Base de dados : LILACS
Pesquisa : N01.600.725 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2179 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 218 ir para página                         

  1 / 2179 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055829
Autor: Silva, Jaqueline Aragoni da; Silva, Kelly Samara da; Silva, Mônica Costa; Silveira, Pablo Magno da; Duca, Giovâni Firpo Del; Benedet, Jucemar; Nahas, Markus Vinicius.
Título: Consumo de frutas e verduras por adolescentes catarinenses ao longo de uma década / Fruit and vegetable consumption over a decade among adolescents in the State of Santa Catarina, Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(2):613-621, Feb. 2020. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Compreender mudanças no consumo de frutas e verduras por adolescentes é importante para criação de ações de saúde pública. O objetivo deste artigo é investigar mudanças, em dez anos, no consumo diário de frutas e verduras por adolescentes, de acordo com sexo, idade e área de moradia. Estudo de painel (análise secundária) da pesquisa "Estilo de vida e comportamentos de risco de jovens catarinenses". Adolescentes (15-19 anos) de escolas estaduais, em 2001 (n = 5.028) e 2011 (n = 6.529), responderam questionário sobre consumo de frutas e verduras e aspectos sociodemográficos. Estatística descritiva e regressão logística (2001 vs 2011), estratificada para sexo, idade e área de moradia. Houve diminuição no consumo diário de frutas (39,1% e 16,6%) e de verduras (40,1% e 20,6%). Diferentes prevalências são observadas de acordo com subgrupos, principalmente entre moças. A chance para consumo diário de verduras entre rapazes e adolescentes de área rural continuou a mesma. A diminuição na prevalência do consumo diário de frutas e verduras por adolescentes catarinenses de 15 a 19 anos aponta necessidade de criação de estratégias para reversão deste cenário.

Abstract Understanding the changes in the trends of fruit and vegetable consumption among adolescents is important in order to implement public health actions. The scope of this article is to investigate the changes over a ten-year period in the daily fruit and vegetable consumption among adolescents from Santa Catarina, according to sex, age and housing area. It is a secondary analysis of a panel survey entitled "Lifestyle and Risk Behavior of Adolescents in the State of Santa Catarina, Brazil (ComPAC)." Adolescents (15-19 years of age) of state schools in 2001 (n=5.028) and 2011 (n=6.529) answered a questionnaire about fruit and vegetable consumption as well as about sociodemographic aspects. Descriptive statistics and logistic regression were applied, according to sex, age and housing area. There was a decrease in daily fruit (39.1% and 16.6%) and vegetable (40.1% and 20.6%) consumption. Different prevalence levels were observed when analyzing subgroups, mainly among girls. From 2001 to 2011, daily vegetable consumption among boys and adolescents in rural areas remained the same. The decrease in daily consumption of fruit and vegetables among adolescents aged 15 to 19 in Santa Catarina highlights the need for the development of strategies to reverse this scenario.
Descritores: Verduras
Comportamento do Adolescente
Comportamento Alimentar
Frutas
-População Rural/estatística & dados numéricos
População Urbana/estatística & dados numéricos
Brasil
Fatores Sexuais
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Dieta/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 2179 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1147797
Autor: Fabro, Matheus; Arruda Ramos, Fernando; Israel, Ana Paula; Alves de Souza, Patrícia.
Título: Identificação das plantas medicinais utilizadas pelos moradores da região da Serra Catarinense / Identification of medicinal plans used by residentes of the Serra Catarinense region
Fonte: Res., Soc. Dev;9(7):1-10, 2020. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: identificar o uso das plantas medicinais para o tratamento e prevenção de doenças utilizadas pelos moradores da região da AMURES (Associação dos Municípios da Região Serrana). Metodologia: foi realizada uma pesquisa qualitativa e quantitativa do tipo exploratório descritiva, no local de atendimento do Consórcio da Saúde da AMURES em Lages, SC, totalizando cem entrevistas no total. Resultados: Foi analisado que 67% dos entrevistados eram do sexo feminino e 33% do sexo masculino. As plantas medicinais foram citadas como forma de utilização devido a tradição da família por 43,6% dos entrevistados. Houveram 200 citações sobre quem lhes ensinou a pratica, sendo que 32% citaram que quem lhes ensinou a prática foram seus avós. Os entrevistados 75% afirmaram que ensinaram suas práticas de utilização de plantas medicinais para seus filhos. As plantas medicinais mais utilizadas pelos entrevistados foram: marcela 11,41%, cidreira 10,51%, hortelã 9,61%, losna 4,8%, alcachofra 4,5%, camomila 3,6%, sendo que 55,56% foram outras plantas. Dos entrevistados 94 pessoas citaram que utilizam as plantas medicinais em formato de chá, 5 utilizam aplicando na pele e 1 citou que utiliza aplicando em couro cabeludo. Conclusão: Com isso, observou-se que a utilização das plantas medicinais é ainda presente pelos moradores da Região da AMURES.
Descritores: Plantas Medicinais
População Rural
-Brasil
Inquéritos e Questionários
Medicina Tradicional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 2179 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1089479
Autor: Cesar, Josiane Tiborski; Taconeli, Cesar Augusto; Osório, Mônica Maria; Schmidt, Suely Teresinha.
Título: Adesão à alimentação escolar e fatores associados em adolescentes de escolas públicas na região Sul do Brasil / Adherence to school food and associated factors among adolescents in public schools in the Southern region of Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(3):977-988, mar. 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Objetivou-se analisar o índice de adesão à alimentação escolar e os fatores associados entre adolescentes matriculados em escolas públicas estaduais do município da Lapa, Paraná, sul do Brasil. De caráter transversal e analítico, incluiu 492 adolescentes de 10 a 19 anos de cinco escolas urbanas e cinco rurais do município. Foi aplicado um questionário sobre o consumo da alimentação escolar e de alimentos competitivos (aqueles comprados ou trazidos de casa) e realizada a avaliação antropométrica nos adolescentes. Os seus pais/responsáveis responderam um questionário demográfico e socioeconômico. Foi utilizado modelo de regressão de "odds" proporcionais ajustado para verificar as associações. O índice de adesão efetiva à alimentação escolar foi de 30,1% nas escolas rurais e de 23,7% nas urbanas. Não gostar das preparações servidas foi o principal motivo apontado para a não adesão. Observou-se menor adesão entre os adolescentes que possuíam maior renda familiar per capita e entre os que consumiam alimentos competitivos de 4 a 5x/semana. A adesão foi maior entre aqueles que consideravam a alimentação escolar saudável. Diante do baixo índice de adesão à alimentação escolar, a universalidade do atendimento não está sendo atingida. Os fatores apontados podem auxiliar em melhoras na execução do programa.

Abstract The scope of this study was to analyze adherence to school food and associated factors among adolescents from public state schools in the municipality of Lapa, Paraná, in the Southern region of Brazil. The study uses a cross-sectional and analytical design and includes 492 male and female adolescents aged 10 to 19 years from five urban and five rural schools in the municipality. The students underwent anthropometric assessment and answered a questionnaire about school food and alternative food intakes (purchased or home-cooked). Their parents/guardians answered a questionnaire about their demographic and socioeconomic characteristics. An adjusted proportional odds regression model investigated the associations. The effective adherence to school food was 30.1% in rural schools and 23.7% in urban schools. Dislike of the food preparation was the main reason for non-adherence. The results showed lesser adherence among adolescents with higher per capita family income who consumed alternative food products four to five times per week. Adolescents who considered school food healthy showed higher adherence. Low adherence to school food indicates the inadequate universality of the program. The factors revealed may help to improve program planning and execution.
Descritores: Instituições Acadêmicas
Preferências Alimentares
Serviços de Alimentação
-População Rural
População Urbana
Logradouros Públicos
Brasil
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 2179 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Vasconcellos, Luiz Carlos Fadel de
Texto completo
Id: biblio-1089534
Autor: Miranda, Sérgio Vinícius Cardoso de; Duraes, Pamela Scarlatt; Vasconcellos, Luiz Carlos Fadel de.
Título: A visão do homem trabalhador rural norte-mineiro sobre o cuidado em saúde no contexto da atenção primária à saúde / The vision of the rural male worker from north Minas Gerais on health care in the context of primary health care
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(4):1519-1528, abr. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo objetivou compreender as percepções de homens trabalhadores rurais, residentes em um território do norte de Minas Gerais, Brasil, frente às práticas de cuidado desenvolvidas durante o seu processo produtivo. Trata-se de pesquisa qualitativa, com aplicação da técnica de observação de campo, registros em um diário e realização de entrevistas individuais. Para a análise dos dados foi utilizado o método da hermenêutica-dialética, possibilitando a construção de três categorias temáticas. Os homens pesquisados possuem uma visão baseada no modelo assistencial curativo e na grande dependência pelo médico. Alguns relacionaram práticas de cuidado em saúde com hábitos e estilo de vida saudável, como a alimentação; hidratação e não consumir álcool e/ou tabaco. Importante destacar que a maioria dos homens considerou o trabalho como uma ferramenta para cuidar da saúde, tendo relação direta com a prevenção dos riscos ocupacionais. Nessa conjuntura, os profissionais da atenção primária à saúde devem incentivar o distanciamento desse modelo dito biomédico, prescritivo e não preventivo que ainda predomina na visão da população brasileira e principalmente na cultura masculina e nos territórios rurais, buscando um olhar integral para a promoção e manutenção da saúde.

Abstract This paper aimed to understand the perceptions of rural male workers, residents in a northern territory of Minas Gerais, Brazil, regarding care practices developed during their production process. This is a qualitative research, with the application of the field observation technique, with records on a diary and accomplishment of individual interviews. Data analysis used the hermeneutic-dialectic method, allowing for the construction of three thematic categories. The men surveyed have a vision based on curative care model and on great dependence on the physician. Some related healthcare practices with habits and healthy life style, such as nutrition; hydration and non-consumption of alcohol and/or tobacco. It is important to highlight that most of the men considered the job as a tool for health care, having a direct relationship with the prevention of occupational risks. In this context, the primary healthcare professionals should encourage the distancing from the biomedical, prescriptive and non-preventive model that still predominates in the vision of the Brazilian population and mainly in the male culture and in rural areas, seeking an integral look for health promotion and maintenance.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
População Rural
Atitude Frente a Saúde
Assistência à Saúde
Fazendeiros/psicologia
-Trabalho
Brasil
Saúde da População Rural
Pesquisa Qualitativa
Comportamento Alimentar
Masculinidade
Política de Saúde
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 2179 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-910632
Autor: Alvim, Rafael de Oliveira; Dias, Fernando Augusto Lavezzo; Oliveira, Camila Maciel de; Horimoto, Andréa Roseli Vançan Russo; Ulbrich, Anderson Zampier; Krieger, José Eduardo; Pereira, Alexandre da Costa.
Título: Prevalência de doença arterial periférica e fatores de risco associado em uma população rural brasileira: estudo Corações de Baependi / Prevalence of peripheral artery disease and associated risk factors in a brazilian rural population: the Baependi heart study
Fonte: Int. j. cardiovasc. sci. (Impr.);31(4):405-413, jul.-ago. 2018. tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: A identificação da doença arterial periférica (DAP) pode atenuar a progressão e suas complicações adicionais, uma vez que a DAP é um fator de risco para mortalidade geral e cardiovascular. Avaliar a prevalência de DAP na população do Estudo Corações de Baependi e investigar fatores de risco associados em diferentes grupos etários. Foram selecionados 1.627 indivíduos (ambos os sexos e idade entre 18 e 102 anos) residentes no município de Baependi (Minas Gerais, Brasil). Os parâmetros antropométricos e bioquímicos foram avaliados por meio de protocolos padrões. O nível de atividade física foi determinado pelo Questionário Internacional de Atividade Física - Versão Curta (IPAQ-SF). A triagem da DAP foi realizada pelo índice tornozelo-braço (ITB). O nível de significância estatística adotado nas análises foi de 5%. Na população total, a prevalência de DAP foi de 1,05% e atingiu 5,2% após os 70 anos de idade. A frequência e intensidade do tabagismo foram maiores nos indivíduos com DAP. Uma história prévia de infarto do miocárdio e maior prevalência de hipertensão, diabetes, obesidade e sedentarismo também estiveram associados à DAP. Além disso, a DAP foi mais frequente em negros que em brancos. Após análise multivariada, a idade, diabetes, tabagismo e inatividade física permaneceram independentemente associados à DAP. A prevalência de DAP foi baixa e claramente aumentou com a idade em nossa amostra de uma população rural brasileira. Além disso, os principais fatores de risco para DAP foram tabagismo, sedentarismo, diabetes e idade

The identification of peripheral artery disease (PAD) can help prevent further progression of the disease and additional complications, considering that this condition is a risk factor for all-cause mortality and cardiovascular death. To assess the prevalence of PAD in the Baependi Heart Study and investigate associated risk factors in different age groups. A total of 1,627 individuals (of both genders and aged 18 - 102 years) residing in the municipality of Baependi (Minas Gerais, Brazil) were selected for this study. Anthropometric and biochemical parameters were evaluated by standard techniques. Physical activity level was determined by the International Physical Activity Questionnaire - Short Form (IPAQ-SF). The screening of PAD was performed by determination of the ankle-brachial index (ABI). The level of statistical significance was set at 5%. In the overall sample, the prevalence of PAD was 1.05%, and reached 5.2% after the age of 70 years. The frequency and intensity of smoking were higher in individuals with PAD. A prior history of myocardial infarction and a higher prevalence of hypertension, diabetes, obesity, and sedentary lifestyle were also associated with PAD. In addition, PAD was more frequent in blacks than whites. In multivariable analysis, age, diabetes, smoking, and physical inactivity remained independently associated with PAD. The prevalence of PAD was low and increased clearly with age in our sample from a Brazilian rural population. Furthermore, the main risk factors for PAD in the investigated sample were smoking, sedentary lifestyle, diabetes mellitus, and age
Descritores: População Rural
Prevalência
Fatores de Risco
Doença Arterial Periférica/complicações
Doença Arterial Periférica/diagnóstico
-Tabagismo/complicações
Doenças Cardiovasculares/mortalidade
Estudos Epidemiológicos
Índice de Massa Corporal
Antropometria/métodos
Análise Estatística
Inquéritos e Questionários
Estudos de Coortes
Diabetes Mellitus/diagnóstico
Índice Tornozelo-Braço
Comportamento Sedentário
Pressão Arterial
Hipertensão
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  6 / 2179 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-797837
Autor: Maciazeki-Gomes, Rita de Cássia; Nogueira, Conceição; Vázquez, Claudia Lazcano; Toneli, Maria Juracy.
Título: Participação política e subjetividade - Narrativas de vida de trabalhadoras rurais do sul do Brasil / Politic participation and subjectivity - Narratives of life of rural worker women from southern Brazil / Participación política y subjetividad - Narraciones de vida de trabajadoras rurales del sur de Brazil
Fonte: Psico (Porto Alegre);47(2):148-158, 2016.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo aborda a intersecção entre participação política e subjetividade a partir análise das narrativas de vida de mulheres trabalhadoras rurais. Trata-se de um estudo qualitativo, de cunho exploratório, que envolveu sete mulheres que ocupam posições de liderança no movimento social do campo, na região sul do Brasil. Para produção dos dados utilizou-se de instrumentos variados como observação, registro em diário de campo, conversas informais e entrevista. As análises temáticas identificaram a participação política como dispositivo de subjetivação ao produzir elos entre público e o privado, ao pautar o privado como político, ao estruturar um discurso coletivo e ao abrir espaços para reinvenção dos modos de vida.

This study addresses the intersection between political participation and subjectivity from the analysis of the narratives of life of rural worker women. This is a qualitative study of nature exploratory, involving seven women in leadership positions in the social movement of the field, in southern Brazil. For production data was used for various instruments such as observation, field diary, informal conversations and interviews. The thematic analysis identified the political participation as a subjectivation device by producing links between public and private, at considering private as political, to structure a collective discourse and to open spaces to reinvention of ways of living.

El estudio aborda la relación entre participación política y subjetividad a partir del análisis de narraciones de vida de mujeres trabajadoras rurales. Se trata de un estudio cualitativo, exploratorio, que envuelve siete mujeres que ocupan posiciones de liderazgo en el movimiento social del campo en la región sur de Brasil. Para la producción de los datos se han utilizado instrumentos como observación, registro de diario de campo, conversaciones informales y entrevistas. Los análisis temáticos han identificado la participación política como dispositivo de subjetivación al producir nexos entre lo público y lo privado, pautar lo privado como político, estructurar un discurso colectivo y abrir espacios para la reinvención de los modos de vida.
Descritores: População Rural
Mulheres Trabalhadoras
Trabalhadores Rurais
-Política
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR1323.1 - Biblioteca Central Irmão José Otão


  7 / 2179 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-955499
Autor: Borges, Lucivanda Cavalcante; Vasconcelos, Dalila Castelliano de; Salomão, Nádia Maria Ribeiro.
Título: Educação infantil em contexto não urbano: um estudo com educadoras / Daycare center in the non-urban context: an approach with educators / Guardería en contexto no urbano: un estudio con educadores
Fonte: Psico (Porto Alegre);47(3):238-247, 2016.
Idioma: pt.
Resumo: A creche assume um papel cada vez mais relevante na dinâmica familiar e no desenvolvimento infantil. Estes serviços de atendimento à infância, como construções sociais e culturais, são também desenvolvidos a partir de concepções que cada sociedade constrói para as crianças. Neste artigo, buscou-se investigar as concepções de educadoras sobre o papel das creches não urbanas no desenvolvimento infantil. Participaram 21 educadoras de creches não urbanas do interior de Pernambuco. A partir da utilização de uma entrevista semiestruturada, os resultados mostraram que a creche tem como função suprir as necessidades básicas das crianças e estimular seu desenvolvimento. Em relação ao papel do educador, as participantes ressaltaram o estímulo ao desenvolvimento, oferecer afeto e disciplina à criança. Esses resultados apontam para a importância da formação dos educadores e valorização de seu papel profissional, considerando as características do contexto sociocultural não urbano.

Daycare centers play an increasingly relevant part where family dynamics and infant development are concerned. These childhood-assistance services, as social and cultural constructions, are also developed as from conceptions built up by each society for infants. In this research, we investigated the educators' conceptions about non-urban daycare centers in relation to infant development. As many as 21 educators, all of whom from non-urban daycare centers in the countryside of the state of Pernambuco, took part in the study. Out of a semi-structured interview, results indicated that meeting the basic needs of a child and stimulating their development turns out as the target to be achieved by daycare centers. As for the educator's part, the participants highlighted stimulus to development, affection, and discipline as sought-after issues. These outcomes point to the importance of the educators' formation and a higher recognition of their professional role, as conceived non urban context characteristics.

La guardería tiene un papel cada vez más importante en la dinámica familiar y en el desarrollo infantil. Estos servicios de atención a la infancia, como construcciones sociales y culturales, se desarrollan a partir de las concepciones que cada sociedad construye para los niños. En este artículo, hemos tratado de investigar las concepciones de las maestras sobre el papel de las guarderías no urbanas en el desarrollo infantil. Participaron 21 maestras de las guarderías no urbanas del interior de Pernambuco. Con una entrevista semiestructurada, los resultados mostraron que la función de guardería es para satisfacer las necesidades básicas de los niños y fomentar su desarrollo. En cuanto al papel del educador, las participantes destacaron el fomento del desarrollo, ofrecer cariño y disciplina a los niños. Estos resultados apuntan a la importancia de la formación de educadores y la valoración de su rol profesional, entendidos desde el contexto sociocultural no urbano.
Descritores: População Rural
Educação Infantil
Docentes
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR1323.1 - Biblioteca Central Irmão José Otão


  8 / 2179 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1146834
Autor: Panelli, Bruna Lula; Barros, Mariana Boulitreau Siqueira Campos; do Ó, Débora Morgana Soares Oliveira; Monteiro, Estela Maria Leite Meirelles.
Título: "Promotores da saúde" em um assentamento rural: letramento em saúde como intervenção comunitária = / "Health promoters" in a rural settlement: health literacy as community intervention
Fonte: Textos contextos (Porto Alegre);19(1):29470, 30 out. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: O estudo objetivou analisar o conhecimento e as percepções de agricultores em um assentamento rural pernambucano sobre cuidados básicos de bem viver na perspectiva da promoção da saúde, após uma intervenção co-munitária de letramento em saúde. Trata-se de um estudo quasi experimental, longitudinal, com abordagem quanti-qualitativa. Foi realizado um levantamento do conhecimento com um pré e pós-teste, através da estatística descritiva e medidas de hipótese. As percepções foram levantadas a partir do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). Observou-se associação estatística significante, p-valor de 0,041e 0,039, nas questões referentes a Infecções Sexualmente Transmissíveis e Saúde mental respectivamente, realizadas pelas técnicas de metodologia ativa de ensino. A partir das análises dos discursos foi possível observar o engajamento dos "promotores da saúde" na mediação social da vulnerabilidade pelo reco-nhecimento das intervenções e práticas educacionais, para o fortalecimento de suas vozes nas tomadas de decisões, e mudanças de comportamentos. A inter-venção comunitária desenvolveu percepções empoderadoras a nível individual e coletivo, assim como no reconhecimento das potencialidades da comunidade

The study aimed to analyze the knowledge and perceptions of farmers in a rural settlement in Pernambuco about basic care for good living from the pers-pective of health promotion, after a community health literacy intervention. This is a quasi experimental and longitudinal study, with a quantitative and qualitative approach. A knowledge survey was carried out with a pre and post-test, through descriptive statistics and hypothesis measures. The perceptions were raised from the Collective Subject Discourse (CSD). There was a statistically significant asso-ciation, p-value of 0.041 and 0.039, in questions concerning Sexually Transmitted Infections and Mental Health, respectively, performed by the techniques of active teaching methodology. From the analysis of the speeches, it was possible to ob-serve the engagement of "health promoters" in the social mediation of vulnerability through the recognition of educational interventions and practices, to strengthen their voices in decision-making, and changes in behavior. Community intervention has developed empowering perceptions at the individual and collective level, as well as in the recognition of the potential of the community
Descritores: Saúde da População Rural
Educação em Saúde
Promoção da Saúde
-População Rural
Organização Social
Responsável: BR1323.1 - Biblioteca Central Irmão José Otão


  9 / 2179 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1146829
Autor: Nunes, Cíntia Florence; Scherer, Giovane Antonio.
Título: Sementes lançadas em terras distantes: a garantia do direito à assistência social para a população rural / Seeds thrown in distant lands: guaranteeing the right to social assistance for the rural population
Fonte: Textos contextos (Porto Alegre);19(1):35333, 30 out. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: O artigo aborda a (in)visibilidade do rural na garantia do direito à assistência social, por meio de uma investigação orientada pelo Materialismo Histórico Dialético, que analisou a Constituição Federal de 1988, a Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS), de 1993, a Política Nacional de Assistência Social (PNAS) e as Normas de Operação Básica da Assistência Social (NOB-SUAS), aprovadas respectivamente em 2004 e 2012, e entrevistou profissionais e usuários do Sistema Único de Assistência Social. O presente estudo revela que o direito à assistência social para a população rural vem se constituindo de modo insuficiente, uma vez que a precarização da política de assistência social, sob a égide do neoliberalismo, se intensifica no rural, além da (in)visibilidade do rural, enquanto um fenômeno pluridimensional, uma vez que a classe trabalhadora que vive no rural encontra-se nessa relação contínua entre invisibilidade e visibilidade, em processos dialeticamente simultâneos

The article addresses the (in) visibility of the rural in guaranteeing the right to social assistance, through an investigation guided by Dialectical Historical Materialism, which analyzed the Federal Constitution of 1988, the Organic Law of Social Assistance (LOAS), of 1993, the National Social Assistance Policy (PNAS) and the Basic Social Assistance Operation Standards (NOB-SUAS), approved respectively in 2004 and 2012, and interviewed professionals and users of the Unified Social Assistance System. The present study reveals that the right to social assistance for the rural population has been insufficiently constituted, since the precariousness of the social assistance policy, under the aegis of neoliberalism, intensifies in the rural area, besides the (in) visibility of the rural population. rural, as a multidimensional phenomenon, since the working class that lives in rural are in this continuous relation between invisibility and visibility, in dialectically simultaneous processes
Descritores: Política Pública
População Rural
Serviço Social
Saúde da População Rural
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1323.1 - Biblioteca Central Irmão José Otão


  10 / 2179 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1099150
Autor: Luna-Abanto, Jorge; Gil-Olivares, Fradis; Deza Mendoza, Álvaro.
Título: Conocimientos, actitudes y prácticas sobre la prueba de citología cervical en una población rural peruana / Knowledge, attitudes and practices on cervical cytology in a Peruvian rural population
Fonte: Rev. habanera cienc. méd;19(1):112-124, ene.-feb. 2020. tab.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: La citología cervical constituye la principal herramienta para la detección y tratamiento del cáncer de cérvix. Algunos estudios llevados a cabo en población urbana han relacionado la realización y adherencia con los conocimientos, las actitudes y las prácticas favorables de las mujeres con respecto a esta prueba. Objetivo: evaluar los conocimientos, actitudes y prácticas con respecto a la citología cervical en mujeres pertenecientes a un grupo poblacional del ámbito rural. Material y Métodos: estudio de corte transversal-analítico en una población de aproximadamente 3148 mujeres en edad fértil, de ellas se obtuvo una muestra representativa. Se utilizó una encuesta anónima, validada, dirigida, y aplicada por personal de salud capacitado que labora en centros de salud del primer nivel de atención de los distritos de la provincia de Bolívar, La Libertad. Resultados: El 80 por ciento de las mujeres encuestadas tuvo un nivel de conocimiento alto e intermedio, el 70 por ciento una actitud favorable, mientras que el 44 por ciento reportó prácticas correctas en relación con la prueba de citología cervical. El nivel de conocimiento alto e intermedio estuvo asociado a la edad mayor de 30 años (p:0.02), estado civil casada (p:0.05), el mayor grado de instrucción (p:0.00) y el uso de métodos anticonceptivos (p:0.01); no se encontró relación con la edad de inicio de relaciones sexuales (p:0.98). Conclusiones: Existe un alto nivel de conocimientos, actitudes y prácticas correctas hacia la citología cervical en la población rural de la provincia de Bolívar, pero una baja adherencia hacia la misma(AU)

Introduction: Cervical cytology is the main tool for the detection and treatment of cervical cancer. Some studies carried out in the urban population have associated the realization and adherence with knowledge, attitudes and favorable practices of women with respect to this test. Objective: The aim of this study was to determine the level of knowledge, attitudes and practices towards cervical cytology in women of childbearing age in a rural Peruvian province. Material and Methods: A cross-sectional analytical study was conducted in a population of approximately 3148 women of childbearing age, a representative sample was obtained. An anonymous, validated, directed survey was used; it was applied by trained health personnel working in health centers of the primary care level in the districts of the province of Bolívar, La Libertad. Results: A total of 400 surveys were carried out. The results showed that 80 percent of the women surveyed had high and intermediate levels of knowledge, 70 percent had a favorable attitude, while 44 percent reported correct practices related to the cervical cytology test. The high and intermediate levels of knowledge were associated with age over 30 years (p: 0.02), married marital status (p: 0.05), the highest level of instruction (p: 0.00) and the use of contraceptive methods (p: 0.01); no relationship was found with the age of onset of sexual intercourse (p: 0.98). Conclusions: There is a high level of knowledge, attitudes and correct practices towards cervical cytology in the rural population of the province of Bolívar, but a low adherence to it(AU)
Descritores: Colo do Útero/citologia
Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde/etnologia
Saúde da População Rural/educação
-Peru
População Rural
Estudos Transversais
Saúde da Mulher
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional



página 1 de 218 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde