Base de dados : LILACS
Pesquisa : N02.421.088.120 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 537 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 54 ir para página                         

  1 / 537 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Souza, Orivaldo Florencio de
Texto completo
Id: biblio-1177608
Autor: Souza, Orivaldo Florencio de.
Título: Desnutrição infantil em dois municípios do estado do Acre: prevalência e fatores associados / Prevalence and factors associated to child malnutrition in two municipalities in the state of Acre.
Fonte: São Paulo; s.n; 2009. 77 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Objetivo: Analisar a prevalência da desnutrição e fatores associados em crianças menores de 60 meses em dois municípios do estado do Acre. Métodos: Estudo transversal de base populacional com 667 crianças da área urbana dos municípios de Acrelândia e Assis Brasil. As prevalências de déficits nutricionais para os índices estatura para idade (E/I), peso para idade (P/I) e peso para estatura (P/E) foram calculadas com o ponto de corte -2 escores Z, utilizando-se o padrão de crescimento infantil da Organização Mundial da Saúde de 2006. Informações sobre condições socioeconômicas, acesso aos serviços e cuidado da criança, peso ao nascer e morbidades foram obtidas por questionário estruturado e pré-codificado. Análise múltipla e hierarquizada de regressão de Poisson (erro padrão robusto) foi utilizada para identificar os fatores associados à desnutrição infantil. Resultados: As prevalências dos déficits E/I, P/I e P/E foram de 9,9%, 6,3% e 4,1%, respectivamente. Os principais fatores associados ao déficit E/I foram: baixo índice de riqueza domiciliar (razão de prevalência [RP]: 1,74; intervalo de confiança [IC95%]: 0,95 - 3,18), analfabetismo do pai ou padrasto (RP: 1,82; IC95%: 1,01 - 3,27), ter 2 ou mais irmãos menores (RP: 2,88; IC95%: 1,45 - 5,72), ausência da mãe biológica no domicílio (RP: 2,63; IC95%: 1,32 - 5,24) e exposição ao esgoto a céu aberto no âmbito domiciliar (RP: 2,46; IC95%: 1,51 - 4,00). Para o déficit de P/E houve associação somente com o peso ao nascer igual ou abaixo de 2.500 g (RP: 2,91; IC95%: 1,16 - 7,24). Conclusão: Nos municípios estudados, a desnutrição infantil apresenta-se como um importante problema de saúde pública, associada aos indicadores de iniquidades sociais, acesso aos serviços de saúde e ausência da mãe no domicílio.

Objective: To describe malnutrition prevalence and associated factors in children under the age of 60 months from two municipalities in the state of Acre. Methods: A population-based, cross-sectional study was carried out using 667 children from urban areas in the municipalities of Acrelândia and Assis Brasil. The occurrence of nutritional deficit was determined by indexes of height for age (H/A), weight for age (W/A) and height for weight (H/W), which were calculated with cut point -2 for Z scores as determined by 2006 World Health Organization child growth standards. A structured and precoded questionnaire was applied to gather information about socioeconomic conditions, access to the services and child care, birth weight and morbidity. Multiple and hierarchical analysis of Poisson regression (robust standard error) was used to identify the factors associated to child malnutrition. Results: The incidence of H/A, W/A and H/W deficits was 9.9%, 6.3% and 4.1%, respectively. The main factors associated to H/A were low household wealth index (prevalence ratio [PR]: 1.74; 95% confidence interval [95% CI]: 0.95 3.18), illiterate father or stepfather (PR: 1.82; 95% CI: 1.01 3.27), the existence of 2 or more young siblings (PR: 2.88; 95% CI: 1.45 5.72), the absence of the biological mother at home (PR: 2.63; 95% CI: 1.32 5.24) and exposure to open wastewater near the house (PR: 2.46; 95% CI: 1.51 4.00). The W/H deficit was associated only to birth weight equal or lower than 2,500 g (PR: 2.91; 95% CI: 1.16 7.24). Conclusions: Child malnutrition in the municipalities studied is an important public health problem, which is associated to indicators of social inequality, access to health services and absence of a mother at home.
Descritores: Antropometria
Saúde da População Urbana
Epidemiologia
Estudos Transversais
Desnutrição
Cuidado do Lactente
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  2 / 537 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890524
Autor: Cesar, Juraci Almeida; Acevedo, Jayshlyn Denise; Kaczan, Camilla Rabuske; Venzo, Júlio César Pit; Costa, Laura Rohe; Silva, Luiza Crochemore Monsant da; Neumann, Nelson Arns.
Título: Intenção das mães em colocar o bebê para dormir em decúbito dorsal: um estudo de base populacional / Identifying mothers' intention to place infant in supine sleep position: a population-based study
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(2):501-508, Fev. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este estudo teve por objetivo conhecer a opinião das mães e identificar os fatores associados à intenção de colocar o bebê para dormir em decúbito dorsal em Rio Grande, RS. Foi aplicado questionário padronizado a todas as mães que tiveram filho nas duas únicas maternidades, entre 01/01 a 31/12/2010, e que residiam neste município. Utilizou-se teste do qui-quadrado para comparar proporções e regressão de Poisson, com ajuste robusto da variância na análise multivariável. A medida de efeito utilizada foi razão de prevalências (RP). Dentre as 2.395 (97,2% do total) mães entrevistadas, 20,5% (IC95%: 18,4%-21,6%) manifestaram intenção de colocar o bebê para dormir de barriga para cima. Esta intenção variou de 11% (IC95%: 8,1-13,7), entre mães com três ou mais filhos, a 35% (IC95% 31,1-40,2), entre aquelas com 12 anos ou mais de escolaridade. Após analise ajustada, mães de menor idade, de maior escolaridade e renda familiar, que realizaram pré-natal na rede privada, ou que tiveram três ou mais filhos, apresentaram RP significativamente maior para colocar o bebê para dormir de barriga para cima, em relação às demais. Campanhas de incentivo a esta prática devem priorizar mães de pior nível socioeconômico, de maior idade e que realizam pré-natal em unidades básicas de saúde.

Abstract This study aimed to identify mother's opinion on infant sleep position and the factors associated with the intention to place the infant in the supine position in the municipality of Rio Grande, Southern Brazil. A standardized questionnaire was applied to all mothers residing in this municipality who gave birth to a child in the only two local maternity wards from January 1 to December 31, 2010. Chi-square test was used to compare proportions, along with a Poisson regression with robust adjustment in the multivariate analysis. The effect measure used was prevalence ratio (PR). Of the 2,395 mothers interviewed (972% of the total), 20.5% (95%CI: 18.4%-21.6%) intended to place the newborn to sleep in the supine position. This prevalence varied from 11% (95%CI: 8.1-13.7) for mothers with three or more children to 35% (CI95%: 31.1-40.2) among those with 12 or more years of schooling. After adjusted analysis, younger mothers with higher education and household income who performed prenatal care in the private system or who have had three or more children had significantly higher PR to place the baby to sleep in the supine position compared to others. Campaigns encouraging this practice should focus primarily on older mothers of lower socioeconomic level and performing prenatal care in PHC facilities.
Descritores: Sono/fisiologia
Decúbito Dorsal
Cuidado do Lactente/métodos
Mães/estatística & dados numéricos
-Cuidado Pré-Natal/métodos
Fatores Socioeconômicos
Brasil
Distribuição de Poisson
Análise Multivariada
Fatores Etários
Intenção
Escolaridade
Renda
Mães/psicologia
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 537 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-655369
Autor: Oliveira, Dayanne Rakelly de; Dantas, Gabriela Bezerra.
Título: Práticas culturais de cuidados entre mães de lactentes com infecção respiratória / Cultural care practices among mothers of nurslings with respiratory infection
Fonte: Rev. bras. promoç. saúde (Impr.) = Braz. j. health promot;25(2 Supl):13-19, jun. 2012.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Buscou-se conhecer as práticas culturais de cuidados entre as mães de lactentes com infecção respiratória em um ambulatório pediátrico, a partir do reconhecimento da importância do uso da medicina tradicional no Brasil. Métodos: Empregou-se um estudo descritivo-exploratório de natureza qualitativa, com vinte e oito mães de lactentes com infecção respiratória, atendidas em um ambulatório de referência no município de Barbalha - CE, Brasil. Os dados foram coletados entre os meses de novembro e dezembro de 2010, através de entrevista semiestruturada, com o uso de gravador. As falas foram analisadas por meio da análise temático-categorial, a qual permitiu a elaboração de quatro categorias temáticas, sendo elas: práticas culturais de cuidados entre as mães; fontes de informação sobre as plantas medicinais; modos de preparo das plantas medicinais e plantas utilizadas pelas mães. Para garantir o anonimato das participantes, estas receberam enumeração segundo a ordem das entrevistas. Resultados: O estudo demonstrou que as mães se utilizam da medicina popular, através do preparo de remédios caseiros, visando o tratamento e cura das infecções respiratórias de seus filhos lactentes, sendo que o lambedor e o chá à base de plantas medicinais merecem destaque. As mães depositam grande confiança e atribuem real significado ao uso das preparações caseiras. Foi possível observar que este conhecimento é proveniente de suas mães, avós, parentes e vizinhos. Conclusão: As mães atribuem grande importância à prática popular, o conhecimento tradicional, de relevante valor cultural, já que é transmitido de geração em geração e vem sendo reconstruído ao longo do tempo.

Objective: To understand the cultural practices of care among mothers of infants with respiratory infection in a pediatric outpatient clinic, from the recognition of the importance of the use of traditional medicine in Brazil. Methods: We applied a descriptive and exploratory study, qualitative, with twenty-eight mothers of infants with respiratory infection seen at a referral center in the city of Barbalha - CE, Brazil. Data were collected between the months of November and December of 2010 through semi-structured interview with a tape recorder. The speeches were analyzed by thematic-categorical analysis, which allowed the creation of four themes: cultural practices of care among mothers, sources of information on medicinal plants, modes of preparation of medicinal herbs and plants used by mothers. To ensure anonymity of participants, they received enumeration following the order of interviews. Results: The study showed that mothers make use of folk medicine, through the preparation of home remedies in order to treat and cure respiratory infections of their children; the leaking tea and herbal medicine are worth mentioning. Mothers place great confidence and give real meaning to the use of homemade preparations. It was observed that this knowledge comes from their mothers, grandparents, relatives and neighbors. Conclusion: Mothers attach great importance to popular practice, the traditional knowledge of relevant cultural value, as it is transmitted from generation to generation and has been rebuilt over time.
Descritores: Cultura
Cuidado do Lactente
Infecções
Medicina Tradicional
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  4 / 537 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1161352
Autor: Pomata, Jorgelina; González, María Aurelia.
Título: Seguimiento del hijo de madre adolescente / Follow-up of the children of adolescent mothers
Fonte: Clin. perinatol. argent;(4):57-76, 1997-1998.
Idioma: es.
Descritores: Cuidado Pré-Natal/organização & administração
Cuidado do Lactente/normas
Gravidez na Adolescência/estatística & dados numéricos
Recém-Nascido
-Cuidado Pré-Natal/normas
Cuidado do Lactente/organização & administração
Cuidado do Lactente/psicologia
Gravidez de Alto Risco
Guias de Prática Clínica como Assunto
Limites: Feminino
Humanos
Gravidez
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Tipo de Publ: Guia de Prática Clínica
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco


  5 / 537 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1159556
Autor: Jenik Alejandro.
Título: Restricción del uso de chupete y lactancia materna exclusiva / [Pacifier restriction and exclusive breastfeeding].
Fonte: Arch. argent. pediatr;111(4):365, ago. 2013.
Idioma: es.
Descritores: Aleitamento Materno/estatística & dados numéricos
Chupetas
Cuidado Pós-Natal/métodos
Cuidado do Lactente/métodos
Fórmulas Infantis/estatística & dados numéricos
-Feminino
Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Comentário
Artigo de Revista
Responsável: AR5.1 - Centro de Gestión del Conocimiento y las Comunicaciónes


  6 / 537 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-975223
Autor: Kegler, Jaquiele Jaciara; Neves, Eliane Tatsch; Silva, Augusto Maciel da; Jantsch, Leonardo Bigolin; Bertoldo, Caren da Silva; Silva, Júlia Heinz da.
Título: Stress in Parents of Newborns in a Neonatal Intensive Care Unit / Estrés en padres de recién nacidos en una Unidad de Terapia Intensiva Neonatal / Estresse em pais de recém-nascidos em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal
Fonte: Esc. Anna Nery Rev. Enferm;23(1):e20180178, 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective: To identify the level of stress and the most stressful situations for the parents of newborns hospitalized in a Neonatal Intensive Care Unit. Methods: A descriptive study, with a quantitative approach, performed with parents of newborns admitted to the Neonatal Intensive Care Unit. For the data collection, the Brazilian version of the Parental Stress Scale: Neonatal Intensive Care Unit (PSS: NICU) was used. The analysis was performed using descriptive statistics. Results: The change in the role of mother/father was the subscale in which the highest level of stress was obtained (mean=3.49) and the items considered more stressful in this subscale were "Separated from my baby" (mean=4.00) and "Feeling helpless and unable to protect my baby from pain and painful procedures" (mean=3.78). Conclusion: Hospitalization of a child in a neonatal unit is a stressful experience for parents and there are situations that trigger higher levels of stress.

Resumen Objetivo: Identificar el nivel de estrés y las situaciones más estresantes para los padres de recién nacidos internados en una Unidad de Terapia Intensiva Neonatal. Método: Estudio descriptivo, con abordaje cuantitativo, realizado con padres/madres de recién nacidos internados en Unidad de Terapia Intensiva Neonatal. Para la recolección de los datos, se utilizó la versión brasileña de la Parental Stress Scale: Neonatal Intensive Care Unit (PSS: NICU). El análisis fue realizado por medio de la estadística descriptiva. Resultados: La alteración en el papel de madre/padre fue la subescala en que se obtuvo el mayor nivel de estrés (promedio=3,49) y los ítems considerados más estresantes en esta subescala fueron "Estar separada(o) de mi bebé" (promedio=4,00) y "Sentirse desamparada y incapaz de proteger a mi bebé del dolor y de los procedimientos dolorosos" (promedio=3,78). Conclusión: La hospitalización de un hijo en unidad neonatal es una experiencia estresante para los padres y hay situaciones que desencadenan niveles más elevados de estrés.

Resumo Objetivo: Identificar o nível de estresse e as situações mais estressantes para os pais de recém-nascidos internados em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Método: Estudo descritivo, com abordagem quantitativa, realizado com pais/mães de recém-nascidos internados em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Para a coleta dos dados, utilizou-se a versão brasileira da Parental Stress Scale: Neonatal Intensive Care Unit (PSS: NICU). A análise foi realizada por meio da estatística descritiva. Resultados: A alteração no papel de mãe/pai foi a subescala em que se obteve o maior nível de estresse (média=3,49) e os itens considerados mais estressantes nessa subescala foram "Estar separada(o) do meu bebê" (média=4,00) e "Sentir-se desamparada(o) e incapaz de proteger o meu bebê da dor e de procedimentos dolorosos" (média=3,78). Conclusão: A hospitalização de um filho em unidade neonatal é uma experiência estressante para os pais e existem situações que desencadeiam estresse em níveis mais elevados.
Descritores: Pais
Estresse Psicológico
Recém-Nascido Prematuro
Família
Unidades de Terapia Intensiva Neonatal
Terapia Intensiva Neonatal
-Serviços de Saúde da Criança
Análise Fatorial
Pesquisa Qualitativa
Relações Pai-Filho
Profissionais de Enfermagem Pediátrica
Hospitalização
Cuidado do Lactente
Relações Mãe-Filho
Apego ao Objeto
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Gravidez
Recém-Nascido
Adulto
Responsável: BR442.1 - Biblioteca Setorial de Pós-Graduação


  7 / 537 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1149296
Autor: Mathiolli, Carolina; Ferrari, Rosangela Aparecida Pimenta; Parada, Cristina Maria Garcia de Lima; Zani, Adriana Valongo.
Título: O cuidado paterno ao filho prematuro no ambiente domiciliar: representações maternas / Cuidado de los padres para niños prematuros en casa: representaciones maternales / Parental care of premature children at home: maternal representations
Fonte: Esc. Anna Nery Rev. Enferm;25(3):e20200298, 2021.
Idioma: pt.
Projeto: CNPq.
Resumo: Resumo Objetivo Apreender as representações maternas frente à participação dos pais, que foram capacitados ou não por meio de um protocolo de cuidados na unidade neonatal, em relação aos cuidados com o filho prematuro no ambiente domiciliar. Método Pesquisa qualitativa realizada com mães de prematuros em que os companheiros participaram ou não do protocolo de cuidados ao filho no ambiente hospitalar. A análise foi realizada por meio do Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados Participaram 24 mães, cujos companheiros de 13 realizaram cuidados e 11 não. Surgiram seis ideias centrais e duas ancoragens que foram agrupadas em dois temas: Cuidado paterno no ambiente hospitalar e suas repercussões no cuidado domiciliar; Barreiras para o cuidado paterno. Conclusão e Implicações para a Prática As mães representam a participação paterna como positiva, principalmente aquelas cujos companheiros participaram do protocolo. Porém, observou-se que em algumas situações a não participação paterna estava relacionada com influências culturais e/ou barreiras maternas. Além disso, referiram que o retorno ao trabalho e o medo paterno foram barreiras para o cuidado, independentemente da participação ou não do pai no protocolo. A inserção paterna no cuidado ao filho prematuro no ambiente hospitalar é essencial para a melhoria do cuidado ao bebê e sua família.

Resumen Objetivo comparar las representaciones maternas con respecto a la participación de los padres en el cuidado de niños prematuros en el entorno del hogar, en relación con los padres que participaron o no en un protocolo de cuidado. Metodo Investigación cualitativa, realizada con madres de bebés prematuros en la que las parejas participaron o no en el protocolo de cuidado del niño en el hospital, de julio a octubre de 2017. El análisis se realizó a través del Discurso del sujeto colectivo. Resultados 24 madres participaron, de estas 13 las parejas brindaron atención y 11 no. Surgieron seis ideas centrales y dos anclas, que se agruparon en dos temas: la atención paterna en el entorno hospitalario y sus repercusiones en la atención domiciliaria; y Barreras al cuidado paterno. Conclusión e Implicaciones para la Práctica Las madres que experimentaron la participación de sus parejas en el protocolo de atención representaron este momento con situaciones más satisfactorias en relación con las otras madres. Sin embargo, informaron que regresar al trabajo y el miedo al padre eran barreras para la atención, independientemente de si el padre participó o no en el protocolo. La inserción paterna en el cuidado de niños prematuros en el entorno hospitalario es esencial para mejorar la atención de los bebés prematuros y sus familias.

Abstract Objective to understand the maternal representations in relation to the participation of the parents, who were trained or not through a protocol of care in the neonatal unit, in relation to the care of the premature child in the home environment. Method qualitative research carried out with mothers of premature infants whose companions participated or not in the protocol of child care in the hospital environment. The analysis was carried out through the Collective Subject Discourse. Results twenty-four mothers participated whose companions of 13 performed care and 11 did not. Six central ideas and two anchorages emerged that were grouped into two themes: Fatherly care in the hospital environment and its repercussions on home care; Barriers to fatherly care. Conclusion and Implications for Practice mothers represent paternal participation as positive, especially those whose partners participated in the protocol. However, it was observed that, in some situations, the non-participation was related to cultural influences and/or maternal barriers. In addition, the return to work and paternal fear were barriers to care, regardless of whether or not the father participated in the protocol. The paternal insertion in the care of the premature child in the hospital environment is essential for the improvement of the care for the baby and its family.
Descritores: Recém-Nascido Prematuro
Relações Pai-Filho
Cuidado do Lactente
Mães/psicologia
-Unidades de Terapia Intensiva Neonatal
Pesquisa Qualitativa
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Lactente
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR442.1 - Biblioteca Setorial de Pós-Graduação


  8 / 537 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1150270
Autor: Felizardo, Melissa Joice de Abreu; Henriques, Nayara Luiza; Silva, Juliana Barony da; Macêdo, Maísa Mara Lopes; Charepe, Zaida Borges; Elysângela Dittz, Duarte.
Título: Vivências das famílias no cuidado domiciliar às crianças prematuras: revisão sistemática qualitativa / Experiencias familiares en el cuidado doméstico para niños prematuros: revisión sistemática cualitativa / Families' experiences in home care for premature children: a qualitative systematic review
Fonte: Rev. enferm. Cent.-Oeste Min;10(1):3906, out. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Analisar como as famílias vivenciam o cuidado domiciliar às crianças prematuras egressas da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Método: Revisão sistemática qualitativa, realizada em 7 bases eletrônicas de dados e construída conforme as diretrizes propostas pelo Joanna Briggs Institute e o guia internacional PRISMA. Incluiram-se 27 estudos, considerando-se: tipo de estudo; ano de publicação; idioma; população e contexto do estudo e artigos disponíveis em full text. Os estudos incluídos foram avaliados quanto à qualidade metodológica e, posteriormente, lidos na íntegra. Os dados qualitativos extraídos foram agrupados em códigos e, seguidamente, analisados. Resultados: O cuidado às crianças prematuras egressas da UTIN exige mudanças na organização familiar e os profissionais de saúde são identificados como a principal fonte de informação e segurança. Nota-se o envolvimento de todos os membros da família nos cuidados iniciais, e a criança torna-se o foco da família, que compartilha sentimento de alegria e felicidade, medo e insegurança no que tange aos cuidados com as crianças. Conclusão: A proximidade com o filho após a alta é relatado pelos pais como positivo, entretanto, o cuidado pode ser permeado por dificuldades e incertezas, reforçando a importância do apoio dos familiares e dos profissionais de saúde(AU)

Objective: To analyze how families experience the home care of premature children recently discharged from the Neonatal Intensive Care Unit (NICU). Method: A systematic qualitative review, performed in 7 electronic databases and built according to the guidelines proposed by the Joanna Briggs Institute and the PRISMA international guide. It included 27 studies considering: type of study; year of publication; language; population and context of the study, and articles available in full text. The included studies were evaluated as to methodological quality and, later, read in full. The extracted qualitative data were grouped into codes and then analyzed. Results: The care for premature children recently discharged from the NICU requires changes in family organization and health professionals are identified as the main source of information and safety. The involvement of all family members in early care is observed, and the child becomes the focus of the family, which shares a sense of joy and happiness, as well as fear and insecurity, about child care. Conclusion: The proximity to the child after discharge is reported by parents as positive; however, care can bring difficulties and uncertainties, reinforcing the importance of support from family members and health professionals.(AU)

Objetivo: Analizar cómo las familias experimentan el cuidado en casa de niños prematuros en la Unidad de Cuidados Intensivos Neonatales. Método: Examen cualitativo sistemático, realizado en 7 bases de datos electrónicas y construido según las directrices propuestas por el Instituto Joanna Briggs y la guía internacional PRISMA. Incluyó 27 estudios considerando: tipo de estudio; año de publicación; idioma; población y contexto del estudio y artículos disponibles en texto completo. Los estudios incluidos se evaluaron en cuanto a su calidad metodológica y posteriormente se leyeron íntegramente. Los datos cualitativos extraídos se agruparon en códigos y luego se analizaron. Resultados: El cuidado de niños prematuros El cuidado de niños prematuros que fueron dados de alta de la UCIN requiere cambios en la organización familiar y se identifica a los profesionales de la salud como la principal fuente de información y seguridad. Se observa la participación de todos los miembros de la familia en la atención temprana, y el niño se convierte en el centro de atención de la familia, que comparte una sensación de alegría y felicidad, miedo e inseguridad sobre el cuidado del niño. Conclusión: La proximidad al niño después del alta hospitalaria es considerada por los padres como algo positivo, sin embargo, la atención puede estar permeada por dificultades e incertidumbres, lo que refuerza la importancia del apoyo de los miembros de la familia y los profesionales de la salud(AU)
Descritores: Alta do Paciente
Recém-Nascido Prematuro
Família
Assistência Domiciliar
Cuidado do Lactente
Responsável: BR1259.1 - DIBIB - Divisão de Biblioteca


  9 / 537 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-580934
Autor: Soares, Deisi Cardoso.
Título: Vivenciando o ser prematuro extremo e sua família no contexto hospitalar e domiciliar / Living with the extreme premature and his family in the hospital and home context / Vivenciando el ser prematuro extremo y su familia en el contexto hospitalario y domiciliario
Fonte: Rev. eletrônica enferm;10(3):864-865, set. 2008.
Idioma: pt.
Resumo: A questão norteadora deste estudo surgiu, a partir da vivência profissional, em uma Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica. Para encontrar resposta a essa questão objetivou-se identificar como se processa o cuidado ao prematuro extremo no contexto hospitalar e domiciliar. Na trajetória metodológica utilizou-se uma abordagem qualitativa exploratória-descritiva, com três sujeitos prematuros extremos e suas famílias, internados na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, de um Hospital Universitário, no município do Rio Grande/RS. Para a coleta de dados foram construídos três roteiros, um para a observação sistemática, outro para a observação participante e o terceiro para a entrevista semi-estrutura contemplando a categoria pré-estabelecida: o processo de cuidado ao prematuro extremo. Além disso, utilizou-se um roteiro de identificação da família e da criança no hospital e outro para contextualização do domicilio. A coleta foi realizada de outubro de 2005 a agosto de 2006, através da observação sistemática durante a internação hospitalar e observação participante e entrevista semi-estruturada no domicilio. Dentre os resultados observou-se que: o processo de cuidado no domicílio foi influenciado pela presença materna durante a hospitalização do prematuro extremo; o suporte familiar beneficiou o cuidador, possibilitando segurança e tranqüilidade para o cuidado; os aspectos biológicos mereceram, por parte das mães, um destaque especial e se evidenciaram associados com a insegurança materna no cuidado; as orientações da equipe de saúde foram dadas de forma isolada, esporádicas, não sistemáticas e, portanto, não abrangendo todos os cuidados e necessidades individuais de cada criança, mesmo assim, influenciaram, positivamente, no cuidado domiciliar; o processo de cuidado inicia-se nos primeiros encontros da mãe com seu bebê, configurando-se no cuidado afetivo; os serviços de apoio à saúde existentes são distanciados do contexto domiciliar e oferecem apoio, especificamente, ao desenvolvimento biológico, não possuindo uma visão integral do desenvolvimento destas crianças. Evidenciou-se que os aspectos biológicos, psicossociais, espirituais e o cuidado são interdependentes e se processam em interação continua, possibilitando visualizar o recém-nascido prematuro extremo, como um ser humano único e diferente.

The guiding subject of this study appeared, starting fro m the professional daily in an Intensive Pediatric Therapy Unit. To find answer to this question it was aimed identifying how is the extreme premature care processed in the hospital and home context. In the methodological path an exploratory-descriptive qualitative approach was used, with three extreme prematures and their families, interned in the Unit of Neonatal Intensive Therapy, of an University Hospital, in the municipal district of Rio Grande/RS. For the collection of data three scripts had been constructed, one for the systematic observation, another one for the participant observation and the third for the half-structure interview contemplating the pre-established category: the process of care to the extreme premature. Moreover, it was used a script of family identification and of the child in the hospital and another one for home context . The collection was carried from October, 2005 to Augusf,2006, through the systematic observation during the hospital internment, participant observation and half-structured interview at home. Among the results it was observed that: the care process at home was influenced by the maternal presence during the hospitalization of the extreme premature; the family support benefitted the caretaker, making possible safety and peacefulness for the care; the biological aspects deserved, on the part of the mothers, a special prominence and they were evidenced associated with the maternal insecurity in the care; the orientations of the health team were given in isolated and sporadic way, no systematic and, therefore, not including all the cares and each child's individual need; even so, they influenced, positively, in the home care; the care process begins in the mother's first encounters with her baby, being configured in the affectionate care; the health support services that exist are distanced of the home context and they offer support, specifically, to the biological development, and they not possess an integral vision of these children's developments. It was evidenced that the biological , psychosocial, spiritual aspects and the care are interdependent and they are processed in continuous interaction, making possible to visualize the newly born extreme premature as a one and different human being.

La pregunta norteadora de este estudio surgió, a partir de la vivencia profesional, en una Unidad de Terapia Intensiva Pediátrica. Para encontrar respuesta a esa pregunta se tomó como objetivo identificar como se procesa el cuidado al prematuro extremo en el contexto hospitalario y domiciliario. En la trayectoria metodológica se utilizó una abordaje cualitativa, exploratoria, descriptiva., con tres sujetos prematuros extremos y sus familias, internados en al Unidad de Terapia Intensiva Neonatal de un Hospital Universitario, en el municipio de Río Grande/RS. Para la colecta de datos fueron construidos tres itinerarios, uno para la observación sistemática, otro para la observación participante y el tercero para la entrevista semi-estructurada contemplando la categoría pré-establecida: el proceso de cuidado al prematuro extremo. Más allá de esto, se utilizó de un itinerario de identificación de la familia del niño en el hospital y otro para contextualizar el domicilio. La colecta fue realizada de octubre de 2005 a agosto de 2006, a través de la observación sistémica durante la internación hospitalaria y observación participante y entrevista semi-estructurada en el domicilio. Entre los resultados se observó que: el proceso de cuidado en el domicilio fue influenciado por la presencia materna durante la hospitalización del prematuro extremo; el soporte familiar benefició al curador, posibilitando seguridad y tranquilidad para el cuidado; los aspectos biológicos merecieron, por parte de las madres, un destaque especial y se evidenciaron asociados con la inseguridad materna en el cuidado; las orientaciones del equipo de salud fueron dadas de forma aislada, esporádicas, no sistémica y por tanto no alcanzando todos los cuidados y necesidades individuales de cada niño, todavía así, influenciaron, positivamente, en el cuidado domiciliar; el proceso de cuidado se inicia en los primeros encuentros de la madre con su bebé, se configuró en el cuidado afectivo; los servicios de apoyo a la salud existentes son distanciados del contexto domiciliar y ofrecen apoyo, específicamente, al desenvolvimiento biológico, no teniendo una visión integral del desenvolvimiento de estos niños. Se evidenció que los aspectos biológicos, sicosociales, espirituales y de cuidados son interdependientes y se procesan en iteración continua, posibilitando visualizar el recién nacido prematuro extremo, como un ser humano único y diferente.
Descritores: Recém-Nascido Prematuro/crescimento & desenvolvimento
Cuidado do Lactente
-Enfermagem
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Lactente
Responsável: BR584.1 - Biblioteca Central BSCAN


  10 / 537 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-360480
Autor: Sastre Pérez, Maribel; Varca Hernández, Arciaris; Del Sol Arias, María A.
Título: Aplicación del proceso de atención de enfermería a lactantes de un área de salud / Application of the nursing care to infants in a health care area
Fonte: Rev. cuba. enferm;19(3), sept.-dic. 2003. tab.
Idioma: es.
Resumo: Se realizó un estudio descriptivo retrospectivo con el objetivo de valorar la aplicación práctica del Proceso de Atención de Enfermería a los lactantes del área de salud Cartagena en el municipio Rodas, Cienfuegos, durante el año 2001. Se seleccionaron mediante el método aleatorio simple una muestra de 114 lactantes del total de 228; a los que se les aplicó el Proceso de Atención de Enfermería. Se utilizó un formulario para recoger las siguientes variables: estado del lactante al nacer, morbilidad según tipo de lactancia y cálculo económico de la lactancia. El mayor número de lactantes fueron normales al nacer y hubo, al parecer, relación entre la morbilidad y la lactancia artificial, los lactantes con lactancia materna exclusiva durante los primeros 4 meses de vida presentaron baja morbilidad(AU)

He/she was carried out a retrospective descriptive study with the objective of valuing the practical application from the Process of Attention of Infirmary to the lactantes of the area of health Cartagena in the municipality Rodas, Cienfuegos, during the year 2001. They were selected by means of the simple aleatory method a sample of 114 lactantes of the total of 228; to those that were applied the Process of Attention of Infirmary. A form was used to pick up the following variables: state of the lactante when being born, morbilidad according to nursing type and economic calculation of the nursing. The biggest lactantes number went normal when being born and there was, apparently, relationship between the morbilidad and the artificial nursing, the lactantes with nursing maternal sole right during the first 4 months of life presented low morbilidad(AU)
Descritores: Atenção Primária à Saúde/normas
Aleitamento Materno/efeitos adversos
Estado Nutricional
Cuidado do Lactente/métodos
Cuidados de Enfermagem/métodos
-Epidemiologia Descritiva
Estudos Retrospectivos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional



página 1 de 54 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde