Base de dados : LILACS
Pesquisa : N02.421.143.130 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1079 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 108 ir para página                         

  1 / 1079 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-990818
Autor: Ceballos, Grey Y; Paula, Cristiane S; Ribeiro, Edith L; Santos, Darci N.
Título: Child and Adolescent Psychosocial Care Center service use profile in Brazil: 2008 to 2012
Fonte: Rev. bras. psiquiatr;41(2):138-147, Mar.-Apr. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To describe the service use profile of Child and Adolescent Psychosocial Care Centers (Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil [CAPSi]) in Brazil regarding diagnostic categories, sociodemographic aspects, and care modalities between 2008 and 2012. Methods: A descriptive, ecological study was performed using data from the Unified Health System regarding high-complexity procedure authorizations (Autorização de Procedimentos de Alta Complexidade [APAC]) for the period from 2008-2012. The variables sex, age, diagnosis (F00-F99 of ICD-10), and type of care provided were examined. The data were processed using TabWin and STATA version 12. Results: A total of 837,068 records were examined, each representing one visit to CAPSi. Most visits were by male users (68.8%). The most common diagnoses were hyperkinetic disorders (13%), pervasive developmental disorders (12.4%), and conduct disorders (8.4%). Conclusions: Behavioral and emotional disorders that usually appear during childhood or adolescence and psychological development disorders were frequent, with more than 50% of the latter comprising autism spectrum disorders. Regional differences were observed, with a higher presence of this diagnosis in the Southeast, while the North and Northeast had a high percentage of visits due to mental retardation.
Descritores: Serviços de Saúde da Criança/estatística & dados numéricos
Serviços de Saúde do Adolescente/estatística & dados numéricos
Transtornos Mentais/terapia
Serviços de Saúde Mental/estatística & dados numéricos
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Grupos Diagnósticos Relacionados
Distribuição por Idade
Transtornos Mentais/classificação
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 1079 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-952401
Autor: Sanine, Patricia Rodrigues; Zarili, Thais Fernanda Tortorelli; Nunes, Luceime Olivia; Dias, Adriano; Castanheira, Elen Rose Lodeiro.
Título: Do preconizado à prática: oito anos de desafios para a saúde da criança em serviços de atenção primária no interior de São Paulo, Brasil / From recommendations to practice: eight years of challenges for children's health in primary care services in the interior of São Paulo State, Brazil / De lo preconizado a la práctica: ocho años de desafíos para la salud infantil en los servicios de atención primaria en la zona interior de São Paulo, Brasil
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);34(6):e00094417, 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O presente artigo tem por objetivo identificar mudanças nos indicadores de organização da atenção à saúde da criança em serviços de atenção primária do Estado de São Paulo, Brasil. Pesquisa avaliativa desenvolvida por três séries de avaliações transversais com a participação de 81 serviços, envolvendo 32 municípios do centro-oeste paulista, que responderam ao instrumento Quali AB nos anos de 2007, 2010 e 2014. A análise utilizou 74 indicadores de saúde da criança e 7 de caracterização dos serviços. A comparação dos indicadores evidenciou mudanças na organização de ações de saúde da criança, com melhora da maioria dos indicadores em 2010 e manutenção, ou piora, em 2014, em relação a 2007. Conclui-se que os avanços preconizados pelas políticas de atenção à saúde da criança não têm se efetivado plenamente na organização da oferta da atenção integral, ainda que temas relevantes como obesidade infantil e violência sejam abordados em um pequeno número de serviços.

This article aims to identify changes in indicators for the organization of children's health services in primary care in the State of São Paulo, Brazil. An evaluative study was conducted with three series of cross-sectional evaluations with participation by 81 services, involving 32 municipalities (counties) in the central-west region of the state, who answered the Quali AB questionnaire in 2007, 2010, and 2014. The analysis used 74 children's health indicators and 7 services indicators. Comparison of the indicators evidenced changes in the organization of children's healthcare, with an improvement in the majority of the indicators in 2010 and maintenance or worsening in 2014, compared to 2007. In conclusion, children's health policy recommendations have not been fully realized in the organization of the supply of comprehensive care, although relevant issues such as childhood obesity and violence have been addressed by a few services.

El objetivo del presente artículo es identificar cambios en los indicadores de organización de la atención a la salud infantil en los servicios de atención primaria del estado de São Paulo, Brasil. Se trata de una investigación evaluativa, desarrollada por tres series de evaluaciones transversales con la participación de 81 servicios, involucrando a 32 municipios del centro-oeste paulista, que respondieron al instrumento Quali AB durante los años de 2007, 2010 y 2014. El análisis utilizó 74 indicadores de salud infantil y 7 de caracterización de los servicios. La comparación de los indicadores evidenció cambios en la organización de acciones de salud infantil, con una mejora de la mayoría de los indicadores en 2010 y un mantenimiento, o empeoramiento, en 2014, comparándolo con 2007. Se concluye que los avances preconizados por las políticas de atención a la salud infantil no se han hecho efectivos plenamente en la organización de la oferta de atención integral, aunque algunos temas relevantes como la obesidad infantil y la violencia sean abordados en un pequeño número de servicios de atención primaria.
Descritores: Atenção Primária à Saúde/organização & administração
Serviços de Saúde da Criança/organização & administração
Saúde da Criança/tendências
Saúde da Criança/estatística & dados numéricos
-Atenção Primária à Saúde/tendências
Atenção Primária à Saúde/estatística & dados numéricos
Brasil
Serviços de Saúde da Criança/tendências
Serviços de Saúde da Criança/estatística & dados numéricos
Estudos Transversais
Análise de Variância
Cidades/estatística & dados numéricos
Assistência à Saúde/tendências
Assistência à Saúde/estatística & dados numéricos
Promoção da Saúde/tendências
Promoção da Saúde/estatística & dados numéricos
Recursos em Saúde/tendências
Recursos em Saúde/estatística & dados numéricos
Pesquisa sobre Serviços de Saúde
Limites: Humanos
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 1079 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Collet, Neusa
Texto completo
Id: biblio-889856
Autor: Santos, Nathanielly Cristina Carvalho de Brito; Vaz, Elenice Maria Cecchetti; Nogueira, Jordana Almeida; Toso, Beatriz Rosana Gonçalves de Oliveira; Collet, Neusa; Reichert, Altamira Pereira da Silva.
Título: Presença e extensão dos atributos de atenção primária à saúde da criança em distintos modelos de cuidado / Presence and extent of primary care characteristics under different models for children's healthcare / Presencia y extensión de las particularidades de la atención primaria, relacionadas con la salud del niño, en distintos modelos de cuidado
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);34(1):e00014216, 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste estudo é avaliar qual modelo de atenção, entre unidade básica de saúde (UBS) tradicional e aquelas com Estratégia Saúde da Família (ESF), é mais orientado à atenção primária à saúde (APS) da criança, considerando a presença e a extensão dos atributos essenciais e derivados da APS. Foram entrevistados 1.484 familiares e ou cuidadores de crianças menores de 10 anos de idade cadastradas em unidades de saúde da família de João Pessoa na Paraíba, Brasil, e UBS tradicionais de Cascavel, e UBS mistas de Londrina, ambas no Paraná, Brasil. Para tanto, utilizou-se o Primary Care Assessment Tool Brasil, versão criança. Para análise utilizou-se o teste ANOVA one way paramétrica, para identificação de diferença estatisticamente significante entre os modelos de atenção, seguida do teste de comparação múltipla (post hoc) de Tukey, para apontar qual modelo apresentava diferença. Apesar de limitações no desenho do estudo, os achados levantam a hipótese de que a UBS mista é o modelo mais orientado à APS no cuidado à criança. Isso pode estar relacionado ao fato de que os diferentes modelos avaliados pertenciam a municípios diferentes, sem possibilidade de ajustar, na análise, as variáveis ligadas aos diferentes contextos. Assim, estudos futuros, com desenhos mais robustos, e ampliando para outros usuários e profissionais de saúde, poderão comprovar esta hipótese.

The aim of this study is to compare traditional primary care units and family health units to determine which of the two models is better oriented towards primary care for children, considering the existence and scope of essential and intermediate attributes of primary care. We interviewed a total of 1,484 parents and guardians of children under 10 years of age enrolled in family health units in João Pessoa, Paraíba State, Brazil, as well as in traditional primary care units in Cascavel, Paraná State, Brazil, and mixed primary care units in Londrina, Paraná State, Brazil. The Primary Care Assessment Tool Brazil, children's version, was used for this purpose. The parametric one-way ANOVA test was used to identify statistically significant differences between the models of care, followed by the Tukey post hoc multiple comparison test to identify which model presented differences. The study design's limitations notwithstanding, the findings raised the hypothesis that mixed primary care units were the model best oriented to primary care for children. The difference may relate to the fact that the different models belonged to different municipalities, without the possibility of adjusting the variables linked to the different contexts in the variables. Thus, this hypothesis may be proven by future studies with more robust designs and expanded to include other users and health professionals.

El objetivo de este estudio es evaluar cuál es el modelo de atención, entre la unidad básica de salud tradicional y aquellas con Estrategia de Salud de la Familia, que está más orientado a la atención primaria a la salud (APS) del niño, considerando la presencia y la extensión de las particularidades esenciales y derivadas de la APS. Fueron entrevistados 1.484 familiares y/o cuidadores de niños menores de 10 años de edad, registrados en unidades de salud de la familia de João Pessoa en Paraíba, Brasil, y unidades básicas de salud tradicionales de Cascavel, y unidades básicas de salud mixtas de Londrina, ambas en Paraná, Brasil. Para ello, se utilizó el Primary Care Assessment Tool Brasil, versión niños. Para el análisis se utilizó el test ANOVA one way paramétrico, con el fin de identificar las diferencias estadísticamente significativas entre los modelos de atención, seguidos del test de comparación múltiple (post hoc) de Tukey, para apuntar qué modelo presentaba diferencias. A pesar de las limitaciones en el diseño del estudio, los hallazgos sugieren la hipótesis de que la unidad básica de salud mixta es el modelo más orientado a la APS en el cuidado al niño. Esto puede estar relacionado con el hecho de que los diferentes modelos evaluados pertenecían a municipios diferentes, sin posibilidad de ajustar, en el análisis, las variables relacionadas con los diferentes contextos. Así, estudios futuros, con diseños más robustos, si se amplían a otros usuarios y profesionales de salud, podrían comprobar esta hipótesis.
Descritores: Atenção Primária à Saúde/métodos
Serviços de Saúde da Criança/estatística & dados numéricos
Saúde da Família
-Pais
Brasil
Cuidado da Criança
Saúde da Criança
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 1079 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-989525
Autor: Gonçalves, Tonantzin Ribeiro; Duku, Eric; Janus, Magdalena.
Título: Developmental health in the context of an early childhood program in Brazil: the "Primeira Infância Melhor" experience / Saúde desenvolvimental no contexto de um programa de primeira infância no Brasil: a experiência do Primeira Infância Melhor / Salud del desarrollo en el contexto de un programa de infancia temprana en Brasil: la experiencia "Primeira Infância Melhor"
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);35(3):e00224317, 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: Design and evaluation of early child development (ECD) programs are poorly documented in low- or middle-income countries. The study aimed to identify family and child characteristics associated with developmental health outcomes among children aged from 4 to 6 years who participated in the "Primeira Infância Melhor" - PIM (Better Early Childhood), a home visiting program in Rio Grande do Sul State, Brazil. We also evaluated the impact of PIM on developmental vulnerability at school entry using a comparison group. Multistage sampling was first used to select cities, then families, in different regions of the state, resulting in a sample of eight cities and 571 children (364 PIM; 207 comparison). We used a sociodemographic questionnaire, completed by parents, and the Early Development Instrument (EDI), completed by teachers. Among PIM children, lower family income, time of exit from the program, city, and younger age were associated with higher risk of developmental vulnerability and/or with lower mean scores in EDI domains. Multivariate analysis controlling for covariates found no differences between the study groups in EDI outcomes even though the gaps in equity of the outcomes were smaller in the PIM group. These results are discussed in the context of challenges faced by home visiting programs in addressing complex social conditions of high-risk families and difficulties in finding an adequate comparison group in communities where an ECD program is universally accessible. We also note the importance of setting structured and longitudinal monitoring systems together with the implementation of ECD policies.

O planejamento e avaliação de programas de desenvolvimento na primeira infância (DPI) são pouco documentados em países de renda baixa e média. O objetivo deste estudo foi identificar características familiares e infantis associadas a desfechos do saúde desenvolvimental em crianças com idade de 4 a 6 anos que participaram do Primeira Infância Melhor (PIM), um programa de visitas domiciliares do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Também avaliamos o impacto do PIM na vulnerabilidade no desenvolvimento no início da escolarização usando um grupo de comparação. Uma amostragem multi-etapas foi usada inicialmente para selecionar cidades, depois famílias, em diferentes regiões do estado, resultando numa amostra de oito cidades e 571 crianças (364 PIM; 207 comparação). Usamos um questionário sociodemográfico, respondido pelos pais, e o Instrumento de Desenvolvimento na Primeira Infância (EDI, em inglês), respondido pelos professores. Dentre as crianças do PIM, renda familiar mais baixa, tempo de saída do programa, cidade e menor idade estava associados a um risco maior de vulnerabilidade no desenvolvimento e/ou escores médios mais baixos nos domínios do EDI. A análise multivariada controlada por covariáveis não encontrou diferenças entre os grupos do estudo em termos dos desfechos do EDI, a despeito de as lacunas na equidade dos desfechos serem menores no grupo PIM. Esses resultados são discutidos no contexto dos desafios que programas de visitas domiciliares enfrentam para fazer frente às condições sociais complexas de famílias de alto risco e as dificuldades para encontrar um grupo de comparação adequado em comunidades onde um programa de DPI é universalmente acessível. Também apontamos a importância de estabelecer sistemas de monitoramento estruturados e longitudinais em conjunto com a implementação de políticas de DPI.

El diseño y evaluación de los programas para la infancia temprana (PIT) se han documentado escasamente en países de ingresos medios o bajos. El estudio tuvo como objetivo identificar familias y características de niños, asociándolas con resultados en cuanto a la salud del desarrollo, con edades comprendidas entre 4 y 6 años de edad, que participaron en el programa "Primeira Infância Melhor" -PIM (Primera Infancia Mejor). Un programa de visitas a domicilio en el estado de Río Grande do Sul, Brasil. También se evaluó el impacto del PIM, en cuanto a la vulnerabilidad de su desarrollo tras entrar en la escuela, usando un grupo de comparación. En primer lugar, se utilizó un muestreo por etapas múltiples para seleccionar ciudades, luego familias en diferentes regiones del estado, dando como resultado una muestra de ocho ciudades y 571 niños (364 PIM; 207 en el grupo de comparación). Se usó un cuestionario sociodemográfico, cumplimentado por los padres, y el Instrumento de Desarrollo Temprano (EDI, en inglés), completado por los profesores. Niños en el PIM, en familias con ingresos bajos, tiempo desde su salida del programa, ciudad, y contar con menor edad, estuvieron asociados con un riesgo más alto respecto a la vulnerabilidad del desarrollo y/o con puntuaciones promedio más bajas en el ámbito del EDI. El análisis multivariado al realizar controles de las covariables no encontró diferencias entre los grupos de estudio en los resultados EDI, incluso a pesar de las brechas, respecto a la equidad de los resultados, que fueron más pequeñas en el grupo PIM. Estos resultados se discutieron en el contexto de los desafíos a los que se enfrentan los programas de visitas a hogares, dirigidos a familias en condiciones sociales complejas de alto riesgo y con dificultades para encontrar un grupo de comparación, adecuado en comunidades, donde un programa PIT fuera accesible universalmente. También resaltamos la importancia de establecer sistemas estructurados y longitudinales de supervisión junto a la implementación de políticas PIT.
Descritores: Desenvolvimento Infantil
Serviços de Saúde da Criança/estatística & dados numéricos
Características da Família
Serviços de Assistência Domiciliar/estatística & dados numéricos
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Avaliação de Programas e Projetos de Saúde
Fatores Sexuais
Inquéritos e Questionários
Fatores Etários
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 1079 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Reis, Alberto Olavo Advíncula
Texto completo
Id: biblio-889653
Autor: Delfini, Patricia Santos de Souza; Bastos, Isabella Teixeira; Reis, Alberto Olavo Advincula.
Título: Peregrinação familiar: a busca por cuidado em saúde mental infantil / Family odysseys: the search for infant mental health care / Peregrinación familiar: la búsqueda de cuidado en salud mental infantil
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);33(12):e00145816, 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo: O objetivo foi analisar o itinerário percorrido por famílias de crianças atendidas em um Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil na busca por tratamento em saúde mental. Foram realizadas Observações Participantes do serviço estudado e Grupos Focais com familiares de crianças atendidas. A pesquisa qualitativa usou como aporte teórico-metodológico a Análise Institucional e o material foi discutido tendo em vista o modo de atenção psicossocial. A busca dos familiares quando se confrontam com o sofrimento psíquico de uma criança é um indicador privilegiado para aquilatar potencialidades e fragilidades na construção da rede de atenção, bem como para revelar o entendimento dos familiares a respeito dos problemas de saúde mental e seus tratamentos. Verificou-se a presença de forças contraditórias nas ações cotidianas de atenção, demonstrando ora a força transformadora do instituinte, ora a cristalização e manutenção do instituído. Nesse sentido, o modelo hegemonicamente instituído - focado na doença, fragmentando o sujeito e a atenção a ele dirigida - tem sido tensionado por uma força instituinte que propõe reposicionar o sujeito, bem como incorporar o sofrimento psíquico como integrante da saúde geral, articulando serviços e ações em um modelo de rede. A despeito do novelo de embaraços com os quais os familiares se deparam em sua peregrinação por cuidados, existem avanços que caminham na direção da atenção psicossocial e apontam para desafios a serem enfrentados. Tais avanços têm ancoragem nas tecnologias relacionais - acolhimento, vínculo, confiança e responsabilização entre os diversos atores envolvidos no cuidado.

Abstract: The aim was to analyze the peregrination of families of children treated in a Center for Psychosocial Care for Children and Adolescents in their search for mental health care. The study included participant observations at the clinic and focus groups with the children's families. The qualitative study used institutional analysis as the theoretical and methodological reference, and the material was discussed in light of the approach to psychosocial care. The families' search in the face of the child's psychological distress is a prime indicator for assessing strengths and weaknesses in building the network of care, and for revealing the families' understanding of their children's mental health problems and treatments. The study found contradictory forces at play in daily care, demonstrating both the provider's transformative force and occasionally the user's crystallization and maintenance. In this sense, the hegemonic model - disease-centered, fragmenting patients and their care - has been challenged by the instituting force that proposes to reposition the patient and incorporate psychological distress as part of overall health, linking services and actions in a model of care. Despite the tangled maze that families face in their peregrination for care, strides have been made in psychosocial care, while highlighting challenges. Such progress has been anchored in relational technologies (shelter, bonding, trust, and accountability) with the various actors involved in the care.

Resumen: El objetivo de este estudio fue analizar el itinerario recorrido por las familias de niños atendidos en un Centro de Atención Psicosocial Infantojuvenil, en búsqueda de un tratamiento de salud mental. Se realizaron Observaciones Participantes del servicio estudiado y Grupos Focales con familiares de niños atendidos. La investigación cualitativa utilizó como aporte teórico-metodológico el Análisis Institucional y el material se discutió, teniendo en vista la forma de atención psicosocial. La búsqueda de los familiares, cuando se enfrentan al sufrimiento psíquico de un niño, es un indicador privilegiado para aquilatar potencialidades y fragilidades en la construcción de la red de atención, así como para revelar la compresión de los familiares respecto a los problemas de salud mental y sus tratamientos. Se verificó la presencia de fuerzas contrapuestas en las acciones cotidianas de atención, bien sea la fuerza transformadora del instituyente, bien sea la cristalización de la atención y mantenimiento del instituido. En este sentido, el modelo hegemónicamente instituido -enfocado en la enfermedad, fragmentando al sujeto y la atención a él dirigida- ha sido tensionado por una fuerza instituyente, que propone reposicionar el sujeto, así como incorporar el sufrimiento psíquico, como integrante de la salud general, coordinando servicios y acciones en un modelo de red. A pesar del conjunto de situaciones embarazosas a las que se tienen que enfrentar los familiares en su peregrinación por los cuidados, existen avances que van en la dirección de la atención psicosocial y apuntan a desafíos que deben enfrentarse. Tales avances están anclados en las tecnologías de las relaciones -acogida, vínculo, confianza y responsabilización entre los diversos actores involucrados en el cuidado.
Descritores: Serviços de Saúde da Criança
Acesso aos Serviços de Saúde
Serviços de Saúde Mental
-Brasil
Família/psicologia
Grupos Focais
Pesquisa Qualitativa
Sistemas de Apoio Psicossocial
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 1079 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-988568
Autor: Amigo, Lais Sousa Mendes.
Título: Influência da alimentação e nutrição do recém-nascidos de muito baixo peso a partir do segundo semestre de vida / Influence of feeding and nutrition of very low birth weight infants from the second half of life.
Fonte: São Paulo; s.n; 20160000. 60 p.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução:O leite materno(LM)é o primeiro alimento do recém-nascido(RN), sendo de grande importância para o seu desenvolvimento por se adequar totalmente as suas necessidades,sendo capaz de nutrir,de modo adequado,as crianças nos primeiros seis meses de vida.Nos recém-nascidos prematuros (RNPT) o LM tem importante função imunológica e de maturação gastrintestinal, proporcionando menor incidências de infecções e morbidades perinatais, contribuindo diretamente para um menor tempo de internação. Objetivos: observar a alimentação e nutrição de RNPT em UTI neonatal e aos seis meses de vida, verificar se houve continuidade do aleitamento materno e a possível relação com a necessidade de reinternação pós alta e a presença de intercorrências infecciosas. Metodologia:Trata-sede um estudo transversal,retrospectivo do tipo interrelacional. Foi realizada no ambulatório do Hospital Municipal Maternidade Escola de Vila Nova Cachoeirinha,em crianças de ambos os sexos,com seis meses de idade, prematuras que precisaram ficar internados na UTI neonatal e estejam em acompanhamento ambulatorial. Aos seis meses,foi feita avaliação antropométrica com analise em curvas de crescimento .A partir de um questionário foram coletados dados de alimentação, amamentação e informações quanto ao estado de saúde das crianças até o presente momento.A partir dos prontuários foram coletados dados do período de internação no que se refere a amamentação e crescimento do RN.Resultados: Foram estudadas 25 crianças.No período da internação houve piora da curva de crescimento no que se refere ao peso e comprimento, porém no momento da consulta demonstraram adequação na curva de crescimento referente a todos os parâmetros antropométricos. Ao comparar as crianças em relação a presença de patologias após a alta hospitalar e a presença de aleitamento exclusivo em seio materno, o teste de Mc Nemar mostrou discordância significante entre os grupos. (P= 0,0490). Dos fatores estudados, o que apresentou o maior fator de inadequação foi referente da alimentação (P= 0,0011). Discussão: No nascimento, ocorre um aumento do seu gasto energético para manter novas funções vitais fora do ambiente uterino, ocorrendo assim perda de peso que apresenta intensidade e duração inversamente relacionada à IG e ao PN e diretamente relacionada à gravidade do quadro neonatal. A recuperação do crescimento "Catch-up" com aumento da velocidade de crescimento, ocorre após um período de crescimento lento ou ausente, permitindo recuperar a deficiência prévia. O LM tem fatores de proteção contra gastrenterites e na indução da resposta contra patologias do trato respiratório. Conclusão:Sugerese com este estudo que a amamentação com leite materno é um importante fator de proteção de patologias infecciosas no segundo semestre de vida de recém-nascidos prematuros, contribuindo para menores índices de infecções frequentes, e assim prevenindo a necessidade de reinternação após alta neonatal. Independentemente do tipo de aleitamento, os lactentes obtiveram adequação da curva de crescimento antes de completar o primeiro ano de vida. (AU)
Descritores: Aleitamento Materno
-Desenvolvimento Infantil
Serviços de Saúde da Criança
Tempo de Internação
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR45.1 - Biblioteca


  7 / 1079 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: biblio-986671
Autor: Rodrigues, Francisco Paulo Martins.
Título: Normas e condutas em neonatologia: serviço de neonatologia do departamento de pediatria da Santa Casa de São Paulo Faculdade de Ciências Médicas / Norms and conduct in neonatology: neonatology department of the pediatrics department of Santa Casa de São Paulo Faculty of Medical Sciences.
Fonte: São Paulo; Atheneu; 2008. 386 p. tab, ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Recém-Nascido
Serviços de Saúde da Criança
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Lactente
Responsável: BR45.1 - Biblioteca
BR45.1; WS420, R696n, 2008


  8 / 1079 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1094868
Autor: Safad, Marco Aurélio Palazzi.
Título: The intriguing features of COVID-19 in children and itsimpact on the pandemic / As características intrigantes da COVID-19 em crianc ̧as e seu impacto napandemia
Fonte: J. pediatr. (Rio J.);96, 2020.
Idioma: en.
Descritores: Serviços de Saúde da Criança/tendências
Infecções por Coronavirus/terapia
Infecções por Coronavirus/epidemiologia
Pandemias
Limites: Humanos
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 1079 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-830737
Autor: Teles, Fernanda Moreira; Resegue, Rosa; Puccini, Rosana Fiorini.
Título: Care needs of children with disabilities - Use of the Pediatric Evaluation of Disability Inventory / Necessidades de assistência à criança com deficiência - Uso do Inventário de Avaliação Pediátrica de Incapacidade
Fonte: Rev. paul. pediatr;34(4):447-453, Oct.-Dec. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective: To describe the care needs reported by caregivers of children with disabilities going through the school inclusion process using the Pediatric Evaluation of Disability Inventory. Methods: Cross-sectional study with 181 children aged 7-10 years with physical or mental disabilities, undergoing the inclusion process in elementary school in 2007. Location: 31 schools of the Regional Education Board-District of Penha, East Side the city of São Paulo. The children's care needs according to the caregivers were assessed in three areas-self-care, mobility and social function, using the Pediatric Evaluation of Disability Inventory, according to the following score: 5, Independent; 4, Supervision; 3, Minimum Assistance; 2, Moderate Assistance; 1, Maximum Assistance and 0, Total Assistance. For statistical analysis, we used Student's t-test and analysis of variance (ANOVA), with p<0.05 being statistically significant. Results: The lower means, with statistically significant differences, were observed for the items related to social function (55.8-72.0), followed by self-care functions (56.0-96.5); for all types of disabilities, except for children with physical disabilities, who had lower means for self-care (56.0) and mobility (63.8). Conclusions: Social function was the area referred to as the one that needed a higher degree of assistance from the caregiver and the Pediatric Evaluation of Disability Inventory is a tool that can help identify these needs and develop a more targeted intervention.

Resumo Objetivo: Descrever as necessidades de assistência referidas por cuidadores de crianças com deficiência em processo de inclusão escolar, por meio do Inventário de Avaliação Pediátrica de Incapacidade. Métodos: Estudo transversal com 181 crianças de 7-10 anos com deficiências físicas ou mentais, que se encontravam em processo de inclusão escolar no ciclo Fundamental I, em 2007. Local: 31 escolas da Diretoria Regional de Ensino - Distrito Penha, Zona Leste do Município de São Paulo. Foram avaliadas as necessidades de assistência do cuidador da criança em três áreas - autocuidado, mobilidade e função social, por meio do Inventário de Avaliação Pediátrica de Incapacidade, segundo a seguinte pontuação: 5 Independente, 4 Supervisão, 3 Assistência mínima, 2 Assistência moderada, 1 Assistência máxima e 0 Assistência total. Para análise estatística, usou-se o teste t de Student e análise de variância (Anova) e foi significativo p<0,05. Resultados: As menores médias, com diferença estatística, foram observadas para os itens relacionados à função social (55,8-72), seguidas das funções de autocuidado (56-96,5) para todos os tipos de deficiência, com exceção das crianças com deficiência física que apresentaram menores médias para autocuidado (56) e mobilidade (63,8). Conclusões: A função social foi a área referida como a que necessita de maior assistência do cuidador e o Inventário de Avaliação Pediátrica de Incapacidade é um instrumento que pode contribuir para identificar essas necessidades e para o desenvolvimento de uma intervenção mais dirigida.
Descritores: Serviços de Saúde da Criança
Serviços de Saúde para Pessoas com Deficiência
Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde
-Estudos Transversais
Avaliação da Deficiência
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Estudo Multicêntrico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 1079 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Id: biblio-1074085
Autor: Mattar, Maria Jósé Guardia(edt); Mariani Neto, Coríntio(edt).
Título: Banco de leite humano: quinze anos de funcionamento com qualidade - Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros - SES/SP / Human milk bank operation with 15 years of quality.
Fonte: São Paulo; SES/SP; 2003. 205 p. ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Bancos de Leite
Leite Humano
Serviços de Saúde
Serviços de Saúde da Criança
Limites: Feminino
Humanos
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; WX150, M436b



página 1 de 108 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde