Base de dados : LILACS
Pesquisa : N03.219.224 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 51 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 6 ir para página                

  1 / 51 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-962238
Autor: Macêdo, Márcia Stefânia Ribeiro; Chaves, Sônia Cristina Lima; Fernandes, Antônio Luis de Carvalho.
Título: Investments and costs of oral health care for family health care / Investimentos e custos da atenção à saúde bucal na saúde da família
Fonte: Rev. saúde pública (Online);50:41, 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVE To estimate the investments to implement and operational costs of a type I Oral Health Care Team in the Family Health Care Strategy. METHODS This is an economic assessment study, for analyzing the investments and operational costs of an oral health care team in the city of Salvador, BA, Northeastern Brazil. The amount worth of investments for its implementation was obtained by summing up the investments in civil projects and shared facilities, in equipments, furniture, and instruments. Regarding the operational costs, the 2009-2012 time series was analyzed and the month of December 2012 was adopted for assessing the monetary values in effect. The costs were classified as direct variable costs (consumables) and direct fixed costs (salaries, maintenance, equipment depreciation, instruments, furniture, and facilities), besides the indirect fixed costs (cleaning, security, energy, and water). The Ministry of Health's share in funding was also calculated, and the factors that influence cost behavior were described. RESULTS The investment to implement a type I Oral Health Care Team was R$29,864.00 (US$15,236.76). The operational costs of a type I Oral Health Care Team were around R$95,434.00 (US$48,690.82) a year. The Ministry of Health's financial incentives for investments accounted for 41.8% of the implementation investments, whereas the municipality contributed with a 59.2% share of the total. Regarding operational costs, the Ministry of Health contributed with 33.1% of the total, whereas the municipality, with 66.9%. Concerning the operational costs, the element of heaviest weight was salaries, which accounted for 84.7%. CONCLUSIONS Problems with the regularity in the supply of inputs and maintenance of equipment greatly influence the composition of costs, besides reducing the supply of services to the target population, which results in the service probably being inefficient. States are suggested to partake in funding, especially to cover the team's operational cost.

RESUMO OBJETIVO Estimar os investimentos para implantação e os custos operacionais de uma Equipe de Saúde Bucal modalidade tipo I na Estratégia Saúde da Família. MÉTODOS Estudo de avaliação econômica, tipo análise de investimentos e custos operacionais de uma equipe de saúde bucal no município de Salvador, Bahia, Brasil. O cálculo dos investimentos para implantação foi obtido pela soma dos investimentos em obras civis e instalações em rateio, equipamentos, móveis e instrumentais. Para os custos operacionais, foi analisada a série histórica de 2009 a 2012 e adotou-se o mês de dezembro de 2012 para levantamento dos valores monetários vigentes. Os custos foram classificados em custos diretos variáveis (materiais de consumo) e custos fixos diretos (salários, manutenção, depreciação do capital fixo dos equipamentos, instrumentais, móveis e edificações), além dos custos fixos indiretos (higienização, segurança, energia e água). Foi também calculada a participação do Ministério da Saúde no financiamento e descritos os fatores que influenciam o comportamento dos custos. RESULTADOS O investimento para implantação de uma Equipe de Saúde Bucal modalidade tipo I foi de R$29.864,00. Os custos operacionais de uma Equipe de Saúde Bucal modalidade tipo I situaram-se em torno de R$95.434,00 por ano. Os incentivos financeiros do Ministério da Saúde para investimentos cobriram 41,8% dos investimentos com implantação, enquanto o município participou com 59,2% do total. Para os custos operacionais, a participação do Ministério da Saúde foi de 33,1%, enquanto o município participou com 66,9%. Dentro dos custos operacionais, o elemento de maior peso foram os salários, representando 84,7%. CONCLUSÕES Problemas com a regularidade no abastecimento dos insumos e manutenção de equipamentos influenciam sobremaneira na composição dos custos, além de reduzir a oferta de serviços à população-alvo, resultando em provável ineficiência do serviço. Sugere-se o cofinanciamento estadual, especialmente para cobrir o custo operacional da equipe.
Descritores: Saúde Bucal/economia
Economia em Odontologia
-Brasil
Saúde da Família
Custos e Análise de Custo
Serviços de Saúde Bucal/economia
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 51 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1177761
Autor: Cázares de León, Francisco; Peraldi Sala, María Gabriela; Aneyba López, Luis Daniel; Soto Gómez, David Ernesto.
Título: Impacto económico en el medio odontológico durante la pandemia del COVID-19: revisión integradora / Economic impact in the dental field during COVID-19 pandemic: integrative review
Fonte: Rev. ADM = ADM;78(1):42-47, ene.-feb- 2021.
Idioma: es.
Resumo: La pandemia por COVID-19 no sólo ha generado un impacto negativo en la salud, sino que la economía global también se ha visto mermada, afectando más a los países subdesarrollados. Con relación a estos daños en las finanzas de los profesionales de la salud, existen algunos efectos que derivan de la pandemia COVID-19, los cuales tienen una fuerte repercusión en la economía de todos los trabajadores a nivel mundial y el ámbito odontológico no es la excepción. Esta revisión se obtuvo mediante la búsqueda de la información en una exploración electrónica en las bases de datos PubMed, Cochrane Library, LILACS, SciELO y Latindex. El impacto económico derivado de esta pandemia, sin lugar a dudas, ha afectado la economía de los odontólogos de práctica pública y privada, por lo que la toma de decisiones en la odontología debe contemplar un uso equilibrado de los recursos financieros (AU)

The COVID-19 pandemic has not only generated a negative impact on health, but the global economy has also been reduced, being the underdeveloped countries the most affected ones. In relation to these damages in the finances of health professionals, there are some effects that derive from the COVID-19 pandemic, having a strong impact on the economy of all workers worldwide and the dental field is no exception. This review was obtained by searching the information through an electronic examination in databases like PubMed, Cochrane Library, LILACS, SciELO and Latindex databases. The economic impact derived from this pandemic has undoubtedly affected the economy of dentists in public and private practice, so that decision-making in dentistry must consider a balanced use of financial resources (AU)
Descritores: Infecções por Coronavirus
Economia em Odontologia
Pandemias
Odontologia Geral
-Saúde Bucal
Bases de Dados Bibliográficas
Tomada de Decisões
Países em Desenvolvimento
Recursos Financeiros em Saúde
Avaliação do Impacto na Saúde
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: AR29.1 - Biblioteca


  3 / 51 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-698341
Autor: Lorena Sobrinho, José Eudes de; Espírito Santo, Antônio Carlos Gomes do.
Título: Análise dos custos da saúde bucal na atenção básica no município de Vitória de Santo Antão, Pernambuco / Cost analysis of oral health in primary care provided in the city of Vitória de Santo Antão, Pernambuco, Brazil
Fonte: Arq. odontol;49(1):26-31, 2013.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Analisar os custos da saúde bucal na atenção básica no município da Vitória de Santo Antão, Pernambuco, no ano de 2010. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo de caso, onde foi utilizada ametodologia do custeio por absorção, sendo somados os custos com recursos humanos, com materiais odontológicos e de pensos com finalidade odontológica, com manutenção de equipamentos odontológicos e os custos prediais das unidades de saúde. Calculou-se o percentual do financiamento por ente federativo (União, Estado e Município), o custo médio do procedimento odontológico e o custo médio da saúde bucal de atenção básica por habitante. Estabeleceu-se a representatividade do custo total sobre a despesa com a atenção básica e sobre a despesa total com saúde. Resultados: O custo total foi de R$ 1.340.307,80, sendo 85,6%(R$ 1.147.048,00) referentes aos recursos humanos, 8,5% (R$ 114.000,00) à manutenção de equipamentos, 3,2% (R$ 42.635,27) aos custos prediais e 2,7% (R$ 36.624,53) aos recursos materiais. Quanto às fontes de financiamento, 37,5% dos recursos foram provenientes da União e 62,5% do próprio Município. Não se observou repasse de recursos provenientes do Estado. O custo médio do procedimento foi de R$ 14,88 e ocusto médio da saúde bucal de atenção básica por habitante foi de R$ 17,61. O custo total representou 15,3%da despesa total com atenção básica e 6,7% da despesa total com a função saúde. Conclusão: os custos comrecursos humanos foram os mais representativos, sendo esta uma limitação para a ampliação da cobertura do serviço, diante da Lei de Responsabilidade Fiscal. O modelo de pacto federativo brasileiro continua conferindo ao município a maior responsabilidade pelo financiamento das ações e serviços de saúde bucal, ainda que estes tenham baixa representatividade nos custos com a saúde.
Descritores: Atenção Primária à Saúde/estatística & dados numéricos
Inquéritos de Saúde Bucal/estatística & dados numéricos
-Economia em Odontologia/estatística & dados numéricos
Saúde Bucal/normas
Responsável: BR365.1 - BIB - Biblioteca


  4 / 51 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-184717
Autor: Traebert, Jefferson L.
Título: Implicaçöes de custo financeiro e recursos humanos em assistência odontológica no Brasil segundo o modelo escandinavo / Implications in terms of costs and manpower of using the Scandinavian dental care model in Brazil
Fonte: Rev. saúde pública = J. public health;30(6):519-26, dez. 1996. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivou-se detectar e analisar as implicaçöes em custos e recursos humanos em odontologia de uma hipotética aplicaçäo dos conceitos escandinavos de atençäo odontológica no Brasil. Duas sociedades foram escolhidas para serem estudadas: Suécia, país da Escandinávia, e Santa Catarina, Estado da regiäo Sul do Brasil. A análise teórica dessas implicaçöes foi realizada a partir da determinaçäo das necessidades de recursos humanos em odontologia, considerando-se os altos índices de doenças bucais no Estado brasileiro. Utilizou-se o programa de software "Health Throught Oral Health" da Organizaçäo Mundial da Saúde - Federaçäo Dentária Internacional (1989). Os resultados mostraram alto custo financeiro e a necessidade de se aumentar em até 85 por cento o recurso humano disponível para atuar em saúde bucal no Estado de Santa Catarina. Concluiu-se que os princípios de alta provisäo de recursos humanos e financeiros, característicos do modelo escandinavo, näo serviriam para serem adotados por Santa Catarina e, extensivamente, pelo Brasil
Descritores: Recursos Humanos em Odontologia/provisão & distribuição
Odontologia em Saúde Pública/economia
Serviços de Saúde Bucal/organização & administração
-Diagnóstico da Situação de Saúde
Economia em Odontologia
Assistência Odontológica/organização & administração
Avaliação de Programas e Projetos de Saúde
Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde
Odontologia em Saúde Pública
Limites: Humanos
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  5 / 51 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-872312
Autor: Silva, Otacílio Francisco da; Mathias, Alênio Calil.
Título: Não é brincadeira...! / It isn't fun...!
Fonte: Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent;55(3):153-64, maio-jun. 2001. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Conhecer as variáveis envolvidas no gerenciamento do consultório pode ajudar, e muito, na obtenção de sucesso no exercício da Odontologia
Descritores: Economia em Odontologia
Administração de Consultório
Consultórios Odontológicos
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  6 / 51 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: biblio-909973
Autor: Pedro, Maria José Carvas.
Título: Viabilidade econômica da homeopatia no consultório odotológico / Economic viability of homeopathy in the dental office.
Fonte: São Paulo; Academia Editorial; 2005. 141 p.
Idioma: pt.
Descritores: Economia em Odontologia
Administração em Saúde
-FRAUDABDOMINAL INJURIES
Responsável: BR926.1 - Biblioteca Artur de Almeida Rezende Filho
BR926.1; WB938, P372ve, 2005. 3915


  7 / 51 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-872256
Autor: Andrade, Marcelo de (reporter).
Título: Mercosul: juntando as peças / Mercosul: putting parts together
Fonte: Rev. ABO nac;5(5):292-7, out.-nov. 1997. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Sucesso da integração odontológica no Mercosul depende de como os países membros irão equacionar suas diferenças acadêmicas, profissionais, sociais e econômicas
Descritores: Economia em Odontologia
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  8 / 51 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-871758
Autor: Sagretti, Olga Maria Altavista; Guedes Pinto, Antonio Carlos; Fazzi, Ronaldo.
Título: Organização do consultório / Dental office organization
Fonte: In: Guedes Pinto, Antonio Carlos. Odontopediatria. Säo Paulo, Santos, 1991. p.1099-126, ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Economia em Odontologia
-Odontopediatria
Limites: Humanos
Criança
Tipo de Publ: Monografia
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica
BR97.1; D27, G924o, 1991


  9 / 51 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Sobral, Maria Angela Pita
Id: biblio-857385
Autor: Garone Netto, Narciso; Sobral, Maria Angela Pita.
Título: Avaliação da relação custo-benefício de um forramento / Evaluation of the cost-benefits relation of a cavity lining
Fonte: Rev. bras. odontol;48(3):14-7, maio-jun. 1991. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os autores empregaram alguns cimentos para proteção do complexo dentino-polpa até que os mesmos se esgotassem, obtendo assim o número de forramentos para cada marca comercial. A seguir, por meio de uma simples pesquisa de preços, foi estabelecida uma relação custo-benefício entre material de forramento e honorários de uma restauração. Foi possível concluir que o custo do forramento é insignificante em função do que se recebe como pagamento por uma restauração
Descritores: Custos e Análise de Custo
Economia em Odontologia
Forramento da Cavidade Dentária/economia
Tipo de Publ: Artigo de Revista
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  10 / 51 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-776104
Autor: Martínez, Sandra Elena; Romero, Horacio Javier; Encina Tutuy, Alejandro Joaquín; Barrios, Carolina Elizabet.
Título: Ergonomía: una ciencia que aporta al bienestar odontológico / Ergonomics: a science contributing to dental welfare
Fonte: Rev. Ateneo Argent. Odontol;54(2):35-39, 2015.
Idioma: es.
Resumo: El conocimiento y la aplicación de los principios ergonómicos en la práctica odontológica traen consigo beneficios para el profesional, sus ayudantes y los pacientes, logrando un trabajo organizados, eficiente y a un costo compatible con los intereses de todas las partes. Uno de los aspectos en los que la ergonomía ha aportado más a la odontología es en lo referente a la economía de movimientos y tiempos. El objetivo del presente trabajo es facilitar al personal odontológico el conocimiento de los factores de riesgo a los que está expuesto, sus efectos y las medidas de protección y/o prevención. La ergonomía aplicada a la odontología reduce las tensiones durante los procedimientos, tanto del profesional como del personal auxiliar, siendo el paciente el beneficiado al final del servicio que le hemos ofrecido.
Descritores: Economia em Odontologia
Doenças Profissionais/prevenção & controle
Ergonomia
Postura/fisiologia
-Consultórios Odontológicos/tendências
Dor Musculoesquelética/etiologia
Dor Musculoesquelética/prevenção & controle
Desenho de Equipamento
Limites: Humanos
Responsável: AR29.1 - Biblioteca



página 1 de 6 ir para página                
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde