Base de dados : LILACS
Pesquisa : L01.399.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 126 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 13 ir para página                         

  1 / 126 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-1252021
Autor: Zielinski, Chris.
Título: Infodemics and infodemiology: a short history, a long future / Las infodemias y la infodemiología: una historia corta, un largo futuro / Infodemias e infodemiologia: uma breve história, um longo futuro
Fonte: Rev. panam. salud pública = Pan am. j. public health;45:e40, 2021. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT An "infodemic" is defined as "an overabundance of information - some accurate and some not - occurring during an epidemic". This paper describes the characteristics of an infodemic, which combines an inordinately high volume of information (leading to problems relating to locating the information, storage capacity, ensuring quality, visibility and validity) and rapid output (making it hard to assess its value, manage the gatekeeping process, apply results, track its history, and leading to a waste of effort). This is bound up with the collateral growth of misinformation, disinformation and malinformation. Solutions to the problems posed by an infodemic will be sought in improved technology and changed social and regulatory frameworks. One solution could be a new trusted top-level domain for health information. The World Health Organization has so far made two unsuccessful attempts to create such a domain, but it is suggested this could be attempted again, in the light of the COVID-19 infodemic experience. The vital role of reliable information in public health should also be explicitly recognized in the Sustainable Development Goals, with explicit targets. All countries should develop knowledge preparedness plans for future emergencies.

RESUMEN Una infodemia se define como 'una sobreabundancia de información —que puede ser correcta o no— durante una epidemia'. En este artículo se describen las características de una infodemia, en la cual se combina un volumen de información desmesuradamente alto (que genera problemas que guardan relación con la búsqueda, la capacidad de almacenamiento, la calidad, la visibilidad y la validez de la información) y la producción acelerada de información (que hace difícil estimar su valor, gestionar el proceso de control, aplicar resultados y rastrear el historial, y además conduce al desperdicio de esfuerzos). Esto está vinculado con el crecimiento colateral de información errónea, la desinformación y la información malintencionada. Se exploran soluciones para los problemas ocasionados por una infodemia mediante tecnologías más avanzadas y cambios en los marcos sociales y regulatorios. Una solución podría ser un dominio de nivel superior nuevo y fidedigno para la información en materia de salud. Hasta el presente, la Organización Mundial de la Salud ha llevado a cabo dos intentos infructuosos de crear dicho dominio, pero se recomienda volver a intentarlo, considerando la experiencia con la infodemia de la COVID-19. Además, el papel clave que desempeña la información fiable en la salud pública debe reconocerse explícitamente en los Objetivos de Desarrollo Sostenible, estableciendo metas explícitas. Todos los países deben elaborar planes de preparación para la gestión del conocimiento con miras a emergencias futuras.

RESUMO Infodemia é definida como "um excesso de informações - algumas exatas e outras não - que ocorre em uma epidemia". Este trabalho descreve as características de uma infodemia, que combina um volume extraordinariamente grande de informação (levando a problemas relacionados à localização, capacidade de armazenamento e garantia da qualidade, visibilidade e validade da informação) com produção acelerada (o que dificulta avaliar seu valor, gerenciar o processo de seleção de informação, aplicar resultados e rastrear seu histórico, resultando em um esforço em vão). Este fenômeno está atrelado ao crescimento colateral de informações falsas, desinformação e desinformação maliciosa. A busca de soluções aos problemas decorrentes de uma infodemia deve estar no aprimoramento da tecnologia e na modificação das estruturas regulatória e social. Uma solução seria criar um domínio de nível superior com credibilidade para informação em saúde. A Organização Mundial da Saúde (OMS) fez até o presente duas tentativas infrutíferas para criar tal domínio. Porém, se recomenda que uma nova tentativa seja feita em vista da experiência adquirida com a infodemia de COVID-19. O papel vital da informação confiável em saúde pública também deve ser expressamente reconhecido nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, com metas explícitas. Todos os países devem elaborar planos de preparação em conhecimento para futuras emergências.
Descritores: Comunicação em Saúde/tendências
Gestão da Informação em Saúde/tendências
COVID-19
-Notícias
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 126 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1117108
Autor: Organización Panamericana de la Salud.
Título: Saúde digital: uma estratégia para manter a assistência à saúde de pessoas que vivem com doenças não transmissíveis durante a pandemia de COVID-19 / Salud digital: una estrategia de continuidad asistencial para personas con enfermedades no transmisibles durante la COVID-19 / Digital health: a strategy to maintain health care for people living with noncommunicable diseases during COVID-19.
Fonte: Washington; Organización Panamericana de la Salud; 11 ago. 2020. 9 p. tab. (OPS/EIH/IS/COVID-19/20-0015).
Idioma: en; es; pt.
Símbolo: OPS/EIH/IS/COVID-19/20-0015.
Resumo: As doenças não transmissíveis (DNTs) são a principal causa de morte e incapacidade em todo o mundo. O controle eficaz dessas doenças crônicas depende em grande parte de serviços continuados, responsivos, acessíveis e de qualidade, além de engajamento e autocontrole satisfatórios por parte dos pacientes. A saúde digital, em especial as teleconsultas médicas, os prontuários eletrônicos e as prescrições eletrônicas, já demonstrou ser vantajosa para assegurar a continuidade da assistência, principalmente quando os serviços são interrompidos, além do monitoramento e da avaliação de intervenções em DNTs.

Las enfermedades no transmisibles (ENT) son la primera causa de muerte y discapacidad en el mundo. El tratamiento eficaz de estos trastornos crónicos depende en gran medida de la continuidad de unos servicios receptivos, accesibles y de calidad, así como de la participación de los pacientes y su autocuidado. Está comprobado que la salud digital ­en particular la telemedicina y las historias clínicas y recetas electrónicas­ es ventajosa para resguardar la continuidad de la atención, especialmente cuando hay alteraciones de los servicios, además de facilitar el seguimiento y evaluación de las intervenciones contra las ENT.

Noncommunicable diseases (NCDs) are the main cause of death and disability worldwide. Effective management of these chronic conditions depends largely on continuous, responsive, accessible, and quality services and successful patient engagement and self-management. Digital health, and in particular telemedicine visits, electronic records, and electronic prescriptions, have already demonstrated having advantages in successfully ensuring continuity of care, especially when services are disrupted, as well as monitoring and evaluating interventions for NCDs.
Descritores: Telemedicina/métodos
Telemedicina/organização & administração
Pandemias/prevenção & controle
Gestão da Informação em Saúde/organização & administração
Doenças não Transmissíveis/prevenção & controle
-Fatores de Risco
Controle de Infecções/organização & administração
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 126 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-901549
Autor: Vidal Ledo, María Josefina; Pujals Victoria, Nayra Irene; Castañeda Abascal, Ileana Elena; Bayarre Vea, Héctor Demetrio.
Título: Propuestas de innovación para la gestión de información y el conocimiento en salud / Proposals for innovation in the health information and knowledge management
Fonte: Rev. cuba. salud pública;43(4), oct.-dic. 2017. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: El siglo xxi se caracteriza por un cambio de paradigma cuya relación social y tecnológica propicia una evolución de las ciencias administrativas. Este desarrollo social, convergencia tecnológica y los procesos de gestión de información y conocimiento influyen en la toma de decisiones en salud. Ello es objeto de atención, seguimiento y mejora en las organizaciones del Sistema Nacional de Salud. Objetivo: Proponer las innovaciones requeridas en la gestión de información y el conocimiento para la adecuada toma de decisiones en el sistema de salud cubano. Métodos: Se aplicaron métodos teóricos, herramientas y técnicas cualitativas y cuantitativas para la obtención de información. Se realizaron entrevistas y consultas a expertos. Se diseñaron dos muestras para el estudio por encuesta en la dimensión de capital humano que involucró a gestores de información tanto empleados como empleadores y a los directivos. Se aplicaron técnicas de grupos focales, matriz DAFO y otras que permitieron el procesamiento y análisis de la información. Se tuvieron en cuenta los aspectos éticos correspondientes. Resultados: Se analizaron las tres dimensiones que intervienen en el proceso de gestión de información y conocimiento: estructura, capital humano y las tecnologías y herramientas asociadas. Conclusiones: Existen dificultades en las dimensiones analizadas que llevan a las propuestas de una estructura informacional reticular, estrategias para el perfeccionamiento del capital intelectual, revitalización del Programa de Informatización, desarrollo de aplicaciones en red que garanticen el Sistema de Información de Salud que faciliten el entorno personal de dirección y aprendizaje para el directivo(AU)

Introduction: The new century is characterized by a change of paradigm whose social and technological relationship prompted the development of administration sciences. The social development, the technological convergence and the information and knowledge management processes have an impact on the decision-making in the field of health care. The present situation of the information and knowledge management is the object of attention, follow-up and improvement in the national health care system organizations. Objective: To make proposals of the required innovations for adequate decision-making in the Cuban health care system Methods: Theoretical methods, tools, and qualitative and quantitative techniques were used to collect information along with interviews and expert consultations. Two samples were designed for the survey-based study in the dimension human capital involving information managers, employers, employees and managing staff. Focal group, SWOT matrix and other techniques were used, which allowed processing and analyzing the information. The respective ethical aspects were taken into account. Results: The three dimensions involved in the information and knowledge management process, that is, structure, human capital and associated tools and technologies were analyzed. Conclusions: There are difficulties in the analyzed dimensions that lead to suggest the application of a reticular information structure, some strategies for the upgrading of the intellectual capital, the revitalization of the informatization program, and development of network-based applications, which will assure the health information system and facilitate the personal managing environment and the managing staff´s learning(AU)
Descritores: Desenvolvimento Tecnológico/políticas
Desenvolvimento Institucional/políticas
Tomada de Decisões
Gestão do Conhecimento
Gestão da Informação em Saúde/educação
-Cuba
Limites: Humanos
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  4 / 126 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1282887
Autor: Pereira, Larissa Dell' Antonio; Silva, Cristiano Soares da; Garbin, Juliana Rodrigues Tovar; Brandão-Souza, Camila; Locatelli, Rodrigo Leite; Leite, Franciele Marabotti Costa.
Título: Vigilância Epidemiológica estadual no enfrentamento da pandemia pela COVID-19 no Brasil: um relato de experiência / State Epidemiological Surveillance in combating the COVID-19 pandemic in Brazil: an experience report / Vigilancia Epidemiológica estatal en el combate a la pandemia por COVID-19 en Brasil: informe de experiência
Fonte: Esc. Anna Nery Rev. Enferm;25(spe):e20210119, 2021. ilus, tab, graf, mapas.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: sistematizar a experiência do estado do Espírito Santo no enfrentamento da COVID-19, baseando-se na vivência enquanto equipe gestora e operacional da vigilância epidemiológica estadual, no período de março de 2020 a março de 2021. Método: trata-se de um estudo descritivo, do tipo relato de experiência. Os dados foram obtidos por meio de canais oficiais, alimentados por um sistema de notificação em saúde adotado pelo estado do Espírito Santo e por planilhas enviadas diariamente pelos estabelecimentos de saúde. Resultados: observou-se que a aproximação entre a gestão estadual e municipal facilitou a implementação das orientações instituídas e a consolidação das medidas em todo território capixaba, vale salientar que outros órgãos governamentais auxiliaram nesse processo. Conclusão: os desdobramentos exigidos na gestão da pandemia evidenciam a importância da Vigilância em Saúde e o papel estratégico da Vigilância Epidemiológica no controle da pandemia, e na tomada de decisão e direcionamento de recursos humanos e financeiros.

Objective: to systematize the experience of the state of Espírito Santo in facing COVID-19, based on the experience as a manager and operational team of the state epidemiological surveillance, in the period from March 2020 to March 2021. Method: this is a descriptive study, of the experience report type. The data were obtained through official channels, fed by a health notification system adopted by the State of Espírito Santo and by spreadsheets sent daily by health establishments. Results: it was observed that the approximation between state and municipal management facilitated the implementation of the instituted guidelines and the consolidation of the measures in the entire territory of the state of Espírito Santo. Conclusion: it is concluded that the developments required in the management of the pandemic highlight the importance of Health Surveillance and the strategic role of the Epidemiological Surveillance in the control of the pandemic, and in the decision making and direction of human and financial resources

Objetivo: sistematizar la experiencia de estado de Espírito Santo en el enfrentamiento del COVID-19, a partir de la experiencia como equipo gestora y operacional de la vigilancia epidemiológica estatal, de marzo de 2020 a marzo de 2021. Método: se trata de un estudio descriptivo, tipo relato de experiencia. Los datos se obtuvieron a través de canales oficiales, alimentados por un sistema de notificación sanitaria adoptado por el Estado de Espírito Santo y por planillas enviadas diariamente por los establecimientos de salud. Resultados: se observó que la aproximación entre la gestión estatal y municipal facilitó la implementación de orientaciones instituidas y la consolidación de medidas en todo el territorio del estado de Espírito Santo, cabe mencionar que otras agencias gubernamentales asistieron en este proceso. Conclusión: se concluye que los desdoblamientos exigidos en la gestión de la pandemia evidenciaron la importancia de la Vigilancia en Salud y el rol estratégico de la Vigilancia Epidemiológica en el control de la pandemia y en la toma de decisiones y direccionamiento de recursos humanos y financieros
Descritores: Gestão em Saúde
Pandemias/prevenção & controle
Vigilância em Saúde Pública
Monitoramento Epidemiológico
Gestão da Informação em Saúde/organização & administração
COVID-19/epidemiologia
-Ocupação de Leitos/estatística & dados numéricos
Brasil/epidemiologia
Cidades/epidemiologia
Notificação de Doenças/estatística & dados numéricos
Mapa de Risco
Tomada de Decisões
COVID-19/prevenção & controle
Política de Saúde
Limites: Humanos
Responsável: BR442.1 - Biblioteca Setorial de Pós-Graduação


  5 / 126 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: lil-469156
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde.
Título: Relatório do Seminário Nacional de Comunicação, Informação e Informática em Saúde para o exercício do controle social / National Report on Communication, Information and Informatics in Health.
Fonte: Brasília; Ministério da Saúde; nov. 2006. 78 p. tab. (Série D. Reuniões e Conferências).
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Seminário Nacional de Comunicação, Informação e Informática em Saúde para o Exercício do Controle Social, Brasília, 8-9 dez. 2005.
Resumo: O Sistema Único de Saúde é uma conquista da população, mas ainda não atende inúmeros problemas de saúde existentes no Brasil. Para seu avanço se faz necessário democratizar e melhorar a qualidade da comunicação e da informação em saúde. Esses são desafios a serem construídos como política pública por meio de uma Política Nacional de Comunicação, Informação e Informática em Saúde (PNCIS), componente estratégico da Política Nacional de Saúde. A democratização e a qualidade da comunicação e informação em saúde fazem parte da luta da sociedade brasileira em seu caminhar por um País cada vez mais equânime e que propicie, para todos, condições de vida e saúde dignas. Coerente com esse movimento, o Conselho Nacional de Saúde constituiu a Comissão Intersetorial de Comunicação e Informação em Saúde. Essa Comissão tem como compromisso a busca pela ampliação da participação da sociedade na definição da PNCIS, contribuindo, assim, para o fortalecimento do SUS e do exercício do controle social nas políticas públicas de Saúde. É nesse contexto que se insere a realização, nos dias 8 e 9 de dezembro de 2005, do Seminário Nacional de Comunicação, Informação e Informática em Saúde, em Brasília (DF). Reuniu centenas de conselheiros de saúde do País preocupados com a construção de um pacto pela democratização e qualidade da Comunicação e Informação em Saúde, apresentando importantes propostas e recomendações para o debate acerca da PNCIS. O presente documento foi elaborado com o objetivo de trazer a público e divulgar os resultados do debate desta etapa nacional, com a expectativa de que se torne um instrumento útil no contínuo processo de aprofundamento da cidadania e da consciência sanitária no Brasil.
Descritores: Sistemas de Informação/organização & administração
Gestão da Informação em Saúde/organização & administração
Administração das Tecnologias da Informação
Política de Saúde
Tipo de Publ: Congresso
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR599.1; 10001021383, MT; BR599.1; 10001021589, MT; BR599.1; 10001021384, AG, e.2; BR599.1; 10001021385, AG, e.3; BR91.2; WA525, B823rsi


  6 / 126 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-991807
Autor: Vieira, Fabiola Sulpino; Santos, Jhonathan Divino Ferreira dos.
Título: Gestão da informação em saúde produzida e/ou publicada pelo Ipea / Port.
Fonte: Brasília; IPEA; 2019. 41 p. ilus, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Este relatório tem por objetivos discutir a relevância da gestão da informação, objeto do projeto "Indexação da produção em saúde do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) à base de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs)", e descrever as atividades realizadas e os resultados imediatos alcançados por meio deste projeto
Descritores: LILACS
Gestão da Informação em Saúde
Projetos
Indexação e Redação de Resumos
Responsável: BR1541.1 - Biblioteca
BR1541.1; 025.0661, V658


  7 / 126 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-960464
Autor: Torres Fernández, José Patricio; Gallo Mendoza, Jaime Gustavo; Hallo Alvear, Rodrigo Fernando; Abcarius, Joline Jaraiseh; Muriel Páez, Miguel Humberto; Fernández Lorenzo, Angie.
Título: Gestión de la información como herramienta para la toma de decisiones en salud: escenarios más probables / Information management as a decision-making tool in health: most probable scenarios
Fonte: Rev. cuba. invest. bioméd;36(3):0-0, set. 2017. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: La gestión de la información constituye una de las herramientas modernas para facilitar los procesos al interior de las organizaciones, en especial la toma de decisiones. En el sector de la salud, dada la importancia de dominar los más recientes avances en la práctica asistencial, es fundamental para garantizar la proactividad en la satisfacción de las necesidades de pacientes, familiares y otros grupos de interés. Objetivo: El objetivo de la investigación es determinar, a partir del empleo del método SMIC, los escenarios más probables en relación al empleo de la gestión de la información como herramienta de la toma de decisiones en organizaciones de salud pública. Métodos: Se aplicó el método prospectivo SMIC, basado en la consulta a 12 expertos de seis países iberoamericanos, con el fin de determinar las combinaciones de hipótesis de futuro (escenarios) más probables en relación al tema de estudio. Resultados: El procesamiento realizado mediante el software SMIC permitió determinar que la hipótesis de futuro más probable e influyente sobre el resto se relaciona con que existan herramientas y plataformas tecnológicas adecuadas (H4), mientras que la referida a que la información se maneje como un recurso crítico de las organizaciones de salud y facilite la innovación (H1) es la menos probable y dependiente. El escenario donde no se cumplen a futuro ninguna de las hipótesis resultó ser el más probable (P= 0,503). Conclusiones: El estudio permitió evidenciar la necesidad de dinamizar las políticas del sector salud de cara a que la gestión de la información cuente con las bases necesarias y adecuadas (sistemas, plataformas, recursos humanos capacitados, entre otros) para convertirse en una efectiva herramienta para la toma de decisiones(AU)

ACT Introduction: The management of information is one of the modern tools to facilitate processes within organizations, especially decision making. In the health sector, given the importance of mastering the most recent advances in healthcare practice, it is essential to guarantee proactivity in satisfying the needs of patients, family members and other interest groups. Objective: The objective of the article is to determine, from the use of the SMIC method, the most probable scenarios in relation to the use of information management as a tool of decision making in public health organizations. Methods: The prospective SMIC method was applied, based on the consultation of 12 experts from six Ibero-American countries, in order to determine the combinations of future hypotheses (scenarios) most likely in relation to the study topic. Results: The processing done by the SMIC software allowed to determine that the most probable and influential future hypothesis about the rest is related to the existence of adequate technological tools and platforms (H4), while that related to the fact that the information is handled as a critical resource of Health organizations and facilitate innovation (H1) is the least likely and dependent. The scenario where none of the hypotheses were met in the future was the most probable (P = 0.503). Conclusions: The study made it possible to highlight the need to streamline the health sector policies so that information management has the necessary and appropriate bases (systems, platforms, trained human resources, among others) to become an effective tool for the decision making process. of decisions(AU)
Descritores: Uso da Informação Científica na Tomada de Decisões em Saúde
Gestão da Informação em Saúde/métodos
Estratégias de eSaúde
-Estudos Prospectivos
Organizações em Saúde
Limites: Humanos
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  8 / 126 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1223258
Autor: Perú. Ministerio de Salud. Dirección General de Gestión del Desarrollo de Recursos Humanos. Dirección de Gestión de Capacidades en Salud.
Título: Diploma: Gestión de la Información de las intervenciones sanitarias. Plan Curricular / Diploma: Information Management of health interventions. Curriculum.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud. Dirección General de Gestión del Desarrollo de Recursos Humanos. Dirección de Gestión de Capacidades en Salud; 2015. 64 p. ilus.
Idioma: es.
Resumo: La presente publicación describe en las últimas décadas, el acceso a fuentes de información que se ha convertido en un medio invaluable a la hora de crear redes de servicios, fortalecer la investigación y el desarrollo del conocimiento. Así también para el diseño de políticas públicas y de intervenciones se preconiza el uso de la evidencia como herramienta clave en la formulación de nuevas intervenciones sanitarias y en base a la mejor evidencia científica disponible se planea soluciones a una problemática particular, o se desarrolla modelos integrales de efectividad sanitaria y de valor público en el ciudadano. Es así como el manejo de un sistema de información es importante para el funcionamiento de un sistema de salud eficiente y se ha implementado el Diploma de Gestión de la información para las Intervenciones Sanitarias ­ DGIS (2012-2013), el cual se integró a la línea estratégica Gestión y Gobierno del componente de capacitación del Plan Sectorial Concertado y Descentralizado para el Desarrollo de Capacidades en Salud 2010-2014, aprobado mediante RM 184-2011/MINSA
Descritores: Apoio ao Desenvolvimento de Recursos Humanos
Currículo
Recursos Humanos
Capacitação de Recursos Humanos em Saúde
Gestão da Informação em Saúde
Tipo de Publ: Manual de Referência
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  9 / 126 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-827419
Autor: Lima, Thiago Henrique de; Menezes, Ivandilson Pessoa Pinto de; Malafaia, Guilherme.
Título: Is the information about dengue available on Brazilian websites of quality and reliable? / As informações sobre dengue disponíveis em websites brasileiros são de qualidade e confiáveis?
Fonte: ABCS health sci;41(3):188-196, 15 dez. 2016. ilus, graf.
Idioma: en.
Resumo: The objective of the present study was to identify and evaluate the content of information about dengue available on Brazilian websites. Thirty-two websites were selected for the analysis. For the evaluation of the content of information about dengue, a form was prepared with 16 topics grouped in six information blocks: etiology/transmission, vector, control and prevention, disease/diagnosis, treatment and epidemiology. The websites were also evaluated according to the following criteria: authorship, update, language, interactivity, scientific basis and graphic elements. The results showed a predominantly lack of information in relation to the topics analyzed in each information block. Regarding the technical quality of the websites, only 28.1% showed some indication of scientific basis and 34.3% contained the date of publication or of the last update. Such results attested the low reliability of the selected websites. Knowing that the internet is an efficient mechanism for disseminating information on health topics, we concluded that the creation of such mechanisms to disseminate correct and comprehensive information about dengue is necessary in order to apply this useful tool in the prevention and control of the disease in Brazil.

O presente estudo teve como objetivos identificar e avaliar o conteúdo das informações sobre dengue disponibilizadas em websites brasileiros. Foram selecionados 32 websites com caráter informativo para a análise. Para a avaliação do conteúdo das informações sobre dengue, utilizou-se um formulário composto de 16 tópicos agrupados em seis blocos de informação: etiologia/transmissão, vetor, controle e prevenção, doença/diagnóstico, tratamento e epidemiologia. Os websites também foram avaliados quanto aos seguintes critérios: autoria, atualização, linguagem, interatividade, fundamento científico e elementos gráficos. Os resultados demonstraram grande percentual de ausência de informações em relação aos tópicos analisados em cada bloco de informação. Quanto à qualidade técnica dos websites, verificou-se que apenas 28,1% apresentaram indicação de fundamentação científica e 34,3% continham a data da publicação ou a última atualização das informações. Tais resultados atestaram a baixa confiabilidade dos websites. Sabendo que a internet é um eficiente mecanismo de difusão de informações sobre a saúde, conclui-se que é necessária a criação de mecanismos de disseminação de informações corretas e abrangentes sobre a dengue, aproveitando-se dessa ferramenta útil para a prevenção e o controle da doença no Brasil.
Descritores: Aedes
Internet
Dengue
Disseminação de Informação
Gestão da Informação em Saúde
Responsável: BR1342.1 - Biblioteca da Escola de Enfermagem BENF


  10 / 126 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: lil-739260
Autor: Paderni López, María del Carmen; Aguilar León, Idorys; Cabrera Hernández, Mirna; Delgado Ramos, Ariel.
Título: Bases de datos distribuidas para aplicaciones médicas en el Sistema Nacional de Salud / Distributed database for medical applications in the National Health System
Fonte: Rev. cuba. inform. méd;6(2), jul.-dic. 2014.
Idioma: es.
Resumo: Cuba enfrenta el reto de informatizar su sociedad optimizando el uso de nuevas tecnologías, para mejor gestión de la información médica. Lleva a cabo la informatización del Sistema Nacional de Salud, desarrollando el Sistema de Información para la Salud (SISalud), plataforma formada por componentes con un nivel de cohesión y acoplamiento que permite integrar las aplicaciones informáticas para la salud, interactuar entre ellas y reutilizar la información de manera eficiente; almacenada en bases de datos independientes, soportadas sobre un servidor MySQL y comunicándose entre sí mediante Servicios Web, basados en XML y arquitectura en 3 capas. Esto le ofrece al usuario final una visión integrada de los datos para ser usados por distintos niveles de dirección, docencia, investigación y gestión de salud, lo que garantiza la gestión, en tiempo real y con alcance nacional, de los datos generales de los ciudadanos cubanos y el capital humano en Unidades de Salud. El objetivo de este trabajo es demostrar las ventajas del uso de las bases de datos distribuidas como parte del desarrollo de esta solución informática para el sector de la salud(AU)

Cuba faces the challenge of computerizing their society optimizing the use of new technologies to better management of medical information. Performs computerization of NHS, developing the Information System for Health (SISalud) platform consists of components with a level of cohesion and coupling that allows applications to integrate health, interact with them and reuse information efficiently; stored in separate databases, supported on a MySQL server and communicating with each other via Web Services, and XML-based 3-tier architecture. This gives the end user an integrated view of the data to be used by different levels of management, teaching, research and health management, ensuring management, and real-time national reach of the general data of citizens Cubans and human capital in health units. The aim of this work is to demonstrate the advantages of using the distributed database as part of the development of this software solution for the health sector(AU)
Descritores: Redes de Comunicação de Computadores
Aplicações da Informática Médica
Linguagens de Programação
Gestão da Informação em Saúde
-Cuba
Limites: Humanos
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional



página 1 de 13 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde