Base de dados : LILACS
Pesquisa : N02.278.421.556.110 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 69 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 7 ir para página                  

  1 / 69 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1013460
Autor: Neirotti, Rodolfo A.
Título: Making progress in perfusion practices
Fonte: Rev. bras. cir. cardiovasc = Braz. j. cardiovasc. surg. (impr.);34(3):380-380, Jun. 2019.
Idioma: en.
Descritores: Perfusão/normas
Padrões de Prática Médica/normas
-Perfusão/tendências
Padrões de Prática Médica/tendências
Institutos de Cardiologia/organização & administração
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 69 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1178313
Autor: Guerrer, Gabriela Favaro Faria.
Título: Auditoria de contas em um hospital de ensino especializado em cardiologia e pneumologia: um estudo de caso / Audit of Accounts in a Specialized Cardiology and Pneumology Teaching Hospital: a case study.
Fonte: São Paulo; s.n; 2012. 82 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: As instituições hospitalares que prestam serviços às operadoras de planos de saúde investem na auditoria de contas visando à adequada remuneração do atendimento prestado. No momento da pré-análise das contas a equipe de auditoria realiza correções para fundamentar a cobrança dos procedimentos, evitar glosas e perdas de faturamento. Nesta perspectiva esta pesquisa objetivou verificar os itens componentes das contas dos pacientes internados, conferidos por enfermeiras, que mais receberam ajustes no momento da pré-análise; identificar o impacto dos ajustes no faturamento das contas analisadas pela equipe de auditoria (médicos e enfermeiras) do hospital após a pré-analise; calcular o faturamento que esta equipe consegue ajustar nas contas e identificar as glosas relacionadas aos itens por ela conferidos. Tratou-se de uma pesquisa exploratória, descritiva, retrospectiva, de abordagem quantitativa na modalidade de estudo de caso, desenvolvida no Instituto do Coração (InCor) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Foram estudadas 2.613 contas pré-analisadas pela equipe de auditoria do InCor no período de janeiro a dezembro de 2011. O faturamento concentrou-se em 04 (62,9%) das 34 operadoras de planos de saúde credenciadas. Houve predominância da operadora A (27,6%), porém o maior valor médio obtido por conta referiu-se a operadora D com R$ 19.187,50. Os itens mais incluídos nas contas pelas enfermeiras foram gases (90,5%); materiais de internação (85%) e serviço de enfermagem (83,2%). Materiais de Hemodinâmica com média de R$ 1.055,90 (DP± 3.953,45); gases com média de R$ 707, 91 (DP± 843,95) e equipamentos com média de R$ 689, 42 (DP± 1145,20) constituíram os itens de maior impacto financeiro nesses ajustes.Os itens mais excluídos das contas referiram-se a medicamentos de internação (41,2%); equipamentos (28%) e serviços de enfermagem (17%). Em relação aos ajustes negativos os itens que tiveram maior impacto financeiro foram os materiais de Hemodinâmica com média de R$ 3.860,15 (DP± 15.220,80); medicamentos utilizados na Hemodinâmica com média de R$ 1.983,04 (DP± 8.324,42) e gases com média de R$ 1.048,51 (DP± 3.025,53). As enfermeiras incluíram R$ 1.877.168,64 e excluíram R$ 1.155.351,36 e os médicos incluíram R$ 563.927,46 e excluíram R$ 657.190,19. Caso não fosse realizada a pré-análise, haveria a perda de R$ 628.554,55 no faturamento. Dentre as contas analisadas 91,42% receberam ajustes, sendo 57,59% positivos, com média de R$ 1.340,75 (DP±2.502,93) e 33,83% negativos, com média de R$ 1.571,58 (DP± 5.990,51). O total de glosas dos itens analisados por enfermeiras ou por médicos, bem como em itens examinados por ambos, correspondeu em média a R$ 380,51 (DP±1.533,05). As glosas referentes aos itens conferidos por médicos perfizeram um total médio de R$ 311,94 (DP±646,86) e as glosas referentes aos itens conferidos por enfermeiras de R$ 255,84 (DP± 1.636,76). O excesso de ajustes evidenciou a deficiência e a falta de uniformidade dos registros da equipe de saúde. Considera-se que esta pesquisa representa a possibilidade de avanço no conhecimento acerca da auditoria de contas hospitalares à medida que investigou o processo de pré-análise realizado por enfermeiras e médicos auditores.

Hospitals that provide services to health plan companies invest in the audit of accounts aiming to provide adequate remuneration of their service. The pre-analysis of accounts is when the audit team makes corrections to determine the foundations for billing the procedures, and to avoid disallowances and revenue losses. From that perspective, the objective of the present study was to identify the patient bill items that were most corrected after being submitted to pre-analysis; identify the impact of those corrections on the revenue of accounts that were analyzed by the hospitals audit team (physicians and nurses) after the pre-analysis; calculate the revenue that the referred team is able to correct, and identify the disallowances related to the items they checked. This exploratory, descriptive, retrospective case study was performed at the Heart Institute (InCor) of the University of São Paulo School of Medicine Clinics Hospital (HCFMUSP) using a quantitative approach. The study included a total of 2,613 accounts that had been pre-analyzed by the InCor audit team in the period spanning January to December of 2011. The revenue was concentrated in four (62.9%) of the 34 credited health plan companies. There was predominance by company A (27.6%), but the highest mean value per account was obtained by company D, with R$ 19,187.50. The items most often included in the accounts by the nurses were gauzes (90.5%); hospitalization materials (85%) and nursing care (83.2%). Hemodynamics materials, with a mean R$ 1,055.90 (SD± 3,953.45); gauzes, with a mean R$ 707.91 (SD± 843.95), and equipment, with a mean R$ 689.42 (SD± 1145.20) were the items with the strongest financial impact on the corrections.The items most often excluded from the accounts referred to hospitalization medications (41.2%); equipment (28%) and nursing care (17%). Regarding the negative changes, the items with the strongest financial impact were Hemodynamics materials, with a mean R$ 3,860.15 (SD± 15,220.80); medications used in Hemodynamics, with a mean R$ 1,983.04 (SD± 8,324.42), and gauzes, with a mean R$ 1,048.51 (SD± 3,025.53). Nurses included a total of R$ 1,877,168.64, and excluded R$ 1,155,351.36, while physicians included R$ 563,927.46 and excluded R$ 657,190.19. If the pre-analysis had not been performed, there would have been a revenue loss of R$ 628,554.55. Of all the accounts submitted to analysis, 91.42% were corrected, of which 57.59% were positive, with a mean R$ 1,340.75 (SD±2,502.93) and 33.83% were negative, with a mean R$ 1,571.58 (SD± 5,990.51). Regarding disallowances, the final sum considering the items analyzed by nurses, physicians or both corresponded to a mean R$ 380.51 (SD±1,533.05). The disallowances referring to the items analyzed by physicians added up to a mean total of R$ 311.94 (SD±646.86), and those referring to the items analyzed by nurses to R$ 255.84 (SD± 1,636.76). The excessive number of corrections showed the lack of uniformity in the records made by the health team. This study represents a possibility of knowledge advancement regarding the audit of hospital accounts as it investigated the pre-analysis process performed by nurses and physicians.
Descritores: Institutos de Cardiologia/economia
Gastos em Saúde
Auditoria Financeira
Hospitais de Ensino/economia
-Sistema Único de Saúde
Cardiologia
Pneumologia
Registros
Estudos Retrospectivos
Planos de Pré-Pagamento em Saúde
Papel do Profissional de Enfermagem
Financiamento Pessoal
Tempo de Internação
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta
BR41.1


  3 / 69 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Bianchi, Estela Regina Ferraz
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-954120
Autor: Simonetti, Sérgio Henrique; Faro, Ana Cristina Mancussi e; Bianchi, Estela Regina Ferraz.
Título: Adherence score for Users of Oral Anticoagulants / Escore de Adesão para Usuários de Anticoagulantes Orais
Fonte: Int. j. cardiovasc. sci. (Impr.);31(4):383-392, jul.-ago. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: The score is an effective instrument for the assessment of treatment adherence in users of oral anticoagulants and maintenance of INR (international normalized ratio) within the therapeutic range. Objective: To develop an adherence score for oral anticoagulant users for the maintenance of INR within the therapeutic range. Methods: This was an analytical, observational, cross-sectional study, with a quantitative approach, conducted in a public cardiology hospital. A total of 607 patients who met the inclusion criteria were evaluated. Variables with a significance level of 5% in the exploratory analysis and considered clinically relevant were included and subjected to a multiple logistic regression model. Predictive accuracy of the model was determined using the C statistic. Results: The variables with a significance level of 5% in the multivariate analysis were: education, family income, inadequate use of medications, drug-drug interactions, invasive procedures, food-drug interactions, physical activity, medical conditions, other factors, and complications related to oral anticoagulant therapy. The following prognostic variables were identified: family income, inadequate use of medications, invasive procedures, drug-drug interactions, dietary habits, medical conditions, other factors (stress, thinness, weight loss). C-statistic for adherence score was 0.94. Conclusion: The Simonetti adherence score proved to be easily applicable and feasible, with high predictive value for influencing factors, promoting the improvement of adherence and maintenance of INR in the ideal range

O escore é um instrumento eficaz na avaliação da adesão de usuários de anticoagulante oral e na manutenção do RNI (razão normalizada internacional) na faixa terapêutica segundo recomendações americanas e europeias. Objetivo: Construir um escore de adesão aos usuários de Anticoagulante Oral para a manutenção na faixa terapêutica. Métodos: Estudo analítico, observacional, transversal e abordagem quantitativa, realizado em hospital público especializado em cardiologia. Foram avaliados 607 pacientes que atenderam aos critérios de inclusão. Consideram-se as variáveis que apresentaram nível de significância menor que 5% na análise exploratória ou que foram apreciadas de relevância clínica e submetidas a um modelo de regressão logística múltipla. A acurácia preditiva do modelo foi determinada pelo C statistic. Resultados: As variáveis com nível de significância menor que 5% na análise multivariada: escolaridade, renda familiar, uso inadequado, interação medicamentosa, procedimentos invasivos, interações alimentar, atividade física, condições clínicas, outros fatores e complicações próprias do uso do anticoagulante oral. Foram identificadas variáveis prognósticas: renda familiar, uso inadequado, procedimento invasivo, interação medicamentosa, hábitos alimentares, condições clínicas, outros fatores (estresse, emagrecimento, perda de peso). O C Statistic para o Escore de Adesão foi de 0,94. Conclusão: O escore de adesão Simonetti mostrou-se de aplicabilidade fácil e exequível, com alto valor preditivo mediante os fatores intervenientes, facilitando a melhoria da adesão e manutenção do RNI na faixa ideal
Descritores: Tromboembolia/terapia
Probabilidade
Adesão à Medicação
Anticoagulantes/uso terapêutico
-Institutos de Cardiologia
Doenças Cardiovasculares/terapia
CELL LINE0
ADENOSINE MONOPHOSPHATEACETALDEHYDE
Educação em Saúde
Coleta de Dados
Análise Estatística
Fatores de Risco
Fatores Etários
Interações Medicamentosas
Centros de Atenção Terciária
Estudo Observacional
Hemorragia/complicações
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  4 / 69 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120417
Autor: Mendes, Andreia Santos.
Título: Acesso aos hospitais de referência em cardiologia: diferenças entre homens e mulheres com infarto do miocárdio / Access to hospitals of reference in cardiology: differences between men and women with myocardial infarction / Acceso a los hospitales de referencia en cardiología: diferencias entre hombres y mujeres con infarto del miocardio.
Fonte: Salvador; s.n; 2014. 98P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Introdução: O acesso precoce ao tratamento especializado do infarto agudo do miocárdio (IAM) pode diminuir a morbidade e mortalidade para homens e mulheres. Objetivo geral: Comparar o acesso aos serviços de saúde do SUS até a admissão em hospitais de referência em cardiologia (HRC) entre homens e mulheres com IAM. Objetivos específicos: 1. Caracterizar o acesso de homens e mulheres com IAM aos serviços de saúde até a admissão em HRC; 2. Estimar os tempos de decisão (TD), de transporte (TT), de chegada ao primeiro serviço de saúde (TCPSS), de permanência na rede de saúde (TPRS) e de chegada aos HRC (TCHRC); 3. Verificar as correlações do TD e TT com o TCPSS e do TD, TT e TPRS com o TCHRC; 4. Verificar a composição percentual do TD e do TT no TCPSS e do TD, TT e TPRS no TCHRC; 5. Verificar os fatores associados ao retardo no acesso aos serviços de saúde até a admissão nos HRC. Metodologia: Estudo exploratório, de corte transversal. Cem pessoas com IAM foram entrevistadas em dois HRC, em Salvador-BA. Na análise, empregou-se medidas descritivas, o teste Qui-quadrado de Pearson, o modelo de regressão linear robusto, o coeficiente de correlação de Pearson e o modelo bivariado e multivariado de regressão linear. A significância estatística adotada foi de 5%. Resultados: A média de idade para as mulheres foi de 59,0 anos (dp 12,10) e, para os homens, de 58,7 anos (dp 11,08). Predominaram homens; IAM com supradesnível do segmento ST (IAMCSST); idade <60 anos, procedência de Salvador/Região Metropolitana; raça/cor negra; casados/união estável; baixa escolaridade e baixa renda; pessoas com atividade laboral. A maioria teve início dos sintomas no domicílio; utilizou meios de deslocamento inadequados; não sabia aonde procurar atendimento; dirigiu-se a serviços de saúde com atendimento de urgência/emergência; recebeu a conduta atendimento, admissão e posterior transferência; foi admitida nos HRC no segundo e no terceiro atendimento e a insuficiência de recursos foi a principal razão referida para a peregrinação na rede de serviços de saúde. Dos indivíduos com IAMCSST a minoria recebeu terapias de reperfusão. OTD, TT e TCPSS foram semelhantes entre os sexos. As mulheres apresentaram TPRS e TCHRC superiores aos dos homens. Ter acionado o SAMU determinou menor TT e TPRS para as mulheres e, para os homens, menor TPRS com diferença estatística boderline. Houve apenas interação entre sexo e meio de deslocamento para o desfecho TT. O IAMCSST foi relacionado a menor TCPSS, TPRS e TCHRC em ambos os sexos, embora diferença estatisticamente significante tenha sido constatada apenas entre TCPSS e tipo de IAM para os homens. A média do TPRS foi maior para aquele(a)s que procuraram por três ou mais serviços antes da admissão nos HRC. Para ambos os sexos, o TD em relação ao TT trouxe maior contribuição na composição TCPSS; e o TPRS em relação ao TD e TT trouxe maior contribuição na composição TCHRC. Considerações finais: Constatou-se tempos elevados para os sexos, sobretudo para as mulheres. Os sexos pouco influenciaram as associações de interesse. A espera por atenção especializada foi prolongada. Esses achados consubstanciam a necessidade de rediscussão das políticas públicas de saúde no Brasil para o atendimento de homens e mulheres com IAM.(AU)
Descritores: Institutos de Cardiologia
Equidade em Saúde
Gênero e Saúde
Acesso aos Serviços de Saúde
-Enfermagem Cardiovascular
Infarto do Miocárdio
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  5 / 69 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120698
Autor: Santana, Lair Chagas de.
Título: Avaliação da implementação da metodologia da assistência de enfermagem em uma unidade cardiológica de emergência / Evaluation of the implementation of the nursing care methodology in an emergency cardiology unit.
Fonte: Salvador; s.n; 2007. 82P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a Metodologia da Assistência de Enfermagem implementada numa Unidade de Cardiologia de Emergência, de um Hospital geral da cidade de Salvador. Visando melhor traduzir o objeto selecionado optou-se por um estudo descritivo exploratório de caso com uma combinação de abordagem de dados quantitativos e qualitativos. A coleta de dados quantitativos foi realizada, de 09 a 20 de fevereiro de 2004. Os dados objetivos foram obtidos a partir da aplicação de uma lista de checagem e os qualitativos por meio de carta resposta com quatro questões abertas entregues aos sujeitos. Para análise dos dados subjetivos que interferem na implementação dessa metodologia foi utilizado a análise de conteúdo de Bardin e os objetivos com uso do programa "Software Statiscal Package Social Science" for Windows, versão dez e, sua análise e no processo de avaliação foi utilizado como padrão de referência os referenciais de Wanda de Aguiar Horta, a Decisão do Conselho Regional de Enfermagem, sessão Bahia 07/2000 e a Resolução do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) 272/2002. Entre os resultados obtidos revelaram a existência das fases de elaboração de histórico, evolução e prescrição de enfermagem, entretanto estas fases estão parcialmente em conformidade com o padrão de referência utilizado. Os desafios que interferem na implementação da Metodologia da Assistência de Enfermagem citados estiveram relacionados ao profissional de enfermagem, ao instrumento e a outros fatores. Houve maior citação dos desafios relacionados ao profissional e aos impressos utilizados para a documentação do Processo de Enfermagem. As sugestões para superar os desafios relacionados ao profissional: promoção da capacitação/aprimoramento profissional de conhecimentos através do treinamento e discussões de estudo de casos comparando a assistência prescrita com a MAE; incentivo à valorização e a conscientização da importância da MAE; promoção de reuniões com diversos objetivos: com a equipe multiprofissional para compartilhar dificuldades e sucessos, discussão no grupo de enfermagem sobre a Metodologia e discussão das facilidades e das dificuldades. Relacionados aos instrumentos foi a adequação com re-elaboração dos mesmos e a sistematização do controle/avaliação da implementação. A outros fatores foram: a real operacionalização da sistematização da assistência de enfermagem através da implantação das outras fases do Processo de Enfermagem; estudo de política mais positiva e incentivadora quanto ao fundamento do registro da Metodologia; discussão sobre desenvolvimento de trabalho integrado e humanização das pessoas e o uso de método de abordagem padronizado.(AU)
Descritores: Planejamento de Assistência ao Paciente/normas
Institutos de Cardiologia
Enfermagem Cardiovascular
Cuidados de Enfermagem/métodos
-Processo de Enfermagem
Equipe de Enfermagem
Limites: Humanos
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  6 / 69 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1006796
Autor: Momennasab, Marzieh; Shaker Ardakani, Mohammadreza; Dehghan Rad, Fereshte; Dokoohaki, Roya; Dakhesh, Reza; Jaberi, Azita.
Título: Quality of Nurses' Communication with Mechanically Ventilated Patients in a Cardiac Surgery Intensive Care Unit
Fonte: Invest. educ. enferm;37(2):[E02], 15-06-2019. Table 1, Table 2, table 3, Table 4.
Idioma: en.
Resumo: Objetivo. Describir la calidad de la relación entre las enfermeras y los pacientes sometidos a ventilación mecánica. Métodos. Estudio observacional realizado en una Unidad de Cuidados Intensivos de Cirugía Cardíaca en Irán. Se seleccionaron 10 enfermeras y 35 pacientes mediante muestreo aleatorio simple y de conveniencia, respectivamente. Se observaron 175 comunicaciones entre las enfermeras y los pacientes en diferentes turnos de trabajo. Los resultados se registraron de acuerdo con una lista de verificación. La satisfacción con la comunicación de las enfermeras y de los pacientes se evaluó mediante una escala Likert de 6 ítems, de 8 a 12 horas después de la extubación del paciente. Resultados. La mayoría de los pacientes eran hombres (77.1%), mientras que en las enfermeras predominó el sexo femenino (60%). El 75% de las comunicaciones observadas las iniciaron los pacientes. El contenido de la comunicación estaba relacionado principalmente con las necesidades físicas y el dolor. La mayoría de los pacientes usaron las miradas intencionadas, los gestos con las manos y los movimientos de la cabeza para comunicarse. La mayoría de las comunicaciones fueron 'ligeramente satisfactorias' (45.7% para enfermeras versus 54.3% para pacientes). Sin embargo, la satisfacción general fue menor en las enfermeras (0%) en comparación con los pacientes (5.7%). No se encontró correlación estadísticamente significativa entre la satisfacción de los pacientes y de las enfermeras con las variables demográficas estudiadas. Conclusión. Los resultados mostraron que la comunicación entre las enfermeras y los pacientes con ventilación mecánica se construyó a través de métodos tradicionales y se basó en las solicitudes de los pacientes. Esta situación puede ser el motivo del nivel indeseable de satisfacción con las comunicaciones, las cuales son esenciales para comprender y satisfacer las necesidades de los pacientes.

Objective. To describe the quality of the relationship between nurses and patients under mechanical ventilation. Methods. This observational study, performed in a cardiac surgery intensive care unit in Iran, selected 10 nurses and 35 patients through simple random and convenience sampling, respectively. One of the researchers observed 175 communications between nurses and patients in different work shifts and recorded the results according to a checklist. Nurse and patient satisfaction with the communication was assessed by using a six-item Likert scale, 8 to 12 h after extubation. Results. Most of the patients were male (77.1%), while most of the nurses were female (60%). Patients started over 75% of the communications observed. The content of the communication was related mostly to physical needs and pain. Besides, the majority of patients used purposeful stares and hand gestures, and head nod for communication. Most of the communications between patients and nurses were satisfied 'very low' (45.7% in nurses, versus 54.3% in patients). However, 'complete satisfaction' was lower in nurses (0%), compared with patients (5.7%). No statistically significant correlation was found between patients' and nurses' satisfaction and demographic variables. Conclusion. The results showed that communication between nurses and mechanically ventilated patients was built through traditional methods and was based on the patients' requests. This issue might be the cause of an undesirable level of their satisfaction with the communication, given that effective communication can lead to understanding and meeting the needs of the patients.

Objetivo. Descrever a qualidade da relação entre as enfermeiras e os pacientes submetidos a ventilação. Métodos. Estudo observacional realizado em uma Unidade de Tratamento Intensivo de Cirurgia Cardíaca no Irã. Se selecionaram 10 enfermeiras e 35 pacientes mediante amostra aleatória simples e de conveniência, respectivamente. Se observaram 175 comunicações entre as enfermeiras e os pacientes em diferentes turnos de trabalho. Os resultados se registraram de acordo com uma lista de verificação. A satisfação com a comunicação das enfermeiras e dos pacientes se avaliou mediante uma escala Likert de 6 itens, de 8 a 12 horas depois da extubação do paciente. Resultados. A maioria dos pacientes eram homens (77.1%), enquanto que nas enfermeiras predominou o sexo feminino (60%). 75% das comunicações observadas foram iniciadas pelos pacientes. O conteúdo da comunicação estava relacionado principalmente com as necessidades físicas e a dor. A maioria dos pacientes para comunicar-se usavam as olhadas intencionadas, os gestos com as mãos e os movimentos da cabeça. A maioria das comunicações foram 'ligeiramente satisfatórias' (45.7% para enfermeiras versus 54.3% para pacientes). Porém, a satisfação completa foi menor nas enfermeiras (0%) em comparação com os pacientes (5.7%). Não se encontrou correlação estatisticamente significativa entre a satisfação dos pacientes e das enfermeiras com as variáveis demográficas. Conclusão. Os resultados mostraram que a comunicação entre as enfermeiras e os pacientes com ventilação mecânica se construiu através de métodos tradicionais e se baseou nas solicitações dos pacientes. Esta situação pode ser o motivo do nível indesejável de satisfação com as comunicações, as quais são necessárias para compreender e satisfazer as necessidades dos pacientes.
Descritores:
Institutos de Cardiologia
Ventiladores Mecânicos
Satisfação do Paciente
Unidades de Terapia Intensiva
Comunicação não Verbal
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO103.1 - Biblioteca


  7 / 69 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-538534
Autor: Zubiate Talledo, Mario.
Título: La Sociedad Peruana de Cardiología y la educación cardiológica / The Peruvian Society of Cardiology and the cardiological education
Fonte: Rev. peru. cardiol. (Lima);34(1):3-4, ene.-abr. 2008.
Idioma: es.
Descritores: Cardiologia/educação
Educação Médica
Institutos de Cardiologia
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  8 / 69 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: biblio-1075245
Autor: Sousa, J Eduardo(edt); Sousa, Amanda(edt); Fontes, Valmir(edt); Magalhães, Helio(edt); Paulista, Paulo(edt); Batlouni, Michel(edt).
Título: Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia 57 anos de história (1954-2011) / Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia 57 anos de história (1954-2011).
Fonte: São Paulo; Atheneu; 2011. 759 p.
Idioma: pt.
Descritores: Institutos de Cardiologia
Institutos de Cardiologia/história
Responsável: BR79.1 - CIC - Centro de Informação Cardiovascular Mendonça de Barros
Br79.1


  9 / 69 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1070015
Autor: Silva, Edna Valéria da; Marucci, Rosa Maria B; Cunha, Aperecida Irian Guidugli.
Título: Sistematização da assistência de enfermagem (SAE) utilizando a taxonomia da Associação Norte-Americana de Diagnóstico de Enfermagem (NANDA): experiência de Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia no Laboratório de Cardiologia Invasiva / Sistematization of assistence nursing (SAE)with using classification of North American of Diagnosis of Nursing (NANDA): Experience of IDPC in invasive cardiology laboratory
Fonte: In: Cunha, Aparecida Irian Guidugli; Santos, Jane Fischer Vital dos; Balbieris, Vivianae da Conceição; Silva, Edna Valéria da; Cunha, Aparecida Irian Guidugli. Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia. BrasilSantos, Jane Fischer Vital dos. Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia. BrasilBalbieris, Vivianae da Conceição. Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia. BrasilSilva, Edna Valéria da. Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia. Brasil. A Enfermagem na Cardiologia Invasiva. São Paulo, Atheneu, 2007. p.159-172.
Idioma: pt.
Descritores: Administração Sistêmica
Classificação/métodos
Cuidados de Enfermagem/métodos
Diagnóstico de Enfermagem/métodos
Diagnóstico de Enfermagem/organização & administração
Institutos de Cardiologia
Responsável: BR79.1 - CIC - Centro de Informação Cardiovascular Mendonça de Barros
BR79.1


  10 / 69 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1069542
Autor: Pinto, Ibraim Masciarelli Francisco; Pinto, Wagner Vieira; Sousa, J Eduardo MR.
Título: O Instituto Dante Pazzanese e as intervenções coronários percutâneas / The Instituto Dante Pazzanese and the percutaneous coronary interventions
Fonte: In: Sousa, Amanda GMR; Staico, Rodolfo; Sousa, J Eduardo MR. Stent Coronário. São Paulo, Atheneu, 2001. p.327-333, ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Doença das Coronárias/terapia
Institutos de Cardiologia/métodos
Institutos de Cardiologia/normas
Responsável: BR79.1 - CIC - Centro de Informação Cardiovascular Mendonça de Barros
BR79.1



página 1 de 7 ir para página                  
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde