Base de dados : LILACS
Pesquisa : L01.559.598.400 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 369 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 37 ir para página                         

  1 / 369 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1145475
Autor: Silva, Phelipe Rodrigues da; Gomes, Isaltina Mello.
Título: Disputas pela significação no discurso do HIV/aids: um percurso na ciência, na literatura, na militância LGBTI e nos canais do YouTube / Disputes for meaning in the discourse of HIV/AIDS: a journey in science, literature, LGBTI activism and YouTube channels / Disputas por el significado en el discurso del VIH/SIDA: un viaje en ciencia, literatura, activismo LGBTI y canales de YouTube
Fonte: RECIIS (Online);14(4):857-869, out.-dez. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Este artigo trabalha na perspectiva histórica e na revisão bibliográfica de autores que analisam os recursos da linguagem, como a metáfora, para perceber a construção discursiva do HIV/aids na medicina, na mídia, no campo literário, na militância LGBTI e nos relatos em canais no YouTube de pessoas vivendo com HIV. O objetivo é utilizar as análises da terminologia e da história de luta pela significação de termos associados à doença e ao vírus em cada período. Dessa forma, verificamos que as representações iniciais sobre a condição clínica relacionada à culpa e ao julgamento moral de grupos, já vulneráveis antes da epidemia, não foram totalmente superadas no discurso. Observamos ainda os esforços, ao longo desses 40 anos, no campo da ciência para reduzir o estigma e a discriminação a partir da palavra.

This article works in the historical perspective and in the bibliographic review of authors who analyze language resources, such as the metaphor, to understand the discursive construction of HIV/AIDS in medicine, in the media, in the literary field, in LGBTI activism and in reports on YouTube channels of people living with HIV. The objective is to use the analysis of terminology and history of struggle for the meaning of terms associated with the disease and the virus in each period. We found that the initial representations about the clinical condition related to guilt and the moral judgment of groups, already vulnerable before the epidemic, were not completely overcome in the discourse. We also observe the efforts, over these 40 years, in the field of science to reduce stigma and discrimination based on words.

Este artículo trabaja en la perspectiva histórica y en la revisión bibliográfica de autores que analizan recursos del lenguaje, como la metáfora, para comprender la construcción discursiva del VIH/SIDA en la medicina, en los medios de comunicación, en el campo literario, en el activismo LGBTI y en canales de YouTube de personas que viven con el VIH. El objetivo es utilizar el análisis de la terminología y la historia de las luchas por el significado de los términos asociados a la enfermedad y al virus en cada período. Así, encontramos que las representaciones iniciales sobre el cuadro clínico relacionado con la culpa y el juicio moral de grupos, ya vulnerables antes de la epidemia, no fueron superadas por completo en el discurso. También hemos visto esfuerzos, durante estos 40 años, en el campo de la ciencia para reducir el estigma y la discriminación basados en las palabras.
Descritores: Semântica
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/história
HIV
Metáfora
Webcasts como Assunto
Minorias Sexuais e de Gênero
-Preconceito
Comportamento Sexual
Meios de Comunicação
Jornalismo
Estigma Social
Epidemias
Mídias Sociais
Narrativa Pessoal
Terminologia como Assunto
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
História do Século XX
História do Século XXI
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  2 / 369 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-750391
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria-Executiva. Subsecretaria de Assuntos Administrativos. Coordenação-Geral de Documentação e Informação.
Título: Glossário temático: Sistema de Apoio à Elaboração de Projetos de Investimentos em Saúde (SomaSUS) / Glosario temático: Sistema de Apoyo para Elaboración de Proyectos de Inversiones en la Infraestructura de Salud (SomaSUS) / Thematic glossary: System of Support for the Elaboration of Investment Projects in Healthcare (SomaSUS).
Fonte: Brasília; Ministério da Saúde; 2013. 61 p. Livro.
Idioma: pt.
Resumo: O conhecimento gerado pelas áreas técnicas do Ministério daSaúde e por suas entidades vinculadas surge da convergência dos saberesde diversos domínios que se fundem à prática da gestão do SistemaÚnico de Saúde (SUS). Em meio a essa pluralidade de informações, odesenvolvimento dos produtos da Terminologia da Saúde insere-se noPlano de Gestão do Conhecimento do Ministério da Saúde. Instituídoem 2010, esse plano objetiva dar visibilidade à gestão do conhecimentoinstitucional, garantir a comunicação interna e externa, contribuir paraa melhoria dos processos de tomada de decisão no âmbito da saúdepública e fortalecer a participação social.Identificar, relacionar, gerir e oferecer acesso a esse conhecimentosão desafios atuais em que se discutem aspectos da democratização edo desenvolvimento de metodologias e tecnologias que permitam arecuperação da informação, suplantando a lógica da sintaxe e atingindo alógica da semântica. Em relação a esse último tópico, foram desenvolvidasações relacionadas ao setor Saúde que garantissem o tratamentoterminológico das áreas do conhecimento envolvidas com a saúde.No que diz respeito à gestão da informação, o Projeto deTerminologia da Saúde – uma iniciativa da Secretaria-Executiva, realizadapor meio da Coordenação-Geral de Documentação e Informação (CGDI)– atua no desenvolvimento dos principais instrumentos que possibilitamo alinhamento da produção literária, documental e normativa da esferafederal do SUS com as premissas da Ciência da Informação. Os produtosidealizados para contribuir com o desenvolvimento e a socializaçãodo conhecimento do setor Saúde são: o tesauro, o siglário, o bancode tradução, e os glossários temáticos que constituem o Glossário doMinistério da Saúde...
Descritores: Gestão em Saúde
Investimentos em Saúde
Planos e Programas de Saúde/tendências
Sistemas de Informação
Terminologia como Assunto
Limites: Humanos
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR599.1 - Coordenação Geral de Documentação e Informação (CGDI)


  3 / 369 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890496
Autor: Pedrosa, Olga Rodrigo; Caïs, Jordi; Monforte-Royo, Cristina.
Título: Emergencia del modelo de enfermería transmitido en las universidades españolas: una aproximación analítica a través de la Teoría Fundamentada / Emergence of the nursing model transmitted in Spanish universities: an analytical approach through Grounded Theory
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(1):41-50, Jan. 2018.
Idioma: es.
Resumo: Resumen El objetivo fue conocer el significado del término "enfermería" para las enfermeras docentes de las universidades españolas. El diseño fue cualitativo. Como estrategia se utilizó la inducción analítica. El muestreo fue teórico y enfocado en la selección de casos extremos. La técnica de recogida de datos fue la entrevista en profundidad. El análisis se llevó a cabo mediante la técnica específica de la Teoría Fundamentada. Se establecieron estrategias para asegurar la credibilidad, transferibilidad, confirmabilidad y auditabilidad. A partir del análisis de los datos se identificaron tres categorías que dieron respuesta al objetivo planteado: es una "actividad humana vinculada a la maternidad", una "vocación de ayuda al otro que tienen algunas personas" y una "actividad que atiende las necesidades de los demás respetando su identidad". Se puede concluir que en las universidades españolas se está transmitiendo un modelo de enfermera donde el rol propio de cuidado es inherente al género femenino y a la vocación de servicio al otro que tienen algunas personas. Esto es causa de que la Real Academia de la Lengua Española sólo identifique el rol de asistencia técnica a la medicina como elemento profesional de la enfermería.

Abstract The scope of this paper was to ascertain the meaning of the term "nursing" among teaching nurses at Spanish universities. The research was qualitative, and the strategy used was analytical induction. Sampling was theoretical and focused on the selection of extreme cases and the data collection technique was in-depth interviews. The analysis was carried out using the specific Grounded Theory technique. Strategies were established to ensure credibility, portability, confirmability and auditability. Based on the analysis of the data, three categories were identified that responded to the planned objective: it is a "human activity linked to motherhood," a "vocation to help others that some people have" and an "activity that takes care of the needs of others respecting their identity." It can be concluded that in Spanish universities a model of nurse is being transmitted where the proper role of care is inherent to the feminine gender and the vocation of service to others that some people have. This is the reason why the Spanish Royal Academy (RAE) only identifies the role of technical assistance to medicine as a professional element of nursing.
Descritores: Atitude do Pessoal de Saúde
Papel do Profissional de Enfermagem
Educação em Enfermagem
Enfermeiras e Enfermeiros/organização & administração
-Espanha
Universidades
Entrevistas como Assunto
Modelos de Enfermagem
Teoria Fundamentada
Identidade de Gênero
Terminologia como Assunto
Relações Enfermeiro-Paciente
Enfermeiras e Enfermeiros/psicologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 369 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1176956
Autor: Wahlberg Ernesto.
Título: Discapacidad intelectual. ¿Es la nueva denominación un cambio de perspectiva? / [Intellectual disability: is the new denomination a shift in perspective?].
Fonte: Vertex rev. argent. psiquiatr;25(113):33-5, 2014 Jan-Feb.
Idioma: es.
Resumo: The change from "mental retardation" to "intellectual disability" (ID) in the new version of the DSM-5 aims not only to eliminate stigmatization but also to modify diagnostic criteria. The IQ is no longer preeminent for defining ID or its severity, relying instead on broader clinical criteria and neuropsychological evaluation. More relevance is given to the evaluation of the individual's performance on daily life. This perspective addresses the concerns raised since the 1990's by organizations representing professionals and patients and their families. To better understand these changes we reviewed the definitions and criteria of previous DSM editions. The adoption of the alternative denomination of the "intellectual developmental disorder" is compatible with the ICD-11 to be released in 2015. This guideline was based on the recommendation of the working group for the classification of the intellectual disabilities.
Descritores: Deficiência Intelectual
-Deficiência Intelectual/diagnóstico
Humanos
Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais
Terminologia como Assunto
Tipo de Publ: Resumo em Inglês
Artigo de Revista
Responsável: AR5.1 - Centro de Gestión del Conocimiento y las Comunicaciónes


  5 / 369 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1011880
Autor: Furtado, Juarez Pereira; Gasparini, Max Felipe Vianna.
Título: Há diferenças entre avaliar e analisar? / Are there any differences between evaluating and analyzing?
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(8):2933-2938, ago. 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Nesse ensaio identificamos que há usos distintos para os termos avaliação e análise. Ilustramos essa diferença por meio de abordagem exploratória de títulos de artigos de interesse. A interlocução com agentes da área possibilitou corroborar o que foi apontado pela revisão exploratória. A vinculação da avaliação com a prática constitui um dos possíveis fatores de distinção com a noção de análise, gerando consequências para o status de uma e outra tanto no campo científico quanto junto ao senso comum.

Abstract In this essay we identified that there are distinct uses for the terms evaluation and analysis. We illustrate this difference by means of an exploratory approach to the titles of articles of interest. Interlocution with agents of the area made it possible to corroborate what was revealed in the exploratory review. The link between evaluation and practice is one of the possible factors for distinguishing it from the notion of analysis, generating consequences for the status of each of them, both in the scientific field and also in terms of common sense.
Descritores: Saúde Pública
Análise de Dados
Terminologia como Assunto
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 369 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Carvalho, Emília Campos de
Elucir, Gir
Texto completo
Id: biblio-842672
Autor: Ferraz, Ana Emília Pace; Carvalho, Emília Campos de; Gir, Elucir.
Título: Considerações sobre o uso dos termos: problema, problema do paciente e problema de enfermagem / Exploring the usage of terms: problem, patient problem and nursing probleem
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;22(spe):102-111, jun. 1988.
Idioma: pt.
Resumo: Buscou-se verificar a utilização dos termos problemas do paciente e problemas de enfermagem tanto na literatura como entre profissionais de enfermagem. Os achados revelaram terem os termos conceitos distintos porém não uniformes. As divergências maiores centralizam-se no conceito de Problema de Enfermagem. Sugere-se padronização dos mesmos para melhor comunicação entre os profissionais.

The present study looked for the utilization of the terms as "patient problems" and "nursing problems" on the literature and nursing staff. The findings showed that the terms have had distinct concepts but they were not uniforms. The major divergences were focusing on the concept of the "nursing problems". Suggestion was made to the padronization of the terms looking for better communication between nursing staff.
Descritores: Terminologia como Assunto
Cuidados de Enfermagem
Processo de Enfermagem
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta


  7 / 369 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055811
Autor: Dias, Marcelo Kimati; Ferigato, Sabrina Helena; Fernandes, Amanda Dourado Souza Akahosi.
Título: Atenção à Crise em saúde mental: centralização e descentralização das práticas / Attention to the Crisis in mental health: centralization and decentralization of practices
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(2):595-602, Feb. 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo desenvolve uma reflexão da atenção às situações de crise em saúde mental no âmbito das políticas públicas de saúde brasileiras. Tem como objetivo analisar as disputas de sentido teóricas e práticas sobre a noção de crise que se desdobram em diferentes modelos de atenção às situações de urgência e emergência em saúde mental, bem como em desafios para a efetivação do processo de cuidado em rede. Partimos de um estudo exploratório, com ênfase na análise de protocolos e documentos institucionais em saúde mental, à luz da abordagem sociotécnica. Como contribuição original deste artigo, foram elencadas as principais dicotomias sociotécnicas que emergem dos processos de atenção à crise no Brasil (no uso das terminologias, na prática clínica, na conformação dos modelos de atenção em rede e em suas estratégias de regulação de vagas).

Abstract This article focuses on the attention to the crisis in mental health within the scope of Brazilian public health policies. It sets out to show the theoretical and practical disputes of significance about the notions of crisis that unfold in different models of care in situations of urgency and emergency in mental health, as well as in challenges to the effectiveness of the care process in the health network. The survey began with a descriptive and exploratory study, with emphasis on the study of protocols and institutional documents in mental health, from the sociotechnical standpoint. As an original contribution of this article, the main socio-technical dichotomies that emerged from the processes of attention to the crisis in Brazil (in the use of terminologies, clinical practice and attention models, the main challenges for consolidation of network care and in the vacancy regulation strategies) were highlighted.
Descritores: Saúde Mental
Política de Saúde
Serviços de Saúde Mental/organização & administração
-Brasil
Emergências
Terminologia como Assunto
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 369 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1089522
Autor: Gusso, Gustavo.
Título: Classificação Internacional de Atenção Primária: capturando e ordenando a informação clínica / The International Classification of Primary Care: capturing and sorting clinical information
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(4):1241-1250, abr. 2020. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A Classificação Internacional de Atenção Primária-2 (CIAP-2) é fruto de quarenta anos de desenvolvimento contínuo. Tem origem na segunda metade do século XX, a partir da inquietação de médicos gerais com a necessidade de se registrar e codificar dados especificamente relacionados à atenção primária, tanto nos motivos de consulta quanto nos procedimentos e nas condições ou diagnósticos. A Organização Mundial de Saúde chancelou a classificação bem como o seu comitê desenvolvedor após o encontro de Alma-Ata, pois também identificou necessidades específicas. Hoje há essencialmente duas formas de uso na coleta de informações: por encontro ou por episódio de cuidado. A segunda forma é mais complexa e controversa. Recentemente foi lançada a décima primeira versão da Classificação Internacional de Doenças, enquanto que a CIAP-3 esta sendo desenvolvida. Não há como prever como vão interagir com as novas tecnologias, as classificações e os organismos internacionais. O protagonismo dos profissionais da ponta e dos pacientes tem potencial de definir a direção.

Abstract The International Classification of Primary Care-2 (ICPC-2) is the result of forty years of continuous development. It originates in the second half of the twentieth century after the concern of general practitioners about the need to record and encode data specifically related to primary care, both in the reasons for encounter and procedures and conditions or diagnoses. The World Health Organization endorsed the classification, as did the developer committee after the Alma Ata meeting, since it also identified specific needs. Two forms of use are employed now in gathering information: by encounter or by an episode of care. The latter is more complex and controversial. Recently, an eleventh version of the International Classification of Diseases has been released, and the third edition of ICPC is being developed. One cannot predict how new technologies, classifications, and international organizations will interact. The role of front line health professionals and patients will define the course.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Classificação Internacional de Doenças
Cuidado Periódico
Medicina de Família e Comunidade
-Diagnóstico
Medicina Geral
Codificação Clínica
Controle de Formulários e Registros
Terminologia como Assunto
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 369 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Roithmann, Renato
Texto completo
Id: biblio-974387
Autor: Bezerra, Thiago Freire Pinto; Stamm, Aldo; Anselmo-Lima, Wilma Teresinha; Fornazieri, Marco Aurélio; Melo, Nelson D'Ávila; Balsalobre, Leonardo; Jotz, Geraldo Pereira; Leão, Henrique Zaquia; Nunes, André Alencar Araripe; Felippu, Alexandre; Cedin, Antonio Carlos; Pinheiro-Neto, Carlos D; Oliveira, Diego Lima; Sakano, Eulalia; Kosugi, Eduardo Macoto; Araújo, Elizabeth; Valera, Fabiana Cardoso Pereira; Pinna, Fábio de Rezende; Romano, Fabrizio Ricci; Pádua, Francine Grecco de Melo; Ramos, Henrique Faria; Telles Jr, João; Sá, Leonardo Conrado Barbosa de; D'Assunção Filho, Leopoldo Marques; Sennes, Luiz Ubirajara; Gregório, Luis Carlos; Sampaio, Marcelo H; Santos, Marco César Jorge dos; Franca, Marco; Mocellin, Marcos; Lessa, Marcus Miranda; Avelino, Melissa Ameloti G; Tepedino, Miguel; Andrade, Nilvano Alves de; Piltcher, Otavio B; Roithmann, Renato; Pilan, Renata Mendonça; Meireles, Roberto Campos; Guimarães, Roberto Eustáquio; Santos, Rodrigo de Paula; Pezato, Rogério; Pignatari, Shirley; Abdo, Tatiana Telles; Nakajima, Victor; Almeida, Washington; Voegels, Richard L.
Título: Anatomical terminology of the internal nose and paranasal sinuses: cross-cultural adaptation to Portuguese / Anatomical terminology of the internal nose and paranasal sinuses: cross-cultural adaptation to Portuguese
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);84(6):677-686, Nov.-Dec. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Functional endonasal endoscopic surgery is a frequent surgical procedure among otorhinolaryngologists. In 2014, the European Society of Rhinology published the "European Position Paper on the Anatomical Terminology of the Internal Nose and Paranasal Sinuses", aiming to unify the terms in the English language. We do not yet have a unified terminology in the Portuguese language. Objective: Transcultural adaptation of the anatomical terms of the nose and paranasal cavities of the "European Anatomical Terminology of the Internal Nose and Paranasal Sinuses" to Portuguese. Methods: A group of rhinologists from diverse parts of Brazil, all experienced in endoscopic endonasal surgery, was invited to participate in the creation of this position paper on the anatomical terms of the nose and paranasal sinuses in the Portuguese language according to the methodology adapted from that previously described by Rudmik and Smith. Results: The results of this document were generated based on the agreement of the majority of the participants according to the most popular suggestions among the rhinologists. A cross-cultural adaptation of the sinonasal anatomical terminology was consolidated. We suggest the terms "inferior turbinate", "nasal septum", "(bone/cartilaginous) part of the nasal septum", "(middle/inferior) nasal meatus", "frontal sinus drainage pathway", "frontal recess" and "uncinate process" be standardized. Conclusion: We have consolidated a Portuguese version of the European Anatomical Terminology of the Internal Nose and Paranasal Sinuses, which will help in the publication of technical announcements, scientific publications and the teaching of the internal anatomical terms of the nose and paranasal sinuses in Brazil.

Resumo: Introdução: A cirurgia endoscópica funcional endonasal é um procedimento cirúrgico frequente entre os otorrinolaringologistas. Em 2014, a Sociedade Europeia de Rinologia publicou o "Documento Europeu para Posicionamento sobre a Terminologia Anatômica Interna do Nariz e das Cavidades Paranasais" com o objetivo de unificar os termos na língua inglesa. Ainda não dispomos de uma terminologia unificada na língua portuguesa. Objetivo: Adaptação transcultural dos termos anatômicos do nariz e das cavidades paranasais para o português da "European Anatomical Terminology of the Internal Nose and Paranasal Sinuses". Método: Um grupo de rinologistas de todo o Brasil, com experiência em cirurgia endoscópica endonasal, foi convidado a participar da elaboração desse posicionamento sobre os termos anatômicos do nariz e das cavidades paranasais para o português conforme metodologia adaptada da previamente descrita por Rudmik e Smith. Resultados: Os resultados desse documento foram gerados a partir da concordância da maioria dos participantes conforme as sugestões mais populares entre os rinologistas. Uma adaptação transcultural da terminologia anatômica nasossinusal foi consolidada. Sugerimos que se busque uniformizar termos como "concha inferior", "septo nasal", "porção (óssea/cartilaginosa) do septo nasal", "meato (médio/ inferior) nasal", "via da drenagem do seio frontal", "recesso frontal" e "processo uncinado". Conclusão: Consolidamos uma versão adaptada em português da "European Anatomical Terminology of the Internal Nose and Paranasal Sinuses" que auxiliará a publicação de comunicados técnicos, publicações científicas e o ensino dos termos anatômicos internos do nariz e das cavidades paranasais no Brasil.
Descritores: Seios Paranasais/anatomia & histologia
Nariz/anatomia & histologia
Comparação Transcultural
Terminologia como Assunto
-Seios Paranasais/cirurgia
Brasil
Nariz/cirurgia
Estudos Prospectivos
Consenso
Idioma
Cavidade Nasal/anatomia & histologia
Cavidade Nasal/cirurgia
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 369 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-843630
Autor: Carvalho, Carina Maris Gaspar; Cubas, Marcia Regina; Nóbrega, Maria Miriam Lima da.
Título: Brazilian method for the development terminological subsets of ICNP®: limits and potentialities / Método brasileño para el desarrollo de subconjuntos de terminología CIPE®: límites y potencialidades / Método brasileiro para desenvolvimento de subconjuntos terminológicos da CIPE®: limites e potencialidades
Fonte: Rev. bras. enferm;70(2):430-435, Mar.-Apr. 2017. tab.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: ABSTRACT Reflection on the limits and potentialities of a Brazilian method for the development of terminological subsets of ICNP®,(International Classification for Nursing Practice) based on the correlation between this method and international methods. This issue has been debated by the International Council of Nurses (ICN). Although the council propose a guideline for elaboration, they encourage and reinforce the use of various perspectives and processes in the development of subsets. Brazilian Nursing needs to propose a method and deepen reflections on the use of terminological subsets of ICNP® in the reality of the country. The development of subsets in Brazil is considered incipient and the proposed method needs to be used and deepened in order to spread the use of terminology through the application of subsets.

RESUMEN La reflexión sobre los límites y las potencialidades de un método brasileño para el desarrollo de subconjuntos de terminología CIPE® a partir de la correlación entre este método y métodos internacionales. Este tema ha sido discutido por el Consejo Internacional de Enfermeras, que, a pesar de que propone una guía de desarrollo, fomenta y refuerza el uso de múltiples perspectivas y procesos en el desarrollo de subconjuntos. La enfermería brasileña necesita proponer un método y profundizar las reflexiones sobre el uso de subconjuntos de terminología CIPE® en la realidad del país. Se considera que el desarrollo de subconjuntos en Brasil es débil y el método propuesto carece de uso y profundidad con el fin de difundir el uso de la terminología a través de aplicación de los subconjuntos.

RESUMO Reflexão acerca dos limites e potencialidades de um método brasileiro para desenvolvimento de subconjuntos terminológicos da CIPE®, a partir da correlação entre esse método e métodos internacionais. Este tema vem sendo debatido pelo Conselho Internacional de Enfermeiros, que, a despeito de propor um guia de elaboração, incentiva e reforça a utilização de várias perspectivas e processos no desenvolvimento de subconjuntos. A Enfermagem brasileira necessita propor um método e aprofundar reflexões sobre a utilização de subconjuntos terminológicos da CIPE® na realidade do país. Considera-se que o desenvolvimento de subconjuntos no Brasil é incipiente e que o método proposto carece de utilização e aprofundamento de modo a difundir o uso da terminologia por meio da aplicação de subconjuntos.
Descritores: Terminologia Padronizada em Enfermagem
Cuidados de Enfermagem/normas
-Brasil
Terminologia como Assunto
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 37 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde