Base de dados : LILACS
Pesquisa : M01.150.750 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 200 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 20 ir para página                         

  1 / 200 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-952357
Autor: Dias Junior, Claudio Santiago; Verona, Ana Paula.
Título: Deficiências visual, auditiva e motora entre a população indígena no Brasil / Visual, hearing, and motor impairments in the indigenous population in Brazil / Discapacidad visual, auditiva y motora entre la población indígena en Brasil
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);34(10):e00131717, oct. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste estudo foi descrever a prevalência de deficiências visual, auditiva e motora e estimar a chance de se ter uma das três deficiências, separadamente, segundo grau de severidade, para a população indígena no Brasil. Os dados foram retirados do Censo Demográfico de 2010 coletados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os métodos utilizados incluem a padronização direta para o cálculo das prevalências e modelos de regressão logística multinomial. Os resultados padronizados mostram que homens e mulheres indígenas apresentam a maior prevalência em cada uma das deficiências examinadas neste trabalho, sendo a única exceção a deficiência visual de grau leve entre as mulheres. Os resultados dos modelos de regressão multinomial mostram uma desvantagem relativa dos povos indígenas em quase todos os tipos de deficiência.

This study aimed to describe the prevalence of visual, hearing, and motor impairments in the indigenous population in Brazil and to estimate the odds of presenting one of the three disabilities, separately, according to degree of severity. The data were obtained from the 2010 Population Census conducted by the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE). The methods included direct standardization for calculation of the prevalence rates and multinomial logistic regression models. According to the standardized results, indigenous men and women showed the highest prevalence in each of the three disabilities, except for mild visual impairment in women. The results of the multinomial regression models revealed a relative disadvantage for indigenous peoples in nearly all the types of disability.

El objetivo de este estudio fue describir la prevalencia de discapacidad visual, auditiva y motora y estimar la oportunidad de sufrir una de las tres discapacidades, separadamente, según el grado de severidad, en la población indígena de Brasil. Los datos se obtuvieron del Censo Demográfico de 2010, recogidos por el Instituto Brasileño de Geografía y Estadística (IBGE). Los métodos utilizados incluyen la estandarización directa para el cálculo de las prevalencias y modelos de regresión logística multinomial. Los resultados estandarizados muestran que hombres y mujeres indígenas presentan la mayor prevalencia en cada una de las discapacidades examinadas en este trabajo, siendo la única excepción la discapacidad visual de grado leve entre las mujeres. Los resultados de los modelos de regresión multinomial muestran una desventaja relativa de los pueblos indígenas en casi todos los tipos de discapacidad.
Descritores: Índios Sul-Americanos/estatística & dados numéricos
Pessoas com Deficiência/estatística & dados numéricos
Pessoas com Deficiência Auditiva/estatística & dados numéricos
Pessoas com Deficiência Visual/estatística & dados numéricos
-Brasil/etnologia
Brasil/epidemiologia
Prevalência
Censos
Escolaridade
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 200 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-845282
Autor: Santos Pérez, Yuneisy; Novoa López, Aurora M.
Título: Valoraciones de futuros estomatólogos sobre su formación para la atención al paciente sordo, La Habana, 2016 / Future odonatologists' educational evaluation for the attention to the deaf patient, Havana, 2016
Fonte: Rev. habanera cienc. méd;16(2):280-294, mar.-abr. 2017. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: La sordera es una disminución única y el interés que muestran los futuros estomatólogos por conocer la comunidad sorda es para brindar un tratamiento estomatológico más integral. Objetivo: Identificar las valoraciones de los futuros estomatólogos sobre su formación para la atención al paciente sordo. Material y Métodos: Se realizó un estudio descriptivo de corte transversal. Se estudió una población de 35 estudiantes de quinto año de Estomatología, con edad promedio de 22 años, de ambos sexos, pertenecientes al Instituto de Ciencias Básicas y Preclínicas Victoria de Girón del Municipio Playa en La Habana, en marzo de 2016. Estos recibieron el curso optativo Manejo odontológico del paciente sordo y posteriormente se les realizó una encuesta. Las variables estudiadas fueron: sexo, temas más interesantes del curso optativo recibido, satisfacción de las necesidades de aprendizaje específicas para la atención estomatológica al paciente sordo, necesidad de recibir el curso optativo como complemento del Plan de Estudios de la Carrera. Resultados: El sexo femenino fue el de mayor predominio con 74.3 por ciento. El tema más interesante fue la Lengua de Señas Cubana para 62.9 por ciento. El 65.7 por ciento de los estudiantes encuestados creen que lo impartido en el plan de estudios de la carrera no satisface las necesidades especiales de atención estomatológica del paciente sordo. En correspondencia, 91.4 por ciento considera que necesita recibir el curso optativo para complementar el plan de estudios. Conclusiones: La mayoría de los estudiantes de estomatología encuestados es del sexo femenino, se interesa por la Lengua de Señas Cubana y considera que necesita del curso optativo Manejo odontológico del paciente sordo ,para complementar el plan de estudios de la carrera(AU)

Introduction: Deafness is a unique decline and the interest shown by future stomatologists to know the deaf community is related with their interest to provide a more comprehensive stomatological treatment. Objective: To identify future stomatologists' assessments of their training in the care of deaf patients. Material and Method: In March 2016, a cross-sectional descriptive study was carried out in a population of 35 students in the fifth year of stomatology's career from the Institute of Basic and Preclinical Sciences Victoria de Girón Playa Municipality in Havana, with an average age of 22 years, of both sexes. They received the optional training course Dental management of the deaf patient and then was performed a survey. The variables studied were: sex, more interesting subjects of the elective course received, satisfaction of the specific learning needs for the deaf patient's stomatological attention, the need of receiving an optional course as a complement to their Career Curriculum. Results: The female sex was the most prevalent with 74.3 percent. The most interesting topic was the Cuban Signs' Language for a 62.9 percent. 65.7percent of the students surveyed believe that what it is taught in the career does not meet the special dental care needs of the deaf patient. Correspondingly, 91.4 percent consider that they need to receive an elective course as a complement of the curriculum. Conclusions: The majority of stomatology students surveyed were female, they shown an interest in the Cuban Signs' Language and consider that they need the optional course Deaf patient dental management, to complement the curriculum of the course(AU)
Descritores: Assistência Odontológica para Pessoas com Deficiências
Pessoas com Deficiência Auditiva
Educação em Odontologia/métodos
-Epidemiologia Descritiva
Estudos Transversais
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  3 / 200 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-901765
Autor: Santos Pérez, Yuneisy; Novoa López, Aurora M.
Título: Percepción de estomatólogos sobre atención estomatológica a pacientes sordos. La Habana, 2016 / Dentists´ perception of dental care of deaf patients. Havana, 2016
Fonte: Rev. habanera cienc. méd;16(5):720-734, set.-oct. 2017. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: La sordera es una discapacidad neurosensorial que provoca un problema de salud pública que afecta no solo al individuo que la padece sino también a su entorno familiar y social. Objetivo: Identificar la percepción de los estomatólogos sobre la atención estomatológica a los pacientes sordos. Material y Método: Se realizó un estudio descriptivo de corte transversal, con una muestra de 42 estomatólogos, entre 29 y 69 años de edad, de ambos sexos, pertenecientes a las Clínicas Estomatológicas de los Policlínicos Docentes del Municipio Marianao en La Habana, en los meses de junio y julio de 2016. Se realizó encuesta. Las variables estudiadas fueron: edad, sexo, conocimientos sobre las reglas de comunicación con el paciente sordo, conocimiento de las posibles causas de insatisfacción de los pacientes sordos durante la atención estomatológica, reconocimiento de los elementos a considerar durante la atención estomatológica al paciente sordo y conocimiento de factores capaces de generar estímulos negativos durante la atención estomatológica al paciente sordo.Resultados: El sexo femenino fue el de mayor predominio con 73.8 por ciento. El 66.7 por ciento de los Estomatólogos no conoce las reglas de comunicación de los pacientes sordos y 78.6 por ciento no conoce los aspectos a tener en cuenta durante la atención al paciente sordo. El 100 por ciento de los encuestados no reconoce los estímulos negativos ni las posibles causas que provocan insatisfacción en dicha población. Conclusiones: La mayoría de los estomatólogos encuestados son del sexo femenino, no reconocen las reglas de comunicación ni los aspectos a tener en cuenta durante la atención al paciente sordo; mientras que la totalidad de ellos desconoce los factores capaces de generar estímulos negativos o las posibles causas que provocan insatisfacción en la atención a estos pacientes(AU)

Introduction: Deafness is a neurosensorial disability which causes a public health problem that affects not only the individual who suffers from it, but also his social and family environment. Objective:To identify the dentists´ perception of dental care they deliver to deaf patients. Material and methods:A descriptive cross-sectional study was conducted, which comprised a sample of 42 dentists aged from 29 to 69 years, of both sexes, who work in the Dental Clinics of the Teaching Polyclinics located in Marianao Municipality, Havana, in June-July, 2016. A survey was made. The variables studied were: age, sex, knowledge about the rules for communication with the deaf patient, knowledge of the possible causes of dissatisfaction of the deaf patients with dental care, recognition of the elements to consider during dental care of the deaf patient, and knowledge of the factors which are capable to generate negative stimuli during the dental care of the deaf patient. Results:The highest predominance was observed in females (73.8 percent). The 66.7 percent of dentists do not know the rules for communication with deaf patients, and the 78.6 percent of them are unaware of the aspects to keep in mind during the care of the deaf patient. The 100 percent of the surveyed dentists do not recognize neither the negative stimuli nor the possible causes that lead to dissatisfaction in this population. Conclusions: Most of the surveyed dentists are female, they do not know neither the communication rules nor the aspects to keep in mind during the care of the deaf patient; whereas the totality of them are unaware of the factors that are capable to generate negative stimuli or the possible causes which lead to dissatisfaction in the attention to these patients(AU)
Descritores: Educação Profissionalizante/ética
-Assistência Odontológica para Pessoas com Deficiências/ética
Pessoas com Deficiência Auditiva/psicologia
Relações Dentista-Paciente/ética
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  4 / 200 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1052198
Autor: Neves, Juliana Torres Porto das; Zatti, Cleonice; Freitas, Lúcia Helena Machado.
Título: The psychoanalytic psychotherapy with deaf people: peculiarities and approaches / A psicoterapia psicanalítica com pessoas surdas: peculiaridades e aproximações / La psicoterapia psicanalítica con personas surdas: peculiaridades y aproximaciones
Fonte: Rev. Bras. Psicoter. (Online);21(1):39-51, Jan./Abril 2019.
Idioma: pt.
Resumo: A psicoterapia psicanalítica com pessoas surdas é um recurso de cuidado psicológico que está se construindo e ainda é desconhecida, como possibilidade de exercício, por muitos profissionais. Apesar de estar, lentamente, se tornando alvo de interesse de alguns psicoterapeutas, ainda carece de pesquisas e mais publicações que a descrevam e convidem a reflexões sobre a prática. Assim como com ouvintes, a escuta do sofrimento de pacientes surdos é viável e efetiva. Contudo, é importante que aquele que trata esteja ciente das diferenças e alterações necessárias, advindas da condição da surdez, para que as sessões ocorram sem romper com os fundamentos psicanalíticos. Este artigo tem por objetivo conduzir o leitor a pensar sobre as particularidades desse atendimento. A partir de entrevistas feitas com psicólogos clínicos que realizam essa atividade, os fundamentos da psicoterapia psicanalítica e uma pesquisa teórica sobre a surdez,foi possível considerar algumas adaptações importantes ao setting e ao sujeito que se dispõe a fazer essa escuta aparentemente diferenciada.(AU)

The psychoanalytic psychotherapy with deaf people is a psychological care facility that is being built and still unknown, as a possibility of exercise by many professionals. Moreover, although it is slowly becoming the subject of interest of some psychotherapists, still needs more research and publications that describe and invite for reflections about the practice. As with listeners, listening to the suffering of deaf patients is feasible and effective. However, it is important that the one who do that, be aware of the differences and necessary changes arising from the condition of deafness, so that the sessions take place without breaking with the psychoanalytic fundamentals. Thus, this monograph aims to discuss the profile and performance of the professional who worksin this niche, leading the reader to think about the particulars of this service. From an analysis, interweaving interviews with clinicians who perform this activity, the fundamentals of psychoanalytic psychotherapy and the research bibliography ­ diverse ­ made about deafness, hypotheses were raised. Such considerations indicate some important adaptations to the setting and the guy who is willing to do this listening, apparently, differentiated.(AU)

La psicoterapia psicoanalítica con personas sordas es un recurso de cuidado psicológico que se está construyendo y aún es desconocida, como posibilidad de ejercicio, por muchos profesionales. Aunque esté, lentamente, convirtiéndose en blanco de interés de algunos psicoterapeutas, todavía carece de investigaciones y más publicaciones que la describen e inviten a reflexiones sobre la práctica. Así como con oyentes, la escucha del sufrimiento de pacientessordos es viable y efectiva. Sin embargo, esimportante que el que trata sea consciente de las diferencias y alteraciones necesarias, derivadas de la condición de la sordera, para que las sesiones ocurra sin romper con los fundamentos psicoanalíticos. Este artículo tiene por objetivo conducir al lector a pensar sobre las particularidades de esa atención. A partir de entrevistas realizadas con psicólogos clínicos que realizan esa actividad, los fundamentos de la psicoterapia psicoanalítica y una investigación teórica sobre la sordera, fue posible considerar algunas adaptaciones importantes al setting y al sujeto que se dispone a hacer esa escucha aparentemente diferenciada.(AU)
Descritores: GASTROENTERITIS, TRANSMISSIBLE, OF SWINE0
-Relações Médico-Paciente
Psicanálise
Psicoterapia
Pessoas com Deficiência Auditiva
Responsável: BR556.1 - Biblioteca Centro de Estudos Luis Guedes


  5 / 200 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1051127
Autor: Pirana, Sulene; Pissini, Fabiana Caldini; Mendes, Natalie Cristina Oliveira; Fukumoto, Gabriela Marie; Abrahão, Ana Carolina Tavares; Assunção, Thais Matsuda; Duarte, Guilherme Mozardo; Oliveira, Marcela de.
Título: Prevalência de apêndices préauriculares isolados em recémnascidos e resultados na triagem auditiva neonatal / Prevalence of isolated pre-auricular appendages in newborns and results in neonatal hearing screening
Fonte: Rev. Salusvita (Online);38(2), 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: os apêndices pré-auriculares, em conjunto com outras malformações craniofaciais e do osso temporal, estão associados à deficiência auditiva. Dentre as malformações do pavilhão auricular, encontram-se os apêndices pré-auriculares, formados por pele e cartilagem, e que podem estar presentes em qualquer ponto entre o trágus da orelha e o ângulo da boca, uni ou bilaterais. Objetivo: avaliar a resposta auditiva em 906 recém-nascidos sem indicadores de risco para deficiência auditiva e com apêndices pré-auriculares isolados (uni ou bilaterais) quanto a: prevalência de recém-nascidos com apêndices pré-auriculares; respostas de reflexo cócleo-palpebral; características das emissões otoacústicas; características do potencial evocado auditivo de tronco encefálico; e a incidência dessa causuística que apresente perda auditiva. Método: a identificação de indicadores de risco para deficiência auditiva foi realizada a partir da carteira do recém-nascido, do prontuário médico e de uma entrevista com os pais. Foram avaliados o meato acústico externo e a membrana timpânica através de otoscopia e espéculos auriculares. O reflexo cócleo-palpebral foi testado percutindo-se um agogô próximo ao recém-nascido. Pesquisa das emissões otoacústicas foi realizada com o aparelho ero scan etymotic research. Avaliou-se o potencial evocado auditivo do tronco encefálico. Resultado e discusssão: a prevalência de apêndices pré-auriculares foi de 1,1%. Todos apresentaram reflexo cócleo palpebral presente, passaram pelas EOA e o potencial evocado auditivo de tronco encefálico apresentou resposta eletrofisiológica dentro dos padrões de normalidade em todos os pacientes estudados. Conclusão: não houve correlação entre a perda auditiva e a presença de apêndices pré-auriculares

Introduction: pre-auricular appendages, together with other craniofacial malformations and temporal bone, are associated with hearing loss. Among the malformations of the auricle are the preauricular appendages, formed by skin and cartilage, and that can be present at any point between the tragus of the ear and the angle of the mouth, uni or bilateral. Objective: to evaluate the auditory response in 906 newborns without risk indicators for hearing loss and with isolated pre-auricular appendages (uni- or bilateral) for: prevalence of newborns with pre-auricular appendages; responses of cochlear-eyelid reflex; characteristics of otoacoustic emissions; characteristics of auditory brainstem evoked potential; and the incidence of this cause that presents hearing loss. Method: identification of risk indicators for hearing loss was carried out from the newborn's wallet, the medical record and the interview with the parents. The external acoustic meatus and the tympanic membrane were evaluated through otoscopy and atrial speculum. The cochlear-eyelid reflex was tested by percututing an agogot close to the newborn. Research on otoacoustic emissions was performed using the ero scan etymotic research apparatus. The auditory evoked potential of the brainstem was evaluated. Results and discussion: the prevalence of pre-auricular appendages was 1.1%. All of them presented a palpebral cochlear reflex present, passed through the OAE, and the auditory evoked potential of the brainstem presented an electrophysiological response within normality patterns in all patients studied. Conclusion: there was no correlation between hearing loss and the presence of pre-auricular appendages alone.
Descritores: Emissões Otoacústicas Espontâneas
-Pessoas com Deficiência Auditiva
Meato Acústico Externo
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR36.1 - Biblioteca


  6 / 200 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Capovilla, Fernando Cesar
Id: lil-214582
Autor: Capovilla, Fernando César; Raphael, Walkíria Duarte; Macedo, Elizeu Coutinho de.
Título: Manual ilustrado de sinais e sistemas de comunicaçäo em rede para surdos / Signals ilustred manual and communication system in deaf network.
Fonte: Säo Paulo; USP. Instituto de Psicologia; 1998. 253 p. ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Línguas de Sinais
Surdez
Comunicação Manual
Pessoas com Deficiência Auditiva
-Multimídia
Psicolinguística/métodos
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/3040.00; BR85.1; BF637.C45 C249m (AM=CFe/214); BR67.1; 001.5 19


  7 / 200 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1048686
Autor: Barboza, Clévia Fernanda Sies.
Título: Acessibilidade da comunidade surda a informações sobre doenças epidêmicas ou prevalentes no Brasil: divulgação on-line para proteção à saúde e cidadania / Accessibility of the deaf community to information on epidemic or prevalent diseases in Brazil: online dissemination for health and citizenship protection.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2019. 126 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Oswaldo Cruz para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O oferecimento do acesso à saúde e às informações que permitam a prevenção de doenças sem excluir as pessoas com deficiência ou que são minorias linguísticas é um objetivo primordial para alcançar uma sociedade justa. A comunidade surda no Brasil tem a Língua de Sinais Brasileira (LSB/Libras) como sua primeira língua, e cabe destacar que a maioria desta comunidade possui média ou baixa compreensão da língua portuguesa podendo ter maior dificuldade em compreender as informações relacionadas às doenças, comprometendo suas atitudes de proteção e cuidado com a saúde. Este trabalho tem como objetivo analisar sites sobre as doenças epidêmicas dengue, zika e chicungunha e as doenças crônicas de alta prevalência (diabetes e obesidade) quanto à acessibilidade visual e lingüística para a comunidade surda, bem como a eficiência dos programas tradutores on-line gratuitos da Libras em viabilizar o acesso fidedigno a informações relacionadas a essas doenças principalmente em relação a medidas de prevenção. Neste contexto, foi realizada uma pesquisa em 5 sites de busca: Google, Yahoo, Bing, Uol e Achei utilizando as palavras-chaves: dengue, zika, chicungunha, diabetes e obesidade separadamente para análise de sites contendo informações sobre estas doenças. Nestes sites foi avaliado o nível de acessibilidade visual e linguística para a comunidade surda e a análise da fidedignidade das informações obtidas a partir do uso de tradutores on-line da Libras. A partir destas análises foi criado um site com os links dos sites de maior acessibilidade visual e/ou lingüística para a comunidade surda sobre estas doenças

A análise da acessibilidade oferecida em Libras dos cinco primeiros sites relevantes sobre estas doenças mostrou que apenas 8 (5 para palavra dengue e 3 para a palavra zika) apresentaram acessibilidade via datilologia ou link para o tradutor on-line gratuito VLibras. A busca por tradutores on-line gratuitos Português­Libras resultou em 6 tradutores que foram avaliados segundo o tipo de tradução, presença de sinais das palavras referentes ao tema e da fidedignidade com relação ao sinal. Foram encontrados sinais para dengue, zika, diabetes e obesidade registrados dentro de tradutores, porém nenhum sinal para chicungunha foi observado. Com relação à tradução para Libras, a descrição textual não foi fidedigna devido a falta de possibilidade de adaptação de termos que não possuem sinais em Libras e a incapacidade de entendimento de homônimos pelos tradutores. A partir destas análises foi criado o site Informe Surdos construído na plataforma Wix e que oferece links para os sites com acessibilidade através de tradutores on-line gratuitos e sites que fornecem as informações em Libras, favorecendo obtenção de informações quanto a causas, sintomas e tratamentos das doenças pesquisadas. Este estudo se mostra importante, tendo em vista que o comportamento preventivo do sujeito surdo e proteção a sua saúde podem ficar comprometidos devido ao acesso a informações de baixa compreensão ou baixa fidedignidade. (AU)
Descritores: Doença
Epidemiologia
Pessoas com Deficiência Auditiva
FUNDUS OCULI9
Limites: Humanos
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  8 / 200 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-995069
Autor: Deperon, Tatiana Medeiros; Figueiredo, Renata de Souza Lima; Leal, Carolina Ferreira; Mendes, Beatriz de Castro Andrade; Novaes, Beatriz Cavalcanti de Albuquerque Caiuby.
Título: Audibilidade e desenvolvimento de linguagem oral em crianças com deficiência de audição / Audibility and oral language development in children with hearing loss / Audibilidad y desarrollo del lenguaje oral en niños con discapacidad auditiva
Fonte: Distúrb. comun;30(3):551-560, set. 2018. ilus.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: 33º Encontro Internacional de Audiologia - EIA 2018, São Paulo, 15-17 mar 2018.
Resumo: Introdução: A audibilidade, medida pelo SII (Índice de Inteligibilidade de fala), tem se mostrado uma condição necessária para o desenvolvimento de linguagem, pois permite o acesso ao input linguístico. O desenvolvimento de vocabulário tem provado ser um bom indicador do desenvolvimento de linguagem. Objetivo: investigar as características audiológicas e de desenvolvimento de linguagem oral em crianças com deficiência auditiva usuárias de aparelho de amplificação sonora individual. Método: Foram avaliadas 65 crianças entre 6 e 17 anos, usuárias de aparelho de amplificação sonora individual, quanto ao desempenho de vocabulário receptivo (Peabody Picture Vocabulary Test - PPVT-4) e audibilidade (SII 65). Resultados: A audibilidade para sons de fala revelou que, 9% dos sujeitos tinham SII 65 menor que 37, 47% tinham SII 65 entre 38 e 57 e 43% maior que 58. A pontuação média de escore padrão no teste de vocabulário foi de 51,8 pontos. Ao relacionar a audibilidade com o vocabulário, a tendência linear de aumento no desempenho de vocabulário com o aumento da audibilidade não foi significativa. Conclusões: As características e heterogeneidade da população pareceram representar as diferentes condições dos sujeitos acompanhados em um serviço de saúde auditiva no Brasil. Para a população estudada, a audibilidade não determinou o desempenho do vocabulário, sendo condição necessária, mas não suficiente para o desenvolvimento e crescimento do vocabulário.

Introduction: Audibility, measured by SII, has been shown to be a necessary condition for language development, since it allows access to the linguistic input. Likewise, vocabulary development has been shown to be a good indicator of language development. Objective: To investigate the audiological characteristics and the development of oral language characteristics in hearing impaired children who are hearing aid users. Methods: Sixty-five children aged 6 to 17 years old, hearing aid users, and based in the state of São Paulo, were evaluated for their receptive vocabulary performance (Peabody Picture Vocabulary Test ­ 4) and their relation to audibility (SII 65). Results: Audibility for speech sounds assessed by the SII values revealed that 9% of the subjects had SII scores lower than 37, 47% had SII scores between 38 and 57, and 43% scored greater than 58. The overall mean of the standard score values in the receptive vocabulary test was 51.8. When relating audibility (SII 65) with vocabulary, the linear tendency of (i) the increase vocabulary performance with (ii) the increase of audibility was not significant. Conclusions: The characteristics and heterogeneity of the studied population sample seemed to represent different conditions of the subjects attended in an auditory health service in Brazil. Within the population analyzed, audibility did not determine vocabulary performance, being a critical but not sufficient factor to ensure adequate vocabulary development and growth.

Introducción: La audibilidad, medida por SII(Índice de Inteligibilidad del Habla), ha demostrado ser una condición necesaria para el desarrollo del lenguaje, ya que permite el acceso al input lingüístico. El desarrollo del vocabulario ha demostrado ser un buen indicador del desarrollo del lenguaje. Objetivo: investigar las característicasaudiológicasy del desarrollo del lenguaje oral en niños con discapacidad auditiva,usuarios de audífonos. Método: Sesenta y cinco niños entre 6 y 17 años, usuarios de audífonos fueron evaluados por su desempeño en vocabulario receptivo (Peabody Picture VocabularyTest-PPV- 4) y su audibilidad (SII 65) . Resultados: La audibilidad para los sonidos del habla reveló que el 9% de los sujetos tenían SII65 inferiores a 37, el 47% tenían SII65 entre 38 y 57, y el 43% mayor de 58. El promedio de la puntuación estándar en la prueba de vocabulario fue de 51.8. Al relacionar la audibilidad con el vocabulario, la tendencia lineal de aumento en el rendimiento del vocabulario con el aumento de la audibilidad no fue significativa. Conclusión: las características y la heterogeneidad de la población estudiada parecieron representar las diferentes condiciones de los sujetos atendidos en un servicio de salud auditiva en Brasil. En la población analizada, la audibilidad no determinó el rendimiento del vocabulario, siendo condición necesaria pero no suficiente para el desarrollo y crecimiento del vocabulario.
Descritores: Correção de Deficiência Auditiva
Pessoas com Deficiência Auditiva
Auxiliares de Audição
Perda Auditiva
Desenvolvimento da Linguagem
-Inteligibilidade da Fala
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Responsável: BR195.3 - Biblioteca Nadir Gouvêa Kfouri


  9 / 200 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-950649
Autor: Berti, Larissa Cristina.
Título: PERCEFAL: instrumento de avaliação da identificação de contrastes fonológicos / PERCEFAL: an instrument to assess identification of phonological contrasts in Brazilian Portuguese
Fonte: Audiol., Commun. res;22:e1727, 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).
Resumo: RESUMO Introdução Verifica-se um crescente interesse de pesquisadores por instrumentos designados para avaliação da percepção da fala. Objetivo Construir um instrumento de identificação perceptual de contrastes fônicos do Português Brasileiro para crianças a partir de 4 anos de idade. Métodos A construção do instrumento envolveu quatro procedimentos: a) delineamento da tarefa experimental; b) seleção dos estímulos que constituíram o instrumento; c) operacionalização do teste; d) estabelecimento dos critérios de análise. Foi utilizado um computador acoplado a um fone de ouvidos e o software PERCEVAL. Resultados O instrumento proposto compreende um subconjunto de quatro experimentos que avaliam, separadamente, a identificação de contrastes entre segmentos vocálicos e entre segmentos consonantais oclusivos, fricativos e soantes. O teste envolve três etapas: fase de reconhecimento de palavras, fase treino e fase teste, com duração total de 15 minutos, aproximadamente. A análise do desempenho perceptivoauditivo das crianças é feita a partir de três critérios: acurácia, tempo de reação e padrão de identificação dos contrastes fônicos, sendo registrada em um protocolo específico. Conclusão Estudos que têm utilizado o PERCEFAL em sua metodologia reportam baixa porcentagem de não resposta por parte das crianças (entre 2% e 5%), o que indica que a tarefa mostra-se apropriada para a sua finalidade. Encoraja-se o uso do instrumento nas diversas regiões do país, para averiguar, não somente sua aplicabilidade, dada à diversidade linguística do país, como também para verificar sua sensibilidade e especificidade.

ABSTRACT Introduction: There is a growing interest of researchers in instruments designed for assessment of speech perception. Purpose: To develop an instrument to perceptual identification of phonemic contrasts in the Brazilian Portuguese for children over 4 years of age. Methods: The construction of the instrument involved four procedures: a) design of the experimental task; b) stimuli selection which constituted the instrument; c) operationalization of the test; and d) establishing the analysis criteria. It was used a computer attached to a headphone and PERCEVAL software. Results: The proposed instrument comprises a subset of four experiments that evaluate separately the identification of contrasts between vowel segments and between stops consonant segments, fricative and sonorant consonant segments. The test presents includes three stages: word recognition stage, training stage and testing stage, with an approximate 15-minute overall duration. The analysis of children's auditory perceptual performance is carried out based on three criteria: accuracy, reaction time and pattern of phonic contrasts identification, being recorded following a specific protocol. Conclusion: Studies that have used the PERCEFAL in their methodology have reported a low percentage of non-response by children (between 2 and 5%), which indicates that the task is appropriate for its purpose. It is encouraged the use of the instrument in different regions of the country in order to inquire not only its applicability, due to the existing linguistic diversity in the country; but also, to determine its sensitivity and specificity.
Descritores: Nível de Discriminação Sonora
Percepção da Fala
Pessoas com Deficiência Auditiva
Interface para o Reconhecimento da Fala
Limites: Humanos
Criança
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 200 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-614456
Autor: Vanegas, Blanca Cecilia; Castro, Luz Helena; Páez, Mercy Paola; Ramírez, Norlis Sulai; Salcedo, Lorena Julie.
Título: Comunicación del profesional de enfermería con pacientes que tienen dificultad en la expresión verbal por sordera / Nursing professional communication with patients who have difficulties in verbal expression because of deafness
Fonte: Rev. colomb. enferm;3(3):13-20, ago. 2008. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: El presente estudio, con abordaje cualitativo y enfoquefenomenológico, se llevó a cabo con el propósito de determinar la manera como se realiza la comunicación del profesional de enfermería con pacientes que tienen dificultad en la expresión verbal por sordera. Los datos fueron obtenidos a través de entrevistas semiestructuradas profundas grabadas, realizadas en dos instituciones de salud y teniendo en cuenta lasconsideraciones éticas establecidas en la Resolución Nº 008430 de 1993, del Ministerio de Salud de Colombia.La unidad de análisis estuvo constituida por siete profesionales de enfermería, que en los últimos dos años, habían tenido la oportunidad de brindar cuidado a pacientes con dificultad en la comunicación verbal por sordera. El estudio permitió concluir que la mayoría de los profesionales de enfermería participantes, consideran que no cuentan con las herramientas necesarias para comunicarse con un paciente conalteración en la expresión verbal por sordera, lo que en ocasiones conlleva a sentimientos de impotencia frente a su cuidado y a considerarlo como un “paciente difícil”; no obstante, hacen grandes esfuerzos para buscar estrategias que les permita establecer algún tipo de comunicación para indagar sobre las necesidades del paciente y hacer aportes para la solución de sus problemas.
Descritores: Cuidados de Enfermagem
Barreiras de Comunicação
Comunicação não Verbal
Administração dos Cuidados ao Paciente
Pessoas com Deficiência Auditiva
Relações Enfermeiro-Paciente
Transtornos da Comunicação
Ética em Enfermagem
Responsável: CO120.1 - Biblioteca Juan Roa Vásquez



página 1 de 20 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde