Base de dados : LILACS
Pesquisa : N01.400.525 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 5601 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 561 ir para página                         

  1 / 5601 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: lil-531350
Autor: Barco Díaz, Vladimir; Miranda Pérez, Yusimy; Herrera Cañellas, Dinorah; Álvarez Figueredo, Zoraida Caridad.
Título: El Síndrome de Burnout en enfermeros básicos del segundo año de la carrera / The Burnout Syndrome in the basic nurses of the 2nd year of the career
Fonte: Rev. cuba. enferm;24(3/4), jul.-dic. 2008.
Idioma: es.
Resumo: Identificar la presencia del síndrome en enfermeros básicos que cursan el segundo año de la carrera en la Facultad de Ciencias Médicas de Cienfuegos. De los 130 enfermeros básicos que estudian en segundo año seleccionamos por muestreo simple aleatorio a 34, lo cual constituye una muestra del 26 por ciento, a los que se aplicó un cuestionario propuesto por Maslach C y Jackson S en 1981, con el objetivo de evaluar la presencia o no del Síndrome de Burnout cuando trabajan directamente con personas y/o cuando realizan sus actividades como estudiantes universitarios. Aunque no se diagnosticó el Síndrome de Burnout en ningún compañero, sí encontramos un grupo importante con predisposición a padecerlo, sobre todo en dos del sexo femenino que tienen mayores posibilidades; solo 4 compañeros no mostraron afectación en ninguna de las dimensiones que comprende este síndrome. Finalmente consideramos que el personal de enfermería tiene una alta predisposición a padecer el Síndrome de Burnout, sobre todo cuando es estudiante universitario, por lo que hacemos una propuesta de intervención para prevenir y tratar dicho síndrome(AU)

To identify the presence of this syndrome in the basic nurses studying the 2nd year of the career in the Medical Sciences Faculty of Cienfuegos. Of the 130 basic nurses studying the 2nd year of the career, 34 (26 por ciento) were selected by simple random sampling. They were applied a questionnaire proposed by Maslach C and Jackson S. in 1981 to assess the presence or not of Burnout Syndrome when they work directly with persons and/or when they carry out their activities as university students. Although this syndrome was not diagnosed in any colleague, we found a significant group with predisposition to it, mainly in two females with higher possibilities; only four colleagues had no affectation in any of the dimensions included in this syndrome. Finally, we consider that the nursing staff has a high predisposition to suffer from this syndrome, mainily when they are university students. That is why we propose an intervention to prevent and to treat this syndrome(AU)
Descritores: Esgotamento Psicológico/prevenção & controle
Recursos Humanos de Enfermagem
Saúde do Trabalhador
-Estudantes de Enfermagem/psicologia
Epidemiologia Descritiva
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  2 / 5601 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-790816
Autor: Hernández-Vásquez, Akram; Díaz-Seijas, Deysi; Vilcarromero, Stalin; Santero, Marilina.
Título: Distribución espacial de los accidentes y enfermedades relacionados con el trabajo en el Perú, 2012-2014 / Spatial distribution of accidents, incidents and diseases related to work in Peru, 2012-2014
Fonte: Rev. peru. med. exp. salud publica;33(1):106-112, ene.-mar. 2016. mapas, tab.
Idioma: es.
Resumo: Se analizaron geoespacialmente los accidentes, incidentes peligrosos y enfermedades ocupacionales que se reportaron a nivel regional en el Perú (2012-2014). 52 887 eventos se notificaron entre accidentes de trabajo (93%), incidentes peligrosos (5,1%), enfermedades ocupacionales (1%) y accidentes mortales (0,9%). Se evidenciaron altas tasas de accidentes mortales en Pasco, Callao, Lima, Moquegua y Arequipa. Callao y Lima son las regiones con tasas más altas de accidentes de trabajo. Las mayores tasas de incidentes peligrosos se reportaron en Arequipa, Callao, Lima, Ica y Piura. Las enfermedades ocupacionales se distribuyeron con altas tasas en Huancavelica, Ancash, Pasco, Callao y Cusco. La explotación de minas y canteras (49,2%); seguida por la industria manufacturera (23,4%); y, la construcción (8%) son las actividades económicas que concentraron elevadas tasas de enfermedades ocupacionales. Se concluye que existen altas tasas y patrones espaciales comunes de accidentabilidad en el Perú que pueden servir para enfocar intervenciones...

We analyzed geospatially accidents, incidents and diseases related to work of regional reports in Peru (2012-2014). The 52887 events were classified as work related accidents (93%), dangerous incidents (5.1%), occupational diseases (1%) and fatal accidents (0.9%). The highest rates of fatal accidents were reported in Pasco, Callao, Lima, Moquegua and Arequipa. Callao and Lima are the regions with the highest rates of occupational accidents. The highest rates of dangerous incidents were reported in Arequipa, Callao, Lima, Ica and Piura. Occupational diseases are distributed with high rates in Huancavelica, Ancash, Pasco, Callao and Cusco. The economic activities that reported most of the occupational diseases were mining and quarrying (49.2%); followed by manufacturing industry (23.4%); and construction (8%). It is concluded that there are high rates and common spatial patterns of laboral accidents in Peru that could be used by decision makers to focus interventions...
Descritores: Acidentes de Trabalho
Demografia
Doenças Profissionais
Saúde do Trabalhador
Sistemas de Informação Geográfica
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: PE14.1 - Biblioteca de la Sede Central


  3 / 5601 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-743205
Autor: Hernández-Vásquez, Akram; Marcalaya-Benites, Fabiola; Santiani, Jesús A; Pretell-Paredes, Luz.
Título: Necesidad de enseñanza de la salud ocupacional en la educación médica de pregrado / Need for occupational health education in undergraduate medical education
Fonte: Rev. peru. med. exp. salud publica;31(3):605-606, jul.-sep. 2014.
Idioma: es.
Descritores: Educação Médica
Educação de Graduação em Medicina
Ensino
Saúde do Trabalhador
-Peru
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Feminino
Tipo de Publ: Carta
Responsável: PE14.1 - Biblioteca de la Sede Central


  4 / 5601 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1119727
Autor: Urio, Ângela; Souza, Jeane Barros de; Geremia, Daniela Savi; Heidemann, Ivonete Teresinha S. Buss; Colliselli, Liane.
Título: Promoção da saúde do jovem agricultor familiar: perspectiva para um envelhecimento saudável / Promoción de la salud de los jóvenes agricultores familiares: perspectiva para un envejecimiento saludable / Health promotion for young family farmers: perspective for healthy aging
Fonte: Rev. enferm. UFSM;10:43, 2020.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: compreender como jovens agricultores cuidam da saúde, diante das vulnerabilidades no contexto de trabalho, desvelando suas perspectivas para o envelhecimento saudável. Método: pesquisa exploratória, descritiva, qualitativa, realizada com dez jovens de um município do Rio Grande do Sul, realizada no segundo semestre de 2018. A coleta dos dados ocorreu por meio de entrevistas semiestruturadas. A análise dos dados foi baseada na análise de conteúdo. Resultados: os jovens promovem sua saúde cuidando da alimentação, ingestão hídrica, adaptações climáticas, lazer e manutenção das relações familiares. Para o envelhecimento saudável, os participantes da pesquisa buscam inserção de tecnologias para aliviar esforço físico e adesão de práticas preventivas, demonstrando preocupações hereditárias e de comorbidades. Conclusão: a promoção da saúde é realizada a partir dos cuidados com a alimentação, ingesta hídrica, adaptações ao clima e das boas relações familiares. Os exercícios físicos não são praticados devido às atividades laborais demandarem intenso esforço físico.

Objective: to understand how young farmers take care of their health in the face of vulnerabilities in the work context, thereby unveiling their perspectives for a healthy aging. Method: exploratory, descriptive and qualitative research, performed with ten young people from a town in Rio Grande do Sul, held in the second half of 2018. Data collection took place through semi-structured interviews. Data analysis was based on content analysis. Results: young people promote their health by taking care of food, water intake, climatic adaptations, leisure and maintenance of family relationships. For healthy aging, research participants seek the introduction of technologies focused on relieving physical effort and adhering to preventive practices, showing hereditary concerns and comorbidities. Conclusion: health promotion is held from the care with food, water intake, adaptations to the climate and good family relationships. Physical exercises are not practiced because work activities require intense physical effort.

Objetivo: comprender cómo los jóvenes agricultores cuidan su salud ante las vulnerabilidades en el contexto laboral, desvelando sus perspectivas para un envejecimiento saludable. Método: investigación exploratoria, descriptiva y cualitativa, realizada con diez jóvenes de un ayuntamiento de Rio Grande do Sul, conducida en el segundo semestre de 2018. La recolección de datos tuvo lugar mediante entrevistas semiestructuradas. El análisis de datos se basó en el análisis de contenido. Resultados: los jóvenes promueven su salud al cuidar los alimentos, la ingesta hídrica, las adaptaciones climáticas, el ocio y el mantenimiento de las relaciones familiares. Para un envejecimiento saludable, los participantes de la investigación buscan la introducción de tecnologías para aliviar el esfuerzo físico y la adherencia a las prácticas preventivas, demostrando preocupaciones hereditarias y comorbilidades. Conclusión: la promoción de la salud se realiza basándose en la atención con alimentos, ingesta hídrica, adaptaciones al clima y buenas relaciones familiares. Los ejercicios físicos no se practican porque las actividades laborales requieren un esfuerzo físico vigoroso.
Descritores: População Rural
Saúde do Trabalhador
Adulto Jovem
Promoção da Saúde
Limites: Humanos
Responsável: BR568.1 - Biblioteca Central Manoel Marques de Souza, Conde de Porto Alegre


  5 / 5601 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Robazzi, Maria Lúcia do Carmo Cruz
Texto completo
Id: biblio-897441
Autor: Silva, Flávia Mendes da; Robazzi, Maria Lúcia do Carmo Cruz; Mata, Luciana Regina Ferreira da; Sousa, Paulo Henrique Alves de; Silveira, Renata Cristina da Penha.
Título: Qualidade de vida, perfil socioeconômico, demográfico e laboral de coletores de resíduos sólidos / Calidad de vida, perfil socioeconómico, demográfico y laboral de colectores de residuos sólidos / Quality of life, socioeconomic, demographic and labor profile of solid waste collectors
Fonte: Rev. baiana enferm;31(1):e16813, 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo avaliar a qualidade de vida, o perfil socioeconômico, demográfico e laboral de coletores de resíduos sólidos. Método estudo quantitativo, transversal, realizado com 43 coletores de resíduos no período de fevereiro a junho de 2015. Utilizou-se formulário contendo dados socioeconômicos, demográficos, laborais e o questionário WHOQOL-Bref. Resultados todos os entrevistados eram do sexo masculino, com média de idade de 33,6 anos, 37,2% possuíam segundo grau incompleto, tempo médio como coletor 3,83 anos. Quanto às condições de saúde, 55,8% apresentaram dor musculoesquelética após terem se iniciado na função de coletor e 93% informaram estar satisfeitos ou muito satisfeitos com sua saúde. Sobre a qualidade de vida, o domínio de relações pessoais apresentou melhor valoração (81,8) e o meio ambiente a pior (61,1). Conclusão apesar das condições de trabalho adversas e da extensa carga horária, a qualidade de vida geral teve uma boa média (81,7±13,2).

Objetivo evaluar la calidad de vida, el perfil socioeconómico, demográfico y laboral de los colectores de residuos sólidos. Método estudio cuantitativo, transversal, realizado con 43 participantes entre febrero y junio de 2015. Se utilizó un formulario con datos socioeconómicos, demográficos, laborales y el cuestionario WHOQOL-Bref. Resultados todos los encuestados eran hombres, con edad media de 33,6 años. El 37,2% había completado la escuela secundaria, el tiempo medio como colector fue 3,83 años. En cuanto a la salud, el 55,8% tenían dolor musculoesquelético después de haber comenzado la función de colector y el 93% reportó estar satisfechos o muy satisfechos con su salud. Sobre la calidad de vida, el dominio de relaciones personales tuvo una mejor valoración (81.8) y el medio ambiente el peor (61,1). Conclusión a pesar de las condiciones de trabajo adversas y de las largas horas, el ítem calidad de vida tuvo un buen promedio (81,7 ± 13,2).

Objective to evaluate the quality of life and the socioeconomic, demographic and labor profile of solid waste collectors. Method quantitative and transversal study conducted with 43 waste collectors in the period from February to June 2015. A form with socioeconomic, demographic and labor data and the WHOQOL-Bref questionnaire were used. Results all respondents were male, with a mean age of 33.6 years, 37.2% had incomplete high school and a time of 3.83 years on average working as collectors. As for health conditions, 55.8% had experienced musculoskeletal pain after starting to work as collectors and 93% reported being satisfied or very satisfied with their health. On the quality of life, personal relationships domain had better valuation (81.8) and environment, the worst valuation (61.1). Conclusion despite the adverse conditions and long working hours, the overall quality of life had a good average (81.7 ± 13.2).
Descritores: Qualidade de Vida
Coleta de Resíduos Sólidos
Saúde do Trabalhador
-Satisfação Pessoal
Acidentes de Trabalho
Limites: Humanos
Masculino
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  6 / 5601 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1058927
Autor: Missiatto, Leandro Aparecido Fonseca; Feitosa, Fabio Biasotto; Rodríguez, Tomás Daniel Menéndez; Mathis, Maria Alice Simões de.
Título: Prevalência de depressão em servidores do Instituto Nacional de Seguridade Social / Prevalence of depression in servers of the National Institute of Social Security / Prevalencia de depresión en servidores del Instituto Nacional de Seguridad Social
Fonte: SMAD, Rev. eletrônica saúde mental alcool drog;15(3):1-6, jul.-set. 2019. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A depressão é o transtorno mental que mais cresce em incidência no mundo, gerando impacto de diversas ordens nas políticas de saúde coletiva dos países. Este estudo trata de uma pesquisa realizada com 132 servidores públicos do Instituto Nacional de Seguridade Social do estado de Rondônia cujo objetivo foi verificar a prevalência de depressão nessa amostra. Utilizou-se como instrumentos um questionário socioeconômico, elaborado pelos pesquisadores, e o Patient Health Questionnaire-9. Os resultados demonstram que a prevalência de depressão nesse grupo foi maior nos servidores do interior do estado, com alta escolarização e que permanecem estudando. Essas informações podem contribuir com a elaboração de específicas políticas de saúde mental para o contexto dos servidores do INSS/RO.

Depression is the fastest growing mental disorder in the world, and has an impact on the collective health policies of the countries. This study deals with a survey conducted with 132 government employee of the National Institute of Social Security of the State of Rondônia, whose objective was to verify the prevalence of depression in this sample. A socioeconomic questionnaire developed by the researchers and the Patient Health Questionnaire-9 was used as instruments. The results show that the prevalence of depression in this group was higher in the government employee of the interior of the State, with high schooling and who are still studying. This information can contribute to the elaboration of specific mental health policies for the context of the INSS / RO employees.

La depresión es el trastorno mental que más crece en incidencia en el mundo, generando impacto de diversas órdenes en las políticas de salud colectiva de los países. Este estudio trata de una encuesta realizada con 132 funcionarios del Instituto Nacional de Seguridad Social del Estado de Rondônia cuyo objetivo fue verificar la prevalencia de depresión en esta muestra. Se utilizó como instrumentos un cuestionario socioeconómico, elaborado por los investigadores y el Patient Health Questionnaire-9. Los resultados demuestran que la prevalencia de depresión en este grupo fue mayor en los servidores del interior del Estado, con alta escolarización y que permanecen estudiando. Esta información puede contribuir a la elaboración de políticas de salud mental, específicas en el contexto de los servidores de INSS/RO.
Descritores: Previdência Social
Brasil
Saúde Mental
Prevalência
Inquéritos e Questionários
Saúde do Trabalhador
Depressão
Empregados do Governo
Política de Saúde
Doenças Profissionais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  7 / 5601 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1058930
Autor: Mendoza, Alejandra Leija; Aguirre, Alicia Álvarez; Zanetti, Ana Carolina Guidorizzi.
Título: Modelo bioecológico para o autocontrole do consumo de álcool e qualidade de vida no trabalho / Bioecological model for the self-control of alcohol consumption and quality of work life / Modelo bioecológico para el autocontrol del consumo de alcohol y calidad de vida laboral
Fonte: SMAD, Rev. eletrônica saúde mental alcool drog;15(3):1-6, jul.-set. 2019. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: a proposta do estudo foi derivar a "The Ecology of Human Development" para explicar o autocontrole do consumo de álcool e a qualidade da vida profissional a partir da abordagem da enfermagem. MÉTODO: análise e aplicação da metodologia que inclui cinco etapas principais. RESULTADOS: construção do modelo bioecológico para autocontrole do consumo de álcool e qualidade de vida no local de trabalho. CONCLUSÕES: o desenvolvimento do modelo pode favorecer a identificação e geração de campos de ação que sejam úteis na prática dos enfermeiros com base científica para prevenir ou reduzir o consumo de álcool no local de trabalho.

OBJECTIVE: the purpose of the study was to derive "The Ecology of Human Development" to explain the self-control of alcohol consumption and quality of work life from the nursing approach. METHOD: Analysis and application of the methodology which includes five main steps. RESULTS: Bioecological model for self-control of alcohol consumption and quality of life in the workplace. CONCLUSIONS: the development of the model can favor identifying and generating fields of action that are useful in the practice of nurses with a scientific basis to prevent or reduce the consumption of alcohol in the workplace.

OBJETIVO: el propósito del estudio fue derivar "The Ecology of Human Development" para explicar el autocontrol del consumo de alcohol y calidad de vida laboral desde el enfoque de enfermería. MÉTODO: análisis y aplicación de la metodología la cual contempla cinco pasos principales. RESULTADOS: construcción del modelo Bioecológico para el autocontrol del consumo de alcohol y calidad de vida en el área laboral. CONCLUSIONES: el desarrollo del modelo puede favorecer identificar y generar campos de acción que sean útiles en la práctica del enfermero con fundamento científico para prevenir o disminuir el consumo de alcohol en el área laboral.
Descritores: Qualidade de Vida
Consumo de Bebidas Alcoólicas
Fatores de Risco
Saúde do Trabalhador
Local de Trabalho
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  8 / 5601 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Robazzi, Maria Lúcia do Carmo Cruz
Texto completo
Id: biblio-1058932
Autor: Silva, Andressa Fernanda; Robazzi, Maria Lúcia do Carmo Cruz.
Título: Alterações mentais em trabalhadores de unidades de terapia intensiva / Mental changes in intensive therapy unit workers / Cambios en unidades de cuidados intensivos mentales trabajadores
Fonte: SMAD, Rev. eletrônica saúde mental alcool drog;15(3):1-10, jul.-set. 2019. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: investigar as evidências científicas sobre alterações mentais em trabalhadores de Unidades de Terapia Intensiva (UTI). MÉTODO: revisão integrativa cuja busca aconteceu nas bases de dados EMBASE, MEDLINE e SCOPUS e nas bibliotecas virtuais/coleções BVS e SCIENCE DIRECT. De 141 artigos primários identificados, 33 (23,4%) atenderam aos critérios de inclusão e foram publicados em 29 periódicos de várias áreas de conhecimento. RESULTADOS: as alterações mentais identificadas foram: estresse, sofrimento e tensão no trabalho, depressão, astenia, fadiga, sobrecarga mental e Burnout. No trabalho, também acontecem conflitos, violência e maus tratos e os trabalhadores das UTI apresentaram predisposição ao uso de psicotrópicos. CONCLUSÃO: o tema é relevante pois há um rol de alterações mentais dos trabalhadores de UTI que podem levá-los aos absenteísmos.

OBJECTIVE: to investigate the scientific evidences about mental changes in Intensive Care Units (ICU) workers. METHOD: integrative review who research took place in the EMBASE, MEDLINE and SCOPUS data bases and in the virtual libraries / collections BVS and SCIENCE DIRECT. Of 141 identified primary articles, 33 (23.4%) met the inclusion criteria and were published in 29 journals from various are knowledge. RESULTS: the mental changes identified were: stress, suffering and tensional work, depression, asthenia, fatigue, mental overload and Burnout. At work, there are alsoconflicts, violenceand abuse, and ICU workers are predisposed to use psychotropic drugs. CONCLUSION: the them is relevant and the list of mental changes of the ICU workers can lead them to absenteeism.

OBJETIVO: Investigar la evidencia científica sobre los cambios mentales en unidades de cuidados intensivos de trabajadores (UCI). MÉTODO: revisión integradora cuya búsqueda se llevó a cabo en las bases de datos PubMed y MEDLINE, Scopus y bibliotecas virtuales/BVS y la ciencia colecciones DIRECT. 141 artículos primarios identificados, 33 (23,4%) cumplieron los criterios de inclusión y fueron publicados en 29 revistas en diversos campos del conocimiento. RESULTADOS: Los cambios mentales identificados fueron: el estrés, el dolor y la tensión en el trabajo, depresión, astenia, fatiga, sobrecarga mental y agotamiento. En el trabajo, también tienen lugar los conflictos, la violencia y el abuso y los trabajadores de la UCI están predispuestos a la utilización de psicofármacos. CONCLUSION: el tema es relevante y la lista de trastornos mentales de los trabajadores de la UCI se puede conseguir que el absentismo.
Descritores: Equipe de Assistência ao Paciente
Estresse Psicológico
Condições de Trabalho
Riscos Ocupacionais
Saúde do Trabalhador
Fadiga
Esgotamento Psicológico
Unidades de Terapia Intensiva
Transtornos Mentais
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  9 / 5601 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1038006
Autor: Camargo, Tatiana Braga de.
Título: Vivência do cuidado de si do trabalhador de saúde frente o acidente com fluidos biológicos: contribuições da enfermagem / The health worker's self-care experience in relation to the accident with biological fluids: nursing contributions.
Fonte: Curitiba; s.n; 20091201. 161 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Na área da saúde, o trabalhador, em determinadas circunstâncias, tem atuado em condições laborais inadequadas, com sobrecarga de trabalho, recursos humanos insuficientes, o que, muitas vezes, são motivos de acidente com fluidos biológicos. Assim, neste trabalho tem-se por objetivo construir um modelo teórico que explicite como os trabalhadores de saúde cuidam de si após esse tipo de acidente. Utilizouse como marco metodológico a Teoria Fundamentada nos Dados (TFD). Esta pesquisa possui três grupos amostrais com onze sujeitos. O primeiro grupo é composto por quatro trabalhadores de saúde que finalizaram o monitoramento em caso de acidente com fluidos biológicos; o segundo por três trabalhadores que abandonaram o monitoramento e o terceiro possui quatro profissionais da saúde que atendem sses rabalhadores. A coleta de dados aconteceu no período de dezembro de 2008 a agosto de 2009. Utilizou-se como instrumento de coleta de dados a entrevista semi-estruturada. Ao todo foram realizadas treze entrevistas, sendo uma delas para a validação do modelo teórico. Na análise emergiram três temas, a saber "Percebendo a experiência do trabalhador frente ao acidente", "Compreendendo a vivência do cuidado de si do trabalhador" e "Compreendendo a vivência do descuidado de si do trabalhador". Estes são compostos pelas seguintes categorias "Identificando as causas do acidente" e "Experienciando o pós-acidente"; "Percebendo os fatores que colaboram no cuidado de si" e "Vivenciando o cuidado de si" e; "Percebendo os fatores que colaboram no descuidado de si" e "Vivenciando o descuidado de si", respectivamente. Desses temas e categorias emergiram vinte e seis subcategorias e treze componentes. Por meio da sensibilidade teórica do pesquisador e da análise comparativa dos dados observou-se que temas, categorias e subcategorias mantêm interações entre si para explicitar o fenômeno "Vivência do cuidado de si do trabalhador de saúde que sofreu acidente com fluídos biológicos". Por esse motivo determinou-se que a codificação teórica mais adequada é a da família interativa (family interactive), proposta por Glaser, em 1978, pois o fenômeno explicitado não apresenta começo e fim e apresenta relações de efeito, efeito mútuo, reciprocidade, trajetória mútua e interdependência. A partir do modelo teórico, observa-se que este estudo traz contribuições à prática profissional do trabalhador, pois o leva a refletir que cuidar de si no trabalho e frente ao acidente ultrapassa a utilização de normas de biossegurança. É preciso se posicionar, estabelecer boas relações, conhecer a si mesmo e àqueles com quem atua, exigir condições dignas de trabalho e buscar o seu bem-estar e o do outro. Com isto, o trabalhador faz com que o cuidado de si aconteça e,consequentemente, os acidentes de trabalho, mais especificamente os acidentes com material biológico, sejam minimizados em seu ambiente laboral.

In the healthcare area, the workers, in certain circumstances, are subjected to inadequate working conditions, with work overload and insufficient human resource, which are often causes for accidents with biological fluids. The objective was to build a theoretical model that shows how healthcare workers perform self-care after such an accident. The Methodological framework was the Grounded Theory. The study was performed with eleven subjects, divided into three sample groups. The first group consisted of four healthcare workers who had finished the follow-up after an accident with biological fluids; the second consisted of three workers who abandoned the follow-up monitoring and the third with four healthcare professionals who provide care to these workers. Data collection occurred between December 2008, and August 2009. Semi-structured interviews were used for data collection. Three themes emerged in the results, as follows: "perceiving the worker's experience in the event of an accident", "understanding the experience of the workers' self-care" "understanding the experience of the workers' lack of self-care", respectively. Twenty-six subcategories and thirteen components emerged from these categories. With the researcher's theoretical sensitivity and the comparative analysis of the data, it was observed that themes, categories and subcategories interact among themselves to expose the phenomenon "self-care xperiences of workers who had accidents with biological fluids". For this reason, the most appropriate theoretical coding is Glaser's family interactive, proposed in 1978, since the exposed phenomenon has no beginning or end, presenting relations of effect, mutual effect, reciprocity, mutual trajectories and interdependence. Based on the theoretical model, this study is observed to contribute to the workers' practice, as it leads them to realize that performing self-care at work and in the occasion of an accident, they surpass the utilization of biosecurity measures. It is necessary to take a stand, establish good relations, knowing themselves and hose with whom they work, demand decent working conditions and seek their well-being, as well as the well-being of others. As such, the worker promotes self-care, and consequently, occupational accidents at the workplace, especially those involving biological material, will be minimized.
Descritores: Pessoal de Saúde
Acidentes e Eventos Biológicos
Autocuidado
Cuidadores
Saúde do Trabalhador
-Acidentes de Trabalho
Exposição Ocupacional
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico
BR501.1; 613.62, C172


  10 / 5601 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1038008
Autor: Brey, Christiane.
Título: Relação entre absenteísmo, capacidade para o trabalho e doenças crônicas de trabalhadores de saúde de um Hospital Público do Paraná / Relationship between absenteeism, capacity for work and chronic diseases of health workers of a Public Hospital in Paraná.
Fonte: Curitiba; s.n; 20161118. 111 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O adoecimento crônico dos trabalhadores está associado a capacidade reduzida para o trabalho gerando o absenteísmo, o que dificulta a manutenção da saúde e prejudica a qualidade de vida dos trabalhadores. Estudo do tipo transversal, descritivo-analítico, com os seguintes objetivos: analisar a relação entre absenteísmo, doenças crônicas e a capacidade para o trabalho entre trabalhadores de saúde de um hospital público do Paraná; caracterizar o perfil de absenteísmo dos trabalhadores de saúde; descrever a capacidade para o trabalho dos trabalhadores de saúde com doenças crônicas; e identificar o absenteísmo relacionado às doenças crônicas. O cenário do estudo foi uma instituição hospitalar em Curitiba, Paraná. A população constituiu-se de 373 trabalhadores de saúde que tiveram licença médica no ano de 2014. Os dados foram coletados em 2016 por meio de dois questionários: o primeiro, com características sociodemográficas, ocupacionais e estilo de vida; e o segundo, com o Índice de Capacidade para o Trabalho (ICT). Para o preenchimento do ICT, foram selecionados apenas os trabalhadores que responderam ter alguma doença crônica no primeiro questionário. Para a análise dos dados, utilizou-se o software estatístico SPSS 19.0 para a comparação de médias, correlação de Spearmam, ANOVA, regressão linear múltipla e os testes de significância Qui-quadrado e t-Student. Em todas as análises, considerou-se estatisticamente significativo valor-p ? 0,05. Os resultados evidenciaram 2.580 dias de trabalho perdidos em um ano, com prevalência entre mulheres (81,2%), e média de idade de 40,66 anos. Os trabalhadores com doença crônica apresentaram média de 7,9 dias de absenteísmo/ano. O absenteísmo apresentou relação com o turno de trabalho, com a carga horária, com o número de empregos e com a presença de doença crônica. A enxaqueca e o grupo de outras doenças tiveram relação com o absenteísmo, independentemente da quantidade de dias de ausência. Os trabalhadores com doença crônica totalizaram 51% dos pesquisados. Desses, 54,2% apresentaram uma e 45,8% duas ou mais doenças crônicas. As doenças prevalentes foram: 14,7% doenças osteomusculares, 12,9% hipertensão arterial, 11% enxaqueca e 9,9% depressão. Houve relação entre ICT e a média de dias de absenteísmo, além do absenteísmo de poucos dias de ausências (? 9 dias), com a presença de uma doença crônica segundo o sexo. O sexo feminino teve as menores médias de ICT. Não foi possível provar a relação entre ICT e número de doenças crônicas. Destacou-se o percentual de ICT reduzido em 46,8% dos trabalhadores, com diferença significativa entre as médias. Evidenciou-se 38% da variabilidade do absenteísmo relacionado ao ICT e, consecutivamente, ao sexo, idade e setor de trabalho. As idades entre 45 a 54 anos e 55 ou mais e os trabalhadores do setor de apoio técnico, influenciaram no absenteísmo de acordo com o ICT apresentado. Foi possível provar a relação entre absenteísmo, com o ICT e as doenças crônicas na hipertensão arterial. Conclui-se que existe relação entre dias de absenteísmo, a capacidade reduzida para o trabalho e as doenças crônicas. A identificação dessas associações é importante para determinar a suscetibilidade dos trabalhadores, devido ao adoecimento, sua ausência no trabalho e sua incapacidade laboral, para que a criação de estratégias voltadas à vigilância em saúde seja concentrada na individualidade do trabalhador e do ambiente de trabalho.

The chronic illness of workers is associated with reduced work capacity generating absenteeism, is the main factor that influences, negatively, not only the health but also the quality of life of health workers. The present study is both cross-sectional and descriptive-analytical. Its objectives are: to analyze the connection between absenteeism, chronic diseases and work ability among health workers in a public hospital in Paraná; to characterize the profile of absenteeism among health workers; to describe work ability among health workers with chronic diseases; and to identify absenteeism in relation to chronic diseases. The study was conducted in a hospital in Curitiba, in the State of Paraná. The population consisted of 373 health workers who asked for sick leave in the year of 2014. Data were collected in 2016, two questionnaires were used: the first with sociodemographic characteristics, such as occupation and lifestyle; and the second based on the Work Ability Index (WAI). Only those workers who reported having a chronic disease in the first questionnaire responded the WAI. The software SPSS 19.0 was used for the data analysis: comparison of means, Spearmam correlation, ANOVA, multiple linear regression and the significance tests Chi-square and Student's t. As statistically significant, we considered p-value ? 0.05. The results point out that 2580 workdays were lost in a year, with prevalence among women (81.2%), and mean age of 40.66 years. Workers with chronic diseases took 7.9 days off every year. Absenteeism related with the shift, the hours, the number of jobs and the presence of chronic diseases. Migraine and a group called "other diseases" have shown correlation with absenteeism, regardless of the quantity of absent days. Workers with chronic disease amounted to 51% of respondents. Of these, 54.2% had one chronic disease and 45.8% had two or more chronic diseases. The prevalent diseases were: 14.7%, musculoskeletal disorders; 12.9%, hypertension; 11% and 9.9%, migraine and depression, respectively. There was a relationship between WAI and the average days of absenteeism, in addition to low-frequency absenteeism (? 9 days) in the presence of a chronic disease, according to genre. Women presented the lowest mean of WAI. There was no correlation between WAI and the number of chronic diseases. We highlight a WAI low percentage in 46.8% of workers, with a significant difference between the means. It is also relevant to highlight a 38% of variability related to WAI and, consecutively, to sex, age and job sector. Ages between 45-54 and 55 or more, and workers in the technical support industry, influenced absenteeism conforming to WAI. The was relationship between absenteeism, WAI and chronic disease in the hypertension. It is concluded that there is a relation between absenteeism days, reduced work capacity and chronic diseases. The identification of these associations is important to determine the susceptibility of workers their illness, their absence at work and their inability to work. So that creation of strategies for health surveillance, is focused on worker's individuality and work environment.
Descritores: Absenteísmo
Avaliação da Capacidade de Trabalho
Doença Crônica
Pessoal de Saúde
-Saúde do Trabalhador
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico
610.7346; B848



página 1 de 561 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde