Base de dados : LILACS
Pesquisa : N03.349 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1716 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 172 ir para página                         

  1 / 1716 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1122028
Autor: Dantas Varela, Leilany; dos Santos Faustino, Rauana; Helena Aires de Freitas, Consuelo; Coêlho Correia Sampaio, Yana Paula; Sampaio de Oliveira, Rogério; Germane Alves Pinto, Antonio; Rodrigues Maia, Evanira; Vieira Lopes, Maria do Socorro.
Título: Conselho local de saúde: implantação e dificuldades da formação na Estratégia Saúde da Família / Local Health Council: formation implementation and difficulties in the Family Health Strategy / Consejo local de salud: implantación y dificultades para la formación de la Estrategia de Salud Familiar
Fonte: Rev. bras. promoç. saúde (Impr.) = Braz. j. health promot;33:1-11, 03/01/2020.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: Descrever o processo de implantação do Conselho Local de Saúde, incluindo a formação e as dificuldades enfrentadas, por meio da visão dos conselheiros, com ênfase na participação social no território da Estratégia Saúde da Família. Métodos: Estudo de natureza qualitativa, com abordagem crítico-reflexiva, realizado de fevereiro a julho de 2016 no território de uma equipe da Estratégia Saúde da Família no município de Milagres, Ceará, Brasil, com 22 usuários e trabalhadores de saúde integrantes do Conselho Local de Saúde. A pesquisa ocorreu por meio de técnicas de observação sistemática, levantamento documental, entrevista semiestruturada e grupo focal. Emergiram três categorias: Contextualidades na implantação do Conselho Local de Saúde; Formação do Conselho Local de Saúde frente às situações cotidianas da comunidade: necessidades de saúde, participação e renovação; Dificuldades enfrentadas no processo de organização do Conselho Local de Saúde. Resultados: Os problemas locais foram os motivos para a participação e a mobilização da comunidade na implantação e formação do Conselho Local de Saúde. A organização e o funcionamento do conselho envolveram usuários e equipe de saúde em práticas integradas às demandas e necessidades do território. A participação comunitária, o empoderamento para cidadania e a corresponsabilização solidária das pessoas emergiram no processo de planejamento local das ações de saúde e no enfrentamento coletivo das dificuldades cotidianas. Conclusão: As mudanças ocorridas no território da Estratégia Saúde da Família com a implantação e formação do Conselho Local de Saúde evidenciam a potencialidade desse dispositivo de participação social.

Objective: To describe the process of implementation of the Local Health Council, formation and difficulties faced, through the view of the counselors, with an emphasis on social participation in the territory of the Family Health Strategy. Methods: Study of a qualitative nature, with a critical-reflexive approach. Held in the territory of a Family Health Strategy team in the city of Milagres, Ceará, Brazil, with 22 subjects, users and health workers members of the Local Health Council. The survey took place between February and July 2016, through systematic observation techniques, documentary survey and focus group. Data analysis based on hermeneutics and dialectics was chosen. Results: The local problems were the reasons for community participation and mobilization in the implantation and formation of the Local Health Council. The organization and functioning of the council involved users and the health team in practices integrated to the demands and needs of the territory. Community participation, empowerment for citizenship and the joint responsibility of people emerged in the process of local planning of health actions and in the collective confrontation of daily difficulties. Conclusion: The changes that occurred in the Family Health Strategy territory with the implementation and formation of the Local Health Council show the potential of this social participation device. The weaknesses in the council's organization underscore the need for encouragement, support and support at the base of the Unified Health System.

Objetivo: Describir el proceso de implantación del Consejo Local de Salud incluyendo la formación y las dificultades afrontadas a través de la opinión de los consejeros con énfasis en la participación social del territorio de la Estrategia de Salud Familiar. Métodos: Estudio de naturaleza cualitativa de abordaje crítico-reflexivo realizado entre febrero y julio de 2016 en el territorio de un equipo de la Estrategia de Salud Familiar del municipio de Milagres, Ceará, Brasil, con 22 usuarios y trabajadores sanitarios del Consejo Local de Salud. La investigación se dio a través de técnicas de observación sistemática, recogida de documentos, entrevista semiestructurada y grupo focal de los cuales emergieron tres categorías: Los contextos para la implantación del Consejo Local de Salud; Formación del Consejo Local de Salud ante situaciones del cotidiano de la comunidad: necesidades de salud, participación y renovación; Dificultades afrontadas en el proceso de organización del Consejo Local de Salud. Resultados: Los problemas locales han sido la causa de la participación y la movilización de la comunidad para la implantación y la formación del Consejo Local de Salud. La organización y el funcionamiento del consejo han involucrado usuarios y equipos de salud en prácticas integradas según las demandas y las necesidades del territorio. La participación comunitaria, el empoderamiento para la ciudadanía y la co-responsabilidad solidaria de las personas llevaron al proceso de planeamiento local de las acciones de salud y el afrontamiento colectivo de las dificultades del cotidiano. Conclusión: Los cambios ocurridos en el territorio de la Estrategia de Salud Familiar con la implantación y la formación del Consejo Local de Salud han evidenciado la potencialidad de ese dispositivo de participación social.
Descritores: Planejamento Participativo
Estratégia Saúde da Família
Conselhos de Saúde
Planejamento em Saúde
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  2 / 1716 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-903117
Autor: Escobar-Díaz, Fabio A; Castillo-Santana, Paula T; Rodríguez-Salazar, Nohora; Quintero-Cabezas, Cindy J; Castañeda-Orjuela, Carlos A.
Título: Experiencias departamentales en la construcción, divulgación y uso del análisis de situación de salud, Colombia 2016 / Experiences in construction, dissemination and use of the health situation analysis in Colombia 2016
Fonte: Rev. salud pública;19(3):368-373, mayo-jun. 2017. tab.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN Objetivo El Análisis de Situación de Salud (ASIS) es una metodología que se encuentra en implementación recientemente en Colombia. Este estudio buscó comprender la experiencia de construcción, divulgación y uso del ASIS para la toma de decisiones en algunas entidades territoriales (ET). Métodos Entrevistas semiestructuradas a funcionarios de las entidades departamentales de salud; la información fue analizada de acuerdo a un conjunto de categorías establecidas previamente. Resultados Las ET implementan el ASIS incorporando el enfoque de los Determinantes Sociales de la Salud; sin embargo, las capacidades técnicas, económicas y humanas son desiguales para la elaboración de este tipo de análisis; la participación intersectorial y social aún es débil y los resultados generados todavía no orientan la toma de decisiones a nivel territorial. Conclusiones La metodología ASIS aspira a posicionarse como uno de los mecanismos oficiales para generar evidencia que oriente las políticas y la toma de decisiones en salud a nivel nacional, regional y local; existen desafíos a nivel económico, institucional y político para su consolidación como estrategia de útil en la planificación en salud. El ASIS es una metodología de gran relevancia para las ET y debe seguir fortaleciéndose su implementación.(AU)

ABSTRACT Objetive The Health Situation Analysis (ASIS in Spanish) is a methodology that has been implemented recently in Colombia. This study aims at understanding the experience of building, disseminating and using ASIS for decision-making in some territorial entities. Methods Semistructured interviews were applied to officials of the departmental health entities. The information was analyzed according to a set of categories previously established. Results The territorial entities implement ASIS by incorporating the Social Determinants of Health approach; however, the technical, economic and human capacities for the elaboration of this type of analysis are not equitable. Intersectoral and social participation is still weak and the results do not guide the decision making at territorial level yet. Conclusions The ASIS methodology seeks to position itself as one of the official mechanisms to generate evidence that guides health policy and decision making at national, regional and local levels. There are economic, institutional and political challenges for its consolidation as a useful strategy in health planning. ASIS is a methodology of great relevance for the territorial entities and its implementation should be further strengthened.(AU)
Descritores: Formulação de Políticas
Funções Essenciais da Saúde Pública
Sistemas de Informação em Saúde/organização & administração
Planejamento em Saúde/organização & administração
-Colômbia
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 1716 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-707904
Autor: São Paulo (Estado). Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças:SUCEN/Coordenadoria de Regiões de Saúde.
Título: Plano de ações para o controle da dengue: Estado de São Paulo, 2013-2014 / Action Plans for dengue control: State of São Paulo, 2013-2014.
Fonte: São Paulo; São Paulo (Estado). Secretaria da Saúde; 2013. 17 p. mapas, graf.
Idioma: pt.
Descritores: Controle de Doenças Transmissíveis
Dengue
Planejamento em Saúde
Responsável: BR76.1 - Biblioteca
BR91.2; Digital; BR76.1; Digital; BR1763.1; Digital


  4 / 1716 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: lil-673793
Autor: São Paulo(Estado). Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Planejamento de Saúde; .Conselho de Secretários Municipais de Saúde de São Paulo.
Título: Instrumentos de planejamento na gestão municipal do SUS: nota técnica CIB / Planning instruments in municipal management of SUS: technical note CIB.
Fonte: São Paulo; SES/SP; abr. 2009. 42 p. ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Gestão em Saúde
Planejamento em Saúde
Planejamento em Saúde/organização & administração
Sistemas Locais de Saúde
Sistemas Locais de Saúde/organização & administração
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BRi91.2; Digital


  5 / 1716 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Lago, Tânia Di Giacomo do
Texto completo
Id: lil-570325
Autor: Lago, Tânia Di Giacomo do; Batista, Karina Barros Calife; Lavras, Carmen; Feliciello, Domenico.
Título: Atenção a gestante e a puérpera no SUS-SP: manual de orientação ao gestor para a implantação da linha de cuidado da gestante e da puérpera.
Fonte: São Paulo; SES/SP; 2010. 82 p.
Idioma: pt.
Resumo: Em que pesem os avanços ocorridos no âmbito do SUS desde sua criação, particularmente os relacionados à ampliação de cobertura e à qualificação da assistência e de seus mecanismos gestores, ainda há muito que ser construido na perspectiva de garantir uma atenção à saúde de qualidade a todos os brasileiros. Adequar o seu financiamento, amadurecer o modelo de gestão tripartite, superar a fragmentação das ações e serviços de saúde e qualificar suas práticas clínicas constituem os desafios que necessitam ser enfrentados na atualidade para que se possa garantir oferta qualificada de cuidados em saúde. Embora, nas últimas décadas, a cobertura de atenção ao pré-natal tenha aumentado garantir sua qualidade permanece como o maior desafio e como uma prioridade. Mesmo reconhecendo que os resultados nesse campo dependem de fatores relativos ao desenvolvimento econômico, social e humano de cada região, que terminam por conferir maior ou menor suporte às mulheres nessa fase do ciclo de vida, é preciso potencializar os recursos humanos e materiais existentes no Estado de São Paulo para o progressivo enfrentamento da morbimortalidade materna e perinatal. Nessa perspectiva, deve-se considerar que a melhoria da qualidade da atenção exige também uma mudança sensível na atitude dos profissionais de saúde e na eficiência e presteza dos serviços. Há que se investir na qualificação da atenção pré-natal, da atenção ao parto e ao puerpério, devendo-se, para isso, garantir o acesso das usuárias aos serviços de saúde e instituir uma abordagem integral do processo saúde doença através de ações intersetoriais de promoção da saúde e de prevenção, diagnóstico e tratamento adequado dos problemas que ocorrem nesse período. A atenção à gestante e à puérpera no SUS São Paulo é orientada por diretrizes e procedimentos constantes em duas publicações da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES SP): O manual Técnico de pré-natal e puerpério...
Descritores: Administração dos Cuidados ao Paciente
Assistência Centrada no Paciente
Assistência à Saúde
Cuidado Pré-Natal
Gestor de Saúde
Planejamento em Saúde
Redes Comunitárias
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR9l.2; WA310, L177a, 2010


  6 / 1716 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-742464
Autor: Nardi, Susilene Maria Tonelli; Paschoal, José Antonio Armani; Pedro, Heloisa da Silveira Paro; Paschoal, Vânia Del´Arco; Sichieri, Eduvaldo Paulo.
Título: Geoprocessamento em Saúde Pública: fundamentos e aplicações / Use of geo-processing system in Public Health: principles and applications
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;72(3):185-191, 2013. ilus, mapas.
Idioma: pt.
Resumo: Neste trabalho foi averiguado o uso do geoprocessamento como ferramenta para realizar pesquisa e como subsídio para efetuar planejamento de ações em saúde pública. Diversos investigadores têm citado a construção de sistema de vigilância da saúde orientado por um modelo de análise de situações de risco,em substituição ao modelo de risco individual. Esta alternativa, que utiliza o espaço como referência,tem potencialmente mostrado maior poder explicativo por expressar diferentes acessos aos bens e aos serviços de infraestrutura urbana. Com o sistema de geoprocessamento, torna-se possível observar os fatores socioeconômicos, assim como a utilização e as formas de ocupação de áreas. Além disso, podem ser obtidos dados relevantes para efetuar o controle da vigilância em relação à saúde e ao meio ambiente construído e habitado. O uso do geoprocessamento constitui uma importante ferramenta para realizara identificação, a localização e o acompanhamento de populações, principalmente nas periferias dos grandes centros urbanos. Este sistema contribui, ainda, para desenvolver os estudos de transmissão, de disseminação e, ainda, das ações de controle das doenças e dos agravos de saúde de uma determinada área de abrangência.

In the present study is described the importance of the geographic information system (GIS) as a toolfor performing research and as a subsidy for action planning in public health. Many investigators havedescribed the construction of a health surveillance system based on a model to analyze the risk situations,aiming at replacing the individual risk model. This option employs the space as a reference, whichpotentially holds greater explanatory power for expressing different approaches to the profits and servicesfor urban infrastructure. The geo-processing allows to observe the socioeconomic factors, the ways andthe use of occupying the inhabited areas, to acquire relevant data for monitoring the sanitary surveillance,and also built and inhabited environment. The geo-processing works as an important tool for performingthe identification, location and follow-up of populations. Therefore, the geo-processing contributes to thestudy on transmission, distribution and actions directed to the diseases and health problems control in agiven scope area.
Descritores: Demografia
Planejamento em Saúde
Processamento Eletrônico de Dados
Saúde Pública
Monitoramento Epidemiológico
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  7 / 1716 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-871096
Autor: São Paulo (Estado). Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Planejamento de Saúde.
Título: Plano Estadual de Saúde 2016-2019 / State Health Plan 2016-2019.
Fonte: São Paulo; Id Artes e Eventos; 2016. 228 p. ilus, map, tab, graf.
Idioma: pt.
Descritores: Ciência, Tecnologia e Sociedade
Gestão em Saúde
Inovação
Planejamento em Saúde
Planos Governamentais de Saúde
Planos e Programas de Saúde
Política de Saúde
Sistema Único de Saúde
Vigilância em Saúde Pública
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; WA541, B732p, 2015


  8 / 1716 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Ciampone, Maria Helena Trench
Texto completo
Id: lil-581978
Autor: Kurcgant, Paulina; Ciampone, Maria Helena Trench; Melleiro, Marta Maria.
Título: O planejamento nas organizações de saúde: análise da visão sistêmica / Planning in health organizations: analysis under systematic view
Fonte: Rev. gaúch. enferm;27(3):351-355, 2006.
Idioma: pt.
Resumo: O planejamento em saúde na América Latina é marcado pela solicitação que a Organização Pan-Americana de Saúde faz ao Centro de Estudios del Desarrollo para elaborar um documento que trabalhasse conceitos de planejamento. A capacitação de técnicos foi importante para a disseminação dessa metodologia. O planejamento sistêmico foi adotado em consonância com os pressupostos da sociedade funcionalista da época. Neste artigo são consideradas as etapas metodológicas: análise situacional; estabelecimento de metas e planos; implementação da proposta; monitoramento do processo e os níveis estratégico, tático e operacional do planejamento e a sua correlação com as estruturas de poder nas organizações.

La planificación de la salud en América Latina ha estado determinada por la solicitud hecha por la Organización Panamericana de la Salud al Centro de Estudios del Desarrollo, para que se elabore un documento que trabaje conceptos relativos a la planificación. La capacitación de técnicos ha sido importante para la diseminación de esta metodología. La planificación sistémica se ha adoptado de acuerdo con las premisas de la sociedad funcionalista de la época. En este artículo se consideran las etapas metodológicas: análisis situacional, establecimiento de metas y planes, implementación de la propuesta, monitoreo del proceso, así como los niveles estratégico, táctico y operativo de la planificación y su correlación con las estructuras de poder en las organizaciones.

Health planning in Latin America is marked by the request from Pan American Health Organization to Centro de Estudios del Desarrollo (Center of Development Studies) to write a document focusing on planning concepts. The training of technicians in planning promoted the dissemination of this methodology. Systemic planning was adopted, aligned with the ideas of functional society in the sixties. This article discusses the following methodological steps: situational analysis; establishment of aims and plans; implementation of the proposal, process monitoring, and strategic, tactical, and operational planning levels and their correlation with power structures within the organizations.
Descritores: Administração de Serviços de Saúde
Planejamento em Saúde
-Organização e Administração
Limites: Humanos
Responsável: BR546.1 - Biblioteca


  9 / 1716 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Rodrigues, Rosalina Aparecida Paterzani
Texto completo
Id: lil-600080
Autor: Tavares, Darlene Mara dos Santos; Rodrigues, Rosalina Aparecida Partezani.
Título: Indicadores sociodemográficos e de saúde de idosos portadores e não portadores de diabetes / Sociodemográficos indicators and health of elderly who have and do not have diabetes
Fonte: Rev. eletrônica enferm;10(4), 2008.
Idioma: pt.
Resumo: Com o avanço da idade aumenta a ocorrência do diabetes mellitus. Os serviços de saúde necessitam readequar para atender as especificidades desta demanda populacional; para tanto deverá proceder o diagnóstico de saúde da população adstrita. Objetivos: descrever as características de um grupo de idosos portadores e não portadores de diabetes mellitus, segundo as variáveis sóciodemográficas e de saúde, bem como identificar as principais diferenças entre eles. Participaram do estudo 151 sujeitos, com idades acima de 60 anos, com diabetes mellitus (Grupo 1) e 151 sem a referida doença (Grupo 2), emparelhados segundo sexo e faixa etária. Os dados foram coletados através de instrumento estruturado, no domicílio do idoso, processados no programa EPIINFO vs 6. Foi realizada análise descritiva e teste X2 (p < 0,05). Verificou-se maior percentual para o sexo feminino (73,5%), com 1º grau incompleto (70%), renda de 1 a 2 salários mínimo. Variáveis que apresentaram diferença significativa entre os dois grupos foram: razão de aposentadoria, uso regular de medicamentos, problemas de saúde, procura por serviços públicos de saúde, atendimento e internação. O atendimento ao idoso se torna um desafio, por sua demanda crescente nos serviços de saúde frente às doenças crônicas, dentre elas, o diabetes mellitus.

With the age advance the occurrence of diabetes mellitus increases. The health services need adequacy to meet the specific demands of this population, for that the diagnosis of health of the people assigned should be made. Objectives: To describe the characteristics of a group of elderly who has diabetes and another group who doesnït have diabetes, according to the socialdemographic and health variable, as well as identify the differences between them. Study participants were 151 subjects, aged above 60 years old with diabetes mellitus (Group 1) and 151 without the disease (Group 2), paired by sex and age. Data were collected through structured instrument, at the elderlyïs home, processed in the program EPIINFO vs 6. Descriptive analysis was performed and X2 test (p <0.05). There was a higher percentage for females (73.5%) with 1º incomplete grade (70%), income from 1 to 2 minimum wage. Variables that showed significant differences between the two groups were: ratio of retirement, regular use of medicines, health problems, search for public health services, care and hospitalization. The care to the elderly becomes a challenge, for its growing demand in the health services front of chronic diseases, including the diabetes mellitus.

Con el adelanto de la edad aumenta la incidencia de la diabetes mellitus. Los servicios de salud necesitan de adecuación para satisfacer las exigencias específicas de esta población, por tanto debe hacer el diagnóstico de salud de la población asignada. Objetivos: Describir las características de un grupo de ancianos portadores y otro grupo de no portadores de diabetes mellitus, de acuerdo con la variable socialdemografica y de la salud, así como identificar las diferencias entre ellos.Participaron del estudio 151 sujetos, con edad superior a 60 años, con diabetes mellitus (Grupo 1) y 151 sin la enfermedad (Grupo 2), enparejados según sexo y faja etaria. Los datos fueron recolectados por medio de instrumento estructurado, en el hogar de los ancianos, tratados en el programa EPIINFO vs 6. Fue realizado un análisis descriptivo y test X2 (p <0,05). Hubo un porcentaje mayor para las mujeres (73,5%) con 1º grado incompleto (70%), renta de 1 a 2 salarios mínimos. Las variables que mostraron diferencias significativas entre los dos grupos fueron: relación de la jubilación, el uso regular de medicamentos, problemas de salud, búsqueda de los servicios públicos de salud, la atención y hospitalización. La atención a los anciones se convierte en un desafio por su demanda creciente en los servicios de salud frente a las enfermedades crónicas, entre ellas la diabetes mellitus.
Descritores: Diabetes Mellitus/epidemiologia
Enfermagem Geriátrica
Planejamento em Saúde
-Indicadores Demográficos
Indicadores Sociais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR584.1 - Biblioteca Central BSCAN


  10 / 1716 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-118633
Autor: Gómez Castro, Silvia; Rodríguez Delgado, Lourdes.
Título: Planificación de los recursos humanos en enfermería / Planning of human resources in nursing
Fonte: Rev. cuba. enferm;3(1):65-82, ene.-abr. 1987.
Idioma: es.
Resumo: Se muestran algunos indicadores de enfermería basados en el cálculo de camas y de habitantes según los documentos que norman la plantilla del Sistema Nacional de Salud. En los antecedentes se refleja el desarrollo en la formación del personal de enfermería en correspondencia con los programas de salud y las unidades, desde la creación del Sistema Nacional de Salud al triunfo de la Revolución. Se plantea el procedimiento actual para el cálculo de las plantillas por categorías ocupacionales y cargos. Se señala cómo están agrupadas las normativas. Se dan ejemplos para determinar el número de enfermeros necesarios por especialidades y áreas de trabajo mediante la aplicación de los documentos que norman esto así como su distribución por turno de trabajo. Se expone el sistema de normas para la formación de enfermeros
Descritores: Sistemas Locais de Saúde
Recursos Humanos de Enfermagem/normas
-Cuba
Planejamento em Saúde
Responsável: CU1 - INFOMED - Centro Nacional de Información de Ciencias Médicas



página 1 de 172 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde