Base de dados : LILACS
Pesquisa : N03.219.151.125 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1513 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 152 ir para página                         

  1 / 1513 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-729288
Autor: Coelho, Otávio Rizzi; Romano, Luís Felipe Rodrigues dos Santos Carvalho.
Título: Desafio do diagnóstico da doença coronária aterosclerótica coronária subclínica / Challenge in diagnosis of subclinical coronary disease
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;24(1):10-16, jan.-mar. 2014.
Idioma: pt.
Resumo: A doenças aterosclerótica coronariana (DAC) continua sendo a principal causa de morte. Consequentemente, há interesse crescente no diagnóstico de DAC em assintomáticos. Entretanto, existem alguns questionamentos acerca da indicação e custo-benefício de tal rastreamento, bem como qual ferramenta diagnóstica seria a mais adequada. A DAC obstrutiva pode ocorrer em pacientes pouco sintomáticos ou mesmo assintomáticos, o pode ocorrer progredir rapidamente. A primeira manifestação clínica pode ser angina instável, infarto do miocárdio, ou mesmo morte súbita. A justificativa para a detecção precoce da DAC é que seu diagnóstico nos estágios subclínicos pode permitir a identificação dos indivíduos com risco aumentado de eventos cardíacos adversos e a instituição de tratamento adequado nos indivíduos de alto risco pode melhorar o prognóstico. De acordo com as diretrizes atuais, em pacientes assintomáticos, o teste ergométrico é recomendado apenas em pacientes de alto risco cardiovascular com ECG interpretável e paciente capas de se exercitar. Outros testes diagnósticos não invasivos como ecocardiografia de estresse, ressonância cardíaca de estresse, cintilografia miocárdica, escore de cálcio, angiotomografia coronária só são recomendados em casos selecionados após julgamento clínico. Esses exames são mais adequados em pacientes com ECG não passível de interpretação adequada no teste ergométrico convencional e em pacientes não capazes de se exercitar, com alto risco cardiovascular. Não é recomendado o rastreamento de rotina de DAC em assintomáticos com baixo risco cardiovascular. Naqueles com risco intermediário, os exames mais adequados, levando em consideração o julgamento clínico e o riso-benefício do exame, são o teste ergométrico convencional e o escore de risco.

Coronary heart disease (CHD) remains the leading cause of mortality. There is na increasing interest in the diagnosis of CHD when patients are still asymptomatic. However, questions remaing regarding the appropriateness and cost effectiveness of screening and the best test. Obstructive CHD can exist with few or no symptoms, and can progress rapidly. The The first clinical manifestations can be: acute myocardial infarction (MI), unstable angina, or sudden cardiac death. The explanation for early detection of CHD is that detection during the subclinical stages of disease might permit the identification of patients at increased risk of na acute cardiac event and that appropriate therapy might improve the prognosis of those at high risk. Based on last guidelines, exercise testing in recommended in asymptomatic adults with high cardiovascular risk, able to exercise, and with interpretable ECG. Other non-invasive tests such as stress echocardiography, cardiac resonance, nuclear imaging, coronary tomography, calcium quantification, are only recommended in selected cases after clinical assessment. These tests are more adequate in patients with no interpretable ECG or not able recommended routine screening of CHD in asymptomatic adults with low cardiovascular risk. In those with moderate risk, exercise testing and calcium coronary quatification may be recommended, after clinical assessment.
Descritores: Aterosclerose/diagnóstico
Doença da Artéria Coronariana/diagnóstico
Fatores de Risco
Teste de Esforço/efeitos adversos
Valor Preditivo dos Testes
-Análise Custo-Benefício
Cintilografia/métodos
Cálcio
Diabetes Mellitus
Doenças Assintomáticas
Eletrocardiografia/métodos
Guias como Assunto/normas
Prognóstico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  2 / 1513 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-891394
Autor: Aguiar Jr, Pedro Nzareth; Barreto, Carmélia Maria Noia; Gutierres, Bárbara de Souza; Tadokoro, Hakaru; Lopes Jr, Gilberto de Lima.
Título: Cost effectiveness of chemohormonal therapy in patients with metastatic hormone-sensitive and non-metastatic high-risk prostate cancer / Custo-efetividade da adição de quimioterapia ao tratamento hormonal do câncer de próstata metastático sensível a hormônio ou localizado de alto risco
Fonte: Einstein (Säo Paulo);15(3):349-354, July-Sept. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To assess the cost-effectiveness of chemohormonal therapy in patients with metastatic hormone-sensitive and non-metastatic high-risk prostate cancer. Methods An analytical decision model was developed to determine the cost-effectiveness of chemohormonal therapy versus androgen deprivation therapy alone in patients with metastatic hormone-sensitive prostate cancer and patients with non-metastatic high-risk prostate cancer. The cost-effectiveness in metastatic patients with a high-volume disease was assessed separately. The model used data from randomized clinical trials and drug acquisition costs in Brazil. In addition, the costs of post-progression therapies have been included in this model. The benefits to health are expressed as the quality-adjusted life-years, and the incremental cost-effectiveness ratios were calculated. Results Chemohormonal therapy may be associated with improved quality-adjusted life-years for all patient. The improvement was more than six times greater for patients with high-volume metastatic disease. In these patients, the incremental cost-effectiveness ratios were up to 74% lower than the incremental cost-effectiveness ratios of patients with non-metastatic disease. Conclusion Chemohormonal therapy has been more cost-effective in patients with high-volume metastatic disease.

RESUMO Objetivo Avaliar a relação custo-efetividade da adição de quimioterapia hormonal em pacientes com câncer de próstata metastático sensível a hormônio ou localizado de alto risco. Métodos Um modelo de decisão analítico foi desenvolvido para determinar o custo-efetividade da adição de quimioterapia versus a monoterapia de privação de andrógeno para pacientes com câncer de próstata metastático hormônio-sensível e pacientes de alto risco com câncer de próstata não metastático. O custo-efetividade em pacientes metastáticos com um alto volume da doença foi verificado isoladamente. Os dados do modelo foram obtidos de ensaios clínicos randomizados utilizando custos de aquisição de medicamentos no Brasil. Os custos de terapias pós-progressão também foram incluídos no modelo. Os efeitos foram expressos em anos de vida ajustados por qualidade, e foram calculadas as razões de custo-efetividade incremental. Resultados A adição de quimioterapia levou a um ganho de anos de vida ajustados por qualidade para todos os doentes. Este incremento foi seis vezes maior para os pacientes com doença metastática de alto volume. Nestes pacientes, as taxas do custo incremental por anos de vida ajustados por qualidade foram até 74% mais baixos do que o aumento das taxas dos pacientes com doença não metastática. Conclusão A adição de quimioterapia foi mais custo-efetiva para pacientes com doença metastática de alto volume.
Descritores: Neoplasias da Próstata/economia
Análise Custo-Benefício
Anos de Vida Ajustados por Qualidade de Vida
Antineoplásicos Hormonais/administração & dosagem
Taxoides/administração & dosagem
Antagonistas de Receptores de Andrógenos/administração & dosagem
-Neoplasias da Próstata/mortalidade
Neoplasias da Próstata/tratamento farmacológico
Protocolos de Quimioterapia Combinada Antineoplásica/economia
Resultado do Tratamento
Docetaxel
Limites: Humanos
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 1513 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Moreira, Luis Fernando
Texto completo
Id: lil-787901
Autor: Reis, Audrey Machado dos; Kabke, Geórgia Brum; Fruchtenicht, Ana Valéria Gonçalves; Barreiro, Taiane Dias; Moreira, Luis Fernando.
Título: Cost-effectiveness of perioperative immunonutrition in gastrointestinal oncologic surgery: a systematic review / Custo-benefício da imunonutrição perioperatória em cirurgia oncológica do trato gastrointestinal: uma revisão sistemática
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;29(2):121-125tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Introduction: Costs, length of hospital staying and morbidity are frequently and significantly increased as a result of infections and other complications following surgical procedure for gastrointestinal tract cancer. Recently, improving host defence mechanisms have become a target of interest. Immunonutrition aims at improving immunity, most likely providing key nutrients to maintain T-lymphocyte and other host defence. Aim : To evaluate the immunonutrition in cancer patients who are operated by digestive diseases and assess the cost-effectiveness of this supplementation. Methods: This study consisted of a systematic review of the literature based on reference analyses retrieved from current databases such as PubMed, Lilacs and SciELO. The search strategy was defined by terms related to immunonutrition [immunonutrition, arginine, omega-3 and nucleotides] in combination with [costs, cost-effective and cost-effectiveness] as well as [gastrointestinal cancer surgery, oesophageal, gastric or pancreatic surgery] in English, Portuguese or Spanish language. For cost analyses, currencies used in the manuscripts were all converted to American dollars (US$) in order to uniform and facilitate comparison. Six prospective randomized studies were included in this review. Conclusion: The cost-effectiveness was positive in most of studies, demonstrating that this diet can significantly reduce hospital costs in the North hemisphere. However, similar studies needed to be carried to determine such results among us.

RESUMO Introdução: Custos, tempo de hospitalização e morbidade estão frequentemente aumentados na presença de infecções e outras complicações decorrentes de procedimentos cirúrgicos para o câncer gastrointestinal. Recentemente, a melhora de mecanismos de defesa do hospedeiro tem se tornado um alvo de interesse. Nutrição adequada está fortemente relacionada com competência imune e redução de infeções. Imunonutrição objetiva a melhora da imunidade, principalmente para manutenção de linfócitos-T e outras defesas. Objetivo : Avaliar a imunonutrição em pacientes oncológicos que são operados por doenças do aparelho digestivo e avaliar a relação custo-eficácia desta suplementação. Métodos: Revisão sistemática da literatura baseada nas bases de dados PubMed, Lilacs e SciELO. A busca foi realizada com combinação de descritores em inglês e português relacionados ao tema da revisão: [immunonutrition, arginine, omega-3, nucleotides] combinado com [costs, cost-effective, cost-effectiveness] e [gastrointestinal cancer surgery, oesophageal, gastric or pancreatic surgery]. Para análise de custos, moedas usadas nos artigos foram todas convertidas para dólar americano. Seis estudos randomizados prospectivos foram incluídos nesta revisão. Conclusão: O custo-benefício foi positivo na maioria dos estudos, sugerindo que este tipo de dieta reduz significativamente os custos hospitalares nos países do hemisfério norte. Contudo, estudos similares de custo-benefício devem ser realizados para definir o real custo-benefício em nosso meio.
Descritores: Análise Custo-Benefício
Assistência Perioperatória/economia
Dieta/economia
Neoplasias Gastrointestinais/cirurgia
Neoplasias Gastrointestinais/economia
Imunoterapia/economia
-Procedimentos Cirúrgicos do Sistema Digestório
Assistência Perioperatória/métodos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 1513 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-989781
Autor: Aguiar Jr, Pedro Nazareth; Tan, Pui San; Simko, Sarah; Barreto, Carmelia Maria Noia; Gutierres, Bárbara de Souza; Giglio, Auro del; Lopes Jr, Gilberto de Lima.
Título: Cost-effectiveness analysis of abiraterone, docetaxel or placebo plus androgen deprivation therapy for hormone-sensitive advanced prostate cancer / Análise de custo-efetividade da adição de abiraterona ou quimioterapia ao tratamento do câncer de próstata metastático hormônio-sensível
Fonte: Einstein (Säo Paulo);17(2):eGS4414, 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To evaluate the cost-effectiveness of the addition of chemotherapy or abiraterone to androgen deprivation. Methods We developed an analytical model to determine the cost-effectiveness of the addition of docetaxel or abiraterone versus androgen deprivation therapy alone. Direct and indirect costs were included in the model. The effects were expressed in Quality-Adjusted Life Years adjusted for side effects. Results Compared to androgen deprivation therapy alone, the addition of chemotherapy and of abiraterone generated 0.492 and 0.999, respectively, in Quality-Adjusted Life Years. Abiraterone led to a Quality-Adjusted Life Years gain of 0.506 compared to docetaxel. The incremental costs per Quality-Adjusted Life Years were R$ 133.649,22 for docetaxel, R$ 330.828,70 for abiraterone and R$ 571.379,42 for abiraterone compared to docetaxel, respectively. Conclusion The addition of chemotherapy to androgen deprivation therapy is more cost-effective than the addition of abiraterone to androgen deprivation therapy. However, discounts on abiraterone cost might improve cost-effectiveness.

RESUMO Objetivo Avaliar a relação custo-efetividade da adição de quimioterapia ou abiraterona à terapia de privação hormonal. Métodos Um modelo analítico foi desenvolvido para determinar a relação custo-efetividade da adição de docetaxel ou abiraterona comparada à terapia de privação hormonal isolada. Custos diretos e indiretos foram incluídos no modelo. Os efeitos foram expressos em Anos de Vida Ajustados para Qualidade corrigidos pelos efeitos colaterais de cada terapia. Resultados A adição de quimioterapia e de abiraterona à terapia de privação hormonal aumentou os Anos de Vida Ajustados para Qualidade em 0,492 e 0,999, respectivamente, em comparação à terapia de privação hormonal isolada. A abiraterona promoveu ganho de Anos de Vida Ajustados para Qualidade de 0,506 em relação ao docetaxel. O custo incremental por Anos de Vida Ajustados para Qualidade foi R$ 133.649,22 para o docetaxel, R$ 330.828,70 para a abiraterona e R$ 571.379,42 para a abiraterona comparada ao docetaxel. Conclusão A adição de quimioterapia à terapia de privação hormonal é mais custo-efetiva que a adição de abiraterona à terapia de privação hormonal. Contudo, descontos no custo da abiraterona poderiam tornar esse tratamento mais custo-efetivo.
Descritores: Neoplasias da Próstata/economia
Neoplasias da Próstata/tratamento farmacológico
Análise Custo-Benefício/métodos
Antineoplásicos Hormonais/economia
Docetaxel/economia
Antagonistas de Androgênios/economia
Androstenos/economia
-Placebos/economia
Placebos/uso terapêutico
Neoplasias da Próstata/mortalidade
Valores de Referência
Fatores de Tempo
Brasil
Protocolos de Quimioterapia Combinada Antineoplásica/economia
Protocolos de Quimioterapia Combinada Antineoplásica/uso terapêutico
Reprodutibilidade dos Testes
Resultado do Tratamento
Anos de Vida Ajustados por Qualidade de Vida
Antineoplásicos Hormonais/uso terapêutico
Docetaxel/uso terapêutico
Intervalo Livre de Progressão
Antagonistas de Androgênios/uso terapêutico
Androstenos/uso terapêutico
Limites: Humanos
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 1513 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-837551
Autor: Pinto, Marcelo A; Silva, Jair G da; Chedid, Aljamir D; Chedid, Marcio F.
Título: Use of tranexamic acid in trauma patients: an analysis of cost-effectiveness for use in Brazil / Uso de ácido tranexâmico no trauma: uma análise de custo-efetividade para o uso no Brasil
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;29(4):282-286, Oct.-Dec. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Introduction: Use of tranexamic acid (TXA) in trauma has been the subject of growing interest by researchers and health professionals. However, there are still several open questions regarding its use. In some aspects medical literature is controversial. The points of disagreement among experts include questions such as: Which patients should receive TXA in trauma? Should treatment be performed in the pre-hospital environment? Is there any need for laboratory parameters before starting TXA treatment? What is the drug safety profile? The main issue on which there is still no basis in literature is: What is the indication for treatment within massive transfusion protocols? Objective: Answer the questions proposed based on critical evaluation of the evidence gathered so far and carry out a study of cost-effectiveness of TXA use in trauma adapted to the Brazilian reality. Methods: A literature review was performed through searching Pubmed.com, Embase and Cab Abstract by headings "tranexamic AND trauma", in all languages, yielding 426 articles. Manuscripts reporting on TXA utilization for elective procedures were excluded, remaining 79 articles. Fifty-five articles were selected, and critically evaluated in order to answer study questions. The evaluation of cost effectiveness was performed using CRASH-2 trial data and Brazilian official population data. Results: TXA is effective and efficient, and should be administered to a wide range of patients, including those with indication evaluated in research protocols and current indication criteria for TXA should be expanded. As for the cost-effectiveness, the TXA proved to be cost-effective with an average cost of R$ 61.35 (currently US$16) per year of life saved. Conclusion: The use of TXA in trauma setting seems to be effective, efficient and cost-effective in the various groups of polytrauma patients. Its use in massive transfusion protocols should be the subject of further investigations.

RESUMO Introdução: O uso do ácido tranexâmico (TXA) no trauma tem sido alvo de interesse crescente por parte de pesquisadores e profissionais de saúde. No entanto, seus benefícios ainda não foram completamente definidos. Os pontos de divergência entre especialistas incluem questões como: quais pacientes devem receber TXA no trauma? O tratamento deve ser realizado em ambiente pré-hospitalar? Há necessidade de exames laboratoriais para indicar o tratamento? Qual o perfil de segurança da droga? A principal questão para a qual ainda não existe qualquer embasamento na literatura é: qual a indicação do tratamento dentro de protocolos de transfusão maciça? Objetivo: Responder às questões propostas, com base em avaliação crítica da evidência reunida até o momento e realizar estudo de custo-efetividade do uso do TXA no trauma adaptado à realidade brasileira. Métodos: Foi realizada revisão da literatura através de estratégia de busca: PubMed.com, Embase e no Cab Abstract pelos descritores "tranexamic AND trauma", em todos idiomas, resultando em 426 artigos. Foram excluídos aqueles relativos às operações eletivas, restando 79 artigos. Cinquenta e cinco foram selecionados e avaliados criticamente com vistas a responder às questões em estudo. A avaliação de custo-efetividade foi realizada utilizando dados do estudo CRASH-2 e populacionais oficiais brasileiros. Resultados: Através da análise da evidência disponível chegou-se à conclusão de que o ácido tranexâmico é tratamento eficaz e efetivo, devendo ser administrado à ampla gama de pacientes, incluindo todos aqueles com indicação já avaliada nos protocolos de pesquisa publicados e provavelmente devam-se expandir os critérios de indicação. Quanto à avaliação de custo-efetividade, o TXA mostrou-se bastante custo-eficaz com gasto médio de R$ 61,35 por ano de vida salvo. Conclusão: O uso do ácido tranexâmico no trauma parece ser eficaz, efetivo e custo-eficaz nos diversos grupos de pacientes politraumatizados. Seu uso em protocolos de transfusão maciça ainda deve ser objeto de futuras investigações.
Descritores: Ácido Tranexâmico/economia
Ácido Tranexâmico/uso terapêutico
Ferimentos e Lesões/tratamento farmacológico
Análise Custo-Benefício
Antifibrinolíticos/uso terapêutico
-Brasil
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 1513 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1012006
Autor: Vilela, Renata Prado Bereta; Jericó, Marli de Carvalho.
Título: Implementing technologies to prevent medication errors at a high-complexity hospital: analysis of cost and results / Implantação de tecnologias para prevenção de erros de medicação em hospital de alta complexidade: análise de custos e resultados
Fonte: Einstein (Säo Paulo);17(4):eGS4621, 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To calculate the cost and assess the results on implementing technological resources that can prevent medication errors. Methods: A retrospective, descriptive-exploratory, quantitative study (2007-2015), in the model of case study at a hospital in the Brazilian Southeastern Region. The direct cost of each technology was calculated in the drug chain. Technological efficacy was observed from the reported series of the indicator incidence of medication errors. Results: Thirteen technologies were identified to prevent medication errors. The average cost of these technologies per year in the prescription stage was R$ 3.251.757,00; in dispensing, R$ 2.979.397,10; and in administration, R$ 4.028.351,00. The indicator of medication error incidence decreased by 97.5%, gradually between 2007 to 2015, ranging from 2.4% to 0.06%. Conclusion: The average cost per year of the organization to implement preventive technologies in the drug chain totaled up R$ 10.259.505,10. There was an average investment/year of R$ 55,72 per patient and its association with smaller indicator of incidence of medication errors confirms a satisfactory result in this reported series regarding such investment.

RESUMO Objetivo: Calcular o custo e avaliar os resultados da implantação de tecnologias que podem prevenir o erro de medicação. Métodos: Estudo descritivo-exploratório, retrospectivo (2007-2015), quantitativo, nos moldes de estudo de caso em instituição hospitalar da Região Sudeste do Brasil. Calculou-se o custo direto de cada tecnologia na cadeia medicamentosa. A eficácia das tecnologias foi verificada a partir da série histórica do indicador de incidência de erro de medicação. Resultados: Para prevenção do erro de medicação, foram identificadas 13 tecnologias. O custo médio/ano dessas tecnologias na etapa de prescrição foi R$ 3.251.757,00; na dispensação, R$ 2.979.397,10; e na administração, R$ 4.028.351,00. O indicador de incidência de erro de medicação apresentou queda de 97,5%, de forma gradual entre 2007 a 2015, variando de 2,4% a 0,06%. Conclusão: O custo médio/ano para a instituição das tecnologias preventivas na cadeia medicamentosa totalizou R$ 10.259.505,10. Houve investimento médio/ano de R$ 55,72 por paciente. Sua associação com a redução do indicador de incidência de erros de medicação na série histórica apresentada reitera um resultado satisfatório para tal investimento.
Descritores: Erros de Medicação/economia
Erros de Medicação/prevenção & controle
Sistemas de Medicação no Hospital/economia
-Serviço de Farmácia Hospitalar
Tecnologia
Brasil
Preparações Farmacêuticas
Estudos Retrospectivos
Sistemas de Informação Hospitalar
Análise Custo-Benefício
Segurança do Paciente/economia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 1513 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1133726
Autor: Santos, Wendel Mombaque dos; Jayasekara, Rasika.
Título: Dedicated Education Unit is a cost-effective clinical education model for undergraduate nursing programs / A Unidade de Educação Dedicada é um modelo de educação clínica custo-efetivo para programas de graduação em enfermagem
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eGS5328, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To evaluate the cost-effectiveness of clinical education models for undergraduate nursing programs. Methods A model-based cost-effectiveness analysis. Settings were universities with undergraduate nursing courses. Participants consisted of the decision tree that guided the structure of the model, filled in with effectiveness results from a hypothetical cohort of undergraduate nursing students. Interventions were Clinical Preceptor or Clinical Facilitator or Clinical Education Unit. Main outcome measure was effectiveness, defined as improvement of clinical education. The projected economic outcomes included incremental costs, incremental effectiveness, and incremental cost-effectiveness ratio. Monte Carlo probabilistic sensitivity analysis was employed to assess uncertainty in the model and robustness of our results. Results The model based on Clinical Education Unit could be defined as the best, followed by Clinical Facilitator and Clinical Preceptor. The incremental cost of telephone-support intervention was US$ 59,604.40 higher than the second-best performing intervention (Clinical Facilitator), and US$ 32,661.86 higher than the last best performing intervention (Clinical Preceptor). In addition, Clinical Education Unit model showed 7% and 19% more effectiveness than Clinical Facilitator and Clinical Preceptor, respectively. Conclusion Clinical Education Unit represents the best choice to promote better development of skills, knowledge and socialization in undergraduate nursing programs considering its effectiveness and costs.

RESUMO Objetivo Avaliar a relação de custo-efetividade dos modelos de educação clínica para cursos de graduação em enfermagem. Métodos Análise de custo-efetividade baseada em modelo. Os ambientes foram universidades com cursos de graduação em enfermagem. Os participantes consistiram na árvore de decisão, que norteou a estrutura do modelo, preenchida com resultados de efetividade de uma coorte hipotética de estudantes de graduação em enfermagem. As intervenções foram o Preceptor Clínico ou o Facilitador Clínico ou a Unidade de Educação Clínica. A principal medida de resultado foi a efetividade, definida como a melhoria da educação clínica. Os resultados econômicos projetados incluíram custos incrementais, efetividade incremental e custo incremental por efetividade. A análise probabilística de sensibilidade de Monte Carlo foi utilizada para avaliar a incerteza no modelo e a robustez de nossos resultados. Resultados O modelo baseado na Unidade de Educação Clínica foi o melhor, seguido pelo Facilitador Clínico e pelo Preceptor Clínico. O custo incremental da intervenção com suporte por telefone foi US$ 59,604.40 a mais do que o da segunda intervenção de melhor desempenho (Facilitador Clínico) e US$ 32,661.86 a mais do que a última intervenção de melhor desempenho (clínico preceptor). Além disso, o modelo da Unidade de Educação Clínica mostrou 7% e 19% mais efetividade do que Facilitador Clínico e Preceptor Clínico, respectivamente. Conclusão A Unidade de Educação Clínica representa a melhor escolha para promover um desenvolvimento de habilidades otimizado, conhecimentos e socialização nos cursos de graduação em enfermagem, considerando efetividade e custos.
Descritores: Estudantes de Enfermagem
Bacharelado em Enfermagem/economia
-Socialização
Análise Custo-Benefício
Modelos Educacionais
Bacharelado em Enfermagem/organização & administração
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 1513 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-791337
Autor: Quitian Reyes, Hoover; Arciniegas Barrera, Jair Alberto; Bohórquez Peñaranda, Adriana; Gómez Restrepo, Carlos.
Título: Costo efectividad de los antipsicóticos en el tratamiento de mantenimiento de la esquizofrenia en Colombia / Cost-effectiveness of Antipsychotics in the Maintenance Treatment of Schizophrenia in Colombia
Fonte: Rev. colomb. psiquiatr;45(2):67-74, abr.-jun. 2016. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo: Evaluar la costo-efectividad de antipsicóticos empleados en el tratamiento de la esquizofrenia. Métodos: Se analizaron por separado los antipsicóticos de primera línea y los demás mediante un modelo de Markov con horizonte temporal de cinco arios para pacientes en tratamiento de mantenimiento. Los costos fueron tomados desde la perspectiva del Sistema de Salud. La efectividad fue medida en años de vida bajo el mismo esquema de tratamiento. Los resultados y las conclusiones fueron evaluados mediante análisis de sensibilidad determinísticos univariados y multivariados probabilísticos. Resultados: Dentro de las alternativas de primera línea, la clozapina es el antipsicótico menos costoso con $472.120 paciente/año y el más efectivo con un promedio de 2,6 años de tratamiento antes de cambiar el medicamento. Para los demás antipsicóticos, el Haloperidol obtuvo la menor razón de costo efectividad con $291.368. Conclusiones: La clozapina la estrategia dominante entre los antipsicóticos de primera línea y el haloperidol es el más costo efectivo entre los demás antipsicóticos.

Objective: Assess the cost-effectiveness of the antipsychotics for treatment of schizophrenia. Methods: A five-year Markov model was built form patients with schizophrenia on the stage of maintenance. Costs were taken from the perspective of the Colombian health care system (Sistema General de Seguridad Social en Salud). The effectiveness was measured in years of life under the same maintenance plan. Results: The Markov model indicated clozapine as the as the most cost-effective alternative between the first line antipsychotics and haloperidol is it when comparing other antipsychotics. Conclusion: Clozapine it's the cost-effectiveness strategy among the first line of antipsychotics and haloperidol is it among the other antipsychotics. Strategies prioritizing the use of cost-effective antipsychotics could improve the resources allocation in the Colombian health care system.
Descritores: Esquizofrenia
Antipsicóticos
Preparações Farmacêuticas
Análise Custo-Benefício
Custos e Análise de Custo
-Terapêutica
Efetividade
Colômbia
Atenção à Saúde
Alocação de Recursos
Haloperidol
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: CO78 - Asociación Colombiana de Psiquiatría


  9 / 1513 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-763796
Autor: Fenelon, Guilherme; Nascimento, Thais Aguiar do; Paola, Angelo de.
Título: Análise crítica dos estudos com os novos anticoagulantes / Critical anlysis of studes on the novel anticoagulantes
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;24(3):40-46, jul.-set.2014.
Idioma: pt.
Resumo: Os eventos tromboembólicos são complicações significativas da fibrilação atrial (FA) e podem ser prevenidos com a anticoagulação oral plena. A varfarina reduz em 64% o risco de tromboembolismo, no entanto, a dificuldade no seu manejo clínico motivou a busca por novos anticoagulantes orais (NOACs). Os NOACs inibem especificamente um único fator na cascata da coagulação, têm meia vida curta, efeito previsível e estável, dispensam monitorização e interagem pouco com alimentos e medicamentos.Os estudos RE-LY, ROCKET-AF, ARISTOTLE e ENGAGE AFTIMI48 compararam a varfarina com a dabigratana, rivaroxabana,apixabana e edoxabana, respectivamente, e evidenciaram que os NOACS são equivalentes (dabigatrana 110 mg, rivaroxabana,edoxabana) ou superiores (dabigatrana 150 mg, apixabana) à varfarina na prevenção de tromboembolismo sistêmico ou AVC em pacientes com FA não valvar. Ademais, apresentam índices de hemorragias intracranianas substancialmente menores do quea varfarina. Já a apixabana foi superior à aspirina na prevençãode AVC, com os mesmos índices de sangramento. Os NOACs não devem ser usados em gestantes, crianças, e em pacientes com estenose mitral significativa, próteses valvares ou função renal muito deprimida. Porém, podem ser usados nos cenários de cardioversão e ablação da FA. Ainda não há estudos comparativos entre os diversos NOACs, nem consenso de quando recomendara troca da varfarina em pacientes com RNI estável. Cerca de 50%dos pacientes com FA e indicação de anticoagulação não recebem terapia anticoagulante. Portanto, com advento dos NOACs, a expectativa é reduzir essa parcela, diminuindo a incidência de fenômenos tromboembólicos na FA.

Thromboembolic events are important complications of atrialfibrillation (AF) and can be prevented by oral anticoagulation.Warfarin reduces by 64% the risk of thromboembolism,however, the difficulties in its clinical management promptedthe search for novel oral anticoagulants (NOACs). The NOACsspecifically inhibit a single factor in the coagulation cascade,have a short half-life, predictable and stable effect, do not requiremonitoring and have minor interactions with food and drugs.The RE-LY, ROCKET-AF, ARISTOTLE and ENGAGE AFTIMI48 trials compared warfarin to dabigatran, rivaroxaban,apixaban and edoxaban, respectively, and showed that NOACSare equivalent (110 mg dabigatran, rivaroxaban, edoxaban) orsuperior (dabigatran 150 mg, apixaban) to warfarin in preventingstroke or systemic embolism in patients with nonvalvular AF.Furthermore, they are associated with substantially lower levelsof intracranial bleeding than warfarin. Apixaban was superiorto aspirin in preventing strokes, with the same rate of bleeding.The NOACs should not be used in pregnant women, children,and patients with significant mitral stenosis, prosthetic valvesor impaired renal function. However, these novel drugs can beused in the scenarios of cardioversion and AF ablation. Thereare no studies comparing individual NOACs or consensus aboutswitching patients on warfarin with stable INR. Approximately50% of patients with AF and recommendation for anticoagulationdo not receive anticoagulant therapy. Therefore, with the adventof NOACs, the expectation is to improve this figure, ultimatelydecreasing the incidence of thromboembolic events in AF.
Descritores: Anticoagulantes/química
Arritmias Cardíacas/epidemiologia
Varfarina/efeitos adversos
-Análise Custo-Benefício/métodos
Disfunção Ventricular/complicações
Eletrofisiologia Cardíaca/métodos
Ensaios Clínicos como Assunto
Insuficiência Cardíaca/complicações
Limites: Humanos
Idoso
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  10 / 1513 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-729293
Autor: Daher, Daniel Jogaib; Sellera, Carlos Alberto Cyrillo.
Título: Avaliação pré-participação esportiva: análise à luz das diretrizes / Before ass ess ment sp orts participation: critical analysis in the light of the guidelines
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;24(1):52-55, jan.-mar. 2014. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo principal da avaliação pré-participação em atividades esportivas (APP) é o de identificar doenças cardiovasculares que sejam compatíveis com a prática de esportes competitivos, tanto por profissionais como amadores, minimizando, assim, a progressão de anormalidades cardiovasculares e a ocorrência de morte súbita relacionada ao exercício. A maioria das sociedades de Cardiologia e Medicina do Esporte são concordantes em recomendar a APP para todos os atletas profissionais, apesar das divergências sobre o tema persistirem entre os maiores grupos de especialistas no assunto. Esse artigo se propõe avaliar a viabilidade da realização da APP no contexto brasileiro, embasada nas evidências científicas disponíveis atualmente e considerando a logística necessária para sua implementação.

The main objective of the sports pre-participation evaluation (PPE) is to identify cardiovascular diseases that are inconsistente with the practice of competitive sports, both professionally and non-professionally, aiming at preventing the progress of cardiovascular diseases (CVDs) and sudden death (SD). Most cardiology and sports medicine societes agree in recommending the PPE for all professional athletes, although there are disagreements among the biggest groups of experts in this matter. The purpose of this article is to evaluate the feasibility of the PPE in the Brazilian context, establishing a connection with the current scientific evidence that supports this practice.
Descritores: Anormalidades Cardiovasculares/mortalidade
Aptidão Física/fisiologia
Doenças Cardiovasculares/mortalidade
Exercício Físico/fisiologia
-Análise Custo-Benefício
Atletas
Avaliação em Saúde/métodos
Exame Físico/métodos
Guias como Assunto/normas
Morte Súbita/prevenção & controle
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt



página 1 de 152 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde