Base de dados : LILACS
Pesquisa : M01.325 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 201 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 21 ir para página                         

  1 / 201 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1048078
Autor: Santiago, Eneida; Santos, Lucielly.
Título: Uma etnografia da atenção à saúde mental de sujeitos em situação de rua / An ethnography of the street subject when living psychic suffering
Fonte: Barbarói;(55):81-101, 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Este artigo propõe uma reflexão sobre a intersecção entre duas questões: a atenção à saúde mental e aos sujeitos em situação de rua. Na confluência dessas questões, o sujeito em situação de rua coloca um significativo desafio para os serviços de saúde mental sobre como contemplálos de forma integral, considerando e respeitando suas singularidades. A partir disso, temos como objetivo principal, nesta pesquisa, delinear e problematizar, na visão dos sujeitos em situação de rua, como a atenção em saúde mental, a partir das políticas públicas, contemplam suas especificidades de demandas e necessidades e como essas proposições se efetivam, ou não, na prática de um serviço de saúde mental. O território escolhido foi o Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua (Centro Pop). Como estratégia para o trabalho de campo, utiliza-se a perspectiva etnográfica como orientadora do estar no campo. Evidenciaram as nossas conversas que os sujeitos em condição de desabrigo, em sua maioria, raramente procuram o serviço de saúde mental e apresentam o testemunho de como o serviço de saúde mental não conseguiu deslocar a hegemonia das práticas orientadas pelo modelo médico tradicional para o modelo psicossocial de atendimento.(AU)

This article proposes a reflection on the intersection between two issues: attention to mental health and the homeless. At the confluence of these issues, the homeless person poses a significant challenge to mental health services on how to fully address them, considering and respecting their uniqueness. From this, we have as main objective, in this research, to delineate and problematize, in the view of the homeless subjects, how mental health care, based on public policies, contemplates its specificities of demands and needs and how these propositions are or not, in the practice of a mental health service. The chosen territory was the Specialized Reference Center for the Homeless Population (Centro Pop). As a strategy for fieldwork, the ethnographic perspective is used to guide being in the field. It was evident from our conversations that most homeless subjects rarely seek mental health services and bear witness to how the mental health services failed to shift the hegemony of practices guided by the traditional medical model to the psychosocial model.(AU)
Descritores: Pessoas em Situação de Rua
Saúde Mental
Serviços de Saúde Mental
Antropologia Cultural
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1314.1 - Biblioteca Central


  2 / 201 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-916318
Autor: Mattos, Carine Magalhães Zanchi de; Grossi, Patrícia Krieger; Kaefer, Cristina Thum; Terra, Newton Luiz.
Título: O envelhecimento das pessoas idosas que vivem em situação de rua na cidade de Porto Alegre, RS, Brasil / Ageing of elderly living in street situation in Porto Alegre City, RS, Brasil / El envejecimiento de las personas mayores que viven en situación de calle en la ciudad de Porto Alegre, RS, Brasil
Fonte: Rev. Kairós;19(3):205-224, set. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: O aumento da população idosa em situação de rua é um fenômeno atual, que exige reestruturação de programas públicos. Este estudo utiliza método qualitativo de pesquisa, e tem o objetivo de compreender como ocorre o envelhecimento nas ruas. Os resultados mostram as vulnerabilidades de envelhecer diante da exposição ao frio, à fome, à violência e à invisibilidade social.

The increase in the elderly population in street situation is a current phenomenon that requires restructuring of public programs. This study uses qualitative research method and aims to understand how aging occurs in the streets. The results show the vulnerability of age exposed to cold, hunger, violence and social invisibility. It is a challenge to offer specific services to population with actions that can leverage off the streets.

El aumento de la población de personas mayores en situación de calle es un fenómeno actual que requiere la reestructuración de programas públicos. Este estudio utiliza el método de investigación cualitativa y tiene como objetivo comprender cómo el envejecimiento se produce en las calles. Los resultados muestran la vulnerabilidad de la edad expuesta al frío, el hambre, la violencia y la invisibilidad social. Es un desafío ofrecer servicios específicos para esa población, con acciones que puedan apalancar la salida de la situación de calle.
Descritores: Pessoas em Situação de Rua
Envelhecimento
Serviços de Saúde para Idosos
Limites: Seres Humanos
Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR195.3 - Biblioteca Nadir Gouvêa Kfouri


  3 / 201 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-490494
Autor: Brasil. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Assistência Social.
Título: Relatório do I Encontro Nacional sobre População em Situação de Rua / Report of the First National Meeting on Population Situation in the Street.
Fonte: Brasília; Brasil. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome; 2006. 98 p. ilus.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Encontro Nacional sobre População em Situação de Rua, Apresentado em: 1, 2005.
Descritores: Grupos de Risco
Planejamento Social
Política Pública
Pessoas em Situação de Rua
-Alcoolismo
Brasil
Desemprego
Organizações
Pobreza
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1; 309.181, 46. 48329/2007


  4 / 201 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-784269
Autor: Diniz, Beatriz Ferraz.
Título: O discurso sobre a vadiagem na Praça da Sé (SP) / El discurso sobre la vagancia en la Plaza de La Sé (SP) / The discourse on vagrancy in Praça da Sé (SP)
Fonte: Psicol. soc. (Online);28(2):341-349, mai.-ago. 2016. graf.
Idioma: pt.
Projeto: CNPq.
Resumo: Resumo Este artigo apresenta uma pesquisa de mestrado que buscou investigar se o discurso acerca da vadiagem está presente entre os frequentadores da Praça da Sé (SP), em relação àqueles que se "deixam ficar" nas imediações do logradouro em período comercial dos dias úteis. A realização de um trabalho de campo, de cunho etnográfico, na praça entre 2012 e 2013, aliado a uma análise documental de jornais sobre a temática, permitiu verificar a estigmatização de certa plêiade de pedestres que têm em comum o fato de sentar-se/deitar-se nas muretas ou no chão da praça. Neste cenário, a rua torna-se um espaço onde é preciso seguir certas regras de apresentação pública a fim de se discriminar daqueles que são vistos como "acomodados" que "não querem saber de trabalhar". Conclui-se ainda a presença da norma salarial identificada na figura do trabalhador, em oposição à "viração" das classes pobres associada às representações de vadiagem.

Resumen En este articulo se presenta una pesquisa de maestría que se propone a investigar el discurso sobre la vagancia presente entre los frecuentadores de la Plaza de la Sé (SP), en comparación con aquellos que se "dejan quedar" en las inmediaciones de la calles en los periodos comerciales, de lunes a viernes. La realización de un trabajo de campo en la Plaza, etnográfico, entre 2012 y 2013, combinado con una análise documental acerca de la temática, se he demonstrado con la estigmatización de cierta cantidad de de peatones que tienen en común el hecho de estar sentado o tumbado en paredes bajas o en el piso de la plaza. En este escenario, la calle se convierte en un lugar donde es necessário seguir con ciertas reglas de presentación pública con el fin de discriminar a aquellos que son vistos como "acomodados" o a que "no les importa trabajar". La conclusión es todavia la presencia de la norma salario identificada en la figura del trabajador, en contraposición a la informalidad de las clases pobres asociadas con las representaciones de vagabundeo.

Abstract This study introduces a master's degree inquiry that investigated whether or not the current idea of vagrancy is present among the frequenters of Praça da Sé (SP) when compared with those who "just stay" in the vicinity during commercial time on weekdays. The accomplishment of an ethnographical fieldwork at the place between 2012 and 2013, together with documental analysis of journals about this theme, empowered an examination about the stigmatization of a certain group of pedestrians who share the habit of sitting/lying on low walls or the ground of the square. In this scenario, the street becomes a place where it is necessary to follow certain rules of public presentation in order to become differentiated from those that seem "settled people who do not want to work". We also concluded that the presence of the wage norm is related to the worker's appearance, as opposed to the poor people's occasional work associated with the representations of vagrancy.
Descritores: Trabalho
Pessoas em Situação de Rua/história
Estigma Social
-Psicologia Social
Desemprego/psicologia
Discursos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 201 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-730505 LILACS-Express
Autor: Nascimento, Eurípedes Costa do; Justo, José Sterza.
Título: Assistência social e práticas institucionais no atendimento a andarilhos de estrada / Social services and institutional practices provided to highway wanderers
Fonte: Estud. psicol. (Campinas);31(4):573-582, out.-dez. 2014.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: Os andarilhos de estrada se configuram na contemporaneidade como uma das expressões mais radicais de rompimento com os nichos de fixação social, caminhando a pé pelas rodovias do país e, quando de suas necessidades emergenciais, buscando apoio nas instituições assistenciais. Este artigo visa identificar quais práticas institucionais o serviço social realiza com os andarilhos, segundo os relatos de seus dirigentes. A pesquisa foi realizada em quatro instituições assistenciais no estado de São Paulo, por meio de um roteiro de entrevista semiestruturada. Os resultados indicaram que as práticas institucionais do serviço social em relação aos andarilhos envolvem tecnologias disciplinares de poder e saber, mediante procedimentos e regras que impõem a obediência e a vistoria do seu corpo e pertences. É possível concluir que as práticas do serviço social no atendimento aos andarilhos convertem-se em ferramentas estratégicas de poder no controle de corpos e vidas errantes, visando subordinar tal processo de subjetivação às tecnologias disciplinares.

In a contemporary context, highway wanderers can be seen as one of the most radical expressions of a break from socially fixed niches, travelling on foot along Brazil's highways and, when emergency needs must be met, seeking support from institutional care services. This study seeks to identify which institutional practices are provided to highway wanderers by social services, based on reports by managers of such services. The research was carried out at four institutional care services in the state of São Paulo , through the application of semi-structured interviews. The results show that the institutional practices provided to highway wanderers by social services include disciplinary techniques involving power and knowledge applied by means of procedures and rules that impose obedience along with an inspection of their bodies and a search of their belongings. In conclusion, the social service practices that are provided to highway wanderers become strategic tools of power and control over the bodies and itinerant lives, seeking to subsume such a subjectifying process within disciplinary techniques.
-Serviço Social
Pessoas em Situação de Rua
FREE ASSOCIATIONABATTOIRS
Instalações de Saúde
Limites: Seres Humanos
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 201 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-991665
Autor: Vale, Aléxa Rodrigues do; Vecchia, Marcelo Dalla.
Título: "UPA é nós aqui mesmo": as redes de apoio social no cuidado à saúde da população em situação de rua em um município de pequeno porte / "We are the UPA ourselves": social support networks on the health care for the homeless in a smalltown
Fonte: Saúde Soc;28(1):222-234, jan.-mar. 2019. tab.
Idioma: pt.
Projeto: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Brasil (Capes).
Resumo: Resumo A população em situação de rua (PSR) constitui-se como um público crescente nas cidades, refletindo processos sociais desiguais e excludentes. Entre as barreiras para o acesso aos direitos sociais básicos, destaca-se a negação do direito à saúde a essas pessoas. Poucos estudos buscam conhecer as estratégias desenvolvidas pela PSR diante da carência de serviços públicos e das barreiras de acesso aos existentes. Diante disso, buscou-se identificar e analisar os itinerários terapêuticos da PSR em um município de pequeno porte. Foi utilizada a triangulação de métodos qualitativos para a coleta de informações por meio de observações participantes e entrevistas semiestruturadas. Foram entrevistados sete homens e uma mulher, e o conjunto de dados foi analisado com base na análise temática. Ressalta-se, nos relatos, a utilização de redes de apoio social como fonte prioritária de cuidado, por intermédio do autocuidado, da automedicação, do uso da medicina popular e da mudança na rotina da vida nas ruas para recuperação da saúde. Tais redes também são alternativos à garantia de acesso aos serviços públicos. Evidencia-se a negação do direito à saúde decorrente do processo de exclusão social a que estão submetidos. Destaca-se o compartilhamento de uma visão de saúde ampliada, relacionada aos determinantes sociais do processo saúde-doença. Diante desse panorama, é fundamental que o setor profissional de cuidado à saúde promova ações que permitam o cuidado contínuo e integral da PSR.

Abstract The homeless is a growing public in cities, which reflects unequal and excluding social processes. Among the obstacles to access basic social rights is the denial of this public's right to health care. Few studies seek to identify the strategies developed by the homeless due to the lack of public services and the barrier to access existing ones. Therefore, we sought to identify and analyze the therapeutic itineraries of this population in a small city. Triangulation of qualitative methods was used to collect research data through participant observations and semi-structured interviews. Seven men and one woman were interviewed, and the data set was analyzed through thematic analysis. The reports highlight the use of social support networks as a central source of health care through self-care, self-medication, use of popular medicine and day-by-day routine adjustments in the streets for health recovery. Such networks are also alternatives to the guarantee to access public services. The denial of the right to health, due to the process of social exclusion to which they are submitted, is evidenced. We emphasize the sharing of an expanded health vision, related to the social determinants of the health-disease process. Given this scenario, it is fundamental that the professional health care sector promote actions to allow the continuous and integral care of the homeless.
Descritores: Apoio Social
Direito à Saúde
Pessoas em Situação de Rua
Equidade em Saúde
Serviços de Saúde
Medicina Tradicional
-Aceitação pelo Paciente de Cuidados de Saúde
Disparidades nos Níveis de Saúde
Iniquidade Social
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  7 / 201 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-955886
Autor: Londero, Mário Francis Petry; Paulon, Simone Mainieri.
Título: Por um devir bicicleta no apoio à rede de saúde / Por un devenir bicicleta en el apoyo a la red de salud / Bicicle becoming supporting the healthcare network
Fonte: Psicol. soc. (Online);30:e169755, 2018.
Idioma: pt.
Projeto: CAPES.
Resumo: RESUMO Este artigo investiga práticas de apoio na rede de saúde ao problematizar o cuidado à população em situação de rua. Apoiado pelo conceito de biopoder, o estudo analisa as formações disciplinares e a regulamentação da vida que atravessam a rede de cuidados, que, normalmente, espera receber usuários já padronizados, o que traz como efeito a marginalização de determinadas populações. A pesquisa-intervenção cartográfica norteia o método ao desenhar uma trajetória de cuidado em uma situação experienciada entre Consultório na Rua, Unidade Básica de Saúde e usuário morador de rua. Como resultado, o texto aponta para a necessidade de se multiplicar, cada vez mais, trocas de experiências de apoio na rede de atenção para se abrir espaços de "desaprendizagem" permanente, provocadora de atos de cuidados inventivos, desviantes do padrão excludente de diversas singularidades que se apresentam no cotidiano do trabalho em saúde.

RESUMEN Este trabajo investiga prácticas de apoyo en la red de salud al problematizar el cuidado a la población en situación de calle. Apoyado por el concepto de biopoder, el estudio analiza las formaciones disciplinares y la reglamentación de la vida que atraviesan la red de cuidados, que, normalmente, espera recibir usuarios ya estandarizados, lo que trae como efecto la marginación de determinadas poblaciones. La investigación e intervención cartográfica orienta el método al dibujar una trayectoria de cuidado en una situación experimentada entre Consultorio en la Calle, Unidad Básica de Salud y usuario que vive en la calle. Como resultado, el texto señala la necesidad de multiplicar, cada vez más, cambios de experiencias de apoyo en la red de atención para abrir espacios de "desaprendizaje" permanente, provocador de acciones de cuidados inventivas, desviadas del estándar excluyente de diversas singularidades que se presentan en el cotidiano del trabajo en salud.

ABSTRACT This paper aims to investigate the support practices to the network of healthcare for homeless people. Based on the concept of biopower this study analyzes how the disciplinary formations and life regulamentation impact healthcare, marginalizing certain populations. Through the research methodology of cartographic intervention the trajectory that intertwine Consultation office in the Street, Basic Health Care services and the homeless population is mapped. The results points towards the necessity to continuously increase experience exchange throughout the healthcare network, opening oportunities to permanently "unlearn" misconceptions brought by a standardized care. To be able to welcome the singularity of diverse and marginalized populations, the health care routes need to be inventive and deviant.
Descritores: Pessoas em Situação de Rua
Assistência à Saúde
Políticas Públicas de Saúde
Sistemas de Apoio Psicossocial
Serviços de Saúde
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 201 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-955837
Autor: Delfin, Lucas; Almeida, Lara Aparecida Machado de; Imbrizi, Jaquelina Maria.
Título: A rua como palco: arte e (in)visibilidade social / La calle como escenario: arte e (in)visibilidad social / The street as a stage: art and social (in)visibility
Fonte: Psicol. soc. (Online);29:e158583, 2017.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: Resumo O fenômeno da população em situação de rua e sua (in)visibilidade é uma construção social composta por processos que se cruzam e se intensificam mais ou menos em determinados momentos históricos. Este artigo objetiva apresentar a pesquisa de iniciação científica, fomentada pela FAPESP, que investigou os entrecruzamentos entre as artes e os regimes de visibilidade entre 2014 e 2015 na cidade de Santos (SP). Seguimos algumas pistas do método da cartografia em diversas frentes investigativas, sendo as principais a análise de experiências, a revisão bibliográfica, entrevistas com moradores de rua que participaram de oficinas teatrais e com atores de rua. Entendemos arte não somente como objeto de estudo, mas como instrumento de pesquisa e de aproximação entre pessoas, posto que ela pode auxiliar na apreensão e na produção de outras convivências na cidade, garantindo uma ressonância das vozes da rua para espaços pouco sensíveis a elas.

Resumen El fenómeno de la población en situación de calle y su (in)visibilidad es una construcción social hecha de procesos que se entrecruzan y se intensifican más o menos en determinados momentos históricos. Este artículo pretende presentar la investigación de iniciación científica, impulsado por la FAPESP, que investigó los entrecruzamientos entre los artes y los regímenes de visibilidad entre 2014 y 2015 en Santos (SP). Seguimos algunas pistas del método de la cartografía en diversos frentes investigativos. Las principales son el análisis de experiencias, revisión bibliográfica, entrevistas con personas en situación de calle que participaron de talleres teatrales y con actores callejeros. Entendemos el arte no sólo como un objeto de estudio, sino como un instrumento de investigación y de aproximación entre las personas, ya que puede auxiliar en la aprehensión y en la producción de otras convivencias en la ciudad, garantizando también la resonancia de las voces de la calle.

Abstract The phenomenon of people living on the streets and their (in)visibility is a social construct composed of processes that cross and intensify more or less in certain historical moments. This article presents the scientific initiation research, promoted by FAPESP, which investigated the intersections between arts and the regimes of visibility between 2014 and 2015 in the city of Santos (SP). Some clues of the cartographic method were followed on some investigative fronts being the main ones: the analysis of field experiences, the bibliographical review, interviews with homeless people who participated in theater workshops, and with street actors. We understand art not only as an object of study, but as a tool of research and approach among people, since it can assist in the apprehension and production of other forms of cohabitation in the city, ensuring a resonance of the voices of the street for spaces little sensitive to them.
Descritores: Arte
Pessoas em Situação de Rua
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 201 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-842249
Autor: Silva, Wanderson Vilton; Hüning, Simone Maria.
Título: Dispositivo das drogas e governo da vida / Dispositivo de las drogas y gobierno de la vida / Dispositive of drugs and government of life
Fonte: Psicol. soc. (Online);29:e131525, 2017.
Idioma: pt.
Projeto: CAPES.
Resumo: Resumo Na perspectiva da Psicologia Social em diálogo com as teorizações de Michel Foucault e Giorgio Agamben, o objetivo deste artigo é problematizar de que maneira as drogas são constituídas como explicação para assassinatos de moradores de rua, construindo práticas e discursos relacionados ao governo da vida e da morte nas cidades. O material que apresentamos consiste em textos midiáticos e documentos públicos elaborados entre julho de 2010 e novembro de 2012 abordando tais assassinatos. Analisamos como o dispositivo das drogas formula uma ambiguidade e uma complexidade importantes para o governo dos moradores de rua a partir da construção de oposições: criminoso ou em situação de vulnerabilidade social. Procuramos contribuir criticamente com políticas públicas que visem os diversos modos de existir na cidade, pensar os espaços urbanos, os modos de governo e os processos de subjetivação, considerando a análise da ambiguidade e da complexidade produzidas em torno do dispositivo das drogas.

Resumen Desde el punto de vista de la psicología social, en el diálogo con Michel Foucault y Giorgio Agamben, el propósito de este artículo es discutir cómo las drogas son reconocidas como una explicación de los asesinatos de personas sin hogar, construyendo prácticas y discursos relacionados con el gobierno de la vida y la muerte en las ciudades. El material analizado se compone de documentos públicos producidos entre julio de 2010 y noviembre de 2012. Analizamos cómo el dispositivo de las drogas produce una ambigüedad y una complejidad importantes para el gobierno de las personas sin hogar, desde la construcción de oposiciones: criminoso o en situación de vulnerabilidad social. Buscamos contribuir críticamente con las políticas públicas relacionadas a los diferentes modos de existir en la ciudad, pensando en los espacios urbanos y las formas de gobierno y los procesos de subjetivación, teniendo en cuenta el análisis la complejidad producida alrededor del tema.

Abstract From a Social Psychology perspective in dialogue with the theories of Michel Foucault and Giorgio Agamben, the purpose of this paper is to address how drugs are constituted as an explanation for the murders of homeless people, building practices and discourses related to government of life and death in the cities. The material analyzed consists of media texts and public documents produced between July 2010 and August 2012 that address such murders. We analyze how the dispositive of drugs formulates an ambiguity and complexity important for the government of the homeless from the construction of those oppositions: criminal or social vulnerability. From this analysis we seek to contribute critically to public policies that aim the various modes of existing in the city, thinking urban spaces, modes of government and the processes of subjectivity, from the analysis of the ambiguity and complexity produced around the dispositive of drugs.
Descritores: Política Pública
Pessoas em Situação de Rua
Drogas Ilícitas
Homicídio
-Condições Sociais
Vulnerabilidade Social
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 201 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Silva, Edna Maria da
Texto completo
Id: biblio-1047293
Autor: Martins, Silas Sarkiz da Silva; Silva, Edna Maria da.
Título: Análise da condição de saúde bucal da população em situação de rua do município de natal-rn / Analysis of the oral health condition of the homeless populationof the city of Natal-RN / Análisis de la condición de salud oral de la población callejera de la ciudad de Natal-RN
Fonte: Rev. Ciênc. Plur;5(3):21-39, 2019. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução:Devido à problemática da desigualdade social, tem-se observado nas últimas décadas o aumento da chamada População em Situação de Rua (PSR), a qual sofre com a invisibilidade e a exclusão social. As condições de vida dessa população oferecem diversos riscos à sua saúde. A saúde bucal está entre os principais problemas de saúde referidos, porém há uma carência de informações epidemiológicas que representemasespecificidades dessegrupo populacional. Objetivo:Estudar a condição de saúde bucal da PSR do município de Natal-RN. Metodologia:Estudo quantitativoobservacional etransversal, realizado no Centro de Referência Especializado para PSR (Centro POP). Foram examinadas 60 pessoas, selecionadas de forma aleatória. Utilizou-se um questionário estruturado sobre os hábitos de higiene bucal e dieta, além de exame clínico bucal para verificar a história e a atividade de cárie (CPO-D), doença periodontal (CPI) e a ocorrência de lesões em tecidos moles. Os dados foram tabulados e analisados descritivamente no software SPSS. Resultados:A média de idade foi de 41,43 anos (±11,19); o sexo masculino correspondeu a 86,7% e o feminino 13,3%. Sobre o tempo de rua, obteve-se uma média de 7,42 anos (±8,29). A média do CPO-D foi de 15,35, sendo os componentes cariados, perdidos e restaurados, respectivamente: 3,93; 9,13 e 2,30. A condição periodontal mais prevalente, por sextante, foi o cálculo dentário (média=3,82), seguido pelo sangramento gengival (média= 3,52), bolsa rasa (média=1,27) e bolsa profunda (média=0,40). Em relação ao pior escore do CPI, verificou-se que 46,7% apresentaram bolsa rasa, 26,7% bolsas profundas e 16,7% cálculo dentário. Dos examinados, 15% apresentaram lesõesem tecidos moles. Conclusões:A prevalência de cárie e doença periodontal foi elevada. Notou-se uma maior severidade dessas doenças e dificuldade de acesso à assistência odontológica, constatando que o modo de vida dessa população influencia na forma comoas principais doenças bucais repercutem sobre eles (AU).

Introduction:Due to the problem of social inequality, in recent decades there has been an increase in the number of homeless people (HP), who suffer from invisibility and social exclusion. The living conditions of this population pose several health risks. Oral healthis among the main health problems mentioned, but there is a lack of epidemiological information that represents the specificities of this public. Objective: To study the oral health condition of HP in Natal-RN city.Methodology:Quantitative cross-sectional study, carried out at the Specialized Reference Center for HP (POP Center). 60 people were evaluated, randomly selected. A structured questionnaire about oral hygiene habits and diet was used, as well as oral clinical examination to verify the history and activity of caries (CPO-D), periodontal disease (CPI) and the occurrence of soft tissue lesions. The data were tabulated and analyzed descriptively in SPSS software. Results:The mean age was 41.43 years (± 11.19); the males corresponded to 86.7% and the females to 13.3%. About street's time, a mean of 7.42 years (± 8.29) was obtained. The CPO-D mean was 15.35, being the components decayed, lost and restored, respectively: 3.93; 9.13 and 2.30. The most prevalent periodontal condition, by sextant, was thedental calculus (mean = 3.82), followed by gingival bleeding (mean = 3.52), shallow pocket (mean = 1.27) and deep pocket (mean = 0, 40). In relation to the worst CPI score, it was found that 46.7% had a shallow pocket, 26.7% deep pocket, and 16.7% dental calculus. Of those examined, 15% had soft tissue lesions. Conclusions:The prevalence of caries and periodontal disease was high. It was noted a greater severity of these diseases and difficulty of access to dental care, noting that the way of life of thispopulation influences the way the main oral diseases affect them (AU).

Introducción:Debido a la problemática de la desigualdad social, se ha observado en las últimas décadas el aumento de la llamada población callejera (PC), que sufre invisibilidad y exclusión social. Las condiciones de vida de esta población plantean varios riesgos para su salud. La salud oral se encuentra entre los principales problemas de salud reportados, pero hay una falta de información epidemiológica que represente las especificidades de este grupo de población. Objetivo:Estudiar las condiciones de salud bucal de la población callejerade Natal-RN. Metodología:Estudio cuantitativo observacional y transversal realizado en el Centro de Referencia Especializado en PC(Centro POP). Sesenta personas seleccionadas al azarfueron examinadas. Se utilizó un cuestionario estructurado sobre higiene oral y hábitos alimenticios, así como un examen clínico oral para verificar el historial y la actividad de la caries (CPO-D), la enfermedad periodontal (CPI) y la aparición de lesiones de tejidos blandos. Los datos fueron tabulados y analizados descriptivamente utilizando el software SPSS. Resultados:El promedio de edad fue de 41.43 años (± 11.19); los hombres representaron el 86.7% y las mujeres el 13.3%. A cerca del tiempo en las calles, se obtuvo un promedio de 7,42 años (± 8,29). El CPO-Dmedio fue de 15.35, con componentes cariados, perdidos y restaurados, respectivamente: 3.93; 9.13 y 2.30. La afección periodontal más prevalente, por sextante, fue el cálculo dental (media = 3,82), seguido de sangrado gingival (media = 3,52), bolsa poco profunda (media = 1,27) y bolsa profunda (media = 0, 40). Al respecto al peor puntaje del CPI, se encontró que 46.7% tenía bolsa poco profunda, 26.7% bolsa profunda y 16.7% cálculo dental. De los examinados, 15% tenían lesiones de tejidos blandos. Conclusiones:la prevalencia de caries y enfermedad periodontal fue alta. Se observó una mayor gravedad deestas enfermedades y dificultades de acceso a la atención dental, y se observó que el estilo de vida de esta población influye en la forma en que las principales enfermedades orales los afectan (AU).
Descritores: Brasil
Pessoas em Situação de Rua
Saúde Bucal
Equidade em Saúde
-Política Pública
Inquéritos e Questionários
Hábitos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1264.1 - Biblioteca Setorial Prof Alberto M Campos



página 1 de 21 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde