Base de dados : LILACS
Pesquisa : N01.400.548 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 20 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 20 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-876092
Autor: Oliveira, Rosalvo de Jesus; Lima, Wilza Carla Mota Brito.
Título: Participação social no Sistema Único de Saúde: o envolvimento da população de Alagoinhas / Social participation in SUS: the involvement of the population from alagoinhas / Participación social en el SUS: la participación de la población Alagoinhas
Fonte: Rev. baiana saúde pública;40 (2016)(4):https://doi.org/10.22278/2318-2660.2016.v40.n4.a1567, dez. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: O presente trabalho é uma reflexão sobre a participação social no Sistema Único de Saúde. O objetivo foi analisar a participação da população de Alagoinhas, Bahia, no Sistema Único de Saúde. Para isso, optou-se por uma pesquisa qualitativa, utilizando roteiros semiestruturados aplicados a seis trabalhadores e oito usuários do referido sistema, nas áreas de abrangência de duas unidades de saúde da família e seis conselheiros municipais. Os dados empíricos revelaram que a população em análise não participa ativamente do Controle Social no Sistema Único de Saúde e que o Conselho Municipal de Saúde é pouco atuante em seu papel deliberativo frente às demandas de saúde do município. Concluiu-se que a participação popular no Sistema Único de Saúde em Alagoinhas, Bahia, não é apoiada pelos Gestores de Saúde na formulação de uma política que a incentive, bem como não há uma articulação que dê suporte aos Conselhos Municipais de Saúde, para que possam desempenhar suas ações de forma significativa.

This work is a reflection about social participation to the Unified Health System. The objective was to analyze the participation of the population from Alagoinhas, Bahia, to the Unified Health System. For this purpose, a qualitative research was selected, using semi-structured questionnaires applied to six workers and eight users of the system mentioned, within the area comprised by two family health unities and six municipal counselors. Empirical data reveal that the population does not take part actively in the Social Control in the Unified Health System and that the Municipal Health Council is little active in its deliberative role towards the health demands of the municipality. In conclusion, popular participation to the Unified Health System in Alagoinhas, Bahia, is not supported by the health managers for the formulation of a policy to stimulate it, as well as there is no articulation which supports Municipal Health Council, in order to significantly develop its actions.

PARTICIPACIÓN SOCIAL EN EL SUS: LA PARTICIPACIÓN DE LA POBLACIÓN ALAGOINHAS
Descritores: Sistema Único de Saúde
Participação Social
Saúde da População
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  2 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1048182
Autor: Alfie, José.
Título: Editorial / Editorial
Fonte: Rev. Hosp. Ital. B. Aires (2004);39(3):75-75, sept. 2019.
Idioma: es.
Descritores: Educação em Saúde/tendências
Promoção da Saúde
-Saúde da População
Hospitais Universitários
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  3 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1047216
Autor: Alfie, José.
Título: Editorial / Editorial
Fonte: Rev. Hosp. Ital. B. Aires (2004);39(2):35-35, jun. 2019.
Idioma: es.
Descritores: Educação em Saúde
Promoção da Saúde
Hospitais Universitários
-Serviços Preventivos de Saúde
Saúde Pública
Saúde da População
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  4 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1023297
Autor: Alfie, José.
Título: Editorial / Editorial
Fonte: Rev. Hosp. Ital. B. Aires (2004);38(1):3-3, mar. 2018.
Idioma: es.
Descritores: Saúde da População
Promoção da Saúde
-Serviços Preventivos de Saúde
Saúde Pública
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  5 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1023007
Autor: Alfie, José.
Título: Editorial / Editorial
Fonte: Rev. Hosp. Ital. B. Aires (2004);38(2):51-51, jun. 2018.
Idioma: es.
Descritores: Saúde Pública
Educação em Saúde
Saúde da População
Hospitais Universitários
-Serviços Preventivos de Saúde
Promoção da Saúde
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  6 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1021537
Autor: Santos Júnior, Claudio José dos; Silva, John Victor dos Santos; Lima, Eden Erick Hilário Tenório de; Bezerra, Waldez Cavalcante.
Título: Coletivo Bee, luta LGBTT e saúde integral: diversidade sexual e de gênero no ambiente universitário / Bee collective, LGBTT fight and integral health: sexual and gender diversity in the university environment / Colectivo Bee, lucha LGBTT y salud integral: diversidad sexual y de género en el medio ambiente universitario
Fonte: RECIIS (Online);13(3):634-646, jul.-set. 2019. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O presente artigo trata-se de um trabalho descritivo sobre o Coletivo Bee, um movimento estudantil pertencente à Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas que surgiu com o objetivo de implantar o movimento LGBTT na Universidade para discutir o preconceito de gênero e de orientação sexual, por meio de ações de empoderamento e de emancipação das minorias LGBTTs. Ao longo de sua trajetória, o Coletivo desenvolveu atividades como reuniões para discussão das temáticas relacionadas ao movimento, organização de eventos, atividades de protestos, cyber ativismo, participação na regulamentação e implantação do uso do nome social, entre outras atividades com finalidade de trazer a reflexão sobre a cidadania e a saúde da população LGBTT. Sua importância esteve concentrada na integração de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais à sociedade e, sobretudo, na busca de assegurar o direito ao acesso integral aos serviços da rede pública de saúde e fortalecer a Política Nacional de Saúde Integral LGBTT na formação universitária.

This article is about a descriptive work about the Bee Collective, a student movement belonging to the State University of Health Sciences of Alagoas, which came up with the objective of implanting the LGBTT movement in the University to discuss gender bias and sexual orientation, through actions of empowerment and emancipation of LGBTT minorities. Throughout its history, the Collective has developed activities such as meetings to discuss issues related to the movement, organization of events, protest activities, cyber activism, participation in regulation and implementation of the social name, among other activities to bring the reflection on the citizenship and health of the LGBTT population. Its importance was focused on the integration of lesbians, gays, bisexuals, transvestites and transsexuals into society and, above all, in the quest to ensure the right to full access to public health services and to strengthen the National LGBTT Comprehensive Health Policy in university education.

Este artículo trata sobre un trabajo descriptivo sobre Bee Collective, un movimiento estudiantil perteneciente a la Universidad Estatal de Ciencias de la Salud de Alagoas, que tuvo el objetivo de implantar el movimiento LGBTT en la universidad para discutir el sesgo de género y la orientación sexual, a través de acciones de empoderamiento y emancipación de las minorías LGBTT. A lo largo de su historia, el Colectivo ha desarrollado actividades como reuniones para discutir temas relacionados con el movimiento, organización de eventos, actividades de protesta, ciberactivismo, participación en la regulación y la implementación del nombre social, entre otras actividades para llevar la reflexión sobre la ciudadanía y salud de la población LGBTT. Su importancia se centró en la integración de lesbianas, gays, bisexuales, travestis y transexuales en la sociedad y, sobre todo, en la búsqueda de garantizar el derecho al pleno acceso a los servicios de salud pública y de fortalecer la Política nacional de salud integral LGBTT en la educación universitaria.
Descritores: Política Pública
Equidade em Saúde
Minorias Sexuais e de Gênero
Ativismo Político
Política de Saúde
-Universidades
Participação da Comunidade
Sexualidade
Estudantes de Saúde Pública
Saúde da População
Direitos das Minorias
FREE RADICALSABDOMINAL INJURIES
Promoção da Saúde
Saúde Holística
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  7 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1022728
Autor: Alfie, José.
Título: Editorial / Editorial
Fonte: Rev. Hosp. Ital. B. Aires (2004);38(3):91-91, sept. 2018.
Idioma: es.
Descritores: Educação em Saúde
Saúde da População
Hospitais Universitários
-Serviços Preventivos de Saúde
Saúde Pública
Promoção da Saúde
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  8 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1022561
Autor: Alfie, José.
Título: Ediorial / Editorial
Fonte: Rev. Hosp. Ital. B. Aires (2004);38(4):131-131, dic. 2018.
Idioma: es.
Descritores: Saúde Pública
Saúde da População
Hospitais Universitários
-Serviços Preventivos de Saúde
Educação em Saúde
Promoção da Saúde
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  9 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1021441
Autor: Alfie, José.
Título: Editorial / Editorial
Fonte: Rev. Hosp. Ital. B. Aires (2004);39(1):3-3, mar. 2019.
Idioma: es.
Descritores: Saúde da População
Promoção da Saúde
-Serviços Preventivos de Saúde
Saúde Pública
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  10 / 20 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Ribeiro, Jorge Pinto
Texto completo
Id: biblio-1012341
Autor: Almeida, Antonio Eduardo Monteiro de; Santander, Igor Rafael Miranda Ferreira; Campos, Maria Izabel Macedo; Arévalo, Jorge René Garcia; Nascimento, João Agnaldo do; Ritt, Luiz Eduardo Fonteles; Belli, Karlyse Claudino; Ribeiro, Jorge Pinto; Stein, Ricardo.
Título: Classification System for Cardiorespiratory Fitness Based on a Sample of the Brazilian Population
Fonte: Int. j. cardiovasc. sci. (Impr.);32(4):343-354, July-Aug. 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: Peak oxygen consumption (VO2peak) is an important prognostic marker and its classification helps the cardiologist in the therapeutic decision-making process. The most commonly used cardiorespiratory fitness (CRF) classification has not been validated for the Brazilian population. Objective: To elaborate a CRF classification using a Brazilian sample and to compare it with the American Heart Association (AHA), Cooper and UNIFESP classifications. Methods: A total of 6,568 healthy subjects were analyzed through cardiopulmonary exercise testing (CPET). They were distributed by sex and the following age groups (years): 7-12, 13-19, 20-79 (per decades) and > 80 years. After measurement of the VO2peak, participants were distributed into quintiles of CRF in very poor, poor, moderate, high and very high (AEMA Table). The CRF classifications by AEMA, AHA, Cooper, and UNIFESP were compared using the Wilcoxon, Kappa and concordance percentages. Results: VO2peak presented an inverse and moderate correlation with age considering both sexes (R = -0.488, p < 0.001). All paired comparisons between CRF classification systems showed differences (p < 0.001) and disagreement percentage - AEMA versus AHA (k = 0.291, 56.7%), AEMA versus Cooper (k = 0.220, 62.4%) and AEMA versus UNIFESP (k = 0.201, 63.9 %). Conclusion: The AEMA table showed important discrepancies in the classification of CRF when compared to other tables widely used in our setting. Because it was obtained from a large sample of the Brazilian population, the AEMA table should be preferred over other classification systems in our population
Descritores: Brasil
Amostragem
Aptidão Cardiorrespiratória
-Consumo de Oxigênio
Ecocardiografia/métodos
Doenças Cardiovasculares/mortalidade
Exercício
Fatores Sexuais
Análise Estatística
Fatores Etários
Eletrocardiografia/métodos
Teste de Esforço/métodos
Saúde da População
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde