Base de dados : LILACS
Pesquisa : M01.526.485.740 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 373 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 38 ir para página                         

  1 / 373 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Radunz, Vera
Texto completo
Id: biblio-960724
Autor: Fermo, Vivian Costa; Radünz, Vera; Rosa, Luciana Martins da; Marinho, Monique Mendes.
Título: Atitudes profissionais para cultura de segurança do paciente em unidade de transplante de medula óssea / Actitudes profesionales para cultura de seguridad del paciente en unidade de transplante de medula ósea / Professional attitudes toward patient safety culture in a bone marrow transplant unit
Fonte: Rev. gaúch. enferm;37(1):e55716, 2016. tab.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo Identificar as atitudes dos profissionais da saúde que evidenciem a cultura de segurança do paciente em unidade de Transplante de Medula Óssea. Métodos Estudo quantitativo, survey transversal, realizado em unidade de Transplante de Medula Óssea de Santa Catarina/Brasil. Aplicado Questionário de Atitudes de Segurança com 33 profissionais, em agosto e setembo de 2013. Avaliadas 37 atitudes contempladas entre as seis dimensões que avaliam a cultura de segurança do paciente. Utilizou-se a estatística descritiva e inferencial, com realização dos testes Anova e Kruskall-Wallis, sendo considerado significativo p-valor igual ou menor 0,05. Resultados As atitudes referentes a dimensão "satisfação no trabalho" se mostraram positivas para a cultura de segurança do paciente, sendo que houve diferença significava entre os profissionais nesta dimensão (p-valor de 0,05). As demais dimensões não foram avaliadas positivamente. Conclusão É necessário fortalecer as atitudes dos profissionais para a cultura de segurança do paciente na unidade investigada.

RESUMEN Objetivo Identificar las actitudes de profesionales de salud que muestran la cultura de seguridad del paciente en la unidad de Unidad de Trasplante de Médula Ósea. Métodos Estudio cuantitativo y transversal, realizado en Unidad de Trasplante de Médula Ósea de Santa Catarina/Brasil. Recolección de datos, desarrollado con el Cuestionario de Actitudes de Seguridad con 33 profesionales, se llevó a cabo en agosto y septiembre de 2013. Evaluadas 37 actitudes entre las seis dimensiones de la cultura de seguridad del paciente. Se utilizó estadística descriptiva e inferencial, con la realización de las pruebas de ANOVA y Kruskal-Wallis, considerando significativo p-valor de 0,05 o menos. Resultados Las actitudes en relación a dimensión "satisfacción en el trabajo" fueron positivos para la cultura de seguridad del paciente con diferencia significaba entre los profesionales de esta dimensión. Conclusión Es necesario fortalecer las actitudes de los profissionales para la seguridad de los pacientes en la unidad investigada.

ABSTRACT Objective To identify the attitude of health professionals toward the patient safety culture at a bone marrow transplant unit. Methods Quantitative research approach, cross-sectional survey conducted at a bone marrow transplant unit in Santa Catarina, Brazil. Data were collected using a Safety Attitudes Questionnaire with 33 health professionals in August and September of 2013. A total of 37 attitudes were assessed according to six safety dimensions of patient safety culture. Data were analysed by applying descriptive and inferential statistics, ANOVA and the Kruskal-Wallis test with a p value equal to or under 0.05. Results Attitudes regarding the dimension "job satisfaction" were positive for the patient safety culture, and there was a significant difference between the professionals in this dimension (p-value 0.05). The other dimensions were not assessed positively. Conclusion The attitudes of health professionals toward patient safety must be strengthened.
Descritores: Recursos Humanos em Hospital/psicologia
Brasil
Cultura Organizacional
Atitude do Pessoal de Saúde
Transplante de Medula Óssea
-Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Gestão da Segurança
Pesquisas sobre Serviços de Saúde
Unidades Hospitalares
Relações Interprofissionais
Satisfação no Emprego
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 373 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-960722
Autor: Santana, Leni de Lima; Sarquis, Leila Maria Mansano; Brey, Christiane; Miranda, Fernanda Moura D'Almeida; Felli, Vanda Elisa Andres.
Título: Absenteísmo por transtornos mentais em trabalhadores de saúde em um hospital no sul do Brasil / Absentismo laboral por trastornos mentales en trabajadores de la salud en un hospital brasileño / Absenteeism due to mental disorders in health professionals at a hospital in southern Brazil
Fonte: Rev. gaúch. enferm;37(1):e53485, 2016. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo Descrever o perfil de adoecimento por transtornos mentais e comportamentais em trabalhadores de saúde de um hospital de ensino no sul do Brasil. Métodos pesquisa quantitativa, epidemiológica transversal retrospectiva cuja coleta de dados ocorreu por meio de documentos institucionais utilizados para alimentar o Sistema de Monitoramento da Saúde do Trabalhador de Enfermagem e envolveu todos os afastamentos ocorridos em 2011. Resultados Foram contabilizados 55 registros de afastamentos por Transtornos Mentais e Comportamentais que totalizaram 317 dias de absenteísmo. Os Técnicos de Enfermagem foram os profissionais mais afastados com o equivalente a 29,09% dos registros. As Unidades de Terapia Intensiva representaram os setores com o maior número de dias de absenteísmo, totalizando 81% e os Episódios depressivos obtiveram a frequência mais significativa, 52,72% dos transtornos mentais. Conclusão Os resultados evidenciaram que os transtornos mentais em trabalhadores de saúde constituem uma realidade preocupante que necessitam urgentemente de intervenções.

RESUMEN Objetivo Describir el perfil de salud de los trastornos mentales y de comportamiento en los trabajadores sanitarios de un hospital universitario en el sur de Brasil. Método Investigación cuantitativa, transversal epidemiológico retrospectivo cuyos datos fueron recolectados a través de documentos institucionales utilizados para alimentar lo Sistema de Vigilancia de la Salud de Trabajadores de Enfermería y involucrados todos los registros de absentismo por los trastornos mentales y del comportamiento en 2011. Resultados Se descubrió que 55 registros totalizando 317 días de absentismo. Los técnicos de enfermería presentaron el mayor número de registros, 29,09%, las Unidades de Cuidados Intensivos fueron los sectores con el mayor número de días de trabajo perdidos, con un total del 81%, e los episódios depressivos tuvieron la frecuencia más significativa, 52,72% de los registros. Conclusión Los resultados mostraron que los trastornos mentales en trabajadores de la salud son una realidad preocupante que requiere medidas urgentes.

ABSTRACT Objective To describe the health profile of mental and behavioral disorders in health professionals at a teaching hospital in southern Brazil. Methods This was a quantitative, retrospective cross-sectional epidemiological study whose data were collected through institutional documents used to feed the Health Monitoring System for Nursing Professionals and involved all absenteeism occurred in 2011. Results We found 55 records of absenteeism due to mental and behavioral disorders, a total of 317 days absent. Nursing technicians were the most absentee, with 29.09% of the records. The intensive care unit represented the sector with the highest number of days absent, 81%, and depressive episodes were the most frequent, representing 52.72% of mental disorders. Conclusion The results showed that mental disorders in health professionals are a cause for concern and urgently need intervention.
Descritores: Recursos Humanos em Hospital/estatística & dados numéricos
Absenteísmo
Transtornos Mentais/epidemiologia
-Brasil
Estudos Transversais
Estudos Retrospectivos
Local de Trabalho
Transtorno Depressivo/epidemiologia
Departamentos Hospitalares
Hospitais de Ensino
Meia-Idade
Doenças Profissionais/epidemiologia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 373 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Marziale, Maria Helena Palucci
Texto completo
Id: biblio-960794
Autor: Ribeiro, Renata Perfeito; Marziale, Maria Helena Palucci; Martins, Julia Trevisan; Galdino, Maria José Quina; Ribeiro, Patrícia Helena Vivan.
Título: Estresse ocupacional entre trabalhadores de saúde de um hospital universitário / Estrés ocupacional entre los trabajadores de la salud de un hospital universitario / Occupational stress among health workers of a university hospital
Fonte: Rev. gaúch. enferm;39:e65127, 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo OBJETIVO Avaliar o estresse ocupacional entre trabalhadores de saúde de um hospital universitário. MÉTODOS Estudo transversal com trabalhadores de saúde de enfermagem e medicina de um hospital universitário da Região Sul do Brasil. Os dados foram coletados entre agosto de 2011 e agosto de 2012 por um questionário para caracterização e a Job Stress Scale. Realizou-se análise descritiva e univariada (Kruskal-Wallis). RESULTADOS Os participantes apresentaram alta demanda e alto controle do trabalho e baixo apoio social, indicando um trabalho ativo. Os enfermeiros tiveram menor controle sobre o trabalho (p<0,001) e os médicos receberam maior apoio social (p=0,006). Apoio social reduzido esteve relacionado à maior exposição ao estresse entre os auxiliares e técnicos de enfermagem (p=0,012). CONCLUSÃO Os trabalhadores que perceberam o apoio social reduzido apresentaram maior exposição ao estresse. Torna-se necessário implementar estratégias de prevenção ao estresse entre os trabalhadores de saúde, como o fortalecimento do apoio social no trabalho.

Resumen OBJETIVO Evaluar el estrés ocupacional entre los trabajadores de la salud en un hospital universitario. MÉTODOS Estudio transversal con trabajadores de salud de enfermería y medicina de un hospital universitario del sur de Brasil. Los datos fueron recogidos entre agosto de 2011 y agosto de 2012 por un cuestionario para la caracterización y la Job Stress Scale. Se realizaron análisis descriptiva y univariada (Kruskal-Wallis). RESULTADOS Los participantes mostraron una alta demanda y alto control del trabajo, y bajo apoyo social, indicando un trabajo activo. Las enfermeras tenían un menor control sobre el trabajo (p<0,001) y los médicos recibieron más apoyo social (p=0,006). Reducción de apoyo social se relaciona con una mayor exposición al estrés entre los auxiliares de enfermería y técnicos (p=0,012). CONCLUSIÓN Los trabajadores que sentían el bajo apoyo social tenían una mayor exposición al estrés. Necesario implementar estrategias de prevención del estrés entre los trabajadores de la salud, como el fortalecimiento del apoyo social en el trabajo.

Abstract OBJECTIVE To evaluate the occupational stress among health workers in a university hospital. METHODS Cross-sectional study conducted with health workers in the areas of nursing and medicine at a university hospital in southern Brazil. The data were collected between August of 2011 and August of 2012 by a questionnaire of characterization and Job Stress Scale. A descriptive and univariate analysis was performed (Kruskal-Wallis). RESULTS The participants presented high demand and high control of the work and low social support, indicating an active work. Nurses had less control over work (p<0.001) and physicians received more social support (p=0.006). Reduced social support was related to greater exposure to stress among nursing assistants and technicians (p=0.012). CONCLUSION Workers who felt the low social support had higher exposure to stress. It is necessary to implement stress prevention strategies among health workers, such as the strengthening of social support at work.
Descritores: Recursos Humanos em Hospital/psicologia
Hospitais Universitários
-Apoio Social
Fatores Socioeconômicos
Índice de Gravidade de Doença
Brasil
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Exposição Ocupacional
Estresse Ocupacional/psicologia
Estresse Ocupacional/epidemiologia
Hábitos
Corpo Clínico Hospitalar/psicologia
Meia-Idade
Auxiliares de Enfermagem/psicologia
Recursos Humanos de Enfermagem no Hospital/psicologia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 373 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1004116
Autor: Furini, Aline Cristina Andrade; Nunes, Altacílio Aparecido; Dallora, Maria Eulália Lessa do Valle.
Título: Notificação de eventos adversos: caracterização dos eventos ocorridos em um complexo hospitalar / Notificación de eventos adversos: caracterización de los eventos ocurridos en un complejo hospitalario / Notifications of adverse events: characterization of the events that occurred in a hospital complex
Fonte: Rev. gaúch. enferm;40(spe):e20180317, 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo OBJETIVO Analisar as notificações de incidentes relacionados à segurança do paciente. MÉTODOS Estudo transversal com abordagem quantitativa, baseado nos dados do Gerenciamento de Risco de um complexo hospitalar, localizado no noroeste paulista, de agosto/2015 a julho/2016. RESULTADOS Foram analisadas 4.691 notificações. O enfermeiro foi a categoria profissional que mais notificou (71%), seguido do médico (8%). O período mais frequente em que ocorreram as notificações foi o diurno. Houve diferença significativa da proporção de notificações entre os dias da semana. As notificações foram classificadas por motivo, com destaque para os medicamentos (17%), seguido de lesões de pele (15%) e flebite (14%). A maior frequência de notificações ocorreu nas unidades de Internação. Quanto à gravidade 344 eventos ocasionaram dano ao paciente, sendo a maioria de intensidade leve (65%). CONCLUSÃO As notificações espontâneas são uma importante fonte de informações e evidenciam a magnitude do problema relacionado aos incidentes em saúde.

Resumen OBJETIVO Analizar las notificaciones de incidentes relacionados con la seguridad del paciente. MÉTODOS Estudio transversal con abordaje cuantitativo, basado en los datos del Gestión de Riesgos de un complejo hospitalario, ubicado em el noroeste paulista, de agosto de 2015 a julio de 2016. RESULTADOS Se analizaron 4.691 notificaciones. El enfermero fue la categoría profesional que más notificó (71%), seguido del médico (8%). El período más frecuente en que ocurrieron las notificaciones fue el diurno. Hubo una diferencia significativa de la proporción de notificaciones entre los días de la semana. Las notificaciones se clasificaron por motivo, con destaque para los medicamentos (17%), seguido de lesiones de piel (15%), flebitis (14%). La mayor frecuencia de notificaciones ocurrió en las unidades de Internación. En cuanto a la gravedad 344 eventos ocasionaron daño al paciente, siendo la mayoría de intensidad leve (65%). CONCLUSIÓN Las notificaciones espontáneas son una importante fuente de información, y evidencia la magnitud del problema relacionado con los incidentes en salud.

Abstract OBJECTIVE Analyze incident notifications related to the patient's safety. METHOD Cross-sectional study with quantitative approach, based on data from the risk Management of a hospital complex, located in northwest São Paulo, from August 2015 to July 2016. RESULTS 4,691 notifications were analyzed. Nurses were the professionals who notified the most (71%), followed by physicians (8%). The most frequent period in which the notifications occurred was the daytime. There was significant difference in the proportion of notifications between the days of the week. The notifications were classified by reason and the most prevalent were those related to medication (17%), followed by skin lesions (15%), and phlebitis (14%). The highest frequency of notifications occurred in the hospitalization units. In relation to severity, 344 events caused damage to the patient, most of which were of mild intensity (65%). CONCLUSION Spontaneous notifications are an important source of information, and highlight the magnitude of the problem related to health incidents.
Descritores: Erros de Medicação
-Recursos Humanos em Hospital/estatística & dados numéricos
Flebite/epidemiologia
Gestão de Riscos/métodos
Gestão de Riscos/organização & administração
Gestão de Riscos/estatística & dados numéricos
Dermatopatias/epidemiologia
Fatores de Tempo
Acidentes por Quedas/estatística & dados numéricos
Brasil
Estudos Transversais
Estudos Retrospectivos
Melhoria de Qualidade
Unidades Hospitalares
Erros de Medicação/estatística & dados numéricos
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 373 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1004108
Autor: Biasibetti, Cecilia; Hoffmann, Leticia Maria; Rodrigues, Fernanda Araujo; Wegner, Wiliam; Rocha, Patrícia Kuerten.
Título: Comunicação para a segurança do paciente em internações pediátricas / Comunicación para la seguridad del paciente en hospitalización pediátricas / Communication for patient safety in pediatric hospitalizations
Fonte: Rev. gaúch. enferm;40(spe):e20180337, 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo OBJETIVO Analisar a percepção de profissionais de saúde e acompanhantes/familiares quanto ao desenvolvimento da comunicação para a segurança do paciente em internações pediátricas. MÉTODO estudo exploratório-descritivo, qualitativo, realizado em unidades de internação clínico-cirúrgicas pediátricas de três hospitais de Porto Alegre, RS, Brasil. Participaram do estudo 44 profissionais de saúde e 94 acompanhantes de crianças hospitalizadas, totalizando 138 participantes. A coleta ocorreu no período de 2016 a 2017, por meio de entrevistas semiestruturadas. Realizou-se análise de conteúdo do tipo temática. RESULTADOS Emergiram duas categorias: "Barreiras para a Comunicação Efetiva" que abordou as falhas e dificuldades no processo de comunicação e "Ferramentas para Qualificar a Comunicação" que apresenta recomendações para as melhorias, em especial, instrumentalização do acompanhante/familiar. CONCLUSÕES As barreiras para a comunicação efetiva envolvem múltiplos fatores e as estratégias de comunicação efetiva podem auxiliar no desenvolvimento de melhorias para a segurança do paciente pediátrico.

Resumen OBJETIVO Analizar la percepción de profesionales de salud y acompañantes/familiares con respecto al desarrollo de la comunicación para la seguridad del paciente en internaciones pediátricas. MÉTODO Estudio exploratorio-descriptivo, cualitativo, realizado en unidades de internación clínico-quirúrgicas pediátricas de tres hospitales de Porto Alegre, RS, Brasil. Participaron del estudio 44 profesionales de salud y 94 acompañantes de niños hospitalizados, totalizando 138 participantes. La recolección ocurrió en el período de 2016 a 2017, por medio de entrevistas semiestructuradas. Se realizó un análisis de contenido del tipo temático. RESULTADOS Surgieron dos categorías: "Barreras para la comunicación efectiva" que abordo las fallas y dificultades en el proceso de comunicación y "Herramientas para calificar la comunicación" que presenta recomendaciones para mejorías, em particular, instrumentalización del acompañante/familiar. CONCLUSIONES Las barreras para la comunicación efectiva envuelven diversos factores y las estrategias de comunicación efectiva pueden ayudar en el desarrollo de mejorías para la seguridad del paciente pediátrico.

Abstract OBJECTIVE To analyze the perception of health professionals and companions/family about the development of communication for patient safety in pediatric hospitalizations. METHOD It is an exploratory-descriptive study with a qualitative approach, performed in pediatric clinical-surgical hospitalization units of three hospitals in Porto Alegre, RS, Brazil. 44 health professionals and 94 companions of hospitalized children participated in the study, to a total of 138 participants. Data collection took place between 2016 and 2017, through semi-structured interviews. A thematic content analysis was used. RESULTS Two categories emerged: "Barriers to an effective communication", addressing the failures and difficulties in the communication process and "Tools to improve communication", that present recommendations for improvements, especially instrumentalization of the companion/family member. CONCLUSIONS The barriers to an effective communication involve several factors, and effective communication strategies can assist in the development of improvements for pediatric patient safety.
Descritores: Criança Hospitalizada
Barreiras de Comunicação
Segurança do Paciente
Sistemas de Comunicação no Hospital/organização & administração
-Equipe de Assistência ao Paciente
Recursos Humanos em Hospital/psicologia
Relações Profissional-Família
Relações Profissional-Paciente
Atitude do Pessoal de Saúde
Família/psicologia
Entrevistas como Assunto
Pesquisa Qualitativa
Amigos/psicologia
Comunicação em Saúde
Relações Interprofissionais
Limites: Seres Humanos
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Estudo Multicêntrico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 373 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1004100
Autor: Moreira, Felice Teles Lira dos Santos; Callou, Regiane Clarice Macêdo; Albuquerque, Grayce Alencar; Oliveira, Roberta Meneses.
Título: Estratégias de comunicação efetiva no gerenciamento de comportamentos destrutivos e promoção da segurança do paciente / Estrategias de comunicación efectiva en la gestión de comportamientos destructivos y promoción de la seguridad del paciente / Effective communication strategies for managing disruptive behaviors and promoting patient safety
Fonte: Rev. gaúch. enferm;40(spe):e20180308, 2019. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo OBJETIVO Descrever e analisar estratégias de comunicação interprofissional efetiva no gerenciamento de comportamentos destrutivos no trabalho hospitalar e promoção da segurança do paciente. MÉTODOS Estudo descritivo e qualitativo, desenvolvido com 29 profissionais de saúde de hospital público no Ceará, Brasil. Os dados foram coletados em 2014, mediante entrevista em profundidade, analisados pela técnica de análise de conteúdo, com o software MAXQDA®, e discutidos segundo referenciais da segurança do paciente. RESULTADOS Emergiram 27 unidades de contexto da análise do conteúdo abordando estratégias de comunicação efetiva para gerenciamento de comportamentos destrutivos, destacando-se: reuniões em equipe com diálogo aberto, avaliação de desempenho e feedback; e exercício da liderança com ênfase no suporte individual, treinamentos, reconhecimento e respeito mútuos. CONCLUSÕES Estratégias individuais e grupais focalizadas em habilidades de comunicação e estabelecimento de respeito mútuo no trabalho atuam como barreiras a comportamentos destrutivos e, se adequadamente instituídas, têm impacto positivo na segurança do paciente.

Resumen OBJETIVO Describir y analizar estrategias de comunicación interprofesional efectiva en la gestión de comportamientos destructivos en el trabajo hospitalario y promoción de la seguridad del paciente. MÉTODOS Estudio descriptivo y cualitativo, desarrollado con 29 profesionales de salud de hospital público en Ceará, Brasil. Los datos fueron recolectados en 2014, mediante entrevista en profundidad, analizados por la técnica de análisis de contenido, con el software MAXQDA®, y discutidos según referenciales de la seguridad del paciente. RESULTADOS Emergieron 27 unidades de contexto del análisis del contenido abordando estrategias de comunicación efectiva para gestión de comportamientos destructivos, destacándose: reuniones en equipo con diálogo abierto, evaluación de desempeño y feedback; y ejercicio del liderazgo con énfasis en el soporte individual, entrenamientos, reconocimiento y respeto mutuos. CONCLUSIONES Estrategias individuales y grupales enfocadas en habilidades de comunicación y establecimiento de respeto mutuo en el trabajo actúan como barreras a comportamientos destructivos y, si adecuadamente instituidas, tienen impacto positivo en la seguridad del paciente.

Abstract OBJECTIVE To describe and analyze strategies for professionals to communicate effectively when managing disruptive behaviors at the hospital and to promote patient safety. METHODS This is a descriptive and qualitative study conducted with 29 health professionals at a public hospital in Ceará, Brazil. Data were collected in 2014 by means of an in-depth interview, analyzed using the content analysis technique with MAXQDA® software, and discussed according to patient safety references. RESULTS The interview transcripts resulted in 27 contextual units of analysis that address effective communication strategies for managing disruptive behaviors, such as team meetings with open dialogue; performance evaluation and feedback; and exercising leadership with emphasis on individual support, training, recognition, and mutual respect. CONCLUSIONS Individual and group strategies that focus on communication skills and establishing mutual respect at work act as barriers for disruptive behavior and, if properly adopted, have a positive impact on patient safety.
Descritores: Atitude do Pessoal de Saúde
Má Conduta Profissional
Segurança do Paciente
Relações Interprofissionais
-Recursos Humanos em Hospital/psicologia
Brasil
Cultura Organizacional
Entrevistas como Assunto
Negociação
Comunicação Interdisciplinar
Pesquisa Qualitativa
Bullying
Hospitais Públicos
Liderança
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 373 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1040759
Autor: Cassemiro, Priscila de Oliveira Galvão; Menezes, Rachel Aisengart.
Título: Entre a norma e o "jeitinho": o vigilante em unidades de saúde / The guard at the health institution: between the rules and the "Brazilian way"
Fonte: Physis (Rio J.);29(2):e290204, 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo As unidades de saúde contam com o trabalho de diferentes profissionais. Dentre estes estão os vigilantes patrimoniais, por vezes não considerados tradicionalmente como integrantes de equipes de saúde. É esperado que garantam a segurança física das pessoas e do patrimônio, mas em unidades de saúde o segurança atua em várias atividades. Em algumas instituições são responsáveis pela triagem informal para atendimento de emergência, pelo transporte de enfermos, recepção e orientação de pacientes. No cotidiano de unidades de saúde, regras são burladas para lidar com os desafios de cada contexto. As instituições de saúde tornam-se palco de tensões, com disputas de duas lógicas: a universal e a da relacionalidade. As discrepâncias entre as regras e o trabalho de vigilante patrimonial, entre a norma e o "jeitinho", apontam um movimento amplo da sociedade brasileira entre o formal e o informal, o universal e o relacional, o indivíduo e a pessoa. Neste artigo abordamos o trabalho realizado por vigilantes patrimoniais em unidades de saúde, com base em pesquisa qualitativa e em entrevistas com 11 vigilantes. A análise revelou contraste entre o trabalho normativo - baseado na legislação - e o que ultrapassa as regras.

Abstract Health institutions have workers of various areas. Among these professionals are the ones involved in property security, not traditionally considered part of the health team. It is expected that these professionals ensure institutional patrimony and people's integrity, but in health institutions guards' work includes a wide range of tasks, such as identifying people in need for urgent care, helping to transport sick people or providing information about clinic and doctor's offices. Eventually rules are broken by health and security professionals to cope with challenges of any given context. Two different logics are then in disputation in these institutions: the logic of the universal law and the logic of the relations. The differences between the legislation and the patrimonial guards' work, between the rules and the "jeitinho" (Brazilian way of doing things), points out the movement of the society, oscillating between formal and informal, universal and relational, individual and person. This presentation addresses the guards' work on health institutions, based on qualitative research, with interviews with 11 patrimonial guards. Data analysis showed difference between the normative work - based on the legislation - and the work that surpasses the rules.
Descritores: Recursos Humanos em Hospital
Atenção Primária à Saúde
Segurança
Trabalho
Centros de Saúde
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  8 / 373 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-974864
Autor: Mora, Cintia Teixeira Rossato; Rizzotto, Maria Lucia Frizon.
Título: Health workforce and hospital network in the 9th health region of Paraná / Força de trabalho em saúde e rede hospitalar na 9ª região de saúde do paraná / Fuerza de trabajo en salud y red hospitalariaen la 9ª región de salud de paraná
Fonte: Ciênc. cuid. saúde;15(3):405-412, Jul.-Set. 2016. tab.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO A rede hospitalar e a força de trabalho em saúde se distribuem de maneira desigual no territorio nacional, refletindo o modelo de atenção hegemônico e a organização a partir da oferta de serviços. O estudo teve por objetivo analisar a rede hospitalar e a composição e distribuição da força de trabalho em saúde dos hospitais da 9ª Região de Saúde do Paraná. Pesquisa descritiva, quantitativa que teve como fonte de dados o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde. A estatística descritiva revelou que 84,62% dos hospitais são privados; 61,54% de pequeno porte; existem 2.307 ocupações cadastradas e destas 57,91% são de nível superior; 69,27% dos vínculos de trabalho são precários e 23,50% dos trabalhadores apresentavam mais que um vínculo empregatício. Identificou-se, ainda, menor jornada de trabalho semanal e maior precarização entre as ocupações de nível superior. Conclui-se pela necessidade de maior participação do Estado na regulação das instituições públicas e privadas, sobretudo na gestão do trabalho, e no planejamento da distribuição da força de trabalho em saúde.

RESUMEN La red hospitalaria y la fuerza del trabajo en salud se distribuyen de forma desigual en el país, lo que refleja el modelo de atención hegemónico y la organización a partir de la oferta de servicios. El objetivo del estudio fue analizar la red hospitalaria y la composición y distribución de la fuerza de trabajo en salud de los hospitales de la 9ªRegión de Salud de Paraná-Brasil. Investigación descriptiva, cuantitativa que tuvo como fuente de datos el Registro Nacional de Establecimientos de Salud. La estadística descriptiva mostró que 84,62% de los hospitales son privados; 61.54% pequeño porte; hay 2.307 ocupaciones registradas y de estas 57,91% son de nivel superior; 69.27% de los vínculos laborales son precarios y 23,50% de los trabajadores tenían más de un empleo. También fueron identificadas menos horas de trabajo semanal y más relaciones precarias entre las ocupaciones de nivel superior. Los resultados confirmaron la necesidad de una mayor participación del Estado en la regulación de las instituciones públicas y privadas, sobre todo en la gestión del trabajo, y la planificación de la distribución de la fuerza de trabajo en salud.

ABSTRACT The hospital network and health workforce are distributed unevenly in the country, reflecting the hegemonic model of attention and organization as from the services offer. The study aimed to analyze the hospital network and its composition and distribution of health workforce of the 9th Health Region hospitals of Paraná. Descriptive, quantitative research had as data source the National Register of Health Facilities. The statistics showed that 84.62% of hospitals are private; 61.54% are small; there are 2,307 registered occupations and, of these, 57.91% are educated level; 69.27% of the working relations are precarious and out of them, 23.50% of workers had more than one job. It was also identified shorter week working hours and higher precariousness among the educated level occupations. The results confirmed the need for greater participation of the state in the regulation of public and private institutions, particularly in work management, and planning the distribution of the health workforce.
Descritores: Recursos Humanos em Hospital
Unidades Hospitalares
-Emprego
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  9 / 373 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-588520
Autor: Gonzalez, Luiz Ricardo; Kitamura, Satoshi; Lucca, Sergio Roberto de; Azevedo, Valmir Antônio Zulian de.
Título: Prevalência de neutropenia étnica benigna entre os trabalhadores de um hospital público no município de São Paulo / Benign ethnic neutropenia among public hospital employees in São Paulo
Fonte: Rev. Soc. Bras. Clín. Méd;9(3), maio-jun. 2011. tab.
Idioma: pt.
Resumo: JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Neutropenia étnica benigna é uma condição caracterizada por uma redução da contagem dos neutrófilos abaixo de 1.500 mm³ na circulação sanguínea, estando ausentes as causas secundárias, adquiridas ou congênitas. Ocorre,principalmente, em populações negras e seus descendentes, não apresentando problemas recorrentes de infecção. Diversos estudos realizados em outros Países, em que a etnia negra é importante na composição populacional, como no Brasil, mostram a importância do conhecimento da neutropenia étnica. O objetivo deste estudofoi investigar a prevalência de neutropenia étnica benigna, no meio de uma população trabalhadora, aparentemente saudável, realizado em um hospital de grande porte.MÉTODO: Trata-se de um estudo transversal, envolvendo 347 voluntários,que estavam dentro dos critérios de inclusão do estudo.RESULTADOS: Os dados deste estudo demonstraram entre os trabalhadores estudados, nove (2,59%) entraram nos critérios diagnósticos para neutropenia étnica benigna. Relativamente em relação aos brancos participantes, os negros, pardos e amarelos apresentaram menor contagem de neutrófilos.CONCLUSÃO: Levando-se em consideração o aspecto racial, este estudo mostrou que pessoas negras e seus descendentes podem apresentar diminuição na contagem de neutrófilos, sem predisposição a infecções.(AU)

BACKGROUND AND OBJECTIVES: Benign ethnic neutropeniais a condition characterized by a neutrophil count reduction under 1.500 mm³ in blood circulation, with absence of acquired or congenital secondary causes. It occurs mainly among afro populations or their descendants not presenting problems with recurrent infections. Different papers performed in other countries, in which the Black ethnicity is important in the population composition, such as in Brazil, discuss the importance of knowing about ethnic neutropenia. The aim of this paper was to investigate the prevalence of benign ethnic neutropeniain an apparently healthy working population of a large hospital.METHOD: This transversal study comprised 347 volunteers whomet the study inclusion criteria.RESULTS: According to this paper, nine (2.59%) among the studied employees met the diagnostic criteria for benign ethnic neutropenia.Relatively in relation to Caucasian participants, Black, Brownand Yellow people presented a lower neutrophil count.CONCLUSION: Considering the racial aspect, this study showedthat afro people and their descendants may present a neutrophilcount reduction, without predisposition to infections.(AU)
Descritores: Recursos Humanos em Hospital
Grupo com Ancestrais do Continente Africano/etnologia
Neutropenia/epidemiologia
Doenças Profissionais
-Prevalência
Estudos Transversais/instrumentação
Inquéritos e Questionários
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 373 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-767110
Autor: Carvalho, Paloma Aparecida; Göttems, Leila Bernarda Donato; Pires, Maria Raquel Gomes Maia; Oliveira, Maria Liz Cunha de.
Título: Safety culture in the operating room of a public hospital in the perception of healthcare professionals / Cultura de segurança no centro cirúrgico de um hospital público, na percepção dos profissionais de saúde / Cultura de seguridad en el centro quirúrgico de un hospital público, en la percepción de los profesionales de la salud
Fonte: Rev. latinoam. enferm. (Online);23(6):1041-1048, Nov.-Dec. 2015. tab.
Idioma: es; pt.
Resumo: Objective: to evaluate the perception of healthcare professionals about the safety culture in the operating room of a public hospital, large-sized, according to the domains of the Safety Attitudes Questionnaire (SAQ). Method: descriptive, cross-sectional and quantitative research, with the application of the SAQ to 226 professionals. Descriptive data analysis, instrument consistency and exploratory factor analysis. Results: participants were distributed homogeneously between females (49.6%) and males (50.4%); mean age of 39.6 (SD±9.9) years and length of professional experience of 9.9 (SD±9.2) years. And Cronbach's ( of 0.84. It was identified six domains proposed in the questionnaire: stress perception (74.5) and job satisfaction (70.7) showed satisfactory results; teamwork environment (59.1) and climate of security (48.9) presented scores below the minimum recommended (75); unit's management perceptions (44.5), hospital management perceptions (34.9) and working conditions (41.9) presented the lowest averages. Conclusions: the results showed that, from the perspective of the professionals, there is weakness in the values, attitudes, skills and behaviors that determine the safety culture in a healthcare organization.

Objetivo: avaliar a percepção dos profissionais de saúde sobre a cultura de segurança no centro cirúrgico de um hospital público, de porte especial, segundo domínios do Questionário Atitudes de Segurança (QAS). Método: pesquisa descritiva, transversal, quantitativa, com aplicação do QAS a 226 profissionais. Análise descritiva dos dados, consistência do instrumento e análise fatorial exploratória. Resultados: os participantes distribuíram-se, homogeneamente, entre os sexos feminino (49,6%) e masculino (50,4%); média de idade de 39,6 (DP± 9,9) anos e tempo de atuação de 9,9 (DP±9,2) anos. E ( Cronbach de 0,84. Identificaram-se os seis domínios propostos pelo questionário: percepção do estresse (74,5) e satisfação no trabalho (70,7) apresentaram resultados satisfatórios; clima de trabalho em equipe (59,1) e segurança (48,9) apresentaram escores abaixo do mínimo recomendado (75); percepções da gerência da unidade (44,5), gerência do hospital (34,9) e condições de trabalho (41,9) apresentaram as menores médias. Conclusões: os resultados demonstraram que, na perspectiva dos profissionais, há fragilidade nos valores, atitudes, competências e comportamentos que determinam a cultura de segurança em uma organização de saúde.

Objetivo: evaluar la percepción de los profesionales de la salud acerca de la cultura de seguridad en el centro quirúrgico de un hospital público, de tamaño especial, de acuerdo con los dominios del Cuestionario de Actitudes de Seguridad (CAS). Método: investigación descriptiva, transversal, cuantitativa, con aplicación del CAS a 226 profesionales. Análisis descriptivo de datos, consistencia del instrumento y análisis factorial exploratorio. Resultados: los participantes se distribuyeron de forma homogénea en el sexo femenino (49,6%) y masculino (50,4%); promedio de edad de 39,6 (DE±9,9) años y tiempo de actuación de 9,9 (DE±9,2) años. Y ( de Cronbach de 0,84. Se determinaron los seis dominios propuestos por el cuestionario: percepción del estrés (74,5) y satisfacción en el trabajo (70,7) mostraron resultados satisfactorios; clima de trabajo en equipo (59,1) y seguridad (48,9) presentaron puntuaciones por debajo del mínimo recomendado (75); percepciones de gestión de la unidad (44,5), gestión hospitalaria (34,9) y condiciones de trabajo (41,9) presentaron las puntuaciones medias más bajas. Conclusiones: los resultados mostraron que, desde la perspectiva de los profesionales, hay fragilidad en los valores, actitudes, habilidades y comportamientos que determinan la cultura de seguridad en una organización de salud.
Descritores: Salas Cirúrgicas/normas
Recursos Humanos em Hospital/psicologia
Gestão da Segurança
-Estresse Psicológico
Cultura Organizacional
Atitude do Pessoal de Saúde
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Segurança do Paciente
Engajamento no Trabalho
Hospitais Públicos
Satisfação no Emprego
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 38 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde