Base de dados : LILACS
Pesquisa : M01.427 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2 [refinar]
Mostrando: 1 .. 2   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 2 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-840687
Autor: Zamparoni, Valdemir.
Título: Lepra: doença, isolamento e segregação no contexto colonial em Moçambique / Leprosy: disease, isolation, and segregation in colonial Mozambique
Fonte: Hist. ciênc. saúde-Manguinhos;24(1):13-39, jan.-mar. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A partir de documentação produzida entre a primeira metade do século XIX e a primeira metade do século XX, prioritariamente relatórios médicos, o artigo aponta as concepções vigentes na comunidade médica colonial e entre as populações locais sobre a lepra, suas manifestações e seu enfrentamento. Enfoca as tensões quanto à prática de segregação dos leprosos e suas implicações sanitárias e sociais. Para compreender as raízes dos discursos e estratégias no meio médico português e colonial, recupera-se a trajetória das definições de isolamento, segregação, lepra e suas aplicações, ou ausência de referência, na literatura de missionários, cronistas e médicos em Angola e Moçambique a partir da segunda metade do século XVII.

Abstract Drawing on documents produced between the early nineteenth and mid-twentieth centuries, mainly medical reports, this paper indicates the prevailing conceptions in the colonial medical community and local populations about leprosy, its manifestations, and how to deal with it. It focuses on the tensions concerning the practice of segregating lepers and its social and sanitation implications. To comprehend the roots of the discourses and strategies in the Portuguese and colonial medical environment, the trajectory of the definitions of isolation, segregation, and leprosy are traced, as are their use in or absence from the writings of missionaries, chroniclers, and doctors in Angola and Mozambique as of the second half of the seventeenth century.
Descritores: Isolamento de Pacientes/história
Hospitais de Dermatologia Sanitária de Patologia Tropical/história
Hanseníase/história
-Médicos/história
Portugal
Colonialismo/história
Doenças Endêmicas/história
África
Missionários/história
Hanseníase/terapia
Moçambique
Limites: Seres Humanos
História do Século XVII
História do Século XVIII
História do Século XIX
História do Século XX
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 2 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-714646
Autor: Fleck, Eliane Cristina Deckmann.
Título: A abordagem historiográfica dos séculos XIX e XX sobre a atuação de médicos e boticários jesuítas na América platina no século XVIII / The historiographical approach taken in the nineteenth and twentieth centuries to the work of Jesuit doctors and apothecaries in the a Plata region in the eighteenth century
Fonte: Hist. ciênc. saúde-Manguinhos;21(2):667-685, apr-jun/2014.
Idioma: pt.
Resumo: Analisam-se as posições de Pedro Arata, Moisés Santiago Bertoni, Carlos Leonhardt e Guillermo Furlong no debate sobre o papel da Companhia de Jesus na introdução e no desenvolvimento das ciências na América platina. Escritas entre 1890 e fins de 1950, as obras desses autores tanto analisam o conhecimento médico, farmacêutico e botânico dos missionários jesuítas nos séculos XVII e XVIII quanto avaliam a contribuição da Companhia para o pensamento científico nos países de colonização ibérica. Suas posições antecipam o debate historiográfico sobre o reacionarismo da ordem jesuíta e as reflexões sobre a contribuição dos saberes indígenas sobre a farmacopeia americana para o conhecimento que os missionários levaram aos continentes em que atuaram.

The positions of Pedro Arata, Moisés Santiago Bertoni, Carlos Leonhardt and Guillermo Furlong in the debate about the role of the Society of Jesus in the introduction and development of science in the La Plata region are investigated. Written between 1890 and the late 1950s, these authors’ works not only analyze the medical, pharmaceutical and botanical knowledge of the Jesuit missionaries in the 1600s and 1700s, but also evaluate their contribution to scientific thinking in the countries colonized by Spain and Portugal. Their positions foretaste the historiographical debate about the reactionary nature of the Jesuit order and reflections about the contribution made by indigenous knowledge of American pharmacopeia to the knowledge the missionaries took to the continents where they were active.
Descritores: Catolicismo/história
Missionários/história
Farmacêuticos/história
Médicos/história
-Brasil
Historiografia
Limites: História do Século XVIII
História do Século XIX
História do Século XX
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde