Base de dados : LILACS
Pesquisa : N04.452.706.477 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1071 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 108 ir para página                         

  1 / 1071 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1039076
Autor: Barros, Débora Santos Lula; Silva, Dayde Lane Mendonça da; Leite, Silvana Nair.
Título: Access and use of medicines by elderly individuals with dementia
Fonte: Braz. J. Pharm. Sci. (Online);55:e17539, 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: The objective is to reveal the difficulties concerning the access and use of medicines by elderly individuals with dementia, reported by their caregivers. This qualitative study applied the participant observation method during pharmaceutical appointments performed in a specialized geriatrics service of the University Hospital of Brasília. Caregivers reported facing difficulties regarding the itinerary for medicines access in public pharmacies, as well as the high cost of these technologies in private establishments. Psychiatric symptoms, cognitive deficits, behavioral changes, apraxia, dysphagia, among other clinical manifestations of dementia syndromes, incapacitates the elderly for self-responsibility concerningthe use of drugs, which accentuates the complexity of medicines administration within the care process. In conclusion, it is fundamental to recognize caregivers' role in promoting the rational use of medicines, and so this theme should be highlighted within the pharmaceutical services context.
Descritores: Idoso
Demência/diagnóstico
Uso de Medicamentos/classificação
-Assistência Farmacêutica
Relatos de Casos
Cuidadores/história
Tratamento Farmacológico/instrumentação
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  2 / 1071 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-904989
Autor: Costa, Fernanda Nascimento; Silveira, Liciana Vaz de Arruda; Jacinto, Alessandro Ferrari.
Título: Use of medications is strongly associated with worse self-perceived health in institutionalized and community-dwelling elderly / Uso de medicamentos está fortemente associado com pior autopercepção de saúde em idosos instituicionalizados e não institucionalizados
Fonte: Geriatr., Gerontol. Aging (Impr.);12(1):45-49, jan,-mar.2018.
Idioma: en.
Resumo: Objective: This study aimed to investigate self-perceived health among a sample of institutionalized and a sample of communitydwelling elderly in two cities of the São Paulo State, Brazil: Bauru and Botucatu. Methods: Ninety-five elderly individuals from ten long-term care homes from Bauru, SP and Botucatu, SP and 101 community-dwelling elderly users of three centers for the elderly in Bauru, SP were assessed. After obtaining the personal and health data, the evaluation of self-perception of health was performed by asking how the elderly person perceived his health in the most recent days; the response options were very poor, poor, fair, good or excellent. Results: There was a statistically significant difference (< 0.001) between institutionalized and community-dwelling elderly considering self-perceived health.. After adjusting the model of ordinal logistic regression, it was observed that institutionalized individuals who regularly used prescription medications had a chance 7.5 times greater than nonusers of having a worse self-perceived health [OR = 7.5; 95%CI (2.1­26.6; p = 0.002)]. In the community-dwelling group it was observed that individuals who regularly used prescription medications had a chance 4.5 times greater than nonusers of having a worse self-perceived health [OR = 4.5; 95%CI (1.5­13.7; p = 0.008)]. Conclusions: Worse self-perceived health was associated with taking prescription medications among both institutionalized and community-dwelling elderly.

Objetivo: Este estudo teve como objetivo investigar autopercepção de saúde em uma amostra de idosos institucionalizados e uma de não institucionalizados em duas cidades do Estado de São Paulo: Bauru e Botucatu. Métodos: Participaram noventa e cinco idosos de nove instituições de longa permanência de Bauru e de uma de Botucatu e 101 idosos usuários de três centros para idosos em Bauru. Após a obtenção dos dados pessoais e de saúde, avaliação da autopercepção de saúde foi realizada perguntando como o idoso percebeu sua saúde nos últimos dias; as opções de resposta foram péssima, ruim, regular, boa ou excelente. Resultados: Houve diferença estatisticamente significante entre os grupos, considerando autopercepção de saúde (< 0.001). Com o ajuste do modelo de regressão logística ordinal, observaou-se que os indivíduos institucionalizados que usavam regularmente medicamentos prescritos por médicos tinham 7,5 vezes mais chances que os que não usavam de ter uma autopercepção de saúde pior [OR = 7,5; IC95% (2,1­26,6; p = 0,002)]. No grupo dos não institucionalizados, indivíduos que usavam regularmente medicamentos prescritos por médicos tinham 4,5 vezes mais chances do que os que não usavam de ter uma autopercepção de saúde pior [OR = 4,5; IC95% (1,5­13,7; p = 0,008)]. Conclusões: Uma pior auto-percepção de saúde foi associada a tomar medicamentos de uso contínuo em idosos institucionalizados e da comunidade.
Descritores: Autoimagem
Saúde do Idoso
Saúde do Idoso Institucionalizado
-Uso de Medicamentos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR275.1 - Biblioteca


  3 / 1071 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-543897
Autor: Mendonça, Alessandra Ésther de; Pereira, Patrícia de Carvalho; Barreto, Bruno Beloti; Bartolini, Fabrício Luiz Silva; Cornélio, Rita de Cássia Azevedo Couto; Amaral, Maria da Penha Henriques do.
Título: Estudo das tendências de prescrição de antimicrobianos para pacientes idosos hospitalizados sob a perspectiva do uso racional de medicamentos / Study of antibiotics prescriptions tendencies for elderly inpatients concerning the rational drug use perspective
Fonte: HU rev;35(2), abr.-jun. 2009.
Idioma: pt.
Resumo: Estudos de utilização de medicamentos incorporam aspectos relevantes na saúde pública, despertando questionamentos sobre o risco sanitário que, consequentemente, funcionarão como ferramentas de transformações positivas da realidade. Gastos com complicações causadas pelo mau uso de medicamentos em hospitais representam 15 a 20% de seus orçamentos. Este estudo se propos a investigar as prescrições de antimicrobianos em três Hospitais Sentinela, a partir de 210 prontuários de pacientes idosos (60 anos ou mais) hospitalizados e submetidos à antibioticoterapia, quanto ao padrão de prescrição e indicações presentes. O delineamento da pesquisa foi observacional e transversal. Os prontuários foram consultados após a alta ou óbito dos pacientes. Verificou-se o predomínio das infecções respiratórias (67 prontuários) e estes casos passaram a ser a população de estudo. Foram identificadas as tendências de prescrição de antimicrobianos nos hospitais. Predominou o sexo masculino e faixa etária de 80 anos ou mais. Os grupos dos beta-lactâmicos e das quinolonas foram os mais prescritos. Os medicamentos foram classificados como pertencentes ou não à Relação Nacional de Medicamentos Essenciais, como critério de uso racional. O uso empírico correspondeu a 93% das prescrições. Foram estabelecidas as distribuições dos pacientes por número de princípios ativos prescritos, via de administração, dose diária utilizada e tempo de tratamento. Houve associação de até oito princípios ativos, porém o regime de monoterapia foi utilizado em 39% dos pacientes. A via mais utilizada foi a endovenosa (78%). O estudo demonstrou a necessidade de intervenções que assegurem a integração das ações de controle de infecção hospitalar com os serviços de farmácia.

Studies on drug use incorporate relevant public health features, and lead to questions on the sanitary risk and the development of tools for positive transformations. 15 to 20% of hospital budgets are spent on drug misuse. This study investigated antimicrobial prescription (patterns and indications), in 210 medical files of elderly (60-year-old or above) inpatients from three sentinel hospitals. The design was observational and cross-sectional. The files were consulted after patient discharge or death. Because respiratory infections predominated (67 files), these cases made up the study population. Antimicrobial prescription patterns were identified. There was a predominance of males and the age of 80 years or above. Beta-lactams and quinolones were the most frequently prescribed antibiotics. The criterion of rational use was based on the fact whether the drugs belonged to the National List of Essential Drugs or not. Empiric used was found in 93% of the prescriptions. The patients were distributed according to the number of drugs prescribed, administration route, daily dose and treatment duration. Up to 8 drugs were associated for a single patient, although 39% used monotherapy. The intravenous route was the most frequently used one(78%). The study pointed to the need to develop interventions that integrate the control of hospital-acquired infections and pharmacy services.
Descritores: Prescrições de Medicamentos
-Idoso
Uso de Medicamentos
Hospitalização
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR378.1 - Biblioteca Central


  4 / 1071 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-214587
Autor: Galduróz, José Carlos F; Noto, Ana Regina; Carlini, E. A.
Título: IV Levantamento sobre o uso de drogas entre estudantes de 1§ e 2§ graus em 10 capitais brasileiras - 1997 / IV data collection on the drugs use between students.
Fonte: Säo Paulo; Universidade Federal de Säo Paulo. Centro Brasileiro de informaçöes sobre drogas psicotrópicas; 1997. 130 p. mapas, tab, graf.
Idioma: pt.
Descritores: Estudantes
Uso de Medicamentos/tendências
Estudos Epidemiológicos
Psicotrópicos
-Brasil
Inquéritos e Questionários
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/epidemiologia
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/3081.00; BR67.1; 615.1 53/ BR1.2QV77 G149L (BSP)


  5 / 1071 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-835286
Autor: Galvan, Micheli Rita; Dal Pai, Daiane; Echevarría-Guanilo, Maria Elena.
Título: Automedicação entre profissionais da saúde / Self medication among health professionals / Automedicación entre profesionales de la salud
Fonte: REME rev. min. enferm;20:[1-10], 2016. ilus, tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: O presente estudo teve como objetivo identificar as evidências disponíveis na literatura sobre automedicação em profissionais da saúde. Realizou-se revisão integrativa da literatura com buscas na Base de Dados de Enfermagem (BDEnf), Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature (CINAHL), Embase, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Pubmed, SCOPUS, Web of Science, Biblioteca Virtual em Saúde Brasil (BVS) e no portal de periódicos Scientific Eletronic Library Online (SciELO). Foram selecionados 19 artigos que atenderam aos critérios de inclusão, sendo a maioria classificada com nível de evidência 6 (n=17). A análise dos artigos permitiu identificar que a automedicação é prática frequente e aceita entre profissionais da saúde, com destaque para a categoria médica, mencionados na maioria das publicações (n=8) e com as maiores prevalências. O consumo de fármacos que não exigem prescrição foi acentuado em farmacêuticos e profissionais de enfermagem. A prevalência mostrou-se maior em profissionais mais jovens e com mais escolaridade. O sintoma que mais estimulou a automedicação foi a dor de cabeça e os medicamentos mais usados foram os analgésicos. A análise realizada permitiu identificar lacunas relacionadas à compreensão dos aspectos laborais associados à automedicação e os efeitos dessa prática sobre a saúde dos profissionais. É necessário identificar medidas que controlem essa prática a fim de preservar a saúde dos trabalhadores da área da saúde.

This study aimed to get to know the available evidence in the national and international literature about self-medication among health professionals. An integrative revision was carried out based on research data from Nursing Data (BDEnf), Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature (CINAHL), Embase, Latin-American Literature and from Caribbean in Health Science (LILACS), Pubmed, SCOPUS, Web of Science,Health Virtual Library Brazil (BVS) and the portal of journals Scientific Electronic Library Online (SciELO). Nineteen articles considered inclusive according to criteria of inclusiveness were selected, and the majority was classified with evidence levels 6 (n=17). The articles' analyses supported the assertion that self-medication is a frequent practice among health professionals, especially those in the medical area, presenting a greater numberof publications (n=8) and the greatest susceptibility. The consumption of drugs not requiring medical prescription was high among pharmaceuticaland nursing professionals. Greater susceptibility was shown among younger professionals and those with higher school education. The symptomidentified as a great stimulator for the use of drugs was a headache and painkillers were the most frequently used drugs. Such analysis allowed us tospot gaps in the understanding of the labor aspects associated with self-medication and the effects of such practice upon the health of professionals.It is necessary to identify measures that control this practice so as to maintain the health of health professionals.

El presente estudio tuvo como objetivo conocer las evidencias disponibles en la literatura nacional e internacional sobre automedicación en profesionales de la salud. Se llevó a cabo una revisión integradora de la literatura con búsquedas en la Base de Datos de Enfermería (BDEnf),Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature (CINAHL), Embase, Literatura Latinoamericana y del Caribe en Ciencias de la Salud(LILACS), Pubmed, SCOPUS, Web of Science, Biblioteca Virtual em Saúde Brasil (BVS) y en el portal de publicaciones Scientific Eletronic LibraryOnline (SciELO). Fueron seleccionados 19 artículos que cumplían los criterios de inclusión, la mayoría de nivel de evidencia 6 (n = 17). El análisis delos artículos permitió identificar que la automedicación es una práctica común y aceptada entre los profesionales de la salud, principalmente entrelos médicos, se en la mayoría de las publicaciones (n=8) con mayor prevalencia. El consumo de medicamentos que no requieren receta fue superiorentre farmacéuticos y enfermeros. La prevalencia fue mayor en individuos más jóvenes y con estudios superiores. El síntoma que más estimuló laautomedicación fue el dolor de cabeza, y los fármacos más utilizados fueron los analgésicos. El análisis permitió identificar carencia de informaciónsobre la comprensión de los aspectos laborales asociados a la automedicación y los efectos de esa práctica sobre la salud de los profesionales. Esnecesario identificar medidas que permitan controlar esta práctica con el fin de preservar la salud de los trabajadores del área de la salud.
Descritores: Automedicação
Condições de Trabalho
Educação em Saúde
Pessoal de Saúde
Promoção da Saúde
Saúde do Trabalhador
Uso de Medicamentos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  6 / 1071 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: lil-424829
Autor: Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Brasil).
Título: Assistência farmacêutica: medicamentos de dispensação em caráter excepcional / Pharmaceutical assistance: dispensation drugs in exceptional carater.
Fonte: Brasilia; CONASS; 2004. 64 p. tab, graf. (CONASS documenta, 5).
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Assembléia do CONASS, 7, Manaus, 14 jul. 2004.
Resumo: Este caderno apresenta as propostas resultantes das discussões realizadas em Manaus no dia 14 de julho de 2004 durante a 7ª Assembléia do CONASS e também o diagnóstico da situação do Programa de Medicamentos de Dispensação em Caráter Excepcional nas Unidades da Federação. Explicita os avanços na organização do programa e as dificuldades que enfrenta em diferentes etapas de seu gerenciamento, podendo subsidiar os gestores das instâncias envolvidas na sua estruturação
Descritores: Assistência Farmacêutica
Custos de Medicamentos
Planos e Programas de Saúde
Preparações Farmacêuticas
Sistema Único de Saúde
Uso de Medicamentos
-Medicamentos Essenciais
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; 615.4, B823a


  7 / 1071 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Leäo, Beatriz de Faria
Zielinsky, Paulo
Texto completo
Id: lil-233956
Autor: Dillenburg, Rejane Frota; Leäo, Beatriz de Faria; Zielinsky, Paulo.
Título: Sistema de hipertexto em cardiologia pediátrica / Hipertext system in pediatric cardiology
Fonte: In: Schiabel, Homero; Slaets, Annie France Frère; Costa, Luciano da Fontoura; Baffa Filho, Oswaldo; Marques, Paulo Mazzoncini de Azevedo. Anais do III Fórum Nacional de Ciência e Tecnologia em Saúde. Säo Carlos, s.n, 1996. p.736-736.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Fórum Nacional de Ciência e Tecnologia em Saúde, 3 e Congresso Brasileiro de Engenharia Biomédica, 15 e Congresso Brasileiro de Físicos em Medicina , 6 e Congresso Brasileiro de Informática em Saúde, 5 e Encontro Brasileiro de Proteçäo Radiológica, Campos do Jordäo, 13-17 out. 1996.
Resumo: O sistema de hipertexto em cardiologia pediátrica destina-se a apoiar o profissional médico que trata de crianças com suspeita de cardiopatia. O sistema deverá auxiliar o médico que faz o primeiro atendimento no diagnóstico e manejo do paciente. A metodologia usada para criação do hipertexto é baseada na linguagem orientada a objetos, utilizando o software Toolbook 4.0. O sistema multimídia poderá ser rodado em computadores PC 386 ou superior, com 8 MB de memória RAM.
Descritores: Cianose/epidemiologia
Cardiopatias/epidemiologia
Hipermídia
-Radiologia
Entrevistas como Assunto/estatística & dados numéricos
Uso de Medicamentos
Eletrocardiografia/estatística & dados numéricos
Insuficiência Cardíaca
Preparações Farmacêuticas
Inquéritos e Questionários
Limites: Seres Humanos
Lactente
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/3012.148


  8 / 1071 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-405312
Autor: Perini, Edson; Magalhães, Sérgia Maria Starling; Noronha, Vanessa.
Título: Consumo de medicamentos no período de internação para o parto / Drug use during in-hospital birth delivery stay
Fonte: Rev. saúde pública = J. public health;39(3):358-365, jun. 2005. tab.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Congresso Brasileiro de Epidemiologia, V, Curitiba, 2002.
Resumo: OBJETIVO: O consumo de medicamentos no parto tem sido pouco explorado na literatura. Limitado no tempo e nas possibilidades terapêuticas, representa um evento privilegiado para discussão sobre o seu uso correto. Assim, realizou-se análise do consumo de medicamentos no parto, estabelecendo base para comparações entre maternidades. MÉTODOS: Estudo transversal envolvendo duas maternidades, uma particular e outra pública, de Belo Horizonte, Minas Gerais. Para a análise da utilização de medicamentos no período de internação das parturientes, foram coletados dados sobre identificação, gravidez, parto e medicamentos prescritos nos prontuários da maternidade pública, e na particular, nos prontuários e faturas. Para a análise estatística utilizou-se odds ratio (OR) testadas pelo qui-quadrado, e em médias pelo t de Student. RESULTADOS: O tempo médio de hospitalização foi de 2,2 dias, menor na maternidade particular. Partos cesáreos representaram 52,7 por cento, 31,3 por cento na pública e 64,5 por cento na particular. A anestesia peridural foi utilizada em 72,8 por cento dos casos e a local em 22,4 por cento (25,3 e 63,7 por cento na pública e 98,2 e 0,4 por cento na particular). Todas as mulheres receberam medicamentos, com mínimo de três e máximo de 19 produtos diferentes. No total, 83 medicamentos (97 princípios ativos) foram utilizados com freqüência total de 3.429. Foi observado consumo médio maior na maternidade particular de 8,5 medicamentos por mulher. CONCLUSÕES: Observou-se diferença significativa no consumo de medicamentos nas duas maternidades, maior nos procedimentos do pré-parto/parto. Em ambas as maternidades, o consumo mostrou-se elevado em relação às poucas evidências internacionais. O excesso de partos cesáreos e os procedimentos anestésicos explicam as diferenças quantitativas observadas.
Descritores: Anestesia
Cesárea
Gravidez
Hospitalização
Lactação
Maternidades
Parto
Período Pós-Parto
Uso de Medicamentos
Limites: Seres Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  9 / 1071 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Barros, Marilisa Berti de Azevedo
Cesar, Chester Luiz Galväo
Texto completo
Id: lil-785218
Autor: Monteiro, Camila Nascimento; Gianini, Reinaldo José; Segri, Neuber José; Goldbaum, Moisés; Barros, Marilisa Berti de Azevedo; Cesar, Chester Luiz Galvão.
Título: Utilização de medicamentos genéricos no município de São Paulo em 2003: estudo de base populacional / Uso de medicamentos genéricos en San Paulo, Brasil, en 2003: estudio de base poblacional / Use of generic drugs in São Paulo city, Brazil, in 2003: a population-based study
Fonte: Epidemiol. serv. saúde;25(2):251-258, abr.-jun. 2016. tab.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).
Resumo: OBJETIVO: analisar a utilização e a percepção sobre medicamentos genéricos pela população com diabetes e hipertensão na cidade de São Paulo, considerando-se a Política de Medicamentos Genéricos no Brasil. MÉTODOS: estudo transversal com dados do Inquérito de Saúde do Município de São Paulo (ISA-Capital), coletados em 2003; foi analisado o conhecimento sobre medicamentos genéricos e a associação entre utilização desses medicamentos e características sociodemográficas e socioeconômicas. RESULTADOS: foram incluídos 603 participantes; entre hipertensos e diabéticos, foi encontrada baixa utilização de medicamento genérico (33,3% e 26,3%, respectivamente) e a principal vantagem atribuída ao medicamento genérico foi o baixo custo (71,0% e 71,1%, respectivamente); não houve diferença estatisticamente significativa entre uso de medicamento genérico e idade, sexo ou escolaridade. CONCLUSÃO: o baixo custo e não haver diferença entre uso do genérico e escolaridade reforçam a importância do medicamento genérico para a promoção da equidade e do acesso universal a medicamentos.

OBJETIVO: analizar el uso de medicamentos genéricos en la población con diabetes e hipertensión en São Paulo, Brasil, considerando la política de medicamentos genéricos en Brasil. MÉTODOS: estudio transversal con datos de la Encuesta en Salud del municipio de São Paulo (ISA-Capital), colectados en 2003; se analizó el conocimiento sobre medicamentos genéricos y la asociación entre el uso de estos y las características sociodemográficas y socioeconómicas de la población. RESULTADOS: incluimos 603 participantes, entre hipertensos y diabéticos se encontró un uso escaso de genéricos (33,3% y 26,3%, respectivamente) y la principal ventaja atribuida al medicamento genérico fue el bajo costo (71,0% y 71,1%, respectivamente); no hubo diferencia entre el uso de medicación genérica y la edad, sexo o educación. CONCLUSIÓN: el bajo costo y ninguna diferencia entre el uso de genérico y educación refuerza la importancia de los genéricos para la promoción de la equidad y el acceso universal a los medicamentos.

OBJECTIVE: to analyze the use and perception of generic drugs by people with diabetes and hypertension in São Paulo City, Brazil, considering the Brazilian Generic Drug Policy. METHODS: this was a cross-sectional study using data from a household health survey (ISA-Capital) in 2003; analysis was performed on knowledge regarding generic drugs and on the association between their use and sociodemographic and socio-economic characteristics. RESULTS: 603 people with hypertension and diabetes were included in the study, low use of generic drugs was found (33.3% and 26.3, respectively) and low cost was the major reported advantage of generic drugs (71.0% and 71.1%, respectively); there was no statistically significant difference between the use of generic medication and age, sex or schooling. CONCLUSION: low cost and there being no difference between generic drug use and education level strengthen the importance of generic drugs for promoting equity and universal access to medication.
Descritores: Medicamentos Genéricos/economia
Medicamentos Genéricos/uso terapêutico
Diabetes Mellitus/tratamento farmacológico
Hipertensão/tratamento farmacológico
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Estudos Transversais/métodos
Uso de Medicamentos/estatística & dados numéricos
Política de Medicamentos Genéricos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 1071 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Barros, Marilisa Berti de Azevedo
Texto completo
Id: biblio-953350
Autor: Prado, Maria Aparecida Medeiros Barros do; Francisco, Priscila Maria S. Bergamo; Barros, Marilisa Berti de Azevedo.
Título: Uso de medicamentos psicotrópicos em adultos e idosos residentes em Campinas, São Paulo: um estudo transversal de base populacional / El uso de fármacos psicotrópicos en adultos y ancianos en Campinas, São Paulo, Brasil: un estudio transversal basado en la población / Use of psychotropic medications in adults and elderly living in Campinas, São Paulo, Brazil: cross-sectional population-based study
Fonte: Epidemiol. serv. saúde;26(4):747-758, out.-dez. 2017. tab.
Idioma: pt.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)/Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC); . Secretaria Municipal de Saúde de Campinas (Parceria Unicamp/Funcamp/SMS.
Resumo: OBJETIVO: estimar a prevalência do uso de psicotrópicos e fatores associados em adultos e idosos, e identificar as principais classes utilizadas. MÉTODOS: estudo transversal de base populacional, realizado em Campinas-SP, Brasil (janeiro/2008-abril/2009); empregou-se teste Qui-Quadrado (Rao-Scott) e regressão múltipla de Poisson. RESULTADOS: participaram do estudo 2.472 indivíduos; a prevalência do uso de ao menos um psicofármaco nos três dias anteriores à pesquisa foi de 6,8% (IC95% 5,5;8,1); nas análises ajustadas, observaram-se associações positivas entre o uso e sexo feminino (RP=1,48; IC95% 1,01;2,18), pior percepção da saúde (RP=2,10; IC95% 1,13;3,89), transtorno mental comum (RP=1,66; IC95% 1,09;2,51) e problemas emocionais (RP=8,04; IC95% 4,87;13,02); pretos/pardos apresentaram uso significativamente menor (RP=0,58; IC95% 0,39;0,88); destacaram-se os antidepressivos (52,6%), ansiolíticos (28,1%) e antipsicóticos (17,0%). CONCLUSÃO: observaram-se desigualdades de sexo e de raça/cor da pele no uso de psicotrópicos; os achados contribuem para a avaliação do uso racional desses fármacos.

OBJETIVO: estimar la prevalencia de uso de drogas psicotrópicas y factores asociados en adultos y ancianos, e identificar los principales tipos utilizados. MÉTODOS: estudio poblacional transversal en Campinas-SP, Brasil (Enero/2008-Abril/2009); la asociación entre el uso de psicotrópicos y variables independientes fue verificada usando la prueba de Rao-Scott con un nivel de significancia de 5%; las razones de prevalencia fueron estimadas usando regresión múltiple de Poisson. RESULTADOS: el estudio incluyó a 2.472 personas y la prevalencia de utilización de fármacos en los tres días anteriores fue 6,8% (IC95% 5,5;8,1); en análisis ajustadas observamos una asociación positiva entre uso y sexo femenino (OR=1,48; IC95% 1,01;2,18), peor salud percibida (OR=2,10; IC95% 1,13;3,89), trastorno mental común (OR=1,66; IC95% 1,09;2,51) y problemas emocionales (OR=8,04; IC95% 4,87;13,02); individuos negro/marrón mostraron menor uso (OR=0,58; IC95% 0,39;0,88); se destacaron antidepresivos (52,6%), ansiolíticos (28,1%) y antipsicóticos (17,0%). CONCLUSIÓN: se observaron desigualdades de sexo y raza/color de piel; subgrupos con mayor prevalencia de uso que requieren atención; estos resultados contribuyen a la evaluación del uso racional.

OBJECTIVE: to estimate the prevalence of use of psychotropic medicines and associated factors in adults and elderly, and to identify the main classes used. METHODS: cross-sectional population-based study, conducted in Campinas-SP, Brazil (January/2008-April/2009); chi-square Rao-Scott test and Poisson multiple regression were applied. RESULTS: the study included 2,472 individuals and the prevalence of use of at least one psychotropic medication in the three previous days was 6.8% (95%CI 5.5;8.1); in the adjusted analyses, there were positive associations between use and female sex (PR=1.48; 95%CI 1.01;2.18), worse health perception (PR=2.10; 95%CI 1.13;3.89), common mental disorder (PR=1.66; 95%CI 1.09;2.51) and emotional problems (PR=8.04; 95%CI 4.87;13.02); black/brown-skinned individuals presented significantly lower use (PR=0.58; 95%CI 0.39;0.88); antidepressants (52.6%), anxiolytics (28.1%) and antipsychotics (17.0%) were the most used. CONCLUSION: inequalities regarding sex and ethnicity/skin color were observed; the findings contribute to the evaluation of the rational use of these drugs.
Descritores: Psicotrópicos
Uso de Medicamentos
-Estudos Transversais
Inquéritos Epidemiológicos
Farmacoepidemiologia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Idoso
Responsável: BR275.1 - Biblioteca



página 1 de 108 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde