Base de dados : LILACS
Pesquisa : N03.219.521.346.506.849 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2233 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 224 ir para página                         

  1 / 2233 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1051241
Autor: Silva, Mariah de Jesus de Sousa Faustino.
Título: Reabilitação profissional e práticas intersetoriais / Vocational rehabilitation and inter-sectoral practices.
Fonte: São Paulo; s.n; 2019. 108 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A reabilitação profissional é um serviço prestado pelo Instituto Nacional do Seguro Social/INSS no Brasil. Durante o acompanhamento do processo de reabilitação profissional, o reabilitando pode receber capacitação/formação profissional por parte de recursos sociais disponíveis na comunidade. Esta capacitação pode contribuir tanto para a reinserção no mercado de trabalho como para o contexto social em que vive o trabalhador. Objetivo - Caracterizar a reabilitação profissional previdenciária e as práticas intersetoriais no processo de retorno ao trabalho. Métodos - Foram realizadas buscas de referências publicadas em periódicos científicos da base de dados SciELO, sobre os temas: trabalho, previdência social, reabilitação profissional, retorno ao trabalho, intersetorialidade. Foram analisados documentos oficiais (decretos do governo federal brasileiro acerca da saúde do trabalhador, previdência social e reabilitação profissional). Foi conduzido um estudo de caso com abordagem qualitativa, a partir da perspectiva teórica crítica dialética. Utilizando a técnica de grupo focal foram realizadas duas sessões com a participação de nove (09) trabalhadores em reabilitação profissional. Estes estavam recebendo capacitação profissional em instituição colaboradora do Instituto Nacional do Seguro Social, localizada na cidade de São Paulo, SP. Foram também realizadas quatro (04) entrevistas semiestruturadas com representante da instituição que ministrava a capacitação e com outros três (03) trabalhadores que já tinham concluído o processo de reabilitação profissional. A coleta de dados em campo realizou-se durante quatro (4) meses, entre fevereiro e maio de 2019. Os trabalhadores concordaram voluntariamente em participar deste estudo, assinando termo de consentimento esclarecido. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Saúde Pública da USP. Resultados - Identificaram-se nas entrevistas núcleos de sentido que ao serem agrupados permitiram a formação de três categorias de análise do programa de reabilitação profissional: a) percepção sobre o programa de reabilitação profissional; b) as práticas intersetoriais junto à rede de assistência; c) expectativa de retorno ao trabalho. Os resultados revelaram serem frágeis o planejamento, o monitoramento e a avaliação de ações. A gestão e o controle social mostraram-se pouco efetivos. Também evidenciaram que ainda há um longo caminho a avançar na prática da intersetorialidade, tanto no campo da gestão, quanto do cotidiano das práticas das equipes de reabilitação profissional. Há dificuldades e limitações dos modelos vigentes de gestão no trabalho. Por outro lado, os resultados também apontaram para a criação de novos modos de estabelecimento de parcerias e construção coletiva de estratégias de inventividade junto à rede socioassistencial. Há a necessidade de serem aprimorados os mecanismos de gestão intersetoriais que garantam uma maior articulação e que subsidiem as práticas dos serviços de reabilitação profissional. Trata-se de um enorme desafio, cuja superação requer o envolvimento de gestores, profissionais e usuários na construção de uma gestão democrática e comprometida com a diretriz da integralidade em processos de reabilitação. Considerações finais: A partir das reflexões teóricas e da pesquisa de campo é possível afirmar que a intersetorialidade na reabilitação profissional, ainda se encontra como um processo em construção, com fragilidades. As articulações e atuações intersetoriais no âmbito da reabilitação profissional previdenciária são ainda modestas e pontuais.

Vocational rehabilitation is a service provided by the National Institute of Social Security / INSS in Brazil. During the follow-up of the vocational rehabilitation process, the rehabilitated person may receive vocational training from social resources available in the community. This training can contribute to both reintegration into the labor market and the social context in which the worker lives. Aim - To characterize the social security vocational rehabilitation and inter-sectoral practices during the return to work process. Methods - Searches for references published in scientific journals of the SciELO database were performed on the following topics: work, social security, and vocational rehabilitation, return to work, inter-sectorial Official documents (decrees of the Brazilian federal government on workers' health, social security and vocational rehabilitation) were evaluated. A case study with a qualitative approach was conducted from the dialectical critical theoretical perspective. Using the focus group technique, two sessions were held with the participation of nine (09) workers in vocational rehabilitation. Those were receiving professional training in a collaborating institution of the National Institute of Social Security, located in the city of São Paulo, SP, Brazil. There were conducted four (04) semi-structured interviews with the representative of the institution that provided the training and with three (03) other workers who had already completed the vocational rehabilitation process. Field data collection took place during four (4) months, between February and May 2019. The workers volunteered and agreed to participate in this study, signing an informed consent form. The project was approved by the Research Ethics Committee of the University of São Paulo, School of Public Health. Results - The interviews identified nuclei of meaning when grouped, allowed the formation of three categories of analysis of the vocational rehabilitation program. They were: a) perception about the vocational rehabilitation program; b) inter-sectorial practices within the network care; c) expectation of return to work. The results revealed the planning, monitoring and evaluation of actions were fragile. Management and social control were perceived ineffective. They also showed that there is still a long way to go in the practice of inter-sectoral approach, both of management, as well as the daily practices of vocational rehabilitation teams. There are difficulties and limitations of current management models at work. On the other hand, the results also pointed to the creation of new ways of partnering and the collective construction of inventive strategies with the social assistance network. There is a need to improve inter-sectoral management mechanisms that ensure greater articulation and support the practices of vocational rehabilitation services. This is a huge challenge, which requires the involvement of managers, professionals and users in the construction of a democratic management and committed to the directive integrality in rehabilitation processes. Final considerations: From the theoretical reflections and field study it is possible to state the inter-sectoral approach in vocational rehabilitation is still a process under construction, with weaknesses. The inter- sectorial articulation and actions within the scope of social security vocational rehabilitation are still modestly and punctual.
Descritores: Reabilitação Vocacional
Previdência Social
Colaboração Intersetorial
Retorno ao Trabalho
-Saúde do Trabalhador
Licença Médica
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  2 / 2233 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-329662
Autor: Carrizosa, Agustín.
Título: La reforma de la seguridad social en el Paraguay: el caso del sector salud / The reform of the safety in the Paraguay: the case of the sector health.
Fonte: Asunción; Centro Paraguayo para la Promción de la Libertad Económica y de la Justicia Social; 1996. 108 p. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Se refiere al tema de la reforma de la seguridad social en el Paraguay, específicamente el caso del sector salud, presenta el contexto de la reforma, las razones de la reforma del sector salud donde trata el deterioro de la situación de la salud, ineficiencia del sistema de prestaciones de servicios donde recuenta la organización de sistema, los recursos humanos, luego hace incapie en las políticas públicas en salud, el plan nacional de salud, así como las fuentes de financiamiento, el modelo de organización y el proceso de la reforma
Descritores: Previdência Social
Saúde Materno-Infantil
Planos de Sistemas de Saúde
Serviços de Saúde do Trabalhador
Políticas de Controle Social
-Paraguai
Responsável: PY40.1 - Biblioteca
PY40.1; Py368.4


  3 / 2233 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-267129
Autor: Barreto Otazú, César Amado; Ramírez Parada, Ramón.
Título: Reforma previsional: elementos de análisis.
Fonte: Asunción; Centro Paraguayo para la Promoción de la Libertad Económica y de la Justicia Social; 1997. 113 p.
Idioma: es; en.
Resumo: Hace referencia al tema de la reforma del seguro previsional, indica las actuales falencias del sistema, apoyando la tesis de que necesita una urgente reforma , analiza así mismo el caso de cuatro países de este continente que llevaron a cabo recientemente una reforma de dicha política, rescatando tanto lo positivo y lo negativo de tales experiencias en función de un proceso de reforma local. Incluye: sistemas alternativos de pensiones : problemas que enfrentan los distintos sistemas, el sistema previcional paraguayo ; reforma en América Latina: características y problemas y lecciones de la teoría y la experiencia de reforma para el Paraguay
Descritores: Pensões
Previdência Social
Privatização
-Paraguai
Peru
Chile
Colômbia
México
Responsável: PY40.1 - Biblioteca
Py614.2


  4 / 2233 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-267111
Autor: Ramírez, Carlos Mario.
Título: Descentralización y salud.
Fonte: Asunción; PRODEP; abr. 1999. 97 p. tab.
Idioma: es; en.
Resumo: Refiere el tema de la descentralización de la salud y de la problemática de la seguridad social, desarrolla lo siguiente: aspectos generales y sectoriales de salud , la descentralización y reune cuatro experiencias latinoamericanas la de Bolivia, Nicaragua, Brasil, Argentina y hace una referncia al sistema de la seguridad social en cuanto a la historia de la seguridad social y sus sistemas básicos y la actualidad y perspectivas de la seguridad social
Descritores: Previdência Social
Reforma dos Serviços de Saúde
Política
-Paraguai
Bolívia
Brasil
Nicarágua
Responsável: PY40.1 - Biblioteca
Py351.7


  5 / 2233 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-194441
Autor: Carrizosa, Agustín.
Título: La reforma de la seguridad social en Paraguay: el caso del sector salud. - v.12.
Fonte: Asunción; CEPPRO; 1996. 108 p.
Idioma: es.
Resumo: Trata sobre la situación del sector salud en el Paraguay, indicando que el sector salud no solo sufre de insuficiente atención y organización si no que se funda en general en un modelo ya obsoleto según las experiencias mundiales de actualidad
Descritores: Paraguai
Previdência Social
Perfil de Saúde
Reforma dos Serviços de Saúde
Responsável: PY2.1 - Centro de Documentación
PY2.1, 614/2519


  6 / 2233 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-714993
Autor: Vera de Corbalán, M; Samudio, Margarita.
Título: Clima organizacional de enfermería en los hospitales regionales del Instituto de Previsión Social / Organizational climate of the regional hospitals of the Social Security Institute
Fonte: Mem. Inst. Invest. Cienc. Salud (Impr.);11(2):41-54, dic. 2013. tab, ilus.
Idioma: es.
Resumo: El clima organizacional constituye uno de los factores determinantes de los procesos organizativos de gestión, cambio e innovación. Mantener niveles altos de satisfacción laboral permite mejorar procesos, fomentar el trabajo en equipo, aumentar la calidad y calidez de atención de enfermería y el rendimiento de su productividad, así como la satisfacción de los usuarios. El objetivo fue evaluar la percepción del clima organizacional de enfermería en los hospitales regionales del Instituto de Previsión Social (IPS), desde la perspectiva del enfermero/a asistencial. El mismo se realizó en base a parámetros cuantitativos, descriptivos y analíticos, utilizando una muestra de 188 enfermeras/os asistenciales que representa el 72% de la población total de enfermeros/as del área interior de ocho hospitales. Las variables del estudio fueron: características generales, condiciones de trabajo, infraestructura edilicia, integración organizacional, imagen del o la enfermero/a jefe, oportunidad de desarrollo profesional y compensación económica. La recolección de datos se llevó a cabo mediante la aplicación del instrumento “Encuesta de clima organizacional” utilizando la opción de selección múltiple para responder a los enunciados del mismo. Los resultados reflejaron la satisfacción en los siguientes factores: especialidad donde cumple funciones cada una de las enfermeras y la imagen gerencial de la enfermera jefe. Revelaron insatisfacción infraestructura edilicia, falta de cursos de capacitación como oportunidad para el desarrollo personal y profesional, inequidad salarial y falta de alcance de beneficios económicos adicionales al salario. El clima organizacional en los hospitales regionales se percibe, en general, como positivo porque existen posibilidades de modificar los factores que favorecen una mejora en las condiciones laborales.
Descritores: Cuidados de Enfermagem
Eficiência Organizacional
-Satisfação no Emprego
Previdência Social
Responsável: PY3.1 - Biblioteca


  7 / 2233 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1018389
Autor: González Estigarribia, Blanca Mirian; López Núñez, Lucía; Pedrozo Alfonzo, Gloria Concepción.
Título: Bioseguridad en el Personal de Enfermería del Instituto de Medicina Tropical - área internado.
Fonte: Asunción; s.n; 1999. 45 p. tab, graf. (PY).
Idioma: es; en.
Tese: Apresentada a Escuela de Enfermería. UNA para obtenção do grau de Licenciado.
Símbolo: PY.
Resumo: Estudio exploratorio descriptivo del conocimiento que tienen las licenciadas en enfermería y auxiliares, acerca de las medidas de bioseguridad específicamente en el Instituto de Medicina Tropical. Describe el procedimiento correcto dentro de las normas de bioseguridad y normas universales. Presenta a través de cuadros las características de un ambiente saludable
Descritores: Previdência Social
Saúde do Trabalhador/estatística & dados numéricos
Saúde do Trabalhador/legislação & jurisprudência
Responsável: PY1.3 - Biblioteca
13.62. 13.62; ON, ON


  8 / 2233 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1018387
Autor: Giménez Garay, Dolores Luisa.
Título: Cobertura del Seguro Social (I.P.S.) para Obreros Temporales de la Algodonera Areguá.
Fonte: Asunción; s.n; 2000. 129 p. tab, graf. (PY).
Idioma: es; en.
Tese: Apresentada a Escuela de Trabajo Social. UNA para obtenção do grau de Licenciado.
Símbolo: PY.
Resumo: Determina el impacto de la problemática del seguro social del Instituto de Previsión Social referente a la cobertura temporal limitada, al personal zafrero de a demostadora Algodonera Areguá. Presenta el orígen y evolución de la seguridad social, el Seguro Social en el Paraguay, según la Constitución Nacional. Describe sus recursos, financiamientos, de las jubilaciones, pensiones; filosofía del Seguro Social
Descritores: Benefícios do Seguro
Cobertura do Seguro
Previdência Social
Seguro
Seguro Saúde
Seguro de Serviços Médicos
Responsável: PY1.3 - Biblioteca
68.4. 68.4; IM, IM


  9 / 2233 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Ribeiro, Mário Sérgio
Texto completo
Id: lil-530944
Autor: Siano, Adriana Kelmer; Ribeiro, Luiz Cláudio; Santiago, Aline Evangelista; Ribeiro, Mário Sérgio.
Título: Análise descritiva de exames periciais iniciais de segurados do Instituto Nacional do Seguro Social apresentando transtornos mentais / Initial medical assessment of the Brazilian National Institute of Social Security Insured with mental disorders: descriptive analysis
Fonte: HU rev;35(1):25-34, jan.-mar. 2009. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Em análise descritiva preliminar do perfil sócio-demográfico, clínico e previdenciário dos segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foram verificadas as variáveis relativas aos exames periciais iniciais concluídos entre julho/2004 e dezembro/2006. Os segurados passaram por exame pericial inicial em Juiz de Fora - MG, em decorrência do requerimento de Auxílio-doença, com diagnóstico principal de transtorno mental. As informações, contidas em banco de dados, foram fornecidas pela Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev). Predominaram segurados do sexo feminino (66,8%) e residentes em Juiz de Fora (83,9%), com idade média de 44,3 anos. Registros inespecíficos sobre a atividade laborativa foram encontrados em 22,2% dos casos; quanto ao vínculo com o INSS, 41,2% dos segurados eram autônomos e 30,7% estavam desempregados; o tempo médio de filiação à Previdência foi de 14,4 anos e o de contribuição de 7,6 anos. Os diagnósticos mais frequentes foram de "transtornos menores do humor" (39,6%) e "transtornos de ansiedade" (34,5%); as comorbidades recorrentes foram psiquiátricas (33,6%); mudanças no diagnóstico do exame pericial inicial, em relação ao benefício anterior, aconteceram em mais de 50% dos registros. Foram considerados incapazes 63,8% dos segurados que, em média, estariam doentes há 1,9 anos e incapazes há 37,6 dias na data do requerimento; o tempo médio de afastamento foi de 307,8 dias e os benefícios renovados, em média, 2,6 vezes. Os resultados evidenciam possíveis falhas no trabalho dos Peritos, quanto ao adequado registro de dados clínicos e previdenciários. Sugerem ainda possíveis relações entre requerimentos de Auxílio-doença por transtornos mentais e local de residência, desemprego e informalidade do mercado de trabalho.

This is a preliminary analysis of the sociodemographic, clinical and social security profile of subjects requiring sickness-benefit, undergoing initial medical assessment, and receiving the diagnosis of a mental disorder as their main diagnosis, at the Brazilian National Institute of Social Security (INSS) in Juiz de Fora - MG, Brazil. A descriptive analysis of the variables concerning the initial medical assessment concluded between July, 2004 and December, 2006, and contained in the DATAPREV databank, was undertaken. Most were female (66.8%), had a mean age of 44.3 years, and lived in Juiz de Fora (83.9%). Non-specific records about the work activity were found in 22.2% of the cases; 41.2% of those insured were self-employed and 30.7% were unemployed; the mean affiliation and contribution times were 14.4 years and 7.6 years, respectively. The most frequent diagnoses were "minor mood disorders" (39.6%) and "anxiety disorders" (34.5%); the most frequent co-morbidities were psychiatric (33.6%); in more than 50% of the records there were changes in the diagnosis at the initial medical assessment in relation to the previous benefit granted. 63.8% were considered disabled (mean illness and disability times at benefit requirement of 1.9 years and 37.6 days, respectively); mean sick-leave amounted to 307.8 days; the benefits were renewed 2.6 times on average. The results showed a possible failure to correctly record clinical and social security data. There might be a correlation of sickness-benefit requirements due to mental disease with place of living, unemployment and informality in the labor market.
Descritores: Seguro por Invalidez
Transtornos Mentais
-Previdência Social/economia
Limites: Feminino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR378.1 - Biblioteca Central


  10 / 2233 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Id: lil-130537
Autor: Brasil. Ministério da Previdência Social.
Título: A Previdência Social e a Revisäo Constitucional / Social Security and the constitutional review.
Fonte: Brasília; CEPAL; 1993. 300 p. ilus, tab, graf. (Pesquisas, 1).
Idioma: pt.
Descritores: Previdência Social/legislação & jurisprudência
-Brasil
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/2500.00; BR599.1; 10001009072, AG



página 1 de 224 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde