative technology for the treatment of some types of cancer, since they are capable of targeting and selectively killing tumor cells. However, the high costs of these therapies raise questions as to the sustainability of access. This study aimed to identify the principal characteristics of monoclonal antibodies used in cancer treatment with active marketing authorization in Brazil as of 2016. This was a descriptive retrospective analysis based on consultation of the Brazilian Health Regulatory Agency (Anvisa) website, in which these mABs were characterized according to the target antigen, type of antibody, year of registration, therapeutic indications, and applicant. A total of 14 antibodies were identified with action on seven different target antigens. The most frequent clinical indications were for lymphomas, leukemias, breast cancer, and colorectal cancer. As for type, the study identified three chimeric, six humanized, and five human antibodies. Roche was the applicant in 6 of the 14 mABs, or 43% of the marketing authorization. It was possible to discuss the idea of me-too medicines in the biological market and the idea of a differentiated oligopoly, as well as to think about the tensions in this kind of market. It is expected that the development of new products, although to act on the same biological target, represent the possibility of a competitive increase and, as a result, a decrease in prices practiced by companies. However, this becomes a problem when it is the same pharmaceutical industry that launches on the market new antibodies directed to the same target, with no relevant changes.

Resumen: Los anticuerpos monoclonales (mABs) han sido señalados como una tecnología innovadora para el tratamiento de algunos tipos de cáncer, por ser capaces de apuntar y matar selectivamente células tumorales. No obstante, los altos costes de estas terapias ponen en cuestión la sostenibilidad del acceso. El objetivo de este trabajo fue identificar las principales características de los anticuerpos monoclonales, destinados al tratamiento de cáncer, con registro sanitario activo, en Brasil, en 2016. Se trató de un análisis descriptivo retrospectivo, a partir de la consulta a la página web de la Agencia Nacional de Vigilancia Sanitaria (Anvisa), donde esos mABs se caracterizaron conforme el antígeno objetivo, tipo de anticuerpo, año de registro, indicaciones terapéuticas y empresa detentora de su registro. Se identificaron 14 anticuerpos con acción en siete antígenos-objetivo diferentes. En lo referente a las indicaciones clínicas, hubo una mayor frecuencia de linfomas, leucemias, cáncer de mama y cáncer colorrectal. En cuanto al tipo, se identificaron tres anticuerpos quiméricos, seis humanizados y cinco humanos. Roche apareció como la empresa detentora del registro de 6 de los 14 mABS, lo que representa un 43% de los registros sanitarios. Fue posible, a partir de esos datos, discutir la idea de medicamentos me-too en el mercado de biológicos, así como reflexionar sobre las tensiones existentes en ese mercado y la idea de oligopolio diferenciado. El desarrollo de nuevos productos, aunque sean para actuar en un mismo objetivo, representa la posibilidad de un incremento competitivo y, con ello, de una disminución de los precios practicados por las empresas. Esto se convierte en un problema cuando es la misma empresa que lanza en el mercado nuevos anticuerpos, dirigidos al mismo objetivo, sin cambios relevantes.
Descritores: Anticorpos Monoclonais/economia
Anticorpos Monoclonais/uso terapêutico
Neoplasias/terapia
-Brasil
Estudos Retrospectivos
Custos de Cuidados de Saúde
Aprovação de Drogas
Setor de Assistência à Saúde
Indústria Farmacêutica
Órgãos Governamentais
Anticorpos Monoclonais/classificação
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 159 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-952295
Autor: Filippon, Jonathan; Giovanella, Ligia; Konder, Mariana; Pollock, Allyson M.
Título: A "liberalização" do Serviço Nacional de Saúde da Inglaterra: trajetória e riscos para o direito à saúde / La "liberalización" del Servicio Nacional de Salud de la Inglaterra: trayectoria y riesgos para el derecho a la salud / "Liberalizing" the English National Health Service: background and risks to healthcare entitlement
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);32(8):e00034716, 2016. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo: A recente reforma do Serviço Nacional de Saúde (NHS) inglês por meio do Health and Social Care Act de 2012 introduziu mudanças importantes na organização, gestão e prestação de serviços públicos de saúde na Inglaterra. O objetivo deste estudo é analisar as reformas do NHS no contexto histórico de predomínio de teorias neoliberais desde 1980 e discutir o processo de "liberalização" do NHS. São identificados e analisados três momentos: (i) gradativa substituição ideológica e teórica (1979-1990) - transição da lógica profissional e sanitária para uma lógica gerencial/comercial; (ii) burocracia e mercado incipiente (1991-2004) - estruturação de burocracia voltada à administração do mercado interno e expansão de medidas pró-mercado; e (iii) abertura ao mercado, fragmentação e descontinuidade de serviços (2005-2012) - fragilização do modelo de saúde territorial e consolidação da saúde como um mercado aberto a prestadores públicos e privados. Esse processo gradual e constante de liberalização vem levando ao fechamento de serviços e à restrição do acesso, comprometendo a integralidade, a equidade e o direito universal à saúde no NHS.

Resumen: La reciente reforma del Servicio Nacional de Salud (NHS) inglés a través de la Health and Social Care Act de 2012 introdujo cambios importantes en la organización, gestión y prestación de los servicios de salud pública en Inglaterra. El objetivo de este estudio es analizar las reformas del NHS en el contexto histórico del predominio de las teorías neoliberales desde 1980 y discutir el proceso de "liberalización" del NHS. Fueron identificados y se analizaron tres momentos: (i) sustitución gradual ideológica y teórica (1979-1990) -transición de la lógica profesional y de salud para una lógica de gestión/negocio; (ii) la burocracia y el mercado incipiente (1991-2004) -estructuración de la burocracia dedicada a la gestión del mercado interior y la expansión de las medidas pro-mercado; y (iii) la apertura del mercado, la fragmentación y la discontinuidad de los servicios (2005-2012) -fragilización del modelo de salud territorial y consolidación de la salud como un mercado abierto para los proveedores públicos y privados. Este proceso gradual y constante de la liberalización ha provocado el cierre de los servicios y la restricción del acceso, comprometiendo la integridad, justicia y derecho universal a la salud en el NHS.

Abstract: The recent reform of the English National Health Service (NHS) through the Health and Social Care Act of 2012 introduced important changes in the organization, management, and provision of public health services in England. This study aims to analyze the NHS reforms in the historical context of predominance of neoliberal theories since 1980 and to discuss the "liberalization" of the NHS. The study identifies and analyzes three phases: (i) gradual ideological and theoretical substitution (1979-1990) - transition from professional and health logic to management and commercial logic; (ii) bureaucracy and incipient market (1991-2004) - structuring of the bureaucracy focused on administration of the internal market and expansion of pro-market measures; and (iii) opening to the market, fragmentation, and discontinuity of services (2005-2012) - weakening of the territorial health model and consolidation of health as an open market for public and private providers. This gradual but constant liberalization has closed services and restricted access, jeopardizing the system's comprehensiveness, equity, and universal healthcare entitlement in the NHS.
Descritores: Política
Reforma dos Serviços de Saúde/economia
Setor de Assistência à Saúde/economia
Política de Saúde/economia
-Alocação de Recursos para a Atenção à Saúde
Reforma dos Serviços de Saúde/organização & administração
Setor de Assistência à Saúde/organização & administração
Setor de Assistência à Saúde/tendências
Assistência à Saúde/economia
Inglaterra
Programas Nacionais de Saúde/legislação & jurisprudência
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 159 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1054578
Autor: Ocké-Reis, Carlos Octávio; Fiuza, Eduardo Pedral Sampaio; Coimbra, Pedro Henrique Herig.
Título: Inflação dos planos de saúde: 2000-2018.
Fonte: Brasília; IPEA; 2019. 20 p. graf. (Nota Técnica / IPEA. Disoc, 54).
Idioma: pt.
Resumo: Esta Nota Técnica tem por objetivo examinar a evolução dos preços dos planos de saúde no período compreendido entre 2000 e 2018. Constatou-se que a taxa de inflação acumulada dos planos foi superior à taxa de inflação da economia e da saúde. Isso explica, em parte, o fato de a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) ter aprovado recentemente a nova metodologia de cálculo do reajuste dos planos individuais e familiares em dezembro de 2018.
Descritores: Inflação
Planos de Pré-Pagamento em Saúde
Saúde Suplementar
Setor de Assistência à Saúde
-Brasil
Responsável: BR1541.1 - Biblioteca
BR1541.1


  10 / 159 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1054571
Autor: Vieira, Fabiola Sulpino.
Título: A Produção em saúde do IPEA: contribuição à promoção do desenvolvimento socioeconômico brasileiro.
Fonte: Brasília; IPEA; 2019. 49 p. ilus, graf. (Texto para Discussão / IPEA, 2496).
Idioma: pt.
Resumo: A saúde constitui uma importante área de atuação do Ipea, que tem entre as suas finalidades a promoção e a realização de pesquisas e estudos sociais e econômicos, bem como a disseminação do conhecimento resultante, oferecendo à sociedade elementos para o conhecimento, assim como a superação de problemas e desafios do desenvolvimento brasileiro. Na perspectiva da relação entre saúde e desenvolvimento, o objetivo deste texto é analisar as contribuições do Ipea à promoção do desenvolvimento socioeconômico nacional, por meio de sua produção em saúde do período de 1982 a 2018. Realizou-se um estudo bibliométrico descritivo e relacional, a fim de descrever esta produção e de identificar as relações entre os diversos assuntos tratados nos documentos produzidos que são de interesse para as ciências da saúde (saúde humana), com ou sem interfaces com outras áreas do conhecimento. A análise do material mapeado foi feita com o suporte do software Iramuteq (Interface de R pour les Analyses Multidimensionneles de Textes et de Questionnaires), versão 0.7 alpha 2, para tratamento dos dados qualitativos relativos aos descritores de assunto dos documentos. A partir da classificação hierárquica descendente (CHD), que utilizou 349 textos (77,7% do corpus textual), foram obtidas três categorias de assuntos que, em linhas gerais, se referem aos seguintes temas tratados nessa produção: i) financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS), gastos em saúde e regulação governamental; ii) alocação de recursos e gestão em saúde; e iii) desigualdades nos níveis de saúde, no acesso aos serviços de saúde e participação social. Conclui-se que os pesquisadores do instituto têm produzido conhecimento e oferecido informação relevante sobre aspectos relacionados à saúde da população e ao setor saúde que impactam os fatores do desenvolvimento, especialmente no tocante à identificação de problemas e ao acompanhamento, ao monitoramento e à avaliação de políticas e programas públicos. Além disso, também se conclui que é possível potencializar essa contribuição na área da saúde, com a participação mais ativa do seu corpo técnico na elaboração de propostas, na formulação de políticas e no planejamento governamental de médio e longo prazos.

Health is an important area of activity of the Institute of Applied Economic Research (Ipea), whose purpose is to promote and carry out research and social and economic studies, as well as disseminate the resulting knowledge, offering society solutions to the challenges of economic and social Brazilian development. In the perspective of the relation between health and development, the objective of this text is to analyze the contributions of Ipea to the promotion of national socioeconomic development, through its production in health from 1982 to 2018. A descriptive and relational bibliometric study was carried out, in order to describe this production and to identify the relationships between the various subjects treated in the documents produced that are of interest to the Health Sciences (human health), with or without interfaces with other areas of knowledge. The analysis of the mapped material was done with the support of the software Iramuteq (Interface de R pour les Analyses Multidimensionneles de Textes et de Questionnaires), version 0.7 alpha 2, for treatment of the qualitative data related to the document subject descriptors. From the Descending Hierarchical Classification (CHD), which considered 349 texts (77.7% of the textual corpus), three categories of subjects were obtained which, in general terms, refer to the following topics dealt with in this production:: i) financing of Brazilian public health care system (SUS), health expenditures and government regulation; ii) resource allocation and health management; and iii) inequalities in health levels, inequalities in the access to health services, and social participation. It is concluded that the Institute's researchers have produced knowledge and provided relevant information on aspects related to population health and the health sector that impact development factors, especially in identifying problems, monitoring and evaluating public policies and programs. In addition, we conclude that it is possible to enhance this contribution in the health area, with the active participation of its staff in the proposals elaboration, policies formulation and in the medium and long term governmental planning.
Descritores: Bibliometria
Economia da Saúde
Nível de Saúde
Setor de Assistência à Saúde
Responsável: BR1541.1 - Biblioteca
I59; 330.908, I59; BR1541.1



página 1 de 16 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde