Base de dados : LILACS
Pesquisa : N03.349.650.480 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 236 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 24 ir para página                         

  1 / 236 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Campos, Gastäo Wagner de Souza
Texto completo
Id: biblio-1055742
Autor: Padilha, Alexandre; Oliveira, Danilo Carvalho; Alves, Thássia Azevedo; Campos, Gastão Wagner de Souza.
Título: Crise no Brasil e impactos na frágil governança regional e federativa da política de saúde / Crisis in Brazil and impacts on the fragile regional and federative health policy governance
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(12):4509-4518, dez. 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Desde 2014, o Brasil vive crise econômica-fiscal-política-institucional. Este estudo avalia se a implementação das respostas à crise contribuiu para fragilizar a governança regional e federativa do SUS. Trata-se de estudo de implementação, ampliando-o com duas categorias da saúde coletiva, o poder em Testa e o sujeito em Campos, compreendendo que a implementação desloca poder e constrói sujeitos. Analisamos dados públicos, de 2014 a 2018, organizados em quatro eixos de análise: a) instrumentos de implementação da resposta à crise; b) interferência do Legislativo e do Judiciário nos investimentos; c) marcos legais da regionalização; d) atores federativos e possíveis coalizões de defesa. Os resultados revelam redução de recursos federais, especificamente para redes regionais de atenção; aumento da interferência legislativa e judicial nos recursos da saúde, pela evolução das emendas parlamentares e das ações judiciais e mudanças nas diretrizes de regionalização do SUS. Observa-se deslocamento de poder dos arranjos regionais federativos para o governo central, parlamento, judiciário e serviços locais isolados. Conclui-se que a resposta à crise fragilizou a governança regional federativa do SUS, agravando os impactos da crise na saúde.

Abstract Since 2014, Brazil has been experiencing an economic-fiscal-political-institutional crisis. This study evaluates whether the implementation of crisis responses contributed to weaken SUS regional and federative governance. This is an implementation study, and two theoretical categories of public health, the power in Testa and the subject in Campos have been incorporated. It presumes that the implementation shifts power and develops subjects. We analyzed public data from 2014 to 2018, organized into four axes of analysis: a) instruments for implementing crisis response; b) parliament and judicial interference in investments; c) legal frameworks of regionalization; d) federative actors and possible defense coalitions. Results show reduced federal resources, specifically for regional care networks; increased parliament and judicial interference with health resources, due to the evolution of congressional amendments and lawsuits, and changes in SUS regionalization guidelines. There is a shift of power from federative regional arrangements to the central government, parliament, the judiciary, and isolated local services. It is concluded that the response to the crisis weakened the regional federative governance of SUS, aggravating the impacts of the crisis on health.
Descritores: Atenção Primária à Saúde/economia
Planos Governamentais de Saúde/economia
Alocação de Recursos/economia
Recessão Econômica
-Atenção Primária à Saúde/organização & administração
Responsabilidade Social
Planos Governamentais de Saúde/organização & administração
Brasil
Saúde da Família/economia
Cidades
Downsizing Organizacional/economia
Alocação de Recursos/organização & administração
Desenvolvimento Sustentável
Acesso aos Serviços de Saúde/economia
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 236 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Mendonça, Maria Helena Magalhäes de
Texto completo
Id: biblio-1055743
Autor: Melo, Eduardo Alves; Mendonça, Maria Helena Magalhães de; Teixeira, Márcia.
Título: A crise econômica e a atenção primária à saúde no SUS da cidade do Rio de Janeiro, Brasil / The economic crisis and primary health care in the SUS of Rio de Janeiro, Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(12):4593-4598, dez. 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo aborda a crise na atenção primária à saúde do sistema público de saúde da cidade do Rio de Janeiro, a partir de 2018. Tal município teve forte expansão da atenção primária desde 2009, adotando Organizações Sociais para a contratação de profissionais e gerenciamento dos serviços, qualificando a infraestrutura das unidades e priorizando a medicina de família e comunidade, além de adotar práticas gerenciais como normatizações de ofertas, avaliação e remuneração por desempenho, "marketing", dentre outras. Diante da recente crise econômica, a decisão do gestor municipal foi de reduzir equipes de saúde da família, considerando a atual Política Nacional de Atenção Básica e argumentando ser possível otimizar recursos (fazendo mais com menos). Neste processo, enfrentou resistências, que não foram suficientes para freá-lo. Pela ressonância desta cidade (segunda maior do Brasil e com destaque na imprensa nacional) e tomando como base documentos públicos e formulações sobre a gestão, a crise expressa na atenção básica deste município foi problematizada em torno das implicações da adoção de Organizações Sociais na sustentabilidade dos serviços, da condução dos processos de gestão e suas racionalidades bem como da atuação política de agentes sociais em defesa do SUS e da atenção primária em particular.

Abstract This paper addresses the primary health care crisis of Rio de Janeiro public health system as of 2018. This municipality has experienced a robust primary care expansion since 2009, adopting Social Organizations for recruiting professionals and managing services, qualifying the infrastructure of units and prioritizing family and community medicine, as well as adopting management practices such as standardized offers, evaluation and pay-for-performance compensation, marketing, among others. Given the recent economic crisis, the municipal manager decided to reduce family health teams, considering the current National Policy of Primary Care and arguing that it is possible to optimize resources (doing more with less). In this process, he faced resistance that was not enough to stop him. Due to the resonance of this city (second largest in Brazil and prominent in the national press) and based on public documents and formulations on management, the crisis expressed in the primary health care of this city was debated around the implications of the adoption of Social Organizations in the sustainability of health services, conducting management processes and their rationalities, as well as the political action of social agents advocating for the SUS and primary care in particular.
Descritores: Atenção Primária à Saúde/economia
Planos Governamentais de Saúde/economia
Alocação de Recursos/economia
Recessão Econômica
-Atenção Primária à Saúde/organização & administração
Responsabilidade Social
Planos Governamentais de Saúde/organização & administração
Brasil
Saúde da Família/economia
Cidades
Downsizing Organizacional/economia
Alocação de Recursos/organização & administração
Desenvolvimento Sustentável
Acesso aos Serviços de Saúde/economia
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 236 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Martins, Monica
Andrade, Carla Lourenco Tavares de
Portela, Margareth Crisóstomo
Texto completo
Id: biblio-1055751
Autor: Martins, Mônica; Lima, Sheyla Maria Lemos; Andrade, Carla Lourenço Tavares de; Portela, Margareth Crisóstomo.
Título: Indicadores hospitalares de acesso e efetividade e crise econômica: análise baseada nos dados do Sistema Único de Saúde, Brasil e estados da região Sudeste, 2009-2018 / Access and effectiveness inpatient care indicators and economic crisis: analysis based on the Brazilian Unified Health System data, Brazil and Southern Brazil states, 2009-2018
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(12):4541-4554, dez. 2019. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo No contexto de crise e restrições de recursos é razoável supor o agravamento de fragilidades do Sistema Único de Saúde (SUS), como desigualdades regionais, subfinanciamento e problemas na qualidade do cuidado. Este estudo explorou a aplicação de indicadores de acesso e efetividade, facilmente compreensíveis e calculados, passíveis de refletir a crise na rede hospitalar. Cinco indicadores extraídos do Sistema de Informações Hospitalares, relativos ao Brasil e a estados da Região Sudeste, foram analisados no período de 2009-2018: internações resultantes em morte; internações cirúrgicas resultantes em morte; cirurgias eletivas no total das internações cirúrgicas; próteses de quadril na população de idosos; e angioplastias na população de 20 anos ou mais. Utilizaram-se gráficos de controle estatístico para a comparação dos indicadores entre estados, antes e a partir de 2014. No Brasil, as mortes hospitalares tiveram um leve crescimento enquanto que as mortes cirúrgicas uma queda; as cirurgias eletivas e próteses de quadril também diminuíram. No Sudeste, o Rio de Janeiro apresentou os piores resultados, em especial a queda de cirurgias eletivas. Os resultados ilustram o potencial dos indicadores para monitorar efeitos da crise sobre o cuidado hospitalar.

Abstract In the context of crisis and resource constraints, it is reasonable to assume the deteriorated weaknesses of the Unified Health System (SUS), such as regional inequalities, underfinancing, and care quality issues. This study explored the application of easily comprehensible and calculated access and effectiveness indicators that could reflect the hospital network crisis. Five indicators extracted from the Hospital Information System, related to Brazil and states of the Southeastern region, were analyzed in the 2009-2018 period: hospitalizations resulting in death; surgical hospitalizations resulting in death; elective surgeries in the total of surgical hospitalizations; hip prostheses in the senior population; and angioplasties in the population aged 20 years and over. Statistical control charts were used to compare indicators between states, before and from 2014. In Brazil, overall hospital deaths had a slight increase while surgical deaths declined; elective surgeries and hipprosthesis also decreased. In Southeastern Brazil, Rio de Janeiro was the worst performer, especially the decrease of the elective surgeries. The results illustrate the potential of indicators to monitor crisis effects on hospital care.
Descritores: Planos Governamentais de Saúde
Recessão Econômica
Acesso aos Serviços de Saúde
Pacientes Internados
Programas Nacionais de Saúde/economia
-Qualidade da Assistência à Saúde
Procedimentos Cirúrgicos Operatórios/mortalidade
Procedimentos Cirúrgicos Operatórios/tendências
Brasil/epidemiologia
Alocação de Recursos para a Atenção à Saúde
Sistemas de Informação Hospitalar
Mortalidade Hospitalar/tendências
Angioplastia/estatística & dados numéricos
Procedimentos Cirúrgicos Eletivos/estatística & dados numéricos
Artroplastia de Quadril/estatística & dados numéricos
Alocação de Recursos
Disparidades em Assistência à Saúde
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Adulto
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 236 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055755
Autor: Almeida, Patty Fidelis de; Giovanella, Ligia; Martins Filho, Moacir Tavares; Lima, Luciana Dias de.
Título: Redes regionalizadas e garantia de atenção especializada em saúde: a experiência do Ceará, Brasil / Regionalized networks and guarantee of specialized health care: the experience of Ceará, Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(12):4527-4540, dez. 2019. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O artigo analisa políticas e instrumentos de gestão voltados à organização regional da atenção especializada no Ceará. Foi desenvolvido estudo de caso em uma região de saúde, com realização de 18 entrevistas com dirigentes e profissionais de saúde municipais e regionais e visita a serviços. Diversos fatores possibilitaram avanços na organização da atenção especializada: protagonismo da Secretaria Estadual da Saúde na coordenação regional de ações e serviços, proporcionando infraestrutura, financiamento com redistribuição de recursos e apoio técnico aos municípios; implantação de Policlínica e Centro de Especialidades Odontológicas regionais via Consórcio Público de Saúde; e apoio logístico de sistema de transporte. A institucionalidade do Conselho de Secretários Municipais de Saúde e o funcionamento participativo da Comissão Intergestores Regional propiciaram espaço favorável à governança regional. Permanecem desafios à integração da rede, qualificação da regulação assistencial e oferta de retaguarda hospitalar na região. Os resultados reforçam a importância do fortalecimento de arranjos públicos e universais para provisão de atenção integral à saúde, capazes de reduzir iniquidades.

Abstract This paper analyzes policies and management tools aimed at the regional organization of specialized care in Ceará. A case study was developed in a health region based on 18 interviews with regional and municipal managers and health professionals and visits to services. Several factors enabled advances in the organization of specialized care: the preponderant role of the State Health Secretariat in the regional health coordination of actions and services, providing infrastructure, financing with redistribution of resources and technical support to municipalities; implantation of regional Polyclinic and Specialized Dental Care Centers through the Public Health Consortium; and logistics support of transport system. The institutional framework of Municipal Health Secretaries Council and the participatory functioning of the Regional Interagency Committee provided adequate space for the regional governance. Challenges remain for the integration of the network, qualification of care regulation, and provision of hospital care in the region. The results reinforce the importance of public and universal arrangements for the provision of comprehensive health care that can reduce inequities.
Descritores: Regionalização/organização & administração
Planos Governamentais de Saúde/organização & administração
Assistência Integral à Saúde/organização & administração
-Tomada de Decisões Gerenciais
Brasil
Estudos de Casos Organizacionais
Assistência à Saúde/organização & administração
Política de Saúde
Acesso aos Serviços de Saúde
Programas Nacionais de Saúde/organização & administração
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 236 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055757
Autor: Contarato, Priscilla Caran; Lima, Luciana Dias de; Leal, Rodrigo Mendes.
Título: Crise e federalismo: tendências e padrões regionais das receitas e despesas em saúde dos estados brasileiros / Crisis and federalism: trends and regional patterns of health revenues and expenditures in the brazilian states
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(12):4415-4426, dez. 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O estudo tem como objetivo analisar as tendências e os padrões regionais das receitas e despesas em saúde dos estados brasileiros no período de 2006 a 2016. Trata-se de estudo exploratório e descritivo com base em dados secundários de abrangência nacional e indicadores selecionados. Verificou-se crescimento da receita corrente líquida per capita para o conjunto dos estados e regiões, com quedas em anos específicos associadas às crises de 2008-2009 e de 2015-2016. A despesa em saúde per capita apresentou tendência de crescimento, mesmo em momentos de crise econômica e queda da arrecadação. Observou-se diversidade de fontes e heterogeneidade de receitas e despesas em saúde, e impactos diferenciados da crise sobre os orçamentos estaduais das regiões. Os resultados sugerem o efeito protetor relacionado à vinculação constitucional da saúde, aos compromissos e prioridades de gastos, e aos mecanismos de compensação de fontes de receitas do federalismo fiscal nas despesas em saúde dos estados. Contudo, permanecem desafios para a implantação de um sistema de transferências que diminua as desigualdades e estabeleça maior cooperação entre os entes, em um contexto de austeridade e fortes restrições ao financiamento público da saúde no Brasil.

Abstract This study aims to analyze regional trends and patterns of health revenues and expenditure in the Brazilian states from 2006 to 2016. This is an exploratory and descriptive study based on secondary national data and selected indicators. Higher per capita net current revenues for all states and regions, with decreasing levels in specific years associated with the crises of 2008-2009 and 2015-2016 were observed. Per capita health expenditure showed an increasing trend, even in times of economic crisis and declining collection. Diversity of sources and heterogeneity of health revenues and expenditures, as well as different impacts of the crisis on the regional budgets, were observed. The results suggest the protective effect of constitutional health linkage, spending commitments and priorities, and compensation mechanisms of fiscal federalism revenue sources in state health expenditures. However, challenges remain for the implementation of a transfer system that reduces inequalities and establishes greater cooperation among entities, in a context of austerity and strong public health financing constraints in Brazil.
Descritores: Planos Governamentais de Saúde/economia
Planos Governamentais de Saúde/tendências
Gastos em Saúde/tendências
Financiamento da Assistência à Saúde
Financiamento Governamental/tendências
Renda/tendências
-Fatores de Tempo
Brasil
Governo Federal
Financiamento Governamental/economia
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 236 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Trad, Leny Alves Bonfim
Texto completo
Id: biblio-1055735
Autor: Biscarde, Daniela Gomes dos Santos; Vilasbôas, Ana Luiza Queiroz; Trad, Leny Alves Bonfim.
Título: Consenso e pactuação regional entre gestores do SUS no nordeste do Brasil / The regional consensus and agreement among managers of the SUS (Unified Health System) in the northeast of Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(12):4519-4527, dez. 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Analisou-se a construção do consenso e da pactuação entre gestores do Sistema Único de Saúde em Comissões Intergestores Regionais de dois cenários metropolitanos, mediante estudo de casos múltiplos para análise comparativa entre a Região Metropolitana de Fortaleza-Ceará e a Região Metropolitana de Salvador-Bahia. O referencial teórico utilizado fundamentou-se na obra de Mário Testa e na Teoria da Ação Comunicativa de Habermas. A produção de dados combinou análise documental, entrevistas com gestores das instâncias estaduais, municipais e federal, com a observação direta de reuniões de Comissão Intergestores Regional, Conselho Estadual de Saúde, Comissão Intergestores Bipartite, reuniões entre nível central e regional, além de reuniões ampliadas do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde, nos dois estados. Os problemas relativos à Programação Pactuada e Integrada e ao subfinanciamento do SUS foram os pontos comuns nos cenários estudados. Tais problemas estão imbricados e interferem de modo importante nas relações interinstitucionais entre os municípios, apontando a disputa por recursos como um entrave para a construção do consenso e da pactuação, pautados no diálogo e no entendimento entre atores.

Abstract The creation of consensus and agreement among managers of the Unified Health System (SUS) was analyzed in Regional Interagency Commissions of two metropolitan scenarios, by means of a multiple case study for comparative analysis between the Metropolitan Region of Fortaleza-Ceará and the Metropolitan Region of Salvador-Bahia. The theoretical reference used was based on Mario Testa's work and on Habermas' Theory of Communicative Action. The data production merged documental analysis, interviews with managers of state, municipal and federal levels with direct observation of meetings of the Regional Interagency Commission, the State Health Council, the Bipartite Interagency Commission, meetings between central and regional levels, in addition to extended meetings of the Health Municipal Offices Council, in both states. The problems related to Agreed and Integrated Programming and to the underfunding of SUS were common points in the scenarios studied. Such problems are interlinked and interfere in an important way in the interinstitutional relations between the municipalities, highlighting the dispute for resources as an obstacle for the creation of consensus and agreement, based on the dialogue and understanding between actors.
Descritores: Planos Governamentais de Saúde
Negociação
Consenso
Administradores de Instituições de Saúde
Relações Interinstitucionais
-Brasil
Estudos de Casos Organizacionais
Planos de Sistemas de Saúde
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 236 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1140525
Autor: Tocantins (Estado). Secretaria da Saúde..
Título: Plano Estadual de Saúde: 2004 ­ 2007 / State Health Plan: 2004 - 2007.
Fonte: Palmas; [S.n]; 2004. 122 p.
Idioma: pt.
Resumo: Trata do instrumento que implementa as diretrizes do Sistema Único de Saúde no Estado do Tocantins, de acordo com as políticas aprovadas pelo Conselho Estadual de Saúde e pactos estabelecidos na Comissão Intergestora Bipartite. E tem a missão de Viabilizar, desenvolver e garantir o cumprimento das Políticas de Saúde, através de ações individuais e coletivas de promoção, prevenção e recuperação da saúde visando a melhoria da qualidade de vida da população do Estado do Tocantins.

It deals with the instrument that implements the guidelines of the Unified Health System in the State of Tocantins, according to the policies approved by the State Health Council and pacts established in the Bipartite Intergovernmental Commission. And its mission is to make feasible, develop and guarantee the fulfillment of Health Policies, through individual and collective actions to promote, prevent and recover health aiming at improving the quality of life of the population of the State of Tocantins.

Se trata del instrumento que implementa los lineamientos del Sistema Único de Salud en el Estado de Tocantins, de acuerdo con las políticas aprobadas por el Consejo Estatal de Salud y los pactos establecidos en la Comisión Bipartita Intergubernamental. Y su misión es viabilizar, desarrollar y garantizar el cumplimiento de las Políticas de Salud, a través de acciones individuales y colectivas para promover, prevenir y recuperar la salud con el objetivo de mejorar la calidad de vida de la población del Estado de Tocantins.

Il traite de l'instrument qui met en Å“uvre les lignes directrices du système de santé unifié dans l'État de Tocantins, selon les politiques approuvées par le Conseil d'État de la santé et les pactes établis au sein de la Commission intergouvernementale bipartite. Et sa mission est de rendre réalisable, développer et garantir l'accomplissement des Politiques de Santé, à travers des actions individuelles et collectives de promotion, de prévention et de rétablissement de la santé visant à améliorer la qualité de vie de la population de l'Etat de Tocantins.
Descritores: Planos Governamentais de Saúde
Políticas, Planejamento e Administração em Saúde
Gestão em Saúde
-Regionalização
Planejamento Estratégico
Planejamento em Saúde/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR1965


  8 / 236 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1140526
Autor: Tocantins (Estado). Secretaria da Saúde.; .Diretoria de Gestão do Planejamento e Descentralização da Saúde.
Título: Plano Estadual de Saúde: 2008 ­ 2011 / State Health Plan: 2008 - 2011.
Fonte: Palmas; Secretaria de Estado da Saúde; 2007. 201 p.
Idioma: pt.
Resumo: Trata do instrumento que implementa as diretrizes do Sistema Único de Saúde no Estado do Tocantins, de acordo com as políticas aprovadas pelo Conselho Estadual de Saúde e pactos estabelecidos na Comissão Intergestora Bipartite. E tem a missão de Viabilizar, desenvolver e garantir o cumprimento das Políticas de Saúde, através de ações individuais e coletivas de promoção, prevenção e recuperação da saúde visando a melhoria da qualidade de vida da população do Estado do Tocantins para o quadriênio 2008 a 2011.

It deals with the instrument that implements the guidelines of the Unified Health System in the State of Tocantins, according to the policies approved by the State Health Council and pacts established in the Bipartite Intergovernmental Commission. And its mission is to make feasible, develop and guarantee the fulfillment of Health Policies, through individual and collective actions of promotion, prevention and recovery of health aiming at improving the quality of life of the population of the State of Tocantins for the quadrennium 2008 to 2011.

Se trata del instrumento que implementa los lineamientos del Sistema Único de Salud en el Estado de Tocantins, de acuerdo con las políticas aprobadas por el Consejo Estatal de Salud y los pactos establecidos en la Comisión Bipartita Intergubernamental. Y su misión es viabilizar, desarrollar y garantizar el cumplimiento de las Políticas de Salud, a través de acciones individuales y colectivas de promoción, prevención y recuperación de la salud con el objetivo de mejorar la calidad de vida de la población del Estado de Tocantins para el cuadrienio 2008 a 2011.

Il traite de l'instrument qui met en Å“uvre les lignes directrices du système de santé unifié dans l'État de Tocantins, selon les politiques approuvées par le Conseil d'État de la santé et les pactes établis au sein de la Commission intergouvernementale bipartite. Et sa mission est de rendre faisable, développer et garantir l'accomplissement des Politiques de Santé, à travers des actions individuelles et collectives de promotion de la santé, de prévention et de redressement visant à améliorer la qualité de vie de la population de l'Etat de Tocantins pour la période 2008-2011.
Descritores: Planos Governamentais de Saúde
Políticas, Planejamento e Administração em Saúde
Gestão em Saúde
-Regionalização
Fatores Socioeconômicos
Planejamento Estratégico
Vigilância Sanitária/estatística & dados numéricos
Saúde Mental/estatística & dados numéricos
Educação em Saúde/tendências
Mortalidade
Saúde do Trabalhador/estatística & dados numéricos
Dados Demográficos
Leishmaniose Cutânea
Epidemiologia Analítica
Monitoramento Epidemiológico
Planejamento em Saúde/estatística & dados numéricos
Diretrizes para o Planejamento em Saúde
Meningite
Limites: Humanos
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR1965


  9 / 236 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1140530
Autor: Tocantins (Estado). Secretaria da Saúde.; .Diretoria Geral de Gestão e Acompanhamento Estratégico.
Título: Plano Estadual de Saúde: 2012 ­ 2015 / State Health Plan: 2012 - 2015.
Fonte: Palmas; Secretaria de Estado da Saúde; 2012. 427 p.
Idioma: pt.
Resumo: Trata do instrumento que implementa as diretrizes do Sistema Único de Saúde no Estado do Tocantins, de acordo com as políticas aprovadas pelo Conselho Estadual de Saúde e pactos estabelecidos na Comissão Intergestora Bipartite. E tem a missão de Viabilizar, desenvolver e garantir o cumprimento das Políticas de Saúde, através de ações individuais e coletivas de promoção, prevenção e recuperação da saúde visando a melhoria da qualidade de vida da população do Estado do Tocantins para o quadriênio 2012 a 2015.

It deals with the instrument that implements the guidelines of the Unified Health System in the State of Tocantins, according to the policies approved by the State Health Council and pacts established in the Bipartite Intergovernmental Commission. And its mission is to make feasible, develop and guarantee the fulfillment of Health Policies, through individual and collective actions of promotion, prevention and recovery of health aiming at improving the quality of life of the population of the State of Tocantins for the quadrennium 2012 to 2015.

Se trata del instrumento que implementa los lineamientos del Sistema Único de Salud en el Estado de Tocantins, de acuerdo con las políticas aprobadas por el Consejo Estatal de Salud y los pactos establecidos en la Comisión Bipartita Intergubernamental. Y su misión es viabilizar, desarrollar y garantizar el cumplimiento de las Políticas de Salud, a través de acciones individuales y colectivas de promoción, prevención y recuperación de la salud con el objetivo de mejorar la calidad de vida de la población del Estado de Tocantins para el cuatrienio 2012 a 2015.

Il traite de l'instrument qui met en Å“uvre les lignes directrices du système de santé unifié dans l'État de Tocantins, selon les politiques approuvées par le Conseil d'État de la santé et les pactes établis au sein de la Commission intergouvernementale bipartite. Et sa mission est de rendre faisable, développer et garantir l'accomplissement des Politiques de Santé, à travers des actions individuelles et collectives de promotion, de prévention et de rétablissement de la santé visant à améliorer la qualité de vie de la population de l'Etat de Tocantins pour le quadriennat 2012 à 2015 .
Descritores: Planos Governamentais de Saúde
Políticas, Planejamento e Administração em Saúde
Gestão em Saúde
-Regionalização
Fatores Socioeconômicos
Planejamento Estratégico
Zoonoses
Fatores Epidemiológicos
Saúde do Trabalhador/estatística & dados numéricos
Dados Demográficos
Monitoramento Epidemiológico
Planejamento em Saúde/estatística & dados numéricos
Diretrizes para o Planejamento em Saúde
Limites: Humanos
Animais
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR1965


  10 / 236 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1140533
Autor: Tocantins (Estado). Secretaria da Saúde.; .Superintendência de Planejamento do SUS.
Título: Plano Estadual de Saúde: 2016 ­ 2019 / State Health Plan: 2016 - 2019.
Fonte: Palmas; Secretaria de Estado da Saúde; 2015. 303 p.
Idioma: pt.
Resumo: Trata do instrumento que implementa as diretrizes do Sistema Único de Saúde no Estado do Tocantins, de acordo com as políticas aprovadas pelo Conselho Estadual de Saúde e pactos estabelecidos na Comissão Intergestora Bipartite. E tem a missão de Viabilizar, desenvolver e garantir o cumprimento das Políticas de Saúde, através de ações individuais e coletivas de promoção, prevenção e recuperação da saúde visando a melhoria da qualidade de vida da população do Estado do Tocantins para o quadriênio 2016 a 2019.

It deals with the instrument that implements the guidelines of the Unified Health System in the State of Tocantins, according to the policies approved by the State Health Council and pacts established in the Bipartite Intergovernmental Commission. And its mission is to make feasible, develop and guarantee the fulfillment of Health Policies, through individual and collective health promotion, prevention and recovery actions aiming at improving the quality of life of the population of the State of Tocantins for the 2016 to 2019 quadrennium.

Se trata del instrumento que implementa los lineamientos del Sistema Único de Salud en el Estado de Tocantins, de acuerdo con las políticas aprobadas por el Consejo Estatal de Salud y los pactos establecidos en la Comisión Bipartita Intergubernamental. Y su misión es viabilizar, desarrollar y garantizar el cumplimiento de las Políticas de Salud, a través de acciones de promoción, prevención y recuperación de la salud individuales y colectivas con el objetivo de mejorar la calidad de vida de la población del Estado de Tocantins para el cuatrienio 2016-2019.

Il traite de l'instrument qui met en Å“uvre les lignes directrices du système de santé unifié dans l'État de Tocantins, selon les politiques approuvées par le Conseil d'État de la santé et les pactes établis au sein de la Commission intergouvernementale bipartite. Et sa mission est de rendre faisable, développer et garantir l'accomplissement des Politiques de Santé, à travers des actions individuelles et collectives de promotion de la santé, de prévention et de relèvement visant à améliorer la qualité de vie de la population de l'Etat de Tocantins pour le quadriennat 2016-2019.
Descritores: Planos Governamentais de Saúde
Políticas, Planejamento e Administração em Saúde
Gestão em Saúde
-Regionalização
Planejamento Estratégico
Dados Demográficos
Monitoramento Epidemiológico
Planejamento em Saúde
Diretrizes para o Planejamento em Saúde
Limites: Humanos
Animais
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR1965



página 1 de 24 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde