Base de dados : LILACS
Pesquisa : M01.686.754 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 863 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 87 ir para página                         

  1 / 863 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120527
Autor: Silva, Leonildo Severino da.
Título: Práticas e Cuidados em Saúde Reprodutiva de Mulheres da Etnia Kambiwá / Practice and Care in Reproductive Health of Kambiwá Women / Prácticas y Cuidados en Salud Reproductiva de Mujeres de la Etnia Kambiwá.
Fonte: Salvador; s.n; 2014. 100P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Características culturais da vida reprodutiva de mulheres indígenas exigem uma atenção especial, tendo em vista a produção de cuidados coerentes e adequados prestados por serviços de saúde e profissionais, especialmente por enfermeiras. Assim, os objetivos desse estudo foram: descrever as práticas em saúde reprodutiva de mulheres da etnia Kambiwá; identificar o autocuidado das mulheres Kambiwá e o cuidado oferecido por serviços de saúde, principalmente pela equipe de enfermagem, relacionado à saúde reprodutiva; e, analisar práticas e cuidados em saúde reprodutiva de mulheres da etnia Kambiwá à luz da teoria transcultural do cuidado. Trata-se de uma pesquisa descritiva, exploratória de abordagem qualitativa que se utilizou da etnoenfermagem, como proposta metodológica e da Teoria Transcultural do Cuidado. Foi realizada na Aldeia Baixa da Alexandra, em IbimirimPernambuco, com vinte mulheres no período de setembro de 2012 a maio de 2014. A seleção das entrevistadas ocorreu por meio de informantes gerais e informantes-chaves. Utilizamos para obtenção dos dados: formulário etnodemográfico ­ socioeconômico, técnica da Observação-Participação-Reflexão e roteiro de entrevista semiestruturado da História de Vida e Cuidados em Saúde. Os modos de vida da etnia Kambiwá, semelhantes a uma comunidade rural não indígena, com casas de alvenaria, energia elétrica, água de poço artesiano, entre outros aspectos, são de muita relevância para a manutenção das condições de sobrevivência, e, nem por isso, descaracterizam suas particularidades étnicas. A religiosidade praticada por meio dos rituais como o Praiá e os "trabalhos de mesa", é uma forma de cuidado tradicional para cura e proteção física e espiritual. As entrevistadas têm entre 22 e 85 anos de idade com escolaridade até o ensino médio. A maioria convive com parceiro sexual em domicílios com até quinze pessoas. Realizam o trabalho doméstico e praticam a agricultura de subsistência, com renda básica do Programa Bolsa Família. Têm em média seis filhos(as). A contracepção é praticada por utilização de contraceptivos modernos e práticas tradicionais como beber água antes e após a relação sexual, banhos com "água de sal" e amamentação. Identificam a gravidez por meio do entojo e da amenorreia. Os cuidados durante a gravidez estão dirigidos a manutenção gestacional, evitando o aborto: satisfazer o desejo por alimentos, não ter sustos, evitar quedas e atividades pesadas. O parto, fisiológico, é permeado por práticas xamânicas de autocuidado e pela atenção hospitalar, apresentando-se em um modelo híbrido de cuidado. No pós-parto, geralmente, permanecem em repouso por 30 dias, delegando o trabalho doméstico as parentas e companheiro, além dos cuidados relacionados à higiene pessoal, seguindo um ritual que inclui um tempo determinado para retornar às suas atividades. As práticas e cuidados de mulheres Kambiwá em relação à saúde reprodutiva mostraram que é constituída dentro de um contexto cultural no qual diferentes sistemas de saúde atuam na construção de sentidos que lhes são peculiares. A cultura é dinâmica, possui forte influência do modelo de saúde hospitalocêntrico e medicalizado, e pode interferir na manutenção do cuidado tradicional.(AU)
Descritores: Grupos Étnicos
Saúde da Mulher
Enfermagem Transcultural
Origem Étnica e Saúde
Saúde Reprodutiva
-Características Culturais
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  2 / 863 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-476609
Autor: Sánchez, Mauricio; Miraña, Petei; Duivenvoorden, Joost.
Título: Plantas, suelos y paisajes: ordenamientos de la naturaleza por los indígenas Miraña de la Amazonía colombiana / Plants, soils and landscapes: sorting of nature by the Miraña Indians of Colombian Amazon
Fonte: Acta amaz;37(4):567-582, 2007. ilus, tab.
Idioma: es.
Projeto: European Commission; . COLCIENCIAS.
Resumo: Con base en información obtenida sobre los nombres de todas las plantas con DAP > 2.5 cm (Diámetro a la Altura del Pecho, medido a una altura de 1.3 m) dentro de 30 parcelas de 0.1 ha cada una, y sobre los suelos, la vegetación y el paisaje a lo largo de 8 transectos (entre 2 y 5 km de longitud cada uno), se describen los aspectos más importantes sobre la taxonomía botánica y el ordenamiento o jerarquización del medio ambiente desde la perspectiva de los Indígenas Miraña de la Amazonía central colombiana. A pesar de la pérdida cultural, algunos pocos ancianos guardan como parte de su tradición oral, los elementos básicos de un sistema complejo de conocimiento de su ambiente natural. Se detectó un alto grado de conocimiento sobre las especies vegetales silvestres, la existencia de sistemas nomenclaturales para éstas y para los suelos, y un reconocimiento organizado de paisajes fisiográficos y tipos de vegetación.

We describe the most important aspects of Miraña's plant taxonomy, and landscape categorization. Data about plants' names (in 30 plots of 0.1 ha), was gathered from all individual plants with DBH > 2.5 cm (Diameter at Breast High, or 1.3 m above ground), and data about soils, forest types and landscapes was (in 8 transects of 2-5 km long each) was gathered from 8 transects of 2-5 km long each. In spite of cultural lost, complex knowledge about natural environment classification, it is present into the oral tradition keep in some elders' mind. We detected a high level of knowledge about wild plants, the presence of nomenclatural systems for plants and soil types, and organized landscapes and forest types systems.
Descritores: Grupos Étnicos
Classificação
Ecologia Humana
Ecologia
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  3 / 863 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Sá, Lenilde Duarte de
Texto completo
Id: lil-798025
Autor: Lima, Maria do Rosário de Araújo; Nunes, Maria Luísa de Almeida; Klüppel, Berta Lúcia Pinheiro; Medeiros, Soraya Maria de; Sá, Lenilde Duarte de.
Título: Atuação de enfermeiros sobre práticas de cuidados afrodescendentes e indígenas / Actuación de los enfermeros en prácticas de cuidados afro descendientes e indígenas / Nurses' performance on indigenous and African-Brazilian health care practices
Fonte: Rev. bras. enferm;69(5):840-846, set.-out. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: analisar a atuação de enfermeiros da Estratégia Saúde da Família em relação às práticas de cuidados, cujas raízes têm origem nas culturas africana e indígena. Método: utilizou-se o método da História Oral Temática, em que se entrevistaram sete colaboradores atuantes na Atenção Básica de uma região do nordeste brasileiro. A análise foi fundamentada pela Teoria do Cuidado Cultural, de Leininger, concepção intercultural dos direitos humanos e outras. Resultados: os enfermeiros desconhecem o contexto histórico religioso dos grupos étnicos assistidos e desvalorizam suas práticas de autocuidado em territórios com predominância de culturas afro-indígenas. Essas práticas coexistem com o modelo biomédico, ainda hegemônico. Conclusão: faz-se necessário ampliar a discussão sobre competência cultural no âmbito da formação e exercício profissional, de modo a promover o trabalho de enfermagem na perspectiva da diversidade e da integralidade do cuidado em saúde.

RESUMEN Objetivo: Analizar la actuación de enfermeros de la Estrategia Salud de la Familia con relación a las prácticas de cuidados cuyas raíces se originan en las culturas africana e indígena. Método: Se utilizó el método de la Historia Oral Temática y se entrevistaron siete colaboradores actuantes en la Atención Básica de una región del noreste brasilero. El análisis se fundamentó en la Teoría de los Cuidados Culturales de Leininger, concepción intercultural de los derechos humanos, y otras. Resultado: Los enfermeros desconocen el contexto histórico religioso de los grupos étnicos atendidos y desvalorizan sus prácticas de auto cuidado en territorios con predominancia de culturas afro-indígenas. Dichas prácticas coexisten con el modelo biomédico, aunque de manera hegemónica. Consideraciones Finales: Es necesario ampliar la discusión sobre la competencia cultural en el ámbito de la formación y el ejercicio profesional para promover el trabajo de enfermería según la perspectiva de la diversidad y de la integridad en el cuidado de la salud.

ABSTRACT Objective: to analyze the performance of nurses from the Estratégia Saúde da Família (Family Health Strategy) on health care practices rooted in African and Indigenous cultures. Methods: Thematic Oral History was used and interviews were conducted with seven participants, who worked with Primary Health Care in Northeastern Brazil. The analysis was based on Leininger's Theory of Cultural Care and the intercultural concept of human rights, among others. Results: nurses are unaware of the religious and historical context of the ethnic groups cared for and do not appreciate their self-care practices in areas with a predominance of African and indigenous cultures. These practices coexist with the hegemonic biomedical model. Conclusion: the debate on cultural competence in the context of professional qualification and exercise is required, aiming to promote the nursing work in the perspective of diversity and comprehensiveness of health care.
Descritores: Padrões de Prática em Enfermagem/normas
Serviços de Saúde do Indígena
-Brasil
Grupos Étnicos
Entrevistas como Assunto
Medicina Tradicional Africana
Grupos Populacionais
Relações Enfermeiro-Paciente
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 863 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Alvarez, Angela Maria
Marcon, Sônia Silva
Texto completo
Id: biblio-843617
Autor: Faller, Jossiana Wilke; Zilly, Adriana; Alvarez, Angela Maria; Marcon, Sonia Silva.
Título: Cuidado filial e o relacionamento com o idoso em famílias de diferentes nacionalidades / Cuidado filial y la relación con el anciano en familias con diferentes nacionalidades / Filial care and the relationship with the elderly in families of different nationalities
Fonte: Rev. bras. enferm;70(1):22-30, jan.-fev. 2017. graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: identificar de que forma ocorrem o cuidado filial e o relacionamento com o idoso em famílias de diferentes nacionalidades. Método: estudo qualitativo, realizado em município da tríplice fronteira do Paraná com 33 idosos de cinco nacionalidades e que adotou como estratégia teórico-metodológica o Interacionismo Simbólico e a Grounded Theory. Resultados: entre os libaneses, a religião muçulmana direciona a conduta dos filhos em obediência e respeito aos pais; entre os franceses, destacam-se relações familiares distantes e o cuidado asilar. Para os paraguaios, a relação familiar é estreita; os chineses têm o cuidado filial como obrigação tácita; e os brasileiros costumam acolher e cuidar dos pais na velhice. Conclusão: houve predomínio do cuidado familial, mas as tradições de cada sociedade direcionam as ações desse cuidado, sendo necessário, para a prática assistencial, que os profissionais da saúde reconheçam o contexto no qual os idosos estão inseridos.

RESUMEN Objetivo: identificar de qué forma ocurren el cuidado filial y la relación con el anciano en familias de diferentes nacionalidades. Método: estudio cualitativo, realizado en un municipio de la triple frontera del Paraná con 33 ancianos de cinco nacionalidades y que adoptó como estrategia teórico metodológica el Interaccionismo Simbólico y la Grounded Theory. Resultados: entre los libaneses, la religión musulmana direcciona la conducta de los hijos en obediencia y respeto a los padres; entre los franceses, se destacan relaciones familiares distantes y hogar de ancianos. Para los paraguayos, la relación es estrecha; los chinos consideran al cuidado filial como una obligación tácita; y los brasileños acostumbran a amparar y cuidar a los padres en la vejez. Conclusión: hubo un predominio del cuidado familiar, aunque las tradiciones de cada sociedad direccionan las acciones de dicho cuidado, siendo necesario, para la práctica asistencial, que los profesionales de la salud reconozcan el contexto en el cual los ancianos están insertos.

ABSTRACT Objective: identify how filial care and the relationship with the elderly occur in families of different nationalities. Method: qualitative study carried out in a town on the triple frontier of Paraná, comprising 33 elderly people of five different nationalities, adopting the Symbolic Interactionism and the Grounded Theory as theoretical-methodological strategy. Results: among Lebanese people, the Muslim religion teaches children to obey and respect parents; among French, distant family relationships and institutions for the elderly stand out. Paraguayans hold close family relationships; Chinese people consider filial care as a tacit obligation; Brazilians, in turn, tend to embrace and take care of their parents in old age. Conclusion: family care prevailed, but the traditions of each society lead the actions of that care, demanding health professionals' capacity of recognizing in which context the elderly is inserted.
Descritores: Grupos Étnicos/psicologia
Cuidadores/psicologia
Relações Familiares/etnologia
-Paraguai/etnologia
Brasil/etnologia
Família/etnologia
Família/psicologia
China/etnologia
Pesquisa Qualitativa
Relações Familiares/psicologia
Teoria Fundamentada
França/etnologia
Líbano/etnologia
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 863 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120531
Autor: Martins, Lucas Amaral.
Título: Cuidado ao recém-nascido em comunidade quilombola e a influência intergeracional / Newborn care at a maroon community and the intergenerational influence / Cuidado al recién nacido en comunidad de quilombo y la influencia intergeneracional.
Fonte: Salvador; s.n; 2014. 122P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O estudo tem como objetivo apreender o cuidado prestado ao recém-nascido em comunidade quilombola e as influências intergeracionais neste cuidado. Para desvelar o estado da arte acerca da temática foi realizada a revisão de literatura transversalizando três eixos temáticos, assim denominados: um olhar histórico acerca do cuidado ao recém-nascido; contextualizando as comunidades quilombolas brasileiras; e, a família e os aspectos culturais transmitidos intergeracionalmente. Como fundamentação teórica metodológica foi utilizada a Teoria da Diversidade e Universalidade do Cuidado Cultural de Madeleine Leininger. Assim, como metodologia optou-se por uma pesquisa descritiva-exploratória com abordagem qualitativa, que teve como cenário a comunidade quilombola de Vila Monte Alegre-BA. A coleta foi realizada no período de agosto de 2013 a julho 2014 tendo como colaboradores 15 mães e familiares de RN. Utilizou-se como instrumentos de coleta o genograma, ecomapa, entrevista semi-estruturada e o diário de campo. A análise foi delineada pelo modelo interativo proposto por Miles e Huberman. Ressaltamos que todos os aspectos éticos foram respeitados conforme a resolução 466/12, sob aprovação do comitê de Ética em pesquisa da Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia, sob CAAE:16594413.8.0000.5531. Como resultados foram identificados os cuidados prestados ao RN no momento do nascimento, como a alimentação, higiene, sono/repouso, cuidado com o coto umbilical, cuidados preventivos, além de identificar o itinerário terapêutico. Algumas dessas práticas de cuidado expõem o RN a riscos e danos à saúde. O cuidado ao recém-nascido sofre influência intergeracional pautada nos valores socioculturais das famílias, sendo esses ensinados pelas mulheres no contexto domiciliar; as famílias se articulam para cuidar do RN formando uma rede de suporte social, resistindo às influências externas, como também de profissionais de saúde. Conclusão: os cuidados prestados ao recém-nascido da comunidade, em estudo, são baseados em valores socioculturais, costumes, crenças, saberes populares e práticas de cuidados transmitidos entre as gerações, sendo alguns desses cuidados preservados desde o período colonial. Faz-se necessário que os profissionais de saúde busquem se aproximar do contexto de cuidado das comunidades quilombolas para que possam direcionar e resignificar o cuidado ao recém-nascido baseado em princípios científicos, porém atrelado ao saber popular transmitido intergeracionalmente.(AU)
Descritores: Grupos Étnicos
Saúde da Criança
Enfermagem Transcultural
Enfermagem Neonatal
-Características de Residência
Universalização da Saúde
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  6 / 863 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1137060
Autor: Peixoto, Milleidy Cezar; Jacobi, Cláudia Cecília Blaszkowski de; Borges-Paluch, Larissa Rolim.
Título: Comunidades remanescentes de quilombos: contribuição aos domínios físico, social, psicológico e ambiental / Comunidades remanentes de quilombos: contribuciones para los dominios físico, social, psicológico y ambiental / Quilombo remnant communities: contributions to the physical, social, psychological and environmental domains
Fonte: Rev. baiana enferm;34:e34552, 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: comparar a qualidade de vida de pessoas que vivem em comunidades remanescentes de quilombos em municípios baianos. Método: pesquisa de caráter descritivo e abordagem quantitativa aplicada a moradores de duas comunidades remanescentes de quilombo, localizadas no estado da Bahia. Para a coleta de dados de qualidade de vida foi aplicado o formulário WHOQOL-Bref. Os dados foram explorados quanto às similaridades e diferenças entre as variáveis estudadas em cada comunidade. Resultados: com relação ao domínio físico, há baixo escore nas variáveis dor e desconforto, que causam falta de energia para as atividades cotidianas e fadiga. Também houve baixo escore em espiritualidade no domínio psicológico nas duas comunidades. No domínio meio ambiente, a variável recurso financeiro obteve escores baixos, mas o domínio relações sociais apresentou resultados satisfatórios. Conclusão: na análise geral dos escores das facetas, percebe-se que as comunidades remanescentes de quilombos possuem perfis semelhantes.

Objetivo: comparar la calidad de vida de los residentes en comunidades remanentes de los quilombos en municipios de Bahía. Método: investigación descriptiva y cuantitativa realizada con residentes de dos comunidades remanentes de los quilombos en el estado de Bahía. Los datos sobre calidad de vida se recolectaron a través del cuestionario WHOQOL-Bref. Esos datos fueron analizados en términos de similitudes y diferencias entre las variables elegidas en cada comunidad. Resultados: en lo que se refiere al dominio físico dolor y malestar, que causan falta de energía para realizar las tareas cotidianas y fatiga, obtuvo bajo puntaje. En el dominio psicológico el puntaje para espiritualidad también fue bajo en ambas comunidades. En el dominio ambiental la variable recursos financieros recibió puntaje bajo. Sin embargo, en el dominio relaciones sociales los resultados fueron satisfactorios. Conclusión: el análisis general de los puntajes de las facetas muestra que ambas comunidades tienen perfiles similares.

Objetivo: to compare life quality of people living in quilombo remnant communities in municipalities of Bahia. Method: descriptive and quantitative research involving inhabitants of two quilombo communities in the state of Bahia. Life quality data were collected by means of the WHOQOL-Bref questionnaire. Data were analyzed in terms of similarities and differences between the chosen variables in each community. Results: with regard to the physical domain pain and discomfort, which cause lack of energy for routine activities and fatigue, had a low score. In the psychological domain the score for spirituality was also low in both communities. In the environmental domain the variable financial resources obtained low scores, but in the social relations domain satisfactory results were obtained. Conclusion: the general analysis of the facets scores shows that both quilombo communities have similar profiles.
Descritores: Qualidade de Vida
Grupos Étnicos
Enfermagem em Saúde Comunitária
Populações Vulneráveis
-Fatores Socioeconômicos
Coleta de Dados
Limites: Humanos
Responsável: BR21.2 - BVS Enfermería


  7 / 863 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Marcon, Sônia Silva
Texto completo
Id: lil-744814
Autor: Faller, Jossiana Wilke; Teston, Elen Ferraz; Marcon, Sonia Silva.
Título: Old age from the perspective of elderly individuals of different nationalities / La vejez en la percepción de personas mayores de diferentes nacionalidades / A velhice na percepção de idosos de diferentes nacionalidades
Fonte: Texto & contexto enferm;24(1):128-137, Jan-Mar/2015.
Idioma: en.
Resumo: The study aimed to understand how elderly from several nationalities who reside in Brazil conceive the old age and experience the aging process. It was used the Symbolic Interactionism and the Grounded Theory as a theoretical and methodological strategy. The informants were 33 elderly people who reside in Foz do Iguaçu-PR. The results show an old age conception marked by chronological, physical, psychological, behavioral aspects and also by the presence of disease, dependence, inability to work and by situations experienced over the years in the Brazilian context. The way to experience the old age is influenced by the homeland culture, but is related to the quality and to the conditions of life (autonomy, physical and financial dependence), the work valorization, the religious precepts and the family ties/relationships. It was concluded that to conceive and experience the old age, besides the cultural aspects, it's focused on the experiences and singular interactions occurred over the years and that gain significant contours according to the context and the time of life.

El estudio tuvo como objetivo comprender como los ancianos de diversas nacionalidades que residen en el Brasil vivencian el proceso de envejecimiento. Se utilizó el Interaccionismo Simbólico y la Grounded Theory como estrategia teórico-metodológica. Los informantes fueron 33 ancianos residentes en Foz do Iguaçu-PR. Los resultados muestran una concepción de la vejez marcada por aspectos cronológicos, físicos, psicológicos, de comportamiento y, también, por la presencia de la enfermedad, la dependencia, la incapacidad para trabajar y las situaciones vividas en los últimos años en el contexto brasileño. La manera de vivenciar la vejez es influenciada por la cultura de su tierra natal, pero guarda relación con la calidad y las condiciones de vida (autonomía, dependencia física y financiera), la valorización del trabajo, los preceptos religiosos y los lazos/relaciones familiares. Se concluyó que concebir y vivenciar la vejez, más allá de los aspectos culturales, se centra en las experiencias e interacciones singulares ocurridas en los últimos años y que obtienen contornos significativos conforme al contexto y el momento de vida.

O estudo objetivou compreender como idosos, de nacionalidades diversas, residentes no Brasil, concebem a velhice e vivenciam o processo de envelhecer. Utilizou-se o Interacionismo Simbólico e a Grounded Theory como estratégia teórico-metodológica. Os informantes foram 33 idosos residentes em Foz do Iguaçu-PR. A concepção de velhice foi marcada por aspectos cronológicos, físicos, psicológicos, comportamentais e, também, pela presença de doença, dependência, incapacidade para o trabalho e pelas situações experienciadas ao longo dos anos em contexto brasileiro. A forma de vivenciar a velhice é influenciada pela cultura da terra natal, mas guarda relação com as condições de vida (autonomia, dependência física e financeira), a valorização do trabalho, os preceitos religiosos e os laços/relações familiares. Conclui-se que conceber e vivenciar a velhice, para além dos aspectos culturais, centra-se nas experiências e nas interações singulares ocorridas ao longo dos anos e que, conforme o contexto e o momento de vida, ganham contornos significativos.
Descritores: Autoimagem
Envelhecimento
Grupos Étnicos
Enfermagem
Cultura
Limites: Humanos
Idoso
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  8 / 863 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1139745
Autor: Ojeda, Marisa Angélica Mansilla; Heidemann, Ivonete Teresinha Schulter Buss; Villa, Sergio Eduardo Contreras.
Título: Ethnonursing: cultural care in a mapuche community in Puerto Aguirre, Aysén, Chile / Etnoenfermagem: cuidados culturais em uma comunidade mapuche em Puerto Aguirre, Aysén, Chile / Etnoenfermería: cuidados culturales en una comunidad mapuche en Puerto Aguirre, región de Aysén-Chile
Fonte: Texto & contexto enferm;29(spe):e20190262, 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objectives: to understand the beliefs, expressions, and practices of generic care used by the Mapuche community in Puerto Aguirre and acknowledge the professional care offered to promote health. Method: a qualitative research based on ethnonursing carried out during seven trips to Puerto Aguirre between July 2018 and January 2019. A total of seven key informants and seven general informants were interviewed. Information was collected through observations, field notes, conversations, and interviews. Results: the scientific property of ethnonursing was verified. Three themes that structure the cultural care practices in the studied community emerged: Mapuche identity as the main value to preserve cultural care; The essesntial presence of women to carry out meaningful experiences and care practices among the Mapuche; and Mapuche value and use of cultural and professional care practices to promote health. Conclusion: the research recognizes the full validity of the Cultural Care Theory. Nursing and, in general, the different health professions tend to become popular, and professional knowledge is complemented, thus learning and improving cultural care in the community.

RESUMO Objetivos: compreender as crenças, expressões e práticas genéricas de cuidado utilizadas pela comunidade mapuche em Puerto Aguirre e reconhecer o cuidado profissional oferecido à promoção da saúde. Método: pesquisa qualitativa baseada na etnoenfermagem, realizada durante sete viagens a Puerto Aguirre, realizadas entre julho de 2018 e janeiro de 2019. Foram entrevistados sete informantes-chave e sete informantes gerais. As informações foram compiladas por meio de observações, anotações de campo, conversas e entrevistas. Resultados: confirmou-se a propriedade científica da etnoenfermagem, identificando três temas que estruturam as práticas de cuidado cultural na comunidade estudada: A identidade mapuche como principal valor para preservar o cuidado cultural; A presença de mulheres é essencial para realizar experiências e práticas de cuidado significativas entre os mapuches; e Os mapuches valorizam e usam práticas de cuidado cultural e profissional para promover a saúde. Conclusão: a pesquisa reconhece a validade plena da Teoria do Cuidado Cultural, uma vez que a enfermagem e, em geral, as diferentes profissões da saúde, tendem a se popularizar e o conhecimento profissional é complementado, aprendendo e aprimorando o cuidado cultural na comunidade.

RESUMEN Objetivos: comprender las creencias, expresiones y prácticas de cuidados genéricos utilizados por la comunidad mapuche en Puerto Aguirre y reconocer la atención profesional ofrecida a la Promoción de la Salud. Método: investigación cualitativa basada en la Etnoenfermería, llevada a cabo durante siete viajes a Puerto Aguirre realizado entre julio de 2018 y enero de 2019. Se entrevistó a un total de siete informantes claves y siete informantes generales. Las informaciones fueron recopiladas por intermedio de observaciones, notas de campo, conversaciones y entrevistas. Resultados: se constató la propiedad científica de la Etnoenfermería, identificándose tres temas que estructuran las prácticas de cuidado cultural en la comunidad estudiada: La identidad mapuche como principal valor para preservar el cuidado cultural; La presencia de mujeres es esencial para la realización de experiencias y prácticas de atención significativas entre los mapuches; y Los mapuches valoran y utilizan las prácticas de cuidado cultural y profesionales para promover la salud. Conclusión: la investigación reconoce la plena vigencia de la Teoría del Cuidado Cultural, pues la enfermería y, en general, las diferentes profesiones de la salud, tienden a popularizarse y el conocimiento profesional se complementa, aprendiéndose y mejorando así el cuidado cultural en la comunidad.
Descritores: Pesquisa em Enfermagem
Grupos Étnicos
Enfermagem Transcultural
Empatia
Antropologia Cultural
Limites: Humanos
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  9 / 863 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120668
Autor: Jesus, Viviane Silva de.
Título: Fatores associados à elevação de níveis pressóricos em crianças quilombolas / Factors associated with elevation of blood pressure levels in children Maroons / Factores asociados con la elevación de los niveles de presión arterial en niños cimarrones.
Fonte: Salvador; s.n; 2015. 149P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A Hipertensão Arterial é definida como uma condição clínica causada por diversos fatores e caracterizada por níveis pressóricos elevados. Estudos têm mostrado alta prevalência da doença na população negra, sobretudo entre os remanescentes quilombolas. Também tem mostrado crescente prevalência da doença em crianças, e apontado indicativos de que a hipertensão essencial no adulto pode ter sido iniciada na infância, o que torna imprescindível a identificação precoce, bem como dos fatores associados à hipertensão arterial em crianças quilombolas. Baseado nisso, constituiu-se como objetivo verificar os fatores associados à elevação dos níveis pressóricos em crianças quilombolas. Trata-se de um estudo de delineamento transversal, descritivo, desenvolvido nas escolas municipais de Praia Grande/Ilha de Maré/ Salvador-BA, com 131 crianças, entre 6 e 12 anos. Os dados foram obtidos por meio de formulários aplicados aos pais/responsáveis, mensurações antropométricas e aferição da pressão arterial. Para análise foi utilizado o software estatístico STATA v.12, procedendo-se inicialmente com a análise exploratória univariada, utilizando distribuições de frequências e medidas descritivas (média e desvio padrão); em seguida, verificou-se as diferenças proporcionais entre os níveis pressóricos (normal, limítrofe, elevado) e as características sociodemográficas, antropométricas, comportamentais e de saúde, empregando distribuições de frequências bivariadas e aplicados os Testes Qui-quadrado de Pearson ou o Exato de Fischer (frequência < 5) para as variáveis qualitativas nominais e o Teste Qui-quadrado de Tendência Linear para as variáveis qualitativas ordinais. A prevalência (3,8%) dos níveis pressóricos das crianças quilombolas em estudo encontraram-se em conformidade com os resultados de estudos nacionais e internacionais dos últimos 10 anos, que variou entre 1,5% a 70,5%. Houve significância estatística dos níveis pressóricos com a faixa etária para os sexos do grupo com níveis pressóricos normais e o tempo gasto sentado assistindo televisão. Em relação ao IMC foi possível identificar crianças com baixo peso, sobrepeso e obesidade na proporção de 3,0%, 11,5% e 4,6%, respectivamente. Os resultados sobre medidas antropométricas e consumo alimentar, inferem que as crianças quilombolas encontram-se susceptíveis a apresentarem níveis pressóricos elevados. Com isso, é essencial que intervenções no âmbito da promoção e educação em saúde sejam desenvolvidas com intuito de reduzir ou eliminar os fatores identificados que possam ocasionar a incidência de níveis pressóricos elevados entre as crianças quilombolas em estudo.(AU)
Descritores: Grupos Étnicos
Saúde da Criança
Fatores de Risco
Hipertensão/prevenção & controle
-Enfermagem Pediátrica
Educação em Saúde
Prevalência
Limites: Humanos
Criança
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  10 / 863 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120634
Autor: Boa Sorte, Elionara Teixeira.
Título: Práticas preventivas para o câncer do colo uterino: um estudo com mulheres quilombolas / Preventive practices for cervical cancer: a study with quilombola women / Prácticas preventivas para el cáncer del cuello uterino: un estudio con mujeres quilombolas.
Fonte: Salvador; s.n; 2015. 113P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A etiopatogenia do câncer do colo uterino é mundialmente conhecida e os meios de prevenção são relativamente simples e de baixo custo. Sua incidência continua alta, sugerindo que o acesso e outros fatores de ordem sociocultural estejam envolvidos neste fenômeno. Objetivou-se conhecer aspectos sócio-econômico-culturais, demográficos e da saúde sexual e reprodutiva de mulheres quilombolas; descrever o conhecimento de mulheres quilombolas sobre o corpo e o câncer cervicouterino, identificando valores culturais relacionados e discutir as práticas de prevenção do câncer do colo do útero utilizadas por mulheres quilombolas. Trata-se de um estudo descritivo com abordagem qualitativa e que tem como objeto o cuidado preventivo de mulheres quilombolas para o câncer do colo uterino. O método utilizado foi o da etnoenfermagem e o referencial teórico a Teoria do Cuidado Cultural. O estudo foi realizado na comunidade quilombola Araçá-Cariacá, no município de Bom Jesus da Lapa, Bahia. Participaram da pesquisa 26 mulheres residentes nessa comunidade com idade igual ou maior que 18 anos. O trabalho de campo foi realizado entre julho e setembro de 2014. Foram utilizados três capacitadores para a obtenção dos dados de etnoenfermagem: observação-participação-reflexão, formulário sócio-econômico-cultural e entrevista semiestruturada. O estudo foi guiado pelo Modelo Sunrise e a análise dos depoimentos foi fundamentada na análise de dados da etnoenfermagem. A pesquisa seguiu os princípios éticos da Resolução nº 466/2012 e foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade do Estado da Bahia sob o nº 684.165. A comunidade dispõe de água encanada, luz elétrica, não há saneamento básico, nas casas há eletrodomésticos e os principais meios de transporte são moto e carro de linha. As mulheres do estudo são em sua maioria casadas, negras, de pouca escolaridade e baixa renda. Possuem em média três filhos/as; a maioria dos partos foram normais e realizados em hospital. Comumente não consomem bebida alcoólica e tabaco; possuem apenas um parceiro sexual, não utilizam preservativos e negam Infecções Sexualmente Transmissíveis. As mulheres demonstraram dificuldade de entendimento sobre a doença e sua localização, sendo identificada como perigosa, feia e que mata; está associada ao uso de pílulas anticoncepcionais, à não observância de cuidados tradicionais em relação ao parto e pós-parto, ao exercício livre da sexualidade pelas jovens. Muitas mulheres valorizam os cuidados profissionais e utilizam práticas culturais, como o uso de plantas para prevenção do câncer e tratamento de infecção uterina. Dificuldades de acesso aos serviços de saúde também foram destacadas. O conhecimento das condições de vida e saúde de populações específicas e do cuidado preventivo para o câncer do colo uterino por parte das mulheres quilombolas possibilita o planejamento de ações que sejam congruentes com a realidade dessas mulheres e, consequentemente, com resultados mais efetivos e eficientes.(AU)
Descritores: Grupos Étnicos
Neoplasias do Colo do Útero/prevenção & controle
Saúde da Mulher
Prevenção de Doenças
Acesso aos Serviços de Saúde
-Condições Sociais
Doenças Sexualmente Transmissíveis/prevenção & controle
Promoção da Saúde
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde



página 1 de 87 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde