Base de dados : LILACS
Pesquisa : N04.590.374.577 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 523 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 53 ir para página                         

  1 / 523 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1052930
Autor: Herrera Bornes, María Florencia.
Título: La prescripción inmediata de antibióticos para las infecciones no complicadas del tracto respiratorio inferior no reducirían las hospitalizaciones ni la mortalidad / Prescribing antibiotics immediately for uncomplicated infections of the lower respiratory tract does not reduce hospital admission or mortality
Fonte: Evid. actual. práct. ambul;22(4):e001094, 2019. tab..
Idioma: es.
Descritores: Infecções Respiratórias/tratamento farmacológico
Tosse/tratamento farmacológico
Antibacterianos/uso terapêutico
-Prescrições de Medicamentos
Infecções Respiratórias/diagnóstico
Padrões de Prática Médica/estatística & dados numéricos
Estudos Prospectivos
Resultado do Tratamento
Tosse/diagnóstico
Estudos Observacionais como Assunto
Medicina Geral
Reino Unido
Antibacterianos/efeitos adversos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Meia-Idade
Tipo de Publ: Comentário
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  2 / 523 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-985138
Autor: EmyInumaru, Fernanda; Silva, André Souza e; Soares, Alessandra de Sá; Schuelter-Trevisol, Fabiana.
Título: Perfil e adequação do uso de antibacterianos em crianças internadas em hospital geral no sul do brasil / Profile and appropriate use of antibiotics among children in a general hospital in southern brazil
Fonte: Rev. Paul. Pediatr. (Ed. Port., Online);37(1):27-33, Jan.-Mar. 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: Verificar o perfil e a adequabilidade do uso de antibacterianos em crianças hospitalizadas. Métodos: Estudo transversal. Foi feita a análise de todas as crianças que utilizaram antibacterianos durante a internação de janeiro a dezembro de 2015, em um hospital filantrópico de direito privado de grande porte no sul do Brasil. As informações foram obtidas por revisão dos prontuários e incluíram dados demográficos (idade, sexo, raça e peso corporal) e clínicos (motivo da internação, uso deantibacterianos e desfecho clínico). Utilizou-se estatística descritiva. Resultados: Dos 318 pacientes incluídos, 61,3% eram do sexo masculino. A faixa etária variou de 2 a 11 anos (média: 5,8±2,9 anos de idade). A prevalência do uso de antibacterianos foi de 24,4% considerando o total de 1.346 crianças que foram hospitalizadas. O tempo de internação apresentou mediana de quatro dias. O principal motivo de internação foi clínico e o antibacteriano mais prescrito foi a cefazolina, sendo a via intravenosa predominante. Em relação ao uso de antibacterianos, 62,2% apresentaram prescrições de antibacterianos consideradas adequadas. A subdosagem e a superdosagem tiveram, respectivamente, os valores de 11,7 e 14,6% dos pacientes incluídos. Quanto aos intervalos de administração, 8% foram caracterizados com intervalos longos e 3,5%, curtos. Conclusões: Apesar de a prevalência encontrada do uso de antibacterianos nas crianças hospitalizadas não ser tão elevada, parte considerável da amostra apresentou inadequabilidade quanto ao uso desse tipo de medicamento, se considerados a dose e o intervalo de utilização. Esses dados são motivo de preocupação para o desenvolvimento de resistência bacteriana e ocorrência de reações adversas.

ABSTRACT Objective: To examine the profile and appropriate use of antibiotics among hospitalized children. Methods: A cross-sectional study was conducted with children who had taken antibiotics during hospitalization in a private philanthropic hospital in Southern Brazil, from January to December 2015. The data were obtained by reviewing medical records, encompassing demographic data (age, gender, ethnicity, and body weight) and clinical data (causes of hospitalization, use of antibiotics, and clinical outcome). Descriptive statistics was used to present the data. Results: Of the 318 participants included in the study, 61.3% were male patients. The age range varied between 2 and 11 years, with mean age of 5.8±2.9 years. The prevalence of antibiotics was 24.4% out of the 1,346 hospitalized children. Median hospital stay was four days. The main cause of hospitalization was clinical instability, and the most commonly prescribed antibiotics was Cefazolin, mostly administered intravenously. Regarding the administration of antibiotics, 62.2% were adequately prescribed, even though underdose was 11.7%, and overdose was 14.6% in the studied patients. Antibiotic administration intervals were characterized as long in 8% of cases, and short in 3.5% of cases. Conclusions: Although the prevalence of antibiotics among hospitalized children was not that high, a considerable part of the sample presented inadequacy regarding the dosage and range of use. These data raise concerns about bacterial resistance and adverse reactions.
Descritores: Hospitalização/estatística & dados numéricos
-Registros Médicos Orientados a Problemas/estatística & dados numéricos
Padrões de Prática Médica/estatística & dados numéricos
Brasil/epidemiologia
Criança Hospitalizada/estatística & dados numéricos
Estudos Transversais
Tempo de Internação/estatística & dados numéricos
Antibacterianos/administração & dosagem
Antibacterianos/classificação
Antibacterianos/efeitos adversos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 523 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1041354
Autor: Zin, Olivia Araújo; Soares, Fernanda Valente Mendes; Abranches, Andrea Dunshee de; Costa, Ana Carolina Carioca da; Villela, Letícia Duarte; Moreira, Maria Elisabeth Lopes.
Título: Analysis of the differences between the prescribed and the administered diet to preterm infants using an electronic too / Análise das diferenças entre a dieta prescrita e a dieta administrada aos recém-nascidos pré-termo usando um instrumento eletrônico
Fonte: Rev. Paul. Pediatr. (Ed. Port., Online);37(4):472-478, Oct.-Dec. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To create an electronic instrument in order to analyze the adequacy of the preterm infants' nutritional therapy, checking the difference between the prescribed and the administered diet. Methods: A prospective and observational study on newborns with birthweight ≤1,500g and/or gestational age ≤32 weeks, without congenital malformations. The electronic instrument was developed based on Microsoft Excel 2010 spreadsheets and aimed at automatically calculating body weight gain, calories and macronutrients received daily by each patient from parenteral nutrition, intravenous hydration and enteral feedings. The weekly means of each nutrient were used to compare the prescribed and administered diets. Results: To evaluate the instrument, 60 newborns with a birth weight of 1,289±305 g and a gestational age of 30±2 weeks were included. Of them, 9.6% had restricted growth at birth and 55% at discharge. The median length of stay was 45±17 days. There were significant differences between prescribed and administered diet for all of the macronutrients and for total calories in the first three weeks. The lipid was the macronutrient with the greatest percentage error in the first week of life. Conclusions: The use of a computational routine was important to verify differences between the prescribed and the administered diet. This analysis is necessary to minimize calculation errors and to speed up health providers' decisions about the nutritional approach, which can contribute to patients' safety and to good nutritional practice. Very low birth weight infants are extremely vulnerable to nutritional deficiencies and any reduction in macronutrients they receive may be harmful to achieve satisfactory growth.

RESUMO Objetivo: Elaborar um instrumento eletrônico para análise da adequação da terapia nutricional dos recém-nascidos pré-termo, verificando a diferença entre a dieta prescrita e a administrada. Métodos: Estudo observacional prospectivo em recém-nascidos com peso de nascimento ≤1.500 g e/ou idade gestacional ≤32 semanas, sem malformações congênitas. O instrumento eletrônico foi desenvolvido com base em planilhas do Microsoft Excel 2010 para calcular automaticamente ganho de peso corporal, calorias e macronutrientes diariamente recebidos pelos pacientes por meio de dietas parenteral e enteral. Para comparar a dieta prescrita e a administrada, foram utilizados os resultados das médias semanais. Resultados: Para avaliar o instrumento, foram incluídos 60 recém-nascidos com peso de nascimento de 1.289±305 g e idade gestacional de 30±2 semanas. Destes, 9,6% apresentavam restrição de crescimento no nascimento e 55% no momento da alta. A média de internação foi de 45±17 dias. Foram verificadas diferenças significativas entre a dieta prescrita e a administrada para todos os macronutrientes e calorias totais nas três primeiras semanas. O lipídeo foi o macronutriente com o maior erro percentual na primeira semana. Conclusões: O emprego de uma rotina computacional foi importante para verificar discrepâncias entre a dieta prescrita e a administrada. Essa análise é necessária para minimizar erros de cálculo e agilizar as decisões da equipe de saúde acerca da abordagem nutricional, podendo contribuir para a segurança do paciente e para a boa prática nutricional. Os recém-nascidos de muito baixo peso são extremamente vulneráveis às deficiências nutricionais e qualquer redução nos macronutrientes recebidos pode ser deletéria para o crescimento satisfatório.
Descritores: Apoio Nutricional/normas
Erros Médicos/estatística & dados numéricos
Registros Eletrônicos de Saúde
Cuidado do Lactente/normas
-Padrões de Prática Médica
Brasil
Recém-Nascido Prematuro/fisiologia
Estudos Prospectivos
Apoio Nutricional/estatística & dados numéricos
Erros Médicos/prevenção & controle
Segurança do Paciente
Cuidado do Lactente/estatística & dados numéricos
Fenômenos Fisiológicos da Nutrição
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 523 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1013293
Autor: Bezerra, Felipa Daiana; Menezes, Maria Alexsandra da Silva; Mendes, Rosemar Barbosa; Santos, José Marcos de Jesus; Leite, Débora Cristina Fontes; Kassar, Samir Buainain; Gurgel, Ricardo Queiroz.
Título: Perinatal care in a northeastern brazilian state: structure, work processes, and evaluation of the components of essential newborn care / Cuidado perinatal em um estado do nordeste brasileiro: estrutura, processos de trabalho e avaliação dos componentes do essential newborn care
Fonte: Rev. Paul. Pediatr. (Ed. Port., Online);37(2):140-148, Apr.-June 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To describe the structure and the processes of care for pregnant women/newborn infants, including the Essential Newborn Care (ENC), in maternity hospitals in Sergipe State, Brazil. Methods: A cross-sectional study carried out between June 2015 and April 2016 in all maternity hospitals of Sergipe with more than 500 deliveries/year (n=11). A questionnaire on the existing structure and work processes was administered to the managers. Subsequently, a representative number of postpartum women from these hospitals were interviewed (n=768). Their medical records, as well as newborn infants' records, were also analyzed. Results: Sergipe has 78 beds of Neonatal Intensive Care Unit (NICU) and 90 beds of Intermediate Care Unit (IMCU) to meet spontaneous and programmed demand. Only six maternity hospitals (54.5%) performed the risk classification, and four (36.3%) had protocols for high-risk parturient care. Regarding the ENC components, only 41% (n=315) of the women had early skin-to-skin contact with their babies, 33.1% (n=254) breastfed in the first hour of life, and 18% (n=138) had a companion always during birth. Conclusions: The distribution of NICU beds between capital city and other cities of the State is adequate, considering Brazilian guidelines. However, there was a low adherence to the protocols for hypertensive and hemorrhagic emergencies, and a low coverage of humanization policies, pregnancy risk classification and ENC practices, especially breastfeeding in the first hour of life, and companion always during birth.

RESUMO Objetivo: Descrever a estrutura e os processos de atendimento a gestante/recém-nascido, incluindo os componentes do Essential Newborn Care (ENC), das maternidades de Sergipe, Brasil. Métodos: Estudo transversal realizado entre junho de 2015 e abril de 2016 em todas as maternidades de Sergipe (n=11) com mais de 500 partos/ano. Foi aplicado um questionário aos gestores sobre a estrutura e os processos de trabalhos existentes. Posteriormente, um número representativo de puérperas desses hospitais foi entrevistado (n=768) e seus prontuários, bem como o dos recém-nascidos, foram analisados. Resultados: Sergipe conta com 78 leitos de Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) e 90 de Unidade Intermediária (UI) para atendimento da demanda espontânea e programada. Somente seis maternidades (54,5%) realizam a classificação de risco e quatro (36,3%) possuem protocolos para atendimento das parturientes de alto risco. No que se refere aos componentes do ENC, apenas 41% (n=315) das mulheres tiveram contato pele a pele precoce com seu filho, 33,1% (n=254) amamentaram na primeira hora de vida e 18% (n=138) tiveram a presença do acompanhante em todos os momentos do parto. Conclusões: A distribuição de leitos de UTIN entre capital/interior é adequada no Estado, levando-se em consideração a legislação vigente no país. Entretanto, houve baixa adesão aos protocolos das emergências hipertensivas e hemorrágicas, e baixa cobertura das políticas de humanização, da classificação de risco para a gestante e das práticas do ENC, principalmente quanto à amamentação na primeira hora de vida e à presença do acompanhante na parturição.
Descritores: Unidades de Terapia Intensiva Neonatal/normas
Protocolos Clínicos
Fidelidade a Diretrizes/estatística & dados numéricos
-Administração dos Cuidados ao Paciente/métodos
Administração dos Cuidados ao Paciente/organização & administração
Padrões de Prática Médica/normas
Padrões de Prática Médica/organização & administração
Brasil
Estudos Transversais
Gravidez de Alto Risco
Assistência Perinatal/métodos
Assistência Perinatal/organização & administração
Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde
Maternidades/normas
Maternidades/estatística & dados numéricos
Limites: Seres Humanos
Feminino
Gravidez
Recém-Nascido
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 523 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1051120
Autor: Lemus, Jorge Daniel; Aragües, Valentin; Lucioni, María Carmen.
Título: Variabilidad de la práctica médica: a 80 años del efecto Glover / Variability of medical practice: at 80 years since the Glover effect
Fonte: Prensa méd. argent;104(6):267-276, Ago2018. fig.
Idioma: es.
Resumo: At this moment, it seems to be clear, that the application of the epidemiological logic to the sanitary administration, by one side, to specify which are the diseases or the needs that have a greater importance in a determined population to identify which individuals are at risk situation or with unnoticed requeriments to focuse resources mainly in them, and on the other side, to planify politics at macro level or logistic to supply resources and at level meso or micro through the analysis of the configuratiion of the employement of services or their polinomic terms: patient, providers and mediating organizations. Rarefieds, however a little the atmosphere of the called variability phenomen in the medical practice, prefigurted by Glover in the decade of the 30 th. It has been however a fundational basis the study of Allison Glover on the amigdalectomies in the British school districts, chronologically the first call for attention on the wide variation over the poblational rates of the interventions (Glover 1938), to such an extent that it was coined the concept "Glover effect" to refer to this fact. These facts showd that there was in England and Wale a rate of tonsillectomies between 50% and 70%, and indication 3 times more frequent in children from more accommodated class, a higher incidence in boys than in girls, an age of higher incidence between 5 to 7 years of age, and the absence of correlatively with the so called impersonal facts as accumulation , powerty, deficient dwelling or clime. In our analysis it was proved that in the practice the Glover effect continues producing fullness. These aspects are anayzed in the study
Descritores: Administração da Prática Médica
Tonsilectomia/estatística & dados numéricos
Padrões de Prática Médica
Análise Multivariada
Estudos Retrospectivos
/estatística & dados numéricos
ABDOMENLABOR PRESENTATION/estatística & dados numéricos
Pesquisa sobre Serviços de Saúde
Grupos Etários
Limites: Seres Humanos
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: AR392.1 - Biblioteca


  6 / 523 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1038352
Autor: Arpí, Lucrecia; Panattieri, Néstor D; Godio, Cristina; Sabio Paz, Verónica; Dackiewicz, Nora.
Título: Diagnóstico de situación de seguridad del paciente en Argentina: Estudio transversal / The current status of patient safety in Argentina: Cross sectional study
Fonte: Arch. argent. pediatr;115(1):82-88, feb. 2017. tab.
Idioma: es.
Resumo: Introducción. La seguridad de los pacientes es un objetivo prioritario de las organizaciones de salud. Objetivo. Conocer las actitudes, prácticas y condiciones de seguridad del paciente pediátrico en Argentina. Material y métodos. La Subcomisión de Calidad y Seguridad del Paciente de la Sociedad Argentina de Pediatría y Programa Nacional de Actualización Pediátrica elaboraron una encuesta sobre seguridad del paciente y prevención de errores (datos poblacionales, 9 dimensiones para internación, 5 para atención ambulatoria). El instrumento fue enviado a los alumnos de Programa Nacional de Actualización Pediátrica 2013, distribuidos en todo el país. Resultados. Encuesta administrada a 7438 alumnos; respondida por 6424 (86%). Población: edad: 42% de 30 a 40 años. Mujeres: 80%. Residencia/concurrencia en Pediatría: 83%. Formación en seguridad del paciente: 30%. Internación: 15% respondió que la institución donde trabajaba tenía Comité de Seguridad. El 74% carecía de sistemas de reporte de eventos; 70% no tenía identificación de pacientes; 32% debía prescribir según vademécum; 27% tenía programas de control de infecciones; 28% aplicaba la lista de verificación quirúrgica. Ambulatorio: 62% respondió que había lavatorios; 56%, que había jabón; y 63%, gel alcohólico disponible. El 70% contestó que los niños con enfermedades exantemáticas esperaban en lugares comunes. Conclusión. Este trabajo muestra que gran parte de los pediatras argentinos encuestados trabaja en condiciones en las que no se prioriza la seguridad del paciente, tanto en pediatría ambulatoria como de internación.

Background. Patient safety is a priority for healthcare organizations. For the PRONAP's 2013 final exam, the Quality & Patient Safety Subcommittee and the PRONAP managers designed a survey to be answered by pediatrician students nationwide. It was destined to evaluate attitudes, practices and safety conditions in which they worked. Aim. To assess the current state of practices in patient safety. Material and methods. Setting and sample: PRONAP students (7,438 pediatrician nationwide) who answered 2013 final exam. Instrument: Patient Safety Survey about pediatric inpatient (9 domains) and outpatient (5 domains) practices, and population data. Results. Patient Safety Survey: 6424 answered (86%). Population: age: 42% 30-40 years. Women: 80%. Residence in Pediatrics: 83%. Patient safety training: 30%. geographical origin: all provinces and CABA. Inpatient practices: 15% answered their institution had Patient Safety Committee. 74% of institutions did not have event reporting systems, 70% didn't have a patient's identification system. 32% answered that drug prescription should be done upon vademecum at their institution, and 27% had infection's control programs, 28% performed surgical checklist in operating room and 55% had a standardized patient hand-off. Outpatient practices: 62% said they had washbasins, 56% had soap available, and 63% alcohol gel. 70% answered children with a supposed infectious rash did not wait his turn separately. This study shows that most pediatricians in Argentine work without prioritizing patient safety, both in ambulatory and inpatient practice.
Descritores: Pediatria/normas
Padrões de Prática Médica
Segurança do Paciente
-Argentina
Estudos Transversais
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Responsável: AR94.1 - Centro de Información Pediatrica


  7 / 523 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-621511
Autor: Sato, Renato Cesar; Zouain, Désirée Moraes.
Título: Factor analysis for the adoption of nuclear technology in diagnosis and treatment of chronic diseases / Análise de fatores para adoção da tecnologia nuclear no diagnóstico e tratamento de doenças crônicas
Fonte: Einstein (Säo Paulo);10(1):62-66, jan.-mar. 2012. tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objective: To identify and evaluate latent variables (variables that are not directly observed) for adopting and using nuclear technologies in diagnosis and treatment of chronic diseases. The measurement and management of these latent factors are important for healthcare due to complexities of the sector. Methods: An exploratory factor analysis study was conducted among 52 physicians practicing in the areas of Cardiology, Neurology and Oncology in the State of Sao Paulo who agreed to participate in the study between 2009 and 2010. Data were collected using an attitude measurement questionnaire, and analyzed according to the principal component method with Varimax rotation. Results: The component matrix after factor rotation showed three elucidative groups arranged according to demand for nuclear technology: clinical factors, structural factors, and technological factors. Clinical factors included questionnaire answers referring to medical history, previous interventions, complexity and chronicity of the disease. Structural factors included patient age, physician's practice area, and payment ability. Technological factors included prospective growth in the use of nuclear technology and availability of services. Conclusions: The clinical factors group dimension identified in the study included patient history, prior interventions, and complexity and chronicity of the disease. This dimension is the main motivator for adopting nuclear technology in diagnosis and treatment of chronic diseases.

Objetivo: Identificar e avaliar as variáveis latentes (que não podem ser observadas diretamente) no processo de adoção e uso de tecnologias nucleares no diagnóstico e tratamento de doenças crônicas. A mensuração e a gestão dos fatores latentes são importantes dentro da área da Saúde devido às complexidades inerentes do setor. Métodos: Foi realizado um estudo do tipo fatorial exploratório com 52 médicos das especialidades de Cardiologia, Neurologia e Oncologia no Estado de São Paulo que participaram do estudo entre 2009 e 2010. Os dados foram coletados por meio de questionário de mensuração de atitudes e analisados pelo método dos componentes principais, com rotacionamento do tipo Varimax. Resultados: A matriz de componentes após a rotação dos fatores apresentou três agrupamentos explicativos ordenados para a demanda de uso das tecnologias nucleares: fatores clínicos, fatores estruturais e fatores tecnológicos. O fator clínico é formado por respostas referentes a histórico clínico, intervenção anterior, complexidade e cronicidade. O fator estrutural é composto por idade do paciente, área de atuação do médico e capacidade de pagamento; o fator tecnológico diz respeito às perspectivas de aumento do uso da tecnologia nuclear - quantidade de serviços. Conclusões: A dimensão de fatores clínicos é composta por histórico clínico, intervenção anterior, complexidade e cronicidade da doença. Essa dimensão é o principal motivador para adoção da tecnologia nuclear no diagnóstico e tratamento das doenças crônicas.
Descritores: Doença Crônica
Técnicas de Diagnóstico por Radioisótopos/estatística & dados numéricos
Medicina Nuclear/tendências
Padrões de Prática Médica/estatística & dados numéricos
Radioterapia/estatística & dados numéricos
-Brasil/epidemiologia
Cardiologia
Tomada de Decisões
Difusão de Inovações
Análise Fatorial
Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde
Oncologia
Neurologia
Inquéritos e Questionários
Radioisótopos
Radioisótopos/uso terapêutico
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 523 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-778505
Autor: Katz, Marcelo; Bosworth, Hayden Barry.
Título: Behavioral sciences in clinical practice / Ciências do comportamento na prática clínica
Fonte: Einstein (Säo Paulo);14(1):vii-xiv, Jan.-Mar. 2016.
Idioma: en.
Descritores: Participação do Paciente
Ciências do Comportamento/métodos
Educação de Pacientes como Assunto
-Relações Médico-Paciente
Padrões de Prática Médica/tendências
Comportamentos Relacionados com a Saúde
Fidelidade a Diretrizes
Limites: Seres Humanos
Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 523 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-543906
Autor: Chehuen Neto, José Antonio; Rocha, Flávio Roberto Silva; Fernandes, Aline Halfeld; França, Luiza Meireles; Vale, Victor César de Souza; Magalhães, Gabriel Galvão Rafael.
Título: Percepção médica quanto aos protocolos clínicos / Physician perception of clinical protocols
Fonte: HU rev;35(3), jul.-set. 2009.
Idioma: pt.
Resumo: Os protocolos clínicos são condutas e procedimentos desenvolvidos com suporte em evidências atualizadas e consistentes, que objetivam promover uma melhor prática da medicina. Esses protocolos vêm auxiliar o médico em decisões sobre a melhor e mais apropriada conduta em situações clínicas específicas, permitindo resolução mais rápida e eficiente das enfermidades, gerando melhor qualidade de vida aos pacientes. Neste sentido, os guidelines buscam aumento da precisão diagnóstica, qualidade da assistência médica, dos serviços de saúde e controle de custos. Em estudo, verificou-se a percepção médica em relação ao uso de protocolos, no tocante às vantagens e limitações da prática, principais beneficiados, influência nos custos e possível diferença entre os protocolos adotados nos sistemas de saúde. Aplicou-se questionário contendo nove perguntas, respondidas individualmente e voluntariamente por 80 médicos. Constatou-se que 98,75% dos médicos tem conhecimento do uso de protocolos; 95% concordam com seu uso, sendo que 83,75% dos médicos o fazem parcialmente. Os entrevistados reconheceram as limitações de sua aplicabilidade. Dentre eles, 38,75% consideram que o julgamento clínico é mais importante, e 72,5% avaliam que os protocolos trazem benefícios, sendo que 77,5% reconhecem a diminuição nos custos. Concluiu-se que, apesar de haver limitações na aplicabilidade deste recurso, o conhecimento e uso dos protocolos por parte dos médicos já são significativos, sendo, portanto, instrumentos de auxílio em um contexto, no qual a experiência clínica deve ser integrada à informação científica, de forma crítica e racional, objetivando melhorar a qualidade da assistência médica. Desta forma, os protocolos devem ser amplamente divulgados, constantemente atualizados e adequados à realidade de cada paciente.

Clinical protocols are evidence-based sets of procedures and approaches aiming to improve medical practice and inform clinical decision-taking. With a body of information about better and more appropriate approaches to specific clinical situations, clinical protocols allow for quicker and more efficient responses to disease to be made, while providing patients with better quality of life. Guidelines seek to increase diagnostic accuracy, medical care quality, health services quality and cost control. The study investigated the following items regarding medical protocols: advantages and limitations as seen by physicians; their main beneficiaries; economic impact; and possible differences among adopted protocols. A nine-question questionnaire was answered individually and voluntarily by 80 physicians. As a result it was observed that 98.75% were aware of protocol use; 95% agreed with the use of protocols, of whom 83.75% did it partially; those interviewed recognized the limitations of protocol applicability; 38.75% considered clinical judgment to be paramount; 72.5% believed the protocols to be beneficial; 77.5% recognized cost reduction with their use. In spite of limitations to their applicability, knowledge about and use of clinical protocols by physicians are already significant. Because clinical protocols are helpful tools to improve medical care, in a context in which clinical experience must be critically and rationally integrated with scientific information, they must be widely spread, constantly updated and adapted to each patient`s reality.
Descritores: Protocolos Clínicos
Protocolos
-Padrões de Prática Médica
Medicina Baseada em Evidências
Assistência Médica
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR378.1 - Biblioteca Central


  10 / 523 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-2356 LILACS-Express
Autor: Barbosa, Kátia Valéria(aut); Souza, Aécio Flávio(aut); Chebli, Júlio Maria(aut); Pace, Fábio Heleno(aut); Oliveira, Juliano(aut); Martins, Leonardo(aut).
Título: Abordagem de anormalidades laboratoriais das enzimas hepáticas em pacientes assintomáticos
Fonte: HU rev;31(3):44-48, set.-dez.2005.
Idioma: pt.
Resumo: É crescente a procura, na clínica diária, de pacientes assintomáticos com alteração de enzimas hepáticas. Parcialmente, este fato pode ser explicado pelo aumento na solicitação e pela adição de testes bioquímicos que avaliam injúria hepática em exames de triagem de "rotina", pré-admissionais, pré-operatórios. A abordagem destas alterações depende de uma avaliação clínica criteriosa, seguida de propedêutica apropriada e convenientemente indicada. Este artigo visa uma abordagem sistemática dessa situação clínica, fundamentada nas atuais evidências.
-Atenção Primária à Saúde
Padrões de Prática Médica
Técnicas de Laboratório Clínico
Educação Pré-Médica
Fosfatase Alcalina
Doenças Assintomáticas
Transaminases
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR378.1 - Biblioteca Central



página 1 de 53 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde