Base de dados : LILACS
Pesquisa : M01.729 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 277 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 28 ir para página                         

  1 / 277 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1048086
Autor: Fanger, Vanessa Cristina; Santiago, Silvia Maria; Audi, Celene Aparecida Ferrari.
Título: Fatores associados à violência contra mulher na vida pregressa de mulheres encarceradas / Factors associated with violence against women in the previous life ofimprisoned women / Factores asociados a la violencia contra la mujer en la vida pasada de mujeres detenidas
Fonte: REME rev. min. enferm;23:e-1249, jan.2019.
Idioma: pt.
Resumo: Sob o olhar da saúde pública, a desproporcional carga de doença física e psiquiátrica no sistema carcerário apresenta um desafio e uma oportunidade para ações interdisciplinares em todo o mundo. OBJETIVO: verificar a prevalência e os fatores associados à violência na vida pregressa das reeducandas da Penitenciária Feminina de Campinas-SP. MÉTODO: trata-se de estudo transversal realizado com 1.013 reeducandas. Realizou-se análise de regressão logística múltipla. RESULTADOS: sofreram violência psicológica 40,3% e violência física/sexual 31,2% das mulheres. Cor da pele não branca (OR=1,40; IC95%:1,09 - 1,81), uso de tranquilizante (OR=1,40; IC95%:1,04-1,93), violência física referida antes dos 15 anos de idade (OR=1,40; IC95%:1,05-1,87) e transtorno mental comum (OR=1,95; IC95%:1,47-2,60), associaram-se positivamente à violência psicológica. A prevalência de violência física foi maior nas mulheres solteiras/divorciadas/separadas, naquelas que presenciaram agressão física na infância e com rastreamento positivo para TMC. CONCLUSÃO: entre as demandas específicas do gênero, merece especial atenção a violência contra a mulher, já que é um agravo recorrente, que causa danos irreparáveis à saúde física e psicológica das vítimas, configurando-se em um problema de saúde pública. Ações de promoção da saúde e cultura de paz devem ser trabalhadas desde a infância.(AU)

From a public health perspective, the disproportionate burden of physical and psychiatric illness in the prison system presents a challenge and an opportunity for interdisciplinary action around the world. Objective: to verify the prevalence and factors associated with violence in the previous life of female prisoners of the Campinas Penitentiary for Women ­ SP. Method: this is a cross-sectional study conducted with 1,013 inmates. Multiple logistic regression analysis was performed. Results: 40.3% of the women suffered psychological violence and 31.2% suffered physical/sexual violence. Non-white skin color (OR=1.40; 95% CI: 1.09 ­ 1.81), tranquilizer use (OR=1.40; 95% CI: 1.04-1.93), physical violence reported before 15-year-olds (OR=1.40; 95% CI: 1.05-1.87) and common mental disorder (OR=1.95; 95% CI: 1.47-2.60) were positively associated to psychological violence. The prevalence of physical violence was higher in single/ divorced/separated women, in those who witnessed physical aggression in childhood and with positive CMD screening. Conclusion: among the gender-specific demands, violence against women deserves special attention, since it is a recurring offense that causes irreparable damage to the physical and psychological health of the victims, thus constituting a public health problem. Actions to promote health and peace culture must be worked on from childhood.(AU)

Desde una perspectiva de salud pública, la carga desproporcionada de enfermedades físicas y psiquiátricas en el sistema penitenciario presenta un reto y una oportunidad para la acción interdisciplinaria en todo el mundo. Objetivo: verificar la prevalencia y los factores asociados con la violencia en el pasado de las presas en CampinasSP. Método: estudio transversal con 1.013 reeducandas. Se realizó un análisis de regresión logística múltiple. Resultados: el 40,3% de las mujeres sufrió violencia psicológica y el 31,2% violencia física / sexual. La tez no blanca (OR = 1,40; IC 95%: 1,09 ­ 1,81), el uso de tranquilizantes (OR = 1,40; IC 95%: 1,04-1,93), la violencia física reportada antes de los 15 años (OR = 1,40; IC 95%: 1,05-1,87) y el trastorno mental común (OR = 1,95; IC 95%: 1,47-2,60) está asociados a la violencia psicológica. La prevalencia de violencia física fue mayor en las mujeres solteras / divorciadas / separadas, en aquéllas que presenciaron agresiones físicas en la infancia y con rastreo positivo de trastornos mentales comunes ( TMC). Conclusión: entre las demandas específicas de género, se debe prestar especial atención a la violencia contra las mujeres, ya que es un delito recurrente que causa daños irreparables a la salud física y psicológica de las víctimas, lo que resulta en un problema de salud pública. Deben trabajarse desde la infancia acciones para promover la salud y la cultura de paz. (AU)
Descritores: Prisões
Prisioneiros
Fatores de Risco
Violência Doméstica
Mulheres Agredidas
Violência contra a Mulher
-Fatores Socioeconômicos
Saúde da Mulher
Limites: Feminino
Responsável: BR21.2 - BVS Enfermería


  2 / 277 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1012866
Autor: Santos, Thalita Mara dos; Silva, Luiz Carlos Avelino da.
Título: Os sujeitos egressos prisionais e o processo de (re)inserção social / Prison egresses subjects and the process of (re)insertion / Los sujetos egresos de la cárcel y el proceso de (re)inserción social
Fonte: Psicol. rev. (Belo Horizonte);23(3):975-993, set.-dez. 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O presente trabalho, fruto da dissertação de mestrado intitulada "Os sujeitos egressos prisionais: o retorno à liberdade e a (re)inserção social", teve como objetivo abordar o processo de reinserção social dos egressos prisionais na perspectiva desses indivíduos. Constitui-se como uma pesquisa qualitativa, com a utilização do método interpretativo da Psicanálise. Sete egressos prisionais da cidade de Uberlândia (MG) foram sujeitos deste estudo, por meio de entrevistas semiestruturadas, com gravação de áudio e transcrição das entrevistas, as quais foram posteriormente analisadas sob a perspectiva psicanalítica. Constatou-se com os procedimentos o fascínio que o crime (especialmente o tráfico de drogas), como um meio de vida, exerce sobre os jovens pobres – e sobre o período de estadia na prisão – toda a crueza que ela abarca. Observou-se, sobretudo com relação ao processo de reinserção social dos egressos prisionais, a necessidade de relativizar a concepção acerca do significado de liberdade e reinserção para esses sujeitos.

This work, as a result of the master's thesis entitled "Prison egresses subjects: the return to freedom and the social (re)integration", aimed to approach the process of social reintegration of prison egresses from their own perspective. It constitutes a qualitative study, using the interpretative method of Psychoanalysis. Seven prison egresses from the city of Uberlândia, state of Minas Gerais, were subjects from this study through semi-structured interviews with audio recording and transcription of the interviews that were subsequently analyzed in a psychoanalytic perspective. With the procedures, it was found the fascination that crime (especially drug trafficking), as a way of life, exerts on poor adolescents – and on the period of permanence in prison – all the cruelty that it embraces. It was observed, mainly regarding the social reintegration process of prison egresses, the necessity to relativize the conception about the meaning of freedom and reintegration for these subjects.

Este trabajo es resultado de la tesis de maestría intitulada "Los sujetos egresos de la cárcel: el retorno a la libertad y la (re)inserción social", tuvo por objetivo abordar el proceso de reinserción social de los egresos de la cárcel desde la perspectiva de estos sujetos. Constituye un estudio cualitativo utilizando el método interpretativo del Psicoanálisis. Siete egresos de la cárcel de Uberlândia (MG) fueron los sujetos de este estudio, por medio de entrevistas semi-estructuradas, con grabación de audio y transcripción de las entrevistas que después fueron analizadas bajo la perspectiva psicoanalítica. Se percibió con los procedimientos la fascinación que la delincuencia (especialmente el tráfico de drogas) como una forma de vida tiene en los jóvenes pobres – y sobre el período de estancia en la cárcel – toda la crudeza que ella envuelve. Se observó principalmente con respecto a la reinserción social de los egresos de la cárcel, la necesidad de relativizar la concepción acerca del significado de libertad y reinserción para estos sujetos.
Descritores: Prisioneiros
-Teoria Psicanalítica
Marginalização Social
Responsável: BR370.1 - Biblioteca Central


  3 / 277 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-165433
Autor: Patricio, Zuleica Maria.
Título: A dimensäo felicidade-prazer no processo de viver saudável individual e coletivo: uma questäo bioética numa abordagem holístico-ecológica / The dimension felicity-preazure in process of to live healthfully individual and collective: a bioethics question in holistic-ecological approach.
Fonte: Florianópolis; s.n; 1995. 215 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal de Santa Catarina. Curso de Pós-Graduaçäo em Enfermagem para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A partir de uma consciência que aponta a necessidade de um paradigma para abordagem da vida, desenvolveu-se um estudo qualitativo fundamentado num referencial de enfoque holístico-ecológico. Teve como finalidade apresentar subsídios teóricos-práticos originados no laboratório da vida, que pudessem mediar transformaçöes na abordagem de saúde individual e coletiva dentro de padröes éticos e estéticos de bem viver. Compöe-se de dados da literatura e de uma práxis e de dados atuais de trabalho de campo desenvolvido com brasileiros, residentes no Brasil e nos Estados Unidos, vivendo em diferentes situaçöes, desde o cotidiano até situaçöes de limitaçäo de qualidade de vida em razäo de AIDS, de câncer, de encarceramento em penitenciária ou por ter saído do País. O estudo mostra um processo de conhecimento e compreensäo da realidade centrado na interaçäo Transpessoal e Transcultural com os sujeitos envolvidos. Subsidiado por um conjunto de técnicas específicas, mistura razäo, sensaçäo, intuiçäo, sentimento e mística, integrando Ciência, Filosofia, Tradiçäo e Arte. Através de um processo de Análise-Reflexäo-Síntese dos dados, apresenta o ser humano na tragédia do processo de viver buscando ser feliz e ter prazer a partir de concepçöes da vida privada e da vida pública, buscando ser feliz e ter prazer a partir de concepçöes da vida privada e da vida pública. Apresenta, também: a família, os adultos de forma geral, como responsáveis pelo processo de ser saudável da Criança-Adolescente; as situaçöes de limites na vida como causadoras de outras limitaçöes ou como propulsoras da busca de novas satifaçöes; a felicidade-prazer como o motivo do fazer a vida , consigo mesmo e com outros, nas dimensöes de ser, ter, estar e fazer, ou mesmo apenas de viver; a felicidade-prazer no desejo, no sonho, na recordaçäo, postura, atrvés da relaçäo entre liberdade e responsabilidade individual e coletiva na unidade Ser Humano-Natureza-Cotidiano-Sociedade; a saúde como síntese desse processo. Toda essa contruçäo caracteriza o estudo como: uma proposta Trandisciplinar de abordar a realidade, na qual o Ser Humano é o Método; uma nova possibilidade de educar o Ser Humano para uma nova Humanidade
Descritores: Prisioneiros/psicologia
Qualidade de Vida
Atitude Frente à Morte
Enfermagem
Ecologia
Estética
Ética
Processo Saúde-Doença
Saúde Holística
-Atividades Cotidianas
Felicidade
Educação em Saúde
Princípio do Prazer-Desprazer
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1; 2689.00


  4 / 277 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-722229
Autor: Rodríguez-Díaz, Francisco Javier; Estrada-Pineda, Cristina; Rodríguez-Franco, Luis; Bringas-Molleda, Carolina.
Título: Adaptación del Inventario de Estrategias de Afrontamiento (CSI) a la población penitenciaria de Mexico / Adaptation of the Coping Strategies Inventory (CSI) for the Mexican prison population
Fonte: Psicol. reflex. crit;27(3):415-423, 2014. tab.
Idioma: es.
Projeto: Fondos Mixtos de Fomento a la Investigación Científica y Tecnológica del Consejo Estatal de Ciencia y Tecnología del Estado de Jalisco; . Programa Iberoamericano de Ciencia y Tecnología para el Desarrollo.
Resumo: El objetivo del estudio es adaptar el CSI - Inventario de Estrategias de Afrontamiento - al contexto penitenciario. La muestra - 261 penados, 97% varones (n=253) - del Sistema Postpenitenciario y Atención a Liberados (DSPAL) del Estado Jalisco, México. Los instrumentos utilizados: Ficha Penitenciaria de Historia de Vida y el Inventario CSI. Los resultados refieren una estructura de primer orden casi idéntica a la obtenida para la población general, con niveles de consistencia interna satisfactorios, al mismo tiempo que la interpretación de segundo orden no confirma la estructura de segundo y tercer orden. Se discuten las implicaciones de los resultados para intervención penitenciaria. (AU)

The aim of the present study is to adapt the Coping Strategies Inventory (CSI) to the prison context. The sample consisted of 261 prisoners, 97% were male (n = 253) from Sistema Postpenitenciario y Atención a Liberados (DSPAL) of Jalisco, Mexico. The instruments used were Record of Prison Life History and the CSI. The results reported a first-order structure almost identical to that obtained for the general population with satisfactory levels of internal consistency whereas the results of second-order interpretation do not confirm the original structure of second and third order. The implications of the results for prison intervention are discussed. (AU)
Descritores: Prisioneiros/psicologia
Estresse Psicológico
Adaptação Psicológica
Inquéritos e Questionários
Reprodutibilidade dos Testes
-Prisões
Psicometria
México
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR574.2 - Biblioteca


  5 / 277 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-955235
Autor: Ledel, Kellen Vasconcellos; Razera, Josiane; Haack, Karla Rafaela; Falcke, Denise.
Título: Pais encarcerados: a percepção de mães e crianças sobre a relação pais-filhos / Incarcerated parents: the perception of mothers and children on the parent-child relationship
Fonte: Pensando fam;22(1):104-117, jan.-jun. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivou-se compreender como crianças e suas mães avaliam o aprisionamento paterno e suas repercussões na dinâmica familiar e no desenvolvimento infantil. Participaram três crianças, com faixa etária entre sete e nove anos, sendo duas delas irmãs e as duas mães. Utilizou-se como instrumento uma entrevista semiestruturada e a hora do jogo diagnóstica. A análise foi baseada em estudo de casos múltiplos. Os resultados indicaram que o aprisionamento da figura paterna produz grande impacto na relação entre pais e filhos, seja pelo distanciamento físico, pela carência emocional e até mesmo por questões financeiras. Além disso, o tratamento destinado às mães e às crianças nos presídios, assim como os procedimentos de revista a que são submetidas, merecem atenção dos profissionais da saúde.(AU)

This study aimed to understand how children and their mothers assess parental imprisonment and its effects on family dynamics and child development. Participated three children, with ages between seven and nine, being two of them sisters and two mothers. The instruments used were a semi-structured interview and the game time diagnosis. The analysis was based on multiple cases study. The results indicated that the imprisonment of the father figure produces great impact on the relationship between parents and children, either by physical distance, the emotional deprivation and even for financial reasons. In addition, treatment for mothers and children in prisons, as well as inspection procedures to which they are subject, deserve the attention of health professionals.(AU)
Descritores: Prisões
Prisioneiros
Relações Pai-Filho
Relações Mãe-Filho/psicologia
-Estudos Transversais/instrumentação
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 277 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-996654
Autor: Batista, Mignum de Andrade; Araújo, Janieiry Lima de; Nascimento, Ellany Gurgel Cosme do.
Título: Assistência à saúde das pessoas privadas de liberdade provisória: análise da efetividade do plano nacional de saúde do sistema penitenciário / Health assistance for imprisoned people: analysis of the effectiveness of the national health plan for the penitentiary system
Fonte: Arq. ciências saúde UNIPAR;23(2):71-80, maio-ago. 2019.
Idioma: pt.
Resumo: O Brasil apresenta a terceira maior população carcerária do mundo com 726.712 pessoas encarceradas. Verifica-se um déficit de 358.663 vagas no sistema prisional. A Constituição Brasileira de 1988 garante o direito à saúde as pessoas privadas de liberdade. Como estratégia para efetivar ações de saúde no âmbito prisional, em 2003, foi instituído o Plano Nacional de Saúde do Sistema Penitenciário no SUS. Durante 10 anos a sua execução buscou garantir cuidado de saúde à população carcerária. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, do tipo descritiva e exploratória. O objetivo principal foi compreender a assistência à saúde das pessoas residentes no CDP, na cidade de Pau dos Ferros/RN/Brasil. Participaram da pesquisa profissionais de saúde (n=4) e da justiça (n=9). Como instrumento de coleta de dados utilizou-se a entrevista semiestruturada, que após transcrição foram analisadas e interpretadas pelo método da Análise Temática. Ao final, quatro categorias emergiram: Conhecimento dos Trabalhadores da Saúde e da Justiça sobre a garantia da Saúde no Sistema Prisional. As ações de saúde realizadas para atender as necessidades e problemas das pessoas privadas de liberdade. O diálogo entre as instituições de saúde e da justiça no sentido de garantir o direito à saúde. A efetivação do direito à saúde no sistema prisional: limites e possibilidades. O estudo demonstrou o quanto é carente a assistência em saúde aos homens em situação de detenção provisória e, como é cogente a aplicação na prática dos princípios do SUS, somente assim, há de se conquistar a quimera que é o diálogo entre a saúde e a justiça para a real operacionalização da Política Nacional de Atenção Integral da Saúde Prisional, resultando assim numa melhoria da situação de saúde vivenciada no sistema prisional.

Brazil has the third largest prison population in the world with 726,712 people incarcerated. There is a deficit of 358,663 places in the prison system. The Brazilian 1988 Federal Constitution guarantees the right to health to persons deprived of their freedom. As a strategy to implement health actions in prison, in 2003, the National Health Plan of the Penitentiary System in the Single Health System was established. For 10 years, its execution sought to guarantee health care to the imprisoned population. This study presents a descriptive, exploratory qualitative research, where the main objective was to understand the health care provided to people living in CDP, in the city of Pau dos Ferros in the state of Rio Grande do Norte, Brazil. Health professionals (n = 4) and justice professionals (n = 9) participated in the research. A semi-structured interview was used as a data collection instrument, which, after transcription, was analyzed and interpreted by the Thematic Analysis method. In the end, four categories emerged: Knowledge of Health and Justice Professionals about Health Care in the Prison System. Health actions taken to address the needs and problems of persons deprived of their freedom. Dialogue between health and justice institutions in order to guarantee the right to health. The right to health accomplishment in the prison system: limits and possibilities. The study demonstrated the lack of health care for men in custody and, as the practical application of the SUS principles is required, it is the only way to conquer the chimera that is the dialogue between health and justice for the real operationalization of the National Policy of Integral Prison Health Care resulting in an improvement of the health situation experienced within the prison system.
Descritores: Prisões
Prisioneiros
Populações Vulneráveis
Políticas Públicas de Saúde
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  7 / 277 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1024149
Autor: Medeiros, Anderson Brito de; Oliveira, Lannuzya Verrissímo e; Silva, Glauber Weder dos Santos; Lopes, Thaís Gabriel Rosental; Carvalho, Jovanka Bittencourt Leite de.
Título: Teses e dissertações da enfermagem brasileira sobre saúde da mulher no sistema prisional / Theses and dissertations of Brazilian nursing addressing women's health in the prison system
Fonte: Rev Rene (Online);20(1):e41752, jan.-dez. 2019.
Idioma: en.
Resumo: Objetivo: caracterizar a produção brasileira de teses e dissertações em enfermagem sobre a saúde de mulheres no sistema prisional. Métodos: estudo bibliométrico, a partir do panorama da produção científica, no âmbito da Pós-Graduação em Enfermagem brasileira, com coleta de dados no Catálogo de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Resultados: 11 documentos fizeram parte da amostra. A maioria destes foi realizada durante mestrado (63,6%), com predominância nas Regiões Nordeste (63,6%), Sudeste (18,1%) e Centro-oeste (18,1%). Quanto às temáticas mais exploradas, as relações de mulheres/mães com os filhos apresentaram maior proporção (54,5%). Predominaram os estudos qualitativos (45,4%), com desenhos descritivos (36,3%). Conclusão: teses e dissertações brasileiras de enfermagem sobre a saúde da mulher no sistema prisional constituíram-se por estudos qualitativos, provenientes das regiões Nordeste, Sudeste e Centro-oeste, as quais apresentaram lacuna na produção do conhecimento de enfermagem. (AU)
Descritores: Prisões
Prisioneiros
Bibliometria
Saúde da Mulher
Enfermagem
Limites: Seres Humanos
Feminino
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  8 / 277 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1004420
Autor: Freitas, Mariana Moulin Brunow; Caliman, Luciana Vieira.
Título: A saúde e o psicotrópico no sistema prisional / Health and psychotropics in the prision system / La salud y el psicotrópico en el sistema prisional
Fonte: Rev. polis psique;7(3):61-83, set.-dez. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: A saúde e o uso do psicotrópico no sistema prisional habitam um paradoxo. As práticas de saúde podem fortalecer estratégias de controle e produzir mortificação, como podem escapar dos investimentos biopolíticos e produzir resistência. Afirma-se que as condições de confinamento são paupérrimas e contribuem para a prevalência de doenças infectocontagiosas. Diante desta realidade, foi aprovada a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (PNAISP), em 2014, em consonância com os princípios do Sistema Único de Saúde, visando garantir a integralidade e a universalidade de acesso aos serviços de saúde para a população penitenciária. Neste contexto, esse artigo buscou apresentar as práticas de saúde e o uso do psicotrópico no sistema prisional da Penitenciária de Segurança Máxima II, localizada no Complexo Penitenciário de Viana, no Espírito Santo. (AU)

Health and the use of psychotropics within the prison system constitute a paradox. Health practices can bolster strategies of control and produce mortification, as well as elude biopolitical investments and cause resistance. Conditions of confinement are very poor and contribute to the pervasiveness and spread of infectious diseases. In face of these conditions, the National Policy for Comprehensive Health for Persons Deprived of Liberty in the Prison System (PNAISP) was approved in 2014 in concordance with the principles of the Brazilian national public health system (SUS). The passing of this legislation sought to guarantee universal healthcare coverage and access to inmate populations. In this context, the article discusses prison health practices and the use of psychotropic drugs by inmates at the Maximum Security Penitentiary II, located within the Penitentiary Complex of Viana in Espírito Santo, Brazil. (AU)

La salud y el uso del psicotrópico en el sistema penitenciario habitan una paradoja. Las prácticas de salud pueden fortalecer estrategias de control y producir mortificación, como pueden escapar de las inversiones biopolíticas y producir resistencia. Se afirma que las condiciones de detención son muy pobres y contribuyen a la prevalencia de las enfermedades infecciosas. Ante esta realidad, se aprobó la Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (PNAISP), en 2014, en consonancia con los principios del Sistema Único de Saúde, con el objetivo de garantizar la integralidad y la universalidad de acceso a los servicios de salud para la población penitenciaria. En este contexto, ese artículo buscó presentar las prácticas de salud y el uso del psicotrópico en el sistema penitenciario de la Penitenciária de Segurança Máxima II, ubicada en el Complexo Penitenciário de Viana, en Espírito Santo. (AU)
Descritores: Prisioneiros/psicologia
Psicotrópicos/uso terapêutico
Poder (Psicologia)
Controle/políticas
Acesso aos Serviços de Saúde
-Prisões
Políticas Públicas de Saúde
Normas Sociais
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR574.2 - Biblioteca


  9 / 277 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-961049
Autor: Sousa, Anderson Reis de; Pereira, Álvaro; Paixão, Gilvânia Patrícia do Nascimento; Pereira, Nadirlene Gomes; Campos, Luana Moura; Couto, Telmara Menezes.
Título: Repercussions of imprisonment for conjugal violence: discourses of men / Repercussões da prisão por violência conjugal: o discurso de homens / Repercusiones de prisión por violencia conyugal: el discurso de los hombres
Fonte: Rev. latinoam. enferm. (Online);24:e2847, 2016. graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia.
Resumo: ABSTRACT Objective: to know the consequences that men experience related to incarceration by conjugal violence. Methods: qualitative study on 20 men in jail and indicted in criminal processes related to conjugal violence in a Court specialized in Family and Domestic Violence against women. The interviews were classified based on Collective Subject Discourse method, using NVIVO(r) software. Results: the collective discourse shows that the experience of preventive imprisonment starts a process of family dismantling, social stigma, financial hardship and psycho-emotional symptoms such as phobia, depression, hypertension, and headaches. Conclusion: due to the physical, mental and social consequences of the conjugal violence-related imprisonment experience, it is urgent to look carefully into the somatization process as well as to the prevention strategies regarding this process.

RESUMO Objetivo: conhecer as repercussões da prisão por violência conjugal para os homens. Métodos: estudo qualitativo com 20 homens que foram presos e respondem a processo criminal por violência conjugal em uma Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. As entrevistas foram categorizadas com base no método do Discurso do Sujeito Coletivo, com auxílio do software NVIVO(r). Resultados: o discurso coletivo revela que a vivência da prisão preventiva desencadeia desagregação familiar, estigma social, dificuldades financeiras e sintomatologia de caráter psicoemocional, como fobia, depressão, hipertensão e cefaleia. Conclusão: diante das repercussões físicas, mentais e sociais de experienciar a prisão em decorrência de violência conjugal, urge um olhar acerca do processo de somatização do vivido, da mesma maneira que estratégias de prevenção do fenômeno.

RESUMEN Objetivo: conocer las repercusiones de prisión, por violencia conyugal, en los hombres. Métodos: estudio cualitativo con 20 hombres que fueron presos y responden por caso criminal de violencia conyugal, en una Juzgado de Violencia Doméstica y Familiar contra la Mujer. Las entrevistas fueron categorizadas con base en el método del Discurso del Sujeto Colectivo, con auxilio del software NVIVO(r). Resultados: el discurso colectivo revela que la vivencia de prisión preventiva desencadena desagregación familiar, estigma social, dificultades financieras y sintomatología de carácter psicoemocional, como fobia, depresión, hipertensión y cefalea. Conclusión: delante de las repercusiones físicas, mentales y sociales, de experimentar la prisión como consecuencia de violencia conyugal, es urgente examinar el proceso de somatización de esa experiencia, de la misma manera que encontrar estrategias de prevención de ese fenómeno.
Descritores: Prisioneiros
Violência Doméstica
-Entrevistas como Assunto
Saúde do Homem
Fatores Sociológicos
Transtornos Mentais/etiologia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  10 / 277 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1015327
Autor: Faccioli, José Luis; De Simone, Cecilia Jorgelina.
Título: Algunos psicofármacos disminuyeron la reincidencia de episodios de violencia en presos excarcelados / Some psychotropic drugs decreased the recidivism of episodes of violence in released prisoners
Fonte: Evid. actual. práct. ambul;22(1):e001070, abr. 2019. tab..
Idioma: es.
Descritores: Prisioneiros/estatística & dados numéricos
Psicoterapia/estatística & dados numéricos
Psicotrópicos/administração & dosagem
Violência/estatística & dados numéricos
Crime/estatística & dados numéricos
-Prescrições de Medicamentos/estatística & dados numéricos
Assistência ao Convalescente
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/terapia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Comentário
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central



página 1 de 28 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde