Base de dados : LILACS
Pesquisa : N06 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 121 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 13 ir para página                         

  1 / 121 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-676082
Autor: Vieria, Paula Consolin; Silveira, João Luiz Gurgel Calvet da; Rodrigues, Karla Ferreira.
Título: Percepção e hábitos relacionados ao lixo doméstico entre moradores da comunidade do Coripós, Blumenau, SC / Household garbage-related perception and habits among residents of the community of Coripós, Blumenau, SC
Fonte: Rev. APS;15(1), mar. 2012. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: os resíduos sólidos domésticos constituem uma preocupação ambiental mundial e pouco se conhece sobre as representações da comunidade a seu respeito. Objetivo: revelar a percepção sobre lixo doméstico e sua relação com a saúde, bem como as práticas de manuseio e descarte entre moradores da comunidade do Coripós (Blumenau-SC). Método: pesquisa exploratória, descritiva, com abordagem qualitativa, realizada através de entrevista semiestruturada e observação participante, tendo como sujeitos dezesseis mulheres moradoras de áreas apontadas como vulneráveis em relação ao lixo pela equipe de saúde da unidade de ESF local. Resultados: a maioria das entrevistadas não sabe o horário da coleta e não considera o lixo como um problema, apontando a violência e a falta de assistência médica como problemas na comunidade. Identificam lixo como algo descartável ou como sujeira ou, ainda, em menor propor-ção, como algo útil. Todas reconhecem a possibilidade de reciclagem, porém poucas a realizam efetivamente por falta de tempo e ausência de coleta seletiva na comunidade. A maioria identifica os restos orgânicos e material reciclável como lixo. Poucas fazem dispensação seletiva, separando material para venda ou para coleta. Relacionam saúde como meio ambiente saudável, seguida por ausência de doença e assistência médica adequada. A relação entre meio ambiente e saúde aparece, prioritariamente, pela presença de esgoto a céu aberto, deixando, em segundo plano, a presença de lixo acumulado ou espalhado. Relacionam lixo e saúde, primeiramente, com doenças e, em seguida, a partir da proliferação de vetores, apontando a poluição do ambiente como um problema em si para a qualidade de vida pelo mau cheiro e o mal estar. A maioria procura dispensar o lixo no dia da coleta na cesta comunitária. Outros o dispensam a qual quer momento, causando problemas como lixo no chão, à disposição de animais. Muito poucas reciclam o lixo, não por desconhecimento, mas alegando falta de tempo ou por não existir coleta seletiva. Mau uso da lixeira comunitária e a presença de animais no lixo são considerados problemas. Apontam a correta prática cotidiana individual de dispensa-ção do lixo pelos moradores como solução, seguida por uma coleta mais regular. Conclusões: o lixo aparece como um problema individual necessitando de maior conhecimento e motivação para reciclagem em processos mais sustentáveis e coletivos. A informação e o comprometimento coletivo a partir de hábitos cotidianos podem ser fatores determinantes para a resolução do problema, devendo ser abordados nos programas de educação em saúde.

Introduction: although domestic solid garbage is a global environmental concern, little is known about the representations of the communities. Goal: to reveal the perceptions about household garbage and its relation to health, as well as the handling and disposal practices among residents of the community of Coripós (Blumenau-SC, Brazil). Method: descriptive, exploratory research with a qualitative approach, through a semi structured interview and participative observation of 16 women living in areas identified by the staff of the local family health strategy unit as garbage--vulnerable. Results: most respondents did not know the garbage collection schedule and did not consider garbage as a problem, pointing, instead, to violence and lack of medical care as the main community problems. They saw garbage as something disposable or dirty, or even something useful. They all recognized the possibility of recycling, but few performed it effectively due to lack of time and absence of selective collection. Most identified organic waste and recyclable materials as garbage. Few disposed of garbage selectively, separating material for sale or for collection. They identified health as a healthy environment, followed by the absence of disease and adequate medical care. The relationship between environment and health was primarily seen as the presence of open sewage, with accumulated or scattered garbage coming second. They saw a relationship between garbage and health first with the development of diseases and then with the proliferation of vectors, pointing to pollution of the environment as a problem in itself, owing to the foul smell and the general feeling of discomfort caused. Most sought to dispose of their garbage in the community bin, on the collection day. Others disposed of their garbage at any time causing problems like garbage on the ground attracting animals. Only few recycled their garbage, not out of ignorance, but alleging lack of time or selective collection. Poor use of community recycling bins and the presence of animals amidst the garbage were considered problems. They pointed to correct individual disposal practices and more regular collections as the solutions. Conclusions: garbage appears as an individual problem requiring greater knowledge and motivation for recycling or more sustainable processes. Information and collective commitment to everyday habits can be decisive for the solution of the problem, and should be addressed by health education programs.
Descritores: Resíduos Sólidos
Saúde Ambiental
-Limpeza Urbana
Meio Ambiente e Saúde Pública
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR378.1 - Biblioteca Central


  2 / 121 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-891310
Autor: Peña García, Yoenny; Gámez Sánchez, Donelia; Carralero López, Yaneili; Sainz González, Alfredo; Almaguer Brito, Liliana; García Santisteban, Jorge Luis.
Título: Procedimientos metodológicos para la implementación de la estrategia curricular Salud Pública y Educación Ambiental / Methodological procedures for the implementation of the curricular strategy Public Health and Environmental Education
Fonte: Edumecentro;10(2):6-20, abr.-jun. 2018. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Fundamento: las insuficiencias en la implementación de la estrategia curricular Salud Pública y Educación Ambiental en la formación del estudiante de Medicina, limitan la formación salubrista del médico general. Objetivo: elaborar procedimientos metodológicos traducidos en acciones concretas para perfeccionar la implementación de la estrategia curricular Salud Pública y Educación Ambiental. Método: se desarrolló una investigación de desarrollo esencialmente cualitativa desde noviembre 2016 a septiembre 2017 en la Filial de Ciencias Médicas de Puerto Padre, de la Universidad de Ciencias Médicas de Las Tunas. Se utilizaron métodos teóricos: análisis-síntesis e inducción-deducción; y empíricos: encuesta en forma de cuestionario a docentes y estudiantes. Resultados: se constataron carencias en cuanto al conocimiento de la metodología para aplicar la estrategia curricular Salud Pública y Educación Ambiental en los docentes, las cuales conspiran contra su efectiva implementación en las diferentes disciplinas, asignaturas y estancias desde primero a quinto años de la carrera de Medicina; esto limita el desarrollo de habilidades en los estudiantes para su futuro desempeño como médicos generales, por lo que se diseñaron procedimientos metodológicos. Conclusiones: fueron valorados por especialistas como pertinentes, factibles de aplicar y de utilidad para la ejecución de la mencionada estrategia curricular, por lo que constituye una herramienta adecuada en la formación salubrista del médico general.

Background: the insufficiencies in the implementation of the curricular strategy Public Health and Environmental Education in the training of the medical student, limit the training of the general practitioner. Objective: to develop methodological procedures that lead to concrete actions to improve the implementation of the curricular strategy Public Health and Environmental Education. Method: an essentially qualitative development research work was developed from November 2016 to September 2017 in the Medical Sciences site of Puerto Padre, of Las Tunas Medical Sciences University. Theoretical methods were used: analysis-synthesis, induction-deduction and the historical-logical; and empirical ones: survey in the form of a questionnaire for teachers and students. Results: deficiencies were found in the knowledge of the methodology to apply the curricular strategy Public Health and Environmental Education in the teachers, which conspire against its effective implementation in the different disciplines, subjects and rotations from the first to fifth years of the career of Medicine; this limits the development of skills in the students for their future performance as general practitioners, that's why methodological procedures were designed. Conclusions: they were valued by specialists as relevant, feasible to apply and useful for the implementation of the aforementioned curricular strategy, for that reason constitutes an adequate tool in the general practitioner's health education.
Descritores: Estudantes de Medicina
Assistência Integral à Saúde
Meio Ambiente e Saúde Pública
Responsável: CU425.1 - Centro Provincial de Información de Ciencias Médicas de Villa Clara


  3 / 121 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-351287
Autor: Rivero Canto, Odalys; Marty Jiménez, Ilsa; Valdivia Parra, Lesbia; Rivero Canto, Omaris.
Título: Ecología, medio ambiente y salud / Ecology, environment and health
Fonte: Mediciego;9(1):107-107, ene.-jun. 2003.
Idioma: es.
Resumo: Se realizó una revisión bibliográfica sobre el tema, con el objetivo de buscar evidencias de cómo los avances tecnológicos aplicados de forma irracional pueden ocasionar alteraciones al medioambiente que repercuten en la salud humana. Se analizó el comportamiento del problema a nivel mundial y en nuestro país...
Descritores: Ecologia
Meio Ambiente e Saúde Pública
Responsável: CU421.1 - Biblioteca


  4 / 121 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: lil-588294
Autor: São Paulo(Estado) Secretaria da Saúde; .São Paulo(Estado) Secretaria do Meio Ambiente.
Título: Relatório da 1ª Conferência Estadual de Saúde Ambiental: saúde e meio ambiente, vamos cuidar da gente / Report of first Environmental Health Conference: health and environment, let's take care of us.
Fonte: São Paulo; SES;SMA; 2010. 100 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Conferência Estadual de Saúde Ambiente, 1, São Paulo, 27-28 out. 2009.
Descritores: Meio Ambiente e Saúde Pública
Qualidade de Vida
Saúde Ambiental
Tipo de Publ: Publicações Governamentais
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W3, S239cesa; BR58.1; 504, S239cesa. 1560


  5 / 121 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-980800
Autor: Martin-Chenut, Kathia; Saldanha, Jânia.
Título: O caso do amianto: os limites das soluções locais para um problema de saúde global / THE CASE OF ASBESTOS: LIMITS OF LOCAL SOLUTIONS TO A GLOBAL HEALTH ISSUE
Fonte: Lua nova: revista de cultura e política;(98):141-170, 20160000.
Idioma: pt.
Resumo: O artigo analisa o tema de saúde pública "glocal" relacionado à produção, distribuição e uso do amianto. A comprovação dos malefícios que esse mineral causa à saúde e ao meio ambiente justifica as proibições nacionais e globais de sua utilização. Por outro lado, a força dos interesses econômicos de grandes empresas exploradoras do amianto estimula muitos Estados a manter a política do uso controlado. Por envolver violação de direitos humanos, o tema foi objeto de judicialização em alguns países, como Brasil, França e Itália, cuja observação comparativa evidencia a assimetria das respostas.

This article analyzes the "glocal" public health issue related to the production, distribution, and use of asbestos. The evidence regarding the harm of this mineral to the health and environment justifies the national and global prohibitions of its use. However, the strength of economic interests regarding asbestos' great exploration by companies encourages many states to maintain the policy of controlled use. Since in involves the violation of human rights, the issue was an object of judicialization in some countries, such as Brazil, France and Italy, whose comparative observation highlights the asymmetry of responses.
Descritores: Asbestos
Meio Ambiente e Saúde Pública
-Controle Social Formal
Indústria do Asbesto
Saúde Global
Perigos ao Meio Ambiente
Responsável: BR2260 - NETHIS - Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde


  6 / 121 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-737388
Autor: Molina, AB; Bueno, CS; Aida, CA; Castanheira, GM; Hada, RA; Ishikiriyama, YT; Ono, E; Brassaroto, GC.
Título: A radiologia odontológica e o meio ambiente / The dental radiology and the environment
Fonte: Rev. odontol. Univ. Cid. São Paulo (Online);26(1), jan/abr 2014.
Idioma: pt.
Resumo: O descarte irregular de resíduos de saúde, especialmente o odontológico, está se tornando um um grande motivo de preocupação. O lixo proveniente de rejeitos no processo radiográfico não é diferente, uma vez que, além de resíduo contaminado, há rejeitos químicos, metais pesados e plásticos. Sendo eles: invólucro do filme radiográfico, soluções processadoras, lâminas de chumbo, películas dos filmes radiográficos - todos eles capazes de causar grande impacto no meio ambiente, se descartados de forma incorreta. Por esse motivo, é imprescindível conscientizar os cirurgiões-dentistas do impacto prejudicial no meio ambiente e, consequentemente, na saúde da população, atentando para a correta forma de descarte de cada rejeito do processo radiográfico

The irregular disposal of health waste, especially dental care, is becoming a great concern. The waste tailings from the radiographic process is not different, since, apart from contaminated waste, there are chemical waste, heavy metals and plastics. Namely: casing radiographic film, processing solutions, blade lead, radiographic films - all they with large capacity to cause impact on the environment if disposed incorrectly. For this reason it is essential to educate dentists in the harmful impact on the environment and consequently on the health of people, paying attention to the correct way to dispose of each reject of the radiographic process
Descritores: Radiologia
Resíduos Odontológicos
-Saúde Pública
Meio Ambiente
Meio Ambiente e Saúde Pública
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 121 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-895011
Autor: Mora, Rodrigo; Weisstaub, Gerard; Greene, Margarita; Herrmann, Geraldine.
Título: Outdoor gyms in Santiago: urban distribution and effects on physical activity
Fonte: Motriz (Online);23(3):e101752, 2017. tab, graf, ilus.
Idioma: en.
Resumo: Abstract: Aims To put together a registry of the location of all existing outdoor gyms (OGs) in Santiago, Chile, and establish a profile of the users of these gyms. Methods: All OGs in Santiago located in public spaces were identified and geo-referenced, and an accessibility analysis of them was carried out. A total of 1,023 users of OGs were surveyed (71% men, average age 31.5 years old, SD =16.6), about the frequency of use of OGs, amount of time spent using them, transportation habits, motivation for usage, and their perceptions regarding their own health, among other questions. In addition, each person's neck circumference was measured. Results There are 1,981 OGs in the city squares, sidewalks and parks, mostly located in poorest areas of the city. Most OG users live less than one kilometer away from an OG. Discussion: In line with international studies, this research demonstrates that OGs have positive collateral effects, as they not only contribute to users to increase their physical activity, but also because they attract people with sedentary lifestyles to make physical activity. This, in turn, might contribute to make urban areas more livable and safer, for they bring new "eyes to the street" and permit to use cities' under-occupied public spaces. Conclusion: The proliferation of outdoor gyms should be regarded as an opportunity for public health policies aimed at tackling the obesity problem and increasing the physical activity of people.(AU)
Descritores: Exercício
Academias de Ginástica
Meio Ambiente e Saúde Pública
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  8 / 121 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-913686
Autor: Pacheco Júnior, Edson.
Título: Distribuição espacial do ozônio troposférico em Jundiaí - SP, como subsídio a estudos de exposição da população / Spatial distribution of tropospheric ozone in Jundiaí - SP, as a subsidy to population exposure studies.
Fonte: São Paulo; s.n; 2018. 138 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Saúde Ambiental para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O monitoramento dos poluentes atmosféricos é um dos principais itens para a gestão do ar em centros urbanos e rurais atualmente. Entretanto, os altos custos de infraestrutura e de manutenção das estações de monitoramento da qualidade do ar inviabilizam muitos países, estados e municípios de implementarem esse intrumento. No Brasil, a gestão da qualidade do ar é restrita a alguns estados. No caso do monitoramento da qualidade do ar, a medida é restrita a algumas cidades. A fim de contribuir com o entendimento dos níveis de ozônio em uma cidade do interior paulista, foram conduzidas vinte e seis campanhas de amostragem semanal do ozônio tropósférico entre setembro de 2016 e setembro de 2017, em Jundiaí. Foram investigadas algumas características que são determinantes para a ocorrência do poluente ao longo das quatro estações e a variação em sete bairros do município. Com o propósito de avaliar o desempenho dos amostradores passivo frente as medições do monitor automático da CETESB, um dos locais selecionados foi a estação de monitoramento da CETESB. Em relação aos sete bairros, contatou-se diferença estatística (p0,05), ainda que o primeiro e segundo quartis tenham apresentado correlação (p<0,05). O dispositivo precisa ser mais bem avaliado com calibração em laboratório.

Monitoring of air pollutants is one the main items for air management in urban and rural centers today. However, the high costs of infrastructure and maintenance of air quality monitoring stations manke many countries, states and municipalities unable to implement this instrument. In Brazil air quality management is restrict to some states. In the case of air quality monitoring, the measure is restricted to some cities. In order to contribuite to the understanding of ozone levels in a city in the state of São Paulo, twenty-six weekly sampling campaigns of tropospheric ozone between September 2016 and Sptember 2017 in Jundiaí. It was investigated some characteristics that are determinant for the occurance of the pollutant throughout the four seasons and the variation in seven districts os the Jundiaí. In order to evaluate the performance of the passive samplers against the CETESB automatic monitor measurements, one of the selected sites was the monitoring station of CETESB. About the seven neighborhoods, a statistical difference (p0.05), although the first and second quartiles showed a correlation (p<0.05). The device needs to be better evaluated with laboratory calibration.
Descritores: Poluição do Ar
Administração Ambiental
Monitoramento Ambiental
Ozônio
-Meio Ambiente e Saúde Pública
Saúde Ambiental
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  9 / 121 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-881715
Autor: Ferrer, Michele Lacerda Pereira.
Título: O impacto dos fatores ambientais na incapacidade funcional de idosos: a importância de políticas públicas que valorizem o Aging in place / The impact of environmental factors in the disability in older people: the importance of the public housing policies for aging in place.
Fonte: São Paulo; s.n; 2018. 115 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Epidemiologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Introdução: A incapacidade no idoso é multidimensional, envolvendo aspectos de saúde física, emocional, cognitiva, ambiental e social. Os fatores ambientais têm um impacto importante como facilitadores ou barreiras nas atividades e participação social do idoso, especialmente relacionado ao ambiente de moradia e a capacidade de continuar vivendo no próprio domicilio apesar do envelhecimento (Aging in place). Políticas públicas devem ser pensadas levando a questão do Aging in place em consideração. Objetivos: investigar o impacto dos fatores ambientais na incapacidade de idosos que residem em conjuntos habitacionais verticais de interesse social que não contam com quesitos de acessibilidade como o elevador, sob a perspectiva da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF). Método: Para alcance dos objetivos propostos foi necessário a realização da validação de construto e identificação das propriedades psicométricas e de normatização do WHODAS 2.0- 12 itens para avaliação da incapacidade em idosos brasileiros. Após esta etapa, foi realizada a análise dos fatores ambientais sugeridos pela CIF e reconhecidos por moradores dos conjuntos habitacionais e sua associação com a incapacidade funcional. Os estudos transversais aqui apresentados foram realizados com duas amostras distintas: Amostra 1 para o processo de validação de construto e normatização do WHODAS 2.0 contou com 350 idosos assistidos pelo Centro de referência do Idoso na cidade de São Paulo. Com dados desta amostra foi realizada uma análise fatorial exploratória, confirmatória e teoria de resposta ao item e análise de variância para validação de construto e observação da distribuição dos escores na amostra. Amostra 2 contando com 96 idosos residentes em um conjunto habitacional com 26 edifícios verticais com até 4 andares em Bragança Paulista (SP) para análise do impacto dos fatores ambientais na incapacidade dos idosos. Com os dados desta amostra foi realizada análise de regressão linear multivariada para identificação dos fatores ambientais mais associados ao aumento do escore de incapacidade. Resultados: O WHODAS 2.0, 12 itens apresentou boa adequação das cargas fatorais em um modelo unidimensional somente com 10 itens dos 12 avaliados. A retirada do item 6 (concentrar-se) e 10 (lidar com pessoas estranhas) na análise fatorial exploratória melhorou o desempenho do teste com variância explicada de 70 por cento (x2/df = 2,45; p < 0,001, NNFI = 0,98, CFI = 0,99, GFI = 0,99, RMSEA = 0,06; Alpha de Cronbach = 0,95 e Mc Donald = 0,92). Na análise da associação entre barreiras ambientais e incapacidade observou-se que fatores ambientais como escadas, acesso ao transporte público, ruídos, clima e preconceito reconhecidos como barreira foram associados a um aumento no escore do WHODAS 2.0-BO. Conclusão: A presença de barreiras ambientais como dificuldade de acesso ao transporte público, presença de escadas na entrada da casa, ruídos, condições climáticas adversas e preconceito foram associadas a um aumento no escore de incapacidade, o que pode impedir idosos de continuar vivendo no próprio domicílio na presença de tais barreiras. Políticas públicas deveriam considerar o envelhecimento e as barreiras ambientais identificadas neste estudo para a garantia do Aging in place

Introduction: Disability in older people is multidimensional with physical, emotional, cognitive, environmental and social aspects. The environmental factors could have an important impact as facilitators or barriers in their activities and social participation, specially related to the habitation and the aging in place. Public housing policies should be made based on aging in place. Objectives: to investigate the impact of environmental factors in disability of older people living in a multi-storey apartment complex building for low-income families with no elevator, by International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) perspective. Method: As a first step to this study purpose, analyses of the psychometric properties and normative data of the WHODAS 2.0- 12 item were necessary to validate this instrument and assess disability in Brazilian older people. After that, the analysis of the environmental factors (as suggested by ICF) recognized by older people living in apartment complex building and their association with disability was done. The cross-sectional studies here presented were done with two different samples: Sample 1 was used to identify the construct validation and normative data of the WHODAS 2.0 12 item. This sample had 350 individuals attending a community based reference center for older people in São Paulo. The construct validity was tested with Exploratory and Confirmatory Factor Analysis, Parallel Analysis, Item Response Theory. Sample 2 was used to analyse the perceived environmental factors and the disability. It had 96 older people living in a multi-storey apartment complex for low income families in Bragança Paulista. The regression linear analysis was done to identify the environmental barriers associated to disability in the older people. Results: The WHODAS 2.0, 12-item version, is a unidimensional scale, and goodness of fit occurs only with 10 items evaluating disability in older people. Withdrawn items 6 (concentration) and 10 (leading with strangers) established an appropriate adjustment, with high and excellent values for all indicators. The explained variance was 70 per cent and confirmatory analysis showed X2/df = 2,45; p < 0,001, NNFI = 0,98, CFI = 0,99, GFI = 0,99, and RMSEA = 0,06; reliability indexes Cronbachs ( = 0.95) and McDonalds ( = 0,92) were adequate. This new version was named WHODAS 2.0-BO (Brazilian version for older people). At the environmental barriers and disability association study was observed the association between perceived barriers as public transportation, stairs, noise, climate and prejudice and disability with the increased WHODAS 2.0-BO score. Conclusion: older people who recognize environmental barriers such as access to public transportation, stairs, noise, adverse climate and prejudice have an increase in disability score, which can prevent them from aging in place. The public policies should consider the aging and the environmental barriers identified by this study in order to assure aging in place
Descritores: Pessoas com Deficiência
Meio Ambiente
ERYTHROCYTES, ABNORMALABATTOIRS
Habitação
Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde
Autonomia Pessoal
-AFIBRINOGENEMIAABORTIFACIENT AGENTS, NONSTEROIDAL
Brasil
Meio Ambiente e Saúde Pública
Limites: Seres Humanos
Idoso
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1; DR1405


  10 / 121 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-868220
Autor: Favaro, Ana Karina Merlin do Imperio.
Título: Estudo do fluxo de Serviços Ambientais na Região Metropolitana de São Paulo / Study of the flow of Environmental Services in the Metropolitan Region of São Paulo.
Fonte: São Paulo; s.n; 2017. 96 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Saúde Ambiental para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: As taxas de urbanização estão em constante crescimento, estudos mostram que 54 por cento da população mundial vive em áreas urbanas. Contudo, essas populações necessitam de recursos advindos dos ecossistemas, produzidos no interior ou ao redor das áreas urbanas, para suprir suas demandas crescentes. Os serviços ambientais são os serviços advindos dos ecossistemas, que por meio da intervenção humana, podem ser utilizados pela sociedade. A manutenção da provisão desses serviços é essencial para qualquer região metropolitana. Os municípios são unidades administrativas, onde os serviços ambientais são gerados, contudo, o fluxo desses serviços não se limita às barreiras administrativas. Com o objetivo de mapear esses fluxos, foi realizado um estudo de caso, cuja unidade de análise foi a Região Metropolitana de São Paulo, com seus 39 municípios. Foram coletadas informações em bancos de dados e relatórios, de instituições governamentais brasileiras, disponíveis online. Nesse estudo foram analisadas informações sobre territórios, áreas de remanescentes florestais, áreas de proteção de mananciais, população, abastecimento de água, bem como índices de coleta e tratamento de esgoto. Os resultados mostraram que é possível identificar alguns dos serviços ambientais, principalmente àqueles ligados à água, gerados na região e ainda, a provisão, a oferta e a demanda pelos mesmos. A análise desses dados possibilitou o reconhecimento de provedores e recebedores desses serviços ambientais e, a partir dessa informação, a identificação da ocorrência de injustiças socioambientais. Concluiu-se que os serviços ambientais sofrem influência direta das alterações ambientais, causadas pelos elevados índices de urbanização, e das consequências mudanças climáticas, que diminuem a capacidade de resiliência das populações já vulneráveis social e ambientalmente em uma região metropolitana. Por fim, pode-se afirmar que essas informações são fundamentais para orientar decisões de investimento de longo prazo para o abastecimento de água e para o uso eficiente dos serviços ambientais prestados pela região

Urbanization rates are steadily growing; studies show that 54 per cent of the world\'s population lives in urban areas. However, these populations need resources from ecosystems, produced inside or around the urban areas, to meet their growing demands. Environmental services are services from ecosystems, which through human intervention can be used by society. Maintaining the provision of these services is essential for any metropolitan region. Municipalities are administrative units, where environmental services are generated; however, the flow of these services is not limited to administrative barriers. With the purpose of mapping these flows, a case study was carried out; whose analysis unit was the Metropolitan Region of São Paulo, with its 39 municipalities. Data were collected in databases and reports from Brazilian governmental institutions, available online. In this study, information was analyzed on territories, areas of forest remnants, areas of protection of springs, population, water supply, as well as indexes of collection and treatment of sewage. The results showed that it is possible to identify some of the environmental services, mainly those related to water, as well as provision, supply and demand for them. The analysis of these data enabled the recognition of providers and receivers of these environmental services and, from this information, the identification of the occurrence of social and environmental injustices. It was concluded that environmental services are directly influenced by environmental changes caused by high rates of urbanization and consequences of climate change, which reduce the resilience of population already vulnerable social and environmentally in metropolitan regions. Finally, this information is fundamental to guide long-term optimal water supply investment decisions and for the efficient use of environmental services provided by the region
Descritores: Meio Ambiente
Saúde Ambiental
Empresas e Organizações de Serviço
-Censos
Meio Ambiente e Saúde Pública
Zonas Metropolitanas
Urbanização
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1; DR1346



página 1 de 13 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde