Base de dados : LILACS
Pesquisa : N01.400.512 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 20 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 20 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Akerman, Marco
Texto completo
Id: biblio-984546
Autor: Santana, Rebecca Alethéia Ribeiro; Akerman, Marco; Faustino, Deivison Mendes; Spiassi, Ana Lucia; Guerriero, Iara Coelho Zito.
Título: A equidade racial e a educação das relações étnico-raciais nos cursos de Saúde / La equidad racial y la educación de las relaciones étnico-raciales en los cursos de Salud / Racial equity and education of ethnic-racial relations in Health Care courses
Fonte: Interface (Botucatu, Online);23:e170039, 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Este artigo discute a prática da implantação da Política Nacional de Saúde Integral para a População Negra por parte dos gestores da educação dos profissionais de Saúde, problematizando a presença da temática "equidade racial em Saúde" no cotidiano das instituições de ensino superior (IESs). Esta pesquisa, composta por entrevistas em profundidade com 12 coordenadores de cursos da área da Saúde de três universidades do Estado de São Paulo, identificou que o novo marco normativo teve efeito positivo no que tange à recepção do tema nas grades curriculares observadas, mas que os coordenadores, no entanto, ainda demonstram desconhecimento ou discordância em relação à sua necessidade.(AU)

Este artículo discute la práctica de la implantación de la Política Nacional de Salud Integral para la Población Negra por parte de los gestores de la educación de los profesionales de Salud, problematizando la presencia del tema "equidad racial en Salud" en el cotidiano de las instituciones de enseñanza superior (IESs). Esta investigación, compuesta por entrevistas en profundidad con 12 coordinadores de cursos del área de la Salud de tres universidades del Estado de São Paulo, Brasil, identificó que el nuevo marco normativo tuvo efecto positivo en lo que se refiere a la recepción del tema en los cuadros curriculares observados, pero que los coordinadores, no obstante, todavía demuestran desconocimiento o discordancia en relación a su necesidad.(AU)

This article discusses the current implementation of the National Policy of Comprehensive Health for the Black Population, by the managers of health professionals' education, with the aim of proposing enhanced presence of the subject "racial equity in Health" in the day to day of higher education institutions (HEI). This research work contains in-depth interviews with 12 different coordinators of Healthcare courses from three universities in the State of São Paulo, Brazil and it has identified that the aforementioned normative frameworks have positively influenced the inclusion of such matters in the observed syllabuses. Nonetheless, those coordinators, in turn, still seem to show lack of knowledge or even disagreement with the mentioned policy.(AU)
Descritores: Pessoal de Saúde/educação
Racismo
Saúde das Minorias Étnicas
-Saúde das Minorias/educação
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  2 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1006371
Autor: Loria, Gabriela Bueno; Canesin, Guilherme Martinolli Faig; Silva, Guilherme Martins; Amorim, Gustavo Henrique de Oliveira; Melo, Julia Mendes de; Santos, Laerte Romualdo; Rosa, Larissa Fonte Dutra da; Santiago, Clarisse Rinaldi Salles de; Mattos, Denise da Silva; Pedrosa, Michele Lopes; Leal, Erotildes Maria.
Título: Saúde da população LGBT+ no contexto da atenção primária em saúde: relato de oficina realizada no internato integrado de Medicina de Família e Comunidade/Saúde Mental em uma universidade pública / LGBT+ Health on Primary Care: the experience report of a workshop during the medical internship on Family Medicine and Mental Health in a public university / Salud de la población LGBT + en el contexto de la atención primaria en salud: relato de taller realizado en el internado integrado de Medicina de Familia y Comunidad/Salud Mental en una universidad pública
Fonte: Rev. bras. med. fam. comunidade;14(41):1807, 02/2019.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: A saúde da população LGBT+ apresenta particularidades e vulnerabilidades que requerem atenção diferenciada. Sensibilizar e qualificar profissionais de saúde para as necessidades dessa população é fundamental para garanti-la o direito à saúde. Os currículos das graduações em saúde, que em geral não incorporam tais questões, têm sido interrogados pelo alunado com denúncias de LGBTfobia no curso médico e reivindicação de capacitação prática. Nesse contexto, o Internato Integrado de Medicina de Família e Comunidade e Saúde Mental da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro organizou oficina sobre Saúde da População LGBT, apresentada neste artigo. Métodos: Realizada em maio de 2018, teve como público alvo internos em estágio curricular na Atenção Primária em Saúde (APS), no município do Rio de Janeiro. Sensibilizar para o tema e apresentar ferramentas úteis para o cuidado na APS, e em outros cenários, foram os objetivos. Graduandos de medicina autodeclarados LGBT+ foram convidados a assumir a condução da atividade, preparada sob orientação de professoras do internato. O protagonismo dado a esses alunos permitiu articular à expertise científica, promovida nos estudos regulares sobre o tema, a expertise experiencial. A oficina ocorreu em 4 tempos: i) sensibilização; ii) discussão de casos; iii) informação e exposição de orientações para boas práticas em saúde; iv) dúvidas e avaliação. A duração total foi de 4 horas, com metodologias ativas e participativas. Resultados: Os objetivos foram alcançados e a atividade bem avaliada em sua organização e execução. Avaliação narrativa foi realizada com alunos e professores organizadores. Os internos participantes responderam questionário online com perguntas abertas e fechadas e também avaliaram positivamente a atividade nos quesitos metodologia e conteúdo. Conclusão/Desdobramentos: A oficina foi incluída nas atividades regulares do internato. Estão em construção, com vistas a difundir esses conhecimentos a outros estudantes do curso médico e a profissionais da rede de saúde municipal, disciplina eletiva e projeto de extensão. A inclusão longitudinal do tema no currículo permanece como desafio.

Introduction: The LGBT+ healthcare is marked with particularities and vulnerabilities that require differenced attention. Sensitizing and qualifying healthcare professionals to these population's needs is fundamental to guarantee the right to health. The curriculum from health degrees, that usually does not address this issue, have been questioned by students along with LGBTphobia reports among the medical education and revindication for practical capacitation. In this context, the Integrated Family & Community Medicine (MFC) and Mental Health Internship at Faculty of Medicine of the Federal University of Rio de Janeiro, prepared a workshop on LGBT Health, presented in this article. Methods: A workshop took place in May of 2018, having a target audience of interns of MFC. It aimed to sensitize medical students regarding the referred theme and to give practical tools to be used in primary medicine and other healthcare environments. Medical undergrads who identify themselves as LGBT+ were invited to conduct the activity under the orientation of tutors from the internship. Given that those medical students were protagonists in this activity, it was possible to articulate the scientific knowledge, accomplished with regular studies on the theme, and the experiential expertise. The workshop was divided in four acts: i) sensitization; ii) case discussion; iii) information and orientations on good practice; iv) questions and feedback. The workshop lasted 4 hours, using active and participatory learning methods. Results: The objectives were achieved with a highly good evaluation as to the workshop's organization and performance. The students and professors that coordinated the activity prepared a narrative evaluation. The workshop's subjects, the MFC interns, took later an online feedback questionnaire, in which they positively evaluated the methods and acquired knowledge. Conclusion/Future works: The workshop, firstly implemented as an experimental activity, is now part of the regular medical internship curriculum. An optative course and an extension project are being planned, aiming to reach other medical students and public healthcare providers. Including the subject in the medical curriculum as a longitudinal discussion remains a challenge.

Introducción: La atención médica LGBT + está señalada con particularidades y vulnerabilidades que requieren una atención diferenciada. Sensibilizar y calificar a los profesionales de la salud de las necesidades de esta población es fundamental para garantizar su derecho a la salud. El plan de estudios de las carreras de salud, que en general no abordan este tema, ha sido cuestionado por los estudiantes junto con los informes de LGBTphobia entre la educación médica y la reivindicación de la capacitación práctica. En este contexto, la Pasantía Integrada de la Medicina de la Família y la Comunidad y Salud Mental de la graduación en medicina de la Universidad Federal de Rio de Janeiro elaboró un taller sobre salud LGBT+, presentado en este artículo. Métodos: Realizado en mayo de 2018 con los internos en pasantía curricular en la APS como el público-objetivo. Los objetivos eran sensibilizar a los estudiantes de medicina sobre el tema presentado y ofrecer herramientas prácticas para que las utilicen en la medicina primaria y en otros entornos de atención médica. Se invitó a los estudiantes de medicina que se identifican a sí mismos como LGBT+, para realizar la actividad bajo la orientación de tutores de la pasantía. Como los estudiantes de medicina fueron los protagonistas de esta actividad, fue posible articular el conocimiento científico, realizado con estudios regulares sobre el tema y la vivencia experiencial. El taller se dividió en cuatro partes: i) sensibilización; ii) discusión del caso; iii) información y orientaciones sobre buenas prácticas; iv) preguntas y comentarios. El taller tuvo una duración de cuatro horas, utilizando métodos de aprendizaje activo y participativo. Resultados: Los objetivos se lograron con una evaluación muy buena de la organización y el desempeño del taller. Los estudiantes y profesores que coordinaron la actividad realizaron una evaluación narrativa. Los pasantes presentes contestaron a un cuestionario en línea con preguntas objetivas y abiertas y evaluaron positivamente la actividad tanto por su metodología como por el contenido. Conclusión/Desarrollo: El taller, implementado como una actividad experimental, ahora forma parte del plan de estudios de prácticas médicas regulares. Se está planificando un curso optativo y un proyecto de extensión, con el objetivo de llevar eses conocimientos a otros estudiantes de medicina y proveedores de la salud pública. Incluir el tema en los planes de estudios médicos como una discusión longitudinal sigue siendo un desafío.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Educação Médica
Saúde das Minorias
Medicina de Família e Comunidade
Minorias Sexuais e de Gênero
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  3 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-996183
Autor: Oliveira, Barbara de Paula; Silva, Marco Aurélio Santana da; Souza, Maria do Socorro de.
Título: O direito à saúde de pessoas trans* no Distrito Federal: entre o direito de existir e o direito à equidade / The right to health of transgender people in Federal District, Brazil: between the right to exist and the right to equity
Fonte: Cad. Ibero Am. Direito Sanit. (Impr.);8(1):10-25, jan.-mar. 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: compreender como os movimentos sociais trans* do Distrito Federal entendem o direito à saúde. Método: tratou-se de uma pesquisa qualitativa realizada com líderes de movimentos sociais trans* do Distrito Federal em que foram realizadas entrevistas semiestruturadas e os dados foram analisados por intermédio da técnica de análise de conteúdo e agrupados em unidades temáticas. Resultado: foi possível compreender que os movimentos sociais trans* compreendem o direito à saúde como o direito de existir e o direito à equidade. Além disso, entendem também que a implementação do ambulatório trans* no Distrito Federal é uma conquista de direito à saúde. Conclusão: as pessoas trans* estão buscando serem reconhecidas como sujeitos de direito, tanto à saúde como ao direito humano mais básico, o direito de existir. (AU)

Objective: to understand how the social movements trans* of Federal District, Brazil understand the right to health. Method: This was a qualitative research carried out with leaders of social movements trans* of Federal District, Brazil, in which semi-structured interviews were conducted and the data were analyzed through the technique of content analysis and grouped into thematic units. Results: it was possible to understand that trans* social movements include the right to health as the right to exist and the right to equity. In addition, they also understand that the implementation of the trans* ambulatory in Federal District, Brazil, is an achievement of the right to health. Conclusion: trans* people are seeking to be recognized as subjects of right, both to health and to the most basic human right, the right to exist. (AU)

Objetivo: comprender cómo los movimientos sociales del Distrito Federal, Brasil, entienden el derecho a la salud. Método: se trató de una investigación cualitativa realizada con líderes de movimientos sociales trans* del Distrito Federal, Brasil, en que se realizaron entrevistas semiestructuradas y los datos fueron analizados por intermedio de la técnica de análisis de contenido y agrupados en unidades temáticas. Resultado: fue posible comprender que los movimientos sociales trans* comprenden el derecho a la salud como el derecho de existir y el derecho a la equidad. Además, entienden también que la implementación del ambulatorio trans en Distrito Federal, Brasil, es una conquista de derecho a la salud. Conclusión: las personas trans* están buscando ser reconocidas como sujetos de derecho, tanto a la salud y al derecho humano más básico, el derecho de existir. (AU)
Descritores: Saúde das Minorias
Pessoas Transgênero
-Minorias Sexuais e de Gênero
Responsável: BR208.2 - PRODISA - Programa de Direito Sanitário


  4 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-791680
Autor: Garcia, Cíntia de Lima; Albuquerque, Grayce Alencar; Drezett, Jefferson; Adami, Fernando.
Título: Saúde de Minorias Sexuais do Nordeste Brasileiro: Representações, Comportamentos e Obstáculos / Health of Sexual Minorities in North-eastern Brazil: Representations, Behaviours and Obstacles
Fonte: Rev. bras. crescimento desenvolv. hum;26(1):95-100, 2016. graf.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: The aim of this study was to identify the social representations (SR) of health and major inequities, obstacles and challenges experienced by lesbians, gays, bisexuals, and transgenders regarding access to health services. METHODS: This qualitative research was conducted with a group of sexual minorities recruited using the snowball technique. The data were organised according to Bardin and analysed from the perspective of SR. RESULTS: Twelve gays, nine transvestites, six lesbians and three bisexuals participated. Most believed health to be the absence of disease and indicated the group's vulnerability to sexually transmitted diseases. The search for health services was motivated by pathological symptoms or screening for sexually transmitted diseases. The difficulties were related to the deficiencies of the health service regarding prejudice. CONCLUSIONS: The study population showed reductionist health representations, sought health services under the curative perspective and faced challenges/obstacles when accessing health services.

OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi identificar as representações sociais (RS) das desigualdades na saúde e grandes, obstáculos e desafios vividos por lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros e sobre o acesso aos serviços de saúde. MÉTODO: pesquisa qualitativa foi realizada com um grupo de minorias sexuais recrutados por meio da técnica de bola de neve. Os dados foram organizados de acordo com Bardin e analisados sob a perspectiva da SR. RESULTADOS: Doze gays, nove travestis, seis lésbicas e bissexuais três participaram. A maioria acreditava saúde para ser a ausência de doença e indicou a vulnerabilidade do grupo para as doenças sexualmente transmissíveis. A busca por serviços de saúde foi motivada por sintomas patológicos ou rastreio de doenças sexualmente transmissíveis. As dificuldades estavam relacionadas com as deficiências dos serviços de saúde sobre o preconceito. CONCLUSÕES: A população de estudo apresentou representações de saúde reducionistas, procuraram os serviços de saúde sob a perspectiva curativa e enfrentou desafios / obstáculos no acesso aos serviços de saúde.
Descritores: Preconceito
Homossexualidade
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Disparidades nos Níveis de Saúde
Saúde das Minorias
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  5 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-971865
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa.Departamento de Apoio à Gestão Participativa.
Título: Subsídios para o cuidado à saúde do povo cigano.
Fonte: Brasília; Ministério da Saúde; set. 2016. 43 p. ilus, map, tab.
Idioma: pt.
Descritores: Cidade de Roma/educação
Cidade de Roma/história
Cidade de Roma/estatística & dados numéricos
Grupos Étnicos
-Grupos de Populações Continentais/educação
Grupos de Populações Continentais/história
Grupos Populacionais
Assentamentos Humanos/história
Acampamento
Saúde das Minorias/história
Saúde das Minorias/estatística & dados numéricos
Saúde das Minorias/tendências
Grupos Minoritários
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Publicações Governamentais
Responsável: BR599.1 - Coordenação Geral de Documentação e Informação (CGDI)
ACERVO DIGITAL


  6 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-971797
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa. Departamento de Apoio à Gestão Participativa. Coordenação-Geral de Apoio à Gestão Participativa e ao Controle Social.
Título: Relatório do I Seminário Nacional de Saúde LGBT / Report of the I National Seminar on LGBT Health / Informe del I Seminario Nacional de Salud LGBT.
Fonte: Brasília; Ministério da Saúde; maio 2015. 197 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Seminário Nacional de Saúde Integral LGBT, 1, Brasília, 24-26 nov. 2013.
Descritores: Saúde das Minorias
Grupos Minoritários
Homossexualidade
Equidade em Saúde
Relatório de Pesquisa
-Bissexualidade
Travestismo
Pessoas Transgênero
Brasil
Limites: Masculino
Feminino
Seres Humanos
Tipo de Publ: Publicações Governamentais
Relatório Técnico
Responsável: BR599.1 - Coordenação Geral de Documentação e Informação (CGDI)
BR599.1; 613.885(047), B823r, MT, 42500. 10001031161; BR599.1; 613.885(047), B823r, e.2, AG. 10001031162


  7 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-870595
Autor: São Paulo (Cidade). Secretaria da Saúde.
Título: 2ª Conferência Municipal da Saúde da População Negra / 2nd Conference of Municipal Health of the Black population.
Fonte: São Paulo; SMS; nov. 2006. 44 p.
Idioma: pt.
Descritores: Grupo com Ancestrais do Continente Africano
Saúde das Minorias
Sistema Único de Saúde
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR59.2 - Núcleo de Documentação


  8 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-870475
Autor: São Paulo (Cidade). Secretaria da Saúde.
Título: 2º Conferência Municipal da Saúde da População Negra / 2nd Conference of Municipal Health of the Black Population.
Fonte: São Paulo; SMS; 2006. 28 p.
Idioma: pt.
Resumo: Este Documento-Base foi preparado inicialmente pela subcomissão científica da Comissão Organizadora da 2º. Conferência Municipal da Saúde da População Negra de São Paulo para atender exigência do Regulamento da conferência, aprovado pelo Conselho Municipal de Saúde. Sua única finalidade foi servir de ponto de partida para as discussões nas cincos Plenárias Regionais realizadas no dia 7 de outubro de 2006...
Descritores: Grupo com Ancestrais do Continente Africano
Saúde das Minorias
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR59.2 - Núcleo de Documentação


  9 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-868873
Autor: Aragão, Janaína Alvarenga; Bós, Ângelo José Gonçalves; Souza, Gabriela Coelho.
Título: Síndrome metabólica em adulto e idosos de comunidades quilombolas do centro-sul do Piauí, Brasil / Metabolic syndrome in adults and elderly quilombolas from central - southern Piauí, Brazil
Fonte: Estud. interdiscip. envelhec;19(2):501-512, ago. 2014. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste trabalho consiste em estudar a prevalência da Síndrome Metabólica (SM) em grupos de quilombolas brasileiros da região Centro-Sul do Piauí. Este estudo transversal descritivo analítico foi realizado entre março e dezembro/2011, onde participaram 166 quilombolas adultos e idosos. A prevalência da SM foi determinada pelos critérios do NCEP-ATP III. Foram realizadas também medidas antropométricas, diário alimentar e hábitos de vida. A prevalência da SM foi de 55.4% nos quilombolas pesquisados, e mais prevalente no sexo feminino (p < 0,001). Portanto é necessário investir em políticas públicas de saúde preventiva para atender as demandas das comunidades quilombolas, tendo como base o contexto histórico e local onde vivem, bem como de doenças.

The purpose of this research is to study the prevalence of Metabolic Syndrome (MS) in Brazilian groups of Quilombolas from the Southcentral region of Piauí. This descriptive analytical cross-sectional study was conducted from March to December/2011, where 166 adult and elderly Quilombolas took part. The prevalence of MS was determined by the NCEP-ATP III. Anthropometric measurements, food journal and lifestyle habits were also performed. The prevalence of MS was 55.4% of the Quilombolas surveyed, and more prevalent on females (p < 0,001). However, it is required to invest in public politics of preventative health to fulfill the demands of maroon communities, based on the historical context and where they live, as well as diseases.
Descritores: Grupo com Ancestrais do Continente Africano
Grupos Minoritários/estatística & dados numéricos
Perfil de Saúde
Síndrome Metabólica/epidemiologia
-Estudos Transversais
Saúde das Minorias
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR574.2 - Biblioteca


  10 / 20 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-831467
Autor: Rezende, Lilian Cristina.
Título: O cotidiano de uma comunidade quilombola: a(des)construção da integralidade na visão de moradores e equipe de saúde / The daily life of a quilombola community: the (mis) construction of integrality in the point of view dwellers and health professionals.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2015. 109 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Enfermagem para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O presente estudo objetivou compreender o cotidiano de uma comunidade quilombola na visão de moradores e profissionais da Estratégia Saúde da Família, considerando a integralidade das ações de saúde. Trata-se de um estudo de caso único de abordagem qualitativa, a coleta de dados foi realizada por meio de observação, entrevista com roteiro semiestruturado e técnica do Gibi. Os participantes foram os profissionais da equipe da ESF e moradores da Comunidade Quilombola de Pontinha que usam o serviço de saúde da ESF, totalizando 19 participantes. Os dados foram coletados nos meses de março e abril de 2015 e submetido à Análise de Conteúdo. Emergiram dos resultados três categorias: O cotidiano da Comunidade Quilombola de Pontinha; Caracterização das práticas cotidiana e a produção do cuidado na visão dos profissionais da equipe de saúde da Estratégia Saúde da Família; e, Percepção de usuários sobre as práticas no cotidiano da Estratégia Saúde da Família: entre as necessidades de saúde e o acesso. Os resultados apontaram para uma realidade que precisa ser despertada no que concerne às práticas organizacionais para a efetivação da integralidade no serviço de saúde em comunidades quilombolas rurais. Foi possível identificar que a população da comunidade quilombola encontra-se em condições precárias de vida, relacionadas à moradia, ao saneamento básico, a água tratada, a coleta de lixo, ao acesso às escolas e à saúde e falta de oportunidade ao mercado de trabalho. Quanto às práticas dos profissionais da equipe da ESF, eles apontaram dificuldades relacionadas ao acesso. O acesso é prejudicado em duas formas: a longa distância geográfica das micro áreas a unidade de saúde ligada a insuficiência de veículo para a equipe; e pela limitação de consultas médicas. Considerando a situação mencionada os profissionais buscam planejar as atividades, estabelecendo vínculo com a comunidade, reconhecendo...

This study aimed to understand the daily life of a quilombola community in the point of view dwellers and professionals of the Family Health Strategy, considering the integrality health actions. This is a single case study of qualitative approach, data collection was conduct through observation, individual interviews white semi-structured and Gibi technique. The participants were of the Family Health Strategy team members and residents of the quilombo of Pontinha community who use the health service, totaling 19 participants. Data were collected in March and April 2015 and submitted to content analysis proposed by Bardin. Emerging from the results three categories: The daily life of Quilombo Community Pontinha; Characterization of daily living practices and care production in the vision the professionals of the Family Health Strategy team; and users' perception of the everyday practices in the Family Health Strategy: between health needs and access. The results pointed to a reality that needs to be awakened in regard to organizational practices for the realization of comprehensiveness in the health service in rural quilombo communities. It observed that the population of the quilombo is in precarious conditions of life, related to housing, sanitation, clean water, trash collection, access to schools, health and lack of opportunity to marked job. As the practices of the Family Health Strategy team professionals, they pointed out difficulties related to access the service. Access is harmed in two ways: the long geographic distance from micro areas of the health unit aligned to vehicles insufficient for the team; and the limitation of medical appointments, which leads to user dissatisfaction. Considering the situation mentioned the professionals seek to plan the activities, establishing a link with the community, recognizing the Social Determinants of Health and the particularities of quilombo community. With regard to user needs, they seek for medical...
Descritores: Estratégia Saúde da Família
Integralidade em Saúde
Atenção Primária à Saúde
Saúde das Minorias
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG
BR21.1; T-WA300, RECO



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde