Base de dados : LILACS
Pesquisa : J03.340.250 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 57 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 6 ir para página                

  1 / 57 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-828112
Autor: Lima, C B S; Nunes, L A; Carvalho, C A L; Ribeiro, M F; Souza, B A; Silva, C S B.
Título: Morphometric differences and fluctuating asymmetry in Melipona subnitida Ducke 1910 (Hymenoptera: Apidae) in different types of housing / Diferenças morfométricas e assimetria flutuante em Melipona subnitida Ducke 1910 (Hymenoptera: Apidae) em diferentes tipos de habitação
Fonte: Braz. j. biol;76(4):845-850, Oct.-Dec. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: EMBRAPA; . CNPq.
Resumo: Abstract A geometric morphometrics approach was applied to evaluate differences in forewing patterns of the Jandaira bee (Melipona subnitida Ducke). For this, we studied the presence of fluctuating asymmetry (FA) in forewing shape and size of colonies kept in either rational hive boxes or natural tree trunks. We detected significant FA for wing size as well as wing shape independent of the type of housing (rational box or tree trunks), indicating the overall presence of stress during the development of the studied specimens. FA was also significant (p < 0.01) between rational boxes, possibly related to the use of various models of rational boxes used for keeping stingless bees. In addition, a Principal Component Analysis indicated morphometric variation between bee colonies kept in either rational hive boxes or in tree trunks, that may be related to the different origins of the bees: tree trunk colonies were relocated natural colonies while rational box colonies originated from multiplying other colonies. We conclude that adequate measures should be taken to reduce the amount of stress during bee handling by using standard models of rational boxes that cause the least disruption.

Resumo A abordagem da morfometria geométrica foi aplicada para avaliar as diferenças nos padrões das asas anteriores da abelha Jandaíra (Melipona subnitida Ducke). Para isso, estudou-se a presença de assimetria flutuante (AF) na forma das asas anteriores e tamanho das colônias mantidas tanto em caixas de colméia racional ou troncos de árvores naturais. Foi detectado AF significativa para o tamanho da asa, bem como a forma da asa independente do tipo de habitação (caixa racional ou cortiço), indicando a presença global de estresse durante o desenvolvimento dos espécimes estudados. AF também foi significativa (p < 0,01) entre as caixas racionais, possivelmente relacionados com a utilização de vários modelos de caixas racionais utilizados para a conservação de abelhas sem ferrão. Além disso, a Análise de Componentes Principais indicou variações morfométricas entre as colônias de abelhas mantidos em caixas racionais ou em cortiços, que podem estar relacionados com as diferentes origens das abelhas: os cortiços foram colônias naturais realocados, enquanto as colônias das caixas racionais foram originadas da multiplicação outras colônias. Conclui-se que devem ser tomadas medidas adequadas para reduzir a quantidade de estresse durante o manuseio abelha usando modelos padrão de caixas racionais que causam a menor perturbação.
Descritores: Asas de Animais/anatomia & histologia
Abelhas/anatomia & histologia
Abrigo para Animais
-Análise de Variância
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-494681
Autor: Anon.
Título: Destinação de cães e gatos pelo serviço municipal / Dogs and cats destined by municipality service
Fonte: In: Vieira, Adriana Maria Lopes; Almeida, Aparecido Batista de; Magnabosco, Cristina; Ferreira, João Carlos Pinheiro; Carvalho, Jonas Lotufo Brant de; Gomes, Luciana Hardt; Reichmann, Maria de Lourdes; Paranhos, Noemia Tucunduva; Garcia, Rita de Cássia; Pacca Luna, Stélio Loureiro; Nunes, Vania de Fátima Plaza; Cabral, Viviane Benini. Programa de controle de populações de cães e gatos do Estado de São Paulo. São Paulo, s.n, out. 2006. p.127-165, ilus, tab. (BEPA, 3, supl.5).
Idioma: pt.
Descritores: Abrigo para Animais
Esterilização
Trabalho de Resgate
Técnicos em Manejo de Animais
Limites: Animais
Gatos
Cães
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; WA672, V658p, 2006


  3 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-494680
Autor: Anon.
Título: Guarda de animais em unidade municipal / Animals care at municipality unity
Fonte: In: Vieira, Adriana Maria Lopes; Almeida, Aparecido Batista de; Magnabosco, Cristina; Ferreira, João Carlos Pinheiro; Carvalho, Jonas Lotufo Brant de; Gomes, Luciana Hardt; Reichmann, Maria de Lourdes; Paranhos, Noemia Tucunduva; Garcia, Rita de Cássia; Pacca Luna, Stélio Loureiro; Nunes, Vania de Fátima Plaza; Cabral, Viviane Benini. Programa de controle de populações de cães e gatos do Estado de São Paulo. São Paulo, s.n, out. 2006. p.105-126, ilus, tab. (BEPA, 3, supl.5).
Idioma: pt.
Descritores: Abrigo para Animais
Alojamento
Esterilização
Instalações Sanitárias
Triagem
Técnicos em Manejo de Animais
Limites: Animais
Gatos
Cães
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; WA672, V658p, 2006


  4 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055113
Autor: Calciolari, K; Gravena, K; Bernardi, N. S; Queiroz, D. J; Lacerda Neto, J. C.
Título: Efeitos da estabulação sobre o trato respiratório de equinos em dois tipos diferentes de camas e a pasto / Stabling effects on equine respiratory tract using two different types of stable beds and pasture
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);71(6):1781-1790, Nov.-Dec. 2019. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: As afecções do sistema respiratório são a segunda causa de queda de desempenho e afastamento dos equinos do esporte ou trabalho, as quais estão atrás somente das desordens musculoesqueléticas. A estabulação e a alimentação à base de fenos predispõem os equinos à inalação de grande número de agentes irritantes às vias aéreas. No intuito de avaliar a influência dos tipos de cama utilizados em baias, estudaram-se três grupos de cinco equinos cada, durante 45 dias. Dois grupos foram mantidos em cocheiras com forrações diferentes à base de madeira (maravalha de pínus autoclavada-MA e serragem-SE) e o terceiro grupo permaneceu no pasto. Foram realizadas avaliações quinzenais, que incluíram exame físico, hemograma, hemogasometria e lavado broncoalveolar. Ao exame físico, notou-se a presença de tosse e espirros em animais do grupo SE. No lavado broncoalveolar, a contagem de células nucleadas totais apresentou maiores valores nos animais a pasto, seguido do grupo SE e, por último, o MA. Concluiu-se que as duas camas testadas neste estudo não apresentaram diferença com relação à capacidade irritativa das vias aéreas superiores no período analisado.(AU)

Respiratory system affections in horses are the second cause of decrease in performance and removal from the sport or farm work, which are behind only the musculoskeletal disorders. Stabling and hay feeding predisposes horses' airways to inhalation of large numbers of irritating agents. To evaluate the influence of bed types used in bays, 3 groups of 5 horses each were studied for 45 days. Two groups were kept in stables with different wood beds - based rafters (autoclaved pine - MA and sawdust - SE) and the third group remained in the pasture. Biweekly evaluations with physical examination, hemogram, hemogasometry and bronchoalveolar lavage were performed. On physical examination, the presence of cough and sneezing was observed in animals of the SE group. In the bronchoalveolar lavage, the total nucleated cell count presented higher values in the animals in the pasture, followed by the SE group and finally the MA. It was concluded that the different beds used presented no difference with respect to the irritative capacity of the upper airways.(AU)
Descritores: Sistema Respiratório/patologia
Lavagem Broncoalveolar/veterinária
Cavalos/fisiologia
Hipersensibilidade/veterinária
-Abrigo para Animais
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-904574
Autor: Fortes, Paula Madeira; Albrechet-Souza, Lucas; Vasconcelos, Mailton; Ascoli, Bruna Maria; Menegolla, Ana Paula; de Almeida, Rosa Maria M.
Título: Social instigation and repeated aggressive confrontations in male Swiss mice: analysis of plasma corticosterone, CRF and BDNF levels in limbic brain areas / Instigação social e confrontos agressivos repetidos em camundongos Swiss machos: análise de corticosterona plasmática e dos níveis de CRF e BDNF em áreas cerebrais límbicas
Fonte: Trends psychiatry psychother. (Impr.);39(2):98-105, Apr.-June 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Resumo: Abstract Introduction: Agonistic behaviors help to ensure survival, provide advantage in competition, and communicate social status. The resident-intruder paradigm, an animal model based on male intraspecific confrontations, can be an ethologically relevant tool to investigate the neurobiology of aggressive behavior. Objectives: To examine behavioral and neurobiological mechanisms of aggressive behavior in male Swiss mice exposed to repeated confrontations in the resident intruder paradigm. Methods: Behavioral analysis was performed in association with measurements of plasma corticosterone of mice repeatedly exposed to a potential rival nearby, but inaccessible (social instigation), or to 10 sessions of social instigation followed by direct aggressive encounters. Moreover, corticotropin-releasing factor (CRF) and brain-derived neurotrophic factor (BNDF) were measured in the brain of these animals. Control mice were exposed to neither social instigation nor aggressive confrontations. Results: Mice exposed to aggressive confrontations exhibited a similar pattern of species-typical aggressive and non-aggressive behaviors on the first and the last session. Moreover, in contrast to social instigation only, repeated aggressive confrontations promoted an increase in plasma corticosterone. After 10 aggressive confrontation sessions, mice presented a non-significant trend toward reducing hippocampal levels of CRF, which inversely correlated with plasma corticosterone levels. Conversely, repeated sessions of social instigation or aggressive confrontation did not alter BDNF concentrations at the prefrontal cortex and hippocampus. Conclusion: Exposure to repeated episodes of aggressive encounters did not promote habituation over time. Additionally, CRF seems to be involved in physiological responses to social stressors.

Resumo Introdução: Comportamentos agonísticos ajudam a garantir a sobrevivência, oferecem vantagem na competição e comunicam status social. O paradigma residente-intruso, modelo animal baseado em confrontos intraespecíficos entre machos, pode ser uma ferramenta etológica relevante para investigar a neurobiologia do comportamento agressivo. Objetivos: Analisar os mecanismos comportamentais e neurobiológicos do comportamento agressivo em camundongos Swiss machos expostos a confrontos repetidos no paradigma residente-intruso. Métodos: A análise comportamental foi realizada em associação com medidas de corticosterona plasmática em camundongos expostos repetidamente a um rival em potencial próximo, porém inacessível (instigação social), ou a 10 sessões de instigação social seguidas de encontros agressivos diretos. Além disso, o fator de liberação de corticotrofina (CRF) e o fator neurotrófico derivado do cérebro (BNDF) foram medidos no encéfalo desses animais. Camundongos controles não foram expostos à instigação social ou confrontos agressivos. Resultados: Os camundongos expostos a confrontos agressivos exibiram um padrão semelhante de comportamentos agressivos e não agressivos típicos da espécie na primeira e na última sessão. Em contraste com instigação social apenas, confrontos agressivos repetidos promoveram aumento na corticosterona plasmática. Após 10 sessões de confrontos agressivos, os camundongos apresentaram uma tendência não significativa de redução dos níveis de CRF no hipocampo, que se correlacionaram inversamente com os níveis plasmáticos de corticosterona. Por outro lado, sessões repetidas de instigação social ou confronto agressivo não alteraram as concentrações de BDNF no córtex pré-frontal e hipocampo. Conclusão: A exposição a episódios repetidos de encontros agressivos não promoveu habituação ao longo do tempo. Adicionalmente, o CRF parece estar envolvido nas respostas fisiológicas aos estressores sociais.
Descritores: Corticosterona/sangue
Hormônio Liberador da Corticotropina/metabolismo
Córtex Pré-Frontal/metabolismo
Fator Neurotrófico Derivado do Encéfalo/metabolismo
Agressão/fisiologia
Sistema Límbico/metabolismo
-Comportamento Animal/fisiologia
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Análise de Variância
Habituação Psicofisiológica/fisiologia
Abrigo para Animais
Camundongos
Limites: Animais
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Amorim, Rivadavio Fernandes Batista de
Texto completo
Id: biblio-837693
Autor: Fontoura-Andrade, José Luiz; Amorim, Rivadávio Fernandes Batista de; Sousa, João Batista de.
Título: Improving reproducibility and external validity. The role of standardization and data reporting of laboratory rat husbandry and housing
Fonte: Acta cir. bras;32(3):251-262, Mar. 2017.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Purpose: To identify the most relevant flaws in standardization in husbandry practices and lack of transparency to report them. This review proposes some measures in order to improve transparency, reproducibility and eventually external validity in experimental surgery experiments with rat model. Methods: We performed a search of scientific articles in PUBMED data base. The survey was conducted from august 2016 to January 2017. The keywords used were "reproducibility", "external validity", "rat model", "rat husbandry", "rat housing", and the time frame was up to January 2017. Articles discarded were the ones which the abstract or the key words did not imply that the authors would discuss any relationship of husbandry and housing with the reproducibility and transparency of reporting animal experiment. Reviews and papers that discussed specifically reproducibility and data reporting transparency were laboriously explored, including references for other articles that could fulfil the inclusion criteria. A total of 246 articles were initially found but only 44 were selected. Results: Lack of transparency is the rule and not the exception when reporting results with rat model. This results in poor reproducibility and low external validity with the consequence of considerable loss of time and financial resources. There are still much to be done to improve compliance and adherence of researchers, editors and reviewers to adopt guidelines to mitigate some of the challenges that can impair reproducibility and external validity. Conclusions: Authors and reviewers should avoid pitfalls of absent, insufficient or inaccurate description of relevant information the rat model used. This information should be correctly published or reported on another source easily available for readers. Environmental conditions are well known by laboratory animal personnel and are well controlled in housing facilities, but usually neglected in experimental laboratories when the rat model is a novelty for the researcher.
Descritores: Ratos
Projetos de Pesquisa/normas
Modelos Animais
Experimentação Animal/normas
Abrigo para Animais/normas
Criação de Animais Domésticos/normas
-Padrões de Referência
Iluminação
Adaptação Fisiológica
Fatores Sexuais
Reprodutibilidade dos Testes
Fatores Etários
Meio Ambiente
Aclimatação
Intestinos/microbiologia
Ração Animal
Limites: Animais
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-674382
Autor: Riet-Correa, Beatriz; Simões, Sara Vilar Dantas; Pereira Filho, José Morais; Azevedo, Sérgio Santos de; Melo, Diego Barreto de; Batista, Jouberdan Aurino; Miranda Neto, Eldinê G. de; Riet-Correa, Franklin.
Título: Sistemas produtivos de caprinocultura leiteira no semiárido paraibano: caracterização, principais limitantes e avaliação de estratégias de intervenção / Productive systems of dairy goats in the semiarid of Paraiba: characterization, major limiting factors and evaluation of intervention strategies
Fonte: Pesqui. vet. bras;33(3):345-352, Mar. 2013.
Idioma: pt.
Projeto: CNPq.
Resumo: Oito propriedades de leite caprino do semiárido paraibano foram acompanhadas, multidisciplinarmente, durante dois anos, com os objetivos de identificar os principais fatores limitantes da produção, assim como propor e avaliar estratégias de intervenção. Utilizou-se um questionário para obtenção de informações sobre as propriedades e práticas de manejo. Avaliou-se o balanço forrageiro de cada propriedade e foram feitas propostas para correção. Os animais foram identificados para que se viabilizasse a escrituração zootécnica e o controle da produção individual de leite. O diagnóstico das principais enfermidades foi estabelecido. Para análise dos dados, utilizou-se análise de variância, regressão linear múltipla e o teste t. O número médio de animais nos rebanhos era 53 cabeças (início do estudo), 62 (final do primeiro ano) e 49 (último ano). Nenhum rebanho tinha padrão racial definido. Na análise do balanço anual de forragem do primeiro ano, sete propriedades tiveram déficit forrageiro na seca, enquanto apenas duas apresentaram déficit durante o período chuvoso. No segundo ano, após as intervenções, seis das oito propriedades apresentaram déficit durante a seca e duas durante a chuva. Entretanto, em seis propriedades, se fossem armazenadas forragens no período da chuva, a quantidade de alimento produzida durante a chuva seria suficiente para manter os animais durante a estação seca. A média da produção de leite diária nas propriedades foi 1,19 litros por cabra. Os problemas mais graves de instalações foram identificados nos cabriteiros. No início do estudo, nenhum produtor realizava escrituração zootécnica, a qual foi gradativa e parcialmente implantada. As principais enfermidades diagnosticadas foram parasitoses gastrintestinais, linfadenite caseosa, mastite subclínica, ectima contagioso e ceratoconjuntivite. A prevalência de linfadenite, mastite e parasitoses gastrintestinais foram reduzidas, após a adoção de práticas adequadas. Problemas reprodutivos foram relatados por 75% dos proprietários. Em quatro propriedades, as taxas de mortalidade de animais jovens foram maiores do que as aceitáveis (8%). Após análise dos dados, observou-se que a assistência técnica permanente e multidisciplinar pode minimizar os fatores limitantes à caprinocultura leiteira. O estudo demonstrou que os produtores aceitam a implantação de novas tecnologias, desde que estas sejam gradativamente implantadas e adequadas aos sistemas de produção.(AU)

Through a multidisciplinary study, eight dairy goat farms from the semiarid of Paraíba were studied for a period of two years with the aim to identify the main limiting factors for milk production and to propose and evaluate intervention strategies. A questionnaire was used to obtain information about the farms and their herd management. The forage availabilities were evaluated and proposals were made for correction. The animals were identified to facilitate the zootechnical bookkeeping and the milk production control. The major diseases were diagnosed. Analysis of variance, multiple linear regression and t test were used for data analysis. The average animal numbers in the herds were 53 at the start of the first year, 62 in the end of the year, and 49 in the second year. None herd had a defined breed. In the first year, seven farms had forage deficiency during the dry season, but only two during the rainy season. In the second year, after technical advertisement, six farms still had forage deficiency during the dry season and only two during the rainy season; however in six farms the yearly forage production was adequate and storing fodder during the rainy season would prevent the deficit during drought. The average milk production per goat was 1.19 liters. The most inadequate goat facilities were those used to keep the goat kids. Zootechnical bookkeeping was originally not practiced in any farm at the start of the study, but it was gradually and partially established. The main diseases recorded were caseous lymphadenitis, subclinical mastitis, keratoconjunctivitis and contagious ecthyma. The prevalence of subclinical mastitis, caseous lymphadenitis and gastrointestinal parasitoses were reduced after technical assistance. Reproductive problems were reported in 75% of the farms. Four herds had goat kid mortality rates higher than those acceptable. After analyzing the data, it can be concluded that a continuous and multidisciplinary technical assistance may minimize the factors limiting dairy goat production. The study showed that farmers accept the new technologies if they are appropriate to the systems and are gradually implemented.(AU)
Descritores: Ovinos/crescimento & desenvolvimento
Indústria Agropecuária/economia
Ração Animal/estatística & dados numéricos
-Zona Semiárida
Abrigo para Animais
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  8 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1038659
Autor: Rigo, E. J; Nascimento, M.R.B. Mattos; Silva, N. A. M.
Título: Desempenho e termorregulação de porcas lactantes alojadas em diferentes localizações no interior de um galpão com sistema de resfriamento evaporativo em ambiente tropical / Performance and thermoregulation of lactating sows housed in different locations inside a shed with an evaporative cooling system in a tropical environment
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);71(5):1750-1758, set.-out. 2019. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: The effects of housing lactating sows at different locations in a shed with evaporative cooling system (ECS) on their thermoregulation and reproductive and productive performance of the sow and the litter in summer were determined. 34 females were used in the three lines of cages at these locations: near the pad cooling; in the middle of the shed and near the exhaust fans. The air temperature and the temperature and humidity index (THI) were lower near the pad cooling (22.38ºC, 71.84) than the middle (24.56ºC, 74.82) and near the exhaust fans (25.00°C, 75.62). Respiratory rate, rectal and surface temperatures were lower in sows near the pad cooling (43.67 breaths.min -1 , 38.40°C; 29.51°C) than in the center (52.04 breaths.min -1 ; 38.48ºC; 32.02ºC) and near the exhaust fans (56.38 breaths.min-1, 38.93ºC; 32.52ºC). The backfat thickness, the weaning-estrus interval and daily average consumption of the sows, number of weaning piglets, corporal mass and daily average gain of the piglets were not influenced by the location of housing in the shed. Lactating sows housed in the middle and near the exhaust fans in the ECS presented increased thermoregulation physiological variables, however, this did not impair the performance.(AU)
Descritores: Suínos/crescimento & desenvolvimento
Temperatura
Regulação da Temperatura Corporal/fisiologia
Bem-Estar do Animal/organização & administração
Transtornos de Estresse por Calor/prevenção & controle
Abrigo para Animais/organização & administração
Limites: Animais
Feminino
Gravidez
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  9 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1040734
Autor: Mósena, Ana Cristina S; Cruz, Dafne L; Canal, Cláudio W; Marques, Sandra M. T; Valle, Stella F; Soares, João Fábio; Mattos, Mary Jane T; Costa, Fernanda V. A.
Título: Detection of enteric agents into a cats' shelter with cases of chronic diarrhea in Southern Brazil / Detecção de agentes enteropatogênicos associados à diarreia crônica em um gatil no Sul do Brasil
Fonte: Pesqui. vet. bras;39(8):630-634, Aug. 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: This study carried out a survey about enteropathogenic agents in domestic cats' shelter as a stage of investigation for the intermittent chronic diarrhea. Individual fecal samples from 39 cats with free access to the external environment were submitted to parasitological examination, parvovirus, and coronavirus by PCR, and Cryptosporidium spp., Giardia spp. and Tritrichomonas foetus by real-time PCR. From the cats evaluated, 30 (76.9%) were positive for one or more enteric agents, and coinfections were observed in 11 cats samples (28.2%). Helminth eggs were observed in 48.7% of cats (19/30), 16 (41%) were positive for parvovirus or coronavirus and 25.6% (10/30) were infected by protozoa. From the positives for protozoa, five cats were positive to T. foetus (12.82%). The first finding of this protozoan through PCR was in the southern Brazil, and the second was in the whole country. Chronic diarrhea in cats may be multifactorial in shelter animals where the population density is high and the control of parasitic, and viral infections are deficient. Moreover, it is due to poor hygiene conditions in these shelters. The factors associated with the proliferation of infectious diseases in shelters are correlated with new pathogens infections such as T. foetus.(AU)

Uma pesquisa de agentes enteropatogênicos em gatos domésticos de um abrigo foi realizado como etapa da investigação das causas de diarreias crônicas intermitentes. Amostras fecais individuais de 39 gatos, com livre acesso ao ambiente externo, foram obtidas para pesquisa de helmintos através do exame parasitológico, investigação de parvovírus e coronavírus e de Cryptosporidium spp., Giardia spp. e Tritrichomonas foetus através de PCR em tempo real. Dos gatos avaliados, 30 (76,9%) foram positivos para algum ou mais de um destes agentes entéricos. Desses, 11 (28,2%) apresentaram co-infecções parasitárias. Ovos de helmintos foram observados em 48,7% dos gatos (19/30), 16 felinos (41%) foram positivos para parvovírus ou coronavírus e 25,6% (10/30) estavam infectados por protozoários. Dos positivos para protozoários, cinco apresentaram Tritrichomonas foetus (12,82%), um organismo pouco relatado no Brasil, sendo este o primeiro relato de detecção deste protozoário através de PCR em fezes de gatos no Sul do Brasil e o segundo no país. A diarreia crônica em gatos pode ser multifatorial em animais de abrigo onde a densidade populacional é elevada e os meios de controle parasitário e viral são deficitários, além das condições de higiene precárias. Os fatores associados à proliferação de doenças infecciosas em abrigos promovem o surgimento de infecções por novos patógenos como o Tritrichomonas foetus, até então pouco relatado no Brasil.(AU)
Descritores: Doenças Parasitárias em Animais/diagnóstico
Tritrichomonas foetus
Diarreia/etiologia
Diarreia/veterinária
-Brasil
Reação em Cadeia da Polimerase/veterinária
Coinfecção/veterinária
Abrigo para Animais
Limites: Animais
Gatos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  10 / 57 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1040716
Autor: Silva, Ana Paula da; Flores, Mariana; Mazaro, Renata; Luz, Flavia da; Silva, Marcia; Fighera, Rafael A.
Título: Oral lesions and retroviruses in shelter cats / Afecções orais e retroviroses em gatos de abrigo
Fonte: Pesqui. vet. bras;39(7):516-522, July 2019. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: Oral lesions are common problems in feline medicine worldwide, and may be associated with different causes, such as infectious agents. There are only a few studies reporting the chief oral diseases and the results for retrovirus tests in shelter cats in Brazil, especially in the South region. This study aimed to identify the main inflammatory oral lesions in shelter cats and verify the test results for feline immunodeficiency virus (FIV) and feline leukemia virus (FeLV) infections. Forty-three felines from private shelters in the central region of Rio Grande do Sul state (RS) that presented clinically evident oral lesions, regardless of age, breed, sex, and neuter status, were used in this survey. Serological tests for FIV and FeLV were performed in all cats, and data regarding the rearing system were collected. Sixteen cats (37.2%) were reared in a free system, whereas 27 (62.8%) were kept under a restrict system. Of the 43 cats with oral lesions, 29 (67.44%) presented only one type of lesion, characterized as periodontitis (n=22, 51.16%), followed by gingivitis (n=6, 13.95%), and stomatitis (n=1, 2.32%). Concomitant stomatitis and periodontitis were found in the 14 remaining cats (100%). With respect to the test results for retrovirus infections, nine (20.93%) of the 43 felines were positive for FIV alone. Co-infection with both viruses was observed in seven cats (16.28%). No cat was seropositive for FeLV valone. None of the six cats that presented gingivitis was positive for FIV and FeLV; one cat with stomatitis was positive for FIV and FeLV; of the 22 cats with periodontitis, six (27.27%) were FIV positive and two (9.09%) were FIV/FeLV positive; and of the 14 cats that presented stomatitis and periodontitis, three (21.43%) were FIV positive and four (28.57%) were FIV/FeLV positive. As for diagnosis, 28 cats (65.1%) presented solely periodontal disease (PD), one cat (2.32%) had feline chronic gingivostomatitis (FCG) alone, and 14 (32.5%) had both PD and FCG. The results obtained show that the main oral lesions found in shelter cats in the central region of RS were gingivitis, stomatitis, and periodontitis. Periodontitis, in association or not with stomatitis, was the most frequently observed oral cavity lesion in FIV- and/or FeLV-positive cats. Other factors may contribute to installation of inflammatory oral diseases in shelter cats because most cats with oral cavity lesions tested negative for retrovirus infections.(AU)

As afecções orais são problemas comuns em medicina felina em diferentes locais do mundo e podem estar relacionadas a diferentes causas, como agentes infecciosos. Poucos estudos foram encontrados no Brasil sobre o levantamento das principais doenças orais e dos resultados de testes para retrovírus em gatos de abrigos, principalmente na região Sul. Diante disso, o objetivo deste artigo foi identificar as principais afecções orais inflamatórias em gatos de abrigos e verificar os resultados dos testes para o vírus da imunodeficiência felina (FIV) e o vírus da leucemia felina (FeLV). Foram incluídos 43 felinos provenientes de abrigos privados localizados na região central do Rio Grande do Sul (RS) que apresentavam lesões orais clinicamente evidentes, independente de idade, raça, gênero e estado reprodutivo. Em todos os gatos foram realizados testes sorológicos para FIV e FeLV e obtidas informações referentes ao sistema de criação. Em 16 gatos (37,2%), o sistema de criação era livre, enquanto em 27 (62,8%) era restrito. Dos 43 gatos com lesões orais, em 29 (67,44%) foi verificado somente um tipo de lesão, caracterizado como periodontite (n=22, 51,16%), seguido de gengivite (n=6, 13,95%) e estomatite (n=1, 2,32%). Lesões concomitantes de estomatite e periodontite foram encontradas nos 14 gatos (100%) restantes. Quanto aos resultados dos testes para retrovírus, nove (20,93%) dos 43 felinos testados, foram positivos somente para FIV. Em sete gatos (16,28%) foi observada coinfecção pelos dois vírus. Em nenhum gato foi observado soropositividade somente para FeLV. Dos seis gatos com gengivite, nenhum foi positivo para FIV e FeLV; um gato com estomatite foi positivo para FIV e FeLV; dos 22 gatos com periodontite, seis (27,27%) foram FIV positivos e dois (9,09%) FIV/FeLV positivos; e dos 14 com estomatite e periodontite, três (21,43%) foram FIV positivos e quatro (28,57%) FIV/FeLV positivos. Quanto ao diagnóstico, em 28 gatos (65,1%) foi observada somente doença periodontal (DP), em um (2,32%) somente gengivoestomatite crônica felina (GECF) e em 14 gatos (32,5%) DP e GECF. Diante dos resultados obtidos, pode-se concluir que as principais lesões orais encontradas em gatos de abrigos da região central do RS foram gengivite, estomatite e periodontite; a periodontite associada ou não a estomatite foi a lesão oral mais frequente nos gatos positivos para FIV e/ou FeLV. Acredita-se que outros fatores possam contribuir na instalação de doenças orais em gatos de abrigos, já que houve predomínio de gatos com resultados negativos nos testes para os retrovírus.(AU)
Descritores: Retroviridae/isolamento & purificação
Estomatite/veterinária
Leucemia/veterinária
Gengivite/veterinária
-Doenças Periodontais/veterinária
Brasil/epidemiologia
Abrigo para Animais
Imunidade
Limites: Animais
Gatos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 6 ir para página                
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde