Base de dados : LILACS
Pesquisa : N01.224.600 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1533 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 154 ir para página                         

  1 / 1533 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Rosa, Roger dos Santos
Texto completo
Id: biblio-1055827
Autor: Arcari, Janete Madalena; Barros, André Phylippe Dantas; Rosa, Roger dos Santos; Marchi, Renato De; Martins, Aline Blaya.
Título: Perfil do gestor e práticas de gestão municipal no Sistema Único de Saúde (SUS) de acordo com porte populacional nos municípios do estado do Rio Grande do Sul / Manager profile and practices of county health management in the Unified Health System (SUS) according to population size in the municipalities of the Rio Grande do Sul state
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(2):407-420, Feb. 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O estudo buscou conhecer quem são os gestores municipais de saúde e práticas realizadas no âmbito de gestão. Possuiu delineamento transversal. A metodologia contou com o envio de um questionário eletrônico às secretarias de saúde dos 497 municípios do estado do Rio Grande do Sul (RS). Destes, 297 retornaram (59,75%). Contudo, foram considerados na análise estatística apenas os questionários com mais de 50% de respostas válidas (n = 264). A análise contou com o cálculo da distribuição das variáveis e com testes de qui-quadrado, onde o porte populacional foi considerado variável independente. A maioria foi composta por mulheres, com escolaridade alta e distintas formações, média de idade de 43,76 anos, cor branca. A média de gastos com saúde foi de ≈20% das receitas. Houve consenso quanto na insuficiência dos recursos. Quanto ao porte populacional, 79,92% possuíam ≤ 20.000 habitantes. Diferenças significativas foram observadas na gestão de municípios de distintos portes, tanto nas prioridades, quanto nas dificuldades. O estudo permitiu conhecer parcialmente a realidade da gestão municipal. Além disso, os resultados sugeriram a necessidade de novas pesquisas sobre a feminilização da gestão, avaliação de processos de trabalho e impactos da política de austeridade.

Abstract This study intended to gather who are the county health managers and the practices performed in management. It is based on a cross-sectional design. The methodology involved the use of electronic questionnaire, which was sent to the health departments of the 497 municipalities of the state of Rio Grande do Sul (RS). Of these, 297 were answered (59.75%). However, only those with more than 50% of valid answers (n = 264) were included in the statistical analysis. The analysis included the calculation of the distribution of variables and chi-square testes, taking population size as an independent variable. Most managers were women; graduated; from different professional backgrounds; average age of 43.76 years-old, and white. The average health expenditure in the municipalities was ≈ 20% of revenues. There was a consensus on the insufficiency of resources. With regards to population size, 79.92% presented with ≤ 20,000 inhabitants. Statistically significant differences were found in the management of municipalities of different sizes, both in terms of priorities and difficulties. The study allowed to partially understanding the reality of municipal management. These results indicate the need to further investigate the feminization of health management, working process assessment, and the impacts of economical austerity policy.
Descritores: Pessoal Administrativo/estatística & dados numéricos
Gastos em Saúde/estatística & dados numéricos
Programas Nacionais de Saúde/organização & administração
-Brasil
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Densidade Demográfica
Cidades
Pessoa de Meia-Idade
Programas Nacionais de Saúde/economia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 1533 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1089472
Autor: Soares Filho, Adauto Martins; Duarte, Elisabeth Carmen; Merchan-Hamann, Edgar.
Título: Tendência e distribuição da taxa de mortalidade por homicídios segundo porte populacional dos municípios do Brasil, 2000 e 2015 / Trend and distribution of the homicide mortality rate in accordance with the size of the population of Brazilian municipalities - 2000 and 2015
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(3):1147-1156, mar. 2020. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O estudo tem como objetivo analisar tendências e distribuição das taxas de mortalidade por homicídios (TMH) segundo porte populacional dos municípios brasileiros entre 2000 e 2015. Trata-se de estudo ecológico dos óbitos do Sistema de Informações sobre Mortalidade, com TMH padronizada pelo método direto e intervalo de 95% de confiança. A TMH no Brasil cresceu 6% (para 29,1/100 mil) no período, com aumento em municípios de pequeno (83%; 12,7 para 23,2/100 mil) e médio porte (52%; 19,7 para 30,1/100 mil); o que se verifica para ambos os sexos, diferentes idades, regiões e em eventos por arma de fogo. A TMH decresceu em municípios de grande porte metropolitanos (19%; 40,6 para 32,9/100 mil) e da região Sudeste (55%; 45,6 para 20,6/100 mil). O risco relativo-RR de cidades pequenas e médias em relação a grandes já é maior ou próximo de 1 em mulheres (RR 0,99; 1,03), pessoas com 60 ou mais anos (RR 1,43; 1,36) e homicídios por outros meios (RR 1,16; 1,18). As cidades de São Paulo e Rio de Janeiro foram as que mais contribuíram para a redução das TMH, em especial nas cidades grandes (-37,6 e -22,3 homicídios/100 mil hab.). Municípios de porte pequeno e médio apresentam tendências consistentes de incremento de TMH mesmo considerando subgrupos populacionais.

Abstract The scope of this study is to analyze the trends and distribution of homicide mortality rates (HMR) according to the population size of Brazilian municipalities between 2000 and 2015. It is an ecological study of deaths recorded in the Mortality Information System, with HMR standardized by the direct method and 95% confidence interval. HMR in Brazil grew 6% (to 29.1/100,000) in the period, with an increase in small municipalities (83%; 12.7 to 23.2/100,000) and mediumsized cities (52%; 19.7% to 30.1/100,000); which is true for both sexes, different ages, regions and firearm-related events. HMR decreased in major cities (19%; 40.6% to 32.9/100,000) and the Southeast region (55%; 45.6% to 20.6/100,000). The relative risk (RR) of small and medium-sized cities in relation to large cities is already greater than or close to 1 among women (RR 0.99; 1.03), people aged 60 years or older (RR 1.43; 1.36) and homicides by other means (RR 1.16; 1.18). The cities of São Paulo and Rio de Janeiro contributed the most to the reduction of HMR, especially in large cities (-37.6 and -22.3 homicides/100,000 inhabitants). Small and medium-sized municipalities have consistent trends of an increase in HMR even considering population subgroups.
Descritores: Mortalidade/tendências
Densidade Demográfica
Homicídio/tendências
-Fatores de Tempo
Brasil
Cidades/estatística & dados numéricos
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 1533 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-1139056
Autor: Zamora Matamoros, Larisa; Sagaró del Campo, Nelsa María; Valdés García, Luis Eugenio; Benítez Jiménez, Ileana.
Título: Entrada de viajeros y densidad poblacional en la propagación de la COVID-19 en Cuba / Arrival of travelers and population density in the spread of COVID-19 in Cuba
Fonte: Rev. cuba. med;59(3):e1375tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: El comportamiento no homogéneo de la cantidad de casos confirmados con COVID-19 en diferentes regiones de Cuba aún no se ha esclarecido, lo cual resultaría de utilidad para la toma de decisiones en futuras epidemias en el país. Objetivo: Determinar la influencia de la entrada de viajeros y la densidad poblacional sobre la distribución no homogénea de la cantidad de casos con COVID-19 por provincias en Cuba. Métodos: Se desarrolló un estudio ecológico, exploratorio, de grupos múltiples, comparando las provincias cubanas según variables del nivel global y agregado, relacionadas con la cantidad de casos con COVID-19, confirmados durante la epidemia en Cuba. Se aplicó el análisis de regresión lineal múltiple para seleccionar el modelo que mejor describe el comportamiento de los datos y el análisis de clúster para visualizar la agrupación de las provincias. Resultados: Se evidenció una correlación significativa entre la cantidad de casos con COVID-19 y la cantidad de viajeros con COVID-19, la cantidad total de viajeros que arribaron al país en marzo y los eventos de trasmisión. En el modelo de regresión resultaron significativas la densidad poblacional y las cantidades de viajeros total y con COVID-19. El análisis de clúster reveló la formación de cuatro grupos de provincias. Conclusiones: La cantidad de casos con COVID-19 por provincia se relaciona con la cantidad de viajeros que entraron al país, con y sin COVID-19, y la densidad poblacional. Se forman cuatro grupos de provincias por su similitud en los aspectos identificados en la regresión(AU)

Introduction: The non-homogeneous behavior of the number of COVID-19 confirmed cases in different regions of Cuba has not yet been clarified, which would be useful for decision-making in future epidemics in the country. Objective: To determine the influence of the arrival of travelers and the population density on the non-homogeneous distribution of the number of COVID-19 cases by provinces in Cuba. Methods: An ecological, exploratory, multiple group study was carried out, comparing Cuban provinces according to variables of the global and aggregate levels, related to the number of COVID-19 cases, confirmed during the epidemic in Cuba. Multiple linear regression analysis was applied to select the model that best describes the behavior of the data and cluster analysis to visualize the grouping of the provinces. Results: A significant correlation was proved between the number of COVID-19 cases and the number of travelers with COVID-19, the total number of travelers who arrived in Cuba in March, and transmission events. In the regression model, the population density and the total number of travelers and those with COVID-19 were significant. The cluster analysis revealed the formation of four groups of provinces. Conclusions: The number of cases with COVID-19 by province is related to the number of travelers who arrived in the country, with and with no COVID-19, and the population density. Four groups of provinces are formed by their similarity in the aspects identified at regression(AU)
Descritores: Densidade Demográfica
Infecções por Coronavirus/prevenção & controle
Infecções por Coronavirus/transmissão
Controle Sanitário de Viajantes
-Cuba
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  4 / 1533 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1098840
Autor: Scherer, Clauber Eduardo Marchezan; Amaral, Pedro Vasconcelos Maia do; Folch, David.
Título: A comparative study of urban occupational structures: Brazil and United States / Estudo comparativo das estruturas ocupacionais urbanas: Brasil e Estados Unidos / Un estudio comparado de las estructuras ocupacionales urbanas: Brasil y Estados Unidos de Norteamérica
Fonte: Rev. bras. estud. popul;36:e0097, 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: This paper compares the occupational structure of cities in Brazil and United States aiming to evaluate the extent to which the economic structure of these urban agglomerations is associated with the different stages of development, specifically when comparing a rich country with a developing one. Using a harmonized occupational database and microdata from the Brazilian 2010 Demographic Census and the U.S. American Community Survey (2008-2012), results show that Brazilian cities have a stronger connection between population size, both with occupational structure and human capital distribution, than the one found for cities in the United States. These findings suggest a stronger primacy of large cities in Brazil's urban network and a more unequal distribution of economic activity across cities when compared to USA, indicating a strong correlation between development and occupational structure.

Este artigo compara a estrutura ocupacional das cidades do Brasil e dos Estados Unidos, visando avaliar a extensão em que a estrutura econômica dessas aglomerações urbanas se associa aos diferentes estágios de desenvolvimento, especificamente quando se compara um país rico com um em desenvolvimento. Utilizando um banco de dados ocupacionais harmonizado e microdados do Censo Demográfico Brasileiro de 2010 e do US American Community Survey (2008-2012), os resultados mostram que as cidades brasileiras têm uma conexão mais forte do tamanho da população com a estrutura ocupacional e a distribuição de capital humano do que a observada em cidades nos Estados Unidos. Estes resultados sugerem uma primazia mais forte das grandes cidades na rede urbana do Brasil e uma distribuição mais desigual da atividade econômica entre as cidades quando comparadas aos EUA, indicando uma alta correlação entre desenvolvimento e estrutura ocupacional.

Este documento compara la estructura ocupacional de ciudades de Brasil y Estados Unidos de Norteamérica con el objetivo de evaluar la extensión a la cual la estructura económica de estas aglomeraciones urbanas se asocia en las diferentes etapas de desarrollo, específicamente cuando se compara un país rico con un país en desarrollo. Utilizando una base de datos ocupacional armonizada y microdatos del censo demográfico brasileño de 2010 y de la Encuesta de la Comunidad Estadounidense (2008-2012), los resultados muestran una conexión más fuerte en las ciudades brasileñas entre el tamaño de la población y la estructura ocupacional y la distribución del capital humano que la encontrada para ciudades de los Estados Unidos. Estos hallazgos sugieren una mayor primacía de las grandes ciudades en la red urbana de Brasil y una distribución más desigual de la actividad económica entre las ciudades en comparación con las de Estados Unidos, lo que indica una fuerte correlación entre el desarrollo y la estructura ocupacional.
Descritores: Países Desenvolvidos
Área Urbana
Países em Desenvolvimento
Economia
-Estados Unidos
População Urbana
Brasil
Densidade Demográfica
Aglomeração Urbana
Análise de Componente Principal
Escolaridade
Emprego
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  5 / 1533 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1121077
Autor: Pasini, Mauricio Paulo Batistella; Engel, Eduardo; Lúcio, Alessandro Dal'Col; Cargnelutti Filho, Alberto; Ribeiro, Ana Lúcia de Paula; Bortolotto, Rafael Pivoto; Zamberlan, João Fernando.
Título: Spatialization of Tibraca limbativentris Stål in irrigated rice: a geostatistical approach / Espacialização de Tibraca limbativentris Stål em arroz irrigado: uma abordagem geoestatística
Fonte: Arq. Inst. Biol;87:e1202018, 2020. ilus, tab.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: The objective was to identify the dispersion of Tibraca limbativentris (Hemiptera: Pentatomidae) in different phenological phases of irrigated rice. The research was carried out in an area of 20.12 ha, subdivided in four fields of 0.25 to 14.1 ha with the irrigated rice culture, grown under the technical recommendations of the culture. In each field, a sampling grid of 30 × 30 m was generated, with each sampling point corresponding to 1·m-2 (200 plants), sampling was through direct counting. The number of adults of T. limbativentris·m-2 was subjected to descriptive and geostatistical analyzes. Tibraca limbativentris presents border dispersion towards the center of the irrigated rice cultivation area. The highest population densities were estimated in the anthesis and elongation phase.(AU)

O objetivo foi identificar a dispersão de Tibraca limbativentris (Hemiptera: Pentatomidae) em diferentes fases fenológicas do arroz irrigado. A pesquisa foi realizada em uma área de 20,12 ha, subdividida em quatro lavouras de 0,25 a 14,1 ha com a cultura de arroz irrigado, cultivadas sob as recomendações técnicas da cultura. Em cada lavoura, foi gerado um grid de amostragem de 30 × 30 m sendo cada ponto amostral correspondente a 1·m-2 (200 plantas), a amostragem realizada foi através de contagem direta. O número de adultos de T. limbativentris·m-2 foi submetido a análises descritivas e geoestatística. Tibraca limbativentris apresenta dispersão das bordaduras para o centro da área de cultivo de arroz irrigado. As maiores densidades populacionais foram estimadas na fase de antese e elongação.(AU)
Descritores: Oryza
Irrigação Agrícola
Distribuição Animal
Hemípteros
-Brasil
Densidade Demográfica
Responsável: BR1942.1 - NID - Biblioteca - Núcleo de Informação e Documentação


  6 / 1533 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1141087
Autor: Lattes, Alfredo E; Caviezel, Pablo.
Título: Dinámica demográfica y migración: Ciudad de Buenos Aires (1980-2010) / Demographic dynamics and migration: Buenos Aires City (1980-2010).
Fonte: Buenos Aires; GCBA. Dirección General de Estadística y Censos; oct. 2007. a) f: 67 l:85 p. tab, graf. (Población de Buenos Aires, 4, 6).
Idioma: es.
Resumo: Para proyectar la población de la Ciudad de Buenos Aires hasta el inicio del año 2010 y profundizar el conocimiento de la migración y su rol en la dinámica demográfica de la Ciudad, se procedió a construir una nueva serie del modelo CABA, designada ahora como CABA III. La construcción de la nueva serie se inició desagregando las subpoblaciones ­nacidos en el país y nacidos en el exterior, por sexo y edad, entre 1980 y 20005 ­ de la serie CABA II en cuatro nuevas subpoblaciones: nacidos en la Ciudad, nacidos en el resto del país, nacidos en países limítrofes y nacidos en países no limítrofes. El paso siguiente fue abrir y diferenciar las relaciones de supervivencia, por sexo y grupos de edad, de la subpoblación nacidos en el exterior, entre los nacidos en países limítrofes y los nacidos en países no limítrofes. También se desagregaron y diferenciaron las tasas de fecundidad, por grupos de edad, de las mujeres nacidas en el país y las mujeres nacidas en otros países. Utilizando parte de la información precedente, se procedió a estimar, para las cuatro subpoblaciones mencionadas, la migración neta por sexo y grupos de edad, por períodos quinquenales. (AU)
Descritores: Características da População
Dinâmica Populacional/tendências
Dinâmica Populacional/estatística & dados numéricos
Demografia/tendências
Demografia/estatística & dados numéricos
Densidade Demográfica
Crescimento e Desenvolvimento
Migração Humana/tendências
Migração Humana/estatística & dados numéricos
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Responsável: AR494.1 - Centro de Documentación en Salud
AR494.1; CEDOS/CD 6


  7 / 1533 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1117666
Autor: Tocantins. Secretaria de Estado da Saúde. Gabinete do Secretário.
Título: Plano estadual de educação permanente em saúde do Tocantins: 2020-2023 / State plan of permanent education in health of Tocantins: 2020-2023.
Fonte: Palmas; Secretaria de Estado da Saúde; 2018. 95 p. tab..
Idioma: pt.
Resumo: Trata do instrumento de gestão que deve nortear as ações de educação permanente em saúde nos 139 municípios do estado do Tocantins, balizado nas ações da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde e os princípios do SUS. Tem o propósito de transformar as práticas para qualificar o cuidado em saúde.

It deals with the management instrument that should guide the actions of permanent education in health in the 139 municipalities of the state of Tocantins, guided by the actions of the National Policy of Permanent Education in Health and the principles of SUS. Has the purpose of transforming practices to qualify health care.

Se trata del instrumento de gestión que debe orientar las acciones de educación permanente en salud en los 139 municipios del estado de Tocantins, guiados por las acciones de la Política Nacional de Educación Permanente en Salud y los principios del SUS. Tiene el propósito de transformar las prácticas para calificar la atención médica.
Descritores: Educação Continuada/organização & administração
-Enfermagem Oncológica/estatística & dados numéricos
Desemprego/estatística & dados numéricos
Densidade Demográfica
Pessoas com Deficiência Mental/estatística & dados numéricos
Serviços de Saúde Materno-Infantil/estatística & dados numéricos
Serviços de Saúde Mental/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR1965


  8 / 1533 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1003490
Autor: Oliveira, Bruno Luciano Carneiro Alves de; Luiz, Ronir Raggio.
Título: Densidade racial e a situação socioeconômica, demográfica e de saúde nas cidades brasileiras em 2000 e 2010 / Racial density and the socioeconomic, demographic and health context in Brazilian cities in 2000 and 2010
Fonte: Rev. bras. epidemiol;22:e190036, 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro.
Resumo: RESUMO: Introdução: A densidade racial ainda não foi explorada nos estudos sobre desigualdades raciais no Brasil. Este estudo identifica categorias de densidade racial para as cidades brasileiras e descreve a situação de vida e saúde nessas categorias nos anos dos Censos Demográficos de 2000 e 2010. Método: Estudo ecológico em que a informação de cor/raça nos dois últimos censos foi usada para calcular a densidade racial (proporçãode pessoas do mesmo grupo racial) nas cidades brasileiras em cada ano. Criaram-se quatro categorias de densidade racial (parda; mistos, mas com maioria negra; branca; e mistos, mas com maioria branca).Paraquais foram descritos indicadores socioeconômicos, demográficos e de saúde. Resultados: As categorias de densidade racial captaram desigualdades importantes ao longo dos censos e apontaram a permanência de piores condições de vida e saúde nas cidades formadas por pardos e mistos, mas com maioria negra, e melhores onde predominaram brancos. As cidades predominadas por pardos e mistos, mas com maioria negra, em relação às demais, apresentam, nos dois censos, estrutura etária mais jovem, piores índices de desenvolvimento humano, maior vulnerabilidade social, concentração de renda, mortalidade infantil e prematura (< 65 anos) e menor esperança de vida de seus moradores. Discussão: Semelhantemente a outros países, a densidade racial espelhou desigualdades na situação de vida e saúde no Brasil, bem como defasagem temporal entre suas cidades. Conclusão: As categorias de densidade racial podem contribuir para os estudos sobre a epidemiologia social e sobre as relações raciais no país.

ABSTRACT: Introduction: Racial density has not yet been explored in studies of racial inequalities in Brazil. Thisstudy identified categories of racial density in Brazilian cities and described the living and health context in these categories in 2000 and 2010, when demographic censuses were conducted. Method: Ecological study which used skin color or race information from the last two censuses to calculate racial density (the ratio of people aggregated to the same racial group) of the Brazilian cities each year. Four categories of racial density (Brown; Mixed-race, predominantly black; White/Caucasian; and Mixed-race, predominantly white). Socioeconomic, demographic and health indicators were described to each category. Results: The categories of racial density captured important inequalities throughout the census and also indicated the continuance of worse living and health conditions in the cities composed by Browns and mixed-race people, predominantly Black; better conditions were indicated in cities where White/Caucasians are predominant. The cities, composed mainly of Browns and mixed-race people, predominantly Black, presented younger age structure, worse human development indexes, greater social vulnerability, income concentration, infant and premature mortality (<65 years) and lower life expectancy in both censuses, as compared to other cities. Discussion: Similarly to other countries, the racial density reflected inequalities in the Brazilian living and health context as well as a time lag among the cities. Conclusion: The categories of racial density may contribute to social epidemiology and race relations studies in Brazil.
Descritores: Nível de Saúde
Densidade Demográfica
Grupos de Populações Continentais/estatística & dados numéricos
Fatores Raciais/estatística & dados numéricos
-Fatores Socioeconômicos
Fatores de Tempo
Brasil/epidemiologia
Características de Residência
Expectativa de Vida/etnologia
Cidades/etnologia
Distribuição por Sexo
Distribuição por Idade
Análise Espaço-Temporal
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 1533 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-769595
Autor: Sanaiotti, TM.; Junqueira, TG.; Palhares, V.; Aguiar-Silva, FH.; Henriques, LMP.; Oliveira, G.; Guimarães, VY.; Castro, V.; Mota, D.; Trombin, DF.; Villar, DNA.; Lara, KM.; Fernandes, D.; Castilho, L.; Yosheno, E.; Alencar, RM.; Cesca, L.; Dantas, SM.; Laranjeiras, TO.; Mathias, PC.; Mendonça, CV..
Título: Abundance of Harpy and Crested Eagles from a reservoir-impact area in the Low- and Mid-Xingu River / Abundância de Gavião-real e Gavião-real falso numa área sob impacto de reservatório no Baixo e Médio rio Xingu
Fonte: Braz. j. biol;75(3s1):190-204, Aug. 2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract In the Brazilian Amazon, two monospecific genera, the Harpy Eagle and Crested Eagle have low densities and are classified by IUCN as Near Threatened due to habitat loss, deforestation, habitat degradation and hunting. In this study, we evaluate occurrence of these large raptors using the environmental surveys database from Belo Monte Hydroelectric Power Plant. Integrating the dataset from two methods, we plotted a distribution map along the Xingu River, including records over a 276-km stretch of river. Terrestrial surveys (RAPELD method) were more efficient for detecting large raptors than standardized aquatic surveys, although the latter were complementary in areas without modules. About 53% of the records were obtained during activities of wildlife rescue/flushing, vegetation suppression or in transit. Between 2012 and 2014, four Harpy Eagles were removed from the wild; two shooting victims, one injured by collision with power lines and one hit by a vehicle. Also, seven nests were mapped. The mean distance between Harpy Eagle records was 15 km along the river channel, with a mean of 20 km between nests near the channel, which allowed us to estimate 20 possible pairs using the alluvial forest, riverine forest and forest fragments. Territories of another ten pairs will probably be affected by inundation of the Volta Grande channel, which is far from the main river. The average distance between Crested Eagle records was 16 km along the river channel. The only nest found was 1.3 km away from a Harpy Eagle nest. The remnant forests are under threat of being replaced by cattle pastures, so we recommend that permanently protected riparian vegetation borders (APP) be guaranteed, and that forest fragments within 5 km of the river be conserved to maintain eagle populations.

Resumo Na Amazônia brasileira dois gêneros mono-específicos, Harpia e Morphnus, caracterizam-se por baixa densidade e estão classificados pelo IUCN como Quase Ameaçados, porém ocorrem sobre grande parte do território nacional, suas principais ameaças são a fragmentação florestal, a degradação de hábitat e a caça. Neste estudo avaliamos a abundância destas duas grandes aves de rapina utilizando a base de dados dos programas ambientais da UHE Belo Monte, integrando-se dois métodos para construir um mapa de distribuição ao longo de 245 km do rio Xingu. Os levantamentos terrestres pelo método RAPELD mostraram-se mais eficientes para os registros de grandes águias quando comparado aos esforços padronizados aquáticos, entretanto estes foram complementares na ausência de módulos. Cinquenta e tres por cento foram registros ocasionais durante a supressão da vegetação, afugentamento ou deslocamento. Entre 2012-2014 quatro harpias foram removidas da natureza, dois indivíduos alvo de disparos, uma por colisão com rede elétrica, e outra por atropelamento. Sete ninhos mapeados, a distância média entre os registros de harpia na calha e margens do rio foi de 15 km, 20 km distância média entre ninhos, o que permitiu estimar um total de 20 casais utilizando as florestas aluviais em uma distancia de 270 km, incluindo matas ciliares e os fragmentos fora da margem do rio. Estimamos que territórios de outros 10 casais usando a Volta Grande longe do rio principal também serão afetados pela inundação. A distância média entre os registros de Morphnus foi 16 km ao longo do rio, o único ninho mapeado estava distante 1.3 km do ninho de Harpia. Estes fragmentos florestais estão sendo substituídos por pastagens, ressaltando-se a importância da manutenção das áreas de preservação permanentes (APP) e a proteção destes fragmentos em diversos formatos de áreas de proteção, para diminuir a degradação dos mesmos e garantir a manutenção das populações destes grandes predadores na região do rio Xingu.
Descritores: Distribuição Animal
Conservação dos Recursos Naturais
Águias/fisiologia
-Brasil
Ecossistema
Densidade Demográfica
Centrais Elétricas
Limites: Animais
Feminino
Masculino
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 1533 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-886688
Autor: BREVES, ANDRÉ; SZÉCHY, MARIA TERESA M DE; LAVRADO, HELENA P; JUNQUEIRA, ANDREA O R.
Título: Abundance of the reef-building Petaloconchus varians (Gastropoda: Vermetidae) on intertidal rocky shores at Ilha Grande Bay, southeastern Brazil
Fonte: An. acad. bras. ciênc;89(2):907-918, Apr.-June 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT The reef-building vermetid Petaloconchus varians occurs in the western Atlantic Ocean, from the Caribbean Sea to the southern coast of Brazil. The present study evaluated the abundance of P. varians on intertidal rocky shores in Ilha Grande Bay (Rio de Janeiro State), and characterized their reefs, describing the species density, besides the weight and the belt width of the reefs. Petaloconchus varians reefs were recorded at 25 sites, with rocky shores exposed to different wave action (very sheltered, sheltered, semi-exposed and exposed) and slopes (10° to 46°). Clusters of individuals constructed large reefs along the middle intertidal zone, creating a wide belt (38 cm to 2 m). The density of P. varians and the weight of the reefs ranged from 620 to 2,559 ind.100 cm-2 and from 100 to 1,500 g.100 cm-2, respectively. Considering that the species was last reported from the area in the mid-20th century, the present study suggests that P. varians reefs are becoming dominant in the intertidal zone of rocky shores in Ilha Grande Bay. This is a contribution to knowledge of this ecosystem in Ilha Grande Bay, in view of local or global ecological changes.
Descritores: Caramujos/anatomia & histologia
Baías
Recifes de Corais
-Caramujos/fisiologia
Movimentos da Água
Oceano Atlântico
Brasil
Dinâmica Populacional
Densidade Demográfica
Estatísticas não Paramétricas
Distribuição Animal
Biologia Marinha
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 154 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde