Base de dados : LILACS
Pesquisa : M01.060.116.100 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 31315 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3132 ir para página                         

  1 / 31315 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-778482
Autor: Merli, Myriam Fernanda; Fredico, Regina Célia Poli; Ruzzon, Emily Delalibera; Silva Junior, Rubens Alexandre da; Fernandes, Karen de Barros Parron; Teixeira, Denilson de Castro; Marquez, Audrey de Souza; Probst, Vanessa Suziane.
Título: Bone mineral density in independent elderly women with different physical and functional profiles and vitamin D receptor gene polymorphisms / Densidade mineral óssea de idosas independentes com diferentes perfis físico-funcionais e polimorfismos do gene do receptor da vitamina D
Fonte: Rev. bras. cineantropom. desempenho hum;18(1):20-31, Jan.-Feb. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The aim of the study was to compare BMD among physically independent elderly women with different physical-functional profiles and vitamin D receptor gene (VDR) polymorphisms, as well as to analyze the effect of the interaction between these last two aspects on BMD. Overall, 165 elderly women had BMD assessed by bone densitometry. Handgrip and lower limb strength and functional exercise capacity (6MWT) were also assessed. VDR polymorphisms (TaqI, BsmI, ApaI and FokI) were analyzed by polymerase chain reaction. For analyses, elderly women were categorized according to their performance on physical-functional tests into low performance (LP; <25th percentile), normal performance (NP; 25th percentile ≤ NP ≤ 75th percentile) and high performance (HP;> 75th percentile). Regarding functional exercise capacity, LP group showed lower BMD compared to HP and NP groups (p=0,003). With respect to handgrip strength, there was a trend for LP group to have lower bone mineral density compared to NP group (p=0.08). No differences were observed in femur and lumbar BMD in comparisons among the different VDR genotypes (0.07≤p≤0.94); among different groups regarding lower limb strength (p=0.49) and in the interaction analysis among variables (0.17≤p≤0.77). It was concluded that physically independent elderly women with low functional exercise capacity have lower bone mineral density than those classified as normal and high performance. However, apparently, there is no effect of the interaction between VDR gene polymorphisms and physical and functional factors on BMD.

Resumo O objetivo do estudo foi comparar a DMO entre idosas fisicamente independentes com diferentes perfis físico-funcionais e polimorfismos do gene do receptor da vitamina D (VDR), assim como analisar a interação entre estes dois últimos aspectos sobre a DMO. Participaram do estudo 165 idosas, as quais tiveram a DMO avaliada por meio da densitometria óssea. Foram avaliadas também a força de preensão manual (FPM), força de membros inferiores (FMI) e a capacidade funcional de exercício (TC6min). Os polimorfismos do gene VDR (TaqI, BsmI, ApaI e FokI) foram analisados pela reação em cadeia da polimerase. Para as análises, as idosas foram categorizadas de acordo com seu desempenho físico-funcional em baixo desempenho (BD; <percentil 25), desempenho normal (DN; percentil 25 ≤ DN ≤ percentil 75) e alto desempenho (AD; > percentil 75). Para a capacidade funcional de exercício, o grupo BD apresentou menor DMO em comparação ao grupo AD e DN (p=0,003). Em relação à FPM, o grupo BD apresentou uma tendência a menor DMO quando comparado ao grupo DN (p=0,08). Não foram observadas diferenças na DMO do fêmur e da lombar na comparação entre os genótipos do gene VDR (0,07≤p≤0,94); entre os grupos em relação à FMI (p=0,24) e na análise de interação entre as variáveis (0,17≤p≤0,77). Pode-se concluir que as idosas fisicamente independentes com baixa capacidade funcional de exercício apresentam menor DMO que aquelas com desempenho normal e alto desempenho. No entanto, aparentemente não existe interação entre os polimorfismos do gene VDR e o desempenho físico-funcional sobre a DMO.
Descritores: Variação Genética
Envelhecimento/genética
Densidade Óssea
Limites: Seres Humanos
Feminino
Idoso
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  2 / 31315 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-778479
Autor: Neves, Lucas Melo; Fortaleza, Ana Claudia de Souza; Rossi, Fabrício Eduardo; Diniz, Tiego Aparecido; Picolo, Malena Ricci; Buonani, Camila; Ferreira, Leandro; Freitas Júnior, Ismael Forte.
Título: Normative values of functional fitness in non-active postmenopausal women / Valores normativos de aptidão funcional em mulheres não ativas na pós-menopausa
Fonte: Rev. bras. cineantropom. desempenho hum;18(1):32-40, Jan.-Feb. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The aim of this study was to propose the normative table for the non-active postmenopausal Brazilian population composed of women aged 50-69 years through the AAHPERD functional fitness test battery. This is a cross-sectional study with 170 postmenopausal women (FSH dose> 26.72 mIU / L). The population was divided into two groups: 50-59 years (n = 97) and 60-69 years (n = 73). The inclusion criteria were not having participated of systematic motor intervention in the six months prior to the study period; not presenting motor or cognitive impairments that could impair the performance of evaluation protocols and absence of comorbidities that could prevent or limit evaluations. The group aged 50-59 years showed mean values of 55.6 ± 2.9 years for age, 54.0 ± 21.1 mIU / ml for FSH, 11.3 ± 1.8 seconds for coordination 20.2 ± 4.0 repetitions for strength, 51.9 ± 11.8 cm for flexibility, 23.0 ± 2.4 seconds for speed and 497 ± 39 seconds for aerobic resistance. The group aged 60-69 years showed mean values of 64.2 ± 2.8 years of age, 54.9 ± 16.1 mIU / ml for FSH, 11.5 ± 2.5 seconds for coordination, 20.2 ± 4.3 repetitions for strength, 54.4 ± 10.9 cm for flexibility, 24.5 ± 4.0 seconds for speed and 507 ± 47 seconds for aerobic resistance. The proposal of a normative table was made possible with the data analyzed, which is a new reference regarding functional fitness studies especially in physically inactive postmenopausal women.

Resumo Objetivou-se propor a tabela normativa para a população brasileira de mulheres não ativas na pós-menopausa entre 50 e 69 anos por meio da bateria de teste de aptidão funcional da AAHPERD. Estudo de característica transversal, com 170 mulheres na pós-menopausa (dosagem de FSH>26,72 mIU/L). A população foi dividida em dois grupos: 50 a 59 anos (n=97) e de 60 a 69 anos (n=73). Os critérios de inclusão foram não participar de intervenção motora sistematizada nos seis meses anteriores ao período do estudo; não apresentar comprometimentos motores ou cognitivos que inviabilizassem a realização dos protocolos de avaliação, não apresentar comorbidade que pudessem impedir ou limitar a realização das avaliações. O grupo 50 a 59 anos apresentou valores médios de 55,6 ± 2,9 anos de idade, 54,0 ± 21,1 mUI/ ml para FSH, 11,3 ± 1,8 segundos para coordenação, 20,2 ± 4,0 repetições para força, 51,9 ± 11,8 centímetros para flexibilidade, 23,0 ± 2,4 segundos para agilidade e 497 ± 39 segundos para resistência aeróbia. O grupo de 60 a 69 anos apresentou média de 64,2 ± 2,8 anos de idade, 54,9 ± 16,1 mUI/ml para o FSH, 11,5 ± 2,5 segundos para coordenação, 20,2 ± 4,3 repetições para força, 54,4 ± 10,9 centímetros para flexibilidade, 24,5 ± 4,0 segundos para agilidade e 507 ± 47 segundos para resistência aeróbia. A proposta de apresentar uma tabela normativa foi possível com os dados analisados, sendo essa uma nova referência em relação a estudos de aptidão funcional especialmente em mulheres fisicamente inativas na pós-menopausa.
Descritores: Aptidão Física
Pós-Menopausa
Teste de Esforço/normas
Limites: Seres Humanos
Feminino
Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  3 / 31315 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-778475
Autor: Moraes, Vitor Nolasco de; Ferrari, Gustavo Duart; Chiaratto, Thiago; Ferezin, Letícia Perticarrara; Trapé, Átila Alexandre; Canivarolo, Ana Beatriz Perticarrara; Medeiros, Leonardo Henrique de Lima de; Bueno Júnior, Carlos Roberto.
Título: Association of genetic polymorphisms with physical capacities and body composition in older women / Associação de polimorfismos genéticos com capacidades físicas e composição corporal em idosas
Fonte: Rev. bras. cineantropom. desempenho hum;18(1):11-19, Jan.-Feb. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The elderly population has grown substantially, and the decline in physical capacities and increase in the body fat percentage are important characteristics of aging. Genetic factors may explain these declines and studies related to this issue are justified because they predict what physical capacities present larger declines in different individuals and enable the adoption of strategies to slow them. Thus, the aim of this study was to evaluate the effect of ACE I / D and ACTN3 R / X genetic polymorphisms on body fat, muscle strength and power levels, aerobic capacity, flexibility and agility in older women. Sixty-six older women were genotyped with respect to ACTN3 and ACE polymorphisms for the division of groups and submitted to anthropometric measurements, physical tests in the AAHPERD and RIKLI and JONES test batteries and IPAQ to determine the level of physical activity and the Food Consumption Marker Form. Older women with XX genotype in relation to ACTN3 genotype had lower levels of flexibility of upper and lower limbs and lower cardiorespiratory fitness. Moreover, in relation to the ACE genotype, ID individuals exhibited higher cardiorespiratory fitness and lower body fat percentages. In relation to the other variables, there was no statistical difference among groups. It was concluded that the genetic variants under study play a role in some of the physical capacities and body composition in elderly women. In the future, data of this nature will enable each individual to have specific health interventions directed to the variables showing higher genetic potential for decline.

Resumo A população idosa tem crescido de forma substancial e o declínio nas capacidades físicas, além do aumento na porcentagem de gordura corpórea, são características importantes do envelhecimento. Fatores genéticos podem explicar estes declínios e pesquisas relacionadas a essa temática se justificam porque predizer quais capacidades físicas apresentarão maiores declínios em cada indivíduo possibilita a adoção de estratégias para retardá-los. Assim objetivamos avaliar o efeito dos polimorfismos genéticos ECA I/D e ACTN3 R/X nos níveis de gordura corporal, força e potência muscular, capacidade aeróbia, flexibilidade e agilidade em idosas. 66 idosas foram genotipadas em relação aos polimorfismos da ACTN3 e da ECA para divisão dos grupos e submetidas a medidas antropométricas, testes físicos da bateria de testes da AAHPERD e RIKLI E JONES, IPAQ para determinar o nível de atividade física e o Formulário de Marcadores de Consumo Alimentar. Mulheres idosas com o genótipo XX em relação ao gene da ACTN3 apresentaram menores níveis de flexibilidade dos membros superiores e menor capacidade cardiorrespiratória. Por outro lado, em relação ao gene da ECA, os indivíduos ID apresentaram maior capacidade cardiorrespiratória e menor porcentagem de gordura. Em relação às outras variáveis não houve diferença estatística entre os grupos. Concluímos que as variantes genéticas estudadas têm influência em algumas das capacidades físicas e na composição corporal em idosas. No futuro dados desta natureza possibilitarão cada indivíduo ter suas intervenções em saúde direcionadas às variáveis que ele apresenta maior potencial genético para declínio.
Descritores: Variação Genética
Composição Corporal
Envelhecimento/genética
Aptidão Física
Limites: Seres Humanos
Feminino
Idoso
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  4 / 31315 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-794202
Autor: Metzger, Patrick Bastos; Volpato, Marilia G; Folino, Maria Claudia; Rossi, Fabio Henrique; Petisco, Ana Claudia Gomes; Saleh, Mohamed Hassan; Izukawa, Nilo Mitsuru; Kambara, Antonio Massamitsu.
Título: Resultados do uso de stents de nitinol superflexíveis na artéria femoral superficial / Outcomes after implantation of superflexible nitinol stents in the superficial femoral artery
Fonte: Rev. bras. cardiol. invasiva;23(3):220-225, jul.-set.2015. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: As intervenções endovasculares na artéria femoral superficial para o tratamento da doença arterial oclusiva periférica têm crescido nas últimas décadas. A primeira e a segunda geração de stents na artériafemoral superficial falharam em demonstrar a melhora da perviedade do vaso tratado, devido às altas taxas defratura. O objetivo deste estudo foi avaliar os desfechos clínicos no curto prazo com o uso de stents de nitinolsuperflexíveis de terceira geração no tratamento de lesões ateroscleróticas na artéria femoral superficial. Métodos: Trata-se de um estudo retrospectivo, realizado em único centro, no período de junho de 2013 a maio de 2014. Um total de 27 pacientes foi submetido à angioplastia com stents de nitinol superflexíveis de terceira geração em lesões ateroscleróticas da arterial femoral superficial. Resultados: A média de idades foi de 68 ± 12 anos, 55,6% eram do sexo feminino e 74,1%, diabéticos. Os pacientes foram classificados em TASC B e C em 77,7% dos casos. O sucesso técnico foi de 100%. Houve aumento do índice tornozelo-braquial de 0,35 ± 0,1 pré-intervenção para 0,75 ± 0,2 na alta hospitalar. O seguimento médio dos pacientes foi de 6,7 ± 2,3 meses. A taxa de patência primária foi de 96,3%. A taxa de salvamento de membro foi de 100%. Não ocorreram fraturas de stent documentadas por raios X. Conclusões: A angioplastia com uso de stent de nitinol superflexível de terceira geração demonstrou ser efetiva no tratamento das lesões ateroscleróricas da artéria femoral superficial...

Endovascular interventions in the superficial femoral artery for the treatment of peripheral arterial occlusive disease have increased over the last decades. The first- and second-generation stents in the superficial femoral artery have failed to demonstrate improved patency of the treated vessel due to high fracture rates. The aim of this study was to evaluate the clinical, short-term outcomes of using third-generation superflexible nitinol stents in the treatment of atherosclerotic lesions in the superficial femoral artery. Methods: This was a retrospective study carried out in a single center, from June 2013 to May 2014. A total of 27 patients underwent angioplasty with third-generation superflexible nitinol stents in atherosclerotic lesions of the superficial femoral artery. Results: The mean age was 68 ± 12 years, 55.6% were females, and 74.1% were diabetics. Patients were classified as TASC B and C in 77.7% of cases. Technical success was 100%. There was an increase in the anklebrachial index from 0.35 ± 0.1 before the intervention to 0.75 ± 0.2 at hospital discharge. The mean followupof patients was 6.7 ± 2.3 months. The primary patency rate was 96.3%. The limb salvage rate was 100%. There were no stent fractures documented by X-rays. Conclusions: Angioplasty with third-generation superflexible nitinol stent placement was shown to beeffective in the treatment of atherosclerotic lesions of the superficial femoral artery...
Descritores: Artéria Femoral/cirurgia
Doença Arterial Periférica/complicações
Doença Arterial Periférica/terapia
Procedimentos Endovasculares
Stents
-Angioplastia/métodos
Artéria Poplítea/cirurgia
Aspirina/administração & dosagem
Estudos Retrospectivos
Período Pós-Operatório
Placa Aterosclerótica/complicações
Placa Aterosclerótica/terapia
Resultado do Tratamento
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  5 / 31315 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-794198
Autor: Ataíde, Anderson de Melo M; Tanajura, Luiz Fernando Leite; Abizaid, Alexandre Antonio C; Centemero, Marinella P; Costa Junior, J. Ribamar; Loures, Vitor Alves; Abizaid, Andrea Cláudia L; Braga, Sérgio Luiz N; Sousa, Amanda G. M. R; Sousa, J. Eduardo M. R.
Título: Fatores predisponentes para revascularização angiográfica incompleta em pacientes com intervenção coronária percutânea de múltiplos vasos / Predisposing factors for incomplete angiographic revascularization in patients with multivessel percutaneous coronary intervention
Fonte: Rev. bras. cardiol. invasiva;23(3):201-206, jul.-set.2015. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A revascularização miocárdica anatômica completa está associada a um melhor controle dossintomas anginosos e a menores índices de eventos cardíacos maiores tardios. No entanto, em substancial número de pacientes tratados por meio de intervenção coronária percutânea (ICP), não logramos sua obtenção. Assim, nosso objetivo foi avaliar os fatores associados à revascularização miocárdica incompleta (RMI) em casos de ICP multiarterial. Métodos: Estudo de coorte envolvendo 1.049 pacientes revascularizados de forma prospectiva e consecutivapor meio de ICP com tratamento de dois ou mais vasos, entre 2012 e 2014, divididos em dois grupos: RMI(n = 324; 30,9%) e revascularização miocárdica completa (n = 725; 69,1%).Resultados: A RMI foi significativamente associada a faixa etária maior (66,5 anos vs. 64,1 anos; p = 0,003),hipertensão arterial (92,2% vs. 86,0%; p = 0,006), insuficiência renal crônica (36.4% vs. 26.0%; p < 0,001), síndrome coronariana aguda (26,3% vs. 21,0%; p = 0,05), revascularização cirúrgica prévia (16,1% vs. 7,1%;p = 0,001), lesões em enxertos venosos (3,4% vs. 1,0%; p < 0,001) e oclusões crônicas (3,3% vs. 1,4%; p =0,005), bem como a menor acesso a stents farmacológicos (57,8% vs. 64,8%; p = 0,002). Os resultados clínicos hospitalares não diferiram entre os grupos.Conclusões: A RMI ocorreu em cerca de um terço dos casos tratados, tendo sido observada associação significativa, com um perfil clínico de maior risco e com intervenções em lesões alvo comumente associadas com menor sucesso do procedimento. O grau de revascularização não gerou impacto nosresultados clínicos da fase hospitalar...

Complete anatomical myocardial revascularization is associated with better anginacontrol and lower rates of cardiac events. However, in a significant number of patients treated bypercutaneous coronary intervention (PCI), complete revascularization is not achieved. Thus, the aimof this study was to evaluate factors associated with incomplete myocardial revascularization (IMR) in multivessel PCI patients. Methods: This was a cohort study involving 1,049 prospectively and consecutively revascularized patients through PCI with treatment of two or more vessels, between 2012 and 2014, divided into two groups: IMR(n = 324; 30.9%) and complete myocardial revascularization (n = 725; 69.1%). Results: IMR was significantly associated with older age (66.5 years vs. 64.1 years; p = 0.003), arterial hypertension (92.2% vs. 86.0%; p = 0.006), chronic renal failure (36.4 % vs. 26.0%; p < 0.001), acute coronary syndrome (26.3% vs. 21.0%; p = 0.05), previous surgical revascularization (16.1% vs. 7.1 %; p = 0.001), saphenous venous graft lesions (3.4% vs. 1.0%, p < 0.001), and chronic occlusions (3.3% vs. 1.4%, p = 0.005), as well as lower access to drug-eluting stents (57.8% vs. 64.8%; p = 0.002). In-hospital clinical outcomes did not differ between the groups. Conclusions: IMR occurred in approximately one-third of treated cases, and a significant association was observed with a higher-risk clinical profile and with target lesion interventions commonly associated with lower procedure success. The degree of revascularization had no impact on in-hospital clinical outcomes...
Descritores: Intervenção Coronária Percutânea/métodos
Pacientes
Revascularização Miocárdica/métodos
Vasos Coronários/cirurgia
-Angiografia Coronária/métodos
Análise Estatística
Atenção Terciária à Saúde/métodos
Doença da Artéria Coronariana/diagnóstico
Doença da Artéria Coronariana/terapia
Estudos de Coortes
Heparina/administração & dosagem
Stents Farmacológicos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  6 / 31315 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-794192
Autor: Meneguz-Moreno, Rafael Alexandre; Siqueira, Dimytri A; Ramos, Auristela Isabel de Oliveira; Castro Filho, Antônio de; Jeromino, Andreia Dias; Jatene, Tannas; Le Bihan, David; Barretto, Rodrigo; Arrais, Magaly; Moreira, Adriana; Abizaid, Alexandre; Sousa, Amanda Guerra M. R; Sousa, J. Eduardo M. R.
Título: Implante transcateter valve-in-valve para disfunção de biopróteses cirúrgicas aórticas / Transcatheter valve-in-valve implantation for surgical aortic bioprosthesis dysfunction
Fonte: Rev. bras. cardiol. invasiva;23(3):166-172, jul.-set.2015. tab, ilus, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Estudos recentes têm demonstrado a eficácia do implante transcateter valve-in-valve para otratamento de disfunção de biopróteses em pacientes de alto risco cirúrgico. Apresentamos nossa experiênciainicial com o implante valve-in-valve.Métodos: Caracterizamos o perfil clínico, ecocardiográfico e do procedimento, e reportamos os resultados de médio prazo de pacientes com disfunção de bioprótese submetidos a implante valve-in-valve em posição aórtica. Resultados: Incluímos sete pacientes do sexo masculino, com idade de 72,6 ± 10,0 anos. O escore STS foi 9,6± 10,5%, e o EuroSCORE logístico foi 22,7 ± 14,7%. Três pacientes apresentavam dupla disfunção; dois tinham insuficiência; e dois exibiam estenose isolada. A via transfemoral foi utilizada em seis casos, e a transapical, em um caso. Os dispositivos implantados incluíram as próteses Sapien XT (n = 5) e CoreValve (n = 2). O sucesso do procedimento foi obtido em seis (85,7%) casos. Após o procedimento, o gradiente médio reduziu-se de 38,2 ± 9,6mmHg para 20,9 ± 5,9 mmHg, e a área valvar elevou-se de 1,2 ± 0,4 cm2 para 1,5 ± 0,5 cm2. Ao final de 1 ano, nãoocorreram óbitos e nem outros desfechos adversos significativos; 80% dos pacientes encontravam-se em classefuncional NYHA I/II. Os gradientes transvalvares e a área valvar permaneceram inalterados nesse período. Conclusões: O procedimento valve-in-valve foi eficaz na maioria dos pacientes de alto risco cirúrgico comdisfunção de bioprótese. Quando realizado em pacientes bem selecionados, resulta em desfechos clínicos e hemodinâmicos satisfatórios.

Background: Recent studies have demonstrated the efficacy of the transcatheter valve-in-valveimplantation for the treatment of bioprosthesis dysfunction in high-risk surgical patients. This study presents the initial experience with valve-in-valve implantation. Methods: Clinical, echocardiographic, and procedural profiles were characterized, and the mid-term results of patients with surgical bioprosthesis dysfunction submitted to valve-in-valve implantation in theaortic position were reported.Results: Seven male patients were included, aged 72.6 ± 10.0 years. The STS score was 9,6 ± 10,5%, andthe logistic EuroSCORE was 22.7 ± 14.7%. Three patients had combined aortic bioprosthesis failure; two had isolated regurgitation; and two had isolated stenosis. The transfemoral access was used in six cases, and the transapical access in one case. Implanted devices included Sapien XT (n = 5) and CoreValve (n = 2) prostheses. Procedural success was achieved in six (85.7%) cases. After the procedure, the mean gradient decreased from 38.2 ± 9.6 mmHg to 20.9 ± 5.9 mmHg, and the valve area increased from 1.2 ±0.4 cm2 to 1.5 ± 0.5 cm2. After 1 year, there were no deaths and no other significant adverse outcomes; 80% of patients were in NYHA functional class I/II. The transvalvular gradients and valve area remained unchanged in this period.
Descritores: Bioprótese
Estenose da Valva Aórtica/diagnóstico
Estenose da Valva Aórtica/terapia
Substituição da Valva Aórtica Transcateter/métodos
-Análise Estatística
Ecocardiografia/métodos
Fatores de Risco
Próteses e Implantes/métodos
Medição de Risco/métodos
Tratamento Farmacológico/métodos
Valva Aórtica/cirurgia
Ventrículos do Coração
Limites: Seres Humanos
Masculino
Idoso
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  7 / 31315 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-786995
Autor: Verri, Paulo Henrique; Meneguz-Moreno, Rafael Alexandre; Teixeira, Felipe Rodrigues da Costa; Etto, Juliana Paixão; Gomes, Marília Cristina Cunha; Jeronimo, Andreia Dias; Ramos, Auristela Isabel de Oliveira; Siqueira, Dimytri; Abizaid, Alexandre; Sousa, Amanda G. M. R; Sousa, José Eduardo.
Título: Desfechos de curto e médio prazos de pacientes com e sem disfunção ventricular esquerda submetidos ao implante transcateter de prótese valvar aórtica / Short and medium-term outcomes of patients with and without left ventricular dysfunction submitted to transcatheter aortic valve implantation
Fonte: Rev. bras. cardiol. invasiva;23(2):124-129, abr.-jun. 2015. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: A utilização crescente do implante transcateter de prótese valvar aórtica (TAVI) em pacientes de alto risco, em especial naqueles com disfunção ventricular, justifica uma avaliação mais profunda da seleção e dos resultados do procedimento. Utilizamos nosso banco de dados para caracterizar o perfil dos pacientes e avaliar os resultados do TAVI de acordo com o grau de disfunção ventricular.Métodos: Estudo observacional longitudinal no qual foram incluídos todos os pacientes com estenose aórtica (EAo) grave, submetidos ao TAVI entre 2009 e 2014, e comparados àqueles com fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE) ≤ 40% vs. > 40%. Foram avaliados os desfechos de segurança e eficácia em 30dias e 1 ano. Resultados: Dentre os 172 pacientes, 20 (11,6%) apresentavam FEVE ≤ 40%. Esses pacientes eram mais jovens, com maior prevalência de tabagismo, infarto agudo do miocárdio prévio, cirurgia de revascularizaçãomiocárdica, marca-passo definitivo e hipertensão arterial pulmonar. Também se observou, nesse grupo, maior frequência de classes funcionais mais elevadas. O grupo com FEVE ≤ 40% apresentou menor gradiente valvar aórtico médio para área valvar equivalente. As taxas de sucesso do procedimento não diferiram entre os grupos. Não foram observadas diferenças na mortalidade, nos eventos coronarianos, cerebrovasculares, sangramentos, complicações vasculares e disfunção renal aguda no acompanhamento de 30 dias e 1 ano. No grupo FEVE ≤ 40%, a média da FEVE elevou-se de 31,5 para 45,1% 1 ano após o procedimento (p = 0,002).Conclusões: O TAVI em pacientes com EAo grave e FEVE ≤ 40% não aumenta o risco de complicações e estáassociado à melhora da FEVE.

Background: The increasing use of transcatheter aortic valve implantation (TAVI) in high-risk patients, especially those with ventricular dysfunction, justifies further evaluation of the selection and the results of the procedure. A database was used to characterize the profile of patients and evaluate TAVI results according to the degree of ventricular dysfunction.Methods: This was a longitudinal observational study that included all patients with severe aortic stenosis(AoS) submitted to TAVI between 2009 and 2014, comparing those with left ventricular ejection fraction (LVEF) ≤ 40% vs. > 40%. The safety and efficacy outcomes were evaluated at 30 days and 1 year. Results: Of the 172 patients, 20 (11.6%) had LVEF ≤ 40%. These patients were younger, with a higherprevalence of smoking, previous acute myocardial infarction, coronary artery bypass graft surgery, permanent pacemaker, and pulmonary artery hypertension. Higher functional classes were also more often observed in this group. The group with LVEF ≤ 40% had lower mean aortic valve gradient for anequivalent valve area. The procedure success did not differ between groups. There were no differences in mortality in coronary and cerebrovascular events, bleeding, vascular complications, and acute renal failure in the 30 day and 1 year follow-up. In the LVEF ≤ 40% group, the mean LVEF increased from 31.5 to 45.1% 1 year after the procedure (p = 0.002). Conclusions: TAVI in patients with severe AoS and LVEF ≤ 40% does not increase the risk of complications and is associated with LVEF improvement.
Descritores: Disfunção Ventricular Esquerda/fisiopatologia
Estenose da Valva Aórtica/fisiopatologia
Resultado do Tratamento
Substituição da Valva Aórtica Transcateter/métodos
-Análise Estatística
Aspirina/administração & dosagem
Ecocardiografia Transesofagiana/métodos
Ecocardiografia/métodos
Estudo Observacional
Implante de Prótese
Prognóstico
Volume Sistólico
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  8 / 31315 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-786988
Autor: Staico, Rodolfo; Armaganijan, Luciana; Moreira, Dalmo A. R; Medeiros, Paulo T. J; Melo Neto, Jônatas; Sousa, Amanda G. M. R; Abizaid, Alexandre.
Título: Denervação simpática renal em pacientes com cardiodesfibrilador implantável e tempestade elétrica / Renal sympathetic denervation in patients with implantable cardioverter-defibrillator and electrical storm
Fonte: Rev. bras. cardiol. invasiva;23(2):84-90, abr.-jun. 2015. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Cardiodesfibriladores implantáveis (CDIs) são geralmente indicados para pacientes com arritmias malignas considerados de alto risco. A hiperatividade simpática desempenha um papel crítico no desenvolvimento, na manutenção e no agravamento de arritmias ventriculares. Novas opçõesde tratamento nessa população representam uma necessidade clínica. Nosso objetivo foi relatar osresultados de pacientes com CDIs e tempestade elétrica submetidos à denervação simpática renal paracontrole da arritmia. Métodos: Oito pacientes com CDIs internados por tempestade elétrica refratária ao tratamento médico otimizado foram submetidos à denervação simpática renal. Condições subjacentes foram: doença de Chagas (n = 6), cardiomiopatia dilatada não isquêmica (n = 1) e cardiomiopatia isquêmica (n = 1). As informações sobre o número de taquicardias ventriculares/fibrilações ventriculares e episódios de terapiasantitaquicardia na última semana pré-procedimento e nos 30 dias pós-tratamento foram obtidas por meiode interrogação dos CDIs. Resultados: As medianas dos episódios de taquicardias ventriculares/fibrilações ventriculares, sobreestimulaçãoe choques na semana que antecedeu a denervação simpática renal foram de 29 (9 a 106), 23 (2 a 94) e 7,5 (1 a 88), sendo significativamente reduzidas para 0 (0 a 12), 0 (0 a 30) e 0 (0 a 1), respectivamente, 1 mês após o procedimento (p = 0,002; p = 0,01; p = 0,003). Nenhum paciente morreu durante o acompanhamento. Não ocorreram complicações maiores relacionadas ao procedimento.Conclusões: Em pacientes com CDIs e tempestade elétrica refratária ao tratamento médico otimizado, a denervação simpática renal reduziu significativamente a carga de arritmia e, consequentemente, as sobre-estimulações e os choques. Ensaios clínicos randomizados, no contexto de denervação simpática renal para controle de arritmias cardíacas refratárias, são necessários para trazer maior robustez aos nossos achados.

Background: Implantable cardioverter-defibrillators (ICDs) are usually indicated for patients with malignant arrhythmias considered as high risk. Sympathetic hyperactivity plays a critical role in thedevelopment, maintenance, and worsening of ventricular arrhythmias. New treatment options in thispopulation represent a clinical necessity. This study's objective was to report the outcomes of patients with ICDs and electrical storm submitted to renal sympathetic denervation for arrhythmia control. Methods: Eight patients with ICDs admitted for electrical storm refractory to optimal medical therapy underwent renal sympathetic denervation. Underlying diseases included Chagas disease (n = 6), non-ischemic dilated cardiomyopathy (n = 1), and ischemic cardiomyopathy (n = 1).Information on the number of episodes of ventricular tachycardia/ventricular fibrillation and antitachycardia therapies in the week before the procedure and 30 days after treatment were obtained through interrogation of the ICDs.Results: The median numbers of episodes of ventricular achycardia/ ventricular fibrillation,antitachycardia pacing, and shocks in the week before renal sympathetic denervation were 29 (9 to 106), 23 (2 to 94), and 7.5 (1 to 88), and significantly reduced to 0 (0 to 12), 0 (0 to 30), and 0 (0 to 1), respectively, 1 month after the procedure (p = 0.002; p = 0.01; p = 0.003, respectively). No patients diedduring follow-up. There were no major complications related to the procedure.Conclusions: In patients with ICDs and electrical storm refractory to optimal medical treatment, renal sympathetic denervation significantly reduced arrhythmia load and, consequently, antitachycardia pacing and shocks. Randomized clinical trials in the context of renal sympathetic denervation tocontrol refractory cardiac arrhythmias are needed to further support these findings.
Descritores: Ablação por Cateter/métodos
Cardiopatias/etiologia
Desfibriladores Implantáveis
Simpatectomia/métodos
Terapêutica
-Antiarrítmicos/administração & dosagem
Arritmias Cardíacas/complicações
Arritmias Cardíacas/terapia
Artéria Renal/fisiopatologia
Doença Crônica
Estudos Prospectivos
Heparina/administração & dosagem
Nefropatias/fisiopatologia
Nefropatias/terapia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  9 / 31315 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-788755
Autor: Scopin, Luís Gustavo; Mateos, José Carlos Pachón; Mateos, Juan Carlos Pachón; Vargas, Remy Nelson Albornoz; Santos Filho, Eusébio Ramos dos.
Título: Terapia de ressincronização cardíaca no tratamento da cardiomiopatia induzida por marcapasso / Cardiac resynchronization therapy on pacing-induced cardiomyopathy
Fonte: RELAMPA, Rev. Lat.-Am. Marcapasso Arritm;28(4):175-181, out.-dez. 2015. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A cardiomiopatia induzida por marcapasso é uma forma de cardiomiopatia que ocorre em coraçõesestruturalmente normais após o implante de marcapasso convencional. A incidência pode chegar a 20% ao longode dez anos. A ressincronização biventricular é o tratamento de escolha para essa enfermidade. Relata-se o casode uma paciente do sexo feminino, com 77 anos de idade, portadora de implante de marcapasso bicameral por bloqueio atrioventricular de 2o grau Mobitz II, bloqueio de ramo esquerdo intermitente e síncope. A paciente evoluiu com disfunção ventricular grave e dispneia aos esforços habituais sete anos após o implante. Foi proposto upgrade para ressincronizador biventricular e após um ano houve remodelamento reverso do ventrículo esquerdo, com normalização da fração de ejeção e controle dos sintomas.

Pacing-induced cardiomyopathy is a cardiomyopathy that occurs in structurally normal hearts afterconventional pacemaker implant. The incidence may reach 20% in 10 years. Biventricular resynchronization is the choice treatment to this disorder. We report a female, 77 year-old patient, with a pacemaker for Mobitz typeII second-degree atrioventricular block, left bundle branch block and syncope. The patient evolved with severeventricular dysfunction and dyspnea during daily activities 7 years after implant. An upgrade to biventricularresynchronization was suggested and within 1 year there was reverse left ventricular remodeling with normalizationof ejection fraction and symptom control.
Descritores: Cardiomiopatias/fisiopatologia
Cardiomiopatias/terapia
Marca-Passo Artificial
Terapia de Ressincronização Cardíaca/métodos
-Ecocardiografia/métodos
Eletrocardiografia/métodos
Resultado do Tratamento
Ventrículos do Coração
Átrios do Coração
Limites: Seres Humanos
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  10 / 31315 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-777953
Autor: Reis, Gustavo Galli; Pachón-Mateos, José Carlos; Sousa, Amanda Guerra de Moraes Rego; Costa Junior, José de Ribamar; Sousa, José Eduardo Moraes Rego; Pachón-Matéos, Juan Carlos; Ramos, Auristela Isabel de Oliveira; Vargas, Remy Nelson Albornoz.
Título: Preditores de anormalidades do sistema de condução cardíaco e necessidade de marcapasso definitivo após implante porcateter de bioprótese valvar aórtica (Transcatheter Aortic ValveImplantation – TAVI) / Predictors of cardiac conduction system abnormalities and permanent pacemaker indications after Transcatheter Aortic Valve Implantation (TAVI)
Fonte: RELAMPA, Rev. Lat.-Am. Marcapasso Arritm;28(3):107-112, jul.-set.2015. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O implante por cateter de bioprótese valvar aórtica (do inglês Transcatheter Aortic Valve Implantation –TAVI) vem ganhando espaço e configura-se como opção terapêutica para pacientes com estenose aórtica grave sintomática e risco cirúrgico elevado ou proibitivo. Apesar da menor manipulação e da menor agressividade comparativamente à abordagem cirúrgica tradicional, a incidência de bloqueio atrioventricular avançado é expressiva e resulta em aproximadamente 30% de implantes de marcapasso cardíaco definitivo. A identificação de fatores clínicos, eletrocardiográficos, anatômicos e relacionados ao tipo de prótese ou à técnica de liberação do dispositivo é fundamental para o desenvolvimento de novas técnicas e materiais, visando a reduzir a taxa de bloqueio atrioventricular avançado após o procedimento de TAVI. Os preditores mais relevantes analisados foram: bloqueio de ramo direito prévio, tipo de prótese (autoexpansível vs. balão expansível), profundidade do implante sobre a via de saída do ventrículo esquerdo, expansão excessiva da prótese, bloqueio atrioventricular total intra procedimento, bloqueio atrioventricular de 1o grau ao eletrocardiograma de base e sexo masculino...

Transcatheter Aortic Valve Implantation (TAVI) has emerged as a therapeutic option for patients with symptomatic severe aortic stenosis who have a high surgical risk. Despite of less aggressive manipulation when compared to conventional surgery, the incidence of atrioventricular block is significant and 30% of patients require permanent pacemaker. The identification of clinical, electrocardiographic, anatomic and technical factors related to the type of implant or device release technique is essential for the development of new techniques and materials aiming at reducing the advanced atrioventricular block rate after TAVI. The most relevant predictors analyzed were: previous right bundle branch block, type of device (self-expanding vs. balloon-expandable), depth of frame in left ventricular outflow tract, valve over expansion, intraprocedural total atrioventricular block, first degree atrioventricular block in baseline electrocardiogram and male gender...
Descritores: Bloqueio Atrioventricular/complicações
Bloqueio Atrioventricular/terapia
Cardiopatias Congênitas/terapia
Estenose da Valva Aórtica/terapia
Implante de Prótese de Valva Cardíaca/métodos
Marca-Passo Artificial
-Bioprótese
Eletrocardiografia/métodos
Fatores de Risco
Próteses e Implantes/métodos
Literatura de Revisão como Assunto
Valva Aórtica/cirurgia
Ventrículos do Coração
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt



página 1 de 3132 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde