Base de dados : LILACS
Pesquisa : M01.072 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 624 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 63 ir para página                         

  1 / 624 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-954117
Autor: Laukkkanen, Jari A.
Título: Is cardiorespiratory optimal point measured during the maximal cardiopulmonary exercise test a relevant indicator of sports performance?
Fonte: Int. j. cardiovasc. sci. (Impr.);31(4):320-322, jul.-ago. 2018.
Idioma: en.
Resumo: Maximal oxygen consumption (VO2max) and ventilatory threshold (VT) obtained during a cardiopulmonary exercise test (CPX) are used in the evaluation of athletes. However, the identification of these variables may sometimes be unreliable, which limits their use. In contrast, the cardiorespiratory optimal point (COP) is a submaximal variable derived from CPX with objective measurement and prognostic significance. However, its behavior in athletes is unknown. Objective: To describe the behavior of COP in professional soccer players and its association with VO2max and VT. Methods: VO2max, VT and COP were obtained retrospectively from 198 soccer players undergoing maximal treadmill CPX using ramp protocol. COP was defined as the lowest value of the ventilation/oxygen consumption ratio in a given minute of the CPX. The soccer players were stratified according to their field position: goalkeeper, center-defender, left/right-back, midfielder and forwarder. Continuous variables were compared using unpaired Student t test or ANOVA, or Mann-Whitney test or Kruskal-Wallis test depending on their distribution, and categorical variables were compared using chi-square test. Pearson correlation was used to test the association between COP and other ventilatory variables. A level of 5% was used for statistical significance. Results: COP (mean ± SD) was 18.2 ± 2.1 and was achieved at a speed 4.3 ± 1.4 km.h-1 lower than that achieved at the VT. While VO2max (62.1 ± 6.2 mL.kg-1.min-1) tended to be lower in goalkeepers (p < 0.05), the COP did not vary according to field position (p = 0.41). No significant association was observed between COP and VO2max (r = 0.032, p = 0.65) or between COP and VT (r = -0.003, p = 0.96). Conclusion: COP can be easily determined during submaximal exercise performed with incremental speed in soccer players and does not vary according to the athlete's field position. The absence of association with VO2max and VT indicates that COP provides distinct and complementary information to these variables. Future studies are needed to determine the practical implications of COP in assessing athletes

O consumo máximo de oxigênio (VO2max) e o limiar anaeróbico (LA) obtidos no teste cardiopulmonar de exercício (TCPE) são utilizados na avaliação de atletas. Todavia, dificuldades na identificação e mensuração dessas variáveis dificultam sua utilização prática. O ponto ótimo cardiorrespiratório (POC) é uma variável submáxima do TCPE de mensuração objetiva e com significado clínico prognóstico. Contudo, é desconhecido o seu comportamento em atletas. Objetivo: Descrever o comportamento do POC em jogadores profissionais de futebol e sua associação com VO2max e LA. Materiais e Método: Análise retrospectiva de 198 futebolistas submetidos a TCPE máximo em esteira rolante com protocolo em rampa, divididos pela posição em campo: goleiro, zagueiro, lateral, meio-campo e atacante. Foram determinados VO2max, LA e POC. O POC correspondeu ao menor valor de ventilação/consumo de oxigênio em um dado minuto do TCPE. Variáveis contínuas foram comparadas pelo teste ABREITALICOtFECHAITALICO de ABREITALICOStudentFECHAITALICO não emparelhado ou ANOVA, ou teste de Mann-Whitney ou de Kruskal-Wallis dependendo na distribuição das mesmas, e variáveis categóricas foram comparadas pelo teste do qui-quadrado. A correlação de Pearson foi utilizada para testar a associação entre POC e outras variáveis ventilatórias. Adotou-se um nível de 5% para significância estatística. Resultados: O POC (média ± desvio-padrão) foi de 18,2 ± 2,1 a uma velocidade 4,3 ± 1,4 km.h-1 menor do que a do LA. Enquanto o VO2max (62,1 ± 6,2 mL.kg-1.min-1) tendeu a ser menor nos goleiros (p < 0,05), o POC não variou conforme a posição em campo (p = 0,41). Não houve associação significativa entre POC e VO2max (r = 0,032, p = 0,65) nem com LA (r = -0,003, p = 0,96). Conclusão: O POC pode ser facilmente determinado em exercício submáximo realizado com velocidades incrementais em futebolistas e não varia pela posição em campo. A ausência de associação com VO2max e LA indica que o POC traz uma informação distinta e complementar a essas variáveis. Estudos futuros são necessários para determinar implicações práticas do POC na avaliação de atletas
Descritores: Testes de Função Respiratória/métodos
Exercício Físico
Desempenho Atlético
-Consumo de Oxigênio
Doenças Cardiovasculares/mortalidade
Atletas
Aptidão Cardiorrespiratória/fisiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  2 / 624 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Araújo, Cláudio Gil Soares de
Texto completo
Id: biblio-954122
Autor: Souza e Silva, Christina Grüne de; Castro, Claudia Lucia Barros de; Franca, João Felipe; Bottino, Altamiro; Myers, Jonathan; Araújo, Claudio Gil Soares de.
Título: Ponto Ótimo Cardiorrespiratório em Futebolistas Profissionais: Uma Nova Variável Submáxima do Exercício / Cardiorespiratory Optimal Point in Professional Soccer Players: A Novel Submaximal Variable During Exercise
Fonte: Int. j. cardiovasc. sci. (Impr.);31(4):323-332, jul.-ago. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: O consumo máximo de oxigênio (VO2max) e o limiar anaeróbico (LA) obtidos no teste cardiopulmonar de exercício (TCPE) são utilizados na avaliação de atletas. Todavia, dificuldades na identificação e mensuração dessas variáveis dificultam sua utilização prática. O ponto ótimo cardiorrespiratório (POC) é uma variável submáxima do TCPE de mensuração objetiva e com significado clínico prognóstico. Contudo, é desconhecido o seu comportamento em atletas. Objetivo: Descrever o comportamento do POC em jogadores profissionais de futebol e sua associação com VO2max e LA. Materiais e Método: Análise retrospectiva de 198 futebolistas submetidos a TCPE máximo em esteira rolante com protocolo em rampa, divididos pela posição em campo: goleiro, zagueiro, lateral, meio-campo e atacante. Foram determinados VO2max, LA e POC. O POC correspondeu ao menor valor de ventilação/consumo de oxigênio em um dado minuto do TCPE. Variáveis contínuas foram comparadas pelo teste t de Student não emparelhado ou ANOVA, ou teste de Mann-Whitney ou de Kruskal-Wallis dependendo na distribuição das mesmas, e variáveis categóricas foram comparadas pelo teste do qui-quadrado. A correlação de Pearson foi utilizada para testar a associação entre POC e outras variáveis ventilatórias. Adotou-se um nível de 5% para significância estatística. Resultados: O POC (média ± desvio-padrão) foi de 18,2 ± 2,1 a uma velocidade 4,3 ± 1,4 km.h-1 menor do que a do LA. Enquanto o VO2max (62,1 ± 6,2 mL.kg-1.min-1) tendeu a ser menor nos goleiros (p < 0,05), o POC não variou conforme a posição em campo (p = 0,41). Não houve associação significativa entre POC e VO2max (r = 0,032, p = 0,65) nem com LA (r = -0,003, p = 0,96). Conclusão: O POC pode ser facilmente determinado em exercício submáximo realizado com velocidades incrementais em futebolistas e não varia pela posição em campo. A ausência de associação com VO2max e LA indica que o POC traz uma informação distinta e complementar a essas variáveis. Estudos futuros são necessários para determinar implicações práticas do POC na avaliação de atletas

Maximal oxygen consumption (VO2max) and ventilatory threshold (VT) obtained during a cardiopulmonary exercise test (CPX) are used in the evaluation of athletes. However, the identification of these variables may sometimes be unreliable, which limits their use. In contrast, the cardiorespiratory optimal point (COP) is a submaximal variable derived from CPX with objective measurement and prognostic significance. However, its behavior in athletes is unknown. Objective: To describe the behavior of COP in professional soccer players and its association with VO2max and VT. Methods: VO2max, VT and COP were obtained retrospectively from 198 soccer players undergoing maximal treadmill CPX using ramp protocol. COP was defined as the lowest value of the ventilation/oxygen consumption ratio in a given minute of the CPX. The soccer players were stratified according to their field position: goalkeeper, center-defender, left/right-back, midfielder and forwarder. Continuous variables were compared using unpaired Student t test or ANOVA, or Mann-Whitney test or Kruskal-Wallis test depending on their distribution, and categorical variables were compared using chi-square test. Pearson correlation was used to test the association between COP and other ventilatory variables. A level of 5% was used for statistical significance. Results: COP (mean ± SD) was 18.2 ± 2.1 and was achieved at a speed 4.3 ± 1.4 km.h-1 lower than that achieved at the VT. While VO2max (62.1 ± 6.2 mL.kg-1.min-1) tended to be lower in goalkeepers (p < 0.05), the COP did not vary according to field position (p = 0.41). No significant association was observed between COP and VO2max (r = 0.032, p = 0.65) or between COP and VT (r = -0.003, p = 0.96). Conclusion: COP can be easily determined during submaximal exercise performed with incremental speed in soccer players and does not vary according to the athlete's field position. The absence of association with VO2max and VT indicates that COP provides distinct and complementary information to these variables. Future studies are needed to determine the practical implications of COP in assessing athletes
Descritores: Testes de Função Respiratória/métodos
Futebol/tendências
Exercício Físico
Desempenho Atlético
Aptidão Cardiorrespiratória/fisiologia
-Espirometria/métodos
Medicina Esportiva
Análise Estatística
Estudos Retrospectivos
Análise de Variância
Ventilação Pulmonar/fisiologia
Eletrocardiografia/métodos
Atletas
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  3 / 624 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1146773
Autor: Iglesias, Diego Esteban.
Título: Muerte súbita en el deporte / Sudden death in sports
Fonte: Rev. Hosp. Ital. B. Aires (2004);36(3):91-98, sept. 2016. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: La muerte súbita de un atleta o deportista siempre es un hecho trágico de gran exposición mediática, que genera gran impacto social. Afortunadamente es un hecho extremadamente raro que tiene una incidencia entre 1:80 000 y 1:200 000 atletas/año. Sus causas son distintas de acuerdo con la edad del atleta o deportista. En aquellos menores de 35 años predominan las miocardiopatías y las anomalías congénitas de las arterias coronarias; en los mayores de 35 años, la principal causa es la enfermedad coronaria aterosclerótica adquirida. Es común para ambos grupos la muerte súbita arrítmica con corazón estructuralmente normal. La tarea del equipo de salud que asiste a esta población reside en conocer y detectar las potenciales causas para restringir la participación en el deporte de los atletas en riesgo (prevención primaria). Pero también debemos estar preparados para asistir las muertes súbitas de los atletas en el campo de juego con programas de asistencia para emergencias cardiovasculares que incluyan desfibriladores externos automáticos (prevención secundaria). (AU)

The sudden death of an athlete is always a tragic event that leads to a great media exposure that generates great social impact. Fortunately, it is an extremely rare event with an incidence of 1: 80,000 to 1: 200,000 athletes per year. The causes vary according to the age of the athlete. In those < 35 years old, predominantly cardiomyopathies, and congenital anomalies of the coronary arteries. Whereas in the > 35 years, the main cause is generally acquired atherosclerotic coronary disease. In both groups, it is common to experience arrhythmic sudden death despite having a structurally normal heart. It is the task of the health teams that treat this population to know and detect potential causes to restrict participation in sport for the athletes at risk (primary prevention). But we must also be prepared to attend sudden deaths of athletes in the field with assistance programs for cardiovascular emergencies including automated external defibrillators (secondary prevention). (AU)
Descritores: Morte Súbita Cardíaca/etiologia
Atletas/estatística & dados numéricos
-Prevenção Primária
Esportes/estatística & dados numéricos
Exercício Físico/fisiologia
Fatores Sexuais
Fatores Etários
Morte Súbita Cardíaca/prevenção & controle
Doença das Coronárias/mortalidade
Anomalias dos Vasos Coronários/mortalidade
Sistema Médico de Emergência
Desfibriladores
Origem Étnica e Saúde
Prevenção Secundária
Cardiomiopatias/mortalidade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  4 / 624 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1127712
Autor: D'Avila, Marcelo; Ferreira, Gustavo D; Bender, Lincoln B; Bergmann, Gabriel G; Pinheiro, Eraldo S.
Título: Relação entre a progressão do escore do functional movement screen e lesão em atletas futebol / Relationship between progression of functional movement screen test and injury in athletes of football
Fonte: Rev. bras. ciênc. mov;2(28):136-141, abr.-jun. 2020. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O futebol é uma modalidade de grande exigência física com movimentos de potência e velocidade com mudança de direção. Devido à alta intensidade, ocorre uma maior predisposição às lesões. O Functional Movement Screen (FMS) é um modelo de avaliação para identificar assimetrias e desequilíbrios musculoesqueléticos. O objetivo deste trabalho foi comparar os efeitos de do is m eses de pré-temporada na progressão do escore do teste FMS e sua relação com as lesões ao longo da competição. Participaram deste estudo 28 atletas profissionais de futebol, com idade média de 25,1 ± 6,5. Foi realizado o FMS antes e após a pré-temporada e durante o período competitivo foi verificada a ocorrência de lesões. Houve uma melhora (p<0,01) dos escores do FMS da avaliação pré (15,61 ± 1,39) para a avaliação pós pré-temporada (17,29 ± 1,24) entre todo o elenco, porém, quando considerado o tamanho do efeito, os atletas que não se lesionaram tiveram um efeito maior na progressão do escore (d=1,17) do que os que se lesionaram (d=0,35). Conclui-se que os atletas que não se lesionaram durante a competição, foram os que mais progrediram no FMS durante a pré-temporada, sendo, provavelmente, a progressão do escore do s atletas mais interessante do que o atendimento ao ponto de corte sugerido pela literatura...(AU)

Football is a modality that demands high physical fitness, with intense movements and rapid direction changing. Due to the high intensity demanded, athletes are more susceptible t o in juries. The Functional Movement Screen (FMS) test it is a method to evaluate asymmetries and muscle im balance. The objective was to compared the effects of two months of preseason, on the score of the FMS t est and their relationship with the injuries resulting from the competitive period. Participated o f th is study 28 professional football players (25.1 ± 6.5 years). FMS was performed before and after the p reseason and during the competitive period the occurrence of injuries was verified. There was a significant improvement of the FMS score after the preseason (p<0.01) for the all athletes. When considering the size effect, athletes who were not injured during the competitive period had a greater effect (d=1.17) than those who injured (d=0.35). The athletes who progressed the most during the evaluation were the athletes who were exempted from injury during the competitive period. Perhaps the progression of the athlete's score was more interesting than the attendance to the cut-off point suggested by the literature...(AU)
Descritores: Futebol
Ferimentos e Lesões
Potência
Atletas
-Diagnóstico da Situação de Saúde
Aptidão Física
Eficiência
Músculos
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1552.1 - Biblioteca Central


  5 / 624 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Maraes, Vera R. F. S
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1123157
Autor: Silva, Rafaella C. da; Sousa, Bruna S; Marães, Vera R. F. S.
Título: Avaliação da qualidade e do nível de satisfação de atletas amputados transfemorais com suas próteses: um estudo preliminar / Quality and level of satisfaction assessment of amputee athletes with their prosthesis: a preliminary study
Fonte: Rev. bras. ciênc. mov;2(28):117-122, abr.-jun. 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O aumento do número de sujeitos amputados protetizados torna necessário o desenvolvimento de dispositivos cada vez mais seguros e funcionais para o uso. Dentre os aspectos envolvidos no desenvolvimento protético, é importante que seja avaliada a percepção do usuário em relação ao dispositivo para detectar problemas e desconfortos que prejudicam o processo de adaptação e rein serção social após a amputação. Objetivo: analisar o nível de satisfação de atletas com amputação transfemoral em relação à suas próteses e seus impactos em sua funcionalidade e qualidade de vida. Mét o do : estudo transversal preliminar realizado com cinco atletas amputados, a coleta de dados foi realizada por meio da aplicação de um formulário de avaliação estruturado e questionário para obtenção das características estruturais e psicológicas dos participantes com amputação e do dispositivo protético utilizado, o nível de associação entre os aspectos avaliados foi medido por meio do coeficiente de correlação de sp earm an . Resultados: após a avaliação dos dados, foi observada correlação positiva forte entre o tempo de amputação e o grau de adaptação protético (p<0.05). Indivíduos mais adaptados ao dispositiv o p ossuem maior satisfação ao uso da prótese nas atividades de vida diária e maiores pontuações no questionário. Foi observada ainda e que a qualidade da prótese impacta o nível de satisfação em relação à adaptação e desenvolvimento das atividades diárias e desportivas. Conclusão: as análises evidenciam a influência do processo de protetização no desempenho esportivo e nas atividades cotidianas executadas pelos sujeit o s amputados, dados que podem contribuir para desenvolvimento tecnológico de dispositivos que interfiram positivamente no desempenho funcional diário e esportivo dessa população...(AU)

Background: the increase of amputated subjects with leg prostheses requires the development of increasingly safe and functional devices, and for this purpose it is necessary t o ev aluate the user's perception regarding his device to detect problems and discomforts that undermine t he so cial reintegration process after the amputation. Purpose: to analyze the satisfaction level o f athletes wit h transfemoral amputation about their prosthesis and its impacts in their functionality and qualit y o f life. Methods: a preliminary cross-sectional study was developed; data collection was performed through t he application of a structured evaluation form and a questionnaire to obtain structural an d p sy ch ological characteristics of five participants with amputation and the prosthetic device used. Correlation coefficients between evaluated aspects were calculated. Results: there was a strong positive correlation bet ween t he time since amputation and prosthetic adaptation (p<0.05). Subjects more adap ted t o t he dev ice h ave greater satisfaction using their prosthesis in activities of daily living and higher scores on quest io nnaire. The present study verified that the quality of the prosthesis influences the level of satisfaction related t o adaptation and development of daily and sports activities. Conclusion: this study correlations sh o ws t he real influence of prosthetization process in sports performance and daily activities executed by am p utee subjects, this data may assist the technological development of devices that contribute t o th e daily and sportive functional performance of this population...(AU)
Descritores: Próteses e Implantes
Qualidade de Vida
Esportes
Atividades Cotidianas
Desenvolvimento Tecnológico
Adaptação
Atletas
Desempenho Físico Funcional
Amputação
Amputados
-Satisfação Pessoal
Membros Artificiais
Estudos Transversais
Vida
Gestão da Qualidade
Crescimento e Desenvolvimento
Equipamentos e Provisões
Desempenho Atlético
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1552.1 - Biblioteca Central


  6 / 624 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131325
Autor: Perillo Filho, Marcos; Francisco, Ricardo Contesini; Garcia, Thiago Ghorayeb; Teixeira, Mateus Freitas; Bassaneze, Bruno; Albuquerque, Lorena Christine Araújo de; Alô, Rodrigo Otávio Bougleux; Colombo, Clea; Ghorayeb, Nabil.
Título: Esporte em Tempos de Covid-19: Alerta ao Coração / Sports in Covid-19 Times: Heart Alert
Fonte: Arq. bras. cardiol;115(3):303-307, out. 2020. tab, graf.
Idioma: pt.
Descritores: Esportes
Doenças Cardiovasculares/complicações
Infecções por Coronavirus
-Atletas
Betacoronavirus
Miocardite
Responsável: BR79.1 - CIC - Centro de Informação Cardiovascular Mendonça de Barros


  7 / 624 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131263
Autor: Hossri, Carlos Alberto Cordeiro.
Título: Distúrbios do Sistema de Condução Atrioventricular e Potenciais Riscos de Eventos Arrítmicos em Atletas de Alta Resistência / Atrioventricular Conduction System Disorders and Potential Risks of Arrhythmic Events in Endurance Athletes
Fonte: Arq. bras. cardiol;115(1):78-79, jul. 2020.
Idioma: pt.
Descritores: Arritmias Cardíacas
Atletas
-Aptidão Física
Função Ventricular
Remodelação Ventricular
Eletrocardiografia/métodos
Treinamento de Resistência
Comportamento Sedentário
Responsável: BR79.1 - CIC - Centro de Informação Cardiovascular Mendonça de Barros


  8 / 624 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-1124648
Autor: Medrano Plana, Yuri; Castillo Marcillo, Ángel R; Chávez González, Elibet.
Título: Patrón de Wolff-Parkinson-White en joven atleta de élite: Algoritmo a seguir / Wolff-Parkinson-White pattern in a young elite athlete: Algorithm to follow
Fonte: CorSalud;12(1):99-103, ene.-mar. 2020. graf.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN El síndrome de Wolff-Parkinson-White es una cardiopatía no estructural poco frecuente que pertenece a los denominados síndromes de preexcitación ventricular. Está asociada al desarrollo de muerte súbita, pues puede inducir a la aparición de arritmias malignas y su diagnóstico puede establecerse a través de la realización de un electrocardiograma. En caso de presentarse en personas vinculadas a la práctica deportiva, con el desarrollo de ejercicio físico intenso, puede incrementar el riesgo de muerte súbita. Se describe el caso de un atleta de alto rendimiento con diagnóstico de síndrome de Wolf Parkinson White y se presentan las pautas a seguir, según los criterios internacionales para la interpretación del electrocardiograma en deportistas.

ABSTRACT Wolff-Parkinson-White syndrome is a rare and non-structural heart disease, which belongs to the ventricular preexcitation syndromes. It is associated with the development of sudden death, as it can induce the appearance of malignant arrhythmias in the patient and its diagnosis can be established through electrocardiogram. If it takes place in people linked to sport, with the development of intense physical exercise, it can increase the risk of sudden death. The case of a high-performance athlete with a diagnosis of Wolff-Parkinson-White syndrome is described, and the guidelines to be followed according to international criteria for the interpretation of the electrocardiogram in sportsmen and women are presented.
Descritores: Síndrome de Wolff-Parkinson-White
Morte Súbita
Eletrocardiografia
Atletas
Responsável: CU425.1 - Centro Provincial de Información de Ciencias Médicas de Villa Clara


  9 / 624 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Cohen, Moisés
Texto completo
Id: biblio-1137998
Autor: Falótico, Guilherme Guadagnini; Bento, André Orlandi; Goulart, Luana Tossolini; Zafalon, Leonardo; Arliani, Gustavo Gonçalves; Cohen, Móises.
Título: Comparison between the Dominant and Non-dominant Sides of Athletes with Groin Pain / Comparação funcional entre membro dominante e não dominante em atletas com dor inguinal
Fonte: Rev. bras. ortop;55(2):203-207, Mar.-Apr. 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective To compare the difference in range of motion (ROM) between the dominant and nondominant hips of the athletes and to correlate the results with groin pain, as well as to compare the differences in ROM among the main hip injuries. Methods The participants included 75 athletes, 56 males and 19 females, aged between 20 and 46 years old, who were diagnosed with hip injury. These individuals were subdivided according to the pathologies (femoroacetabular impact or labral lesion, adductor and pubic lesions and trochanteric syndrome) and characteristics of each hip were analyzed. Results A total of 150 hips (right and left) were measured for the present analysis. When comparing the ROM of the injured hip with the healthy hip, no statistically significant differences were found. There were also no significant differences between the amplitudes of hip movement when the main pathologies were compared. Conclusion The present study did not find differences in ROM rotation between the various pathologies of the hip.

Resumo Objetivo Comparar a diferença do arco de movimento (ADM) entre o quadril com lesão e o não lesionado de atletas com as principais patologias femoroacetabulares. Além disso, analisar a diferença da ADM do quadril em cada patologia considerada. Métodos Os participantes do presente estudo foram 75 atletas de diversas modalidades esportivas, sendo 56 mulheres e 19 homens, com idades entre 20 e 46 anos, os quais tinham diagnóstico de lesão do quadril. Esses indivíduos foram subdivididos em três grupos de acordo com as patologias (impacto femoroacetabular ou lesão labral, pubalgia ou lesão dos adutores e síndrome trocantérica) e as características de cada quadril foram analisadas. Resultados Um total de 150 quadris (direito e esquerdo) foram mensurados para a presente análise. Comparou-se o ADM do quadril lesado e do quadril saudável de cada atleta e não foram encontradas diferenças estatísticas. Da mesma forma, não houve diferença significativa entre a ADM do quadril entre as principais injúrias. Conclusão O presente estudo não encontrou diferenças no arco de movimento entre o quadril lesionado e o contralateral, bem como não houve diferença na amplitude dos movimentos entre as patologias femoroacetabulares analisadas.
Descritores: Dor
Amplitude de Movimento Articular
Amplitude
Lesões do Quadril
Atletas
Impacto Femoroacetabular
Movimento
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  10 / 624 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1138008
Autor: Vilela, José Carlos Souza; Freitas Júnior, Haroldo Oliveira de; Sérgio, Thiago Rodrigues; Pádua, Bruno Jannotti; Costa, Eduardo Louzada da; Machado, Thalles Leandro Abreu; Barbosa, Tadeu Fonseca.
Título: Comparison of the Medial And Lateral Rotations of the Shoulder Between Non-Athletes and Professional Squash Athletes / Comparação das rotações medial e lateral do ombro entre não-atletas e atletas profissionais de squash
Fonte: Rev. bras. ortop;55(2):221-225, Mar.-Apr. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective To compare the medial and lateral rotations of the shoulders and the distances between the coracoid process and the cubital fossa of non-athletic individuals to those of elite squash players. Method The cross-sectional study was performed between March and August 2017. Male and female non-athletes (n = 628) were selected at the Orthopedic Emergency Service of our institution. The inclusion criteria were: age between 18 and 60 years, no physical disabilities or cognitive impairments and absence of pain in the upper limbs. Elite squash players (n = 30) of various nationalities were selected at an event held in our city. All of the athletes had practiced this sport under high performance requirements for > 10 years and/or 10.000 hours, and all were asymptomatic. Demographic and clinical data were collected through interviews, while physical examinations and shoulder assessments were performed by a single orthopedic practitioner. Results If compared with non-athletes, elite squash players presented significant (p < 0.001) mean losses of 23º34' in medial rotation and significant (p < 0.003) mean gains of 10º23' in lateral rotation of the dominant shoulders. There was a significant difference (p < 0.008) between non-athletes and athletes regarding the distance between the coracoid process and the cubital fossa in the dominant arm. Conclusion Intensive squash practice causes adaptive changes that trigger glenohumeral medial rotation deficit, accompanied by significant lateral rotation gain, and can generate pathogenic alterations in the shoulder.

Resumo Objetivo Comparar as rotações medial e lateral dos ombros e as distâncias entre o processo coracoide e a fossa cubital de indivíduos não atletas e de jogadores profissionais de squash. Método O estudo transversal foi realizado entre março e agosto de 2017. Não atletas do sexo feminino e masculino (n = 628) foram selecionados no Serviço de Emergência Ortopédica da nossa instituição. Os critérios de inclusão foram: idade entre 18 e 60 anos, ausência de deficiências físicas ou cognitivas e ausência de dor nos membros superiores. Jogadores profissionais de squash (n = 30) de várias nacionalidades foram selecionados em um evento realizado em nossa cidade. Todos os atletas praticavam seu esporte em alto nível há > 10 anos e/ou 10.000 horas, e todos eram assintomáticos. Os dados demográficos e clínicos foram coletados por entrevista, enquanto os exames físicos e de ombro foram realizados por um único consultor ortopédico. Resultados Em comparação com os não atletas, os jogadores profissionais de squash apresentaram perdas médias significativas (p < 0,001) de 23º34' na rotação interna e significativos (p < 0,003) ganhos médios de 10º23' na rotação externa dos ombros dominantes. Houve diferença significativa (p < 0,008) entre não atletas e atletas quanto à distância entre o processo coracoide e a fossa cubital no braço dominante. Conclusão A participação intensiva no squash provoca alterações adaptativas que dão origem ao déficit de rotação interna glenoumeral, acompanhadas de significativo ganho de rotação externa, e podem gerar alterações patogênicas no ombro.
Descritores: Dor
Braço
Rotação
Articulação do Ombro
Esportes
Amplitude de Movimento Articular
Extremidade Superior
Atletas
Limites: Humanos
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central



página 1 de 63 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde