Base de dados : LILACS
Pesquisa : N02.421.816 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 95 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 10 ir para página                        

  1 / 95 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120517
Autor: Silva, Cristiane dos Santos.
Título: Experiências do adoecimento de mulheres e homens com doença falciforme em comunidades rurais / Illness experiences of women and men with sickle cell disease in rural communities / Experiencias de la enfermedad de hombres y mujeres con enfermedad falciforme en comunidades rurales.
Fonte: Salvador; s.n; 2013. 132P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Esta pesquisa analisa as experiências do adoecimento de mulheres e homens com doença falciforme em comunidades rurais. Estas mulheres e homens se diferenciam das/os demais por terem origem e viverem em comunidades rurais, onde o contexto sociocultural se diferencia do contexto urbano, e confere características peculiares de vida e de existência a esse grupo social. Trata-se de um estudo qualitativo. A coleta de dados foi realizada em três distritos que fazem parte da zona rural de Feira de Santana, sendo eles Matinha, Jaíba e Maria Quitéria. Para a coleta de dados utilizou-se a entrevista semiestruturada gravada. Os dados foram organizados utilizando-se a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). Participaram 09 pessoas com doença falciforme, sendo 04 mulheres e 05 homens. Cinco tinham anemia falciforme enquanto que as quatro demais possuíam doença falciforme do tipo SC. A faixa etária variou entre 23 e 50 anos de idade. Sobre o estado civil, cinco deles/as são solteiros/as e os outros quatro se distribuíram entre casados/as, vivendo em união estável ou divorciados/as. Quanto à raça/cor da pele, o grupo estudado classificou-se como pardos/as e pretos/as. Com relação à escolaridade, quatro possuem ensino médio completo, dois possuem ensino fundamental incompleto e uma pessoa tem ensino fundamental completo. Possuem como ocupação auxiliar de produção, lavradora, trabalhadora doméstica, pintor, cobrador de transporte alternativo, biscateiro, do lar e sem ocupação. Dados sobre a renda mensal evidenciaram que, a maior parte destas pessoas, possui renda entre um e dois salários mínimos ou até inferior a um salário mínimo. A maioria deles/as também afirmou não receber qualquer benefício como fonte de renda; porém dois recebem aposentadoria por invalidez e uma recebe bolsa família. Quanto à religião, prevaleceram a protestante e a católica, respectivamente. A partir dos discursos pode-se pensar que o marco definitivo da experiência da enfermidade das mulheres e homens desse estudo é o momento do diagnóstico, e que tal circunstância demarca um estado de mudança de vida. Este estudo chama atenção para as peculiaridades do contexto de vida de pessoas com doença falciforme da zona rural, que em muitos aspectos difere daquele da zona urbana por conta das desigualdades de gênero, de raça e culturais que se inscrevem num conjunto de outras desigualdades sociais e elaboram situações de desvantagens socias entre pessoas da zona rural e da zona urbana. A vivência cotidiana com a doença falciforme é também demarcada por sentimentos negativos com relação a si próprio/a e à doença, mas estas pessoas encontram suporte emocional, financeiro, familiar e espiritual que funciona como uma rede que os ajuda a superar as adversidades da vida cotidiana. Conforme foi trazido nos discursos, a doença falciforme interfere em todo o cotidiano de homens e mulheres, os quais aprendem no dia a dia a conviver com a doença e suas complicações. A dor é o sinal que está mais presente e que constantemente ameaça a vida e as possibilidades de viver com mais qualidade, afetando diretamente o trabalho, a vida social, familiar, afetiva e sexual.(AU)
Descritores: População Rural
Serviços de Saúde Rural
Enfermagem Rural
Anemia Falciforme
-Zona Rural
Estratégia Saúde da Família
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  2 / 95 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1117397
Autor: Codó, Carolina.
Título: Puesto Sanitario El Chaltén, provincia de Santa Cruz / Health centre in El Chaltén, province of Santa Cruz
Fonte: Salud(i)ciencia (Impresa) = Salud(i)ciencia (En linea);21(8):880-882, abr. 2016.
Idioma: es.
Descritores: Argentina
Atenção Primária à Saúde
Serviços de Saúde Rural
Casas de Saúde
Tipo de Publ: Entrevista
Responsável: AR392.1 - Biblioteca


  3 / 95 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Alves, Marília
Texto completo
Id: biblio-1020540
Autor: Oliveira, Arleusson Ricarte de; Sousa, Yanna Gomes de; Diniz, Ítalo Vinícius Albuquerque; Medeiros, Soraya Maria de; Martiniano, Cláudia; Alves, Marília.
Título: The daily routine of nurses in rural areas in the Family Health Strategy / El cotidiano de enfermeros en áreas rurales en la Estrategia Salud de la Familia / O cotidiano de enfermeiros em áreas rurais na estratégia saúde da família
Fonte: Rev. bras. enferm;72(4):918-925, Jul.-Aug. 2019.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: to analyze the daily work of rural Family Health Strategy (FHS) nurses. Method: a qualitative, descriptive and exploratory research. The data were collected with eleven rural nurses of the city of Campina Grande, Paraíba State, through semi-structured interviews, between January and March of 2017, using Content Analysis. Results: rural nurses have a strong relationship with the population. However, they reveal a daily work with various organizational barriers that range from the team displacement to the workplace to the operationalization of health actions, which are mediated by the characteristics of rurality. Some of these barriers can be remedied by a more proactive action from the management. Final considerations: conditioned by the characteristics of rurality, the differentiated dynamics work reveal weaknesses in the quality of nursing care and lower effectiveness of the FHS.

RESUMEN Objetivo: analizar el cotidiano de trabajo de enfermeros de la Estrategia Salud de la Familia (ESF) que actúan en áreas rurales. Método: investigación cualitativa, descriptiva-exploratoria. Los datos fueron recolectados con once enfermeros del área rural del municipio de Campina Grande-PB, a través de entrevistas semiestructuradas, entre enero y marzo de 2017, con análisis a partir del Análisis de Contenido. Resultados: los enfermeros de las áreas rurales tienen relación de vínculo intensa con la población. Sin embargo, revelan un cotidiano de trabajo con varias barreras organizacionales que van desde el desplazamiento del equipo al lugar de trabajo a la operacionalización de las acciones de salud, siendo estas mediadas por las características de la ruralidad. Algunas de esas barreras pueden ser sanadas por la acción más propositiva de la gestión. Consideraciones finales: la dinámica de trabajo diferenciada, condicionada por las características propias de la ruralidad, revelan fragilidades en la calidad de la asistencia de enfermería y menor efectividad de la ESF.

RESUMO Objetivo: analisar o cotidiano de trabalho de enfermeiros da Estratégia Saúde da Família (ESF) que atuam em áreas rurais. Método: pesquisa qualitativa, descritiva-exploratória. Os dados foram coletados com onze enfermeiros da área rural do município de Campina Grande-PB, por meio de entrevistas semiestruturadas, entre janeiro e março de 2017, com análise a partir da técnica de Análise de Conteúdo. Resultados: os enfermeiros das áreas rurais têm relação de vínculo intensa com a população, no entanto, revelam um cotidiano de trabalho com várias barreiras organizacionais que vão desde o deslocamento da equipe ao local de trabalho à operacionalização das ações de saúde, sendo essas mediadas pelas características da ruralidade. Algumas dessas barreiras podem ser sanadas pela ação mais propositiva da gestão. Considerações finais: a dinâmica de trabalho diferenciada, condicionada pelas características próprias da ruralidade, revelam fragilidades na qualidade da assistência de enfermagem e menor efetividade da ESF.
Descritores: Saúde da Família/tendências
Serviços de Saúde Rural/tendências
Programas Governamentais/métodos
Enfermeiras e Enfermeiros/tendências
-Brasil
Local de Trabalho/normas
Local de Trabalho/psicologia
Pesquisa Qualitativa
Programas Governamentais/tendências
Política de Saúde
Programas Nacionais de Saúde/tendências
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 95 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-753287
Autor: Mejía, Christian R; Quiñones-Laveriano, Dante M.
Título: SERUMS y la migración de médicos: a propósito de una cohorte de médicos de Lima: [Cartas al Editor] / “SERUMS” program (Rural and urban margin health care service) and migration of doctors: regarding a cohort of doctors in Lima: [Cartas al Editor]
Fonte: Rev. peru. med. exp. salud publica;32(2):405-406, abr.-jun. 2015. tab.
Idioma: es.
Descritores: Distribuição de Médicos
RECURSOS HUMANOS EN SALUD
Serviços de Saúde Rural
Trabalhadores Rurais
-Estudos de Coortes
Peru
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Carta
Responsável: PE14.1 - Biblioteca de la Sede Central


  5 / 95 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-640407
Autor: Lara, Maristela Oliveira; Brito, Maria José Menezes; Rezende, Lilian Cristina.
Título: Aspectos culturais das práticas dos Agentes Comunitários de Saúde em áreas rurais / The cultural aspects of the Practice of Community Health agents in rural areas / Aspectos culturales de las prácticas de Agentes Comunitarios de Salud en áreas rurales
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;46(3):673-680, jun. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O cotidiano dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) é permeado de ações educativas direcionadas para os cuidados preventivos e promoção da saúde. O universo sociocultural deles pode influenciar a dinâmica da prática com a comunidade, especificamente nas áreas rurais, onde evidencia-se a expectativa da população em obter resposta aos processos relativos à doença por meio dos ritos culturais. A partir de um estudo de caso, buscou-se analisar a influência das práticas culturais dos agentes de uma área rural do interior de Minas Gerais. A análise revelou a presença de forte ligação da cultura em suas atividades. Crenças religiosas, saberes constituídos da fusão de conhecimentos biomédicos e valores baseados nas tradições familiares sobre o processo saúde-doença influenciam diretamente em suas práticas. Ressalta-se sua importância como facilitador do trabalho na saúde, sendo positiva a semelhança da experiência de vida e culturas herdadas com as dos usuários, dessa forma, torna-se possível o desenvolvimento de suas atividades.

The daily practice of Community Health Agents (CHAs) is permeated with educational interventions aimed at preventive care and health promotion. The sociocultural universe of these professionals can affect the dynamics of their practice within the community, particularly in rural areas, where there is evidence that the population expects to obtain information relative to their health and/or disease by means of cultural rites. Based on a case study, we sought to analyze the influence of the cultural practices of the agents working in a rural area in the interior of the state of Minas Gerais. The analysis revealed the presence of a strong connection between the culture and their activities. Religious beliefs and knowledge developed from the fusion of biomedical information and values based on family tradition regarding the health-disease process have a direct effect on their practices. It is emphasized that they have an important role as facilitators in the practice of health care, with a positive effect stemming from the similarity of their life experiences and inherited cultures with those of the clients, thus making it possible to develop effective interventions.

El cotidiano del Agente Comunitario de Salud (ACS) está impregnado de acciones educativas dirigidas a cuidados preventivos y promoción sanitaria. Su universo sociocultural puede influir en la dinámica de la práctica con la comunidad, específicamente en áreas rurales, donde se evidencia expectativa de la población en obtener respuestas a procesos relativos a la enfermedad mediante supuestos culturales. Mediante un estudio de caso, se buscó analizar la influencia de las prácticas culturales de agentes de área rural del interior de Minas Gerais. El análisis demostró presencia de fuerte vínculo cultural en sus actividades. Creencias religiosas, saberes que fusionan conocimientos biomédicos y valores tradicionales familiares sobre el proceso salud-enfermedad, influyen directamente en sus prácticas. Se resalta su importancia como facilitador del trabajo en salud, viéndose positivamente la semejanza de experiencias de vida y culturales heredadas con las de los pacientes, volviendo posible el desarrollo de sus actividades.
Descritores: Agentes Comunitários de Saúde
Características Culturais
Saúde da População Rural
Serviços de Saúde Rural
-Brasil
Limites: Adulto
Feminino
Humanos
Masculino
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 95 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Almeida, Paulo Cesar de
Texto completo
Id: biblio-960797
Autor: Marques, Juliana Freitas; Áfio, Aline Cruz Esmeraldo; Carvalho, Luciana Vieira de; Leite, Sarah de Sá; Almeida, Paulo César de; Pagliuca, Lorita Marlena Freitag.
Título: Acessibilidade física na atenção primária à saúde: um passo para o acolhimento / Accesibilidad física en la atención primaria de salud: un paso más para la acogida / Physical accessibility in primary healthcare: a step towards the embracement
Fonte: Rev. gaúch. enferm;39:e20170009, 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo OBJETIVO: Avaliar acessibilidade física da recepção de unidades de atenção primária à saúde. MÉTODO: Pesquisa descritiva, quantitativa, para mapear acessibilidade do espaço físico da área de recepção em 157 unidades de saúde, entre agosto de 2014 a maio de 2015, na região do maciço de Baturité, Ceará, Brasil. Os dados foram coletados com instrumento tipo check-list e para análise utilizou-se frequências absolutas, relativas, teste binomial e teste de verossimilhança, com significância estatística de p<0,05. RESULTADOS: Dos itens analisados, escadas (24,8%), rampas (47,1%) e piso (75,8%) foram inacessíveis na maioria das unidades de saúde. Comparando zona urbana e rural, área de circulação (0,7x; p=0,293), balcão (0,4x; p=0,010), assento (0,7x; p=0,758) e bebedouros (0,7x; p=0,736) tiveram maior inacessibilidade na zona urbana. CONCLUSÃO: O acesso das pessoas com deficiência física na atenção primária deve ser visto como prioridade; existem barreiras físicas, arquitetônicas e mobiliárias que comprometem o acolher integralmente do usuário.

Resumen OBJETIVO Evaluar la accesibilidad física de la recepción de las unidades de atención primaria de la salud. MÉTODO Investigación descriptiva y cuantitativa para mapear la accesibilidad del espacio físico de la zona de recepción en 157 unidades de salud, entre agosto 2014 y mayo 2015, en la región del cerrado de Baturité, Ceará, Brasil. Se recolectaron los datos a través del instrumento tipo check-listy, y los mismos se analizaron mediante frecuencias absolutas, relativas, prueba binomial y la prueba de probabilidad, con significación estadística de p <0,05. RESULTADOS De los elementos analizados, escaleras (24,8%), rampas (47,1%) y piso (75,8%) la mayoría de las unidades de salud era inaccesible. Comparando las áreas urbanas con las rurales, las áreas de circulación (0,7x; p = 0,293), las barras (0,4 x; p = 0,010), los asientos (0,7x; p = 0,758) y los bebederos (0,7x; p = 0,736 ) presentaron mayor inaccesibilidad en el área urbana. CONCLUSIÓN El acceso de las personas con discapacidad física en la atención primaria debe ser percibido como una prioridad. Existen barreras físicas, arquitectónicas y mobiliarias que comprometen la acogida integral del usuario.

Abstract OBJECTIVE To assess the physical accessibility from the front desk of primary healthcare units. METHOD: Descriptive and quantitative research to map the accessibility of the physical space in 157 health units, between August 2014 and May 2015, in the region of Baturité, Ceará, Brazil. The data were collected using a checklist instrument type, and absolute and relative frequencies, binomial and verisimilitude tests for statistical analysis, with statistical significance of p <0.05 were used. RESULTS Of the analyzed items, stairs (24.8%), ramps (47.1%) and floors (75.8%) were inaccessible in most health units. Comparing urban and rural areas, circulation area (0.7x, p=0.293), counter (0.4x, p=0.010), seat (0.7x, p=0.758) and drinking fountain (0.7x, p=0.736) were more inaccessible in the urban area. CONCLUSION The access of persons with physical disabilities to primary care should be seen as a priority. There are physical, architectural and furniture barriers that compromise the full embracement of the user.
Descritores: Acessibilidade Arquitetônica
Atenção Primária à Saúde
Acesso aos Serviços de Saúde
-Brasil
Pessoas com Deficiência
Barreiras de Comunicação
Serviços Urbanos de Saúde
Serviços de Saúde Rural
Decoração de Interiores e Mobiliário
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 95 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1096101
Autor: Perú. Ministerio de Salud; .Dirección General de Personal de la Salud.
Título: Modificación a los artículos de la Ley N° 23330, Ley del Servicio Rural y Urbano Marginal de Salud / Modification to the articles of Law N ° 23330, Law of the Rural and Marginal Urban Health Service.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud; 20200400. 10 p.
Idioma: es.
Resumo: El documento contiene la modificatoria de los artículos 11, 24, 26, 32 y la Sexta Disposición Final del Reglamento de la Ley N° 23330 del Servicio Rural y Urbano Marginal de Salud.
Descritores: Guias como Assunto
Serviços de Saúde Rural
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  8 / 95 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-681013
Autor: Moreno-Loaiza, Milagros; Mamani-Quispe, Patricia Verónika; Moreno-Loaiza, Oscar.
Título: Diferencias entre el promedio ponderado promocional y la nota del Examen Nacional de Medicina en el proceso de adjudicación de plazas para el Servicio Rural y Urbano Marginal de Salud / Differences between the promotional weighted average and the National Medical Test degree in the process of getting a vacancy for the Rural and Suburban Health Service
Fonte: Rev. peru. med. exp. salud publica;30(2):360-362, abr.-jun. 2013. ilus, tab.
Idioma: es.
Descritores: Competência Clínica/estatística & dados numéricos
Seleção de Pessoal/normas
Serviços de Saúde Rural
Serviços de Saúde Suburbana
-Peru
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 95 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-681003
Autor: Vásquez-Sullca, Roy R.; Saco-Méndez, Santiago; Pereira-Victorio, César J..
Título: El internado rural como acercamiento a la atención primaria en salud, la experiencia de una universidad de Cusco, Perú / Rural internship as an approach to primary health care -the experience of a university in Cusco, Peru
Fonte: Rev. peru. med. exp. salud publica;30(2):344-345, abr.-jun. 2013. ilus, tab.
Idioma: es.
Descritores: Internato e Residência
Atenção Primária à Saúde
Serviços de Saúde Rural
-Peru
Universidades
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 95 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-680985
Autor: Mejia, Christian R.; Quiñones-Laveriano, Dante M.; Espinoza, Klaudia G.; Quezada-Osoria, Claudia.
Título: Deficiente cobertura de aseguramiento a médicos durante el servicio rural y urbano-marginal en Perú / Poor coverage insurance in medical graduates for the service rural and urban-marginal in Peru
Fonte: Rev. peru. med. exp. salud publica;30(2):220-223, abr.-jun. 2013. ilus, graf, tab.
Idioma: es.
Resumo: Con el objetivo de determinar la cobertura del aseguramiento en salud que recibieron los médicos recién graduados de universidades de Lima, que realizaron el Servicio Rural y Urbano Marginal en Salud (SERUMS) durante el periodo 2012 - 2013, realizamos un seguimiento mensual de los datos de afiliación al Seguro Social de Salud (Essalud). De un total de 290 médicos el 6,6% (19) tenía activado su seguro al fin de los tres primeros meses, incrementándose al 72% (209) el último mes, el 26,2% no tuvieron afiliación en ninguno de los meses. Se encontraron diferencias en la cobertura de aseguramiento según entidad que regula la sede (p<0,01), el sexo del médico (p=0,03) y la clasificación de pobreza de la sede (p=0,02). Se concluye que existe una deficiente cobertura de aseguramiento hacia los profesionales que realizan atención primaria de la salud en zonas alejadas del país, lo cual es un problema que debe ser vigilado.

The aim of this study was to describe the concentration of lead in umbilical cord blood (UCB) of neonates born from primiparous women who live in northern Lima. A cross sectional study was carried out at Cayetano Heredia National Hospital, from July 2011 to January 2012. 100 neonates born from primiparous women who lived in northern Lima in the previous 5 years or more were included. Umbilical cord lead levels were measured by the atomic adsorption method, and the demographic information and risk factors of the neonates were filled in a patient record designed to this purpose. 30% of the neonates had concentration of lead in UCB that was considered as increased risk (= 3,0 µg/dL), 16% of the cases had had toxic concentration of lead in UCB (= 5 µg/dL). We conclude that there are a high percentage of neonates contaminated with lead in the northern Lima.
Descritores: Cobertura do Seguro/estatística & dados numéricos
Médicos
Serviços de Saúde Rural
Serviços Urbanos de Saúde
-Peru
Limites: Adulto
Feminino
Humanos
Masculino
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 10 ir para página                        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde