Base de dados : LILACS
Pesquisa : M01.060.116.630 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 89385 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 8939 ir para página                         

  1 / 89385 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-763829
Autor: Bruno, Rodrigo Ciotola; Bello, Marcos Ednelson Garcia; Alvarenga, Marcia Lanzoni de; Cesar, Maria Auxiliadora Prolungatti; Szutan, Luiz Arnaldo.
Título: Abscesso hepático por klebsiella pneumoniae e suas complicações sistêmicas / Liver abscess by klebsiella pneumoniae and its systemic complications
Fonte: GED gastroenterol. endosc. dig;33(1):23-26, jan.-mar. 2014. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Abscesso hepático por Klebsiella pneumoniae é incomum em países ocidentais e tem sido associado a complicações severas, sobretudo em pacientes diabéticos. A manifestação clínico-laboratorial da doença é inespecífica. Endoftalmite é uma rara complicação de septicemia por Klebsiella pneumoniae. Atraso terapêutico pode resultar em perda visual acentuada e irreversível. Relatamos um caso de abscesso hepático por Klebsiella pneumoniae complicado com endoftalmite, embolia pulmonar séptica e endocardite em homem diabético.

Klebsiella pneumoniae liver abscess is unco mmon in western countries and has been associated with severe complications, especially in diabetic patients. The clinical and laboratory manifestations of the disease are nonspecific. Endophthalmitis is a rare complication of septicemia due to Klebsiella pneumoniae. Therapeutic delay can result in severe and irreversible visual loss. We report a case of Klebsiella pneumoniae liver abscess complicated by endophthalmitis, septic pulmonary emboli and endocarditis in diabetic man.
Descritores: Abscesso Hepático Piogênico
Klebsiella pneumoniae
-Drenagem
Endoftalmite
Sepse
Diabetes Mellitus
Limites: Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt


  2 / 89385 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-729957
Autor: Bez, Leonardo Ghizoni; Navarro, Túlio Pinho.
Título: Study of carotid disease in patients with peripheral artery disease / Estudo da doença carotídea em pacientes com doença arterial periférica
Fonte: Rev. Col. Bras. Cir;41(5):311-318, Sep-Oct/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To study the stenosis of the carotid arteries in patients with symptomatic peripheral arterial disease. Methods: we assessed 100 consecutive patients with symptomatic peripheral arterial disease in stages of intermittent claudication, rest pain or ulceration. Carotid stenosis was studied by echo-color-doppler, and considered significant when greater than or equal to 50%. We used univariate analysis to select potential predictors of carotid stenosis, later taken to multivariate analysis. Results: The prevalence of carotid stenosis was 84%, being significant in 40% and severe in 17%. The age range was 43-89 years (mean 69.78). Regarding gender, 61% were male and 39% female. Half of the patients had claudication and half had critical ischemia. Regarding risk factors, 86% of patients had hypertension, 66% exposure to smoke, 47% diabetes, 65% dyslipidemia, 24% coronary artery disease, 16% renal failure and 60% had family history of cardiovascular disease. In seven patients, there was a history of ischemic cerebrovascular symptoms in the carotid territory. The presence of cerebrovascular symptoms was statistically significant in influencing the degree of stenosis in the carotid arteries (p = 0.02 at overall assessment and p = 0.05 in the subgroups of significant and non-significant stenoses). Conclusion: the study of the carotid arteries by duplex scan examination is of paramount importance in the evaluation of patients with symptomatic peripheral arterial disease, and should be systematically conducted in the study of such patients. .

Objetivo: estudar estenose das artérias carótidas nos pacientes com doença arterial periférica sintomática. Métodos: avaliaram-se consecutivamente 100 portadores de doença arterial periférica sintomática, nos estágios de claudicação intermitente, dor em repouso ou lesão trófica. A estenose carotídea foi estudada pelo eco-color-doppler, sendo considerada significativa quando maior ou igual a 50%. A análise univariada foi utilizada para selecionar os potenciais preditores de estenose carotídea, levados posteriormente para análise multivariada. Resultados: a prevalência de estenose carotídea foi 84%, sendo significativa em 40% e acentuada em 17%. A idade variou de 43 a 89 anos (média de 69,78). Quanto ao sexo, 61% foram do sexo masculino e 39% do feminino. Metade dos pacientes da amostra era claudicante e metade tinha isquemia crítica. Quanto aos fatores de risco, 86% dos pacientes apresentaram hipertensão arterial sistêmica, 66% exposição ao fumo, 47% diabetes, 65% dislipidemia, 24% coronariopatia, 16% insuficiência renal e 60% história familiar positiva para doenças cardiovasculares. Em sete pacientes, havia história de alguma sintomatologia cérebro-vascular isquêmica no território carotídeo. A presença de sintomatologia cérebro-vascular mostrou-se estatisticamente significativa para influenciar o grau de estenose nas artérias carótidas (p=0,02 na avaliação global e p=0,05 nos subgrupos de estenoses significativas e não significativas). Conclusão: o estudo das artérias carótidas através do exame de duplex-scan é de suma importância na avaliação dos pacientes portadores de doença arterial periférica sintomática, devendo-se realizar o estudo de forma sistemática nos pacientes. .
Descritores: Estenose das Carótidas/etiologia
Doença Arterial Periférica/complicações
-Índice de Gravidade de Doença
Estudos Prospectivos
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 89385 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-729963
Autor: Moreira, Amanda Castilho; Moreira, Marcio; Gurgel, Sanderland José Tavares; Moreira, Yasmin Castilho; Martins, Eguimar Roberto; Hartmann, Raphael Chalbaud Biscaia; Fagundes, Djalma José.
Título: Atenolol prevents the formation of expansive hematoma after rhytidoplasty / O atenolol previne a formação de hematoma expansivo após ritidoplastia
Fonte: Rev. Col. Bras. Cir;41(5):305-310, Sep-Oct/2014. tab.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To evaluate the perioperative use of atenolol in reducing the incidence of hematoma after rhytidoplasty. Methods: Between January 2007 and February 2013, 80 patients were randomized into two groups: Group A (n = 26) received perioperative atenolol in order to maintain heart rate (PR) around 60 per minute; Group B (n = 54) did not receive atenolol. Both groups underwent the same anesthetic and surgical technique. We monitored blood pressure (BP), HR, hematoma formation and the need for drainage. Patients were followed-up until the 90th postoperative day. The variables were compared between the groups using the ANOVA test. Continuous variables were presented as mean ± standard deviation and the differences were compared with the Student's t test. Values of p d" 0.05 were considered significant. Results: In group A the mean BP (110-70mmHg ± 7.07) and HR (64 / min ± 5) were lower (p d" 0.05) than in group B (135-90mmHg ± 10.6) and (76 / min ± 7.5), respectively. There were four cases of expansive hematoma in group B, all requiring reoperation for drainage, and none in group A (p d" 0,001). Conclusion: The perioperative use of atenolol caused a decrease in blood pressure and heart rate and decreased the incidence of expanding hematoma after rhytidectomy. .

Objetivo: avaliar o uso perioperatório do atenolol na redução da incidência de hematoma pós-ritidoplastia. Métodos: entre janeiro de 2007 e fevereiro de 2013 foram randomizados 80 pacientes em dois grupos: Grupo A (n=26) recebeu atenolol perioperatório com objetivo de manter frequência de pulso (FP) ± 60 por minuto, Grupo B (n=54) não recebeu atenolol. Ambos os grupos foram submetidos à mesma técnica anestésico-cirúrgica. A pressão arterial (PA) e FP, formação de hematoma e a necessidade de drenagem foram monitorizados. Houve seguimento até o 90º dia de pós-operatório. As variáveis foram analisadas entre os dois grupos utilizando-se o teste de ANOVA. As variáveis contínuas foram apresentadas como média (± Desvio-padrão) e as diferenças foram comparadas utilizando-se o t de Student. Foram considerados significantes os valores p<0,05. Resultados: as médias no grupo A de PA (110-70mmHg ± 7,07) e FP (64 /min ± 5) foram menores (p<0,05) em relação ao grupo B (135-90mmHg ± 10,6) e (76/min ± 7,5), respectivamente. Houve quatro casos de hematoma expansivo no grupo B, todos com necessidade de reoperação para a sua drenagem e nenhum no grupo A (p<0,001). Conclusão: o uso do atenolol perioperatório promoveu a redução de pressão arterial e frequência de pulso e diminuiu a incidência de hematoma expansivo pós-ritidoplastia. .
Descritores: Complicações Pós-Operatórias/etiologia
Complicações Pós-Operatórias/prevenção & controle
Atenolol/uso terapêutico
Ritidoplastia/efeitos adversos
Antagonistas de Receptores Adrenérgicos beta 1/uso terapêutico
Hematoma/etiologia
Hematoma/prevenção & controle
-Estudos Prospectivos
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 89385 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-729965
Autor: Lira, Renan Bezerra; Carvalho, Genival Barbosa de; Gonçalves Filho, João; Kowalski, Luiz Paulo.
Título: Evolution in the profile of thyroid cancer cases treated in an oncology reference service: what changed in the last 20 years / Evolução no perfil dos casos de câncer de tireoide tratados em um serviço de referência em oncologia: o que mudou nos últimos 20 anos
Fonte: Rev. Col. Bras. Cir;41(5):320-324, Sep-Oct/2014. graf.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To evaluate the characteristics of thyroid carcinoma cases treated at a reference hospital for cancer between 2008 and 2010. Methods: we studied 807 cases and analyzed the following clinicopathologic variables: symptoms, risk factors, diagnostic tests, staging, histological type, treatment performed and complications. Results: Females were more affected, with 660 cases (82%). The average age at diagnosis was 44.5 years. Prior exposure to ionizing radiation was reported by 22 (3%) patients, a family history of thyroid cancer by 89 (11%), and 289 (36%) individuals reported other types of cancer in the family. The fine needle aspiration biopsy was the main parameter for surgical indication and was suggestive of carcinoma in 463 patients (57%). Papillary carcinoma was the most common histological type, with 780 cases (96.6%). There were 728 (90%) total thyroidectomies, 43 (5.3%) reoperations or partial thyroidectomies followed by totalization, 23 (2.8%) extended thyroidectomies and only 13 (1.6%) partial thyroidectomies (lobectomy with isthmectomy). Neck dissection associated with thyroidectomy was done in 158 patients (19.5%). We observed a predominance of tumors classified as T1 in 602 (74.6%) patients. Transient hypocalcemia was the most frequent complication. Conclusion: The results show that the worldwide increase in the incidence of thyroid cancer has changed the profile of patients seen at a referral service. In addition, there were changes in the type of surgical treatment used, with increased use of total thyroidectomy in relation to partial and subtotal ones, and decreased use of elective neck dissections. .

Objetivo: avaliar características casos de carcinoma de tireoide atendidos em um hospital de referência em câncer entre 2008 e 2010. Métodos: foram analisadas variáveis clínico-patológicas de 807 casos tratados em três anos: sintomas, fatores de risco, exames de diagnóstico, estadiamento, tipo histológico, tratamento realizado e complicações. Resultados: o sexo feminino foi o mais acometido com 660 casos (82%). A média de idade ao diagnóstico foi 44,5 anos. A exposição prévia à radiação ionizante foi referida por 22 (3%) pacientes, a história familiar de câncer de tireoide por 89 (11%) pacientes e 289 (36%) pacientes relataram outros tipos de câncer na família. A punção aspirativa por agulha fina foi o principal parâmetro para indicação operatória e foi sugestiva de carcinoma em 463 pacientes (57%). O carcinoma papilífero foi o tipo histológico mais incidente, com 780 casos (96,6%). Foram realizadas 728 (90%) tireoidectomias totais, 43 (5,3%) reoperações ou tireoidectomias parciais seguidas de totalização, 23 (2,8%) tireoidectomias ampliadas e apenas 13 (1,6%) tireoidectomias parciais (lobectomia com istmectomia). O esvaziamento cervical, associado à tireoidectomia, foi feito em 158 pacientes (19,5%). Observamos predomínio dos tumores classificados como T1 em 602 (74,6%) dos pacientes. A hipocalcemia transitória foi a complicação mais frequente. Conclusão: os resultados mostram que o aumento mundial da incidência do câncer de tireoide alterou o perfil dos pacientes atendidos em serviço de referência. Além disso, ocorreram mudanças no tipo de tratamento cirúrgico empregado, com aumento no uso da tireoidectomia total em relação às parciais e subtotais e diminuição ...
Descritores: Tireoidectomia
Neoplasias da Glândula Tireoide/cirurgia
-Encaminhamento e Consulta
Fatores de Tempo
Neoplasias da Glândula Tireoide/diagnóstico
Estudos Retrospectivos
Estudos de Coortes
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 89385 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-729966
Autor: Baroncello, João Batista; Baroncello, Layla Regina Zambenedetti; Schneider, Emílio Gabriel Ferro; Martins, Guilherme Garcia.
Título: Evaluation of quality of life before and after videothoracoscopic simpathectomy for primary hyperhidrosis / Avaliação da qualidade de vida antes e após simpatectomia por vídeotoracoscopia para tratamento de hiperidrose primária
Fonte: Rev. Col. Bras. Cir;41(5):325-330, Sep-Oct/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To assess quality of life before and after thoracoscopic sympathectomy for treatment of primary hyperhidrosis. Methods: we conducted an observational, analytical, cross-sectional and quantitative study. We evaluated patients undergoing thoracoscopic sympathectomy for primary axillary hyperhidrosis, primary palmar hyperhidrosis, and axillary hyperhidrosis associated with palmar one. We applied a questionnaire on quality of life related to hyperhidrosis before and after the operation. Results: The questionnaire was administered to 51 patients with a mean age of 32.4 years, 45 women and six men. The average quality of life related to hyperhidrosis in a score of 0-100 before sympathectomy was 34.6 and after the operation it was 77.1. Compensatory hyperhidrosis occurred in 84.3% of patients. Conclusion: thoracoscopic sympathectomy improves the quality of life of patients with primary hyperhidrosis, with results supported over time. Compensatory hyperhidrosis occurred in most patients, but did not significantly influence the improved quality of life. .

Objetivo: avaliar a qualidade de vida antes e após a realização de simpatectomia por videotoracoscopia para tratamento de hiperidrose primária. Métodos: estudo observacional, analítico, transversal e quantitativo. Foram avaliados os pacientes submetidos à simpatectomia por vídeotoracoscopia para tratamento de hiperidrose primária axilar, palmar e a hiperidrose axilar associada à palmar. Foi aplicado um questionário sobre qualidade de vida relacionada à hiperidrose, antes e após a operação. Resultados: O questionário foi aplicado em 51 pacientes com média de idade de 32,4 anos, sendo 45 mulheres e seis homens. A qualidade de vida média relacionada à hiperidrose, em um escore de 0 a 100, antes da simpatectomia foi 34,6 e depois da operação foi 77,1. A hiperidrose compensatória ocorreu em 84,3% dos pacientes. Conclusão: a simpatectomia vídeotorácica melhora a qualidade de vida dos pacientes com hiperidrose primária, sustentando-se ao longo do tempo. A hiperidrose compensatória ocorreu na maioria dos pacientes, todavia não influenciou de maneira significativa a melhora da qualidade de vida. .
Descritores: Qualidade de Vida
Simpatectomia/métodos
Cirurgia Torácica Vídeoassistida
Hiperidrose/cirurgia
-Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Satisfação do Paciente
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 89385 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Coelho, Júlio C. U
Texto completo
Id: lil-742112
Autor: Zacharias, Bruno T; Coelho, Julio C. U; Parolin, Mônica B; Matias, Jorge E. F; Freitas, Alexandre C. T. de; Godoy, José Luiz de.
Título: Hypothalamic-pituitary-gonadal function in men with liver cirrhosis before and after liver transplantation / Função do eixo hipotálamo-hipófise-gonadal em homens cirróticos antes e após o transplante hepático
Fonte: Rev. Col. Bras. Cir;41(6):421-425, Nov-Dec/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To evaluate the influence of end-stage liver disease and orthotopic liver transplantation in the pituitary function and hormone metabolism before and after liver transplantation. Methods: In a prospective study, serum levels of follicle stimulating hormone (FSH), luteinizing hormone (LH), estradiol (E2) and prolactin (PRL) of 30 male patients with cirrhosis were determined two to four hours before and six months after liver transplantation. The results were compared according to the Model for End-stage Liver Disease (MELD). Results: male patients with liver cirrhosis have hypogonadism. FSH was normal, but inappropriately low due to androgen failure; E2 and PRL, on their turn, were high. After liver transplantation, FSH and LH levels increased (p < 0.05), whereas E2 and PRL normalized (p < 0.05). The MELD score did not influence changes in FSH, PRL and LH, however, the more severe the cirrhosis was, the more significant was the normalization of E2 (p = 0.01). Conclusion: Patients with cirrhosis and male hypogonadism have inappropriately normal levels of FSH and LH, associated with an increase in E2 and LRP. After liver transplantation, FSH and LH increased, while E2 and PRL returned to normal. Changes in E2 levels were most pronounced in patients with MELD > 18. The severity of cirrhosis had no influence on FSH, PRL and LH. .

Objetivo: avaliar a influência da doença hepática terminal e do transplante hepático ortotópico na função hipofisária e no metabolismo hormonal através da aferição dos níveis séricos dos hormônios folículo estimulante (FSH), hormônio luteinizante (HL), estradiol (E2) e prolactina (PRL) antes e após o transplante hepático. Métodos: em um estudo prospectivo, níveis séricos dos hormônios folículo estimulante (FSH), hormônio luteinizante (HL), estradiol (E2) e prolactina (PRL) de 30 paciente masculinos com cirrose foram determinados duas a quatro horas antes e seis meses após o transplante hepático. Os resultados foram comparados de acordo com o Model for End-stage Liver Disease (MELD). Resultados: acientes masculinos com cirrose hepática apresentam hipogonadismo. O FSH encontravam-se normais, porém inapropriadamente baixos devido à falência androgênica; já o E2 e o PRL estavam elevados. Após o transplante hepático, os níveis de FHS e HL aumentaram (p < 0,05), enquanto o E2 e o PRL normalizaram (p < 0,05). O MELD não influenciou as alterações no FSH, HL ou PRL, todavia, quanto mais grave a cirrose, mais significante foi a normalização do E2 (p=0,01). Conclusão: pacientes masculinos com cirrose e hipogonadismo apresentam níveis inapropriadamente normais de FSH e HL, associados com elevação do E2 e PRL. Após o transplante hepático, FSH e HL aumentaram, enquanto E2 e PRL retornaram aos valores normais. As alterações nos níveis de E2 foram mais pronunciadas em pacientes com MELD > 18. A gravidade da cirrose não teve influência no FSH, HL e PRL. .
Descritores: Testículo/fisiopatologia
Transplante de Fígado
Sistema Hipotálamo-Hipofisário/fisiopatologia
Cirrose Hepática/cirurgia
Cirrose Hepática/fisiopatologia
-Prolactina/sangue
Hormônio Luteinizante/sangue
Estudos Prospectivos
Estradiol/sangue
Hormônio Foliculoestimulante/sangue
Cirrose Hepática/sangue
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 89385 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-742114
Autor: Castro, Adham do Amaral e; Skare, Thelma Larocca; Nassif, Paulo Afonso Nunes; Sakuma, Alexandre Kaue; Ariede, Bruno Luiz; Barros, Wagner Haese.
Título: Ultrasound evaluation on carpal tunnel syndrome before and after bariatric surgery / Avaliação ultrassonográfica da síndrome do túnel do carpo antes e após cirurgia bariátrica
Fonte: Rev. Col. Bras. Cir;41(6):426-433, Nov-Dec/2014. tab.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To evaluate the prevalence of carpal tunnel syndrome in candidates for bariatric surgery comparing with the non-obese population and verify the effects on it of bariatric treatment. Methods: We studied three groups of individuals: 1) patients waiting for bariatric surgery (preoperative); 2) individuals who had already undergone the procedure (postoperative); and 3) control group. We collected demographic and clinical data of carpal tunnel syndrome. The Ultrasound examination was carried out to diagnose the syndrome by measuring the median nerve area. Results: We included 329 individuals (114 in the preoperative group, 90 in the postoperative group and 125 controls). There was a higher prevalence of paresthesias (p=0.0003), clinical tests (p=0.0083) on the preoperative group when compared with controls (p<0.00001). There were lowe levels of paresthesias (p=0.0002) and median nerve area (p=0.04) in postoperative patients but with no significant difference in general. A significant difference was found between the preoperative and postoperative groups (p=0.05) in those who performed non-manual work. Conclusion: There was a higher prevalence of carpal tunnel syndrome in the preoperative group compared with the control one, but no significant difference was observed between the pre and postoperative groups in general. There was difference between pre and postoperative groups for non-manual workers. .

Objetivo: verificar a prevalência da STC em pacientes obesos candidatos à cirurgia bariátrica comparada com a prevalência em indivíduos não obesos e em pacientes já submetidos ao procedimento cirúrgico para verificar se as medidas de perda de peso influem na prevalência e gravidade dos sintomas. Métodos: três grupos de indivíduos foram estudados: 1) candidatos à cirurgia bariátrica (pré-operatório); 2) já submetidos ao tratamento cirúrgico bariátrico (pós-operatório) e 3) grupo controle. Foram coletados dados demográficos e clínicos referentes à síndrome do túnel do carpo. Foi realizada ultrassonografia para medição da área da secção transversa do nervo mediano para o diagnóstico da síndrome. Resultados: foram incluídos 329 indivíduos (114 no grupo pré-operatório, 90 no grupo pós-operatório e 125 controles). Houve maior prevalência de parestesias quando se comparou o grupo pré-operatório com o controle (p<0,00001). Houve diminuição das parestesias (p=0,0002) e da área da secção transversa do nervo mediano (p=0.04) nos pacientes do pós-operatório, mas não houve diferença significativa na prevalência geral da síndrome do túnel do carpo. Foi observada diferença significativa entre os grupos pré e pós-operatório (p=0,05) nos indivíduos que realizavam trabalho não manual. Conclusão: houve maior prevalência da síndrome do túnel do carpo entre o grupo pré-operatório comparado com o controle, mas não se observou diferença significativa entre os grupos pré e pós-operatório no geral. Houve diferença entre os grupos pré e pós-operatório dentre os trabalhadores não manuais. .
Descritores: Síndrome do Túnel Carpal/diagnóstico por imagem
Cirurgia Bariátrica
-Cuidados Pós-Operatórios
Obesidade Mórbida/cirurgia
Obesidade Mórbida/complicações
Cuidados Pré-Operatórios
Síndrome do Túnel Carpal/classificação
Estudos de Casos e Controles
Estudos Transversais
Ultrassonografia
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Idoso
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 89385 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Almeida, Luciana Negrao Frota de
Texto completo
Id: lil-742115
Autor: Veloso, Carlos Eduardo; Almeida, Luciana Negrão Frota de; Nehemy, Márcio Bittar.
Título: CFH Y402H polymorphism and response to intravitreal Ranibizumab in brazilian patients with neovascular age-related macular degeneration / Associação do polimorfismo Y402H do gene CFH com a resposta terapêutica ao Ranibizumabe em pacientes portadores de degeneração macular relacionada à idade neovascular
Fonte: Rev. Col. Bras. Cir;41(6):386-392, Nov-Dec/2014. tab.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To investigate the association between CFH gene polymorphism and response to ranibizumab in Brazilian patients with neovascular age-related macular degeneration (AMD). Methods: 95 patients were genotyped for the CFH rs1061170 (Y402H) single nucleotide polymorphism. Patients with neovascular AMD initially received intravitreal ranibizumab injections for three months and were retreated as needed. Visual acuity (VA) and central retinal thickness (CRT) were measured before treatment and at 1, 3, 6, and 12 months post-treatment. Results: For patients with the TT and TC genotypes, paired comparisons of VA showed a statistically significant improvement when the data obtained at all visits were compared with baseline. Patients homozygous for the risk genotype (CC) did not show a statistically significant improvement when VA obtained at visits 1, 3, 6 and 12 were compared with baseline. For all genotypes, paired comparisons of CRT showed a statistically significant improvement when the data obtained at visits 1, 3, 6 and 12 were compared with baseline. Conclusion: Patients with the CC genotype showed poorer long-term functional response to intravitreal ranibizumab. .

Objetivo: investigar a associação entre polimorfismo do gene CFH e a resposta terapêutica ao ranibizumabe na degeneração macular relacionada à idade (DMRI) neovascular. Métodos: noventa e cinco pacientes foram submetidos à genotipagem para identificação do polimorfismo rs1061170 (Y402H) do gene CFH. Pacientes portadores de DMRI neovascular receberam inicialmente três injeções intravítreas de ranibizumabe com intervalo mensal entre elas. A partir de então, foram retratados de acordo com a necessidade. Acuidade visual (AV) e espessura macular central (EMC) foram medidas antes e 1, 3, 6 e 12 meses após o início do tratamento. Resultados: para pacientes portadores dos genótipos TT e TC, a análise pareada da AV mostrou melhora estatisticamente significativa quando os dados obtidos em todas as visitas foram comparados com aqueles obtidos antes do início do tratamento. Para pacientes homozigotos para o alelo de risco (CC), não houve diferença estatisticamente significativa quando a AV obtida nas visitas 1, 3, 6 e 12 foi comparada com aquela obtida antes do início do tratamento. Para todos os genótipos, a análise pareada da EMC mostrou melhora estatisticamente significativa em todas as avaliações. Conclusão: pacientes portadores do genótipo CC apresentaram pior resposta funcional em longo prazo após o tratamento com ranibizumabe intravítreo. .
Descritores: Fator H do Complemento/genética
Inibidores da Angiogênese/administração & dosagem
Polimorfismo de Nucleotídeo Único
Degeneração Macular Exsudativa/genética
Degeneração Macular Exsudativa/tratamento farmacológico
Ranibizumab/administração & dosagem
-Brasil
Estudos Retrospectivos
Resultado do Tratamento
Injeções Intravítreas
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 89385 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-742117
Autor: Cavalcanti, Ismar Lima; Carvalho, Ana Claudia Geraldino de; Musauer, Mariana Gonçalves; Rodrigues, Vanessa Salóes; Migon, Renato Nobre; Figueiredo, Nubia Verçosa; Vane, Luis Antonio.
Título: Safety and tolerability of controlled-release oxycodone on postoperative pain in patients submitted to the oncologic head and neck surgery / Segurança e tolerabilidade da oxicodona de liberação controlada em dores pós-operatórias em pacientes submetidos à operações oncológicas de cabeça e pescoço
Fonte: Rev. Col. Bras. Cir;41(6):393-399, Nov-Dec/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To evaluate the safety and tolerability of controlled-release oxycodone in the treatment of postoperative pain of head and neck oncologic resections. Methods: We conducted a prospective, observational and open study, with 83 patients with moderate to severe pain after head and neck oncological operations. All patients received general anesthesia with propofol, fentanyl and sevoflurane. Postoperatively, should they have moderate or severe pain, we began controlled-release oxycodone 20 mg 12/12 b.i.d on the first day and 10 mg b.i.d. on the second. We assessed the frequency and intensity of adverse effects, the intensity of postoperative pain by a verbal numeric scale and the use of rescue analgesia from 12 hours after administration of the drug and between 7 and 13 days after the last oxycodone dose. Results: The most common adverse events were nausea, vomiting, dizziness, pruritus, insomnia, constipation and urinary retention, most mild. No serious adverse events occurred. In less than 12 hours after the use of oxycodone, there was a significant decrease in the intensity of postoperative pain, which remained until the end of the study. The rescue medication was requested at a higher frequency when the opioid dose was reduced, or after its suspension. Conclusion: Controlled release oxycodone showed to be safe and well tolerated and caused a significant decrease in post-operative pain. .

Objetivo: avaliar a segurança e a tolerabilidade da oxicodona de liberação controlada no tratamento da dor pós-operatória de ressecções oncológicas de cabeça e pescoço. Métodos: estudo prospectivo, observacional e aberto. Foram estudados 83 pacientes com dor de moderada a intensa após operações oncológicas de cabeça e pescoço. Todos receberam anestesia geral com propofol, fentanil e sevoflurano. No pós-operatório, quando apresentaram dor moderada ou intensa, foi iniciada oxicodona de liberação controlada, 20mg de 12/12 horas no primeiro dia e 10mg de 12/12 horas no segundo dia. A frequência e a intensidade de efeitos adversos, a intensidade da dor pós-operatória pela escala verbal numérica e o uso de medicação analgésica de resgate foram avaliadas de 12/12 horas após a administração do medicamento e entre 7 e 13 dias após a última dose de oxicodona. Resultados: os efeitos adversos mais frequentes foram: náusea, vômito, tontura, prurido,insônia, constipação e retenção urinária, sendo a maioria, de leve intensidade. Não ocorreram eventos adversos graves. Em menos de 12 horas após o emprego da oxicodona, ocorreu diminuição significativa da intensidade da dor pós-operatória, que permaneceu até o final do estudo. A medicação de resgate foi solicitada em uma frequência maior quando a dose do opioide foi reduzida,ou após sua suspensão. Conclusão: aoxicodona de liberação controlada demonstrou ser segura e bem tolerada e promoveu diminuição significativa da dor pós-operatória. .
Descritores: Oxicodona/administração & dosagem
Oxicodona/efeitos adversos
Neoplasias de Cabeça e Pescoço/cirurgia
-Dor Pós-Operatória
Estudos Prospectivos
Preparações de Ação Retardada/administração & dosagem
Preparações de Ação Retardada/efeitos adversos
Analgésicos Opioides
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 89385 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-742118
Autor: Silva, Paula dos Santos Marsico Pereira da; Marsico, Giovanni Antonio; Araujo, Marcell Alex Ferraz; Braz, Fernando Soares Vannucci; Santos, Heron Teixeira Andrade dos; Loureiro, Gustavo Lucas; Fontes, Anderson.
Título: Complex pulmonary aspergilloma treated by cavernostomy / Tratamento do aspergiloma pulmonar complexo por cavernostomia
Fonte: Rev. Col. Bras. Cir;41(6):406-411, Nov-Dec/2014. graf.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To evaluate the effectiveness of cavernostomy in patients with complex fungal balls. Methods: We analyzed the medical records of patients undergoing cavernostomy between January 2005 and May 2013, evaluating: age, gender, preoperative signs and symptoms, predisposing disease, preoperative tests, location of the aspergilloma, etiologic agent, cavernostomy indication, postoperative outcome. Results: Ten patients were male. The mean age was 42.9 years (34-56). The most frequent symptom was repeated pulmonary bleeding. Cavernostomy was proposed for patients at high risk for lung resection. It was performed in 17 patients and all of them had pulmonary tuberculosis sequelae, with cavitations. The indication in all cases was hemoptysis and elimination of phlegm. The cavernostomies were performed in a single surgical procedure. In all 17 patients the cavity was left open after the withdrawal of the mycetoma. In all patients hemoptysis ceased immediately. Operative mortality was 9.5% (1). Conclusion: cavernostomy is an effective treatment alternative in patients at high risk. It may be useful in some patients with complex aspergilloma, irrespective of lung function or bilateral disease. It is technically easy, has low-risk, saves parenchyma, and may be performed in a single operative time. .

Objetivo: avaliar a efetividade da cavernostomia nos pacientes com bola fúngica complexa. Métodos: foram analisados os prontuários de pacientes submetidos à cavernostomia entre janeiro de 2005 e maio de 2013. Foram avaliados: idade, sexo, sinais e sintomas pré-operatórios, doença predisponente, exames pré-operatórios, localização do aspergiloma, agente etiológico, indicação da cavernostomia, evolução pós-operatória. Resultados: dez pacientes eram do sexo masculino. A média de idade foi 42,9 anos (34-56). O sintoma mais frequente foi o sangramento pulmonar repetido. A cavernostomia foi proposta para os pacientes com risco elevado para ressecção pulmonar, foi realizada em 17 pacientes e todos eles apresentavam sequelas de tuberculose pulmonar com lesões cavitárias. A indicação em todos os casos foi hemoptise e eliminação de catarro. As cavernostomias foram realizadas em tempo cirúrgico único. Nos 17 pacientes a caverna foi deixada aberta após a retirada do micetoma. Em todos os pacientes a hemoptise cessou imediatamente. A mortalidade operatória foi 1 (9.5%). Conclusão: a cavernostomia é uma alternativa de tratamento efetivo em pacientes com risco elevado. Pode ser útil em alguns pacientes com aspergiloma complexo, independentemente da função pulmonar ou doença bilateral. É tecnicamente fácil, de baixo risco, poupa parênquima, e realizada em tempo operatório único. .
Descritores: Aspergilose Pulmonar/cirurgia
-Toracotomia
Estudos Retrospectivos
Resultado do Tratamento
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 8939 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde