Base de dados : LILACS
Pesquisa : K01.752.566.479.660 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 73 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 8 ir para página                    

  1 / 73 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1050374
Autor: Azambuja, Marcos Adegas de; Ferreira Neto, João Leite.
Título: Do território à multiterritorialidade entre usuários, trabalhadores e pesquisadores em saúde mental / From territory to the multi territoriality among users, workers, and researchers in mental health / Del territorio a la multiterritorialidad entre usuarios, trabajadores e investigadores en salud mental
Fonte: Psicol. ciênc. prof;39(2,n.esp):74-86, ago.-nov. 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Este artigo busca problematizar a noção de território na saúde mental por meio da experiência de trabalhadores, usuários e pesquisadores no município de Santa Maria-RS. Trabalhamos com pesquisa de documentos do campo da saúde e da saúde mental, buscando identificar o modo que a noção de território é apresentada nesses textos. Descrevemos e analisamos uma experiência desenvolvida por diversos atores sociais envolvidos na experiência ocorrida em Santa Maria, a partir de dois movimentos. O primeiro é o de usuários em direção à academia, e o segundo, o do cuidado em saúde do serviço de referência para além dos muros. A experiência de trânsito dos diferentes atores sociais em vivências de multiterritorialidades revelou-se um importante vetor de mudança subjetiva e institucional. Vimos em ambos a emergência de uma reivindicação por um direito mais extenso do que o simples acesso aos serviços públicos de saúde. Buscava-se também um "direito à cidade", ou mesmo um trânsito além dela. Enfim, uma busca pela ampliação da experiência de multiterritorialidade e as transformações decorrentes dela...(AU)

This article seeks to problematize the notion of territory in mental health through the experience of workers, users, and researchers in the field of mental health in the municipality of Santa Maria/RS. We work with the research of documents of the field of health and mental health, trying to identify the way that the notion of territory is presented in these texts. We describe and analyze an experience developed by several social actors involved in the experience that occurred in Santa Maria / RS, from two movements. The first is that of users towards academia, and the second is that of the health care of the referral service beyond the walls. The experience of transit of the different social actors in multi-territorial experiences has proved to be an important vector of subjective and institutional change. We have seen in both movements the emergence of a claim for a more extensive right than simple access to public health services. A "right to the city," or even a transit beyond it. Finally, a search for the amplification of the multi territoriality experience and the transformations arising from it...(AU)

Este artículo busca problematizar la noción de territorio en la salud mental por medio de la experiencia de trabajadores, usuarios e investigadores en el municipio de Santa Maria/RS. Trabajamos con la investigación de documentos del campo de la salud y de la salud mental, buscando identificar el modo que la noción de territorio es presentada en esos textos. Describimos y analizamos una experiencia desarrollada por diversos actores sociales involucrados en la experiencia ocurrida en Santa Maria/RS, a partir de dos movimientos. El primero es de los usuarios hacia la academia, y el segundo es del cuidado en salud del servicio de referencia más allá de los muros. La experiencia de tránsito de los diferentes actores sociales en vivencias de multiterritorialidades se ha revelado un importante vector de cambio subjetivo e institucional. Vimos en ambos la emergencia de una reivindicación por un derecho más extenso que el simple acceso a los servicios públicos de salud. Se buscaba también un "derecho a la ciudad", o incluso un tránsito más allá de ella. En fin, una búsqueda por la ampliación de la experiencia de multiterritorialidad, y las transformaciones resultantes de ella...(AU)
Descritores: Política Pública
Territorialidade
Saúde Mental
Pessoalidade
Desinstitucionalização
Grupos Minoritários
-Serviço Social
Serviços Comunitários de Saúde Mental
Funções Essenciais da Saúde Pública
Direitos Humanos
Limites: Humanos
Adulto
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR1552.1 - Biblioteca Central


  2 / 73 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1149694
Autor: Monho, Bruno Miguel Freire; Ferreira, Inês Margarida Peralta; Ribeiro, Mariana Ferreira Bernardino; Alves, Tânia Sofia Cardoso; Maurício, Maria Deolinda Antunes da Luz Lopes Dias.
Título: A comunicação na promoção da dignidade em cuidados paliativos: desafios para a enfermagem / Comunicación en la promoción de la dignidad en los cuidados paliativos: desafíos para la enfermería / Communication in promoting dignity in palliative care: challenges for nursing
Fonte: Rev. baiana enferm;35:e34788, 2021. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo compreender a influência da comunicação enquanto instrumento básico de Enfermagem na promoção da dignidade em Cuidados Paliativos. Método reflexão teórica mediante revisão da literatura e com recurso ao Modelo da Dignidade de Chochinov. A pesquisa de artigos científicos foi realizada na biblioteca do conhecimento online, na base de dados das publicações Elsevier e na plataforma agregadora de bases de dados EBSCO Host Web, publicados durante o período 2010-2016. Resultados identificou-se intervenções associadas às competências comunicacionais dos enfermeiros que promovem a dignidade dos clientes em cuidados paliativos. As intervenções comunicacionais que mais promovem a dignidade são as que transmitem ao cliente paliativo o respeito pela sua individualidade e valorização da sua história pessoal. Conclusão o enfermeiro deve adotar uma postura de compreensão empática, escuta ativa, disponibilidade, atenção às necessidades emocionais, aos componentes não verbais (como a presença física e o contacto visual), à gestão de expectativas e o incentivo do autocuidado.

Objetivo entender la influencia de la comunicación como instrumento básico de enfermería en la promoción de la dignidad en los Cuidados Paliativos. Método reflexión teórica a través de la revisión de la literatura y el uso del Modelo de Dignidad de Chochinov. La investigación de artículos científicos se llevó a cabo en la biblioteca de conocimientos en línea, en la base de datos de publicaciones Elsevier y en la plataforma agregadora de bases de datos EBSCO Host Web, publicados durante el período 2010-2016. Resultados se identificaron intervenciones asociadas a las habilidades de comunicación de las enfermeras que promueven la dignidad de los clientes en los cuidados paliativos. Las intervenciones de comunicación que más promueven la dignidad son las que transmiten al cliente paliativo el respeto por su individualidad y apreciación de su historia personal. Conclusión las enfermeras deben adoptar una postura empática de comprensión, escucha activa, disponibilidad, atención a las necesidades emocionales, componentes no verbales (como la presencia física y el contacto visual), gestión de expectativas y fomento del autocuidado.

Objective to understand the influence of communication as a basic nursing instrument in the promotion of dignity in Palliative Care. Method theoretical reflection through literature review and using Chochinov's Dignity Model. The research of scientific articles was carried out on the online knowledge library, on the Elsevier publications database and on the database-aggregating platform EBSCO Host Web, published during the period 2010-2016. Results interventions associated with nurses' communication skills that promote the dignity of clients in palliative care were identified. The communication interventions that most promote dignity are those that transmit to the palliative client respect for their individuality and appreciation of their personal history. Conclusion nurses should adopt a posture of empathic understanding, active listening, availability, attention to emotional needs, nonverbal components (such as physical presence and visual contact), management of expectations and encouragement of self-care.
Descritores: Cuidados Paliativos
Enfermagem
Comunicação
-Pessoalidade
Pesquisa Qualitativa
Limites: Humanos
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  3 / 73 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1116094
Autor: Oliveira, Samara Gonçalves de; Pacheco, Sandra Teixeira de Araújo; Nunes, Michelle Darezzo Rodrigues; Caldas, Célia Pereira; Cunha, Adriana Loureiro da; Peres, Patrícia Lima Pereira.
Título: Aspectos bioéticos dos cuidados em saúde às pessoas idosas ao fim da vida / Bioethical aspects of health care provided to older adults at the end of their lives / Aspectos bioéticos de los cuidados de salud a adultos mayores en el final de la vida
Fonte: Rev. enferm. UERJ;28:e47321, jan.-dez. 2020.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: analisar a produção científica nacional e internacional, buscando as interfaces existentes entre os princípios bioéticos e os cuidados em saúde prestados ao fim da vida às pessoas idosas. Método: revisão integrativa, cuja busca ocorreu entre outubro e novembro de 2019 nas bases de dados Medline via Pubmed, Lilacs e Scopus com os descritores: "Palliative Care", "Aged" e "Bioethics" de 2014-2019. Resultados: a partir dos artigos selecionados, emergiram as seguintes categorias: condutas terapêuticas frente aos cuidados ao fim da vida; tomada de decisão nos cuidados ao fim da vida; e desafios nos cuidados ao fim da vida. Conclusão: destaca-se a relevância dos profissionais manterem o compromisso com a pessoa idosa e sua família de forma a considerar suas subjetividades e preferências e os instrumentalizar para que os cuidados sejam pautados em princípios bioéticos, para assim proporcionar um processo de morte e de morrer com dignidade.

Objective: to examine the Brazilian and international scientific production for connections between bioethical principles and the health care provided to older adults at the end of their lives. Method: between October and November 2019 this integrative review searched the Medline (Pubmed), Lilacs, and Scopus databases using the descriptors: "Palliative Care", "Aged", and "Bioethics" for the period 2014-2019. Results: the following categories emerged from the selected articles: therapeutic conducted with regard to end-of-life care; decision making on end-of-life care; and challenges in end-of-life care. Conclusion: of particular importance is for health professionals to uphold their commitment to older adults and their families, consider their subjectivities and preferences, and empower and equip them so that care is guided by bioethical principles in order to assure a dignified process of dying and death.

Objetivo: examinar la producción científica brasileña e internacional en busca de conexiones entre los principios bioéticos y la atención médica brindada a los adultos mayores al final de sus vidas. Método: entre octubre y noviembre de 2019, esta revisión integradora buscó en las bases de datos Medline (Pubmed), Lilacs y Scopus utilizando los descriptores: "Cuidados paliativos", "Envejecido" y "Bioética" para el período 2014-2019. Resultados: las siguientes categorías surgieron de los artículos seleccionados: terapéutico realizado con respecto a la atención al final de la vida; toma de decisiones sobre la atención al final de la vida; y desafíos en la atención al final de la vida. Conclusión: es de particular importancia que los profesionales de la salud mantengan su compromiso con los adultos mayores y sus familias, consideren sus subjetividades y preferencias, y los empoderen y equipen para que la atención se guíe por principios bioéticos para asegurar un proceso digno de muerte y muerte.
Descritores: Atitude do Pessoal de Saúde
Cuidados Paliativos na Terminalidade da Vida/ética
Temas Bioéticos
Pessoalidade
Morte
-Relações Profissional-Família/ética
Relações Profissional-Paciente/ética
Atitude Frente a Morte
Valor da Vida
Limites: Humanos
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  4 / 73 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-712477
Autor: d'Entremont, Alban.
Título: Sustainable deellopment and the famlyy
Fonte: Pers. bioet;11(1):9-22, Jan.-June 2007.
Idioma: en.
Resumo: The concept of sustainable development refers to the need of human societies to harmonize their economic, social and demographic development with available resources and to preserve the physical environment in order to provide a better living standard for future generations. Unfortunately, that concept is often construed with the false idea that in order to achieve this harmonized and durable development, especially in the Third World countries, it is necessary to reduce the birth rates of these populations, with no respect for ethical norms or the inherent dignity of the human person. The defenders of this idea often attempt against those values that are inherent to society, including proposals that lead to the disintegration of the family as the natural institution whose essence is not subject to whims or passingfads, not even to the nobler objective of producing a better world for our children. In this paper, apart from underlining the basic and unalienable characteristics that make up the family as a natural institution that must be defended at all costs, the author proposes to show that attempts at demographic control are not only intrinsically unethical, but also not feasible in practice since they will not lead to the sustainable development of the world, but on the contrary produce negative effects that will give rise to a de-humanized society. A proposal is made in favor of the correct application of the concept of sustainable development including the eradication of structural injustices in the world and of misery in the poorer nations, and the defense of the human person and society on the basis of the promotion of the natural family as a key element in any true and effective development process.

El concepto de desarrollo sostenible se refiere a la necesidad de las sociedades humanas de armonizar su progreso económico, social y demográfico con los recursos disponibles y a preservar su ambiente físico a fin de facilitar un mejor nivel de vida a las futuras generaciones. Pero, desafortunadamente, este concepto tiende a interpretarse por lo general bajo la falsa premisa de que, si se quiere lograr ese desarrollo armónico y duradero y particularmente en los países del Tercer Mundo, es necesario disminuir los índices de natalidad de esas poblaciones sin respetar las normas éticas ni tampoco la dignidad inherente a la persona humana. Los defensores de esta idea atentan frecuentemente contra los valores intrínsecos de la sociedad, incluso con propuestas conducentes a la desintegración de la familia como institución natural cuya esencia no está subordinada a caprichos ni modas pasajeras, ni siquiera al objetivo mucho más noble de fabricar un mundo mejor para nuestros hijos. En este artículo, aparte de subrayar las características básicas e inalienables que construyen la familia como una institución natural que debe defenderse a toda costa, el autor sugiere demostrar que los intentos dirigidos al control natal no sólo son intrínsecamente poco éticos sino también irrealizables en la práctica puesto que no habrán de conducir al desarrollo sostenible del mundo sino, por el contrario, a unos efectos negativos que darán origen a una sociedad deshumanizada. Presenta una propuesta a favor de la correcta aplicación del concepto de desarrollo sostenible, que comprende la erradicación de las injusticias estructurales del mundo y de la miseria de las naciones más pobres, así como la defensa de la persona y de la sociedad humanas con base en el fomento de la familia natural como un elemento clave en todo proceso de desarrollo eficaz y verdadero.

O conceito de desenvolvimento sustentável aponta à necessidade das sociedades humanas de ajustar o seu processo econômico, social e demográfico aos recursos disponíveis e salvaguardar o seu ambiente físico para conseguir um melhor nível de vida às gerações do amanhã. Desgraçadamente, este conceito tende a ser interpretado desde a falsa premissa de que, para conseguir este desenvolvimento harmônico e duradouro, sobretudo nos países do terceiro mondo, é necessário reduzir os índices de natalidade sem respeitar as normas éticas nem a dignidade da pessoa humana. Os defensores desta idéia socavam os valores intrínsecos da sociedade, mesmo com propostas que conduzem à desunião da família como instituição natural, cuja essência não depende dos caprichos nem das modas transitórias, nem sequer de construir um mondo melhor para os nossos filhos. Neste artigo, além de ressaltar as características físicas e inalienáveis construindo a família como uma instituição natural que deve defender-se, o autor afirma que os intuitos de controlar a natalidade não só têm pouca ética mas são irrealizáveis, já que não levarão ao desenvolvimento sustentável do mondo, mas a efeitos negativos que originarão uma sociedade desumanizada. Portanto, ele propõe que seja aplicado corretamente o conceito de desenvolvimento sustentável, que implica desterrar as injustiças estruturais do mondo e a miséria das nações mais pobres, assim como defender a pessoa e a sociedade humana, preservando a família como elemento chave em todo processo de desenvolvimento eficaz e verdadeiro.
Descritores: Família
Casamento
Demografia
Pessoalidade
Ética
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO243.1 - Biblioteca Octavio Arizmendi Posada


  5 / 73 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-680486
Autor: Anon.
Título: Declaración de uuanajuato sobre fecundación in vitro 20 de abril de 2013 / The guaajuato deechlaration about in vitro fertilization april 20th, 2013 / Declaração de uaanajuato sobre fertilização in vitro 20 de abril de 2013
Fonte: Pers. bioet;17(1):111-115, jun. 2013.
Idioma: es.
Descritores: Fertilização In Vitro
Vida
Pessoalidade
Direitos Humanos
México
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Expressão de Preocupação
Responsável: CO243.1 - Biblioteca Octavio Arizmendi Posada


  6 / 73 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-955259
Autor: Malespina, María Laura.
Título: Cuestiones jurídicas al final de la vida / Legal Issues at the End of Life / Questões jurídicas no final da vida
Fonte: Pers. bioet;21(2):243-258, jul.-dic. 2017.
Idioma: es.
Resumo: Resumen El profesional de la salud no puede perder de vista que la precariedad es una circunstancia profundamente humana que exige respeto incondicionado del enfermo moribundo. El presente estudio descriptivo es una reflexión biojurídica respecto de la muerte digna en los casos de enfermedades que conllevan largos procesos de deterioro y sufrimiento físico y psíquico. Se tomará en cuenta la legislación comparada y la jurisprudencia más emblemática, a la luz de los derechos fundamentales implicados. Se concluye que es legítimo respetar la voluntad del paciente respecto de su proceso de muerte mientras no se vulnere la dignidad que le es propia: cualquier conducta que lo conduzca a la muerte o se la provoque de manera deliberada no puede permitirse.

Abstract Healthcare professionals cannot lose sight of the fact that precariousness is a deeply human circumstance that demands unconditional respect for the dying patient. This descriptive study is a bio-legislation reflection about dignified death in cases of diseases entailing long processes of deterioration and physical and psychological suffering. Comparative legislation and the most emblematic jurisprudence will be considered, in light of the fundamental rights involved. It is concluded that it is legitimate to respect the patient's wishes regarding his or her dying process, so long as their dignity is not violated: any conduct that leads them to death or which deliberately causes it cannot be allowed.

Resumo O profissional da saúde não pode perder de vista que a precariedade é uma circunstância profundamente humana que exige respeito incondicional ao doente moribundo. O presente estudo descritivo é uma reflexão biojurídica com respeito à morte digna nos casos de doenças que implicam longos processos de deterioração e sofrimento físico e psíquico. A legislação comparada e a jurisprudência mais emblemática serão levadas em consideração à luz dos direitos fundamentais implicados. Conclui-se que é legítimo respeitar a vontade do paciente com respeito a seu processo de morte uma vez que a dignidade que lhe cabe não seja ferida: qualquer conduta que o conduza à morte ou a provoque de maneira deliberada não pode ser permitida.
Descritores: Pacientes
Direito a Morrer
Eutanásia
Pessoalidade
Morte
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO243.1 - Biblioteca Octavio Arizmendi Posada


  7 / 73 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-990218
Autor: Pichardo, Luz María.
Título: Reinventing Bioethics in a Post-humanist and Post-truth Society. The Present and Future of Bioethics / Reinventar la bioética en una sociedad posthumanista y de posverdad. El presente y futuro de la bioética / Reinventar a bioética em uma sociedade pós-humanista e pós-verdade. O presente e o futuro da bioética
Fonte: Pers. bioet;22(2):212-222, jul.-dic. 2018.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Bioethics is going through a rough patch in the midst of a society that seems to run away very fast from true ethical and humanistic values. Post-humanism presents a new model of the human being, one that dispenses with the principles and concepts that have been employed so far by humanity. The discourse in bioethics presents this model without any relationship to the anthropology that has been used for centuries and does so in a way that is totally lacking in ethical references. These dissimilarities reflect a misrepresented academic perspective that belongs to a post-truth era. Concepts such as dignity, human nature, quality of life, respect for life and vulnerability are not well understood. When it comes to decision-making on the so-called bioethical dilemmas, it lays out a new biotechnologically improved version of man that prevails over real health and biological concerns that need to be solved.

Resumen La bioética atraviesa un momento difícil en medio de una sociedad que parece huir muy rápidamente de los verdaderos valores éticos y humanísticos. El posthumanismo presenta un nuevo modelo del ser humano, uno que prescinde de los principios y conceptos que han sido empleados hasta ahora por la humanidad. El discurso en bioética presenta este modelo sin ninguna relación con la antropología que se ha utilizado durante siglos y lo hace de una manera que carece totalmente de referencias éticas. Estas disimilitudes reflejan una perspectiva académica mal representada que pertenece a una era posterior a la verdad. Los conceptos como la dignidad, la naturaleza humana, la calidad de vida, el respeto por la vida y la vulnerabilidad no se comprenden bien. Cuando se trata de la toma de decisiones sobre los llamados dilemas bioéticos, presenta una nueva versión biotecnológica del hombre que prevalece sobre la salud real y las preocupaciones biológicas que deben resolverse.

Resumo A bioética está passando por um momento difícil em meio a uma sociedade que parece fugir rapidamente dos verdadeiros valores éticos e humanistas. O pós-humanismo apresenta um novo modelo de ser humano, que dispensa os princípios e conceitos que foram usados ​​até agora pela humanidade. O discurso da bioética apresenta esse modelo sem qualquer relação com a antropologia, que tem sido usada há séculos e o faz de maneira que carece totalmente de referências éticas. Essas diferenças refletem uma perspectiva acadêmica mal representada que pertence a uma era posterior à verdade. Conceitos como dignidade, natureza humana, qualidade de vida, respeito à vida e vulnerabilidade não são bem compreendidos. Quando se trata de tomar decisões sobre os chamados "dilemas bioéticos", ele apresenta uma nova versão biotecnológica do homem que prevalece sobre a saúde real e as preocupações biológicas que devem ser resolvidas.
Descritores: Bioética
Biotecnologia
Humanos
Pessoalidade
Características Humanas
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO243.1 - Biblioteca Octavio Arizmendi Posada


  8 / 73 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1020112
Autor: Sanches, Mário Antonio; Monteiro, Thiago Martins.
Título: Visões antropológicas divergentes em artigos científicos de bioética no Brasil / Visiones antropológicas divergentes en artículos científicos de bioética en Brasil / Divergent Anthropological Views in Scientific Articles on Bioethics in Brazil
Fonte: Pers. bioet;23(1):64-83, jun. 2019. tab.
Idioma: pt.
Projeto: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior" (Capes). Visões antropológicas divergentes em artigos científicos de bioética no Brasil.
Resumo: Resumo O objetivo deste estudo é caracterizar de forma antropológica as produções brasileiras em bioética, em específico artigos científicos. A questão norteadora da pesquisa é: qual a caracterização antropológica presente nos artigos científicos em bioética no Brasil? As teorias bioéticas proeminentes apresentam indicadores de antropologia restritiva, isto é, que atribuem dignidade apenas a membros da espécie humana que sejam detentores de alguns atributos, dentre eles, consciência e autoconsciência, em contraponto com indicadores de antropologia integral em relação com os seres humanos, ou seja, que atribuem igual dignidade a todos os membros da espécie Homo sapiens. Conclui-se a proeminência de indicadores de antropologia integral e a divergência teórica nas temáticas relacionadas ao início da vida, principalmente entre utilitarismo e personalismo. .

Resumen El objeto del estudio es caracterizar de forma antropológica las producciones brasileñas en bioética, en específico artículos científicos. La cuestión orientadora de la investigación es: ¿cuál es la caracterización antropológica presente en los artículos científicos en bioética en Brasil? Las teorías bioéticas prominentes presentan indicadores de antropología restrictiva, es decir, que atribuyen dignidad solo a miembros de la especie humana que sean detentores de algunos atributos, entre ellos, conciencia y autoconciencia, en contraposición con indicadores de antropología integral en relación con los seres humanos, o sea, que atribuyen igual dignidad a todos los miembros de la especie Homo sapiens. Se concluye la prominencia de indicadores de antropología integral y la divergencia teórica en las temáticas relacionadas con el inicio de la vida, sobre todo entre utilitarismo y personalismo.

Abstract The aim of the study is to characterize Brazilian bioethics outputs anthropologically, specifically scientific articles. The guiding question of this research is: What is the anthropological characterization present in scientific articles on bioethics in Brazil? Prominent bioethical theories show restrictive anthropology indicators; i.e., dignity is given only to members of the human species that have certain attributes, including conscience and self-consciousness, as opposed to comprehensive anthropology indicators in relation to human beings; i.e., dignity is equally assigned to all members of the Homo sapiens species. In conclusion, comprehensive anthropology indicators and theoretical divergence in relation to the origin of life, especially between utilitarianism and personalism, prevail.
Descritores: Bioética
Humanos
Pessoalidade
Vulnerabilidade em Saúde
Antropologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CO243.1 - Biblioteca Octavio Arizmendi Posada


  9 / 73 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1115068
Autor: Carlosama, Diana Milena; Villota, Nixon Giovanny; Benavides, Vanessa Katherine; Villalobos, Fredy Hernán; Hernández, Edith de Lourdes; Matabanchoy, Sonia Maritza.
Título: Humanización de los servicios de salud en Iberoamérica: una revisión sistemática de la literatura / Humanizing Health Care Services in Ibero-America: A Systematic Review of Literature / Humanização dos serviços de saúde na Ibero-América: uma revisão sistemática da literatura
Fonte: Pers. bioet;23(2):245-262, jul.-dic. 2019. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen La humanización es un imperativo ético que contribuye a salvaguardar la dignidad humana en armonía con los principios bioéticos y la reglamentación deontológica que regulan las prácticas en un contexto de salud. El presente estudio tiene como objetivo conocer los avances sobre el abordaje de la humanización en salud en Iberoamérica en los últimos diez años, a través de una revisión sistemática. Frente a los hallazgos, se evidencia que los avances apuntan a la comprensión del fenómeno a partir de las aproximaciones teóricas, el creciente interés por el tema en los últimos años y la generación de políticas, programas y estrategias que deben fortalecerse desde una mirada integral del ser humano.

Abstract Humanization is an ethical imperative that contributes to safeguarding human dignity in harmony with bioethical principles and deontological regulations that govern health care practices. The present study aims to explore the advances in the humanization of Ibero-American health care in the last ten years through a systematic review. Results show that such advances point to understanding the phenomenon based on theoretical approaches, a growing interest in the subject in recent years, and the creation of policies, programs and strategies that should be strengthened from a comprehensive view of the human being.

Resumo A humanização é um imperativo ético que contribui para salvaguardar a dignidade humana em harmonia com os princípios bioéticos e com a regulamentação deontológica que determinam as práticas em um contexto de saúde. Este estudo tem o objetivo de conhecer os avanços sobre a abordagem da humanização em saúde na Ibero-América nos últimos dez anos, por meio de uma revisão sistemática da literatura. Diante dos resultados, torna-se evidente que os avanços apontam à compreensão do fenômeno a partir das aproximações teóricas, do crescente interesse pelo tema nos últimos anos e da criação de políticas, programas e estratégias que devem ser fortalecidos sob um olhar integral do ser humano.
Descritores:
Bioética
Pessoalidade
Humanização da Assistência
Ética
Revisão Sistemática
Serviços de Saúde
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CO243.1 - Biblioteca Octavio Arizmendi Posada


  10 / 73 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890230
Autor: Freitas, Maraiza Alves; Mattos, Augustus Tadeu Relo de; Gomes, William Zaccaro; Caccia-Bava, Maria do Carmo Gullaci Guimarães.
Título: Quem são, o que falam e quem escuta os pobres? / Who are they, what do they talk about and who listens to the poor?
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(12):3859-3882, Dez. 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O direito a uma vida digna para todos requer a superação de desafios impostos aos grupos mais vulneráveis, sendo a pobreza um dos fenômenos mais antigos e devastadores. Ouvi-los é essencial para criar possibilidades de superação. O estudo objetiva identificar características dessa escuta, no contexto da promoção da saúde e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável-ODS, esforço internacional de apoio à superação da pobreza, dentre outros. Por meio de revisão integrativa de literatura, realizada com os termos de busca (Pobreza, Direito à Cidade, Política de Equidade e Identificação da Pobreza) foram analisados 86 estudos que escutavam os grupos vulneráveis: mulheres, crianças, adolescentes, jovens, adultos, idosos, famílias e usuários de drogas, todos pobres e trabalhadores de baixa qualificação. Cada estratégia apresentada foi relacionada a um ou mais ODS. A ampliação da proteção social e dos espaços de escuta aos grupos vulneráveis, e políticas públicas que viabilizam o combate à pobreza, foram as estratégias mais recorrentes nos estudos analisados. A equidade deve ser pensada no bojo de políticas abrangentes e universalizadoras de direitos, superando as políticas fragmentadas e focais que deixam de atacar as causas estruturais da pobreza e da exploração humana.

Abstract The right to a dignified life for all requires overcoming the challenges imposed on the most vulnerable groups, and poverty is one of the oldest and most devastating phenomena. Listening to them is essential to create remediating opportunities. This study aims to identify characteristics of this listening in the context of health promotion and the Sustainable Development Goals - SDGs, an international effort to support the fight against poverty, among others. In an integrative review of literature, conducted through the search terms of Poverty, Right to the City, Equity Policy and Identification of Poverty, 86 studies that listened to vulnerable groups, such as women, children, adolescents, adults, the elderly, families and drug users, all poor and low-skilled workers were analyzed. Each strategy shown was related to one or more SDGs. The recurrent strategies in the studies analyzed were increased social protection and spaces to listen to vulnerable groups, as well as public policies that enabled the fight against poverty. Equity must be thought of in the context of comprehensive and universalizing rights policies, overcoming fragmented and focal policies that fail to address the structural causes of poverty and human exploitation.
Descritores: Pobreza
Política Pública
Populações Vulneráveis
Direitos Humanos
-Equidade em Saúde
Pessoalidade
Política de Saúde
Promoção da Saúde/métodos
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 8 ir para página                    
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde