Base de dados : LILACS
Pesquisa : M01.526.799.875 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 5 [refinar]
Mostrando: 1 .. 5   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 5 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1136629
Autor: Barboza, Natalie Sampaio Ramos; Fassarella, Cintia Silva; Souza, Priscilla Alfradique de.
Título: Autocuidado em freiras carmelitas descalças à luz da Teoria de Orem / Autocuidado de las carmelitas descalzas a la luz de la Teoría de Orem / Self-care by discalced carmelite nuns in the light of Orems Theory
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;54:e03637, 2020. tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: Compreender a percepção do autocuidado por parte de freiras de vida contemplativa que residem em um Mosteiro da Ordem Carmelita Descalça. Método: Trata-se de um estudo descritivo e exploratório de abordagem qualitativa, realizado em um Mosteiro da Ordem Carmelita Descalça do Estado de Minas Gerais. A coleta de dados foi realizada em janeiro de 2018 junto às freiras por meio de um questionário sobre seu perfil sociodemográfico e um roteiro semi-estruturado para entrevista. As entrevistas foram transcritas e revisadas, sendo submetidas a análise de conteúdo. Resultados: Participaram 20 freiras. Emergiram três categorias: compreensão do autocuidado, como pratica o autocuidado e o que fazer para melhorar o autocuidado. De cada uma das três categorias temáticas, foi selecionada uma subcategoria. Estas foram, respectivamente, o cuidado com o outro, a alimentação e o exercício. Entendeu-se que as freiras compreendem o autocuidado como o cuidado com o outro. Praticam majoritariamente através da alimentação e consideram ainda o exercício como algo a ser melhorado no autocuidado. Conclusão: Constatou-se que as freiras compreendem o que é autocuidado em sua essência e o realizam. Contudo, dão prioridade ao cuidado do outro como forma de cuidado mútuo, que repercute no autocuidado.

RESUMEN Objetivo: Entender la percepción del autocuidado de las monjas de vida contemplativa que residen en un monasterio de la Orden de las Carmelitas Descalzas. Método: Se trata de un estudio descriptivo y exploratorio con un abordaje cualitativo, realizado en un monasterio de la Orden de las Carmelitas Descalzas en el estado de Minas Gerais. La recopilación de datos de las monjas se llevó a cabo en enero del año 2018 mediante un cuestionario sobre su perfil sociodemográfico y un guión semiestructurado para la entrevista. Las entrevistas se transcribieron y revisaron y se sometieron a un análisis de contenido. Resultados: Participaron 20 monjas. Surgieron tres categorías: comprensión del autocuidado, cómo practica el autocuidado y qué pueden hacer para mejorar su autocuidado. De cada una de las tres categorías temáticas, se seleccionó una subcategoría. Estas fueron respectivamente el cuidado del otro, la comida y el ejercicio. Se entendió que las monjas comprenden el autocuidado como el cuidado del otro. Practican el autocuidado principalmente a través de la alimentación y consideran el ejercicio como algo que pueden mejorar en el cuidado de sí mismas. Conclusión: Se constató que las monjas entienden lo que es el autocuidado y lo hacen. Sin embargo, dan prioridad al cuidado del otro como una forma de cuidado mutuo, que tiene un impacto en el autocuidado.

ABSTRACT Objective: To understand the perception of self-care by contemplative nuns residing in a Discalced Carmelite Monastery. Method: Descriptive, exploratory study, with a qualitative approach, conducted in a Discalced Carmelite Monastery in Minas Gerais state. Data collection from nuns was performed in January 2018 through a questionnaire on their sociodemographic profile and a semi-structured interview script. The interviews were transcribed, reviewed, and submitted to content analysis. Results: Twenty nuns took part in this study. Three categories emerged: self-care comprehension, how self-care is practiced and what should be done to improve self-care. One subcategory was selected from each thematic category. Subcategories were, respectively, care of others, nutrition, and exercise. Nuns were seen to understand self-care as care of others, practicing it mostly through nutrition while considering exercise a point to be improved. Conclusion: Nuns were found to understand what self-care is in its essence and to perform it. However, their priority is to provide care of others as a form of mutual care, which impacts on self-care.
Descritores: Autocuidado
Teoria de Enfermagem
Freiras
-Pesquisa Qualitativa
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta


  2 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1087929
Autor: Santos, Cléia do Nascimento.
Título: A percepção de mulheres religiosas consagradas (freiras) sobre o processo de envelhecimento: implicações para o cuidado de enfermagem / The religious consecrated women's perception (nuns) about the aging process: implications to the nursing care.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2019. 76 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Estado do Rio de Janeiro para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Objetivos: O objetivo deste estudo foi investigar a percepção e o enfrentamento do processo de envelhecimento pela mulher religiosa consagrada, descrevendo compreensivamente a percepção que essas mulheres possuem sobre o processo de envelhecimento. A partir desta compreensão foi realizada uma análise dos depoimentos à luz da teoria da enfermagem humanística e por fim, foram apontadas estratégias de enfrentamento para garantir um cuidado humanístico. Método: Trata-se de um estudo qualitativo, utilizando o método de análise de conteúdo de entrevistas. Resultados: a análise deu origem a três categorias. A primeira categoria é "envelhecimento" e se desdobra em três subcategorias: a percepção do envelhecimento; a negação do processo de envelhecimento e o enfrentamento do processo de envelhecimento. A segunda categoria é "vida religiosa" e possui duas subcategorias: missão/ser religiosa e oração: a conexão com Deus. A terceira categoria é "cuidado", que se divide nas subcategorias: a realidade do cuidado e; como deveria ser o cuidado realizado. A Teoria do Cuidado Humanístico aplicada aos resultados mostrou como a enfermeira precisa se preparar e como se aproximar para cuidar desta mulher. Desta forma, após sintetizar tudo o que sentiu, percebeu e avaliou, a enfermeira pode agir de forma humanística. Para isso é preciso estabelecer objetivos terapêuticos em enfermagem a partir de um cuidado sistematizado para que a mulher religiosa possa alcançar o equilíbrio e a harmonia em todas as dimensões. Por fim, foi possível delinear uma proposta de ações de cuidado humanístico. Conclusões: As mulheres religiosas consagradas necessitam de um espaço de cuidado que as acolha no sentido humanístico e não apenas as cuidem no sentido biomédico. Particularmente os profissionais que as atendem precisam respeitar a história de vida de cada mulher e avaliar a possibilidade de continuidade de sua missão, adaptando sua vida de serviço à suas possibilidades funcionais e cognitivas.

Objectives: The aim of this study was to investigate the perception and confrontation of the aging process of consecrated religious women, comprehensively describing the perception that these women have about the aging process. From this understanding, an analysis of the statements was performed in the light of humanistic nursing theory, and finally, coping strategies were pointed out to ensure humanistic care. Method: This is a qualitative study, using the method of analysis of the contents of interviews. Results: the analysis gave rise to three categories. The first category is "aging" and unfolds into three subcategories: the perception of aging; denial of the aging process and coping with the aging process. The second category is "religious life" and has two subcategories: mission/religious being and prayer: the connection with God. The third category is "the care", which is divided into the subcategories: ... the reality of care and as should be the care performed. The Theory of Humanistic Care applied to the results showed how the nurse needs to be prepared and how to approach to take care of the religious woman. Thus, after synthesizing everything how she felt, perceived and evaluated, the nurse can act humanistically. For this, it is necessary to establish therapeutic goals in nursing from a systematized care so that religious women can achieve balance and harmony in all dimensions. Finally, it was possible to outline a proposal for humanistic care actions. Conclusions: Consecrated religious women need a space of care that welcomes them in the humanistic sense and not only taking care of them in the biomedical sense. Particularly the professionals who serve them need to respect each woman's life history and evaluate the possibility of continuing their mission, adapting their life to their functional and cognitive possibilities.
Descritores: Percepção
Envelhecimento
Freiras
Cuidados de Enfermagem
-Filosofias Religiosas
Brasil
Pesquisa Metodológica em Enfermagem
Catolicismo
Saúde da Mulher
Pesquisa Qualitativa
Enfermagem Geriátrica
Limites: Animais
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  3 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-999159
Autor: Landívar Heredia, Jacinto.
Título: LA COMUNIDAD RELIGIOSA DE LAS HERMANAS DE LA CARIDAD(HIJAS DE LA CARIDAD) ENFERMERAS Y ADMINISTRADORAS DEL HOSPITAL "SAN VICENTE DE PAÚL" DE CUENCA, DESDE 1869 HASTA 1977 / "Hermanas de la Caridad" religious community (Daughters of Charity) nurses and administrators of the Hospital "San Vicente de Paúl" of Cuenca, from 1869 to 1977
Fonte: Rev. Fac. Cienc. Méd. Univ. Cuenca;35(1):95-101, Abril 2017. ilus.
Idioma: es.
Resumo: El Hospital San Vicente de Paul de la ciudad de Cuenca, fundado en 1872, necesitaba de médi-cos, enfermeras y personal administrativo para su funcionamiento. Para la enfermería del hospital el gobierno de Gabriel García Moreno en el año de 1869 trae de Francia a la Comunidad Hospitalaria de las Hermanas de la Caridad, especializadas en administrar hospitales y realizar la enfermería de los mismos. Durante los 105 años de vida del hospi-tal civil las Hermanas de la Caridad permanecen en el mismo, con estatutos, reglamentos y sueldo propios. Cumplieron esta labor, hasta el adveni-miento de enfermeras profesionales, graduadas y tituladas en las universidades.
Descritores: Freiras
Administração Hospitalar
Enfermeiras e Enfermeiros
-Papel do Profissional de Enfermagem
Atenção à Saúde
Assistência ao Paciente
Ocupações
Limites: História do Século XIX
História do Século XX
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Responsável: EC3.1 - Biblioteca


  4 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-792569
Autor: Martins, William de Souza.
Título: A clausura enferma: petições para a saída do Convento da Ajuda no Rio de Janeiro para tratamento de doenças contagiosas, c. 1750-1780 / Disease in the cloisters: requests to leave Convento da Ajuda, Rio de Janeiro, for the treatment of contagious diseases, c. 1750-1780
Fonte: Hist. ciênc. saúde-Manguinhos;23(3):719-732, jul.-set. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O artigo discute os pedidos de freiras do Convento da Ajuda para deixar a clausura a fim de curar doenças contagiosas. O padecimento dessas doenças era considerado uma das poucas exceções para permitir a saída das freiras. As ordens femininas guardavam estritamente a clausura, condição necessária para manter o recato de virgens consagradas a Cristo. A documentação contém detalhes sobre as causas e as formas de transmissão das doenças, bem como sobre os tipos de tratamento para combatê-las. Por fim, os processos esclarecem os procedimentos adotados fora da clausura para as freiras não colocarem em risco o recolhimento e a honra, quando iam buscar em locais distantes o tratamento adequado para aquelas doenças.

Abstract This article discusses the requests submitted by nuns from Convento da Ajuda (Ajuda Convent) to leave their life of enclosure to receive treatment for contagious diseases. Disease was one of the few cases in which nuns were granted permission to leave. The female orders were strictly cloistered in order to preserve their purity as virgins consecrated to Christ. Extant documents detail the causes of the diseases, the ways they were transmitted, and the treatments used to fight them. These processes shed light on the procedures adopted outside the cloisters so that the nuns did not jeopardize their reclusion and honor when they went to distant places in search of treatment.
Descritores: Catolicismo/história
Doenças Transmissíveis/história
Freiras/história
Religião e Medicina
-Brasil
Doenças Transmissíveis/terapia
Doenças Transmissíveis/transmissão
Hanseníase/história
Hanseníase/terapia
Tuberculose/história
Tuberculose/terapia
Limites: Humanos
Feminino
História do Século XVIII
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 5 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-792564
Autor: Bediaga, Begonha; Peixoto, Ariane Luna; Filgueiras, Tarciso S.
Título: Maria Bandeira: uma botânica pioneira no Jardim Botânico do Rio de Janeiro / Maria Bandeira: a pioneering botanist at the Botanic Garden of Rio de Janeiro
Fonte: Hist. ciênc. saúde-Manguinhos;23(3):799-822, jul.-set. 2016. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Busca-se trazer à luz a trajetória de Maria Bandeira, primeira botânica do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, que atuou na década de 1920, desconhecida na historiografia e pouco citada na literatura científica. O significativo número de espécimes de plantas, fungos e líquens por ela coletados, a expertise em alcançar locais de difícil acesso, a extensa correspondência com especialistas estrangeiros e sua ida para estudar na Sorbonne permitem analisar o “fazer botânica” e as redes de sociabilidades nas ciências à época. A interrupção da sua trajetória científica para ingresso na ordem das Carmelitas Descalças com clausura total possibilita interpretações diversas e explica, em parte, a causa do esquecimento de sua passagem pela botânica brasileira.

Abstract This article sheds light on Maria Bandeira, the first female botanist to work at the Botanic Garden of Rio de Janeiro. She was active in the 1920s, but is absent from the historiography and little cited in the scientific literature. The significant number of plant, fungus, and lichen specimens she collected, her capacity to reach far-flung places, her extensive correspondence with foreign experts, and her studies at Sorbonne are all sources for the analysis of the way botany was practiced and the social networks at play in science at the time. The end of her scientific career, when she adopted a cloistered life with the Barefoot Carmelite nuns, can be interpreted variously, and partially explains why her contributions to Brazilian botany have been forgotten.
Descritores: Botânica/história
Jardins/história
-Brasil
Freiras/história
Limites: Humanos
Feminino
História do Século XX
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Biografia
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde