Base de dados : LILACS
Pesquisa : M01.975.155 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 496 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 50 ir para página                         

  1 / 496 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1121447
Autor: Mafioletti, Terezinha Maria.
Título: Análise do Programa Mulher de Verdade na Rede de Atenção à Mulher em Situação de Violência / Analysis of the Real Woman Program in the Care Network for Women in Situations of Violence.
Fonte: Curitiba; s.n; 20180131. 342 p. ilus, tab, graf, mapas.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Introdução: Historicamente, as enfermeiras têm contribuído para o enfrentamento da violência contra as mulheres. Neste campo, recomenda-se a estratégia de ações e programas intersetoriais e o trabalho em rede, bem como a avaliação de experiências já consolidadas. Esta tese compõe o projeto de pesquisa "Integração de serviços e de informações de saúde na perspectiva de redes" da linha de pesquisa Gerenciamento de Ações e Serviços de Saúde e Enfermagem, e tem por objetivo analisar o Programa Mulher de Verdade (PMV) no contexto da Rede de Atenção à Mulher em Situação de Violência de Curitiba e Região Metropolitana (RAMSVC). Metodologia: trata-se de uma pesquisa avaliativa com Triangulação de Métodos quantitativos e qualitativos em que foram percorridas três etapas: primeira etapa epidemiológica, de abordagem quantitativa, que analisou notificações sobre violência contra as mulheres (VCM) acima de 18 anos, do PMV e da RAMSVC, das bases de dados EPI INFO (2002 a 2012) e SINAN (2013 a 2015), além de outros dados que compõem a morbimortalidade relacionada à VCM no município; segunda etapa documental traçou a trajetória histórica e desvelou as articulações entre as instituições e os agentes do PMV e da RAMSVC, descritos em 149 fontes como protocolos, atas, pesquisas, resoluções, boletins epidemiológicos, premiações e relatórios de casos notificados, dentre outros, analisados pela abordagem documental de Sá e Silva (2009) e pela análise de conteúdo de Bardin (2009); terceira etapa de entrevistas semiestruturadas com 49 informantes-chave caracterizou as articulações entre as instituições e agentes envolvidos na atenção às mulheres em situação de violência a partir da percepção dos mesmos, com apoio do software IRAMUTEQR para o processamento dos dados. Resultados e discussão: a análise epidemiológica mostra que houve constante aumento das notificações de violência no período entre 2002 e 2015, iniciando com uma média anual de 297 casos nos primeiros cinco anos e finalizando com uma média de 1595 casos nos últimos cinco anos, o que revela tanto a magnitude crescente do agravo na população, a busca efetiva pelos serviços, como a importância dada pelos profissionais para o registro dos atendimentos. Na etapa documental sobre o cenário que antecedeu a criação do PMV e da Rede apontam para estratégias que deram visibilidade à VCM; a partir de sua criação, destacam-se a inovação na organização dos fluxos e serviços de referência à violência sexual, com recursos para atendimento humanizado e eliminação da rota crítica das mulheres; e, nas quatro categorias que emergiram das atas, a organização e fluxo, capacitação, papel das entidades, e conceito/concepção de rede. Os dados das entrevistas com informantes-chave geraram seis classes de percepções que apresentam desafios e articulações na implementação de políticas públicas, assim como as dificuldades de atuação e compreensão da violência de gênero como um problema a ser enfrentado institucionalmente. Considerações finais/conclusão: sustenta-se pela Triangulação de Métodos, que as soluções encontradas coletivamente permitiram desenvolver ações inovadoras que transpuseram as barreiras da hierarquização e da fragmentação dos serviços. Estas foram possíveis devido ao comprometimento de profissionais da RAMSVC, das instituições e do suporte político oriundo dos movimentos de mulheres que sustentam essa política pública.

Introduction: Historically, nurses have contributed to addressing violence against women. In this area, it is recommended the strategy of intersectoral actions and programs combined with networking, as well as the evaluation of consolidated experiences. This thesis is part of the research project "Integration of health services and information in the network perspective" of the Health Services and Nursing Services research line and aims to analyze the True Woman Program (PMV) in the context of the Network of Attention to Women in Situation of Violence at Curitiba and Metropolitan Region (RAMSVC). Methodology: this is an evaluative research with Triangulation of Quantitative and Qualitative Methods in which three stages were covered. First the epidemiological stage, with a quantitative approach, analyzed reports on violence against women (VCM) over 18 years from the PMV and the RAMSVC , from the data bases EPI INFO (2002-2012) and SINAN (2013-2015), in addition to other data that compose the morbidity and mortality profile related to VCM in the municipality. second the documentary stage traced the historical path and there were unveiled the articulations between the institutions and the agents of the PMV and the RAMSVC, described in 149 sources such as protocols, minutes, surveys, resolutions, epidemiological bulletins, awards and reports of cases, among others, analyzed by the documentary approach of Sá and Silva (2009) and the content analysis of Bardin (2009); third the stage of semi-structured interviews with 49 key informants, all involved in the attention to women in situation of violence, characterized the articulations between the institutions and agents, based on their perceptions, with the support of IRAMUTEQ software for data processing. Results and discussion: the epidemiological analysis show that there was a constant increase in the notifications a year from 2002 to 2015, departing from an average of 297 cases a year, in the first 5 years, and raising to 1595 cases last 5 year, revealing the growing magnitude of the problem, the actual use of the network and also the importance given by the professionals to the registration. In the documentary stage on the scenario that preceded the creation of the PMV and the Network point to strategies that have given visibility to VCM. Since the beginning it is outstanding the innovation in organizing the flows and reference services for the sexual violence cases, providing resources for humanized care and elimination of the critical path for the injured women; and in the four categories that emerged from the minutes: organization and flow, capacity building, entity roles, and network concept and design. Data from interviews with key informants generated six classes of perceptions that present challenges and articulations in the implementation of public policies, as well as the difficulties of acting and understanding gender violence as a problem to be faced institutionally. Final / Conclusion: Sustained by Triangulation of Methods, is that the solutions found collectively allowed developing innovative actions that overcame the barriers of hierarchical and fragmented services. These were possible due to the commitment of RAMSVC professionals and institutions, and the political approval from the women's movements that support this public policy.

Introducción: Históricamente, las enfermeras han contribuido al enfrentamiento de la violencia contra las mujeres. En este campo, se recomienda la estrategia de acciones y programas intersectoriales y el trabajo en red, así como la evaluación de experiencias ya consolidadas. Esta tesis compone el proyecto de investigación: "Integración de servicios y de información de salud en la perspectiva de redes" de la línea de investigación, Gerenciamiento de los Servicios de Salud y Enfermería, y tiene por objetivo analizar el Programa Mujer de Verdad (PMV) en el contexto de la Red de Atención a la Mujer en Situación de Violencia de Curitiba y Región Metropolitana (RAMSVC). Metodología: se trata de una encuesta evaluadora con Triangulación de Métodos cuantitativos y cualitativos en los que se realizaron tres etapas: primero epidemiológica, de abordaje cuantitativo, que analizó notificaciones sobre violencia contra las mujeres (VCM) mayores de 18 años, del PMV y de la RAMSVC, de las bases de datos EPI INFO (2002 a 2012) y SINAN (2013 a 2015), además de otros datos que componen la morbimortalidad relacionada a la VCM en el municipio. La segundo documental trazó la trayectoria histórica y desveló las articulaciones entre las instituciones y los agentes del PMV y de la RAMSVC, descritos en 149 fuentes como protocolos, actas, investigaciones, resoluciones, boletines epidemiológicos, premios e informes de casos notificados, entre otros, analizados por el abordaje documental de Sá e Silva (2009) y por el análisis de contenido de Bardin (2009). La tercera de entrevistas semiestructuradas con 49 informantes claves caracterizó las articulaciones entre las instituciones y agentes involucrados en la atención a las mujeres en situación de violencia a partir de la percepción de los mismos, con apoyo del software IRAMUTEQ para el procesamiento de los datos. Resultado y discusión del análisis epidemiológico muestran que hubo un aumento constante de las notificaciones de violencia en el período entre 2002 y 2015, iniciando con una media anual de 297 casos en los primeros cinco años y finalizando con una media de 1595 casos en los últimos cinco años, lo que revela tanto la magnitud creciente del agravio en la población, la búsqueda efectiva por los servicios, como la importancia dada por los profesionales para el registro de las atenciones. En la etapa documental sobre el escenario que antecedió a la creación del PMV y de la Red apuntan a estrategias que dieron visibilidad a la VCM; a partir de su creación, se destacan la innovación en la organización de los flujos y servicios de referencia a la violencia sexual, con recursos para atención humanizada y eliminación de la ruta crítica de las mujeres; y en las cuatro categorías que emergieron de las actas: organización y flujo, capacitación, papel de las entidades, y concepto / concepción de redes. Los datos de las entrevistas con informantes clave generaron seis clases de percepciones que presentan desafíos y articulaciones en la implementación de políticas públicas, así como las dificultades de actuación y comprensión de la violencia de género como un problema a ser enfrentado institucionalmente. Consideraciones finales / conclusión: Sostiene por la Triangulación de Métodos, que las soluciones encontradas colectivamente permitieron desarrollar acciones innovadoras que transpusieron las barreras de la jerarquización y de la fragmentación de los servicios. Estas fueron posibles debido al compromiso de profesionales de la RAMSVC, de las instituciones y del apoyo político oriundo de los movimientos de mujeres que sostienen esa política pública.
Descritores: Colaboração Intersetorial
Mulheres Maltratadas
Atenção à Saúde
Violência contra a Mulher
-Avaliação em Saúde
Pesquisa em Administração de Enfermagem
Violência de Gênero
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Entrevista
Estudo de Avaliação
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico
BR501.1


  2 / 496 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1222398
Autor: Souza, Marli Aparecida Rocha de.
Título: Educação permanente em saúde: desenvolvimento de competências profissionais na atenção às mulheres em situação de violência / Continuing health education: development of professional skills in the care of women in situations of violence.
Fonte: Curitiba; s.n; 20200929. 180 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A violência contra as mulheres é considerada um problema de saúde pública, e seu enfrentamento necessita que os serviços vinculados às redes de atenção, estabeleçam estratégias de apoio a essas mulheres. A pesquisa aborda o desenvolvimento de competências profissionais para a promoção de ações articuladas, com foco nas necessidades dessas mulheres. Para tanto, tem como objetivo estruturar um modelo de Educação Permanente em Saúde, para o desenvolvimento de competências dos profissionais de uma rede intersetorial de atenção à mulher em situação de violência. O método teve abordagem qualitativa composto por três etapas. A primeira etapa se referiu à realização de uma Scoping Review, na busca da percepção das mulheres em situação de violência ao atendimento realizado nos serviços vinculados a esta atenção. Já a segunda etapa, correspondeu a entrevistas com 31 informantes-chaves, presentes na formação da Rede de Atenção à Mulher em Situação de Violência de Curitiba. Nessa etapa foi utilizado o software Interface de R pour les Analyses Multidimensionnelles de Textes et de Questionnaires (IRAMUTEQ®) para organização e processamento dos dados e a análise textual para os resultados. Por fim, a terceira etapa utilizou-se da técnica de grupo focal para coleta de dados e na análise, a modalidade temática na análise de conteúdo, em consonância com o referencial teórico de Peter Senge (2018). Na análise das convergências e divergências entre as três etapas, a hermenêutica dialética apresentada por Minayo (2014) foi utilizada. As etapas em que houve a presença de participantes nas entrevistas ou grupos focais, tiveram aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa. Na Scoping Review os resultados demonstraram a desarticulação entre os serviços, falta de acolhimento e não promoção de vínculo, o que gerou afastamento das mulheres e não retorno ao atendimento. Aqueles serviços que geraram encaminhamento e acolhimento efetivos, promoveram reflexão e busca para a saída do ciclo de violência. As três etapas apresentaram convergências para a construção de processos educativos com base na aprendizagem em equipe, foco na integração da rede e promoção de estratégias direcionadas às mulheres em suas necessidades. As divergências foram evidenciadas em situações percebidas pelos profissionais em relação às fragilidades apresentadas na rede e à percepção das mulheres no atendimento. Para o desenvolvimento de competências profissionais na atenção às mulheres em situação de violência, foram evidenciadas a necessidade de abordagem do fenômeno violência e dos fatores que permeiam a construção histórica e social dessas mulheres, aliados à articulação entre os serviços. Nesse contexto, esta pesquisa contribuiu com a proposição de um modelo de aprendizagem em equipe para o desenvolvimento de competências profissionais, vinculado à utilização de estratégias com base nos objetivos da Educação Permanente em Saúde.

Violence against women has been considered a public health problem, and its coping demands that care network services establish strategies to support those women. The research addresses the development of professional competences for the promotion of articulated actions, which focus on those women's needs. Therefore, the study objectifies to design a model of Continuing Health Education for the development of the professionals' competences from an intersectorial care network for women in an abusive situation. The method used a qualitative approach, comprising three steps. The first step was a Scoping Review, which searched for women's perception in an abusive situation on the service delivered by that care network. The second step comprised the interviews with 31 key informants, present in the establishment of the Care Network for Women in an Abusive Situation in Curitiba, Parana State, Brazil. In this step, the Interface de R pour les Analyses Multidimensionnelles de Textes et de Questionnaires (IRAMUTEQ®) software was used for data organization and processing, as well as in the text analysis for the results. Finally, the third step was the use of the focus group technique for data collection; for the content analysis, the thematic analysis was used, according to Peter Senge's theoretical framework (2018). For the analysis of the convergences and divergences between the three steps, Minayo's Dialectical Hermeneutics (2014) was used, and in the steps of the interviews and focus groups, with the presence of the research participants, Research Ethics Board approval was obtained. In the Scoping Review, the results evidenced the services disarticulation, lack of reception to those women and bonding promotion, which generated their withdrawal, not returning to the services. Those services with effective reception and referral promoted their reflection and search for leaving the violence cycle. The three steps showed convergences to build up educational processes based on the team learning, focus on the network integration, and on the promotion of strategies oriented to the women's needs. The divergences were unveiled in situations perceived by the professionals regarding the network fragilities and in the women's perception on the service delivered. For the development of professional competences to care for women in an abusive situation, the need to address the violence phenomenon was evidenced, along with the factors that permeate these women's historical and social background, and the articulation among the services. In that context, this research contributes the proposition of a team-learning model to the development of professional competences, related to the use of strategies based on the objectives of the Continuing Health Education.
Descritores: Competência Profissional
Pesquisa em Administração de Enfermagem
Educação Continuada
Violência contra a Mulher
Cuidados de Enfermagem
-Prática Profissional
Enfermagem
Colaboração Intersetorial
Mulheres Maltratadas
Sistema de Aprendizagem em Saúde
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Revisão
Entrevista
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico
BR501.1


  3 / 496 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1098499
Autor: Musatti-Braga, Ana Paula; Rosa, Miriam Debieux.
Título: Escutando os subterrâneos da cultura: racismo e suspeição em uma comunidade escolar / Escuchar lo subterráneo de la cultura: racismo y sospechaen una comunidad escolar / Listening to hidden cultural aspects: racism and suspicions within a school community
Fonte: Psicol. Estud. (Online);23:e2315, 2018.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO. Este artigo pretende abordar alguns desdobramentos de um dispositivo de intervenção clínico-político em uma escola municipal de São Paulo. Utilizando um Grupo de Conversas com adolescentes foi possível observar e escutar uma cena que se repetia à exaustão e a partir dela supor um não dito social sobre os estudantes, suas mães e suas configurações familiares. Seguindo as indicações de Freud, Lacan, Benjamin e Gagnebin, consideramos o não dito que paira sobre elas como um modo de o passado perdurar de maneira não reconciliada no presente, acarretando uma contiguidade social e simbólica da mucama até as mulheres negras de hoje. O imaginário social sobre estas mulheres aponta para uma concepção de servidão e de corpo à disposição que, apesar de tantas mudanças históricas e conquistas femininas, ainda permanece e se transmite nos subterrâneos da nossa cultura. Recolocar tanto as falas e os atos dos estudantes, como os de suas mães, como prenhez de sentido e inscritos numa rede discursiva política e libidinal, nos permite reencontrar a potência e a capacidade de resistir desses sujeitos. Torna-se fundamental discernir o que é o sujeito colocado no lugar de resto no discurso social e o que é uma subjetivação da falta, pois enquanto esta última é o que promove o desejo, a primeira, é o que violenta e silencia o sujeito.

RESUMEN. Este artículo se propone abordar algunos desdoblamientos de un dispositivo de intervención psicoanalítica clínica-política en una escuela municipal de São Paulo. En un Grupo de Conversaciones con adolescentes, pudimos escuchar una escena que se repetía y, a partir de la misma, suponer un "no dicho" social sobre los estudiantes, sus madresy sus configuraciones familiares. Siguiendo la huella de Freud, Lacan, Benjamin y Gagnebin con- sideramos lo que no se dijo como un modo en que el pasado perdura de manera no recon- ciliada en el presente, acarreando una contigüidad social y simbólica de la mucama hasta las mujeres negras de hoy. El imaginario social sobre esas mujeres revela una concepción de servidumbre y de cuerpo a disposición que, a pesar de tantos cambios históricos, aún permanece y se transmite en los subterráneos de nuestra cultura.Volver a poner el discurso y las acciones de los estudiantes y de sus madres como llenos de sentido y matriculados en una red política y discursiva de la libido, nos permite redescubrir el poder y la capacidad de soportar de estos sujetos. Es esencial discernir lo que es el objeto colocado en la posición de resto en el discurso social y lo que es una subjetivación de la falta, pues una vez que esta última es lo que promueve el deseo, el primero es lo que violenta y silencia el tema.

ABSTRACT. This article addresses some effects of a political-clinical psychoanalytic inter- vention implemented at a public school in Sao Paulo. The focusconversations group held with adolescents enabled us to watch and to listen to a repeatedly returned scene, which al- lowed us to assume a social "unsaid" about students, their mothersand their family settings. Embracing the indications of Freud, Lacan, Benjamin and Gagnebin, we considered that the unsaidthat accompanies these mothers as an enduring pastunreconciled with the present, thereby causing a social and symbolic contiguity of the master's slave girl to today's black women. The social imaginary of these women points to a conception of servitude and sex- ually available body, which, despite the many historical changes and female achievements, still remains and istransmitted in the underground of our culture. Replacing both speeches and acts of the students and of their mothers, as laden with meaning and enrolled in a po- litical and libidinal discursive network, allows us to rediscover the power and resilience of these subjects. It is fundamental to discern between a subject placed in the place of rest in the social discourse, and a subjectivation of the lack, since while the latter is what promotes the desire, the former is what violates and silences the subject.
Descritores: Instituições Acadêmicas
Cultura
Racismo/psicologia
-Política
Psicanálise
Violência/psicologia
Mulheres/psicologia
Mulheres Trabalhadoras/psicologia
Comportamento do Adolescente/psicologia
Poder Familiar/psicologia
Mulheres Maltratadas/psicologia
Sujeitos da Pesquisa
Violência contra a Mulher
Docentes/psicologia
Violência Étnica/psicologia
Relações Mãe-Filho/psicologia
Mães/psicologia
Limites: Humanos
Masculino
Adolescente
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  4 / 496 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1037757
Autor: Raimondo, Maria Lúcia.
Título: O corpo feminino invadido: as marcas da violência sexual desveladas pela enfermeira / The invaded female body: the marks of sexual violence unveiled by the nurse.
Fonte: Curitiba; s.n; 20150710. 133 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Trata-se de pesquisa fenomenológica, com o objetivo de: Compreender o existir feminino após ter sofrido violência sexual. Foi desenvolvida em um serviço de atendimento especializado em Guarapuava, Paraná, de abril de 2013 a agosto de 2014, com treze mulheres vítimas de violência sexual, mediante entrevista aberta gravada. Da análise emergiram duas unidades de significação ontológica: Corpos violentados: ausência de liberdade e autonomia, e Corpos tatuados: as marcas da violência sexual refletidas no espelho. Compreendeu-se que o ato de violência sexual não pode ser pensado como uma intimidade carnal, pois a aproximação dos corpos se desenvolveu a partir de uma relação de poder e dominação, na ótica de um corpo sujeito e outro sujeitado. Ao mesmo tempo em que se percebiam livres, os corpos femininos foram tocados, feridos, transfigurados em objeto da intencionalidade do agressor. Neste ato de sujeição, foram privados da liberdade e dos direitos, tanto na dimensão física, quanto nas de escolhas da vida. O corpo existencial das mulheres revelou-se como o lugar das feridas que penetraram a pele e laceraram a carne, adquirindo uma materialidade concreta, que se fez uma dor imensurável. Esta vivência traumática imprimiu tatuagens visíveis e invisíveis que marcaram a carne, de modo a afetar a percepção de seus corpos, inclusive quando se olhavam no espelho. A imagem especular tornou-se o espaço no qual presente e passado se entrelaçaram, de modo a reavivar as lembranças e dores impressas pela violência. As múltiplas formas de tatuagens visíveis mostram a barbárie humana e revelam que a agressão sexual foi acompanhada pela violência física e psicológica, e revestiu-se de extrema crueldade pela mutilação e laceração da carne, produzindo marcas notadamente profundas que são visíveis ao vidente. Todavia, as corporeidades compreenderam a violência sexual também pelas marcas invisíveis, não diagnosticadas, e que podem ser mais intensas, avassaladoras e duradouras do que os ferimentos físicos. As mulheres, apesar de terem sido machucadas e carregarem as marcas da violência sexual, manifestaram o desejo de transcender o vivido e dar um novo sentido a sua existência. Assim, compreendeu-se que a assistência às corporeidades vítimas de violência sexual requer ações entrelaçadas de cuidado técnico e expressivo, e a enfermeira enquanto corpo cuidador deverá adotar uma postura de abertura, acolhimento e aproximação, para perceber as várias faces da violência sexual, apreender o invisível no visível, e identificar as necessidades dos corpos femininos que poderão guiar o planejamento e a implementação de ações voltadas para o cuidado expressivo, com a intencionalidade de contribuir para a transcendência do vivido dessas mulheres.

It is a phenomenological research, developed in a specialized care service in Guarapuava, Paraná, in order to: Understand the female exist after suffering sexual violence. The acquisition of the experienced occurred from April 2013 to August 2014 through open interviews recorded with thirteen women victims of sexual violence. The speeches were fully transcribed and interpreted in the light of the philosophical reference of Maurice Merleau-Ponty. From the analysis emerged two units of ontological significance: abused bodies: lack of freedom and autonomy, and tattooed bodies: the marks of sexual violence reflected in the mirror. It was understood that in the act of sexual violence despite the intertwining of bodies, there is no carnal intimacy because their approach grew out of a relationship of power and domination, from the viewpoint of a subject body and another subjected. While they perceived themselves free, the women's bodies were touched, wounded, transfigured into an object of the aggressor's intention. In this act of submission, female bodies have been deprived of their liberty and their rights, both physically, and in the choice of life. The body of the female victims was revealed as the place of existential wounds that penetrated the skin, lacerated the flesh and acquired a concrete subjective materiality, translated as an immeasurable pain. This traumatic experience printed visible and invisible tattoos that marked the flesh in order to affect the perception of their bodies, even when they looked in the mirror. The mirror image has become the space where past and present are intertwined in order to revive the memories and pains printed by violence. The multiple forms of visible tattoos show the human barbarism, reveal that sexual assault was accompanied by physical and psychological violence, and clothed herself with extreme cruelty by mutilation and laceration of the flesh, producing particularly deep scars visible to the seer. However, corporealities understand violence also by the invisible marks which are undiagnosed, and that may be more intense, overwhelming and lasting than physical injuries. Women, despite being bruised and carry the marks of violence, expressed a desire to transcend the experienced and give new meaning to their existence. In this light, it was realized that the corporealities assistance to victims of sexual violence requires intertwined actions of technical and expressive care and the nurse as caregiver body should adopt welcoming posture, approach and openness, besides the hermeneutic look in order to realize the many faces of sexual violence and seize the invisible in the visible. This attitude of inter-subjective and chiasmal approach will allow the identification of the needs of female bodies, and lead the planning and the implementation of significant care actions, thus contributing to the transcendence of living.
Descritores: Mulheres Maltratadas
Violência contra a Mulher
Cuidados de Enfermagem
Delitos Sexuais
Saúde da Mulher
-Enfermagem
Enfermeiras e Enfermeiros
Revisão dos Cuidados de Saúde por Pares
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico
BR501.1; 362.8292, R153


  5 / 496 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1037748
Autor: Ferraz, Maria Isabel Raimondo.
Título: Corpos negados na violência conjugal / Denied bodies in marital violence.
Fonte: Curitiba; s.n; 20131126. 98 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A violência conjugal contra a mulher é um problema de saúde pública que afeta a multidimensionalidade feminina. Trata-se de pesquisa qualitativa com abordagem fenomenológica, desenvolvida na Delegacia da Mulher em Guarapuava, Paraná, e que teve como objetivo: compreender o significado de coexistir com o agressor após a denúncia da violência conjugal na Delegacia da Mulher. Entre março e agosto de 2012 foram entrevistadas 14 mulheres, vítimas de violência conjugal, que permaneceram no convívio com o agressor após denunciá-lo. Os discursos foram interpretados à luz do referencial filosófico de Maurice Merleau-Ponty, dos quais emergiram dois temas: Corporeidades antagônicas, e Fragmentos de corporeidades femininas vítimas de violência conjugal. Assim, percebeu-se que trata-se de um fenômeno existencial no qual o conflito está presente cotidianamente, e pela ausência de diálogo gera desarmonia e instabilidade no relacionamento do casal, o que não possibilita a construção de uma relação quiasmática, de complementaridade, porquanto ambos são corporeidades antagônicas que não se percebem, não se sentem e nem se tocam harmonicamente. Independentemente da denúncia, o agressor não demonstrou uma postura de abertura para deixar-se perceber e sentir, a fim de possibilitar um movimento de aproximação que permitisse o encontro, o diálogo, e a resolução dos conflitos sem violência. O uso do álcool pelo companheiro contribuiu para precipitar a violência, modificou o ser e estar no mundo, afetou a relação do casal, de modo a colocá-los em um movimento existencial de afastamento e aproximação nos momentos de conflitos e agressões, que se manifestavam pela violência física, psicológica, sexual, patrimonial e moral, expressas por tapas, chutes, empurrões, tentativas de estrangulamento, cárcere privado, ameaças de morte, xingamentos, e relações sexuais forçadas. A partir do vivido, os corpos femininos incorporaram a linguagem degradante e pejorativa expressa pelos agressores, e diante do espelho, perceberam a existência de uma imagem corporal distorcida e negativa, que culminou na diminuição da autoestima, lhes causou dor, sofrimento e angústia. O vivido deixou marcas visíveis e invisíveis nos corpos femininos, que aos poucos adoeceram, e isso mostra que necessitam de um cuidado sensível. Destarte, a Enfermeira, enquanto corpo cuidador, deve adotar uma postura diferenciada diante desses corpos mediante um olhar atentivo, uma postura de abertura, aproximação e acolhimento, que possibilite a expressão das necessidades, angústias, medos, dúvidas, enfim, que permita a expressão do outro na sua totalidade, a fim de que possa perceber a face que não se mostra. A Enfermeira deve ter um olhar hermenêutico, capaz de interpretar, captar o invisível no visível, a fim de identificar as necessidades dos corpos femininos, que guiarão o planejamento e a implementação de ações voltadas para um cuidado sensível.

This research addresses domestic violence against women, a public health problem that affects the female multidimensionality. This is a qualitative study with a phenomenological approach developed in the Women's Police Station in Guarapuava, Paraná, and aimed to: understand the meaning of coexisting with the offender after the presentment of marital violence in the Women's Police Station. From March to August 2012 14 women were interviewed, victims of domestic violence, which remained in contact with the offender after reporting it. The speeches were interpreted under the light of the philosophy of Maurice Merleau-Ponty, and two themes emerged: antagonistic corporealities, and Fragments of female corporeality victims of domestic violence. Thus, we realized that this is a complex existential phenomenon, in which the conflict is present in a daily basis, and the absence of dialogue creates disharmony and instability in the couple's relationship, which does not allow the construction of a chiasmatic relation of complementarity, because both are antagonistic corporealities that do not understand, do not feel and do not touch each other harmonically. Regardless of the complaint, the offender has not demonstrated an attitude of openness to let himself feel and sense in order to facilitate a movement towards allowing the encounter, dialogue and conflict resolution without violence. Alcohol use by the partner contributed to precipitate violence, changed the being in the world, has affected the couple's relationship, so as to put them in an existential movement of separating and drewing in times of conflict and violence, which manifested by physical, psychological, sexual, patrimonial and moral violence expressed by slapping, shoving, attempted strangulation, false imprisonment, death threats, curses, and forced sex. From the experienced, female bodies incorporated the degrading and derogatory language expressed by the attackers, and in the mirror, realized the existence of a distorted and negative body image, which resulted in decreased self-esteem, caused them pain, suffering and anguish. The experienced left visible and invisible traces in female bodies, which gradually became ill, and this causes the need of sensitive care. Thus, the nurse, as caregiver body, must adopt a different position towards these bodies, through an attentive look, an attitude of openness, and welcome approach, which allows the expression of the needs, anxieties, fears, doubts, finally allowing expression of others in their entirety in order to perceive that face which is not shown. The nurse, should take an hermeneutic look able to interpret, capture the invisible in the visible, in order to identify the needs of the female bodies, which will guide the planning and implementation of actions for sensitive care.
Descritores: Saúde da Mulher
Violência Doméstica
Mulheres Maltratadas
Cuidados de Enfermagem
Violência contra a Mulher
-Maus-Tratos Conjugais
Saúde Pública
Violência por Parceiro Íntimo
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico
BR501.1; 362.8292, F381


  6 / 496 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1147701
Autor: García Rueda, Laura; Jenaro, Cristina.
Título: Alteraciones en funciones cognitivas en mujeres maltratadas: revisión sistemática y meta-análisis / Alterações nas funções cognitivas em mulheres maltratadas: revisão sistemática e meta-análise / Alterations in cognitive functions in battered women: systematic review and meta-analysis
Fonte: Psico (Porto Alegre);51(3):33346, 2020.
Idioma: es.
Resumo: El presente estudio ha tenido como objetivo realizar una revisión sistemática y meta-análisis sobre alteraciones en funciones cognitivas en mujeres maltratadas. Se ha contado con una muestra inicial de 643 registros obtenidos de las bases de datos: Medline, ERIC, PsycInfo, CNAIL, Proquest y Scielo. Su análisis llevó a la retención de 12 artículos sobre los que se ha centrado el estudio. Los resultados de la síntesis cualitativa indican que la atención, lenguaje, memoria, habilidades visoespaciales, función ejecutiva, velocidad motora y rendimiento educativo se encuentran alteradas en las mujeres maltratadas, con mayor evidencia de deterioro en las áreas de atención, memoria y funciones ejecutivas. Los resultados del meta-análisis sugieren presencia de daño cerebral en estas mujeres y una especial afectación de la memoria y funciones ejecutivas. Estos resultados avalan la existencia de alteraciones en funciones cognitivas en las mujeres que han sido víctimas de maltrato.

O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão sistemática e meta-análise das alterações nas funções cognitivas em mulheres agredidas. Para arealização do estudo, foi utilizada uma amostra inicial de 643 registos nas bases de dados: Medline, ERIC, PsycInfo, CNAIL, Proquest e Scielo. O procedimentode seleção levou à retenção de 12 artigos nos quais o estudo se centrou. Os resultados da síntese qualitativa indicam que a atenção, a linguagem, a memória, as habilidades visuoespaciais, a função executiva, a velocidade motora e o desempenho educacional estão alterados em mulheres agredidas, com maior evidência de deterioração nas áreas de atenção, memória e funções executivas.Os resultados da meta-análise sugerem a presença de dano cerebral nessas mulheres e um comprometimento especial da memória e das funções executivas. Estes resultados sustentam a existência de alterações nas funções cognitivas das mulheres vítimas de abuso.

The present study aimed to perform a systematic review and meta-analysis on alterations in cognitive functions in battered women. We selected an initial sample of 643 records obtained from the databases: Medline, ERIC,PsycInfo, CNAIL, Proquest and Scielo. Following the study selection procedureled to the retention of 12 articles on which the study has focused. The results of the qualitative synthesis indicate that attention, language, memory, visuospatial skills, executive function, motor speed and educational performance are altered in battered women, with greater evidence of deterioration in the areas of attention, memory and executive functions. The results of the meta-analysis suggest presence of brain damage in these women and a special affectation of the memory and executive functions. These results support the existence of alterations in cognitive functions in women who have been victims of abuse.
Descritores: Cognição
Mulheres Maltratadas
-Mulheres/psicologia
Violência Doméstica
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR1323.1 - Biblioteca Central Irmão José Otão


  7 / 496 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-763929
Autor: Gomes, Nadirlene; Erdmann, Alacoque Lorenzini; Higashi, Giovana Dorneles Callegaro; Cunha, Kamylla Santos; Mota, Rosana Santos; Diniz, Normélia Maria Freire.
Título: Preparo de enfermeiros e médicos para o cuidado à mulher em situação de violência conjugal / Preparation of nurses and doctorsfor the care of women in situations of domestic violence / Preparación de enfermeros y médicos para el cuidado de las mujeres en situaciones de violencia conyugal
Fonte: Rev. baiana enferm;26(3), 2012.
Idioma: pt.
Resumo: O Brasil ocupa a 7a posição no mundo de homicídios de mulheres, sendo o crime passional uma das principaiscausas. Estudo qualitativo ancorado na Grounded Theory, com o objetivo de compreender o preparo de enfermeirose médicos que atuam na Estratégia Saúde da Família para o cuidado à mulher em situação de violência conjugal.Trata-se de um recorte do projeto de doutoramento, com 52 profissionais de 16 equipes de saúde em um municípiode Santa Catarina, Brasil. O estudo sinaliza para o despreparo profissional na abordagem e cuidado à mulher emsituação de violência conjugal, atribuindo tal dificuldade à formação na graduação. O estudo oferece elementos quecontribuem para o (re)pensar acerca da organização da estrutura curricular, a fim de que se contemplem problemassociais e de saúde frequentes na realidade, como é o caso da violência doméstica.

Brazil occupies the 7th position in the world of women?s murders, being the crime of passion one of the most importantcauses. Qualitative study, anchored in the Grounded Theory in order to understand the preparation of nurses anddoctors working in the Family Health Strategy for the care of women in situations of domestic violence. This is anexcerpt of the doctoral project, with 52 professional teams of 16 health in a municipality of Santa Catarina, Brazil.The study points to the lack of professionalism and attention to women in situations of domestic violence, attributingthis difficulty to the training and graduation. The study provides elements that contribute to (re)think about the organization of the curriculum in order to contemplate the social and health problems common in reality as in thecase of domestic violence.

Brasil ocupa la 7ª posición en el mundo por asesinatos de mujeres, siendo que el crimen pasional es una de susprincipales causas. Estudio de enfoque cualitativo, anclado en la Grounded Theory, con el objetivo para comprenderla preparación de enfermeros y médicos que actúan en la Estrategia de Salud Familiar para la atención a mujeres ensituación de violencia conyugal. Este es un extracto de la tesis de doctoramiento, con 52 profesionales de 16 equiposde salud en un municipio de Santa Catarina, Brasil. El estudio apunta para la falta de profesionalismo a la horadel abordaje y cuidado a la mujer en situación de violencia conyugal, atribuyendo dicha dificultad a los estudiosde grado. El estudio aporta elementos que contribuyen a (re)pensar sobre la organización y estructura del plan deestudios, con el fin de contemplar los problemas sociales y de salud comunes en la realidad, como es el caso de laviolencia doméstica.
Descritores: Saúde da Mulher
Violência Doméstica
Educação em Enfermagem
Violência contra a Mulher
-Mulheres Maltratadas
Pesquisa Qualitativa
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  8 / 496 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1037957
Autor: Fornari, Lucimara Fabiana.
Título: O percurso de resiliência da mulher vítima de violência sexual / The steps of resilience of women victims of sexual violence.
Fonte: Curitiba; s.n; 20141110. 101 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Trata-se de pesquisa exploratória com abordagem qualitativa, fundamentada no conceito de resiliência, realizada em um Serviço de Atendimento Especializado e uma Delegacia da Mulher, localizados no município de Guarapuava, Paraná, de setembro de 2013 a fevereiro de 2014, com 12 mulheres vitimadas, que teve como objetivo conhecer o percurso de resiliência em mulheres vítimas de violência sexual. A coleta dos discursos ocorreu mediante entrevista semiestruturada e gravada; da análise de conteúdo temática emergiram os temas: O sentimento de cuidado e responsabilidade: o início da mobilização interna; Ruptura e abertura existencial: a família e a rede de apoio; e Transcendência da experiência vivida: a religação com Deus e a reativação da fé. As mulheres vitimadas encontraram na maternidade e na realização pessoal o motivo pelo qual a vida deveria seguir adiante. Assim, o sentimento de cuidado e responsabilidade foi responsável por desencadear o movimento de mobilização interna, que consiste no início do percurso de resiliência. Além disso, propiciou o rompimento com o passado marcado pela violência sexual e a abertura existencial em direção ao outro, a fim de compartilhar o sofrimento e encontrar ajuda. A presença de pessoas dispostas a ouvir sem julgar ou discriminar tornou possível a resignificação do trauma. Diante disso, o apoio dos familiares permitiu o remanejamento das emoções correspondentes à violação. Entretanto, apesar de receberem atendimento, algumas das participantes da pesquisa não se sentiram acolhidas em função da postura dos profissionais que compõem os serviços da rede de atenção às vítimas de violência sexual. Neste contexto, destacase a insuficiência de intervenções propostas para a redução dos efeitos negativos provocados pelo trauma. Da mesma forma, foi possível identificar a não realização da tutoria da resiliência por parte dos profissionais, porquanto o percurso resiliente requer um suporte contínuo, até que consigam encontrar um novo sentido. Outro fator encontrado nesta pesquisa foi a religação com Deus e a reativação da fé, porque as mulheres encontraram um estímulo para acreditar que sobreviver era mais relevante do que ter sido vítima, e isso propiciou o enfrentamento do trauma e a permanência das participantes no percurso de resiliência. Desta forma, a religiosidade representou um fator de proteção. A pesquisa mostrou a importância de refletir sobre a qualificação dos profissionais responsáveis pelo atendimento das vítimas em direção à promoção da resiliência, assim como também é imprescindível a incorporação do tema resiliência no curso de enfermagem, para que a enfermeira possa atuar como tutora de resiliência na prática do cuidado, de modo a incitar o percurso resiliente, amenizar o sofrimento e os danos gerados pela violência sexual, e apoiá-las na construção de um novo sentido para a existência, visto que as marcas da violência sexual passam a fazer parte da história de vida de cada uma delas.

This is an exploratory research with qualitative approach, based on the concept of resilience, held in a Specialized Care Center and a Police Station for Women, located in Guarapuava, Paraná, from September 2013 to February 2014, with 12 women victims, which aimed to know the route of resilience in women victims of sexual violence. The collection of speeches occurred through semi-structured and recorded interviews; the thematic content analysis revealed the following themes: The sense of care and responsibility: the beginning of internal mobilization; Break and existential opening: the family and the support network; and Transcendence of lived experience: a reconnection with God and the reactivation of faith. Women victims found in motherhood and personal fulfillment the reason why life should go on. Thus, the sense of care and responsibility was responsible for triggering the mobilization of internal movement, which is the beginning of resilience route. Furthermore, provided the break with the past, marked by sexual violence, and the existential openness towards each other in order to share the suffering and find help. The presence of people willing to listen without judging or discriminating made possible the reframing of trauma. Thus, the support of family allowed the relocation of emotions corresponding to the violation. However, despite receiving care, some of the study participants did not feel accepted depending on the posture of the professionals who make up the health care network of services for victims of sexual violence. In this context, there is the failure of proposed interventions to reduce the negative effects caused by trauma. Similarly, we could identify missing the tutoring resilience by professionals, because the resilient route requires continued support until they can find a new direction. Another factor found in this research was to reconnect with God and the reactivation of the faith, because women found a stimulus to believe that surviving was more important than being the victim, and this led to face the trauma and the permanence of the participants in the course of resilience. Thus, religion was a protective factor. Research has shown the importance of reflecting on the skills of professionals who provide care for victims towards the promotion of resilience, and it is also essential to incorporate the theme of resilience in nursing program, so that the nurse can act as resilience tutor in practice of care in order to incite the resilient route alleviate the suffering and the damage caused by sexual violence, and support them in building a new meaning to existence, since the marks of sexual violence become part of history life of each.
Descritores: Mulheres Maltratadas
Delitos Sexuais
Delitos Sexuais/psicologia
Resiliência Psicológica
Violência contra a Mulher
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico
BR501.1; 362.8292, F727


  9 / 496 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1117944
Autor: Perú. Ministerio de Salud; .Dirección General de Intervenciones Estratégicas en Salud Pública. Dirección de Salud Sexual y Reproductiva. Dirección de Salud Mental.
Título: Norma técnica de salud para el cuidado integral a mujeres e integrantes del grupo familiar afectados por violencia sexual: Norma Técnica de Salud N° 164-MINSA/2020/DGIESP / Technical health standard for comprehensive care for women and family members affected by sexual violence: Technical Health Standard N ° 164-MINSA / 2020 / DGIESP.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud; 20201100. 75 p. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: El documento contiene el marco normativo en los servicios de salud que permita brindar el cuidado integral de la salud de las mujeres e integrantes del grupo familiar afectados por violencia sexual.
Descritores: Delitos Sexuais
Saúde Mental
Saúde da Mulher
Violência Doméstica
Assistência Integral à Saúde
Mulheres Maltratadas
Violência contra a Mulher
Saúde Sexual e Reprodutiva
Normas Técnicas
Serviços de Saúde
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  10 / 496 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1129432
Autor: Silva, Ana Cyntia Rabêlo e.
Título: Violência contra mulher: um comparativo dos sistemas de informação em saúde e da segurança pública em Pernambuco (2013-2017) / Violence against women: a comparison of health information systems and public security in Pernambuco (2013-2017).
Fonte: Arcoverde; s.n; 2020. 17 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco para obtenção do grau de Especialista.
Resumo: A Violência Contra a Mulher (VCM) é qualquer ação baseada no gênero causando morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial a mulher. O objetivo foi elaborar comparativo dos sistemas de informação em saúde e da segurança pública, no monitoramento da VCM em Pernambuco. O estudo é observacional, longitudinal, do tipo série temporal com abordagem quantitativa sobre a VCM estabelecendo um comparativo entre os dados dos sistemas de informação em saúde SINAN e SIM e o INFOPOL/SDS-PE para VCM com 20 anos ou mais em Pernambuco, entre 2013 e 2017. O SINAN apresenta um aumento do número de casos de violência ano a ano; ocorridos entre 2013 e 2014 aumento de 3,4%, de 2014 a 2015 de 11,31%, entre 2015 e 2016 de 4,2% e entre 2016 e 2017 de 27,4% casos a mais. O SIM mostra tendência a manutenção dos casos, apresentando uma média de 221,6 mortes/ano. O INFOPOL apresenta nos dados relacionados a Mulheres Vítimas de Violência Doméstica e familiar uma propensão a estabilidade dos casos, com média de 31.322 ocorrências/ano; no que se refere a Crimes Violentos Letais Intencionais observa-se um comportamento semelhante, pela conservação da média de 234,8 ocorrências, registradas anualmente. Sobre os feminicídios dos anos apresentados vê-se uma redução de 22,34% das mortes entre 2016 e 2017. Fica clara a necessidade de investigação a respeito do porquê de os números apontarem para um perfil de estabilidade dos óbitos e um aumento dos casos de VCM no período avaliado, além da integração entre os sistemas de modo a termos dados passíveis de cruzamento. (AU)

Violence Against Women (VCM) is any action based on gender causing death, injury, physical, sexual or psychological suffering and moral or property damage to women. The objective was to draw up a comparison of health information systems and public safety, in monitoring VCM in Pernambuco. The study is quantitative and descriptive, compared data from the Mortality Information System (SIM), Disease Information and Notification System (SINAN) and the public security information system (INFOPOL / SDS-PE) for VCM aged 20 or over more in Pernambuco, between 2013 and 2017. At SINAN 37.1% of the cases were women between 20 and 29 years old, 56% brown and 14.5% had completed high school. In the SIM, women aged 20 to 29 years (38.7%), brown (83%) and with 4 to 7 years of study (32.3%) prevailed. According to INFOPOL / SDS, domestic and family violence mainly ccurred in the range of 31 and 65 years old (27.6%), in Intentional Lethal Crimes (CVLI) 46.7% of them were between 18 and 30 years old and femínicides prevailed between 31 and 65 years (53%). It is clear the need for an integrated database that reliably reflects the VCM in razil and for more studies on the topic.(AU)
Descritores: Violência contra a Mulher
Sistemas de Informação em Saúde
-Violência Doméstica
Mulheres Maltratadas
Notificação
Vigilância em Saúde Pública
Homicídio
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Estudo Observacional
Responsável: BR1903.1 - Biblioteca Nelson Chaves
BR1903.1; 343.6-055.2:614(813.4), S586v



página 1 de 50 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde