Base de dados : LILACS
Pesquisa : M01.975.155 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 492 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 50 ir para página                         

  1 / 492 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1147701
Autor: García Rueda, Laura; Jenaro, Cristina.
Título: Alteraciones en funciones cognitivas en mujeres maltratadas: revisión sistemática y meta-análisis / Alterações nas funções cognitivas em mulheres maltratadas: revisão sistemática e meta-análise / Alterations in cognitive functions in battered women: systematic review and meta-analysis
Fonte: Psico (Porto Alegre);51(3):33346, 2020.
Idioma: es.
Resumo: El presente estudio ha tenido como objetivo realizar una revisión sistemática y meta-análisis sobre alteraciones en funciones cognitivas en mujeres maltratadas. Se ha contado con una muestra inicial de 643 registros obtenidos de las bases de datos: Medline, ERIC, PsycInfo, CNAIL, Proquest y Scielo. Su análisis llevó a la retención de 12 artículos sobre los que se ha centrado el estudio. Los resultados de la síntesis cualitativa indican que la atención, lenguaje, memoria, habilidades visoespaciales, función ejecutiva, velocidad motora y rendimiento educativo se encuentran alteradas en las mujeres maltratadas, con mayor evidencia de deterioro en las áreas de atención, memoria y funciones ejecutivas. Los resultados del meta-análisis sugieren presencia de daño cerebral en estas mujeres y una especial afectación de la memoria y funciones ejecutivas. Estos resultados avalan la existencia de alteraciones en funciones cognitivas en las mujeres que han sido víctimas de maltrato.

O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão sistemática e meta-análise das alterações nas funções cognitivas em mulheres agredidas. Para arealização do estudo, foi utilizada uma amostra inicial de 643 registos nas bases de dados: Medline, ERIC, PsycInfo, CNAIL, Proquest e Scielo. O procedimentode seleção levou à retenção de 12 artigos nos quais o estudo se centrou. Os resultados da síntese qualitativa indicam que a atenção, a linguagem, a memória, as habilidades visuoespaciais, a função executiva, a velocidade motora e o desempenho educacional estão alterados em mulheres agredidas, com maior evidência de deterioração nas áreas de atenção, memória e funções executivas.Os resultados da meta-análise sugerem a presença de dano cerebral nessas mulheres e um comprometimento especial da memória e das funções executivas. Estes resultados sustentam a existência de alterações nas funções cognitivas das mulheres vítimas de abuso.

The present study aimed to perform a systematic review and meta-analysis on alterations in cognitive functions in battered women. We selected an initial sample of 643 records obtained from the databases: Medline, ERIC,PsycInfo, CNAIL, Proquest and Scielo. Following the study selection procedureled to the retention of 12 articles on which the study has focused. The results of the qualitative synthesis indicate that attention, language, memory, visuospatial skills, executive function, motor speed and educational performance are altered in battered women, with greater evidence of deterioration in the areas of attention, memory and executive functions. The results of the meta-analysis suggest presence of brain damage in these women and a special affectation of the memory and executive functions. These results support the existence of alterations in cognitive functions in women who have been victims of abuse.
Descritores: Cognição
Mulheres Maltratadas
-Mulheres/psicologia
Violência Doméstica
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR1323.1 - Biblioteca Central Irmão José Otão


  2 / 492 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-763929
Autor: Gomes, Nadirlene; Erdmann, Alacoque Lorenzini; Higashi, Giovana Dorneles Callegaro; Cunha, Kamylla Santos; Mota, Rosana Santos; Diniz, Normélia Maria Freire.
Título: Preparo de enfermeiros e médicos para o cuidado à mulher em situação de violência conjugal / Preparation of nurses and doctorsfor the care of women in situations of domestic violence / Preparación de enfermeros y médicos para el cuidado de las mujeres en situaciones de violencia conyugal
Fonte: Rev. baiana enferm;26(3), 2012.
Idioma: pt.
Resumo: O Brasil ocupa a 7a posição no mundo de homicídios de mulheres, sendo o crime passional uma das principaiscausas. Estudo qualitativo ancorado na Grounded Theory, com o objetivo de compreender o preparo de enfermeirose médicos que atuam na Estratégia Saúde da Família para o cuidado à mulher em situação de violência conjugal.Trata-se de um recorte do projeto de doutoramento, com 52 profissionais de 16 equipes de saúde em um municípiode Santa Catarina, Brasil. O estudo sinaliza para o despreparo profissional na abordagem e cuidado à mulher emsituação de violência conjugal, atribuindo tal dificuldade à formação na graduação. O estudo oferece elementos quecontribuem para o (re)pensar acerca da organização da estrutura curricular, a fim de que se contemplem problemassociais e de saúde frequentes na realidade, como é o caso da violência doméstica.

Brazil occupies the 7th position in the world of women?s murders, being the crime of passion one of the most importantcauses. Qualitative study, anchored in the Grounded Theory in order to understand the preparation of nurses anddoctors working in the Family Health Strategy for the care of women in situations of domestic violence. This is anexcerpt of the doctoral project, with 52 professional teams of 16 health in a municipality of Santa Catarina, Brazil.The study points to the lack of professionalism and attention to women in situations of domestic violence, attributingthis difficulty to the training and graduation. The study provides elements that contribute to (re)think about the organization of the curriculum in order to contemplate the social and health problems common in reality as in thecase of domestic violence.

Brasil ocupa la 7ª posición en el mundo por asesinatos de mujeres, siendo que el crimen pasional es una de susprincipales causas. Estudio de enfoque cualitativo, anclado en la Grounded Theory, con el objetivo para comprenderla preparación de enfermeros y médicos que actúan en la Estrategia de Salud Familiar para la atención a mujeres ensituación de violencia conyugal. Este es un extracto de la tesis de doctoramiento, con 52 profesionales de 16 equiposde salud en un municipio de Santa Catarina, Brasil. El estudio apunta para la falta de profesionalismo a la horadel abordaje y cuidado a la mujer en situación de violencia conyugal, atribuyendo dicha dificultad a los estudiosde grado. El estudio aporta elementos que contribuyen a (re)pensar sobre la organización y estructura del plan deestudios, con el fin de contemplar los problemas sociales y de salud comunes en la realidad, como es el caso de laviolencia doméstica.
Descritores: Saúde da Mulher
Violência Doméstica
Educação em Enfermagem
Violência contra a Mulher
-Mulheres Maltratadas
Pesquisa Qualitativa
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  3 / 492 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1037957
Autor: Fornari, Lucimara Fabiana.
Título: O percurso de resiliência da mulher vítima de violência sexual / The steps of resilience of women victims of sexual violence.
Fonte: Curitiba; s.n; 20141110. 101 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Trata-se de pesquisa exploratória com abordagem qualitativa, fundamentada no conceito de resiliência, realizada em um Serviço de Atendimento Especializado e uma Delegacia da Mulher, localizados no município de Guarapuava, Paraná, de setembro de 2013 a fevereiro de 2014, com 12 mulheres vitimadas, que teve como objetivo conhecer o percurso de resiliência em mulheres vítimas de violência sexual. A coleta dos discursos ocorreu mediante entrevista semiestruturada e gravada; da análise de conteúdo temática emergiram os temas: O sentimento de cuidado e responsabilidade: o início da mobilização interna; Ruptura e abertura existencial: a família e a rede de apoio; e Transcendência da experiência vivida: a religação com Deus e a reativação da fé. As mulheres vitimadas encontraram na maternidade e na realização pessoal o motivo pelo qual a vida deveria seguir adiante. Assim, o sentimento de cuidado e responsabilidade foi responsável por desencadear o movimento de mobilização interna, que consiste no início do percurso de resiliência. Além disso, propiciou o rompimento com o passado marcado pela violência sexual e a abertura existencial em direção ao outro, a fim de compartilhar o sofrimento e encontrar ajuda. A presença de pessoas dispostas a ouvir sem julgar ou discriminar tornou possível a resignificação do trauma. Diante disso, o apoio dos familiares permitiu o remanejamento das emoções correspondentes à violação. Entretanto, apesar de receberem atendimento, algumas das participantes da pesquisa não se sentiram acolhidas em função da postura dos profissionais que compõem os serviços da rede de atenção às vítimas de violência sexual. Neste contexto, destacase a insuficiência de intervenções propostas para a redução dos efeitos negativos provocados pelo trauma. Da mesma forma, foi possível identificar a não realização da tutoria da resiliência por parte dos profissionais, porquanto o percurso resiliente requer um suporte contínuo, até que consigam encontrar um novo sentido. Outro fator encontrado nesta pesquisa foi a religação com Deus e a reativação da fé, porque as mulheres encontraram um estímulo para acreditar que sobreviver era mais relevante do que ter sido vítima, e isso propiciou o enfrentamento do trauma e a permanência das participantes no percurso de resiliência. Desta forma, a religiosidade representou um fator de proteção. A pesquisa mostrou a importância de refletir sobre a qualificação dos profissionais responsáveis pelo atendimento das vítimas em direção à promoção da resiliência, assim como também é imprescindível a incorporação do tema resiliência no curso de enfermagem, para que a enfermeira possa atuar como tutora de resiliência na prática do cuidado, de modo a incitar o percurso resiliente, amenizar o sofrimento e os danos gerados pela violência sexual, e apoiá-las na construção de um novo sentido para a existência, visto que as marcas da violência sexual passam a fazer parte da história de vida de cada uma delas.

This is an exploratory research with qualitative approach, based on the concept of resilience, held in a Specialized Care Center and a Police Station for Women, located in Guarapuava, Paraná, from September 2013 to February 2014, with 12 women victims, which aimed to know the route of resilience in women victims of sexual violence. The collection of speeches occurred through semi-structured and recorded interviews; the thematic content analysis revealed the following themes: The sense of care and responsibility: the beginning of internal mobilization; Break and existential opening: the family and the support network; and Transcendence of lived experience: a reconnection with God and the reactivation of faith. Women victims found in motherhood and personal fulfillment the reason why life should go on. Thus, the sense of care and responsibility was responsible for triggering the mobilization of internal movement, which is the beginning of resilience route. Furthermore, provided the break with the past, marked by sexual violence, and the existential openness towards each other in order to share the suffering and find help. The presence of people willing to listen without judging or discriminating made possible the reframing of trauma. Thus, the support of family allowed the relocation of emotions corresponding to the violation. However, despite receiving care, some of the study participants did not feel accepted depending on the posture of the professionals who make up the health care network of services for victims of sexual violence. In this context, there is the failure of proposed interventions to reduce the negative effects caused by trauma. Similarly, we could identify missing the tutoring resilience by professionals, because the resilient route requires continued support until they can find a new direction. Another factor found in this research was to reconnect with God and the reactivation of the faith, because women found a stimulus to believe that surviving was more important than being the victim, and this led to face the trauma and the permanence of the participants in the course of resilience. Thus, religion was a protective factor. Research has shown the importance of reflecting on the skills of professionals who provide care for victims towards the promotion of resilience, and it is also essential to incorporate the theme of resilience in nursing program, so that the nurse can act as resilience tutor in practice of care in order to incite the resilient route alleviate the suffering and the damage caused by sexual violence, and support them in building a new meaning to existence, since the marks of sexual violence become part of history life of each.
Descritores: Mulheres Maltratadas
Delitos Sexuais
Delitos Sexuais/psicologia
Resiliência Psicológica
Violência contra a Mulher
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico
BR501.1; 362.8292, F727


  4 / 492 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1117944
Autor: Perú. Ministerio de Salud; .Dirección General de Intervenciones Estratégicas en Salud Pública. Dirección de Salud Sexual y Reproductiva. Dirección de Salud Mental.
Título: Norma técnica de salud para el cuidado integral a mujeres e integrantes del grupo familiar afectados por violencia sexual: Norma Técnica de Salud N° 164-MINSA/2020/DGIESP / Technical health standard for comprehensive care for women and family members affected by sexual violence: Technical Health Standard N ° 164-MINSA / 2020 / DGIESP.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud; 20201100. 75 p. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: El documento contiene el marco normativo en los servicios de salud que permita brindar el cuidado integral de la salud de las mujeres e integrantes del grupo familiar afectados por violencia sexual.
Descritores: Delitos Sexuais
Saúde Mental
Saúde da Mulher
Violência Doméstica
Assistência Integral à Saúde
Mulheres Maltratadas
Violência contra a Mulher
Saúde Sexual e Reprodutiva
Normas Técnicas
Serviços de Saúde
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  5 / 492 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1129432
Autor: Silva, Ana Cyntia Rabêlo e.
Título: Violência contra mulher: um comparativo dos sistemas de informação em saúde e da segurança pública em Pernambuco (2013-2017) / Violence against women: a comparison of health information systems and public security in Pernambuco (2013-2017).
Fonte: Arcoverde; s.n; 2020. 17 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco para obtenção do grau de Especialista.
Resumo: A Violência Contra a Mulher (VCM) é qualquer ação baseada no gênero causando morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial a mulher. O objetivo foi elaborar comparativo dos sistemas de informação em saúde e da segurança pública, no monitoramento da VCM em Pernambuco. O estudo é observacional, longitudinal, do tipo série temporal com abordagem quantitativa sobre a VCM estabelecendo um comparativo entre os dados dos sistemas de informação em saúde SINAN e SIM e o INFOPOL/SDS-PE para VCM com 20 anos ou mais em Pernambuco, entre 2013 e 2017. O SINAN apresenta um aumento do número de casos de violência ano a ano; ocorridos entre 2013 e 2014 aumento de 3,4%, de 2014 a 2015 de 11,31%, entre 2015 e 2016 de 4,2% e entre 2016 e 2017 de 27,4% casos a mais. O SIM mostra tendência a manutenção dos casos, apresentando uma média de 221,6 mortes/ano. O INFOPOL apresenta nos dados relacionados a Mulheres Vítimas de Violência Doméstica e familiar uma propensão a estabilidade dos casos, com média de 31.322 ocorrências/ano; no que se refere a Crimes Violentos Letais Intencionais observa-se um comportamento semelhante, pela conservação da média de 234,8 ocorrências, registradas anualmente. Sobre os feminicídios dos anos apresentados vê-se uma redução de 22,34% das mortes entre 2016 e 2017. Fica clara a necessidade de investigação a respeito do porquê de os números apontarem para um perfil de estabilidade dos óbitos e um aumento dos casos de VCM no período avaliado, além da integração entre os sistemas de modo a termos dados passíveis de cruzamento. (AU)

Violence Against Women (VCM) is any action based on gender causing death, injury, physical, sexual or psychological suffering and moral or property damage to women. The objective was to draw up a comparison of health information systems and public safety, in monitoring VCM in Pernambuco. The study is quantitative and descriptive, compared data from the Mortality Information System (SIM), Disease Information and Notification System (SINAN) and the public security information system (INFOPOL / SDS-PE) for VCM aged 20 or over more in Pernambuco, between 2013 and 2017. At SINAN 37.1% of the cases were women between 20 and 29 years old, 56% brown and 14.5% had completed high school. In the SIM, women aged 20 to 29 years (38.7%), brown (83%) and with 4 to 7 years of study (32.3%) prevailed. According to INFOPOL / SDS, domestic and family violence mainly ccurred in the range of 31 and 65 years old (27.6%), in Intentional Lethal Crimes (CVLI) 46.7% of them were between 18 and 30 years old and femínicides prevailed between 31 and 65 years (53%). It is clear the need for an integrated database that reliably reflects the VCM in razil and for more studies on the topic.(AU)
Descritores: Violência contra a Mulher
Sistemas de Informação em Saúde
-Violência Doméstica
Mulheres Maltratadas
Notificação
Vigilância em Saúde Pública
Homicídio
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Estudo Observacional
Responsável: BR1903.1 - Biblioteca Nelson Chaves
BR1903.1; 343.6-055.2:614(813.4), S586v


  6 / 492 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-962964
Autor: Fiorotti, Karina Fardin; Amorim, Maria Helena Costa; Lima, Eliane de Fátima Almeida; Primo, Cândida Caniçali; Moura, Maria Aparecida Vasconcelos; Leite, Franciele Marabotti Costa.
Título: Prevalência e fatores associados à violência doméstica: estudo em uma maternidade de alto risco / Prevalencia y factores asociados a la violencia doméstica: estudio en una maternidad de alto riesgo / Prevalence and factors associated with domestic violence: study in a high-risk maternity hospital
Fonte: Texto & contexto enferm;27(3):e0810017, 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: descrever as prevalências dos tipos de violência doméstica entre puérperas atendidas em uma maternidade de alto risco e examinar a associação desses agravos com variáveis demográficas, socioeconômicas e reprodutivas. Método: estudo transversal, realizado com 302 puérperas. Os dados foram coletados por meio de entrevistas a partir de roteiro estruturado com questões acerca da caracterização das participantes e instrumento para identificação de violência Abuse Assessment Screen. Resultados: entre as entrevistadas, 43% relataram ter vivenciado situações de maus-tratos ao longo da vida, 7,6% foram vítimas de violência física no último ano e 4,6% estiveram em situação de violência física durante a gestação. Mulheres com idade entre 31-43 anos (RP: 1,5; 1,1-2,1), com três ou mais gestações (RP: 1,8; IC95%: 1,2-2,7) e evangélicas (RP: 1,6 IC95%: 1,1-2,3) vivenciaram mais frequentemente maus-tratos na vida. A ausência de companheiro esteve associada à história de violência física no último ano e na gestação (p< 0,05). Conclusão: este estudo reafirma que a violência constitui um fenômeno presente na vida da mulher, inclusive no período gestacional, e se mostrou associado à condição demográfica e obstétrica da mulher.

RESUMEN Objetivo: describir las prevalencias de los tipos de violencia doméstica entre puérperas atendidas en una maternidad de alto riesgo y examinar la asociación de esos agravios con variables demográficas, socioeconómicas y reproductivas. Método: estudio transversal, realizado con 302 puérperas. Los datos fueron recolectados a través de entrevistas a partir de un itinerario estructurado con preguntas acerca de la caracterización de las participantes e instrumento para identificación de violencia Abuse Assessment Screen. Resultados: entre las entrevistadas, el 43% relató haber experimentado situaciones de maltrato a lo largo de la vida, el 7,6% fueron víctimas de violencia física en el último año y el 4,6% estuvieron en situación de violencia física durante la gestación. Las mujeres con edad entre 31-43 años (RP: 1,5, 1,1-2,1), con tres o más gestaciones (RP: 1,8, IC95%: 1,2-2,7) y evangélicas RP: 1,6 IC95%: 1,1-2,3) experimentaron más a menudo maltrato en la vida. La ausencia de compañero estuvo asociada a la historia de violencia física en el último año y en la gestación (p <0,05). Conclusión: este estudio reafirma que la violencia constituye un fenómeno presente en la vida de la mujer, incluso en el período gestacional, y se mostró asociado a la condición demográfica y obstétrica de la mujer.

ABSTRACT Objective: to describe the prevalence of domestic violence among postpartum women treated at a high-risk maternity hospital, and to examine the association of these conditions with the demographic, socioeconomic and reproductive variables. Method: cross-sectional study, carried out with 302 postpartum women. The data were collected through interviews from a structured script with questions about the characterization of the participants and an instrument to identify violence, the Abuse Assessment Screen. Results: among the interviewees, 43% reported experiencing mistreatment throughout their lives, 7.6% were victims of physical violence in the last year, and 4.6% were in a situation of physical violence during their pregnancy. Women aged between 31-43 years old (PR: 1.5; 1.1-2.1), having three or more gestations (PR: 1.8; 95% IC: 1.2-2.7) and evangelical women (PR: 1.6 95% CI: 1.1-2.3) more often experienced mistreatment in life. The absence of a partner was associated with a history of physical violence in the last year and during gestation (p<0.05). Conclusion: this study reaffirms that violence is a phenomenon that is present in women's lives, including during the gestational period, and it has been associated with the demographic and obstetric condition of the woman.
Descritores: Maus-Tratos Conjugais
Estudos Transversais
Violência Doméstica
Mulheres Maltratadas
Gestantes
Violência contra a Mulher
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  7 / 492 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-478830
Autor: Marques, Tânia Mendonça; Pinto Júnior, Humberto.
Título: A relação entre violência contra mulher e sua história de vida / The relation ship between violence against woman and her life history
Fonte: Texto & contexto enferm;8(2):326-329, maio-ago. 1999.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Congresso Internacional Família e Violência, Florianópolis, 19-23 abr. 1999.
Resumo: This present work was made in the women police station of Uberlândia, MG. During two years almost a hundred abused were interviewed. These data collection show the relation between domestic violence against woman, her age, the beginning of conflicts, her family structure and her husband's family structure, the type of aggression and the presence of alcoholism in the family. This survey proposes to search the similarities between these women to construct a profile to serve as an aid for professional to assist these women face the abusive situation as well as to prevent violence. The results of the analysis of the interviews show a similarity in the women life history. It is common the presence of alcoholism on their family as well as the existence of abuse relationship in her family of origin. This confirms the Robin Norwood's Theory described in "Women that love too much"...
Descritores: Mulheres Maltratadas
Mulheres/história
Vida
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  8 / 492 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-478815
Autor: Dyniewicz, Ana Maria; Stefanelli, Maguida da Costa.
Título: Sou enfermeira, muito prazer!: relatos da delegagia da mulher / I'm nurse, nice to meet you!: report in woman's police station
Fonte: Texto & contexto enferm;8(2):396-399, maio-ago. 1999.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Congresso Internacional Família e Violência, Florianópolis, 19-23 abr. 1999.
Resumo: This descriptive study reports the victimsÆ experiences at the Women Police Station in Curitiba. The aim is to promote health education for the women, health professionals and community about denounce, prevention against violence and actions of health care when a woman is spanked. The conclusion emphasizes the police station as a space for nursesÆ work, which is an open field to health education for woman as well as for the community...
Descritores: Crime
Enfermagem
Mulheres Maltratadas
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  9 / 492 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Lopes, Regina Lúcia Mendonça
Almeida, Mariza Silva
Id: lil-478806
Autor: Diniz, Normélia Maria Freire; Lopes, Regina Lúcia Mendonça; Almeida, Mariza Silva; Alves, Sandra Lúcia Belo; Matos, Márcia Edméia Costa de; Couto, Telmara Menezes.
Título: Saúde da mulher: violência intrafamiliar e suas repercussões no auto-cuidado / Women's health: domestic violence and its repercussions in self-care
Fonte: Texto & contexto enferm;8(2):436-439, maio-ago. 1999.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Congresso Internacional Família e Violência, Florianópolis, 19-23 abr. 1999.
Resumo: Violence in the family or domestic violence is defined by United Nations (1998) as those perpetrated in home or in domestic unit, generally by a family members living which the victims; this last one may be man or woman, child or adult. The study identifies facets of violence into the family brought by women to health services as well as its repercussions to health, compromising the development of self care. This study has a quantitative nature, utilizing for data collection interviews consisted in open and closed questions and were applied on August 1998 to 65 women participating on National Campaign for Uterine Colon Cancer Prevention promoted by Health Ministry in a community of Salvador. To identify violence in the family, the following variables were considered: emotional violence, sexual violence, destructive acts, violence compromising health and self care. It was verified that violence into the family affects 92,24% of interviewed women and among these ones emotional violence represents 90,9%, followed physical violence (48,5%), sexual violence (77%) and destructive acts (59%). As to health compromising, the search for gynecological support, 29% sustained this difficulty. We concluded that violence in the family is one of the factors compromising woman health and making difficult the incorporation of gynecological prevention as a routine exam...
Descritores: Autocuidado
Mulheres Maltratadas
Relações Familiares
Saúde da Mulher
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  10 / 492 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-478788
Autor: Fagundes, Fátima Tereza Alves.
Título: Violência contra a mulher: perpetuação da violência após a separação conjugal / Violence against woman: violence perpetuation after conjugal separation
Fonte: Texto & contexto enferm;8(2):519-523, maio-ago. 1999.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Congresso Internacional Família e Violência, Florianópolis, 19-23 abr. 1999.
Resumo: The study shows how home violence goes on still when a woman is no longer married. As a source of data, the author used examples of broken marriages, consensual, litigious, and written or not, which are used to be at her professional day-by-day. Special attention was paid to cases on which violence perpetuated by man, achieved significantly, with material and psychological losses. Violence against separated wives may be pointed out as power of domination, shows of power, either economical or physical. The realization that violence as either physical, psychological or moral degradation may be the cultural patterns, juridical kind of marriage, economic power, age, etc, are the subjects of this study. As a result, we deem that the juridical world is built up not only by written law, but also with cultural facts, changing with time and place. The marital war set up under the aegis of marriage and perpetuated after its dissolution leads the operators of the law to go after a multidisciplinary team. Adding it up, firstly, although marital engagement is undone, violence continues against women. Secondly, family rights are better used to seek help from other professionals of psychology, social aid, and so on, in an interdisciplinary way...
Descritores: Direitos da Mulher
Divórcio
Mulheres Maltratadas
Problemas Sociais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)



página 1 de 50 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde