Base de dados : LILACS
Pesquisa : N03.706.742.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 48 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 5 ir para página              

  1 / 48 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-844427
Autor: Potin, Marcela; Cerda, Jaime.
Título: Réplica: Opinión del Comité Consultivo de Inmunizaciones, Sociedad Chilena de Infectología / Reply: Position of the Advisory Committee on Immunizations, Chilean Infectious Diseases Society
Fonte: Rev. chil. infectol;33(6):710-711, dic. 2016.
Idioma: es.
Descritores: Infecções Pneumocócicas/prevenção & controle
Vacinas Pneumocócicas/administração & dosagem
Comitês Consultivos
-Sociedades Médicas
Chile
Esquemas de Imunização
Limites: Humanos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  2 / 48 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-844460
Autor: Diomedi, Alexis; Chacón, Eiiana; Delpiano, Luis; Hervé, Beatrice; Jemenao, M. Irene; Medel, Myriam; Quintanilla, Marcela; Riedel, Gisela; Tinoco, Javier; Cifuentes, Marcela.
Título: Antisépticos y desinfectantes: apuntando al uso racional. Recomendaciones del Comité Consultivo de Infecciones Asociadas a la Atención de Salud, Sociedad Chilena de Infectología / Antiseptics and disinfectants: aiming at rational use. Recommendations of the Advisory Committee on Healthcare Associated Infections. Sociedad Chilena de Infectología
Fonte: Rev. chil. infectol;34(2):156-174, abr. 2017. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Proper use of antiseptics and disinfectants, is an essential tool to prevent the spread of infectious agents and to control of healthcare-associated infections (HAI). Given the increasing importance of environmental aspects, as well as several advances and updates in the field of its proper use at local and intemational level, the SOCHINF HAI Advisory Committee considers that it is necessary to develop a guide for the rational use of antiseptics and disinfectants, which it will provide consistent scientific basis with that purpose.

El adecuado uso de antisépticos y desinfectantes, es una herramienta esencial para evitar la diseminación de agentes infecciosos y el control de infecciones asociadas a la atención de salud (IAAS). Dada la importancia creciente de aspectos ambientales, diversos avances y actualizaciones en el ámbito de su correcta utilización en el ámbito local e internacional, el Comité Consultivo de IAAS de Sociedad Chilena de Infectología considera necesario la estructuración de una guía de utilización racional de antisépticos y desinfectantes, que proporcione bases científicas coherentes con dicho propósito.
Descritores: Sociedades Médicas
Infecção Hospitalar/prevenção & controle
Comitês Consultivos
Desinfetantes/administração & dosagem
Anti-Infecciosos Locais/administração & dosagem
-Chile
Higiene das Mãos
Diretrizes para o Planejamento em Saúde
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Guia de Prática Clínica
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  3 / 48 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-899726
Autor: Villena, Rodolfo; Wilhelm, Jan; Calvo, Ximena; Cerda, Jaime; Escobar, Carola; Moreno, Gabriela; Veliz, Liliana; Potin, Marcela.
Título: Opinión del Comité Consultivo de Inmunizaciones de la Sociedad Chilena de Infectología en relación a los brotes de hepatitis A en Chile / Statement of the Advisory Committee on Immunizations of Sociedad Chilena de Infectología about outbreaks of hepatitis A in Chile
Fonte: Rev. chil. infectol;34(4):371-373, ago. 2017.
Idioma: es.
Resumo: Resumen El presente documento corresponde a la opinión del Comité Consultivo de Inmunizaciones de la Sociedad Chilena de Infectología, en relación a los brotes de hepatitis A en Chile. Las recomendaciones emitidas se basan en antecedentes epidemiológicos, características de la infección por virus hepatitis A(VHA) y en la experiencia mundial con las vacunas disponibles En relación a la infección por virus hepatitis A, Chile ha transitado de una endemia alta a una endemia intermedia, concentrándose actualmente los casos en personas mayores de 15 años, con brotes frequentes, uno de ellos este año causado por el genotipo 1A del VHA que se concentró en hombres que tienen sexo con hombres (HSH). La endemia actual, la presencia de brotes regulares, la frecuencia de desastres naturales en el país como terremotos e inundaciones sumado a la disponibilidad de vacunas eficaces, seguras y con estudios de costo efectividad locales, nos llevan a plantear medidas para el control de brotes, medidas focalizadas en grupos de riesgo y especialmente medidas a mediano y largo plazo, que incluyen la vacunación universal de niños contra esta enfermedad.

This document represents the position of the Chilean Infectious Diseases Society Advisory Committee on Immunization Practices regarding hepatitis A epidemiological situation in Chile. The recommendations are based on local epidemiological data, the hepatitis A virus infection characteristics and the global experience with the available vaccines. In relation to hepatitis A, Chile is no longer a highly endemic area but actually an intermediate one, currently concentrating cases in individuals over 15 years of age, with frequent outbreaks. In 2017 we have seen an important outbreak of genotype 1A in men who have sex with men (MSM). The current endemic, the presence of regular outbreaks, the frequency of natural disasters in Chile, together with the availability of safe, effective vaccines and local cost-effectiveness studies led us to propose measures for outbreak control for high risk groups protection and mid and long term, including a more definitive solution which is universal vaccination against this disease in small children.
Descritores: Surtos de Doenças
Vacinação
Vacinas contra Hepatite A/administração & dosagem
Hepatite A/prevenção & controle
-Sociedades Médicas
Chile/epidemiologia
Comitês Consultivos
Hepatite A/epidemiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  4 / 48 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-1098905
Autor: Pantoja Costa, Iván Martín; Quiñones Tafur, Tracy Yordany; Sosa Flores, Jorge Luis; Potin, Marcela.
Título: Comentario del artículo: posición del Comité Consultivo de Inmunizaciones de la Sociedad Chilena de Infectología en relación a los cuestionamientos de las vacunas y su obligatoriedad / Commentary on the article: position of the Immunization Advisory Committee of the Chilean Society of Infectology in relation to vaccine questions and their mandatory nature
Fonte: Rev. chil. pediatr;91(2):300-301, abr. 2020.
Idioma: es.
Descritores: Vacinas
Comitês Consultivos
-Chile
Imunização
Vacinação
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Carta
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  5 / 48 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1129126
Autor: Neumann, Zilda Ams.
Título: Memória da Comissão Intersetorial de Saúde Indígena: Cisi/CNS 2000-2006 / Memory of the Intersectoral Commission on Indigenous Health: Cisi /CNS 2000-2006.
Fonte: Brasília; Universidade de Brasília; 2016. 164 p.
Idioma: pt.
Resumo: Com grande satisfação apresentamos este documento que registra o planejamento, os resultados e as articulações intersetoriais da Comissão Intersetorial de Saúde Indígena (Cisi), do Conselho Nacional de Saúde (CNS) do MS, realizados entre janeiro de 2000 e junho de 2006. Temos a compreensão de que este registro representa apenas uma parte de todas as ações desenvolvidas pela Cisi ao longo destes anos. A preservação da história, que integra a cultura indígena, o seu sofrimento e a relação causal multissetorial dos agravos à sua saúde poderão orientar os passos futuros e garantir a continuidade de iniciativas que atendam à expectativa da população indígena. Esta memória destaca os planos de trabalho da Cisi, aprovados a cada ano no CNS, procurando acompanhar a resposta dada à demanda das 3a e 4a Conferências de Saúde Indígena. As principais realizações de cada ano, a partir de 2000, quando começa a organização dos 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas, com os respectivos Conselhos de Saúde Indígena, foram apreciadas e debatidas em cada reunião da Cisi, com a apresentação pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa) da execução das políticas de saúde, suas difi culdades e suas expectativas. A Cisi constatou que entre os principais entraves que obstruíram maior avanço na execução das políticas de saúde indígena se destacaram as difi culdades de gerenciamento, as ingerências políticas na indicação de chefi as, bem como à insufi ciente preparação e o acompanhamento de algumas organizações conveniadas para as quais foi delegada a execução das políticas de saúde. O defi ciente sistema de informação e monitoramento, a sua falta de retorno às bases, como estímulo ao trabalho no alcance das metas, a falta de autonomia, a descontinuidade na capacitação e no acompanhamento dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas, os confl itos pelas terras, que infl uíram nas decisões de muitas prefeituras, possibilitaram que os convênios com as prefeituras não se realizassem de acordo com o proposto e assinado.
Descritores: Colaboração Intersetorial
Comitês Consultivos/história
Saúde de Populações Indígenas/história
Cultura Indígena
Serviços de Saúde do Indígena
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 48 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1129032
Autor: Brasil. Ministério da Saúde.
Título: Fortalecer a defesa do SUS com a participação e a força das Mulheres: Comissão Intersetorial de Saúde das Mulheres / Strengthen the defense of SUS with the participation and strength of women: Intersectoral Commission on Women's Health.
Fonte: Brasília; Ministério da Saúde; 2018. 24 p.
Idioma: pt.
Resumo: A Comissão Intersetorial de Saúde das Mulheres (Cismu) foi instituída em 1993, pela Resolução CNS n.º 39, de 4 de fevereiro de 1993. Sua estruturação e sua composição atual estão dispostas na Resolução nº 577, de 21 de fevereiro de 2018. Os principais objetivos da Cismu são: i) subsidiar o Conselho Nacional de Saúde na avaliação das condições de saúde das mulheres e nas questões específi cas da saúde delas em sua interface com as demais políticas de saúde; ii) apoiar a mobilização dos Conselhos Estaduais e Municipais de Saúde na constituição de Comissões Intersetoriais de Saúde das Mulheres no âmbito destes conselhos; iii) fortalecer o controle social sobre as ações de saúde para as mulheres propostas pelo gestor federal e desenvolvidas pelas três esferas de governo, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS); e iv) garantir uma política de saúde para as mulheres que respeite os direitos humanos, os direitos sexuais, os direitos reprodutivos e sua autonomia como cidadãs.
Descritores: Sistema Único de Saúde
Serviços de Saúde da Mulher
Saúde da Mulher
Colaboração Intersetorial
Comitês Consultivos
ALLYLAMINE0ABDOMINAL INJURIES
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 48 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1129018
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde.
Título: Conheça a CISTT: Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora / Meet CIST: Intersectoral Commission on Occupational Health.
Fonte: Brasília; Ministério da Saúde; 2017. 18 p.
Idioma: pt.
Resumo: A Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora ­ CISTT, do Conselho Nacional de Saúde ­ CNS, produziu esta cartilha com o objetivo de apresentar à sociedade a existência de uma instância que tem por finalidade articular políticas e programas de interesse para a Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora no âmbito do Sistema Único de Saúde ­ SUS. Nessa cartilha apresentamos os objetivos, finalidades, estruturas, responsabilidades e como deve ser composta a CISTT, buscando também a sua criação gradual em todo o território nacional de forma a cumprir o que prevê a legislação em vigor (Lei orgânica da Saúde, nº 8.080/90), visando contribuir na implementação da Politica Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (PNSTT).
Descritores: Saúde do Trabalhador/legislação & jurisprudência
Comitês Consultivos
ALLYLAMINE0ABDOMINAL INJURIES
Promoção da Saúde
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 48 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1100323
Autor: Asparch, Jesica Vanina.
Título: Nuevas definiciones para sepsis y shock séptico: tercer consenso internacional / New definitions for sepsis and septic shock: third international consensus
Fonte: Evid. actual. práct. ambul;20(3):77-77, 2017.
Idioma: es.
Descritores: Sepse/diagnóstico
Escores de Disfunção Orgânica
-Choque Séptico/classificação
Choque Séptico/complicações
Choque Séptico/diagnóstico
Choque Séptico/mortalidade
Choque Séptico/sangue
Vasoconstritores/uso terapêutico
Pressão Sanguínea/efeitos dos fármacos
Conferências de Consenso como Assunto
Biomarcadores/sangue
Classificação Internacional de Doenças
Técnica Delfos
Sensibilidade e Especificidade
Mortalidade Hospitalar
Revisão da Pesquisa por Pares
Síndrome de Resposta Inflamatória Sistêmica/diagnóstico
Sepse/classificação
Sepse/complicações
Sepse/mortalidade
Sepse/sangue
Comitês Consultivos/organização & administração
Taxa Respiratória
Lactatos/sangue
Terminologia como Assunto
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Comentário
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  9 / 48 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1015913
Autor: Colica, David.
Título: Rastreo de hipercolesterolemia en niños y adolescentes / Lipid screening in childhood and adolescence
Fonte: Evid. actual. práct. ambul;21(4):102-103, 2018. tab..
Idioma: es.
Descritores: Serviços Preventivos de Saúde
Programas de Rastreamento/métodos
Comitês Consultivos
Dislipidemias/diagnóstico
-Arteriosclerose/diagnóstico
Arteriosclerose/prevenção & controle
Biomarcadores/sangue
Programas de Rastreamento/efeitos adversos
Colesterol/sangue
Fatores Etários
Distribuição por Idade
Acidente Vascular Cerebral/prevenção & controle
Dislipidemias/etiologia
Dislipidemias/terapia
Dislipidemias/epidemiologia
Estilo de Vida
LDL-Colesterol/sangue
Infarto do Miocárdio/prevenção & controle
Hipolipemiantes/uso terapêutico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Comentário
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  10 / 48 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-1124773
Autor: Schuelter-Trevisol, Fabiana; Iser, Betine Pinto Moehlecke; Marcon, Chaiana Esmeraldino Mendes; Mello, Rogério Sobroza de; Souza, Kellen Meneghel de; Baldessar, Maria Zélia; Trevisol, Daisson José.
Título: Parceria de serviços de saúde públicos e privados com a academia, no combate à COVID-19: relato de experiência em Tubarão, Santa Catarina / Colaboración entre los servicios de salud pública y privados con la academia en el combate contra el COVID-19: relato de experiencia en Tubarão, Santa Catarina, Brasil / Partnership between the academy and public and private health systems to fight COVID-19: an experience report in Tubarão, Santa Catarina, Brazil
Fonte: Epidemiol. serv. saúde;29(4):e2020499, 2020. graf.
Idioma: en; pt.
Resumo: Apresenta-se o relato de experiência da integração entre serviços de saúde públicos e privados, gestores e universidade, para a vigilância e controle da epidemia de COVID-19 em Tubarão, SC, Brasil. A cidade, universitária, cenário de grande fluxo de pessoas de diferentes locais do país, foi um dos primeiros municípios do estado catarinense com transmissão comunitária do SARS-CoV-2. São detalhadas as medidas adotadas com a criação do Comitê de Monitoramento da COVID-19, do Centro de Operações de Emergências Municipais em Saúde, e do Plano de Contingência da Doença. Passados 100 dias de pandemia, foram 5.979 casos notificados e 431 (7,2%) confirmados, dos quais 5 (1,2%) foram a óbito. Decisões precoces - suspensão imediata das atividades de comércio e eventos com aglomeração - podem ter limitado a propagação do vírus. As parcerias estabelecidas trazem inovação e subsidiam a gestão pública nas tomadas de decisão pautadas em evidências científicas.

Se presenta la experiencia de la integración entre los servicios de Salud Pública y privados, los administradores y la universidad para la vigilancia y el control de la epidemia de COVID-19 en Tubarão, Santa Catarina, Brasil. La ciudad universitaria, con un gran flujo de personas de diferentes partes del país, fue uno de los primeros municipios del estado con transmisión comunitaria de SARS-CoV-2. Las medidas adoptadas se detallan con la creación del Comité de Monitoreo COVID-19, el Centro de Operaciones Municipales de Emergencia en Salud y un Plan de Contingencia de la Enfermedad. Después de 100 días de pandemia, se reportaron 5,979 casos, 431 (7,2%) confirmados, de los cuales cinco (1,2%) murieron. Las decisiones precoces, la suspensión inmediata de las actividades comerciales y de los eventos con aglomeración han reducido la propagación del virus. Las asociaciones establecidas aportan innovación y subsidian la gestión pública en la toma de decisiones basadas en evidencia científica.

This article presents an experience report about integration between public and private health services, health service managers and the academy, for surveillance and control of the COVID-19 epidemic, in the municipality of Tubarão, Santa Catarina, Brazil. The city is home to a university and has a large flow of people from different parts of the country, as well as being one of the first municipalities in the state of Santa Catarina to report cases of community transmission of SARS-CoV-2. The measures adopted included the implementation of the COVID-19 Monitoring Committee, the Municipal Health Emergency Operations Center, and the COVID-19 Contingency Plan. After 100 days of pandemic, 5,979 cases had been reported, 431 (7.2%) had been confirmed, of which five (1.2%) died. Early decisions, such as the immediate suspension of business activities and crowded events, may have reduced the spread of the virus. The partnerships put into place have provided innovation and supported public service management in decision-making based upon scientific evidence.
Descritores: Infecções por Coronavirus/prevenção & controle
Infecções por Coronavirus/transmissão
Infecções por Coronavirus/epidemiologia
Parcerias Público-Privadas/organização & administração
Implementação de Plano de Saúde
Relações Interinstitucionais
-Brasil/epidemiologia
Comitês Consultivos
Pandemias
Vigilância em Saúde Pública
Monitoramento Epidemiológico
Limites: Humanos
Responsável: BR275.1 - Biblioteca



página 1 de 5 ir para página              
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde