Base de dados : LILACS
Pesquisa : N06.850.780.325 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 110 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 11 ir para página                         

  1 / 110 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1138056
Autor: Luciano, Roberto Cunha; Macedo, Ígor Severino; Pereira, Rafael Henrique Naves; Pereira, Daniel Barros; Luciano, Dyego Vilela.
Título: Intraoperative graft decontamination during ACL reconstruction surgery / Descontaminação transoperatória de enxerto durante cirurgia de reconstrução do LCA
Fonte: Rev. bras. ortop;55(4):410-414, Jul.-Aug. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective To evaluate different decontaminants for tendon grafts, proposing an antiseptic protocol for contaminated grafts. Methods A total of 25 patients were tissue donors for the study. Each participant donated a 2.5-cm tendon sample, which was divided into 5 fragments with 5 mm each during anterior cruciate ligament (ACL) reconstruction surgery. The collected material was divided into 5 groups, totaling 125 samples. In total, four fragments of each patient were placed on the operating room floor for one minute for contamination, simulating the fall of the graft on the floor during surgery. The other fragment was immediately placed in a sterile container (group 1). One of the contaminated fragments was placed in the sterile container without being previously immersed in decontaminating solution (group 2). The remaining fragments were immersed for ten minutes in decontaminating solution: 0.5% chlorhexidine (group 3), 0.9% saline (group 4) and 0.55% ortho-phthalaldehyde (group 5), and, after this time, they were individually placed in a sterile container. The samples from the 5 groups were submitted to microbiological examination. Results Bacteria were detected in 26% of the total samples in the microbiological tests, and in group 1 there was no growth of microorganisms. In group 2, bacterial growth was observed in 16 samples. Considering the evaluation of test groups 3, 4 and 5, the percentage of decontamination was higher than the growth of microorganisms in the respective cultures. Conclusion The protocol suggested by the study showed that intraoperative graft decontamination is possible.

Resumo Objetivo Avaliar diferentes descontaminantes para enxertos de tendões, propondo um protocolo de antissepsia para o enxerto contaminado. Métodos Um total de 25 pacientes foram doadores de tecido para o estudo. Cada participante doou uma amostra de 2,5 cm de tendão, a qual foi dividida em 5 fragmentos de 5 mm durante cirurgia de reconstrução do ligamento cruzado anterior (LCA). O material coletado foi dividido em 5 grupos, totalizando 125 amostras. Ao todo, quatro fragmentos de cada paciente foram colocados sobre o piso da sala cirúrgica, durante um minuto, para contaminação, simulando a queda do enxerto no chão durante o ato operatório. O outro fragmento foi, imediatamente, colocado em um recipiente esterilizado (grupo 1). Um dos fragmentos contaminados foi colocado no recipiente esterilizado sem ser previamente imerso em solução descontaminante (grupo 2). Os demais fragmentos foram imersos, por dez minutos, em solução descontaminante: clorexidina 0,5% (grupo 3), soro fisiológico 0,9% (grupo 4) e ortoftaldeído 0,55% (grupo 5), e, após esse tempo, foram colocados individualmente em um recipiente esterilizado. As amostras dos 5 grupos foram submetidas a exame microbiológico. Resultados Houve detecção de bactérias em 26% do total de amostras nos testes microbiológicos, sendo que no grupo 1 não houve crescimento de micro-organismos. No grupo 2, observou-se crescimento bacteriano em 16 amostras. Avaliando-se os grupos de teste 3, 4 e 5, o percentual de descontaminação foi superior ao crescimento de micro-organismos nas respectivas culturas. Conclusão O protocolo sugerido pelo estudo mostrou que é possível a descontaminação transoperatória do enxerto.
Descritores: Salas Cirúrgicas
Tendões
Doadores de Tecidos
Clorexidina
Antissepsia
Descontaminação
Ligamento Cruzado Anterior
Determinação
Transplantes
Autoenxertos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  2 / 110 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-720369
Autor: Amaral, Georgiana; Carraz, Roberta; Freitas, Lilian F; Fidel, Sandra R; Castro, Antonio J. R. de.
Título: Efetividade de três soluções na descontaminação de cones de guta-percha e de resilo / Effectiveness of three solutions in disinfection of gutta-percha and resilon pellets
Fonte: Rev. bras. odontol;70(1):54-58, Jan.-Jun. 2013. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi verificar a efetividade na descontaminação de cones de guta-percha e de resilon com os seguintes grupos: hipoclorito de sódio 5,25% durante 1 minuto; hipoclorito de sódio 2,5% durante 1 minuto; clorexidina 2% durante 1 minuto; glicerina fenicada durante 24 horas. Os agentes apresentaram-se eficazes, sem diferença estatística significativa, embora a clorexidina a 2% tenha apresentado um percentual de 20% de amostras positivas tanto na guta-percha como no resilon, o que pode ser considerado relevante clinicamente. Concluiu-se que o hipoclorito de sódio e a glicerina fenicada podem ser indicados para a descontaminação de ambos os tipos de cone, nas duas concentrações testadas.

The aim of this study was to assess the effectiveness in decontamination of gutta-percha and Resilon with the following groups: 5.25% sodium hypochlorite for 1 minute; 2.5% sodium hypochlorite for 1 minute, 2% chlorhexidine during 1 minute; glycerin fenicada for 24 hours. The agents had been effective, not statistically significant, although the 2% chlorhexidine presented a higher percentage of 20% of positive samples in both the gutta-percha and Resilon in what can be considered clinically relevant. It was concluded that sodium hypochlorite and glycerin fenicada may be indicated for the decontamination of both types of cone, at the concentrations tested.
Descritores: Soluções
Descontaminação
Enterococcus faecalis
Guta-Percha
Responsável: BR485.1 - Biblioteca Mário Badan


  3 / 110 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1122070
Autor: Attia, Mazen A; Ebeid, Kamal.
Título: Effect of decontamination methods on shear bond strength of resin cement to translucent monolithic zirconia / Efeito de métodos de descontaminação na resistência ao cisalhamento entre cimento resinoso e zircônia monolítica translúcida
Fonte: Braz. dent. sci;23(4):1-9, 2020. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: Objective: The aim of this study was to evaluate the effect of decontamination methods on shear bond strength of resin cement to translucent monolithic zirconia. Material and Methods: Eighty 4-mol yttria-stabilized tetragonal zirconia polycrystal specimens were fabricated. All specimens were subjected to saliva contamination and divided into four groups (n = 20) according to the decontamination methods: 70% isopropanol (AL); zirclean (ZC); 5.25% sodium hypochlorite (NaOCL); and no cleaning (NC). All specimens were bonded by using self-adhesive resin cement. Half of the specimens in each group (n = 10) were subjected to aging. All specimens were subjected to shear bond strength test in a universal testing machine. Failure modes were evaluated by using a scanning electron microscope (SEM). The data obtained were statistically analyzed by using one-way ANOVA followed by the HSD Tukey test (p < 0.05). Results: ANOVA test revealed a significant difference among the different decontamination methods (p < 0.05). No significant differences were found among NaOCL, ZC, and AL groups as revealed by the HSD Tukey test (p > 0.05). The effect of aging was significantly different in all groups (p < 0.05); whereas, no significant difference was found in group ZC (p > 0.05). The (SEM) analysis showed mixed failures in all groups, except in group NC where only adhesive failure was observed. Conclusion: Saliva contamination during clinical evaluation significantly decreases the shear bond strength between self-adhesive resin cement and translucent monolithic zirconia. The cleaning methods have an impact on improving the bond strength between resin cement and translucent monolithic zirconia (AU)

Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito dos métodos de descontaminação na resistência ao cisalhamento entre cimento resinoso e zircônia monolítica translúcida. Material e métodos: Foram fabricados oitenta espécimes policristalinos de zircônia tetragonal estabilizada com ítria a 4 mol. Todas as amostras foram submetidas à contaminação salivar e divididas em quatro grupos (n = 20) de acordo com os métodos de descontaminação: isopropanol a 70% (AL); zircleano (ZC); Hipoclorito de sódio a 5,25% (NaOCL); e sem limpeza (NC). Todas as amostras foram cimentadas utilizando um cimento resinoso autoadesivo. Metade das amostras de cada grupo(n = 10) foram submetidas ao envelhecimento. Todas as amostras foram submetidas ao teste de resistência ao cisalhamento em uma máquina de teste universal. Os módulos de falha foram avaliados usando um microscópio eletrônico de varredura (MEV). Os dados obtidos foram analisados estatisticamente utilizando ANOVA de uma via, seguida pelo teste de HSD Tukey (p < 0,05). Resultados: O teste ANOVA revelou diferença significativa entre os diferentes métodos de descontaminação (p < 0,05). Não foram encontradas diferenças significativas entre os grupos NaOCl, ZC e AL, conforme revelado pelo teste HSD Tukey (p> 0,05). O efeito do envelhecimento foi significativamente diferente em todos os grupos (p < 0,05); enquanto nenhuma diferença significativa foi encontrada no grupo ZC (p > 0,05). A análise (SEM) mostrou falhas mistas em todos os grupos, exceto no grupo NC, onde apenas foi observada falha adesiva. Conclusão: A contaminação por saliva durante a avaliação clínica diminui significativamente a resistência ao cisalhamento entre o cimento resinoso autoadesivo e a zircônia monolítica translúcida. Os métodos de limpeza têm um impacto na melhoria da resistência da união entre o cimento resinoso e a zircônia monolítica translúcida. (AU)
Descritores: Hipoclorito de Sódio
Descontaminação
Cimentos de Resina
2-Propanol
Resistência ao Cisalhamento
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação


  4 / 110 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-873507
Autor: Fagundes, Flávia Sens; Leonardi, Denise Piotto; Haragushiku, Gisele Aihara; Baratto Filho, Flares; Tomazinho, Luiz Fernando; Tomazinho, Paulo Henrique.
Título: Eficiência de diferentes soluções na descontaminação de cones de guta-percha expostos ao Enterococcus faecalis / Effectiveness of different solutions in decontamination of gutta-percha cones exposed to Enterococcus faecalis
Fonte: RSBO (Impr.);2(2):7-11, nov. 2005. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os cones de guta-percha são os principais materiais obturadores dos canais radiculares. O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia de alguns produtos na descontaminação desses cones. No trabalho em questão, utilizaram-se 80 cones de guta-percha #40, separados em 8 grupos (10 cones). Contaminaram-se 70 cones com Enterecoccus faecalis por imersão em solução salina contendo 10 a 10 células bacterianas/mL. Os grupos sofreram descontaminação por G1: álcool 70% ; G2: álcool 70% + iodo 1%; G3: álcool 70% + clorexidina 4%; G4: clorexidina 4%; G5: NaOCl 2,5%; G6: NaOCl 5,25%; G7: solução salina; G8: não foi contaminado e não sofreu descontaminação (controle). Após 1 minuto em contato com cada produto, cinco (5) cones foram retirados, lavados em solução salina estéril e introduzidos individualmente em tubos contendo caldo BHI. Os cones restantes foram retirados após 5 minutos em contato com as soluções, repetindo o mesmo processo dos anteriores. O conjunto de tubos foi agitado por 1 minuto e levado à estufa a 37ºC por 48 horas. Os tubos que apresentavam turbidez do caldo BHI foram considerados positivos. Observou-se que no tempo de 1 minuto houve crescimento bacteriano nos grupos 1,2,5 e 7, e no tempo de 5 minutos somente os grupos 5 e 7 apresentaram crescimento bacteriano. O grupo 8 teve um cone contaminado. Com a metodologia empregada, concluímos que a associação de álcool 70% com clorexidina 4%, solução aquosa de clorexidina 4% e NaOCl 5,25% não permitiu o desenvolvimento de E. faecalis, promovendo portanto boa desinfecção dos cones de guta-percha num tempo adequado para prática clínica
Descritores: Compostos Químicos
Descontaminação
Guta-Percha
Responsável: BR39.2 - Biblioteca Professora Maria Dilma de Oliveira Gonçalves


  5 / 110 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-528958
Autor: Cunha, Ana Lúcia S. Mirancos; Molina, Eliane; Germano, Sandra R. A. de L; Fonseca, Rosa Maria Pelegrini.
Título: Estudo comparativo entre substâncias químicas utilizadas na descontaminação de instrumentais cirúrgicos / Comparative study between chemicals used to decontaminate surgical instruments
Fonte: Nursing (Säo Paulo);7(69):22-27, fev. 2004. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A eficácia da descontaminação tem sido questionada na literatura por isso foi desenvolvido o estudo com o objetivo de verificar a ação microbicida do processo de descontaminação. Foram avaliados instrumentais de 54 cirurgias de grande porte correspondendo a 216 culturas, distribuídas em: Grupo 1 - após término da cirurgia, Grupo 2 - após detergente enzimático, Grupo 3 - após fenóis sintéticos, Grupo 4 - após detergente enzimático e fenóis sintético. Os resultados mostraram crescimento de grande variedade de bactérias, no entanto não houve identificação de fungos. No grupo 1 houve positividade de 44,44 por cento, No grupo 2, 3 e 4 foram respectivamente 25,92 por cento, 12,96 por cento e 7,4 por cento. sendo o grupo 4 o de melhor desempenho. Das 54 amostras, houve crescimento compatível em apenas 5(26,32 por cento) das amostras, sendo 4 com Staphylococcus coagulase negativo e uma pseudomonas não aeruginosa. Crescimento incompatível ocorreu em 14 amostras sendo identificadas 18 bactérias, a maioria Gram negativa não fermentadora.
Descritores: Compostos Químicos
Descontaminação
Instrumentos Cirúrgicos/microbiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  6 / 110 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-421791
Autor: Castillo, Lorena.
Título: La importancia de la decontaminacion y limpieza antes de la esterilizacion del instrumental quirurgico / The importance of cleaning before the sterilization of surgical instruments
Fonte: Notas enferm. (Córdoba);3(3):19-21, 2003.
Idioma: es.
Descritores: Cloro
Contaminação de Equipamentos
Descontaminação/métodos
Desinfecção
Equipamentos Cirúrgicos
Esterilização
Óxido de Etileno
Responsável: AR475.1 - Biblioteca de la Escuela de Enfermería


  7 / 110 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-1114897
Autor: Santos-López, Matías; Jaque-Ulloa, Diego; Serrano-Aliste, Sebastián.
Título: Métodos de desinfección y reutilización de mascarillas con filtro respirador durante la pandemia de SARS-CoV-2 / Decontamination methods and reuse of filtering facepiece respirators during SARS-CoV-2 outbreak
Fonte: Int. j. odontostomatol. (Print);14(3):310-315, 2020.
Idioma: es.
Resumo: El SARS-CoV-2 es un tipo de coronavirus con un alto grado de contagio entre pacientes y personal de salud, por lo que ha provocado la emergencia sanitaria más grande de los últimos años. Los equipos de protección personal (EPP) tienen como indicación un único uso, sin embargo, la escasez de estos ha llevado a buscar métodos para descontaminarlos y reutilizarlos, asegurando su disponibilidad. La evidencia presenta múltiples procedimientos para descontaminar mascarillas con filtro respirador tipo N95 (MFR N95), pero el método ideal debe inactivar al patógeno, asegurar la integridad del filtro respirador, el ajuste de la mascarilla y la salud del personal que la utilizará. La descontaminación con peróxido de hidrógeno vaporizado, irradiación germicida ultravioleta e incubación con calor húmedo se presentan como los métodos más eficaces contra distintos patógenos. Ante la creciente demanda de EPP y MFR N95, se sugiere realizar más estudios clínicos, que evalúen la eficacia de los métodos de descontaminación específicamente contra SARS-CoV-2 y se generen protocolos que permitan reutilizar con total seguridad este vital elemento para el personal de salud.

SARS-CoV-2 is a type of coronavirus with a high risk of contagion among patients and health care workers (HCW), being the cause of the largest health emergency in recent years. Personal Protective Equipment (PPE) are indicated for a single use. However, shortage has led to research new methods to decontaminate and reuse them, ensuring its availability. Evidence presents multiple procedures to decontaminate Filtering Facepiece Respirators type N95 (FFR), despite this, the ideal treatment should inactivate the pathogen, to ensure filter integrity, mask adjustments and the safety of who use this elements. Decontamination methods as vaporized hydrogen peroxide, ultraviolet germicidal irradiation and moist heat are the most effective procedures against different pathogens. Facing the rising demand of PPE and FFR, it's suggested to conduct researches to evaluate decontamination methods efficacy, and specifically against SARS-CoV-2, to generate protocols in ways to let to HCW reuse FFR N95 totally safe.
Descritores: Pneumonia Viral/prevenção & controle
Dispositivos de Proteção Respiratória
Descontaminação/métodos
Infecções por Coronavirus/prevenção & controle
Pandemias/prevenção & controle
-Desinfecção
Contaminação de Equipamentos/prevenção & controle
Reutilização de Equipamento
Transmissão de Doença Infecciosa do Paciente para o Profissional/prevenção & controle
Filtração
Betacoronavirus
Máscaras
Limites: Humanos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  8 / 110 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1097626
Autor: Guatemala. Ministerio de Salud Pública y Asistencia Social. Unidad de Gestión de Riesgos.
Título: Descontaminación de vehículos de Emergencia / Decontamination of ambulances.
Fonte: Guatemala; MSPAS. IGR; 16 mar 2020. 4 p. tab.
Idioma: es.
Resumo: Disponer procedimientos para la adecuada descontaminación de los vehículos de emergencias que transportan pacientes.
Descritores: Pneumonia Viral/prevenção & controle
Descontaminação/métodos
Ambulâncias
Infecções por Coronavirus/prevenção & controle
-Medidas de Segurança/normas
Equipamento de Proteção Individual/provisão & distribução
Limites: Humanos
Responsável: GT5.1 - Biblioteca y Centro de Documentación Dr. Julio de León Méndez


  9 / 110 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Silva, Arlete
Bianchi, Estela Regina Ferraz
Lacerda, Rúbia Aparecida
Id: lil-268036
Autor: Graziano, Kazuko Uchikawa; Silva, Arlete; Bianchi, Estela Regina Ferraz.
Título: Limpeza, desinfecçäo, esterilizaçäo de artigos anti-sepsia / Cleaning, desinfection, sterilization of the products and antisepsis
Fonte: In: Fernandes, Antonio Tadeu; Fernandes, Maria Olívia Vaz; Ribeiro Filho, Nelson; Graziano, Kazuko Uchikawa; Cavalcante, Nilton José Fernandes; Lacerda, Rúbia Aparecida. Infecçäo hospitalar e suas interfaces na área da saúde. Säo Paulo, Atheneu, 2000. p.266-305, tab, graf.
Idioma: pt.
Descritores: Controle de Infecções
Esterilização
Infecção Hospitalar/prevenção & controle
Serviço Hospitalar de Limpeza
-Desinfetantes
Compostos Químicos
Descontaminação
Desinfecção
Doenças Transmissíveis
Equipamentos e Provisões Hospitalares
Esterilização
Responsável: BR31.1 - SIDC - Serviço de Informação e Documentação Científica
BR31.1; WX167, F391i, 2000, v.1


  10 / 110 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Camargos, Simone Magda
Soares, Lucia M. Valente
Id: lil-268385
Autor: Camargos, Simone Magda; Machinski Junior, Miguel; Soares, Lucia M. Valente.
Título: Avaliaçäo de métodos para determinaçäo de fumonisinas B1 e B2 em milho / Evaluation of analytical methods and optimization of conditions for the determination of fumonisins B1 and B2 in corn
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;58(2):71-9, jul.-dez.1999. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Sistemas de extraçäo e limpeza foram avaliados para determinaçäo de fumonisimas em milho. O método descrito por Sydenham et alii (1992) apresentou a melhor limpeza. A recuperaçäo encontrada, no entanto, estava abaixo de 50 (por cento) para fumonisinas B1 e B2 (FB1 e FB2). O método foi modificado e a extraçäo com metanol/água (3+1) foi mantida, os volumes de solventes no condicionamento e lavagem da coluna de troca aniônica forte foram aumentados para 10 mL e o volume e composiçäo do solvente de eluiçäo alterado para 20 mL metanol/ácido acético (95+5). Após estas modificaçöes a recuperaçäo elevou-se para a faixa de 93 a 96 (por cento) para FB1 e 69 a 85 (por cento) para FB2. O solvente de eluiçäo por CLAE com detecçäo por fluorescência foi modificado para acetonitrila/água/ácido acético glacial (50+50+0,5) durante os primeiros 15 minutos com troca para acetonitrila pura até o final da corrida. As condiçöes de derivaçäo das FB1 e FB2 com o o-ftaldialdeído (OPA) foram também otimizadas empregando 100 L de extrato com 200 L do reagente OPA entre 5 - 15oC por 60 segundos. As novas condiçöes melhoram os limites de detecçäo para 20 e 40 ng/g FB1 E FB2, respectivamente, e o desvio padräo relativo entre duplicatas para 0,6(por cento) para FB1 e 2,2(por cento) para FB2
Descritores: Toxinas Biológicas/análise
Zea mays/toxicidade
Micotoxinas
Cromatografia Líquida de Alta Pressão/instrumentação
-Análise de Alimentos
Contaminação de Alimentos/análise
Descontaminação/métodos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação



página 1 de 11 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde