Base de dados : LILACS
Pesquisa : M01.085 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2653 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 266 ir para página                         

  1 / 2653 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-891462
Autor: Figueredo, Delcina Jesus; Jacob-Filho, Wilson.
Título: Comparison between subjective and objective evaluations of self-care performance in elderly inpatients / Comparação entre avaliações subjetivas e avaliação objetiva do desempenho de autocuidados em idosos internados
Fonte: Einstein (Säo Paulo);16(1):eAO3987, 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objetive To identify the functional status in self-care performance of elderly inpatients, through subjective and objective evaluations. Methods Fifty-five pairs of elderly and their respective caregivers of both sexes were submitted to subjective (self-rating and rating by caregivers) and objective assessment. The Performance Test of Activities of Daily Living and items in the Instrumental Activities of Daily Living scale were used. Functional status was rated 1 (unable to perform task), 2 (able to perform task with assistance) or 3 (able to perform task unassisted). The agreement rate among different self-rating and rating by caregivers, and objective assessment was calculated by dividing the number of identical responses by the total. Results Most elderly patients and caregivers were women (58.2% and 83.6%, respectively). The mean age was 80 years for elderly patients and 58.7 years for caregivers. Low schooling levels (1 to 4 years) prevailed among elderly patients (65.4%), while caregivers often had complete high education (32.7%). Functional status (FN=1, 2 and 3) varied between tasks, and the agreement rate between assessment methods ranged from 58 to 98.1%, particularly in comparisons involving objective assessment. Conclusion Self-reported data and data contributed by caregivers must be compared with performance data collected via objective assessment for a reliable appreciation of the true functional status of older adults.

RESUMO Objetivo Identificar o nível de funcionalidade no desempenho dos autocuidados em idosos internados, por meio de avaliações subjetivas e objetivas. Métodos Cinquenta e cinco pares de idosos e respectivos cuidadores, de ambos os sexos, submeteram-se a: avaliação subjetiva dos idosos, avaliação subjetiva dos cuidadores e avaliação objetiva do idoso. Foi aplicada a Escala Ecológica de Desempenho de Atividades de Vida Diária, bem como itens das Atividades Instrumentais de Vida Diária. O nível de funcionalidade foi classificado em 1 para "não faz a tarefa", 2 para "faz com ajuda" e 3 para "faz sem ajuda". Calculamos o índice de concordância entre as avaliações subjetiva dos idosos, subjetiva dos cuidadores e objetiva do idoso dividindo o número de respostas idênticas pelo total. Resultados A maioria dos participantes era do sexo feminino entre os idosos (58,2%) e os cuidadores (83,6%). A média de idade dos idosos foi 80 anos e, dos cuidadores, 58,7 anos. A escolaridade baixa (1 a 4 anos) predominou entre os idosos (65,4%) e a alta (Ensino Superior), entre os cuidadores (32,7%). O nível de funcionalidade (FN=1, 2 e 3), oscilou entre as tarefas avaliadas e o índice de concordância variou de 58 a 98,1%, principalmente nas comparações com a avaliação objetiva. Conclusão As informações relatadas por idosos e cuidadores devem ser comparadas às obtidas objetivamente, para melhor identificar a real funcionalidade dos idosos.
Descritores: Autocuidado/estatística & dados numéricos
Atividades Cotidianas
Avaliação Geriátrica/métodos
Cuidadores
-Fatores Socioeconômicos
Avaliação Geriátrica/estatística & dados numéricos
Estudos Transversais
Pacientes Internados
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 2653 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Viana, Ana Luiza D'Avila
Texto completo
Id: biblio-984365
Autor: Ponnet, Liz; Willems, Sara; Vyncke, Veerle; Bousquat, Aylene Emilia Moraes; Viana, Ana Luiza d'Ávila; Mello, Guilherme Arantes; Demarzo, Marcelo.
Título: Evaluation of the quality of Primary Health Care services for children: reflections on the feasibility of using the Brazilian version of the Primary Care Assessment Tool as a routine assessment tool / Avaliação da qualidade dos serviços de Atenção Primária à Saúde para crianças: reflexões sobre a viabilidade do uso rotineiro do Primary Care Assessment Tool-Brazil
Fonte: Einstein (Säo Paulo);17(1):eAO4333, 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To assess the quality of the Primary Health Care services provided to children and the feasibility of using the Brazilian version of Primary Care Assessment Tool (PCAT-Brazil) as a routine quality assessment tool. Methods A cross-sectional study was carried out in Joanópolis, a small rural town in the State of São Paulo (SP), Brazil. Seven health professionals and 502 caretakers of children using the public health center were interviewed using the PCAT-Brazil, collecting data on the core and related attributes of Primary Health Care provided to children. The score of each attribute was calculated. Results Caretakers rated as good the following attributes; "degree of affiliation", "first contact care − use of services", "coordinated care", and "comprehensive care − available services". The attributes of "first contact accessibility", "long term person care", "comprehensive care − offered services" and "family- and community-oriented care" were scored as poor. The health professionals only rated the attribute of "first contact accessibility" as satisfactory, and considered that all other Primary Health Care attributes needed improvement. To conduct this study, at least 1,241 working hours were invested, and the estimated budget was R$12.900,00 (or U$3,953.00). Conclusion The use of the PCAT-Brazil as a routine assessment and planning tool seemed to be not feasible in the given setting due to high costs, lack of trained personnel and the huge workload. To overcome the encountered obstacles, advices are given based on field experience.

RESUMO Objetivo Avaliar a qualidade dos serviços de Atenção Primária à Saúde prestados às crianças e a viabilidade de usar a versão brasileira da Primary Care Assessment Tool (PCAT-Brazil) como ferramenta rotineira de avaliação da qualidade. Métodos Estudo transversal, realizado em Joanópolis, um pequeno município rural no Estado de São Paulo. Sete profissionais de saúde e 502 responsáveis legais de crianças que usaram o centro de saúde foram entrevistados usando a PCAT-Brazil, para coleta de dados sobre os atributos essenciais e derivados dos serviços de Atenção Primária à Saúde oferecidos às crianças. Foi calculado o escore para cada atributo. Resultados Os responsáveis classificaram como satisfatórios os atributos como "grau de afiliação", "acesso de primeiro contato − utilização", "coordenação" e "integralidade − serviços disponíveis". Os atributos "acesso de primeiro contato − acessibilidade", "longitudinalidade", "integralidade − serviços prestados" e "orientação familiar e comunitária" foram classificados como insatisfatórios. Por outro lado, os profissionais de saúde apenas classificaram o atributo "acessibilidade do primeiro contato" como satisfatório e consideraram todos os outros atributos de Atenção Primária à Saúde como necessidade de melhoria. Para realizar este estudo, foram investidas pelo menos 1.241 horas de trabalho e o orçamento estimado foi de R$12.900,00 (ou U$3,953.00). Conclusão Usar a PCAT-Brazil como ferramenta de avaliação e planejamento de rotina pareceu não ser viável neste estudo, pelos altos custos, pela falta de pessoal treinado e pelo grande número de horas de trabalho exigido. Para superar os obstáculos encontrados, conselhos foram formulados com base na experiência de campo.
Descritores: Atenção Primária à Saúde/normas
Acesso aos Serviços de Saúde/economia
Acesso aos Serviços de Saúde/organização & administração
Acesso aos Serviços de Saúde/estatística & dados numéricos
-Atenção Primária à Saúde/economia
Atenção Primária à Saúde/estatística & dados numéricos
População Rural
Brasil
Estudos de Viabilidade
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Cuidadores
Pessoal de Saúde
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adulto
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 2653 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1286371
Autor: Durand, Michelle Kuntz; Heidemann, Ivonete Teresinha Schülter Buss; Rumor, Pamela Camila Fernandes; Vendruscolo, Carine; Belaunde, Aline Megumi Arakawa; Souza, Jeane Barros de.
Título: Possibilidades e desafios para o empoderamento feminino: perspectivas de mulheres em vulnerabilidade social / Posibilidades y desafíos para el empoderamiento de las mujeres: perspectivas de mujeres en vulnerabilidad social / Possibilities and challenges for women's empowerment: perspectives of women in social vulnerability
Fonte: Esc. Anna Nery Rev. Enferm;25(5):e20200524, 2021.
Idioma: pt.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: Resumo Objetivo investigar as possibilidades e desafios para o empoderamento de mulheres em vulnerabilidade social, residentes na periferia de um município localizado na região sul - Brasil. Método pesquisa qualitativa, do tipo ação participante, realizada por meio do Itinerário de Paulo Freire. Foi operacionalizada em seis Círculos de Cultura, com a participação de doze mulheres entre 18 e 79 anos, em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) de um município do Sul do Brasil, nos meses de maio a julho de 2019. Resultados na primeira etapa identificaram-se 45 temas geradores, os quais foram codificados, descodificados e desvelados, mediante ação dialógica. Três temas foram selecionados pelas participantes para a discussão no estudo: Enfrentamento do problema; Jeito de Ser; Cuidado com o outro. Considerações finais e implicações para a prática a necessidade das mulheres ressignificarem suas vidas foi fortalecida por atitudes proativas de mudança para o enfrentamento das adversidades do dia a dia. Este estudo, embasado nos pressupostos de Paulo Freire, fortaleceu o empoderamento e a autonomia dessas mulheres, gerando possibilidades de transformações em suas vidas e nos espaços em que convivem.

Resumen Objetivo investigar las posibilidades y desafíos para el empoderamiento de mujeres en vulnerabilidad social, residentes en las afueras de un municipio ubicado en el sur-Brasil. Método investigación cualitativa, del tipo acción participante articulada al Itinerario de Paulo Freire, que recorrió tres momentos: investigación temática; codificación y descodificación; y desvelo crítico. Se operó en seis Círculos Culturales, con la participación de doce mujeres entre 18 y 79 años, en una Unidad Básica de Salud (UBS) en un municipio del sur de Brasil, de mayo a julio de 2019. Resultados en la primera etapa se identificaron 45 temas generadores, que fueron codificados, decodificados y desvelados, a través de la acción dialógica. Los participantes seleccionaron tres temas para debatir en el estudio: Enfrentando el problema; Manera de Ser; Cuidado con el otro. Consideraciones finales e implicaciones para la práctica la necesidad de las mujeres de resonar sus vidas fue fortalecida por actitudes proactivas de cambio para el enfrentamiento de las adversidades del día a día. Este estudio, basado en los presupuestos de Paulo Freire, fortaleció el empoderamiento y la autonomía de estas mujeres, generando posibilidades de transformaciones en sus vidas y en los espacios en que conviven.

Abstract Objective to investigate the possibilities and challenges for the empowerment of socially vulnerable women living in the outskirts of a municipality located in the southern region of Brazil. Method a qualitative research, of participant action type, carried out through the Itinerary of Paulo Freire. It was operationalized in six Culture Circles, with the participation of twelve women between 18 and 79 years old, in a Basic Health Unit (BHU) of a municipality in southern Brazil, in the months of May to July 2019. Results In the first stage, 45 generating themes were identified, which were codified, decoded, and unveiled through dialogical action. Three themes were selected by the participants for discussion in the study: Facing the problem; Way of being; Caring for others. Final considerations and implications for practice the need for women to re-signify their lives was strengthened by proactive attitudes of change to face the adversities of everyday life. This study, based on Paulo Freire's assumptions, strengthened the empowerment and autonomy of these women, generating possibilities of transformations in their lives and in the spaces where they live.
Descritores: Saúde da Mulher
Vulnerabilidade Social
Autonomia Pessoal
Empoderamento
-Autocuidado
Adaptação Psicológica
Cuidadores/psicologia
Pesquisa Qualitativa
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR442.1 - Biblioteca Setorial de Pós-Graduação


  4 / 2653 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1290316
Autor: Fuhrmann, Ana Cláudia; Bierhals, Carla Cristiane Becker Kottwitz; Santos, Naiana Oliveira dos; Machado, Diani de Oliveira; Cordova, Fernanda Peixoto; Paskulin, Lisiane Manganelli Girardi.
Título: Construction and validation of an educational manual for family caregivers of older adults after a stroke / Construcción y validación de manual educativo para familiares cuidadosos de personas mayores tras accidente cerebro vascular / Construção e validação de manual educativo para cuidadores familiares de idosos após acidente vascular cerebral
Fonte: Texto & contexto enferm;30:e20190208, 2021. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective to construct and validate an educational manual for family caregivers of older adult dependent on care after a stroke. Method a methodological study with four stages: focus group with five family caregivers, to identify doubts and difficulties regarding home care for older adults with stroke; preparation of the manual by six researchers; content validation by 18 specialist nurses, and face validation by 12 family caregivers. For data analysis, thematic analysis was performed, the Content Validity Index (CVI) was calculated, and the consensus of the target population was verified. Results from the focus group, the experiences and challenges faced by the caregivers in caring for aged family members with a stroke were identified, which supported the elaboration of an educative manual, in the second stage. In the expert consensus, a global CVI of 0.97 was obtained and, in face validation, a consensus of 95.51% by the target population. Conclusion an educational manual for family caregivers of older adults after a stroke was built, which was validated in terms of content and appearance. In view of this, it can be used as complementary material to the guidelines of the professionals, enabling improvement of the care provided by family members to the older adult dependent on care after a stroke.

RESUMEN Objetivo construir y validar un manual educativo para familiares cuidadores de personas mayores dependientes de cuidados con posterioridad al Accidente Cerebro Vascular (ACV). Método estudio metodológico de cuatro etapas: grupo focal con cinco familiares cuidadores, para identificación de dudas y dificultades con la atención domiciliaria de personas mayores con ACV; elaboración del manual por seis investigadores; validación de contenido por 18 enfermeras especializadas y validación de apariencia por 12 familiares cuidadores. Para el análisis de datos se llevó a cabo un análisis temático, se calculó el Índice de Validez de Contenido (IVC) y se verificó el consenso de la población objetivo. Resultados a partir del grupo focal se identificaron las experiencias y desafíos que enfrentan los familiares cuidadores en el cuidado de la persona mayor con ACV, lo que fomentó la elaboración de un manual educativo en la segunda etapa. En el consenso de expertos, se obtuvo un IVC global de 0,97 y, en la validación de apariencia, un consenso del 95,51% por parte de la población objetivo. Conclusión se elaboró un manual educativo para familiares cuidadores de personas mayores tras un ACV, el cual fue validado en cuanto a contenido y apariencia. Por ello, se puede utilizar como material complementario en la orientación de profesionales, lo que permite la mejora de la atención que brindan los familiares a las personas mayores dependientes de cuidados tras un ACV.

RESUMO Objetivo construir e validar um manual educativo para cuidadores familiares de pessoas idosas dependentes de cuidados após Acidente Vascular Cerebral (AVC). Método estudo metodológico com quatro etapas: grupo focal com cinco cuidadores familiares, para identificação de dúvidas e de dificuldades quanto ao cuidado no domicílio ao idoso com AVC; elaboração do manual por seis pesquisadoras; validação de conteúdo por 18 enfermeiros especialistas e validação de aparência por 12 cuidadores familiares. Para análise dos dados, realizou-se análise temática, cálculo do Índice de Validade de Conteúdo (IVC) e se verificou o consenso da população-alvo. Resultados a partir do grupo focal, foram identificadas as vivências e os desafios enfrentados pelos cuidadores ao cuidar do familiar idoso com AVC, o que embasou a elaboração de um manual educativo, na segunda etapa. No consenso de especialistas, obteve-se IVC global de 0,97 e, na validação de aparência, consenso de 95,51% pela população-alvo. Conclusão foi construído um manual educativo para cuidadores familiares de idosos após AVC, o qual foi validado quanto ao conteúdo e à aparência. Em vista disso, poderá ser utilizado como material complementar às orientações dos profissionais, possibilitando melhoria do cuidado prestado por familiares ao idoso dependente de cuidados após AVC.
Descritores: Idoso
Enfermagem
Cuidadores
Acidente Vascular Cerebral
Estudo de Validação
Limites: Humanos
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  5 / 2653 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1287955
Autor: Silva-Rodrigues, Fernanda Machado; de Lucca, Milena; Leite, Ana Carolina Andrade Biaggi; Alvarenga, Willyane de Andrade; Nunes, Michele Darezzo Rodrigues; Nascimento, Lucila Castanheira.
Título: Management of chemotherapy-related symptoms in children and adolescents: family caregivers' perspectives / Gestión de los síntomas relacionados con la quimioterapia em niños y adolescentes: perspectivas de cuidadores familiars / Gerenciamento dos sintomas relacionados à quimioterapia em crianças e adolescentes: perspectivas de cuidadores familiares
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;55:e20200484, 2021. graf.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Bolsa de Iniciação Científica (PIBIC).
Resumo: ABSTRACT Objective: To describe the chemotherapy-associated symptoms and the strategies used for their management from the perspective of pediatric cancer patients' family caregivers. Methods: This is a descriptive study with qualitative data analysis. Data collection took place in a pediatric hospital, from December 2017 to December 2018, with family caregivers of pediatric patients undergoing chemotherapy. Semi-structured interviews, subjected to inductive content analysis, were carried out. Concepts from the Symptom Management Theory were used to discuss the results. Results: Eighteen family caregivers participated. The participants mentioned: physical symptoms, especially weakness, alopecia, low immunity, pain, mucositis, constipation, nausea, and vomiting; emotional or psychosocial symptoms such as sadness and mood changes; and constitutional symptoms such as loss of appetite and fever. Pharmacological and non-pharmacological measures were mentioned in the management of symptoms and adverse effects. Conclusion: Participants demonstrated skills to identify and manage symptoms of chemotherapy. Knowing the experience of these families can help nurses in planning care and interventions to minimize these events.

RESUMEN Objetivo: Describir los síntomas asociados al tratamiento quimioterapico y las estrategias utilizadas para su gestión en la perspectiva de cuidadores familiares de pacientes oncológicos pediátricos. Método: Estudio descriptivo, con análisis cualitativo de los datos. La colecta de los datos ocurrió en un hospital pediátrico, entre los meses de diciembre de 2017 y diciembre de 2018, con cuidadores familiares de pacientes pediátricos en tratamiento quimioterapico. Se realizaron entrevistas semiestructuradas sometidas al análisis de contenido inductivo. Se utilizaron conceptos de la Symptom Management Theory para la discusión de los resultados. Resultados: Participaron 18 cuidadoras familiares. Fueron citados por las participantes: síntomas físicos, principalmente, debilidad, alopecia, baja inmunidad, dolor, mucositis, constipación, mareo y vómitos; síntomas emocionales o psicosociales, como tristeza y alteraciones del humor y síntomas constitucionales como inapetencia y fiebre. Medidas farmacológicas y no farmacológicas fueron mencionadas en la gestión de los síntomas y de los efectos adversos. Conclusión: Las participantes demostraron habilidades para identificar y gestionar los síntomas de la quimioterapia. Conocer la experiencia de esas familias puede auxiliar el enfermero en la planificación del cuidado y de intervenciones que atenúen esos eventos.

RESUMO Objetivo: Descrever os sintomas associados ao tratamento quimioterápico e as estratégias utilizadas para seu gerenciamento na perspectiva de cuidadores familiares de pacientes oncológicos pediátricos. Métodos: Estudo descritivo, com análise qualitativa dos dados. A coleta dos dados deu-se em um hospital pediátrico, de dezembro de 2017 a dezembro de 2018, com cuidadoras familiares de pacientes pediátricos em quimioterapia. Realizaram-se entrevistas semiestruturadas, submetidas à análise de conteúdo indutiva. Utilizaram-se conceitos da Symptom Management Theory para a discussão dos resultados. Resultados: Participaram 18 cuidadoras familiares. Foram citados pelas participantes: sintomas físicos, principalmente fraqueza, alopecia, baixa imunidade, dor, mucosite, constipação, náuseas e vômitos; sintomas emocionais ou psicossociais, como tristeza e alterações de humor; e sintomas constitucionais, como inapetência e febre. Medidas farmacológicas e não farmacológicas foram mencionadas no gerenciamento dos sintomas e dos efeitos adversos. Conclusão: As participantes demonstraram habilidades para identificar e gerenciar os sintomas da quimioterapia. Conhecer a experiência dessas famílias pode auxiliar o enfermeiro no planejamento do cuidado e de intervenções que minimizem esses eventos.
Descritores: Enfermagem Pediátrica
Tratamento Farmacológico
Neoplasias
-Cuidadores
Efeitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta


  6 / 2653 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1287973
Autor: Siqueira, Fernanda Duarte; Girardon-Perlini, Nara Marilene Oliveira; Andolhe, Rafaela; Zanini, Roselaine Ruviaro; Santos, Evelyn Boeck dos; Dapper, Steffani Nikoli.
Título: Caring ability of urban and rural family caregivers: association with overburden, stress and coping / Habilidad de cuidadores familiares urbanos y rurales: relación con la sobrecarga, el estrés y el afrontamiento (coping) / Habilidade de cuidado de cuidadores familiares urbanos e rurais: relação com a sobrecarga, estresse e coping
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;55:e03672, 2021. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To correlate caring ability with overburden, stress and coping of urban and rural family caregivers of patients undergoing cancer treatment. Method: Cross-sectional study, carried out in a referral hospital for cancer treatment, with urban and rural caregivers who responded the following instruments: questionnaire of sociodemographic characterization of the caregiver and the care provided, Perceived Stress scale, Burden Interview scale and Brief COPE. Pearson's correlation test was used for statistical analysis, with a significance level ≤5%. Results: A total of 163 urban caregivers and 59 rural caregivers participated in the study. Between the caring ability and stress, a negative and moderate correlation was found in rural caregivers. In the relationship between the caring ability and the overburden, there was a statistically significant correlation in urban caregivers in the interpersonal relationship and perception of self-efficacy factor. Between coping and the caring ability, a positive and moderate correlation was identified in coping focused on the problem in the knowledge dimension in urban caregivers. Conclusion: Urban caregivers had greater intensity of overburden and coping focused on the problem in relation to the caring ability.

RESUMEN Objetivo: Correlacionar la habilidad del cuidado con la sobrecarga, el estrés y el afrontamiento (coping ) de familiares urbanos y rurales cuidadores de pacientes en tratamiento oncológico. Método: Se trata de un estudio transversal, realizado en un hospital referencia en tratamiento oncológico, con cuidadores de los medios urbano y rural que respondieron a los instrumentos: cuestionario de caracterización sociodemográfica del cuidador y de la atención prestada, escala de Estrés Percibido, escala de Entrevista de Carga y COPE 28. Para el análisis estadístico se utilizó la prueba de Correlación de Pearson, con nivel de significación ≤5%. Resultados: Participaron 163 cuidadores urbanos y 59 cuidadores rurales. Entre la capacidad del cuidado y el estrés, se constató una correlación negativa y moderada en los cuidadores rurales. En la relación de la habilidad del cuidado y la sobrecarga, se comprobó una correlación estadísticamente significativa entre los cuidadores urbanos en el factor de la relación interpersonal y en la percepción de la autoeficacia. Entre el afrontamiento y la habilidad del cuidado, se identificó una correlación positiva y moderada en el afrontamiento, centrado en el problema de la dimensión de conocimientos de los cuidadores urbanos. Conclusión: Los cuidadores urbanos presentaron una mayor intensidad de sobrecarga y coping enfocado en el problema de la relación con la capacidad del cuidado.

RESUMO Objetivo: Correlacionar a habilidade de cuidado com a sobrecarga, o estresse e o coping de cuidadores familiares urbanos e rurais de pacientes em tratamento oncológico. Método: Estudo transversal, realizado em um hospital de referência no tratamento oncológico, com cuidadores do contexto urbano e rural que responderam aos instrumentos: questionário de caracterização sociodemográfica do cuidador e do cuidado prestado, escala de Estresse Percebido, escala Burden Interview e COPE Breve. Para a análise estatística, foi utilizado o teste de Correlação de Pearson, com nível de significância ≤5%. Resultados: Participaram 163 cuidadores urbanos e 59 cuidadores rurais. Entre a habilidade de cuidado e o estresse, constatou-se correlação negativa e moderada nos cuidadores rurais. Na relação da habilidade de cuidado e a sobrecarga, verificou-se correlação estatisticamente significativa nos cuidadores urbanos no fator relação interpessoal e percepção de autoeficácia. Entre o coping e a habilidade de cuidado, identificou-se correlação positiva e moderada no coping focado no problema na dimensão conhecimento nos cuidadores urbanos. Conclusão: Cuidadores urbanos apresentaram maior intensidade de sobrecarga e coping focado no problema na relação com a habilidade de cuidado.
Descritores: Enfermagem Oncológica
Neoplasias
-Pacientes
População Rural
População Urbana
Cuidadores
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta


  7 / 2653 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1179912
Autor: Teodoro, Priscilla Custódia da Silva(edt); Almeida, Bruna Rocha de(edt).
Título: O impacto do tratamento hemodialítico nas famílias de adultos diabéticos / The hemodialysis treatment impact on the family of adults with diabetes
Fonte: Rev. psicol. (Fortaleza, Online);12(1):112-126, 2021.
Idioma: pt.
Resumo: O diagnóstico de diabetes e a necessidade de realizar o tratamento hemodialítico pode ocasionar mudanças no funcionamento da família e na relação conjugal. Este trabalho tem como objetivo investigar o impacto do tratamento hemodialítico no funcionamento de famílias de adultos diabéticos na percepção do participante focal e do seu cônjuge. Participaram do estudo 11 adultos em tratamento hemodialítico e o seu respectivo cônjuge que responderam a um questionário sociodemográfico e a uma entrevista semiestruturada. A coleta de dados foi realizada na residência das famílias e as entrevistas foram submetidas a análise de conteúdo. Foram observadas mudanças na rotina familiar após o tratamento hemodialítico, como o desenvolvimento do papel de cuidador pelo familiar e a privação das atividades de lazer. A qualidade da relação conjugal parece não sofrer alteração em algumas famílias. Nota-se que a família é a principal rede de apoio dos adultos diabéticos, propiciando amparo afetivo e material ao paciente.

The diagnosis of diabetes and the need for hemodialysis treatment can cause changes in family functioning and in marital relationship. This study aims to investigate the impact of hemodialysis treatment on the functioning of families of diabetic adults through the perception of the focal participant and his / her spouse. Eleven people in hemodialysis treatment and their respective spouses who answered a sociodemographic questionnaire and a semi-structured interview participated in the study. Changes in the family routine after hemodialysis treatment were observed, such as the development of the role of caregiver by the family member and deprivation of leisure activities. The quality of the conjugal relationship seems not to change in some families. It is noted that the family of adult diabetics are their main support network, providing them with emotional and financial support.
Descritores: Diálise Renal
Cuidadores
Diabetes Mellitus
-Família
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR6.3 - Biblioteca de Ciências Humanas


  8 / 2653 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-735115
Autor: Solano Murcia, Martha Inés; Vasquez Cardozo, Socorro.
Título: Familia, en la salud y en la enfermedad... mental / Family, Through Mental Health and Sickness
Fonte: Rev. colomb. psiquiatr;43(4):194-202, oct.-dic. 2014.
Idioma: es.
Resumo: El presente artículo deriva del estudio «Representaciones sociales en el campo de la salud mental¼, la cual se propuso como objetivo abordar las representaciones sociales acerca de la salud y la enfermedad mental con los familiares de personas con trastorno mental mediante un método cualitativo. El corpus fue construido a partir del análisis e interpretación de lo manifestado por los familiares de pacientes con enfermedad mental, en 17 entrevistas individuales, 13 entrevistas grupales y un grupo familiar, convocados a propósito de la asistencia clínica del familiar en tres instituciones hospitalarias de Bogotá. Se configuran tres categorías comprensivas para descifrar la vida cotidiana y analizar la relación con las vivencias de la familia en la salud y la enfermedad mental: a) familia en las buenas y en las malas; b) la enfermedad mental en su correlato familiar, y c) los cuidados y su desdoblamiento como carga. Se concluye que la representación de «familia¼ constituye el tejido estructural de las significaciones de las relaciones familiares para afrontar la enfermedad mental; se cuestiona la representación social de «familia unida¼ cuando el grupo familiar asume el cuidado de un pariente con trastorno mental. La enfermedad mental como representación social entraría una deshumanización que discrimina y estigmatiza, propiciada en el propio círculo filial y la marca del diagnóstico en las formas comunicativas y relacionales del grupo familiar. Los cuidados se sustentan en el ordenamiento patriarcal por asignación y auto asignación, y encuentra alternativas en la institucionalización o en el sino de la carga, porque se considera que la familia no es el mejor espacio de cuidado para la persona con trastorno mental.

The following article arises from the study "Representaciones sociales en el campo de la salud mental" (Social Representations in the Mental Health Field), in which the objective was to address the social representations in the family context; concerning caring, as well as the burden it implies using a qualitative method. The corpus was built based on the analysis and interpretation gathered from families with mental illness members. There were 17 individual interviews, 13 group interviews and one family group of three generations, held regarding the clinical care of the family member. These interviews were held at three different hospitals in Bogota. The representation of "a family" constitutes the structuring of the meanings of family relationships that cope with mental illness built upon the social and historical life of its members. The three comprehensive categories were: a) Family in good times and bad times; b) mental illness in family interactions, and c) Care and burden. Socially speaking, mental illness can lead to dehumanization, in that it discriminates and stigmatizes, even within the family unit. Caring for a family member with mental illness comes about by hierarchical order, self assignation, and by institutionalization. This latter occurs due to lack of caregivers or because the family does not consider their home the best place to care for such a patient.
Descritores: Características da Família
Saúde Mental
Cuidadores
Relações Familiares
-Pacientes
Família
Entrevistas como Assunto
Desumanização
Ego
Transtornos Mentais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: CO78 - Asociación Colombiana de Psiquiatría


  9 / 2653 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1012111
Autor: Guimarães, Andréa Noeremberg; Schneider, Jacó Fernando; Nasi, Cíntia; Camatta, Márcio Wagner; Pinho, Leandro Barbosa de; Ferraz, Lucimare.
Título: Alcoholism in rural areas: biographical situation of relatives of patients admitted to a general hospital / Alcoholismo en el ambiente rural: situación biográfica de familiares de pacientes internados en un hospital general / Alcoolismo no meio rural: situação biográfica de familiares de pacientes internados em hospital geral
Fonte: Esc. Anna Nery Rev. Enferm;23(4):e20190040, 2019.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective: To understand the biographical situation of relatives of alcoholics living in rural areas admitted to a general hospital. Method: Qualitative research, with an approach based on the Phenomenological Sociology of Alfred Schutz. We performed interviews with 15 relatives of alcoholics hospitalized for treatment. The collection took place between August 2015 and July 2016. The information was organized from the phenomenological analysis of Schutz, which resulted in three concrete categories. Results: The concrete categories were: "The lived experiences of the relatives of alcoholics: alcohol consumption in the social world of relatives of alcoholics"; "Face-to-face relationship between relative-alcoholic: overload, illness and estrangement"; and "Reasons that led the relative to take care of the alcoholic". Conclusion and implications for practice: We identified the repetition of the family history of alcoholism; the clinical picture of the alcoholic interfering with the relationship between the family members, bringing consequences for the whole family group; and the care provided to the alcoholic motivated by affective bonds, moral aspects, as well as by the fact that the alcoholic maintains a good social coexistence when sober. We noted the need for nursing to foster family participation in care actions, strengthening it to cope with the inherent difficulties of interactions, thereby contributing to healthy face-to-face relationships between alcoholics and their relatives.

Resumen Objetivo: Comprender la situación biográfica de familiares de alcohólicos residentes en ambiente rural internados en un hospital general. Método: Investigación cualitativa, con enfoque en la Sociología Fenomenológica de Alfred Schutz. Quince familiares de alcohólicos hospitalizados para tratamiento fueron entrevistados. Recolección de datos entre agosto de 2015 y julio de 2016. Información organizada a partir del análisis fenomenológico de Schutz, que resultó en tres categorías concretas. Resultados: Tales categorías constituyeron las experiencias vividas de los familiares: "Consumo de alcohol en el mundo social de familiares de alcohólicos"; "Relación cara a cara entre pariente-alcohólico: sobrecarga, enfermedad y alejamiento" y; "Razones por las cuales el pariente comenzó a cuidar del alcohólico". Conclusión e implicaciones para la práctica: Identificada la repetición del historial familiar de alcoholismo; el cuadro clínico del alcohólico interfiriendo en la relación entre los miembros de la familia, trayendo consecuencias para todo el grupo y; el cuidado ofrecido al alcohólico motivado por vínculos afectivos, aspectos morales y por el alcohólico mantener una buena convivencia social cuando sobrio. La enfermería debe favorecer la participación de la familia en el cuidado, fortaleciéndola para enfrentar las dificultades inherentes a las interacciones, contribuyendo así con relaciones cara a cara saludables entre alcohólicos y sus familiares.

Resumo Objetivo: Compreender a situação biográfica de familiares de alcoolistas residentes no meio rural internados em hospital geral. Método: Pesquisa qualitativa, com abordagem da Sociologia Fenomenológica de Alfred Schutz. Foram entrevistados 15 familiares de alcoolistas hospitalizados para tratamento. A coleta ocorreu entre agosto de 2015 a julho de 2016. As informações foram organizadas a partir da análise fenomenológica de Schutz, que resultou em três categorias concretas. Resultados: As categorias concretas constituíram as experiências vividas dos familiares de alcoolistas: consumo de álcool no mundo social de familiares de alcoolistas; relação face a face entre familiar-alcoolista: sobrecarga, adoecimento e separação; e, motivos que levaram o familiar a cuidar do alcoolista. Conclusão e implicações para a prática: Identificaram-se a repetição do histórico de alcoolismo na família, o quadro clínico do alcoolista interferindo no relacionamento entre os membros da família, trazendo consequências para todo o grupo familiar, e o cuidado dispensado ao alcoolista motivado pelos vínculos afetivos, aspectos morais e pelo fato do alcoolista manter boa convivência social quando sóbrio. Notou-se a necessidade de que a enfermagem favoreça a participação da família no cuidado, fortalecendo-a para enfrentar as dificuldades inerentes às interações, contribuindo, assim, para relações face a face saudáveis entre alcoolistas e seus familiares.
Descritores: População Rural
Cuidadores/psicologia
Alcoolismo
Relações Familiares/psicologia
-Violência
Consumo de Bebidas Alcoólicas
Pesquisa Qualitativa
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR442.1 - Biblioteca Setorial de Pós-Graduação


  10 / 2653 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-979041
Autor: Giacomin, Karla Cristina; Duarte, Yeda Aparecida Oliveira; Camarano, Ana Amélia; Nunes, Daniella Pires; Fernandes, Daniele.
Título: Care and functional disabilities in daily activities - ELSI-Brazil / Cuidado e limitações funcionais em atividades cotidianas - ELSI-Brasil
Fonte: Rev. saúde pública (Online);52(supl.2):9s, 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Ministry of Health; . Secretariat of Health Care; . Secretariat of Health Care; . Secretariat of Health Care.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVE To investigate the prevalence of demand and provision of care for the Brazilian population with functional disabilities in activities of daily living. METHODS This is a quantitative and descriptive study using baseline data from ELSI-Brazil (Brazilian Longitudinal Study of Aging), a cohort study with a representative sample of the Brazilian population aged 50 years or older (n = 9,412). We considered the demand for care from the self-report of having some difficulty to perform at least one activity of daily life (eating, bathing, going to the toilet, dressing, moving in a room [ambulation], and transferring from chair [transfer]). Care supply was measured by having some help to perform the activity of daily living. RESULTS Approximately a quarter of the individuals evaluated (23.2%) reported difficulty in at least one activity of daily living, especially regarding transfer and dressing. Age, schooling, and number of chronic diseases were significantly associated with the difficulty in activities of daily living. Among those who reported difficulty, 35.1% received help of others and 11.8% did not receive (lack of care). The activities with greater lack of care were bathing (13.3%) and transfer (11.7%), which reveals an undignified survival condition. Care remains a family (94.1%) and female (72.1%) issue; despite the important changes that have taken place in society, there is still a lack of care policies. Of the total caregivers, 25.8% reported stopping working or studying to perform this role and only 9.2% were paid (hired ones or family members). CONCLUSIONS The ELSI-Brazil results reveal the expressive care demand of the Brazilian population aged 50 years or older with functional disabilities on activities of daily living and the lack of care policies aimed at this public.

RESUMO OBJETIVO Investigar as prevalências da demanda e da oferta de cuidados à população brasileira com limitações funcionais em atividades básicas da vida diária. MÉTODOS Estudo quantitativo e descritivo, que utiliza dados da linha de base do ELSI-Brasil (Estudo Longitudinal de Saúde do Idoso), estudo de coorte com amostra representativa da população brasileira de pessoas a partir de 50 anos (n = 9.412). Considera-se a demanda de cuidados a partir do autorrelato de ter alguma dificuldade para o desempenho de pelo menos uma atividade básica da vida diária (comer, tomar banho, ir ao banheiro, vestir-se, locomover-se em um cômodo e transferir-se da cadeira). A oferta de cuidado foi medida por ter alguma ajuda para realizar a atividade básica da vida diária. RESULTADOS Cerca de um quarto dos indivíduos avaliados (23,2%) relatou dificuldade em pelo menos uma atividade básica da vida diária, sobretudo quanto à transferência e vestimenta. A idade, a escolaridade e o número de doenças crônicas associaram-se de forma significativa com a dificuldade nas atividades básicas da vida diária. Entre os que referiam dificuldade, 35,1% contavam com a ajuda de outrem e 11,8% não recebiam nenhuma ajuda (insuficiência de cuidado). As atividades com maior insuficiência de cuidado foram: tomar banho (13,3%) e transferir-se (11,7%), o que revela uma condição indigna de sobrevivência. O cuidado continua sendo uma questão familiar (94,1%) e feminina (72,1%); apesar das importantes mudanças ocorridas na sociedade, ainda há insuficiência de políticas de cuidado voltadas para essa área. Dos cuidadores, 25,8% referiram parar de trabalhar ou estudar para exercer essa função; e apenas 9,2% eram remunerados (contratados ou familiares). CONCLUSÕES Os resultados do ELSI-Brasil revelam a expressiva demanda de cuidados pela população brasileira a partir de 50 anos com limitações funcionais em atividades básicas de vida diária e a insuficiência de políticas de cuidados voltadas a esse público.
Descritores: Atividades Cotidianas
Cuidadores/estatística & dados numéricos
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Prevalência
Estudos Longitudinais
Pessoas com Deficiência
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 266 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde