Base de dados : LILACS
Pesquisa : N04.590.254 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2 [refinar]
Mostrando: 1 .. 2   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 2 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-972686
Autor: Oliveira, Gustavo Carvalho de; Cavalcante, Renata de Almeida; Vaz, Samita Batista Vieira; Oliveira, Brenda Karla de; Costa, Rafael Vinhal da; Oliveira, Olga Messias Alves de.
Título: Urgências e emergências em saúde mental: a experiência do Núcleo de Saúde Mental do SAMU/DF / Urgencies and emergencies in mental health: the experience of the SAMU / DF Mental Health Center
Fonte: Comun. ciênc. saúde;29(supl. 1):75-78, ago. 2018.
Idioma: pt.
Resumo: INTRODUÇÃO: A demanda crescente de atendimento a pessoas com transtornos mentais, aliada a uma política de garantia de direitos e proteção dessas pessoas, fomentou a criação de um serviço de saúde mental no SAMU/DF. MÉTODO: Por meio de teleatendimento e de uma viatura tripulada por equipe multiprofissional, o serviço surgiu em 2013 e se tornou 24h em julho de 2016. Capacitações são oferecidas a profissionais para cobrir um déficit de formação. RESULTADOS: Prevenção do suicídio e de agravos psíquicos, redução de remoções e internações hospitalares, maior encaminhamento à rede e otimização dos recursos. CONCLUSÃO: Trata-se de importante ferramenta de apoio à rede que merece ser ampliada futuramente.
Descritores: Saúde Mental
Intervenção na Crise
Emergências
Gestão de Recursos da Equipe de Assistência à Saúde
Hospitalização
-Suicídio/prevenção & controle
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR599.1 - Coordenação Geral de Documentação e Informação (CGDI)


  2 / 2 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-878655
Autor: Brandão, Maria Helena Carvalho.
Título: Estudo sobre os pactos de gestão estabelecidos entre estados e municípios, a partir da implantação da NOB - SUS 01/96 / Study on the management pacts established between states and municipalities, since the implementation of NOB - SUS 01/96.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2002. 54 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Estado do Rio de Janeiro para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: INTRODUÇÃO: Este trabalho procurou refletir sobre determinados instrumentos criados para operacionalizar a estra- tégia de descentralização do Sistema Único de Saúde, enfocando especialmente a divisão de responsabi- lidades que se estabeleceu entre estados e municípios durante a vigência da Norma Operacional Básica NOB SUS 01/96. OBJETIVO: Seu objetivo geral é contribuir para o debate sobre as perspectivas da construção/ reorganização do sistema de saúde brasileiro considerando as relações interinstitucionais, interníveis e interserviços envolvidas com o processo de descentralização na saúde. O ângulo adotado para examinar as relações entre estados e municípios é a avaliação dos pactos inter-esferas governamentais mediados direta ou indiretamente pelas Normas Operacionais. MATERIAL E MÉTODO: Para ressaltar estes aspectos, foram utilizados dados relativos aos municípios habilitados na Gestão Plena do Sistema Municipal GPSM localizados em todos os estados brasileiros. Os aspectos analisados foram restritos à descentralização da assistência e buscaram entender possíveis fatores que influíram na formulação dos diferentes pactos estaduais. A situação encontrada atualmente, relativa aos pactos acorda- dos entre estados e municípios, foi ainda comparada com estudos realizados pelo Ministério da Saúde em 1995 e em 1999, que trataram do mesmo tema. CONCLUSÃO: O trabalho indica que alguns pactos estabelecidos entre estados e municípios em GPMS não contribu- íram para a organização do Sistema e apresenta como a Norma Operacional da Assistência à Saúde NOAS SUS 01/02, busca a superação deste problema.

INTRODUCTION: This work tried to reflect on certain tools created to carry out the strategy of decentralization of the Sistema Único de Saúde - SUS , focusing specially on the sharing of responsibilities between states and municipalities in accordance with the Norma Operacional Básica - NOB SUS 96 . OBJECTIVE: Its general goal is to contribute to the debate on the perspectives of construction/ re-organization of Brazilian Health System, regarding inter-institutional, inter-level and inter-services relations related to the process of decentralization in health system. MATERIAL AND METHOD: The angle adopted to examine the relations between states and municipalities is the evaluation of agr eements between gover nmental spheres dir ectly or indir ectly mediated by the Normas Operacionais . To stress these features, the work used data related to the municipalities qualified in Full Management of Municipal System - GPMS , located in all Brazilian states. The analyzed features were restricted to decentralization of Aid and were used to understand the possible factors that influenced the different state agreements. The current situation, concerning agreements between state and municipalities, was also compared with studies developed by the Health Department in 1995 and 1999, about the same subject. CONCLUSION: The work points that some agreements between state and municipalities in G PMS did not contribute to the organization of the System. It also pr esents how the Norma Operacional de Assistência - NOAS SUS 01/ 02 tries to overcome this problem.
Descritores: Gestão em Saúde
Cooperação Internacional/políticas
Política
Sistema Único de Saúde
-Gestão de Recursos da Equipe de Assistência à Saúde
Administração de Recursos Humanos
Financiamento da Assistência à Saúde
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde