Base de dados : LILACS
Pesquisa : N03.219.463.800 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 446 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 45 ir para página                         

  1 / 446 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1144564
Autor: Jorna Calixto, Ana Rosa; Véliz Martínez, Pedro Luis; Vidal Ledo, María Josefina; Véliz Jorna, Ana Laura.
Título: Gestión de los riesgos sanitarios en el enfrentamiento a la COVID-19 en Cuba / Management of sanitary risks while fighting COVID-19 in Cuba
Fonte: Rev. cuba. salud pública;46(supl.1):e2696, 2020.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: Ante la presencia de la COVID-19 se han implementado en Cuba medidas dirigidas a la organización del país y de sus servicios de salud en correspondencia con las acciones aprobadas por la Organización Mundial de la Salud para la gestión de riesgos sanitarios. Objetivo: Identificar las acciones implementadas en Cuba para el enfrentamiento de la pandemia por la COVID-19 vinculadas a los componentes de las categorías de la gestión de los riesgos sanitarios en situaciones de emergencia. Métodos: Se desarrolló una investigación con enfoque cualitativo, en la cual se incluyó la revisión de documentos, como artículos científicos, noticias, entre otros, relacionados con la COVID-19 y que abordaran el tema a partir de las categorías y componentes establecidos en la gestión de riesgos sanitarios en situaciones de emergencias. Para evaluar la calidad de la información recuperada en sitios web se utilizaron los parámetros establecidos por Cooke. Conclusiones: La voluntad política del Gobierno cubano, de conjunto con los Organismos de la Administración Central del Estado y el relevante papel desempeñado por el Ministerio de Salud Pública y sus profesionales, han permitido implementar medidas de prevención y control que se corresponden con los componentes incluidos en las categorías de la gestión de riesgos sanitarios en situaciones de emergencia en las fases preepidémicas, epidémicas y de recuperación de la COVID-19(AU)

Introduction: In view of COVID-19 presence, in Cuba has been implemented measures directed to the organization of the country and its health services in accordance with actions approved by the World Health Organizations for sanitary risks´ management. Objective: To identify the actions implemented in Cuba for the fight against COVID-19 pandemic and linked to the components of sanitary risk management's categories in emergency situations. Methods: It was developed a research with qualitative approach, in which it was included review of papers as scientific articles, news, among others related with COVID-19 and which tackled the topic from the categories and components established in the management of sanitary risks in emergency situations. There were used parameters established by Cooke to evaluate the quality of information collected in websites. Conclusions: The political will of the Cuban Government, jointly with the bodies of the State's Central Administration and the outstanding role played by the Ministry of Public Health and its professional workers have allowed to implement control and prevention measures which correspond to the components included in the categories of sanitary risks management in emergency situations in COVID-19 pre-epidemic, epidemic and recovery phases(AU)
Descritores: Gestão de Riscos
Saúde Pública
Infecções por Coronavirus
Vigilância em Saúde Pública
-Cuba
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  2 / 446 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-883997
Autor: Oliveira, Alan Maicon de; Rodrigues, Valéria Albuquerque Vaz; Passerini, Juliana Petini; Pedreiro, Paula Bercelli Zanoveli; Minto, Beatriz Alessi.
Título: Queixas técnicas e reações adversas a medicamentos notificadas em um hospital regional no Brasil: um estudo transversal / Technical complaints and adverse drug reactions reported in a regional hospital in Brazil: a cross-sectional study
Fonte: ABCS health sci;43(1):25-29, maio 18, 2018. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: INTRODUÇÃO: Reações adversas e os incidentes associados com medicamentos ocasionam a morte e ameaçam a segurança do paciente. No Brasil, persiste-se uma escassez de dados epidemiológicos e uma abordagem ainda insuficiente. OBJETIVO: Descrever a frequência e as características das notificações de queixas técnicas e reações adversas a medicamentos (RAM) em um hospital regional. MÉTODOS: Estudo transversal, realizado em um hospital de ensino referência para o noroeste do Estado de São Paulo. Por meio do sistema Notivisa da Anvisa, foram contabilizadas as notificações de RAM e queixas técnicas do período de junho de 2012 a julho de 2014. Excluíram-se as não finalizadas e com dados incompletos. Os casos de RAM foram classificados de acordo com o critério de gravidade, sistema de órgãos afetado e caracterização da classe do fármaco suspeito. Ademais, as características do sexo e da idade dos pacientes envolvidos também foram investigadas. Os dados foram descritos como frequência simples e proporções. RESULTADOS: No total, contabilizaram-se 151 (84,8%) notificações de potenciais RAM e 27 (15,2%) de queixas técnicas. Mulheres (62,9%) com idades entre 26-59 anos (42,4%) foram predominantes entre os pacientes notificados com RAM. A maioria das reações foram distúrbios da pele (33,1%), de gravidade moderada (70,2%), provindas de fármacos que atuam no sistema nervoso (35,8%). Sobre as queixas técnicas, o extravasamento de líquido do material de acondicionamento foi a ocorrência mais descrita (40,7%). CONCLUSÃO: As notificações associadas com medicamentos são recorrentes no âmbito hospitalar e as características relatadas embasam conhecimentos sobre o perfil clínico dos episódios adversos apresentados.

INTRODUCTION: Adverse reactions and incidents associated with drugs cause death and threaten patient safety. In Brazil, there is still a shortage of epidemiological data on these episodes and an approach still insufficient. OBJECTIVE: To describe the frequency and characteristics of reports of technical complaints and adverse drug reactions (ADRs) in a regional hospital. METHODS: A cross-sectional study was carried out in a Hospital School in the northwest of the São Paulo State. Through the Anvisa's Notivisa system, it was computed the notifications characterized as ADRs and technical complaints from June 2012 to July 2014. The notifications that were not finalized, with status pending completion or with incomplete data, were excluded. The cases of ADRs were classified according to the criterion of severity, organ system affected and characterization of the suspected drug class. The characteristics of the sex and age of the patients involved were also investigated. Data were described as single frequency and proportions. RESULTS: A total of 151 (84.8%) notifications of possible ADRs and 27 (15.2%) of technical complaints was recorded. Women (62.9%) aged 26-59 years (42.4%) were predominant among patients reported with ADRs. The majority of the reactions were skin disorders (33.1%), of moderate severity (70.2%), coming from drugs that act on the nervous system (35.8%). Regarding the technical complaints, the extravasation of liquid from the packaging material was the most described occurrence (40.7%). CONCLUSION: The reports associated with drugs are recurrent in the hospital setting and the characteristics reported base knowledge on the clinical profile of the adverse events presented. (AU)
Descritores: Gestão de Riscos
Epidemiologia Descritiva
Sistemas de Notificação de Reações Adversas a Medicamentos
Efeitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos
Farmacovigilância
Segurança do Paciente
-Estudos Transversais
Hospitais de Ensino
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1342.1 - Biblioteca da Escola de Enfermagem BENF


  3 / 446 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1037912
Autor: Krause, Tereza Cristina Caron.
Título: Implantação de uma comissão de cuidados com a pele em hospital de ensino / Implementation of a skin care commission in a teaching hospital.
Fonte: Curitiba; s.n; 20131128. 107 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O tema segurança do paciente alcançou, na atualidade, um espaço muito importante nos modelos de gestão das instituições de saúde, nas discussões em encontros e no campo da pesquisa. Despertando o interesse dos profissionais da área da saúde no desenvolvimento de programas de qualidade dos serviços, visando prestar uma assistência ao paciente baseada na segurança e na eficácia. Monitorar a ocorrência de lesões de pele em pacientes internados evidencia-se como um fator importante no gerenciamento de risco, colaborando para a segurança do paciente com relação à prevenção e à redução dos eventos adversos decorrentes do cuidado à saúde. Nesta perspectiva, os objetivos deste estudo foram: realizar diagnóstico situacional da instituição quanto à prevenção e tratamento de lesões de pele; descrever as fases de implantação da Comissão de Cuidados com a Pele em um Hospital de Ensino de Curitiba. Trata-se de pesquisa descritiva dividida em duas etapas. Na primeira etapa, de natureza diagnóstica, realizou-se um diagnóstico situacional da notificação e do acompanhamento, ações de prevenção e tratamento das lesões de pele, e da existência de capacitação dos profissionais de enfermagem. Nesta etapa foram entrevistados 25 enfermeiros, sendo um representante de cada unidade de internação. Os dados foram analisados e agrupados em: caracterização das unidades; prática do enfermeiro relacionada a lesões de pele; conhecimentos sobre ferramentas de gestão da qualidade e segurança do paciente e conhecimentos e práticas relacionadas às lesões de pele. Os resultados apontam que a medida mais realizada para a prevenção de lesões de pele é a mudança de decúbito. A instituição possui gestão de risco e da qualidade, mesmo assim, somente 16% dos participantes referiram utilizar a úlcera por pressão (UP) como indicador de qualidade para a gestão de risco e 52% não realizou nenhuma notificação de lesões. Com relação a programas de educação, 88% relataram que não existe capacitação sobre o tema cuidados com a pele na instituição. A segunda etapa denominada intervenção, cuja proposta foi de pesquisa documental, visou à implantação da comissão de cuidados com a pele (CCP) a fim de sistematizar o cuidado de prevenção e tratamento das lesões de pele aos pacientes internados na instituição local do estudo. A comissão foi implantada em quatro passos sendo eles: negociação; estruturação; documentação e implementação, e foi oficializada por portaria em outubro de 2012. Tem caráter normativo e consultivo para desenvolver atividades relacionadas à assistência, educação permanente e pesquisa no que se relaciona a prevenção e tratamento de lesões de pele, cuidados com estomias, cateteres e drenos. No período de outubro/2012 a julho/2013 foram realizados 402 atendimentos pela CCP. Dentre as etiologias tratadas a mais prevalente foi a UP (36%). Os cuidados relacionados às lesões de pele são essenciais em uma instituição de grande porte e o seu controle exige um conjunto de medidas por parte dos profissionais e da instituição, como o cuidado baseado em evidências científicas, políticas de gestão, capacitação e uso de tecnologias adequadas para o cuidado com qualidade.

Currently the theme security of patients has reached an important place in the management of heath institutions, in congresses discussions and in the research area. Provoking the interest of health professionals in the quality development of services programs, with the aim to provide assistance to the patient based on security and efficiency. Monitoring skin injuries in hospitalized patients is an important procedure in the risk management, contributing in the patient's security related to the prevention and reduction of unfavorable events from health care. In this perspective, objectives of this study were diagnose the current situation of the institution's prevention and treatment of skin injuries; describe the phases of the development of the Skin Care Commission in a University Hospital from Curitiba. The research, divided in two parts is quantitative and qualitative. In the first part, that was a diagnostic survey, the current situation of notification and prevention actions for the skin injuries treatment was diagnosed and also the existence of training courses for nursing professionals was researched. Twenty-five nurses were interviewed, one from each admission unit from the institution. The data was analyzed and divided in: units' characteristics, the nurses' practice related to skin injuries, quality and security management supplies knowledge, and practice and knowledge related to skin injuries. The results show that repositioning the patient is the most used method for prevention of skin injuries. The institution has quality and risk management; even so, only 16% of the participants referred to use the pressure ulcer as a quality indicator for risk management and 52% don't report the injuries. 88% of them related that the institution doesn't have any training courses about skin care. The second part a documentary research, in which the proposition is to introduce the skin care commission to systematize skin injury prevention and treatment care for hospitalized patients, in the institution where the study was placed. The commission was introduced in four steps: negotiation, structuralize, documentation and implementation. It became official by a decree in October 2012. The development of activities related to assistance, permanent education and research of skin injuries, ostomy catheters and drains prevention, permanent treatment and research have regulations. From October 2012 until July 2013 402 patients were attended by the commission. Pressure ulcer was the most predominant between the etiologies treated (36%). The care related to skin injuries in a big sized institution is essential. The control demands a series of measures by the professionals and the institution as the care based on scientific evidences, political management, training courses and technologies for the quality care.
Descritores: Gestão de Riscos
Higiene da Pele/enfermagem
Pacientes Internados
Pele/lesões
Segurança do Paciente
-Enfermagem
Hospitais de Ensino
Profissionais de Enfermagem/educação
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico
BR501.1; 616.50231, K91


  4 / 446 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1146436
Autor: Naves, Sinara Ferreira; Mendes-Rodrigues, Clesnan; Felice, Rosângela de Oliveira; Gomes, Fabíola Alves.
Título: Going and coming from a surgical center: assessing risks in patient transport in a university hospital of Brazil / Indo e vindo de um centro cirúrgico: avaliando riscos no transporte de pacientes em um hospital universitário do Brasil
Fonte: Biosci. j. (Online);36(2):663-671, 01-03-2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: The patient's in-hospital transport is an activity that must be performed with safety and quality and involves considerable risks, especially for surgical patients. The objective of this study was to evaluate the adequacy or not of transport of surgical patients from inpatient units to surgical centers and vice-versa. The transport and patient profile, the nursing workload, the professionals and conditions involved were assessed for each patient (or transport), and subsequently the transports were evaluated as inadequate (some non-conformity) or adequate. The transport was inadequate in 39.3% of the evaluations. The most commonnon-conformities were the lack of knowledge of the transport at the patient's destination, incorrect documents, patient alone during the route, and absence of health professional during transport (when necessary). In this institution and in the period evaluated, the transport was mainly run by porter. Patients in rout to inpatient units have higher frequency of inadequate transport, mainly because of lack of communication with the destination unit. The increase in workload, evaluated by the Santos Score, also increased the risk of having inappropriate transport (OR = 1.21, CI95%: 1.08-1.16), and when the patients were grouped in minimal care versus non-minimal care, the latter also showed higher risk of inadequate transport. When the transports were evaluated separately by route, patients going to surgical centers had a higher risk when the Santos Score increased (OR = 1.168, CI95%: 1.07-1.27), and patients going to inpatient units had a lower risk when the Santos Score increased (OR = 0.605, CI95%: 0.46-0.80). In the last case, patients with a high workload were also accompanied by health professionals. The presence of a health professional when the patient was going to an inpatient unit also decreased the risk of inadequate transport (OR = 0.011, CI95%: 0.002-0.070). The patient returning to their origin unit showed more transport non-conformities. Perhaps the reason is the discredit attributed to risk in these patients once the surgical problem was solved. Thus, it is a fact that the patient nursing workload and the route of the transport were effective in predicting the risk of inadequate transport, being of great potential for practical use.

O transporte hospitalar do paciente é uma atividade que deve ser realizada com segurança e qualidade e envolve riscos consideráveis, especialmente em pacientes cirúrgicos. O objetivo deste estudo foi avaliar a adequação ou não do transporte de pacientes cirúrgicos da unidade de internação para o centro cirúrgico e vice-versa. O perfil, a carga de trabalho em enfermagem, os profissionais envolvidos no transporte foram avaliados para a cada transporte, então os transportes foram avaliados como inadequados (quando ocorreu qualquer não conformidade) ou não. O transporte foi inadequado em 39,3% das avaliações; as não-conformidades mais comuns foram o desconhecimento do transporte no destino, documentos incorretos, paciente sozinho durante a rota, e a ausência do profissional da saúde (quando necessário). Nesta instituição e no período avaliado, o transporte era principalmente realizado por maqueiros. Pacientes com destino a unidades de internação têm maior frequência de transporte inadequado, principalmente por nenhuma comunicação. Sobre a carga de trabalho, avaliada pela pontuação de Santos, com a carga de trabalho aumentando o risco de ter o transporte inadequado também aumentou (Odds Ratio, OR = 1,21; IC95%: 1,08-1,16), e quando os pacientes foram agrupados em cuidados mínimos versus cuidado não mínimos, os últimos também mostram maior risco de transporte inadequado. Quando os transportes foram avaliados separadamente por rota, o paciente que vai para o centro cirúrgico tem maior risco quando o Score de Santos aumenta (OR = 1,168; IC95%: 1,07-1,27), e os pacientes que vão para a unidade de internação tem menor risco quando o Score de Santos aumenta (OR = 0,605; IC95%: 0,46-0,80). Pacientes no último caso, quando tem alta carga de trabalho também foram acompanhados por profissionais de saúde. A presença de profissionais de saúde quando o paciente vai para a unidade de internação também diminuem o risco (OR = 0,11; IC95%: 0,002-0,07). Quando os pacientes retornam às suas unidades mostram mais riscos de transporte e não-conformidades, talvez a razão é o descrédito atribuído ao risco nesses pacientes, uma vez que o problema cirúrgico foi resolvido. Assim, é fato que a carga de trabalho de enfermagem e a rota do transporte do paciente foram eficaz na predição do risco de transporte inadequado, sendo que apresentam grande potencial para uso prático.
Descritores: Centros Cirúrgicos
Transporte de Pacientes
Segurança do Paciente
-Gestão de Riscos
Segurança
Gestão da Qualidade
Unidades de Internação
Hospitais Universitários
Pacientes Internados
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  5 / 446 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1146781
Autor: Santos, Sheila Mara Pereira dos; Bonato, Melissa; Silva, Eusiene Furtado Mota.
Título: Checklist de cirurgia segura: conhecimento da equipe cirúrgica / Surgery checklist: knowledge the surgical team
Fonte: Enferm. foco (Brasília);11(4):214-220, dez. 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Verificar o conhecimento da equipe cirúrgica sobre a realização do checklist de cirurgia segura em centro cirúrgico. Metodologia: Pesquisa quantitativa, transversal, exploratória e descritiva. Dados obtidos por meio de uma entrevista com roteiro estruturado, aplicado a profissionais de centro cirúrgico de hospital no nordeste do Rio Grande do Sul. Resultados: Participaram da pesquisa 123 profissionais, 43 técnicos de enfermagem, 13 enfermeiros, 18 anestesistas e 49 cirurgiões. 100% dos participantes relataram conhecer o checklist, 65% receberam treinamento, 98% consideram importante seu uso para segurança do paciente e 75% alegaram verificar as informações do checklist antes de assinar. Quanto número de etapas do checklist 82% acertaram, e referente ao conhecimento sobre as etapas, a que teve mais acertos foi a etapa 1 (82% acertos), seguido da etapa 3 que teve 77,35% de acertos. Conclusão: Os profissionais pesquisados possuem conhecimento a respeito do checklist, contudo há etapas que não são claras, denotando a necessidade dos treinamentos e profissionalização da assistência para melhoria da qualidade no atendimento dos pacientes. (AU)

Objective: Verify the knowledge of the surgical team on the performance of the safe surgery checklist in operating room. Method: Quantitative, cross-sectional, exploratory and descriptive research. Data obtained through a structured script interview, applied to hospital operating room professionals in northeastern Rio Grande do Sul. Results: The study included 123 professionals, 43 nursing technicians, 13 nurses, 18 anesthetists and 49 surgeons. 100% of participants reported knowing the checklist, 65% received training, 98% considered it important for patient safety, and 75% claimed to check the checklist information before signing. Regarding the number of steps in the checklist 82% were correct, and regarding the knowledge about the steps, the one that had the most hits was step 1 (82% hits), followed by step 3 which had 77.35% hits. Conclusion: The professionals surveyed have knowledge about the checklist, however there are steps that are not clear, denoting the need for training and professionalization of care to improve the quality of patient care. (AU)

Objetivo: Verificar el conocimiento del equipo quirúrgico sobre la lista de verificación de cirugía segura en la sala de operaciones. Metodología: Investigación cuantitativa, transversal, exploratoria y descriptiva. Datos obtenidos a través de una entrevista guiada estructurada, aplicada a profesionales de quirófanos de hospitales en el noreste de Rio Grande do Sul. Resultados: El estudio incluyó a 123 profesionales, 43 técnicos de enfermería, 13 enfermeras, 18 anestesistas y 49 cirujanos. El 100% de los participantes informó conocer la lista de verificación, el 65% recibió capacitación, el 98% lo consideró importante para la seguridad del paciente y el 75% afirmó verificar la información de la lista de verificación antes de firmar. Con respecto al número de pasos en la lista de verificación, el 82% fueron correctos, y con respecto al conocimiento sobre los pasos, el que tuvo la mayor cantidad de aciertos fue el paso 1 (82% de aciertos), seguido del paso 3 que tuvo 77.35% de aciertos. Conclusión: Los profesionales encuestados tienen conocimiento sobre la lista de verificación, sin embargo, hay pasos que no son claros, lo que denota la necesidad de capacitación y profesionalización de la atención para mejorar la calidad de la atención al paciente. (AU)
Descritores: Segurança do Paciente
-Enfermagem de Centro Cirúrgico
Equipe de Assistência ao Paciente
Gestão de Riscos
Centros Cirúrgicos
Lista de Checagem
Responsável: BR1898.2 - Biblioteca


  6 / 446 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1130179
Autor: Silva, Juliana Catarine Barbosa da; Menezes, Jaileila de Araújo.
Título: Discursos (sobre)viver nos territórios em risco da região metropolitana do Recife / Discourses (about) living in territories at risk of the metropolitan region of Recife / (Discursos (sobre)vivir en los territorios en riesgo de la región metropolitana de Recife
Fonte: Psicol. ciênc. prof;40:1-17, jan.-maio 2020.
Idioma: pt.
Resumo: A presente pesquisa objetiva analisar e debater os discursos produzidos por usuárias(os) do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil, residentes na Região Metropolitana do Recife, no que diz respeito à vida nos territórios em risco. O estudo está inserido no conjunto de pesquisas que buscam compreender os fenômenos socioculturais que envolvem a questão do risco, e suas implicações para os processos de subjetivação das pessoas nos contextos marcados por emergências e desastres. Desenvolvemos uma metodologia qualitativa, como referenciais epistêmico-metodológicos adotamos os estudos foucaultianos sobre discurso e a Psicologia Discursiva de origem inglesa. Realizamos entrevistas semiestruturadas com a participação de três homens e doze mulheres usuárias(os) da defesa civil e beneficiárias(os) do auxílio-moradia. Os discursos produzidos ressaltaram um território marcado por um sistema de gerenciamentos de riscos deficitário e pouco efetivo, sendo que a pobreza e a dificuldade de acesso a serviços públicos básicos são demandas centrais das pessoas que nele habitam. Identificamos também estratégias de resistência, que mesmo fragilizadas, buscam suprir a ausência efetiva do Estado nesses espaços. A questão social é uma temática central no contexto pesquisado, produz marcas profundas naquilo que se define como risco e, por conseguinte, na vida das pessoas que habitam os territórios permeados por ele...(AU)

This study analyzes the discussions produced by users of the National System for Civil Protection and Defense by residents of Recife's Metropolitan Region regarding survival in territories at risk. It is part of a set of projects which seek to understand socio-cultural phenomena where the matter of risk is involved and its implications for processes of how people interiorize emergencies and disasters in their respective contexts. A qualitative methodological approach was adopted. We used Foucault's study on discourse and the English school of Discursive Psychology as epistemic-methodological frameworks. Semi-structured interviews were conducted with the participation of 12 women and 3 men who were end-users of civil defense and beneficiaries of housing assistance. The generated discussions indicated a territory marked by a system of risk management which was deficient and very ineffective, as poverty and difficult access to basic public services are demands pertaining to people who live there. We also identified strategies for resistance which, even when they became fragile, sought to overcome the state's lack of presence in these scenarios. Social issues constitute a central subject for the context analyzed, as they have a profound impact upon what is defined as risk and for the people who live in territories permeated by this risk...(AU)

La presente investigación objetiva analizar y debatir los discursos producidos por usuarias/os del Sistema Nacional de Protección y Defensa Civil, residentes en la Región Metropolitana de Recife, en lo que se refiere a la vida de las personas en territorios en riesgo. El estudio está insertado en un conjunto de investigaciones que buscan comprender los fenómenos socioculturales que involucran las cuestiones de riesgo, y sus implicaciones para los procesos de subjetivación de las personas en los contextos marcados por emergencias y desastres. Desarrollamos una metodología cualitativa, como referencias epistémico-metodológicas, y adoptamos los estudios foucaultianos sobre discurso y la Psicología Discursiva de origen inglesa. Realizamos entrevistas semiestructuradas con la participación de tres hombres y doces mujeres usuarios/as de defensa civil y beneficiarios/as del programa auxilio vivienda. Los discursos producidos apuntan un territorio marcado por un sistema de gerenciamientos de riesgos deficiente y poco efectivo, siendo que la pobreza y la dificultad al acceso de servicios públicos básicos son las demandas centrales de las personas donde habitan. Identificamos también estrategias de resistencia, que aun fragilizadas buscan suprimir la ausencia efectiva del Estado en esos lugares. La cuestión social es una temática central del contexto encuestado, produciendo marcas profundas en lo que se define como riesgo y, por consiguiente, en la vida de las personas que habitan en los territorios impregnados por estos riesgos...(AU)
Descritores: Psicologia
Socorro em Desastres
Risco
Defesa Civil
Proteção Civil
Sujeitos da Pesquisa
Desastres
Habitação
-Pobreza
Gestão de Riscos
Vida
Estado
Emergências
Respeito
Pessoas
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Entrevista
Revisão Sistemática
Responsável: BR1552.1 - Biblioteca Central


  7 / 446 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-839727
Autor: Olivares Faúndez, Víctor.
Título: SOBANE: una estrategia de gestion del riesgo a considerar / SOBANE: a risk management strategy to consider
Fonte: Cienc. Trab;18(57):25-25, dic. 2016. graf.
Idioma: es.
Descritores: Gestão de Riscos/métodos
Riscos Ocupacionais
Acidentes de Trabalho/prevenção & controle
Saúde do Trabalhador
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  8 / 446 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1097784
Autor: Guatemala. Ministerio de Salud Pública y Asistencia Social. Coordinación de Hospitales.
Título: Capacitación del manejo clínico de casos de infección por coronavirus COVID-19 / Training in the clinical management of cases of coronavirus infection COVID-19.
Fonte: Guatemala; MSPAS. Coordinación de Hospitales; 07 feb 2020. 8 p. tab.
Idioma: es.
Resumo: Actualizar a los profesionales de pediatría, Medicina Interna, Gineco obstetricia, personal de enfermería, de laboratorio y el comité de gestión de riesgo en el manejo clínico de casos del nuevo coronavirus COVID-19.
Descritores: Pneumonia Viral/prevenção & controle
Infecções por Coronavirus/prevenção & controle
Capacitação Profissional
Betacoronavirus
-Gestão de Riscos/organização & administração
Pessoal de Laboratório Médico/educação
Infecções por Coronavirus/diagnóstico
Administração de Caso
Contenção de Riscos Biológicos/métodos
Assistência Hospitalar/organização & administração
Monitoramento Epidemiológico
Guatemala
Recursos Humanos de Enfermagem/educação
Limites: Humanos
Responsável: GT5.1 - Biblioteca y Centro de Documentación Dr. Julio de León Méndez


  9 / 446 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1037995
Autor: Stahlhoefer, Taniclaer.
Título: Quedas de pacientes no ambiente hospitalar / Patient falls in the hospital setting.
Fonte: Curitiba; s.n; 20140226. 91 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A queda em ambiente hospitalar é um evento traumático, multifatorial, habitualmente involuntário e inesperado, que pode ser recorrente em um mesmo paciente e, consequentemente, causar-lhe danos e demais consequências. Os fatores de risco para queda podem ser intrínsecos, relacionados ao próprio paciente, ou extrínsecos, relacionados à falta de segurança no ambiente. Portanto, há necessidade de gerenciamento de risco de quedas, que inclua a sua identificação, notificação, investigação, aprendizado com os erros e mudança de processos, com vistas a evitá-las, ou ao menos diminuir a sua ocorrência. A pesquisa teve por objetivos: caracterizar as quedas de pacientes ocorridas no ambiente hospitalar quanto aos danos causados e suas consequências; descrever o perfil demográfico e de morbidade dos pacientes que sofreram quedas no ambiente hospitalar; identificar os fatores de risco intrínsecos e extrínsecos relacionados às quedas; delinear ações para preveni-las no ambiente hospitalar. Trata-se de uma pesquisa retrospectiva, quantitativa, desenvolveu-se em dois momentos caracterizados por: pesquisa documental em 46 fichas de notificação de eventos de queda ocorrida em 2012 e os respectivos prontuários; e, pesquisa descritiva observacional das condições dos ambientes em que ocorreram as quedas. Realizou-se no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (HC/UFPR) junto a sua Assessoria de Gestão da Qualidade. Os resultados demonstram que 30,43% dos usuários que sofreram queda sofreram algum tipo de dano, principalmente relacionados a danos físicos, e consequências como acréscimo de exames diagnósticos, prolongamento do tempo de internação e alteração ou acréscimo de terapia medicamentosa. A maioria dos pacientes apresentava idade superior a 60 anos e era do sexo masculino. Os três principais diagnósticos primários identificados se relacionaram aos grupos de doenças do aparelho circulatório (21,74%), doenças do aparelho respiratório (13,06%) e de neoplasias e tumores (10,88%); e os diagnósticos secundários mais frequentes foram doenças do aparelho circulatório (36,96%), doenças do aparelho respiratório (17,39%) e doenças endócrinas, nutricionais e metabólicas (15,22%). A maioria dos usuários (76,09%) utilizava medicação relacionada a fatores de risco para queda, referidos na literatura. As quedas notificadas em 2012 no HC/UFPR ocorreram, principalmente no quarto (54,35%), sendo que 68% delas foram quedas do leito. Destaca-se que em 44,44% dos prontuários analisados não foram encontrados registros do evento adverso por parte da equipe de enfermagem ou médica. O maior número de notificações foi por parte de unidades que atendem pacientes críticos (36,85%). É indispensável o esforço contínuo do hospital a fim de que os profissionais da instituição mantenham o compromisso com a identificação de riscos e o registro de informações sobre quedas nos prontuários, bem como com a notificação adequada de sua ocorrência, de modo a preveni-las e corrigir desvios da assistência e no ambiente que exponham o paciente a esse evento adverso ao cuidado.

The fall in the hospital setting is a traumatic, multifactorial event, usually involuntary and unexpected, which can be recurring in the same patient, hence causing damage and other consequences. Risk factors for fall can be intrinsic, related to the patient, or extrinsic, related to the lack of security in the environment. Therefore, there is a need of managing the fall risk, which includes its identification, notification, investigation, learning from mistakes and processes changing, in order to prevent falls or at least decrease their occurrence. The research aimed to: characterize patient falls occurred in the hospital setting according to the damage caused and its consequences; describe the demographic and morbidity profile of patients who experienced falls in the hospital setting; identify the intrinsic and extrinsic factors related to falls; outline actions to prevent them in the hospital setting. This is a retrospective, qualitative research, carried out in two moments characterized by: documentary research of 46 notification forms of fall events that happened in 2012 and their records; and, observational descriptive research of the conditions of the places in which the falls occurred. The research was conducted at the Clinical Hospital of the Federal University of Parana (HC/UFPR) with its Quality Management Advisory. The results showed that 30.43% of users who suffered falls experienced some kind of damage, mainly related to physical damage, and consequences such as an increase in diagnostic tests, prolongation of hospitalization length and modification or addition of drug therapy. Most patients were aged over 60 years old and were male. The three main primary diagnoses identified were related to groups of diseases of the circulatory system (21.74%), respiratory system (13.06%) and neoplasia and tumors (10.88%); and the most common secondary diagnoses were diseases of the circulatory system (36.96%), diseases of the respiratory system (17.39%) and endocrine, nutritional and metabolic diseases (15.22%). Most patients used medication related to factors of fall risk, reported in the literature. The falls reported in 2012 at HC/UFPR occurred mainly in the bedroom (54.35%), and 68% of them were falls from the bed. It is emphasized that in 44.44% of the analyzed records there were no notes from the nursing or medical staff about the adverse event. The highest number of notifications was by units that deal with critical patients (36.85%). It is essential the continuous effort of the hospital to ensure that the professionals of the institution maintain the commitment with risk identification and records of fall information, as well as the right notification of its occurrence, in order to prevent the falls and correct deviations of assistance and in the environment that exposes the patient to this adverse event of care.
Descritores: Acidentes por Quedas
Fatores de Risco
Hospitais
Qualidade da Assistência à Saúde
Segurança do Paciente
-Gestão de Riscos
Prevenção de Acidentes
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico
BR501.1; 613.6, S781


  10 / 446 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-784388
Autor: Oliveira, Elizandra Cassia da Silva; Oliveira, Anna Priscila Barros de; Oliveira, Regina Celia de.
Título: Caracterização das flebites notificadas à gerência de risco em hospital da rede sentinela / Characterization of phlebitis notifications to risk management in hospital sentinel network / Caracterización de flebitis notificada a la gestión de riesgos en la red centinela hospitalaria
Fonte: Rev. baiana enferm;30(2), 2016.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: caracterizar as flebites notificadas em um Hospital da Rede Sentinela. Metodologia: estudo descritivoe quantitativo. Os dados foram obtidos por meio de 285 fichas de notificação de flebite da gerência de risco deum Hospital no município do Recife no período de janeiro de 2012 a agosto de 2013. Resultados: as ocorrênciasde flebite foram mais frequentes no dorso da mão (36,5%), antebraço (34,4%) e braço (21,4%). Classificadas emgrau I (63,2%), por causa química (72,6%), seguida de causas mecânicas (12,6%). O maior número de notificaçõesprocedeu da emergência (35,8%). Conclusão: a caracterização dos casos de flebite notificados à Gerência de Riscoapresentou o dorso da mão, a classificação em grau I e a causa química como as mais prevalentes.

Objective: characterize reports related to phlebitis at a Rede Sentinela Hospital. Methodology: descriptive andquantitative study. Data was obtained from 285 reporting forms of phlebitis risk management of a Hospital in thecity of Recife during the period from January 2012 to August 2013. Results: the most frequent occurrences of phlebitiswere on the back of the hand (36.5 %), forearm (34.4 %) and arm (21.4 %). Most cases (63.2%) were classifiedas grade I, chemical cause (72.6 %), followed by mechanical causes (12.6 %). The highest number of notificationsoriginated from emergency (35.8%). Conclusion: The most prevailing cases of phlebitis notified to Risk Managementwere on the back of the hand, classified as Grade I and from chemical causes.

Objetivo: caracterizar las notificaciones relacionadas con la flebitis en un hospital de la Rede Sentinela. Metodología:estudio descriptivo y cualitativo. Los datos se obtuvieron de 285 formularios de notificación de la gestión del riesgo deflebitis de un Hospital de la municipalidad de Recife que abarca el período de enero 2012 a agosto 2013. Resultados:las ocurrencias fueron más comunes en la parte posterior de la mano (36,5%), el antebrazo (34,4%) y el brazo(21,4%). La mayoría de los casos (63,2 %) fueron clasificados como de grado I, por causa química (72,6%), seguidas de las causas mecánicas (12,6%). El mayor número de notificaciones procedió de emergencia (35,8%). Conclusión:La caracterización de flebitis notificados a la Gestión de Riesgos presentó la parte posterior de la mano, clasificaciónen grado I y causa química como más prevalentes.
Descritores: Flebite/etiologia
Gestão de Riscos
Fatores de Risco
Notificação
Cuidados de Enfermagem
-Serviços de Saúde
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde



página 1 de 45 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde