Base de dados : LILACS
Pesquisa : N06.850.540 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 253 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 26 ir para página                         

  1 / 253 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Maróstica, Paulo José Cauduro
Texto completo
Id: biblio-1012549
Autor: Riquena, Barbara; Monte, Luciana de Freitas Velloso; Lopes, Agnaldo José; Silva-Filho, Luiz Vicente Ribeiro Ferreira da; Damaceno, Neiva; Aquino, Evanirso da Silva; Marostica, Paulo Jose Cauduro; Ribeiro, José Dirceu.
Título: Microbiological contamination of nebulizers used by cystic fibrosis patients: an underestimated problem / Contaminação microbiológica de nebulizadores usados por pacientes com fibrose cística: um problema subestimado
Fonte: J. bras. pneumol;45(3):e20170351, 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: Home nebulizers are routinely used in the treatment of patients with cystic fibrosis (CF). This study aims to evaluate the contamination of nebulizers used for CF patients, that are chronically colonized by Pseudomonas aeruginosa, and the association of nebulizer contamination with cleaning, decontamination and drying practices. Methods: A cross-sectional, observational, multicenter study was conducted in seven CF reference centers in Brazil to obtain data from medical records, structured interviews with patients/caregivers were performed, and nebulizer's parts (interface and cup) were collected for microbiological culture. Results: overall, 77 CF patients were included. The frequency of nebulizer contamination was 71.6%. Candida spp. (52.9%), Stenotrophomonas maltophilia (11.9%), non-mucoid P. aeruginosa (4.8%), Staphylococcus aureus (4.8%) and Burkholderia cepacia complex (2.4%) were the most common isolated pathogens. The frequency of nebulizers' hygiene was 97.4%, and 70.3% of patients reported cleaning, disinfection and drying the nebulizers. The use of tap water in cleaning method and outdoor drying of the parts significantly increased (9.10 times) the chance of nebulizers' contamination. Conclusion: Despite the high frequency hygiene of the nebulizers reported, the cleaning and disinfection methods used were often inadequate. A significant proportion of nebulizers was contaminated with potentially pathogenic microorganisms for CF patients. These findings support the need to include patients/caregivers in educational programs and / or new strategies for delivering inhaled antibiotics.

RESUMO Objetivo: Nebulizadores caseiros são usados rotineiramente no tratamento de pacientes com fibrose cística (FC). Este estudo objetiva avaliar a contaminação de nebulizadores utilizados por pacientes de FC que estão cronicamente colonizados por Pseudomonas aeruginosa e a associação da contaminação do nebulizador com a higienização, esterilização e método de secagem. Métodos: Um estudo transversal, observacional, multicêntrico foi conduzido em sete centros de referência de FC no Brasil para obter dados de registros médicos; foram feitas entrevistas estruturadas com os pacientes/cuidadores e partes de nebulizadores (máscara e copo) foram coletados para cultura microbiológica. Resultados: No geral, 77 pacientes com FC foram incluídos. A frequência da contaminação do nebulizador foi de 71,6%. Candida spp. (52,9%), Stenotrophomonas maltophilia (11,9%), P. aeruginosa não mucoide (4,8%), Staphylococcus aureus (4,8%) e complexo Burkholderia cepacia (2.4%) foram os patógenos isolados mais comuns. A frequência de higienização dos nebulizadores foi de 97,4%, e 70,3% dos pacientes relata higienização, esterilização e secagem dos aparelhos. A lavagem com água da torneira e secagem das partes no tempo, em espaço aberto, aumentou significativamente (9 a 10 vezes) a chance de contaminação dos nebulizadores. Conclusões: Apesar dos relatos de frequente higienização dos nebulizadores, os métodos de limpeza e esterilização usados eram inadequados. Uma proporção significativa de nebulizadores foi contaminada com microrganismos potencialmente patogênicos para pacientes com FC. Estes resultados apoiam a necessidade de inclusão dos pacientes/cuidadores em programas educacionais e/ou novas estratégias para fornecimento de antibióticos inalatórios.
Descritores: Pseudomonas aeruginosa/isolamento & purificação
Nebulizadores e Vaporizadores/microbiologia
Contaminação de Equipamentos/estatística & dados numéricos
Fibrose Cística/terapia
-Valores de Referência
Brasil
Contagem de Colônia Microbiana
Modelos Logísticos
Descontaminação/métodos
Descontaminação/estatística & dados numéricos
Desinfecção/métodos
Desinfecção/estatística & dados numéricos
Contaminação de Equipamentos/prevenção & controle
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Multicêntrico
Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 253 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Castro, Eduardo Almeida Ribeiro de
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-948549
Autor: Gil, Adriana Costa; Bordignon, Ana Paula Pegado; Castro, Eduardo Almeida Ribeiro de; Castro, Silvia Thees; Rafael, Ricardo de Mattos Russo; Pereira, José Augusto Adler.
Título: Avaliação microbiológica de superfícies em terapia intensiva: reflexões sobre as estratégias preventivas de infecções nosocomiais / Microbiological evaluation of surfaces in intensive care: thinking about nosocomial infection prevention strategies / Evaluación microbiológica de superficies en cuidados intensivos: reflexiones sobre las estrategias preventivas de infecciones nosocomiales
Fonte: Rev. enferm. UERJ;26:e26388, jan.-dez. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: determinar o perfil microbiológico de bactérias isoladas e identificadas nos leitos e bombas infusoras na unidade de terapia intensiva de um hospital universitário do Estado do Rio de Janeiro. Método: foram coletadas nove amostras de grades das camas dos pacientes e oito de teclados de bomba infusora de uma unidade de terapia intensiva, em outubro de 2014, delimitando-se uma área de 100cm² como parâmetro para ambas as coletas. As amostras foram coletadas através de swabs estéreis que foram umedecidos e transportados em Carry & Blair. Os microrganismos foram isolados, classificados e depois testados em relação à resistência antimicrobiana. Resultados: o gênero Staphylococcus coagulase negativa foi o mais prevalente. Os testes de suscetibilidade a antimicrobianos apontaram alguns destes Staphylococci como multirresistentes. Conclusão: chama-se atenção para a necessidade de ampliação do debate multiprofissional sobre questões de segurança hospitalar, apresentando a educação permanente como um possível caminho de sucesso no controle das infecções.

Objective: to determine the microbiological profile of bacteria isolated and identified from beds and infusion pumps in the intensive care unit of a university hospital in Rio de Janeiro state. Method: nine samples were collected from patients' bed side rails and eight from infusion pump keypads in an intensive care unit in October 2014. An area of 100cm² was delimited as the sampling parameter. Samples were collected using sterile swabs, which were wetted and transported with Cary-Blair. The microorganisms were isolated, classified, and then tested for antimicrobial resistance. Results: coagulase-negative Staphylococcus was the most prevalent type. Antimicrobial susceptibility testing indicated some of these Staphylococci were multi-drug resistant. Conclusion: multi-professional discussion of hospital safety issues must be expanded, and continuing professional development emerges as one possible pathway to success in nosocomial infection control.

Objetivo: determinar el perfil microbiológico de bacterias aisladas e identificadas en las camas y las bombas de infusión en la unidad de terapia intensiva de un hospital universitario de Rio de Janeiro. Método: se recolectaron nueve muestras de rejas de camas de pacientes y ocho de paneles de las bombas de infusión de una unidad de terapia intensiva, en octubre de 2014, delimitandose un área de 100 cm2 como parámetro para ambas recolecciones. Se recolectaron las muestras a través de swabs estériles que fueron humedecidos y transportados en Carry y Blair. Los microorganismos fueron aislados, clasificados y después probados repecto a la resistencia antimicrobiana. Resultados: el género Staphylococcus coagulasa negativo fue el más prevalente. Las pruebas de susceptibilidad a antimicrobianos mostraron algunos Staphylococci como resistentes a múltiples fármacos. Conclusión: se señala la necesidad de ampliación del debate entre los profesionales de la salud, sobre cuestiones de seguridad hospitalaria, presentando la educación permanente como un posible camino de éxito en el control de las infecciones.
Descritores: Bactérias/isolamento & purificação
Leitos/microbiologia
Bombas de Infusão/microbiologia
Infecção Hospitalar/prevenção & controle
Contaminação de Equipamentos/prevenção & controle
Unidades de Terapia Intensiva
-Brasil
Estudos Transversais
Controle de Infecções
Enfermagem de Cuidados Críticos
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  3 / 253 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-901686
Autor: Felipe, Ilana Mírian Almeida; Dias, Rosane da Silva; Couto, Carolyna Lopes Leitão; Nina, Larissa Neuza da Silva; Nunes, Serlyjane Penha Hermano.
Título: Biossegurança em serviço de embelezamento: conhecimento e práticas em uma capital do nordeste brasileiro / Bioseguridad en los centros de embellecimento: conocimientos y prácticas en una capital del nordeste brasileño / Biosafety in beauty centers: knowledge and practices in a state capital in Northeast Brazil
Fonte: Rev. gaúch. enferm;38(4):e2016-3, 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo OBJETIVO Avaliar o conhecimento e as práticas de biossegurança adotadas por profissionais do segmento da beleza. MÉTODOS Pesquisa descritiva do tipo survey. Foram entrevistados 238 profissionais de serviços de embelezamento entre agosto de 2014 e 2015. As variáveis foram apresentadas por meio de frequências absolutas e relativas, bem como média e desvio padrão. RESULTADOS 62,6% dos profissionais tiveram contato com sangue de clientes sem uso de luvas; instrumentais para o atendimento e 32,8% dos entrevistados não utilizaram equipamentos de proteção individual durante suas atividades laborais. CONCLUSÕES As doenças mais citadas quanto ao risco de contágio e de transmissão na prática laboral foram as hepatites virais, HIV e fungos. Quanto aos procedimentos de biossegurança adotados, o autoclave é o equipamento menos usado na esterilização dos instrumentos.

Resumen OBJETIVO Evaluar el conocimiento y las prácticas de bioseguridad adoptadas por profesionales del segmento del embellecimiento. MÉTODOS Evaluar el conocimiento y las prácticas de bioseguridad adoptadas por profesionales del segmento del embellecimiento. RESULTADOS: 62,6% de los profesionales tuvieron contacto con sangre de clientes sin el uso de guantes; el 74,4% higienizaban las manos entre los atendimientos, el 16,8% reutilizaban materiales desechables. Ningún profesional informó la cantidad adecuada de instrumentos y el 32,8% de los entrevistados no utilizaban equipos de protección individual durante sus actividades laborales. CONCLUSIONES Las enfermedades más citadas con respecto al riesgo de contagio y de transmisión en la práctica laboral fueron las hepatitis virales, el VIH y los hongos. Acerca de los procedimientos de bioseguridad adoptados, el autoclave fue el aparato menos utilizado en la esterilización de los instrumentos.

Abstract OBJECTIVE To evaluate the knowledge and biosafety practices adopted by professionals of the beauty segment. METHODS Descriptive study, of survey type. 238 professionals of the beauty segment were interviewed between August 2014 and 2015. The variables were expressed by means of absolute and relative frequencies, as well as average and standard deviation. RESULTS 62.6% of the interviwed professionals reported having had contact with blood from customers when they were not wearing gloves; 74.4% said they washed their hands before and after each service, and only 16.8% of the respondents reported reusing nonsterilizable materials. None of them was able to inform the correct number of sets of tools needed , and 32.8% of the respondents did not use Personal Protective Equipment during their work activities. CONCLUSIONS The most frequently reported diseases associated with the risk of infection and transmission in the work activities were viral hepatitis, HIV and fungi. Regarding the biosafety procedures adopted, autoclave is the least used method for sterilizing devices. Keywords: Beauty and aesthetics centers. Exposure to biological agents. Prevention of diseases.
Descritores: Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Saúde do Trabalhador
Contenção de Riscos Biológicos
Modificação Corporal não Terapêutica
-Fatores Socioeconômicos
Indústria da Beleza/instrumentação
Indústria da Beleza/métodos
Líquidos Corporais
Brasil
Esterilização/instrumentação
Esterilização/métodos
Desinfecção/métodos
Contaminação de Equipamentos/prevenção & controle
Inquéritos e Questionários
Controle de Infecções/métodos
Controle de Infecções/estatística & dados numéricos
Luvas Protetoras/estatística & dados numéricos
Equipamentos Descartáveis/estatística & dados numéricos
Higiene das Mãos/estatística & dados numéricos
AMERICAN NURSES' ASSOCIATIONABELSON MURINE LEUKEMIA VIRUS
Doenças Profissionais/prevenção & controle
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 253 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-788037
Autor: Freitas, Raphael Ribeiro de Aquino; Tardelli, Maria Angela.
Título: Comparative analysis of ampoules and vials in sterile and conventional packaging as to microbial load and sterility test / Análise comparativa de ampolas e frascos-ampolas em embalagens estéreis e convencionais quanto a carga microbiana e teste de esterilidade
Fonte: Einstein (Säo Paulo);14(2):226-230tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To compare sterility and microbial (bacteria and fungi) load in the outer part of hyperbaric bupivacaine (Neocaína®) in ampoule and bupivacaine in vial, in conventional and sterile pack formulations. Methods The sterile packs were divided into two groups: G1 (n=16) with ampoules and G2 (n=16) with vials. Conventional formulations were divided into two groups, being G3 (n=16) with ampoules and G4 (n=16) with vials. The ampoules and vials were opened and had their content drawn. The empty bottles were then placed in sterile plastic bags and sent for analysis of microbial load (bacteria and fungi) and sterility testing. Data were analyzed using the χ2 test with Yates correction, and 95% confidence interval. Results G1 and G2 showed no bacterial growth when compared to conventional groups (p<0.001). The most common agent in conventional microbiological samples was Staphylococcus aureus. There was no fungal growth in both groups. Conclusion The use of (sterile pack) reduces the microbial load of bottles, and would decrease the chance of exposure to potential contamination of the anesthetic solution.

RESUMO Objetivo Comparar a esterilidade e a carga microbiana (bactérias e fungos) da parte externa dos frascos de envasamento de bupivacaína hiperbárica (Neocaína®) em ampola e bupivacaína em frasco-ampola das apresentações convencional e estéril (sterile pack). Métodos As apresentações estéreis (sterile pack) foram distribuídas em dois grupos, sendo que o G1 (n=16) continha as ampolas e o G2 (n=16), os frascos-ampola. As apresentações convencionais foram distribuídas em dois grupos, a saber G3 (n=16) com as ampolas e G4 (n=16) com os frascos-ampola. As ampolas e os frascos-ampolas eram abertos e tinham seu conteúdo aspirado. Os frascos vazios eram, então, acondicionados em sacos plásticos estéreis e enviados para análise quanto à carga microbiana (bactérias e fungos), bem como para o teste de esterilidade. Os dados foram analisados por meio do teste χ2 com correção Yates com intervalo de confiança de 95%. Resultados Os grupos G1 e G2 não apresentaram crescimento bacteriano quando comparado aos grupos convencionais (p<0,001). O microbiano mais comum nas amostras convencionais foi o Staphylococcus aureus. Não houve crescimento de fungos em nenhum dos grupos. Conclusão O uso de embalagens estéreis (sterile pack) diminui a carga microbiana dos frascos de envasamentos, o que diminuiria a chance de exposição a uma potencial contaminação da solução anestésica.
Descritores: Bupivacaína
Esterilização/métodos
Contaminação de Medicamentos/prevenção & controle
Contaminação de Equipamentos/prevenção & controle
Embalagem de Medicamentos/métodos
Anestésicos Locais
-Staphylococcus aureus/crescimento & desenvolvimento
Bacillus/crescimento & desenvolvimento
Fatores de Tempo
Contagem de Colônia Microbiana
Reprodutibilidade dos Testes
Fatores de Risco
Equipamentos e Provisões/microbiologia
Micrococcus/crescimento & desenvolvimento
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 253 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1004251
Autor: Salgueiro-Oliveira, Anabela de Sousa; Costa, Paulo Jorge dos Santos; Braga, Luciene Muniz; Graveto, João Manuel Garcia Nascimento; Oliveira, Vânia Silva; Parreira, Pedro Miguel Santos Dinis.
Título: Práticas relacionadas ao uso do garrote durante a punção venosa periférica: uma revisão de escopo / Health professionals' practices related with tourniquet use during peripheral venipuncture: a scoping review / Prácticas relacionadas al uso del garrote durante la punción venosa periférica: una revisión de alcance
Fonte: Rev. latinoam. enferm. (Online);27:e3125, 2019. graf.
Idioma: pt.
Projeto: Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.
Resumo: Objetivos durante a punção venosa periférica, recomenda-se o uso de um garrote acima do local da punção para potencializar a distensão venosa. Dadas as suas características e o uso em ambientes clínicos, os garrotes podem representar uma fonte de disseminação de micro-organismos. Entretanto, os resultados de estudos científicos nessa área estão dispersos na literatura. Esta revisão de escopo tem como objetivo mapear as evidências disponíveis a respeito das práticas dos profissionais de saúde no que concerne ao uso do garrote durante a punção venosa periférica e à contaminação microbiológica associada. Método revisão de escopo de acordo com a metodologia do Instituto Joanna Briggs. Dois revisores independentes analisaram a relevância dos estudos, extraíram e sintetizaram dados. Resultados quinze estudos foram incluídos na revisão. Em geral, os garrotes foram reutilizados sem processos de descontaminação recorrentes. Verificou-se que os profissionais compartilham esses dispositivos entre si e os usaram continuamente por períodos entre duas semanas e sete anos e meio. Conclusão as práticas de enfermagem relacionadas ao uso do garrote durante a punção venosa periférica não são uniformes. A reutilização de garrotes pode colocar em risco a segurança do paciente se o reprocessamento (limpeza e desinfecção/esterilização) não for adequado, dado o tipo de material do garrote e a microbiota encontrada. Novos estudos são necessários para avaliar o impacto de vários tipos de práticas de reprocessamento na descontaminação de garrotes e na segurança do paciente.

Objectives during peripheral venipuncture, health professionals are recommended to use a tourniquet above the puncture site in order to potentiate venous distension. Given its characteristics and use in clinical settings, tourniquets may represent a source of microorganism dissemination. However, the results of scientific studies in this area are scattered in the literature. This scoping review aims to map the available evidence on health professionals' practices related with tourniquet use during peripheral venipuncture and associated microbiological contamination. Methods scoping review following the Joanna Briggs Institute methodology. Two independent reviewers analyzed the relevance of the studies, extracted and synthesized data. Results fifteen studies were included in the review. Overall, tourniquets were reused without being subject to recurring decontamination processes. It has been found that practitioners share these devices among themselves and use them successively for periods between two weeks and seven and half years. Conclusion nursing practices related to tourniquet use during peripheral venipuncture are not standard. Reuse of tourniquets may jeopardize the patient's safety if reprocessing (cleaning and disinfection/sterilization) is not adequate, given the type of tourniquet material and microbiota found. New studies are needed to assess the impact of various types of reprocessing practices on tourniquet decontamination and patient safety.

Objetivos durante la punción venosa periférica, se recomienda el uso de un garrote arriba del sitio de la punción para potenciar la distensión venosa. Dadas sus características y uso en ambientes clínicos, los garrotes pueden representar una fuente de diseminación de microorganismos. Sin embargo, los resultados de estudios científicos en esta área están dispersos en la literatura. Esta revisión de alcance tiene como objetivo mapear las evidencias disponibles acerca de las prácticas de los profesionales de salud en lo que concierne al uso del garrote durante la punción venosa periférica y la contaminación microbiológica asociada. Método revisión de alcance de acuerdo con la metodología del Instituto Joanna Briggs. Dos revisores independientes analizaron la relevancia de los estudios, extrajeron y sintetizaron datos. Resultados quince estudios se incluyeron en la revisión. En general, los garrotes fueron reutilizados sin procesos de descontaminación recurrentes. Se verificó que los profesionales comparten estos dispositivos entre sí y los utilizaron continuamente por períodos entre dos semanas y siete años y medio. Conclusión las prácticas de enfermería relacionadas al uso del garrote durante la punción venosa periférica no son uniformes. La reutilización de garrotes puede poner en riesgo la seguridad del paciente si el reprocesamiento (limpieza y desinfección/esterilización) no es adecuado, dado el tipo de material del garrote y la microbiota encontrada. Nuevos estudios son necesarios para evaluar el impacto de varios tipos de prácticas de reprocesamiento en la descontaminación de garrotes y en la seguridad del paciente.
Descritores: Prática Profissional
Cateterismo/métodos
Pressão Venosa Central/fisiologia
Desinfecção/instrumentação
Contaminação de Equipamentos/prevenção & controle
-Portugal
Pessoal de Saúde
Flebotomia/métodos
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 253 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-960989
Autor: Camargo, Tamara Carolina de; Graziano, Kazuko Uchikawa; Almeida, Alda Graciele Claudio dos Santos; Suzuki, Karina; Silva, Cely Barreto da; Pinto, Flávia Morais Gomes.
Título: Microbiological evaluation of the steam sterilization of assembled laparoscopic instruments / Avaliação microbiológica da esterilização a vapor do instrumental laparoscópico montado / Evaluación microbiológica de la esterilización a vapor de instrumental laparoscópico montado
Fonte: Rev. latinoam. enferm. (Online);24:e2830, 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: ABSTRACT Objective: assess the safety of steam sterilization of assembled laparoscopic instruments with challenge contamination. Method: a laboratory experimental study, using as test samples trocars and laparoscopic graspers. Geobacillus stearothermophillus ATCC-7953 was used, with a microbial population of 106UFC/Filter paper substrate, removed from the biological indicator. Three of them were introduced into each instrument at the time of assembly, and sterilized at pressurized saturated steam, 134oC for 5 minutes. After sterilization, the instrument was disassembled and each filter paper substrate was inoculated in soybean casein culture and incubated at 56oC for 21 days. In case of absence of growth, they were subjected to heat shock of 80oC, for 20 minutes and re-incubated for 72 hours. Sample size: 185 graspers and 185 trocars, with 95% power. We paired the experiments with comparative negative control groups (5 graspers and 5 trocars with challenge contamination, sterilized disassembled) and positive control (30 filter paper supports, unsterilized), subject to the same incubation procedures. Results: there was no microbial growth in experimental and negative control. The results of the positive control were satisfactory. Conclusion: this study provided strong scientific evidence to support the safety of steam sterilizing of the assembled laparoscopic instrument.

RESUMO Objetivo: avaliar a segurança da esterilização a vapor, do instrumental laparoscópico montado com desafio da contaminação. Método: estudo experimental laboratorial, cujo corpo de prova foram trocarte e pinça laparoscópica. Utilizou-se esporos Geobacillus stearothermophillus ATCC-7953, com população microbiana de 106UFC/suporte de papel filtro, removidos do indicador biológico. Três deles foram introduzidos no interior de cada instrumento, no momento da montagem, sendo esterilizados a vapor saturado sob pressão, 134oC por 5 minutos. Depois da esterilização, o instrumental foi desmontado, e cada suporte de papel filtro foi inoculado em meio de cultura de caseína soja, incubado a 56oC por 21 dias. Não havendo crescimento, foram submetidos a um choque térmico de 80oC, por 20 minutos e reincubados por 72 horas. Tamanho da amostra, 185 pinças e 185 trocartes, com poder de 95%. Os experimentos foram acompanhados dos grupos controle negativo comparativo (5 pinças e 5 trocartes com contaminação desafio, esterilizados desmontados) e positivo (30 suportes de papel filtro, não esterilizados), submetidos aos mesmos procedimentos de incubação. Resultados: não houve nenhum crescimento microbiano nos grupos experimental e controle negativo. Os resultados do controle positivo foram satisfatórios. Conclusão: este estudo forneceu fortes evidências científicas para sustentar a segurança da prática de esterilização a vapor do instrumental laparoscópico montado.

RESUMEN Objetivo: evaluar la seguridad de la esterilización a través de vapor, de instrumental laparoscópico previamente montado con desafío de contaminación. Método: estudio experimental en laboratorio, cuyo cuerpo de prueba fueron trócarte y pinza laparoscópica. Se utilizó esporas Geobacillus stearothermophilus ATCC-7953, con población microbiana de 106UFC/soporte de papel filtro, removidos del indicador biológico. Tres de ellos fueron introducidos en el interior de cada instrumento, en el momento del montaje, los que fueron esterilizados a vapor saturado bajo presión, 134oC por 5 minutos. Después de la esterilización, el instrumental fue desmontado y cada soporte de papel filtro fue inoculado en medio de una cultura de caseína y soya, incubado a 56oC por 21 días. No habiendo crecimiento, fueron sometidos a un choque térmico de 80oC, por 20 minutos y nuevamente incubados por 72 horas. La muestra estuvo constituida por 185 pinzas y 185 trócartes, con poder de 95%. Los experimentos fueron acompañados en los grupos: control negativo comparativo (5 pinzas y 5 trócartes con contaminación desafío, esterilizados desmontados) y positivo (30 soportes de papel filtro, no esterilizados), sometidos a los mismos procedimientos de incubación. Resultados: no se encontró crecimiento microbiano en los grupos experimental y control negativo. Los resultados del control positivo fueron satisfactorios. Conclusión: este estudio suministra fuertes evidencias científicas para sustentar que la práctica, de esterilización a vapor del instrumental laparoscópico montado, es segura.
Descritores: Esterilização/métodos
Laparoscópios/microbiologia
-Vapor
Contaminação de Equipamentos
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  7 / 253 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-84943
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Divisäo Nacional de Doenças Sexualmente Transmissívies/AIDS.
Título: I parte: recomendaçoës técnicas / Part I: technical recomendations
Fonte: In: Brasil. Ministério da Saúde. Divisäo Nacional de Doenças Sexualmente Transmissíveis/AIDS. AIDS: recomendaçoës técnicas e aspectos éticos. s.l, Brasil. Ministério da Saúde, 1988. p.33-33.
Idioma: pt.
Descritores: Sorodiagnóstico da AIDS
HIV/imunologia
Complicações Infecciosas na Gravidez
Contaminação de Equipamentos/prevenção & controle
Assistência Integral à Saúde
Saúde Materno-Infantil
Unidades Hospitalares de Hemodiálise/normas
-Brasil
Fatores de Risco
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/1619.01; BR599.1; 616.98:578.828, B823a, , MT, , . 10001012455/616.98:578.828, B823a, e.2, AG, , . 10001012456


  8 / 253 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-876434
Autor: Sulzbach, Miguel Angelo; Prediger, Johan; Salvatori, Rosângela Uhrig.
Título: Contaminação microbiana em canudos plásticos coletados em lachonetes e bares de municípios do Vale do Taquari (RS) / Microbial contamination in plastic straws collected from snak bars and bars of Taquari Valley municipalitties, RS / Contaminacion microbiológica en pajas plásticas, recogidas en loncherías y bares de municipios del Valle Do Taquari, RS
Fonte: Rev. baiana saúde pública;41(1):https://doi.org/10.22278/2318-2660.2017.v41.n1.a2111, dez. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Canudos plásticos utilizados para consumo de refrigerantes e outras bebidas podem influenciar na contaminação microbiana, devido à má fiscalização higiênico- -sanitária na sua fabricação. Este estudo teve como objetivo quantificar os microrganismos presentes em canudos plásticos utilizados em bares e lanchonetes de municípios do Vale do Taquari, Rio Grande do Sul, Brasil. Trata-se de estudo quantitativo e descritivo. A análise das cinco amostras de canudos plásticos coletadas em cada um dos 15 bares e lanchonetes escolhidos aleatoriamente foi efetuada no laboratório de microbiologia da Universidade do Vale do Taquari, para os seguintes microrganismos: Staphylococcus aureus, Escherichia coli, Enterococcus spp., Pseudomonas aeruginosa e fungos. Considerou-se como amostra os cinco canudos coletados em cada bar ou lanchonete. Cada amostra foi analisada em triplicata. O resultado das análises não apontou a presença de Enterococcus spp. e Pseudomonas aeruginosa, mas identificou a presença de Staphylococcus spp. em cinco amostras (33,3%), de fungos em cinco amostras (33,3%) e de coliformes totais em uma amostra (6,6%). Concluiu-se que Staphylococcus spp., coliformes totais, bolores e leveduras (fungos) foram os microrganismos que prevaleceram nas amostras dos canudos plásticos utilizados em bares e lanchonetes de municípios do Vale do Taquari, Rio Grande do Sul, Brasil.

Plastic straws used to consume soft drinks and other beverages may influence microbial contamination due to poor sanitary inspection in their manufacture. This study aimed to quantify the microorganisms present in plastic straws used in bars and snack bars of Taquari Valley municipalities, Rio Grande do Sul, Brazil. The analysis of the five samples of plastic straws collected at each of the 15 randomly chosen bars and snack bars was carried out in the microbiology laboratory of Univates, for the following microorganisms: Staphylococcus aureus, Escherichia coli, Enterococcus spp., Pseudomonas aeruginosa and fungi. The five straws collected in each bar or snack bar were considered as samples. Each sample was analyzed in triplicate. The results of the analyses did not indicate the presence of Enterococcus spp. and Pseudomonas aeruginosa, but identified the presence of Staphylococcus spp. in five samples (33.3%), fungi in five samples (33.3%) and total coliforms in one sample (6.6%). In conclusion, Staphylococcus spp., total coliforms, molds and yeasts (fungi) were the pearlescent microorganisms in the samples of plastic straws used in bars and snack bars of the municipalities of Taquari Valley, Rio Grande do Sul, Brazil.

Pajas plásticas utilizadas para el consumo de refrescos y otras bebidas pueden influir en la contaminación microbiana, debido a la mala fiscalización higiénico-sanitaria en su fabricación. Este estudio tuvo como objetivo cuantificar los microorganismos presentes en pajas plásticas utilizadas en bares y loncherías de municipios del Valle del Taquari, Rio Grande do Sul, Brasil. El análisis de las cinco muestras de pajas plásticas recogidas en cada uno de los 15 bares y locherías elegidos aleatoriamente fue efectuado en el laboratorio de microbiología de Univates, para los siguientes microorganismos: Staphylococcus aureus, Escherichia coli, Enterococcus spp., Pseudomonas aeruginosa y hongos. Se consideró como muestra las cinco pajas recogidas en cada bar o lonchería. Cada muestra se realizó en triplicada. El resultado de los análisis no indica la presencia de Enterococcus spp. y Pseudomonas aeruginosa, pero identificó la presencia de Staphylococcus spp. en cinco muestras (33,3%), de hongos en cinco muestras (33,3%) y de coliformes totales en una muestra (6,6%). Se concluyó que Staphylococcus spp., coliformes totales, mohos y levaduras (hongos) fueron los microrganismos que prevalecieron en las muestras de pajas plásticas utilizadas en bares y loncherías de municipios del Valle del Taquari, Rio Grande do Sul, Brasil.
Descritores: Pseudomonas
Contaminação de Equipamentos
Coliformes
Microbiologia
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  9 / 253 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Andrade, Denise de
Texto completo
Id: lil-598623
Autor: Ferreira, Adriano Menis; Andrade, Denise de; Rigotti, Marcelo Alessandro; Ferreira, Maria Verônica Ferrareze.
Título: Condition of cleanliness of surfaces close to patients in an intensive care unit / Condições de limpeza de superfícies próximas ao paciente, em uma unidade de terapia intensiva / Condiciones de limpieza de superficies próximas al paciente en una unidad de terapia intensiva
Fonte: Rev. latinoam. enferm. (Online);19(3):557-564, May-June 2011. tab.
Idioma: en.
Resumo: Surface cleaning is a well-known control procedure against the dissemination of microorganisms in the hospital environment. This prospective study, carried out in an intensive care unit over the course of 14 days, describes the cleaning/disinfection conditions of four surfaces near patients. In total, 100 assessments of the surfaces were carried out after they were cleaned. Three methods were used to evaluate cleanliness: a visual inspection, an adenosine triphosphate (ATP) bioluminescence assay and testing for the presence of Staphylococcus aureus and meticillin-resistant Staphylococcus aureus/MRSA. Respectively, 20 percent, 80 percent and 16 percent of the assessments by the visual method, ATP and the presence of Staphylococcus aureus/MRSA failed. There were statistically significant differences (p<0.05) between the rates of failure of the cleaning using the ATP method, compared to the visual and microbiological methods. The visual inspection was not a reliable measure to evaluate surface cleanliness. The results demonstrated that the adopted cleaning routine should be reconsidered.

A limpeza das superfícies é reconhecidamente medida de controle da disseminação de microrganismos no ambiente hospitalar. Este estudo prospectivo, realizado em uma unidade de terapia intensiva, durante 14 dias, teve como objetivo descrever as condições de limpeza/desinfecção de quatro superfícies próximas do paciente. Cem avaliações das superfícies foram realizadas após o processo de limpeza. Utilizaram-se três métodos para avaliar a limpeza: inspeção visual, adenosina trifosfato (ATP) bioluminescência e presença de Staphylococcus aureus/MSRA. Respectivamente, 20, 80 e 16 por cento das avaliações pelos métodos visual, ATP e presença de Staphylococcus aureus/MSRA foram consideradas reprovadas. Houve diferenças estatisticamente significantes (p<0,05) entre as taxas de reprovação da limpeza utilizando os métodos ATP, comparado ao visual e microbiológico. A inspeção visual não se mostrou medida confiável para avaliar a limpeza das superfícies. Os resultados demonstram que a rotina de limpeza adotada precisa ser revista.

La limpieza de las superficies es reconocidamente una medida de control de la diseminación de microorganismos en el ambiente hospitalario. Este estudio prospectivo, realizado en una unidad de terapia intensiva, durante 14 días, tuvo como objetivo describir las condiciones de limpieza/desinfección de cuatro superficies próximas al paciente. Cien evaluaciones de las superficies fueron realizadas después del proceso de limpieza. Se utilizaron tres métodos para evaluar la limpieza: inspección visual, adenosín trifosfato (ATP) bioluminiscencia y presencia de Staphylococcus aureus/MSRA. Respectivamente, 20 por ciento, 80 por ciento y 16 por ciento de las evaluaciones por los métodos: visual, ATP y presencia de Staphylococcus aureus/MSRA, fueron consideradas reprobadas. Hubo diferencias estadísticamente significativas (p<0.05) entre las tasas de reprobación de la limpieza utilizando los métodos ATP, comparado al visual y al microbiológico. La inspección visual no se mostró una medida confiable para evaluar la limpieza de las superficies. Los resultados demostraron que la actual rutina de limpieza precisa ser modificada.
Descritores: Staphylococcus aureus
Infecção Hospitalar
Contaminação de Equipamentos
Resistência a Meticilina
Serviço de Limpeza
-Hospitais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 253 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-831986
Autor: Santos, Jaciara Aparecida Dias.
Título: Estetoscópio: instrumento de diagnóstico e de propagação microbiana? / The stethoscope: is it an instrument for diagnosis orfor microbial dissemination?
Fonte: Saude e pesqui. (Impr.);8(3):577-584, set-dez 2015. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O presente artigo teve por objetivo conhecer o potencial de contaminação e disseminação de estetoscópios para infecções relacionadas a serviços de saúde à luz da literatura. A fonte de busca foi a Biblioteca Virtual de Saúde, nas bases de dados Medline, Lilacs e SciELO, realizado no mês de fevereiro de 2015, referente aos anos de 2004 a 2014. Utilizou-se os seguintes critérios de inclusão: teses e periódicos escritos em língua inglesa, espanhola e portuguesa e acessados em texto completo sobre o tema. Foram incluídos nessa revisão 14 artigos. A presença de contaminação e a possível disseminação de micro-organismos pelos estetoscópios foi descrita por todos os estudos analisados. Dessa forma, foi possível identificar que o tema merece maior atenção, já que os estetoscópios podem atuar como vetores para as infecções nosocomiais.

The contamination and dissemination capacity of infections by stethoscopes reported in the literature is analyzed. The Virtual Health Library and databases of Medline, Lilacs and SciELO were used during February 2015 for the 2004 ­ 2014 period. The following inclusion criteria were employed: theses and journals in English, Spanish and Portuguese accessed in full text online. Fourteen articles were included where contamination and possible dissemination of microorganisms by stethoscopes were described. The theme requires deeper attention since stethoscopes may be vectors of hospital infections.
Descritores: Infecção Hospitalar
Contaminação de Equipamentos
Pessoal de Saúde
Contaminação Biológica
Estetoscópios
Responsável: BR313.1 - Biblioteca Ana Bove



página 1 de 26 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde