Base de dados : LILACS
Pesquisa : M01.072 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 687 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 69 ir para página                         

  1 / 687 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1090048
Autor: Oliveira-Rosado, Joana; Duarte, João P; Sousa-e-Silva, Paulo; Costa, Daniela C; Martinho, Diogo V; Sarmento, Hugo; Valente-dos-Santos, João; Rama, Luís M; Tavares, Óscar M; Conde, Jorge; Castanheira, Joaquim; Soles-Gonçalves, Rui; Agostinete, Ricardo R; Coelho-e-Silva, Manuel J.
Título: Physiological profile of adult male long-distance trail runners: variations according to competitive level (national or regional) / Perfil fisiológico de corredores de trilhas de longa distância adultos do sexo masculino: variações segundo o nível competitivo (nacional ou regional)
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eAO5256, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Portuguese Foundation for Science and Technology; . Portuguese Foundation for Science and Technology; . Portuguese Foundation for Science and Technology.
Resumo: ABSTRACT Objective To describe and identify the importance of different indicators of the aerobic and anaerobic fitness of male ultra-trail runners according to their level of participation (regional or national). Methods Forty-four male ultra-trail runners were assessed (36.5±7.2 years). They were classified as regional (n=25) and national (n=19). Wingate test was used to assess the anaerobic pathway. A progressive incremental running test was performed and ventilatory thresholds registered, in parallel to heart rate and lactate concentration at the end of the protocol. Comparison between groups was performed using independent samples t-test. Results No significant differences were found between outputs derived from Wingate test. For aerobic fitness, while examining absolute values, differences were uniquely significant for the second ventilatory threshold (ultra-trail regional runners: 3.78±0.32L.min-1; ultra-trail national runners: 4.03±0.40L.min-1 p<0.05). Meantime, when aerobic fitness was expressed per unit of body mass, differences were significant for the second ventilatory threshold (ultra-trail regional runners: 50.75±6.23mL.kg-1.min-1; ultra-trail national runners: 57.88±4.64mL.kg-1.min-1 p<0.05) and also maximum volume of oxygen (ultra-trail regional runners: 57.33±7.66mL.kg-1.min-1; ultra-trail national runners: 63.39±4.26mL.kg-1.min-1 p<0.05). Conclusion This study emphasized the importance of expressing physiological variables derived from running protocols per unit of body mass. Also, the second ventilatory threshold appears to be the best and the only aerobic fitness variable to distinguish between trail runners according to competitive level. Maximal oxygen uptake seems of relative interest to distinguish between long distance runners according to competitive level.

RESUMO Objetivo Descrever e comparar indicadores de aptidão metabólica em corredores de trilhas de longa distância (ultra trail running) adultos do sexo masculino, de acordo com o nível de competição (regional ou nacional). Métodos Foram avaliados 44 corredores masculinos com média de idade de 36,5±7,2 anos classificados como de nível regional (n=25) ou nacional (n=19). Foi utilizado o teste de Wingate para avaliação da via anaeróbica, enquanto o teste incremental de corrida em esteira também foi realizado para determinar os limiares ventilatórios, o consumo máximo de oxigênio, a frequência cardíaca e a concentração de lactato ao final do protocolo. A comparação entre os grupos foi realizada por estatística teste t para amostras independentes. Resultados As variáveis obtidas do teste Wingate não diferiram de forma significativa entre os grupos. No que diz respeito à aptidão aeróbica, foram encontradas diferenças significativas entre variáveis expressas em valores absolutos no segundo limiar ventilatório (corredores de nível regional: 3,78±0,32L.min-1; corredores de nível nacional: 4,03±0,40L.min-1; p<0,05). Quando considerados os valores expressos por unidade de massa corporal, o segundo limiar ventilatório (corredores de nível regional: 50,75±6,23mL.kg-1.min-1; corredores de nível nacional: 57,88±4,64mL.kg-1.min-1; p<0,05) e o volume máximo de oxigênio (corredores de nível regional: 57,33±7,66mL.kg-1.min-1; corredores de nível nacional: 63,39±4,26mL.kg-1.min-1; p<0,05) também diferiram de forma significativa. Conclusão Este estudo destacou a importância de se expressarem variáveis fisiológicas derivadas de protocolos de corrida por unidade de massa corporal. Além disso, o segundo limiar ventilatório pareceu ser o melhor e único indicador de aptidão aeróbica para a diferenciação de corredores de trilha de longa distância, segundo o nível competitivo. O consumo máximo de oxigênio não é especialmente relevante para distinguir os corredores de trilha de longa distância, segundo o nível competitivo.
Descritores: Corrida/fisiologia
Atletas
-Oxigênio/metabolismo
Valores de Referência
Fatores de Tempo
Limiar Anaeróbio/fisiologia
Índice de Massa Corporal
Estudos Transversais
Estatísticas não Paramétricas
Teste de Esforço/métodos
Frequência Cardíaca/fisiologia
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 687 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1155162
Autor: Silva, Fábio Henrique Alves da; Paula, Paula Ângela de Figueiredo e.
Título: Os impactos do racismo na subjetividade do jogador de futebol negro / The impacts of racism on the subjectivity of black soccer players / Los impactos del racismo en la subjetividad de los futbolistas negros
Fonte: Psicol. ciênc. prof;40(spe):e230122, 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Temos visto sucessivos casos de racismo no esporte ao longo dos anos. Essa situação nos possibilita colocar em xeque a ideia de que há uma democracia racial no esporte, justificada pelo fato de que a projeção dos atletas independe de sua cor, pois aconteceria pelo mérito de seu esforço em treinar suas potencialidades. Escolhemos nos concentrar no futebol porque é o esporte que mais converge o sentimento nacionalista em nosso país. O objetivo principal desta pesquisa de conclusão do curso de Psicologia, foi o de investigar se há racismo no futebol brasileiro e se ele afeta a subjetividade dos negros brasileiros que trabalham no futebol. Visamos também investigar como a psicologia tem tratado o sofrimento causado pelo racismo na constituição das subjetividades dos negros. A metodologia escolhida foi a revisão bibliográfica que, percorre o que já foi publicado em livros, sites etc. Constatamos que os negros encontram espaços de trabalho quando são atletas, mas que sua participação é mínima como árbitros, treinadores ou gestores. A pesquisa revelou também que a própria psicologia demorou muito a se pronunciar sobre o sofrimento causado na constituição da subjetividade do negro. Utilizando as orientações técnicas do Centro de Referência em Psicologia e Politicas Publicas (Crepop) do Conselho Federal de Psicologia em 2017, pudemos concluir que, para tratar do sofrimento dos negros no esporte, é necessário ampliar a clínica, escutando o atleta em sua dimensão biopsicossocial.

Abstract We have seen over the years successive cases of racism in sport. This situation makes us question the idea that there is a racial democracy in sport, justified by the fact that the projection of athletes is independent of their color, given that this is due to the merit of their efforts to train their potentialities. We chose to focus on soccer because it is the sport that most converges the feeling of nationalism in our country. We investigated in this research to conclude psychology course, if there is racism in Brazilian soccer and if it affects the subjectivity of Brazilian black people working in soccer. We also aim to investigate how Psychology has treated the suffering caused by racism in the constitution of black subjectivity. The chosen methodology was the bibliographic review that goes through what has already been published in books, websites and etc, The results show that black people find workspaces when they are still athletes, but their participation is minimal as referees, coaches or managers. The research also revealed that Psychology itself took a long time to take a stance on the suffering caused in the constitution of black subjectivity. Using the technical guidelines of the Reference Center in Psychology and Public Policy of the Federal Council of Psychology in 2017, we conclude that to address the suffering of black people in sports it is necessary to expand the clinic, listening to athletes in their bio-psycho-social dimension.

Resumen Han ocurrido muchos casos de racismo en el deporte a lo largo de los años. Esta situación nos permite cuestionar la idea de que existe una democracia racial en el deporte, justificada por el hecho de que la proyección de los deportistas no depende de su color, sino del mérito de su esfuerzo en entrenar sus potenciales. Se eligió el fútbol porque es el deporte que más converge el sentimiento nacionalista en Brasil. El principal objetivo de esta investigatión para concluir el curso de Psicologia, fue investigar se hay racismo en el fútbol brasileño y si afecta la subjetividad de los brasileños negros que trabajan en lo fútbol. Además, se busca investigar cómo la psicología ha tratado el sufrimiento causado por el racismo en la constitución de subjetividades negras. Se optó por hacer una revisión bibliográfica en torno a lo que se ha publicado en libros, internet, etc. Se encontró que los negros encuentran espacios de trabajo cuando son deportistas, pero su participación se reduce a lo mínimo como árbitros, entrenadores o directivos. Además, se reveló que la propia psicología tardó mucho en pronunciarse sobre el sufrimiento causado en la constitución de la subjetividad negra. Con base en los lineamientos técnicos del Centro de Referencia en Psicología y Políticas Públicas del Consejo Federal de Psicología en 2017, se concluye que, para atender el sufrimiento de los negros en el deporte, es necesario ampliar la clínica, escuchando al deportista en su dimensión biopsicosocial.
Descritores: Psicologia
Futebol
Esportes
Cor
Grupo com Ancestrais do Continente Africano
Atletas
Racismo
-Personalidade
Pesquisa
Tempo
CYCLAMATESABDOMINAL INJURIES
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR1552.1 - Biblioteca Central


  3 / 687 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1283257
Autor: Aguilar Díaz, María; Giménez-Blasi, Nuria; Latorre, José Antonio; Martínez-Bebia, Manuel; Bach-Faig, Anna; Mariscal-Arcas, Miguel.
Título: Papel de la alimentación en la respuesta a infecciones respiratorias altas en atletas de élite / Role of nutrition in the response to upper respiratory infections in elite athletes
Fonte: Arch. latinoam. nutr;71(1):61-78, mar. 2021. ilus, tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Las infecciones de las vías respiratorios altas (IVRA), son debilitantes para el potencial deportivo de los atletas de élite. El ejercicio físico activa múltiples vías moleculares y bioquímicas relacionadas con el sistema inmune, sensibles a influencias nutricionales. Sobre este contexto, la inmunonutrición está adquiriendo una nueva dirección orientada a conseguir el equilibrio inmunológico, contraponiéndose con algunas de las teorías que han sentado las bases de la inmunología del ejercicio durante las últimas décadas. Objetivo. Investigar los aspectos nutricionales que puedan mejorar la respuesta inmunológica en deportistas de elite. Estudiar los posibles beneficios del equilibrio inmunológico para mejorar el rendimiento, analizar los factores nutricionales que contribuyan al equilibrio de la respuesta inmunológica y extrapolar la evidencia actual en recomendaciones prácticas de alimentación/suplementación para mejorar la homeostasis de la respuesta inmunológica en atletas de élite, teniendo en cuenta las limitaciones existentes.Resultados. La evidencia científica apunta que se puede potenciar el equilibrio inmunológico y la respuesta inmune a través de la modificación de factores nutricionales. Dentro de los cuales, la vitamina D, los probióticos, la vitamina C y el cinc son los que cuentan con mayor evidencia. Conclusión. Los avances científicos resultan prometedores y de interés para los atletas de élite, debido a que pueden disminuir la incidencia de IVRA, mejorando el éxito deportivo de los mismos. Se requieren más estudios para su validación y aplicación(AU)

Upper respiratory tract infections (URTI) are debilitating for the athletic potential of elite athletes. Physical exercise in elite athletes activates multiple molecular and biochemical pathways related to the immune system, which, at the same time, are sensitive to nutritional influences. Based on this context, immunonutrition is taking a new direction aimed at achieving the immunological balance. Objective. To investigate the nutritional aspects that can improve the immune response in elite athletes. To study the potential benefits of immune balance to improve performance, to analyse nutritional factors that contribute to the balance of the immune response and to extrapolate current evidence into practical dietary/supplementation recommendations to improve the homeostasis of the immune response in elite athletes, considering existing limitations. Results. Scientific evidence suggests that immune balance and immune response can be enhanced through the modification of nutritional factors. Among which, vitamin D, probiotics, vitamin C and zinc are the micronutrients with most evidence. Conclusion. Scientific advances in this field are promising and of great interest to elite athletes since it could decrease the incidence of URTI and, as a consequence, it could improve their sporting success. However, more studies are still required for its validation and application(AU)
Descritores: Infecções Respiratórias/imunologia
Estado Nutricional
Ingestão de Alimentos
Atletas
-Exercício Físico
Fatores de Risco
Tolerância Imunológica
Imunidade
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha


  4 / 687 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1047334
Autor: Martucci, Luiz Felipe; Vecchiatto, Bruno; Evangelista, Fabiana Sant'Anna.
Título: Repercussões do destreinamento físico no sistema cardiovascular, massa corporal e perfil lipídico / Repercussions of physical detraining on cardiovascular system, body mass and lipid profile
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;29(4,Supl):408-414, out.-dez. 2019. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O presente manuscrito teve por objetivo a revisão de literatura sobre os efeitos do destreinamento (DT) no sistema cardiovascular e em fatores de risco cardiovasculares, tais como massa corporal, adiposidade e perfil lipídico. Para isso, uma ampla pesquisa da literatura nas bases de dados PubMed, Scopus e Web of Science foi realizada, e o conjunto de dados mostrou que o DT promove reversão das adaptações cardiovasculares obtidas com o treinamento físico, tais como redução do VO2máx, do débito cardíaco máximo, do volume sistólico, do volume sanguíneo e da massa ventricular. Além disso, o DT induz aumento da frequência cardíaca de repouso e submáxima, da resistência vascular periférica e da pressão arterial. O curso temporal para que tais efeitos cardiovasculares ocorram é amplo, podendo ocorrer a partir da segunda semana de DT até três meses após o DT. O DT também gera prejuízos aos fatores de risco cardiovasculares, tais como aumento da massa corporal e da adiposidade, aumento do colesterol total, LDL e VLDL, e redução do HDL. Enquanto os efeitos na massa corporal aparecem após quatro semanas de DT, as mudanças no perfil lipídico são mais precoces, com apenas uma semana de DT

The objective of this manuscript is to review the literature about the effects of detraining (DT) on the cardiovascular system and on cardiovascular risk factors such as body mass, adiposity and lipid profile. For this, a wide literature search in the PubMed, Scopus and Web of Science databases was performed, and the data showed that DT promotes the reversal of cardiovascular adaptations obtained with physical training, such as reduction in VO2 max, cardiac output, ejection fraction, blood volume and ventricular mass. In addition, DT induces an increase in resting and submaximal heart rates, peripheral vascular resistance and blood pressure. The timeframe for such cardiovascular effects to be seen is long, which may occur from the second week of DT to 3 months after DT. DT also causes damage to cardiovascular risk factors by inducing an increase in body mass and adiposity, an increase in total cholesterol, LDL and VLDL, and a reduction in HDL. While effects on body mass appear after 4 weeks of DT, changes in lipid profile appear earlier, with only 1 week of DT
Descritores: Sistema Cardiovascular
Exercício Físico
-Consumo de Oxigênio
Índice de Massa Corporal
Colesterol
Fatores de Risco
Atletas
Pressão Arterial
Frequência Cardíaca
HDL-Colesterol
LDL-Colesterol
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  5 / 687 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-729301
Autor: Santos, Daniel Fernando Pellegrino dos; Oliveira Filho, Japy Angelini.
Título: Suplementos: existem feitos positivos? E os riscos cardiovasculares? / Supplements: are posivite effects? And cardiovascular risk?
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;24(1):95-99, jan.-mar. 2014.
Idioma: pt.
Resumo: Existe um crescente consumo de suplementos, fármacos lícitos e ilícitos por praticantes de esportes e atletas. O planejamento dietético em atletas competitivos é fundamental para o desempenho esportivo, mas, em geral, uma dieta balanceada atende às recomendações para manutenção do desempenho esportivo e saúde. As necessidades nutricionais devem contemplar o nível, tipo e duração de exercício realizado, sempre individualizando as necessidades calóricas, de carboidratos e de proteínas. Muitos suplementos existentes no mercado não têm respaldo científico algum e podem conter substâncias não referidas em seus rótulos. São inúmeros estudos comprovando o aumento do risco cardiovascular e de morte súbita durante a prática esportiva em usuários de estimulantes e de hormônios esteroides anabolizantes. Um novo padrão atual de estética tem levado inúmeros jovens e adultos a colocar em risco suas vidas na busca a qualquer custo desse suposto corpo ideal.

There is an increasing consumption of licit and illicit drugs as well as supplements by sports practitioners and athletes. Dietary planning for elite athletes is crucial for sports performance, but in general a well-balanced diet meets the recommendations for maintaining sports performance and health. The nutritional needs should contemplate the level, type and duration of exerci se performed, always individualizing caloric needs of protein and carbohydrates. Many supplements on the market have no scientific basis and may contain substances not listed on their labels. There are countless studies showing the increased cardiovascular risk and sudden death during sports practice among users of stimulants and anabolic steroid hormones. A new current pattern of aesthetics has led countless young people and adults to put their lives at risk in the pursuit of this alleged ideal body.
Descritores: Alimentos Formulados
Atletas
Fatores de Risco
Suplementos Nutricionais
-Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Anabolizantes/efeitos adversos
Exercício Físico
Guias como Assunto/normas
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  6 / 687 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-729298
Autor: Pinto, Ibraim Masciarelli Francisco; Garcia, Tiago Senra; Gospos, Maximilian.
Título: Uso racional dos exames de imagem na avaliação do coração de atleta / Cardiac image in the evaluation of the athlete's heart
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;24(1):76-83, jan.-mar. 2014. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A intensa atividade física em treinamentos e competições, particularmente nos esportes profissionais, exige importantes adaptações por parte das câmaras cardíacas e levam o coração a trabalhos extremos, que podem gerar arritmias, além de outros sintomas cardíacos. Por outro lado, as condições intensas de funcionamento cardíaco podem fazer com que doenças cardíacas incipientes se manifestem. Estas condições fazem com que a avaliação do atleta com suspeita de cardiopatias seja cuidadosa e, muitas vezes, inclua a realização de exames de imagem. A interpretação dos resultados destes exames, porém, pode não ser muito simples, pois muitas das mudanças que se seguem à constante prática de esportes ainda não são totalmente conhecidas e elas podem variar de acordo com as características genéticas, de sexo, etnia, tipo de treino e esporte praticado. Deve-se considerar, também, que o uso indiscriminado de exames de imagem pode gerar custos elevados e também à suspensão desnecessária da prática de esportes, que, por sua vez, carregam consigo elevado impacto social e pessoal. Neste artigo, propomos o uso integrado e racional destas tecnologias, sempre consideradas após a suspeição de cardiopatias. Além do ecocardiograma, a ressonância, em especial ao se pesquisar doenças musculares e para buscar fibrose miocárdica, como a tomografia, em especial diante da suspeita de doença coronária obstrutiva ou por origem anômala destes vasos, podem auxiliar na tomada de decisão correta em cada caso individualizado.

The intense physical activity in training and competitions mainly in professional sports require important adaptations of the heart chambers and take the heart to extreme work which can cause arrhythmias and other cardiac symptoms.Therefore, intense heart work can cause heart disease. Do to this fact, it is important to be careful when assessing athletes with suspected cardiopathies and often the performance of imaging tests is required. Interpretation of the results of these tests, however, may not be so simple because many of the alterations that follow the constant practice of sports are not yet fully known, and they may vary according to the genetic characteristics of gender, ethnicity, type of training, and sports practiced. One should consider, too, that the indiscriminated use of imaging tests can generate high costs and unnecessary discontinuation of the practice of sports, which eventually will cause high social and personal impacto This article proposes integrated and rational use of these technologies, always after suspicion of heart diseases. Besides ECHO, MRI is fundamental especially when searching muscular diseases and myocardial fibrosis. Whereas, CT can assist in making the right decision particularly on the suspicion of coronary obstructive disease or for the anomalous origin of these vessels.
Descritores: Atividade Motora
Atletas
Diagnóstico por Imagem/métodos
Doenças Cardiovasculares/diagnóstico
Técnicas de Diagnóstico Cardiovascular
-Cardiopatias
Ecocardiografia/métodos
Imageamento por Ressonância Magnética
Ventrículos do Coração/anormalidades
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  7 / 687 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-729297
Autor: Gimenes, Vera Marcia Lopes.
Título: Ecocardiografia de estresse em atletas / Stress echocardiography in athletes
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;24(1):71-75, jan.-mar. 2014. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A avaliação ecocardiográfica do atleta tem algumas peculiaridades em repouso tanto na anatomia (diâmetros e massa relacionados ao tipo de esporte praticado que classificam o tipo de hipertrofia e sincronismo dos ventrículos quando houver sintomas de arritmia) como na função contrátil diastólica e função sistólica. Como os sintomas e alterações hemodinâmicas ocorrem durante o esforço, nada mais lógico que os atletas sejam avaliados não somente em repouso, mas também durante o esforço. Esta análise pode ser feita com ecocardiografia de estresse com dobutamina ou com esforço físico que, no caso dos atletas, seria o mais indicado. Na ecocardiografia de esforço, são avaliadas a reserva miocárdica pelo comportamento da função ventricular durante o esforço e medidas de gradientes na via de saída do ventrículo esquerdo e nas valvas, conforme a necessidade. Nas diretrizes de avaliação dos atletas, não consta a ecocardiografia de repouso ou de estresse, pois a morte súbita em atletas jovens, embora seja trágica, é rara. A acurácia de todas as modalidades de imagem em repouso não é suficiente para justificar seu uso como seleção primária de modalidades dos atletas assintomáticos, para a morte súbita. O uso dos métodos de imagens é muito útil para avaliar atletas sintomáticos com eletrocardiograma alterado ou antecedentes familiares de cardiopatia e atletas aparentemente saudáveis.

Echocardiographic evaluation of the athlete has some peculiarities in the anatomy both at rest (diameters and mass related to the type of sport practiced for classifying the type of hypertrophy) and in diastolic and systolic function. As the symptoms and hemodynamic alterations occur during exercise, nothing more logical for athletes to be evaluated not only at rest but also during exerci se. This assessment can be done with dobutamine stress echocardiography or stress echocardiography physical effort which for athletes the latter would be more suitable. In this examination would be assessed by the myocardial reserve left ventricular function during stress, measures gradients in the L V outflow tract and ventricles synchronism when there are symptoms of arrhythmia. In the guidelines for the evaluation of athletes there is no resting or stress echocardiography, since sudden death in young athletes is tragic, although rare. The accuracy of all imaging modalities at rest is not sufficient to justify its use as a primary selection of modalities of asymptomatic athletes for sudden death. The use of images is very useful for evaluating symptomatic athletes with abnormal EKG or family history of heart disease and apparently healthy athletes.
Descritores: Atividade Motora/fisiologia
Atletas
Ecocardiografia sob Estresse
Exercício Físico/fisiologia
-Cardiomiopatia Hipertrófica/mortalidade
Esforço Físico/fisiologia
Função Ventricular
Guias como Assunto/normas
Morte Súbita
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  8 / 687 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-729296
Autor: Colombo, Cléa Simone Sabino de Souza; Francisco, Ricardo Contesini.
Título: O coração de atleta na mulher / The athlete's heart in women
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;24(1):66-70, jan.-mar. 2014. graf.
Idioma: pt.
Resumo: A prática regular de exercícios de alta intensidade tem sido relacionada com alterações no tamanho e no ritmo cardíaco de atletas há séculos. Mais recentemente, com o avanço dos exames complementares no século 20, tais alterações foram bem descritas e definidas como adaptações fisiológicas, sendo conhecidas como "coração de atleta". Entretanto, até meados da década de 90 estas adaptações não tinham sido descritas em mulheres. Acredita-se que isso se deva não só à presença de menos atletas do sexo feminino até aquele período e com uma intensidade menor de treinamento, mas também à quantidade inferior de androgênios circulantes. Atualmente, as adaptações do coração de atleta também, têm sido evidenciadas nas mulheres atletas, porém, parecem ocorrer de maneira diferente e em menor proporção do que os homens atletas.

Regular intensive physical training has been associated with changes in cardiac size and heart rate for centuries. Recently, with the advancement of multimodality imaging in the 20th century, such changes have been well described and defined as physiological adaptations, known as the "athlete's heart", However, until the middle of the 90's these adaptations had never been described in women, not only because of the small number of female athletes until that time, but also due to the lower amount of circulating androgens. Recently, adaptations of the athlete's heart have also been demonstrated in women, but it seems to occur differently and less extensive than in men athletes.
Descritores: Atletas
Esforço Físico/fisiologia
Exercício Físico/fisiologia
Frequência Cardíaca/fisiologia
Hipertrofia Ventricular Esquerda/fisiopatologia
Mulheres
-Ecocardiografia Doppler/métodos
Eletrocardiografia/métodos
Teste de Esforço/métodos
Volume Sistólico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  9 / 687 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-729295
Autor: Garcia, Thiago Ghorayeb; Ghorayeb, Nabil.
Título: Exercícios físicos de alta intensidade: risco cardiovascular / High intensity exercise: cardiovascular risk
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;24(1):61-65, jan.-mar. 2014.
Idioma: pt.
Resumo: A prática regular de atividade física proporciona benefícios para a saúde, tanto na prevenção primária quanto no tratamento das doenças cardiovasculares; Existe uma forte e inversa associação entre atividade física e mortalidade cardiovascular e geral. Mesmo em quantidade modesta de exercício físico confere benefícios para saúde, e estes benefícios aumentam de uma forma dose-dependente, porém, é possível que exista um limite seguro de dose de atividade física, para além do qual não haja aumento dos benefícios ou mesmo os efeitos adversos da atividade física podem superar seus benefícios. Apesar de quase todos os estudos epidemiológicos mostrarem benefício cardiovascular da atividade física habitual, o exercício físico de alta intensidade pode causar alterações cardíacas agudas e a remodelação crônica do coração de atleta, sendo que o significado clínico destas alterações ainda é incerto. Este artigo procura revisar as possíveis consequências da atividade física de alta intensidade e longa duração.

Regular physical activity provides a variety of health benefits, both in primary prevention as well as in the treatment of chronic cardiovascular disease. There is a Strong and inverse association between physical activity and cardiovascular and overall mortality. Even a modest amount of exercise confers health benefits, and these benefits increase in a dose-dependent manner, but it is possible that there is a safe upper-dose limit of physical activity beyond which there is no increase in benefits or even the adverse effects of physical activity amy outweigh its benefits. Although almost all epidemiological studies show cardiovascular benefit of physical activity, high intensity exercise can cause acute cardiac changes and chronic remodeling of the athlete's heart, but the clinical significance of these changes is still uncertain. This article reviews the possible consequences of chronic high intensity physical activity.
Descritores: Atividade Motora
Doenças Cardiovasculares/fisiopatologia
Esforço Físico
Exercício Físico/fisiologia
Fatores de Risco
Tolerância ao Exercício/fisiologia
-Arritmias Cardíacas
Atletas
Biomarcadores Farmacológicos/análise
Esportes
Fibrilação Atrial/complicações
Frequência Cardíaca
Remodelamento Atrial/fisiologia
Traumatismos em Atletas
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  10 / 687 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-729294
Autor: Matos, Luciana Diniz Nagem Janot de; Meneghelo, Romeu Sergio.
Título: Critérios objetivos para atividade física esportiva não supervisionada na doença arterial coronária / Objective criteria for unsupervised sports physical activity in coronary artery disease
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;24(1):56-60, jan.-mar. 2014.
Idioma: pt.
Resumo: Se por um lado o treinamento físico na doença arterial coronariana é indiscutível, por outro se sabe que o exercício físico associa-se a um risco aumentado de rotura de placa e eventos cardiovasculares, principalmente em homens sedentários com múltiplos fatores de risco. Tal paradoxo gera a necessidade de uma adequada estratificação de risco para a liberação de atividades físicas para esta população, tanto a que enquadra em prevenção primária, como moderado a alto risco cardiovascular, como para aquela d prevenção secundária. O grande desafio na abordagem desse tema, sem dúvida, torna-se a liberação à prática esportiva, mesmo que amadora e recreativa, aos indivíduos com doença arterial coronariana conhecida. Na abordagem desse tema, quatro questões são, na grande maioria das vezes, suficiente para a tomada de decisão quanto ao tempo de atividade física supervisionada a ser realizada e a liberação da intensidade e volume do exercício a ser realizado, sendo elas: a extensão da doença, a presença de isquemia residual, de disfunção ventricular e de instabilidade elétrica. A partir dessas avaliações, podem-se classificar dois tipos de risco: discretamente aumentado e substancialmente aumentado para liberação de atividades competitivas. É importante ressaltar que as recomendações para atletas competitivos são baseadas em parte por observações obtidas de não atletas com doença coronariana, uma vez que os dados em atletas são escassos. Dentro desse contexto, a individualização da liberação torna-se de suma importância.

The role of exercise training in coronary artery disease is benefic, on the other hand it is known that physical exercise is associated with na increased risk of plaque rupture and cardiovascular events especially in sedentary men with multiple risk factors. This paradox raises the need for proper risk stratification in order to allow physical activity for this population which fits in primary prevention, with moderate to high cardiovascular risk, as well as for secondary prevention. The major challenge in addressing this issue undoubtedly becomes the release to sports (even amateur or recreational) for these individuals with known coronary artery disease. In adressing this issue there are four questions which can be considered suficiente for decision making regarding the time of supervised physical activity to be performed and the release of the intensity and volume of exercise to be carried out, i.e: the extent of disease, the presence of residual ischemia, ventricular dysfunction and electrical instability. From these assessments we can classify two types of risk: slightly increased and substantially increased for the release of competitive activities. Importantly, for athletes who participate in participate in competitions are based in part on obsernations obtained from non-athletes with coronary artery disease, since data about these athletes are scarce. Within this contexto the individualization for the release becomes paramount.
Descritores: Atividade Motora/fisiologia
Doença da Artéria Coronariana/complicações
Doença da Artéria Coronariana/terapia
Esportes/fisiologia
Exercício Físico/fisiologia
-Atletas
Fatores de Risco
Guias como Assunto/normas
Terapêutica/métodos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt



página 1 de 69 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde